In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


GT EM INGLATERRA

 

TF Sport’s aim is to get its pair of Aston Martins home inside the top five positions in Round 2 of the Pirelli British GT Championship on the banked Rockingham Motor Speedway (30 April-1 May). 

The official Aston Martin Racing Partner Team opened its 2016 British GT campaign in the strongest way at Brands Hatch two weeks ago, Jonny Adam and Derek Johnston laying down the gauntlet by taking a convincing victory while Jon Barnes and Mark Farmer rounded out the top six at the conclusion of the truncated and incident-packed two-hour contest.

The results far exceeded TF Sport’s objectives for the opening weekend of the 2016 season, as the team is openly prioritising consistency over race wins, in the knowledge that points win prizes in the British GT Championship.

At Rockingham, the #17 Aston Martin V12 Vantage of Adam and Johnston will be shackled by a success penalty, therefore it may be up to Jon Barnes and Mark Farmer to lead the TF Sport charge and help the team score big.

TF Sport Director, Tom Ferrier, said: “The aim is the same – to get both cars in the top five positions – for the second round of the British GT Championship at Rockingham. If we keep doing that, it should all work out and lead to a strong championship result at the end of the year. It will be hard for Jonny (Adam) and Derek (Johnston) to repeat their Brands Hatch win with their pit stop penalty and Jon (Barnes) and Mark (Farmer) should lead the charge if the race runs smoothly without incident. Equally, anything can happen in British GT!

“The pre-season test day we had at Rockingham revealed that all four of our drivers possess decent pace. It isn’t an ‘Aston Martin circuit’, being so tight and twisty, and it’s impossible to tell which tyres and fuel loads teams were running in testing, but we’re competitive as a package. One thing that will be prominent is tyre wear. Rockingham is hugely abrasive and you’ll have one shot in qualifying before the tyres degrade.”

Qualifying for Round 2 of the 2016 Pirelli British GT Championship at Rockingham Motor Speedway takes place from 15.35 on Saturday (30 April), with the two-hour race at 13.00 the following day (Sunday 1 May)11-0003 Copy

 

ABEL MARQUES SEM SORTE

 

LEGENDS CUP – CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS 1300

 

ABEL MARQUES SEM SORTE



FOX 5463_CopyFOX 5664_Copy

Abel Marques teve mesmo um fim de semana difícil na jornada inaugural da Legends Cup, e Campeonato Nacional de Clássicos, onde  alguns problemas não deixaram os dois carros de origem italiana  fazerem as  duas corridas sem contratempos.

De referir que para esta prova, Abel Marques repartiu o volante do Autobianchi A 112 e do  Fiat Tipo com Sérgio Monteiro. Assim em relação à actuação do Fiat Tipo em pista, na sessão de treinos cronometrados faria um excelente crono com 2.09.802, correspondente ao 13º lugar na grelha de partida. Na primeira corrida, acabaria por ver a bandeira de xadrez, na 12ª posição, tendo feito um tempo fabuloso de 2.08.251.Mas a verdade é que para a segunda corrida as coisas não correram bem, e o Fiat Tipo ficou pelo caminho com o motor gripado.

Em relação ao Autobianchi A 112,na prova do Campeonato Nacional de Clássicos, e sendo o carro de menor cilindrada em pista, na sessão de treinos cronometrados Abel Marques  faria o 32º tempo, com 2.35.364.Na primeira corrida, faria a sua prova, cortando a linha de chegada na 27ª posição tendo feito a sua melhor volta em 2.37.452.Tal como o Fiat Tipo, a segunda corrida seria madrasta e o pequeno Autobianchi acabaria por ficar pelo caminho com problemas mecânicos.

Por isso no final, Abel Marques dizia-nos “ o que posso dizer…foi muito azar para um fim de semana só, o motor do Fiat Tipo gripou, agora vamos lá ver o que poderemos fazer para recuperar, foi pena, pois o carro estava mesmo bom. Em relação ao Autobianchi A 112    esteve muito bem, só que alguns problemas mecânicos levaram a parar para não provocar danos. Agora vamos de ver o que se passou aqui, e tentar que os carros estejam ok para a prova de Braga a ter lugar dentro de algum tempo. Foi pena que tudo isto acontecesse   logo no mesmo fim de semana, mas a verdade é que as corridas têm destes imponderáveis, agora há que pensar solucionar tudo isto e preparara para a próxima prova “, disse-nos

 

NISSAN É NOTICIA

 

NISSAN ANUNCIA RECORDE DE VENDAS NA EUROPA OCIDENTAL NO ANO FISCAL DE 2015

•  Recorde de vendas na Europa Ocidental impulsionado pelo crescimento nos principais mercados, incluindo Alemanha, Espanha, França, Itália e Reino Unido

•  Quota de mercado na Europa Ocidental mantida a um nível recorde

•  Quota do mercado europeu do Grupo Nissan (incluindo Infiniti e Datsun) de 4,0%, em linha com o ano fiscal de 2014

•  Melhores vendas de veículos elétricos de sempre, com 16.916 Nissan LEAF e 3.794 e-NV200 vendidos na Europa;

•  Qashqai, Juke e X-Trail fazem da Nissan a marca n.º 1 em crossovers

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

http://www.newsroom.nissan-europe.com/media/images/subscriptionthumb/137888_23_21.aspx

 

SUGESTÃO DA SEMANA

 

22º Super Bock Super Rock

Programação completa do Palco Carlsberg com as novas confirmações de:
RIOT

14 de julho

Trikk
Moullinex
15 de julho
Daniel Haaksman
Batida – Uma Lata DJ Set
16 de julho

Nomes estes que se juntam aos já confirmados DJ Shadow, Bomba Estereo, Lion Babe e DJ Ride.


14, 15, 16 de julho, Parque das Nações - Lisboa
www.superbocksuperrock.pt facebook.com/sbsr

No Super Bock Super Rock ressoam muitos géneros, mesmo que a atitude rock seja sempre a protagonista. No Palco Carlsberg, situado na Sala Tejo do MEO Arena, a música ecoará em formato after-hours, para fazer vibrar os corpos, numa celebração de sons eletrónicos de diferentes estilos, por artistas de nomeada de Portugal e do resto do mundo. A completar a programação do Palco Carlsberg, as confirmações de RIOT,  Moullinex, Batida – Uma Lata DJ Set, Daniel Haaksman, e Trikk.

alt

Site Oficial | Facebook | Control of People

RIOT é Rui Pité. Conhecido membro Buraka Som Sistema, começou como baterista numa banda de garagem e funda Cooltrain Crew, o mais antigo coletivo nacional de Jungle/Drum & Bass, em conjunto com João Barbosa (conhecido como Branko, também ele membro fundador dos Buraka). Apaixonado pelo drum & bass e a música eletrónica com ingredientes tropicais, encontra-se igualmente com o Zouk Bass, género musical baseado nas sonoridades zouk das Antilhas e da kizomba de África. Em 2014 edita pela Enchufada, com o EP "Originator". Para além das noites "Fala Baixo", sismos a abanarem o Cais de Sodré, tem actuado por geografias como Copenhaga, Ilhas Canárias, entre outros lugares. Dia 14 de julho é a vez de agitar o Super Bock Super Rock.


 

alt
 

Site Oficial | Facebook | Elsewhere
 

Moullinex é o projeto do viseense Luís Clara Gomes. Produtor, DJ, músico e dono da editora Discotexas, que fundou em 2006, com o cúmplice Xinobi, tem já dois discos de originais. O último chama-se “Elsewhere”, edição mais orgânica do que o trabalho de estreia, vem cheia de soul e funk do passado, com garage rock, MPB e psicadelismo à mistura, não faltando, claro, sintetizadores a soar a nostalgia. Em “Elsewhere” Moullinex assume as vocalizações, sendo protagonista total de um disco que, como em tudo o que toca, faz mexer o corpo e as emoções. A não perder, dia 15 de julho.

alt


Site Oficial | Facebook

Também no dia 15 de julho, um filho do Porto, Trikk. Este jovem talento é um dos principais embaixadores do movimento underground da cidade Invicta. Depois de editar através de editoras como a Pets Recordings e a Man Make Music, e de ter feito remixes para a Hotflush Recordings, provou que é um dos nomes a reter a nível nacional. Neste momento encontra-se em Londres onde tem passado os seus dias a produzir house elaborado, rápido e lento, áspero e suave, tudo ao mesmo tempo. Jovem, corajoso e único, um talentoso membro do underground de hoje.

alt
 

Site Oficial | Facebook | Querido
 

De Berlim, carregado de música, chega Daniel Haasksman. Como DJ, tem percorrido o mundo com sets onde mistura baile funk, house, trap, bubbling, kuduro, entre outros géneros. No entanto, revela muitas facetas: é dono da editora Man Recordings, um dos principais selos do género designado por Tropical Bass Music, tendo lançado, entre outros, nomes como Diplo, Schlachthofbronx, Crookers, Bert On Beats e artistas brasileiros como Deize Tigrona, João Brasil ou Marina Gasolina. Realiza semanalmente o programa “Luso FM“ na rádio pública alemã e escreve para várias publicações. Em 2004, com a compilação "Rio Baile Funk Favela Booty Beats" ofereceu ao mundo o som das favelas, criando o movimento sonoro “Baile Funk“. Editou recentemente “African Fabrics”, revelando o seu génio e capacidade de harmonizar uma miríade de estilos. Para dançar, no dia 16 de julho.


alt

Site Oficial | Facebook | Boileroom DJ Set

Batida - Uma Lata DJ Set é o projeto de Pedro Coquenão. Começou por ser um programa de rádio com o intuito de divulgar a mais inovadora e interessante música africana. Depressa cresceu para os melhores palcos do mundo como Glastonbury, Roskilde, Pitch, Lowlands ou Eurockéennes, apenas alguns exemplos de uma lista extensa. O ano passado, a revista de música francesa Les InRockuptibles, considerou o seu espetáculo um dos melhores de 2015. Já este ano, a dança faz-se com os mesmos ingredientes: África e contemporaneidade. Com os congoleses vencedores de um Grammy, Konono Nº1, editou “Konono No1 Meets Batida”​. Como DJ, oferece sets vibrantes e únicos. Chega ao palco Carlsberg do Super Bock Super Rock no dia 16 de julho com Batida – Uma Lata DJ Set, um DJ Set especial que Pedro Coquenão descreve assim:

 “Tentei escolher o nome mais literal e auto explicativo possível, para não enganar ninguém. Não é um concerto. Nesta noite, sou um DJ com uma lata. A mesma que uso nos meus shows como instrumento, desta vez vai servir para misturar temas favoritos e brincar com alguns dos meus próprios temas e remisturas. Vai ser a primeira vez que me apresento assim. Sendo que habitualmente gosto de me fazer bem acompanhado e como tenho uma grande dificuldade em separar a palavra música da palavra dança, acho que não preciso de me explicar mais. Há que manter um certo mistério nestas coisas. Já disse que é a primeira vez que me apresento assim?”

O Palco Carlsberg do Super Bock Super Rock será, assim, definitivamente, o melhor lugar para terminar as noites de 14, 15 e 16 de julho.

Mais novidades a anunciar brevemente.

Já confirmados:

14 de julho

Palco Super Bock - Disclosure, The National, The Temper Trap
Palco EDP - Jamie XX, Kurt Vile, Villagers, Lucius, Surma (artista recomendada Tradiio)
Palco Carlsberg - DJ Shadow, Bomba Estereo, RIOT

15 de julho

Palco Super Bock - Iggy Pop, Massive Attack & Young FathersBloc Party
Palco EDP - Mac DeMarco, Rhye, Kwabs, Petite Noir, Pás de Problème
Palco Carlsberg - Lion Babe, Moullinex, Trikk

16 de julho

Palco Super Bock - Kendrick Lamar, De La Soul, Orelha Negra
Palco EDP - GNR - Psicopátria, FIDLAR, Capicua, Kelela, The Parrots
Palco Carlsberg - DJ Ride, Batida – Uma Lata DJ Set, Daniel Haaksman

Informação de Bilhetes


Preço dos Bilhetes

Passe 3 dias: 95€

Bilhete Diário: 50€

Fã Pack Exclusivo FNAC: ESGOTADO

Locais de Venda

Blueticket, Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), no Facebook, FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena ;Turismo de Lisboa; lojas Media Markt; Bilheteiras MEO Arena; rede PAGAQUI; Agências Top Atlântico. Place & Tickets


Espanha: Ticketea, Ticketmaster, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Reino Unido: Seetickets, Festicket

Alemanha: Ticketmaster

França: FNAC, Carrefour, Géant, Magasins U, Intermarché


 

 

ESPIRITO DO CARAMULO

 

Prova de Regularidade e Velocidade volta à Rampa do Caramulo Prova Espírito do Caramulo regressa a 5 de Junho Caramulo,

 

 O Espírito do Caramulo, prova de velocidade na rampa do Caramulo, organizada pelo Museu do Caramulo e pelo Clube Automóvel de Viseu, regressa no próximo dia 5 de Junho, Domingo. Considerado o “aquecimento” para as provas anuais no traçado da rampa, a prova do Espírito do Caramulo assume um traçado com cerca de 2.800 metros de extensão, pela serra acima, sendo há muito um ícone do panorama automobilístico nacional pelas suas características técnicas que potenciam a velocidade e lhe conferem um carisma especial. Para além da prova de velocidade, a edição deste ano volta a contar com a categoria de Regularidade, que permite a participação de automóveis sem o arco de segurança (roll-bar), além de alargar o espectro a outro tipo de participantes que preferem este modelo ao da velocidade. Para a categoria de velocidade é exigida a licença desportiva nacional C e mantém-se a admissão de todos os participantes que cumpram as normas de segurança descritas no regulamento como o uso de capacete, cintos e bacquet com certificação FPAK, fato, luvas, balaclava e botas de competição, com homologação, mesmo que a mesma esteja caducada. É exigido roll-bar, cortacorrente interno, assim como um extintor no interior da viatura de, no mínimo, 2 Kg, dentro da validade.

 

 Mantendo a tendência das últimas edições, em 2016 a organização continuará a apostar na participação de pilotos femininas, com um prémio próprio para esta categoria, reconhecendo assim a sua importância no desporto automóvel. Simultaneamente, e como já é tradição no evento, vão decorrer, em paralelo à rampa, vários passeios e concentrações de clubes. Todos estes passeios farão o percurso da rampa em desfile, logo após a última subida oficial. Programa: 09h45 - Início das subidas de treino: 2 subidas 12h00 - Chegada dos passeios e concentrações de clubes 13h00 - Início das subidas de prova: 3 subidas 17h30 - Desfile das várias concentrações pelo percurso da rampa

 

TT NO BRASIL

 

Rally Paraná aquece os motores para a segunda etapa em Castro

Nos desafios off-road das categorias Master, Graduados, Turismo e Light, os competidores terão diversão garantida a bordo dos veículos 4x4, no dia 07 de maio

Na próxima semana alguns dos melhores pilotos e navegadores do país irão participar do Rally Paraná, válido pelo Campeonato Paranaense de Rally 4x4, prova exclusiva de regularidade, para as categorias: Master, Graduados, Turismo e Light. No dia 06 e 07 de maio, a cidade de Castro, situadas na Região Centro-Sul (Campos Gerais) do Paraná, distante 159 quilômetros da capital (Curitiba).

Para a segunda etapa o grid deve conter aproximadamente 60 veículos. "Já temos 54 inscritos", disse Vander Hirt, diretor de prova do Rally Paraná. "A prova será quase que em sua totalidade dentro de fazenda de reflorestamento, com algumas surpresas que farão o diferencial entre os competidores. Pilotos e navegadores deverão estar atentos para evitar erros de trajeto, e as médias de velocidade darão um toque especial ao certame", destacou o organizador.

As inscrições para a etapa de Castro continuam abertas e os interessados poderão confirmar presença no site oficial, www.rallyparana.webnode.com, onde também encontrarão todas as informações.

O Rally Paraná tem patrocínio de Ouro Trilha Eurocar, Zenz Bonés, Dispauto , Barracão do Jeep, Mamute Off Road e patrocínio local do Jeep Clube de Castro, Equipe Castro Rally e Prefeitura Municipal de Castro. A supervisão é da Federação Paranaense de Automobilismo, locução de Marcelo Caiano e apuração da Totem.

Programação:

Sexta-feira, 06 de maio
18h00 às 22h00 - Secretaria de prova
Local: Chácara Basílio no Tronco (Hoberson Henning)

Sábado, 07 de maio
9h01 - Largada
Local: Parque Lacustre
- Percurso: Terra Nova, Conceição e Abapan;
14h00 - Início da chegada e cerimônia de premiação
Local: Chácara Basílio no Tronco (Hoberson Henning)
Almoço: Carneiro no Rolete

Calendário Campeonato Paranaense de Rally 4x4

Etapa 1 - 27 de fevereiro - Cascavel
Etapa 2 - 07 de maio - Castro
Etapa 3 - 09 de julho - Umuarama
Etapa 4 - 27 de agosto - Cachorro Louco - Curitiba
Etapa 5 - 15 de outubro - Apucarana
Etapa 6 - 10 de dezembro - Rally da Meia Noite - Curitiba
*Sujeito a alteração

 

A primeira etapa da temporada 2016 foi realizada em Cascavel no início de março (Foto: Myckael Allan )

A primeira etapa da temporada 2016 foi realizada em Cascavel no início de março (Foto: Myckael Allan )
Alta  | Web

Muita disputa aguarda os competidores na próxima semana em Castro (PR) (Divulgação)

Muita disputa aguarda os competidores na próxima semana em Castro (PR) (Divulgação)
Alta  | Web



 

MOTOS - BRASIL

 

SuperBike Brasil - Novo formato de pontuação incentiva disputas por posições

Próxima etapa: 22 de maio em Interlagos - SP

alt

Categoria SuperBike | 1ª etapa em Interlagos (SP)
Johanes Duarte/VGCOM

  A temporada 2016 do SuperBike Brasil, o maior campeonato de motovelocidade das Américas, já iniciou com grandes disputas pela liderança em suas diversas categorias e isso deverá ser uma marca registrada da competição neste ano. Além do ingresso de novos pilotos, que incrementaram essa briga pela ponta, uma modificação no regulamento criou uma motivação a mais para que os competidores partam pra cima de seus adversários.

O formato da pontuação foi atualizado e incentiva a disputa pelas primeiras colocações. Na temporada passada os 20 primeiros colocados recebiam pontos ao completar a prova e a diferença entre as colocações era pequena. O vencedor recebia 25 pontos, o segundo colocado 22, o terceiro 20, o quarto 18, o quinto 16 e a partir de então, até o vigésimo lugar, seguia em contagem regressiva. Para os pilotos que disputavam a ponta não seria uma ‘tragédia’ perder uma vice-liderança para terminar em terceiro. Seriam apenas dois pontos a menos e um risco desnecessário de um possível erro ou queda. Já para os pilotos do fim da tabela, bastava completar a prova que somariam alguma pontuação.

Neste ano isso mudou. A primeira colocação tem um peso bem maior. Apesar de manter os mesmos 25 pontos, as colocações seguintes tiveram suas pontuações reduzidas, dando assim ainda mais valor a uma vitória. No atual regulamento, o vice-líder recebe 20 pontos e terceiro lugar 16. Assim, a diferença que na temporada passada ficava em apenas cinco pontos entre o líder e o terceiro, agora sobe para nove. Ou seja, o campeonato dará prioridade para os vencedores, e será mais difícil para um piloto regular, mas que não chega a conquistar vitórias, alcançar o título.

Outra mudança: apenas os 15 primeiros pontuarão, o que fará com que os pilotos intermediários briguem ainda mais para conquistarem melhores posições. Caso aplicássemos essas mudanças nos resultados de temporada passada teríamos novos campeões. Tomando por exemplo a Copa Kawasaki Ninja 300, uma das categorias mais disputadas do SuperBike Brasil, o atual campeão, Niko Ramos (#822), da Tecfil Racing Team, perderia o título e ficaria com a vice-liderança. O piloto, que somou 242 pontos, passaria a ter 213 e cederia o campeonato para Indiana Muñoz Gomes (#199), da equipe Mobil Ituran Racing, que fecharia 214 pontos. E a principal causa disto seria o número de vitórias. Indy somou quatro, além de três segundos lugares, contra apenas três vitórias e dois segundos lugares de Niko Ramos.

Outra mudança seria na categoria Copa Honda CBR 500R. Lucas Dezeró (#7), da equipe Alemão Pneus, foi campeão com 197 pontos, porém, com apenas duas vitórias. Aplicando o novo regulamento, Dezeró fecharia 175 pontos e cairia para a segunda colocação. Já Leonardo Tamburro (#53), da Honda MotoSchool de Talentos, seria o novo campeão. O piloto, que encerrou a temporada em segundo com 195 pontos, caso fosse aplicada a nova regra, seria beneficiado por suas cinco vitórias. Ele encerraria a competição com 185 pontos e ainda abriria uma leve vantagem para Dezeró.

Confira abaixo as diferenças de pontuação entre a temporada 2015 e a deste ano:

Posição:              2015      2016

1º:                          25           25

2º:                          22           20

3º:                          20           16

4º:                          18           13

5º:                          16           11

6º:                          15           10

7º:                          14           9

8º:                          13           8

9º:                          12           7

10º:                        11           6

11º:                        10           5

12º:                        9             4

13º:                        8             3

14º:                        7             2

15º:                        6             1

16º:                        5             0

17º:                        4             0

18º:                        3             0

19º:                        2             0

20º:                        1             0

O SuperBike Brasil tem Patrocínio Silver Honda, Mobil, Pirelli e Yamaha. Patrocínio Bronze Premium de Kawasaki, Ducati e MotoSchool. Patrocínio Bronze de Shark, Diafrag, Alpinestars e Tutto Moto.  

Ingressos para ARQUIBANCADA são GRATUITOS. Informações Adicionais: Tel.: 11 5524-5684 ou pelo site: www.superbikebrasil.com  

SERVIÇO

2ª etapa SuperBike Brasil - 22 de Maio

Autódromo de Interlagos - SP - Av. Sen. Teotônio Vilela, 261 

 

OBSERVADOR CETELEM

 

Observador Cetelem analisa os desafios do novo automóvel

 

Viatura conectada: um quarto dos portugueses receia pela sua segurança

 

Apesar da maioria dos indivíduos ver com bons olhos os avanços da viatura conectada, persistem ainda alguns medos entre os automobilistas portugueses. O receio pela própria segurança (25%) e a apreensão de deixar de controlar o veículo (25%) são as principais inquietudes perante a viatura conectada. Estas são conclusões do Observador Cetelem que, no seu mais recente estudo, procura saber quais os novos desafios do mercado automóvel.

Além das preocupações relacionadas com o controlo e a segurança dos novos automóveis, muitos portugueses receiam a utilização que pode ser feita das informações comunicadas pelo veículo (23%). São também numerosos aqueles que associam à viatura conectada um risco suplementar de avaria (18%) e os que temem que as funcionalidades do seu carro sejam rapidamente ultrapassadas (7%). Apenas 4% dos automobilistas portugueses receiam deixar de sentir o prazer da condução; a percentagem mais baixa dos 15 países analisados pelo Observador Cetelem.

«As novas tecnologias vieram permitir que o condutor consiga enfrentar situações de condução difíceis, até mesmo perigosas, graças sobretudo aos numerosos sistemas de assistência. E no entanto, paradoxalmente, a segurança constitui a principal inquietude dos automobilistas face à viatura conectada», declara Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

Tal como em Portugal, também no resto do mundo a viatura conectada suscita ainda alguns receios: 37% dos automobilistas mundiais admitem sentirem-se inquietos perante os progressos do automóvel. Essa percentagem chega mesmo aos 54% nos Estados Unidos e aos 46% em França. Entre os principais motivos de preocupação está, mais uma vez, o medo de não controlar totalmente o veículo (24%) e a desconfiança sobre a utilização que poderá ser feita dos dados transmitidos (22%).

 

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de julho de 2015, em quinze países (África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia). No total, foram questionados mais de 8.500 proprietários de ma viatura adquirida nos últimos cinco anos.

 

NUNO SOARES COM ALGUMAS LIMITAÇÕES NO ESTORIL

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

 

HRC 1300

 

ESTORIL

 

FOX 5490_CopyFOX 5946_CopyNUNO1 Copy

NUNO SOARES COM ALGUMAS LIMITAÇÕES NO ESTORIL

 

O actual Vice Campeão na categoria dos 1300, Nuno Soares não teve um fim de semana fácil na jornada inaugural que teve lugar  no autódromo do Estoril. Assim na sessão de treinos livres, Nuno Soares faria um tempo na ordem dos 2.14.110, correspondente ao terceiro lugar nos H 71.

Já na sessão de treinos cronometrados,  o Datsun 1200 começa com alguns problemas de rendimento, e acabaria  por conseguir fazer 2.19.125, e o 7º tempo entre os participantes na categoria H 71.

A verdade ´que mal se acende o semáforo verde para a primeira corrida, Nuno Soares explica o que se passou a bordo do Datsun  1200 “ após um inicio de corrida demasiado confuso, pois vi duplas bandeiras amarelas, acabei por não entender o que na realidade se passava. Só viria a perceber no final da corrida, quando recebi um pedido de desculpas por parte da direcção de prova, que assim minimizou o ocorrido. Depois de tudo isto a prova em si fiz o que foi possível dentro das limitações com que nos   deparáramos ao longo do fim de semana, com alguns problemas que nos condicionaram o andamento, mas agora há que pensar na próxima prova, para assim podermos lutar pela vitória, pois esse é o meu objectivo, sempre que corro .Mesmo com todas estas limitações fiz a melhor volta em 2.15.846”

Segundo Nuno Soares” quero agradecer  todo o apoio da RP Motorsport, Daikiri Loungue Bar – Praia da Madalena, Smart Invicta, Mbit, Caetano Power, GoWeb, Habitabem; BBresidences 4; Real Bobinagem, Real Auto, Gt Competizione

 

NOVIDADES NO TT EM PORTUGAL

 

Com o apoio da Ford Lusitana, está confirmado mais um projecto para o Nacional de TT, desta feita com dois ex-motars. João Rosa estreia a Ranger (ex-Xevi Pons no Dakar 2016) em Reguengos, enquanto Paulo Marques terá uma idêntica na prova seguinte

 

 

.

 

 

NOTA : Fomos  contactados esta tarde pela Ford Lusitana, que confirma não ter qualquer tipo de envolvimento a nível oficial no Todo o Terreno em Portugal, por isso ao que tudo indica este projecto será privado

 

 

 

 

ANTÓNIO CAMILO MOSTROU O SEU VALOR

 

ESTORIL

 

LEGENDS

 

ANTÓNIO CAMILO MOSTROU O SEU VALOR EM PISTA


FOX 5705_CopyFOX 5811_Copy

O piloto de Vila Real trouxe para os Legenda Cup um competitivo Citroen Saxo,  e desde que entrou em pista, começou a mostrar a mais valia do carro, conseguindo fazer nos treinos livres que foram feitos em conjunto com os participantes do Campeonato Nacional de Clássicos,  na sua melhor volta um tempo de 2.04.191, o que lhe garantiu a 9ª posição na grelha de partida. Aliás António Camilo  argumentava “ parti para os treinos livres, tentando dar o meu melhor, e acabei por conseguir realizar um bom tempo que me deu a nona posição da grelha de partida provisória, o que logicamente me deixou confiante para as duas corridas que se aproximavam “.

 

No dia seguinte nos treinos cronometrados, ainda fez melhor, pois   seria autor dum excelente crono com  2.03.124, dando acesso á segunda fila da grelha de partida, mas a verdade é que esta alegria não iria durar muito, pois António Camilo seria penalizado, em dez posições, como nos descreveu “ o sábado foi o dia dos treinos cronometrados, e o meu objectivo era melhorar o meu tempo do dia anterior, e consegui na realidade baixar de forma significativa, no entanto seria alvo duma penalização por ter ultrapassado numa zona de bandeiras amarelas. Assim da 4ª vim para a 14ª posição, o que logicamente me veio colocar no meio do pelotão e de toda a confusão que isso gera. A verdade é que arranquei, ainda faria cinco voltas para ser obrigado a desistir, isso depois de ter feito uma grande recuperação, tendo inclusive ultrapassado uma série de adversários, mas quando menos contava, eis   que sai num tirante da caixa de velocidades, e acabei por ter de parar, quando estava a realizar uma excelente prova, com a possibilidade de subir um pouco mais na classificação geral”.

 

 

Nessa altura, depois de trazerem o Citroen Saxo, para a zona de assistência, foi tempo de meter “mãos à obra”, mas segundo António Camilo “ nesse momento valeram-me todos os meus amigos, e família presentes, e todos eles deram o seu incentivo depois deste desapontamento, e aproveito para agradecer  ao Pedro Alves, Augusto Alves, à minha  mãe, ao meu irmão Emanuel Camilo, Pedro Botelho, Manuel Fernandes, António Fernandes, Julito, Valter Caldeira, João Sousa, Carlos Sousa, António Coelho, Ângelo Gomes, Adriano e  muitos mais”.

 

A verdade é que no dia seguinte, já com outro ânimo, António Camilo entra em pista com o objectivo de terminar o melhor classificado possível, e a verdade se assim pensou, assim o fez, como nos contou “depois do arranque para a 2ª corrida, onde acabei de partir de antepenúltimo, mesmo no fundo da grelha de partida, tentei andar o mais depressa possível, sem cometer erros, e recuperar posições. Perto do fim da corrida surge uma situação de safety car, onde todos ficamos muito juntos, e mal o safety car sai, nova luta, em que consigo chegar até ao 5º  lugar da geral e terceiro da classe”. Em jeito de balanço “     foi um grande fim de semana onde me diverti muito, fiz novas amizades e reforcei outras”.

 

 

Para terminar “Por fim gostaria de agradecer todo o apoio e presença de todos os pilotos de Vila Real. Todos contribuíram para que as corridas corressem bem e proporcionaram incríveis momentos. Quero deixar um agradecimento especial ao meu pai pois sem ele nada disto era possível. OBRIGADO PAI. O meu muito obrigado a toda a equipa da garagem Veiga de Vila Real por me deixarem ficar a seu lado durante todo o fim de semana. Obrigado João Sousa e Carlos Sousa. Agradeço também à equipa ACF Motorsport por toda a ajuda prestada. A palavra final fica para agradecer ao mecânicos da Z. Sousa & Camilo, Lda.: Ângelo Gomes e Adriano   por terem colocado o carro na sua melhor performance.

De momento quero deixar uma palavra de força e sorte a todos os meus adversários e amigos pilotos de Vila Real para conseguirem estar presentes em Braga na máxima força e proporcionarem grandes momentos em pista.”

 

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL

 

1ª Corrida

Desistência

2ª Corrida

1º João Novo – Ford Sierra RS 500 Cosworth

2º Ricardo Diniz – Honda

3º Rui Gonçalo – BMW M 3

4º José Meireles – Toyota Carina E

5º ANTÓNIO CAMILO – CITROEN SAXO CUP

 

VILLACORBA CORSE

 

Strong weekend for Villorba Corse with Maserati at Monza

 

Italian team marked the debut of their racing programme with three cars of the House of the Trident with one overall win for Anselmi / Sernagiotto and two Am podiums for Fogliani / Zamparini in the first round of the Competition102 GT4 European Series

 

Villorba Corse_Maserati_Anselmi_Sernagiotto_action_Monza_PhChrisSchotanus_CopyVillorba Corse_Maserati_Fogliani_Zamparini_AM_action_Monza_PhChrisSchotanus_Copy.Scuderia Villorba Corse scored the overall win and the Am first place on Saturday's race-1 and clinched another Am podium on Sunday's race-2 in the first round of the Competition102 GT4 European Series held in Monza on April 23-24. To the Italian team led by Raimondo Amadio this was the best and strong way to start their “Maserati Squadra Clienti” racing programme and their co-operation with the House of the Trident. Villorba Corse #90 Maserati Gran Turismo MC won race-1 with Luca Anselmi / Giorgio Sernagiotto, while the #77 car was scoring a win in class in the Am category with Alessandro Fogliani / Patrick Zamparini. Fogliani /Zamparini also finished third in class in the second race of the weekend. Still in the Am category, fourth and sixth in race-1 and race-2 respectively managed to finish the #50 Maserati of Polish drivers Piotr and Andri Chodzen.

 

Team Principal Amadio says:Our double win on Saturday and the race-2 results represent a team achievement which crowns our long winter work. To Villorba Corse a great reward comes from being the first team to claim the first victory and to put the seal of Maserati in the return of such an important brand in the GT competitions, among other things at the debut of this new adventure together. Now we will have to keep on working hard to be competitive for next race at Pau”.

 

Competition102 GT4 European Series2016 calendar:Apr. 24 Monza(ITA); May 15 Pau(FRA); June 12 Silverstone(GBR); July 10 Spa(BEL); Sept. 24Budapest(HUN); Oct. 9 Zandvoort(NED).

 

CASACA E NASCIMENTO EM REGUENGOS

 

Rali TT Reguengos de Monsaraz

 

Miguel Casaca e Filipe Nascimento em Reguengos

 

A M&B Racing estará com dois carros, no passado preparados e conduzidos por João Ramos,  à partida da segunda prova do campeonato nacional de Todo o Terreno em Reguengos de Monsaraz.

Um dos carros, já testado em Fronteira no ano passado pela equipa e melhorado este ano pela FeraRacing será conduzido na classe T1 por Miguel Casaca e navegado por Pedro Tavares, ambos de Cascais.

O outro protótipo RAV4, adquirido já este ano e ainda em estudo pela equipa, será conduzido por Filipe Nascimento de Coimbra e será navegado por Filipe Fernandes – Fifé!, na classe T8.

Ambos os condutores têm já alguns anos de experiencia em provas de resistência, mas será a primeira aventura numa prova deste tipo.

Sabem que é uma das provas mais difíceis do campeonato nacional para aprender, especialmente com o calor que este ano se prevê, mas o objectivo é simplesmente divertirem-se e cortar a linha de chegada.

A equipa M&B Racing conseguiu à partida contar com o apoio da conhecida marca de calçado Cubanas, da EZ TradeCenter e do concessionário BMW e Mini em Leiria e Coimbra – BOMCAR.MB Racing_-_01_CopyMB Racing_-_02_Copy

 

AURIS COM MAIS ARGUMENTOS

 

Toyota Auris apresenta-se com mais argumentos para 2016

O modelo familiar da Toyota foi, no ano de 2015, o modelo híbrido mais vendido no mercado nacional, no entanto, porque a filosofia da Toyota é o Kaizen - melhoria contínua - é precisamente a motorização híbrida que acaba de beneficiar de atualizações no software de gestão do sistema, por forma a proporcionar uma resposta mais linear ao acelerador, traduzindo-se numa superior experiência de condução. A rotação do motor surge agora mais alinhada com a velocidade do veículo e a entrega de potência é agora mais uniforme, o que proporciona uma utilização mais agradável, sobretudo num tipo de condução citadina entre os 50-70 km/h.
 
Para além da motorização híbrida melhorada, o Toyota Auris que inclui a apelativa carrinha Touring Sports, mantem a alargada gama de motorizações: a gasolina o 1.2L Turbo de 116 Cv e os dois diesel 1.4L D-4D de 90cv e 1.6L D-4D de 112 Cv.2016-auris-hibrida-touring-sports Copy
 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Eduardo Berlanda conquista sua segunda vitória na PRO e Marcus Peres a primeira na GP

A largada da segunda corrida será neste domingo às 12h40

A largada aconteceu às 9h30 neste domingo (24/04) e o piloto Eduardo Berlanda foi o mais veloz na corrida de abertura da segunda etapa no traçado do Autódromo paulista de Interlagos. Eduardo completou os 4309 metros de extensão em 25min52s587, e foi seguido por Luca Milani, Matheus Marini e Beto Giorgi todos da categoria PRO e por Marcus Peres que fechou em primeiro na GP os 23 minutos e mais uma volta programados. Às 12h40 acontece a segunda prova do dia. A transmissão das duas corridas serão pelo canal BandSports e PlayTV.

Eduardo Berlanda fez ainda a melhor volta da prova em 1min52s917 com média 137,378 km/h na 8ª volta. "Estou feliz da vida! Não esperava nem a pole e vencer largando de cara pro vento. Sabemos que a Sprint Race proporciona belas disputas por ter muito vácuo e temos ainda o peso extra de 55kg. O Beto Giorgi fez uma 'baita' de uma largada, veio pra cima de mim, disputamos na oposta e chegou a me passar por dentro, acabamos nos encostando e depois consegui recuperar a posição.

A calibragem foi decisiva na conquista da vitória para Eduardo. "Chegamos com uma calibragem bem boa, muitos pilotos reclamaram da calibragem escolhida. Mas foi uma boa experiência que foi transmitir ao meu irmão Juninho para a próxima corrida", destacou. "Quero agradecer o apoio do meu irmão, minha mãe e minha namorada que estiveram comigo no rádio. E também ao meu pai pela torcida e que está largando em Curitiba no Metropolitana de Marcas neste domingo e por isso não pode estar conosco", completou o piloto catarinense que comanda o carro #17.

"Minha largada foi boa consegui impor um bom ritmo, na primeira volta perdi posições indo para quarto, muito por conta de equívoco na calibragem. Depois disso, foi a recuperação para me aproximar dos ponteiros. Por fim, alcancei a posição de largada e mantive até o final", comemorou Luca Milani que completou em segundo e largará da pole na segunda disputa desde domingo.

Marcus Peres dominou os dois treinos oficiais, largou da pole e foi o primeiro colocado da categoria GP. "A corrida foi maravilhosa. O objetivo foi cumprido e agora vamos torcer para Lucas na próxima para fecharmos com chave de ouro", destacou o Marcus que tem como companheiro na divisão do carro #78 o filho Lucas Peres que também largará à frente entre os pilotos da GP .

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Fremax e Rio Custom.

Resultado da corrida 1 - Confira os 10 primeiros:

1) 17 Eduardo Berlanda (PRO)
2) 77 Luca Milani (PRO)
3) 4 Matheus Marini (PRO)
4) 88 Beto Giorgi (PRO)
5) 78 Marcus Peres (GP)
6) 23 Guido Cotta (PRO)
7) 7 Vinícius Margiota (GP)
8) 55 Caê Coelho (GP)
9) 87 Jorge Martelli (GP)
10) 8 Alex Navarro (PRO)

Grid de largada corrida 2 (10 primeiros):
1) 77 Luca Milani (PRO), 1min53s904
2) 17 Wanderlei Berlanda Jr (PRO), 1min54s217
3) 23 Guido Cotta (PRO), 1min54s697
4) 78 Lucas Peres (GP), 1min54s839
5) 82 Cássio Cortes (GP), 1min54s848
6) 88 Beto Giorgi (PRO), 1min54s920
7) 4 Matheus Marini (PRO), 1min55s129
8) 7 Vinícius Margiota (GP), 1min55s700
9) 8 Marcelo Romanciotti (PRO), 1min55s862
10) 87 Kau Machado (GP), 1min55s990

Confira os horários da corrida 2, neste domingo (24/04) em Interlagos:

11h45 - Alinhamento dos carros
12h35 - Placa de 5 minutos
12h40 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)
13h20 - Pódio

Calendário
20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos
29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
31/07 - Mogi-Guaçu (SP) - Velo Città*
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada
*Sujeito à alterações - alternativo

 

Grid de larga da primeira corrida do final de semana. (Luciano Santos/SigCom)

Grid de larga da primeira corrida do final de semana. (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Largada da primeira corrida da 2a. etapa em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)

Largada da primeira corrida da 2a. etapa em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A segunda corrida acontece às 12h40 (Fernando JS/SigCom)

A segunda corrida acontece às 12h40 (Fernando JS/SigCom)
Alta  | Web

#17 Eduardo Berlanda líder da categoria PRO com Berlanda Jr (Fernando JS/SigCom)

#17 Eduardo Berlanda líder da categoria PRO com Berlanda Jr (Fernando JS/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Eduardo Berlanda vencedor da 1a.corrida deste domingo (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Eduardo Berlanda vencedor da 1a.corrida deste domingo (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#77 - Piloto Luca Milani, categoria PRO (Fernando JS/SigCom)

#77 - Piloto Luca Milani, categoria PRO (Fernando JS/SigCom)
Alta  | Web

# 78 Piloto Marcus Peres vencedor da categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

# 78 Piloto Marcus Peres vencedor da categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#7 Piloto Vinicius Margiota segundo colocado categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

#7 Piloto Vinicius Margiota segundo colocado categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

SEAT LEON EUROCUP NO ESTORIL

 

Victory and series lead for Stian Paulsen at the launch of the ’16 SEAT Leon Eurocup



SetRatioSize900650-Main-Picture CopySetRatioSize900650-Mikel-Azcona CopyAfter the utter dominance of Spaniard Mikel Azcona (PCR Sport) who fronted the first race of the weekend from Pole (1’46.908), marked the fastest lap (1’49.524) and sped to victory with a seven and a half second difference over Stian Paulsen (Stian Paulsen Racing), today the Portuguese circuit hosted the second run in the SEAT Leon Eurocup.


Under ideal weather conditions it was Stian Paulsen who walked the highest step of the rostrum in the second chase. Following the Norwegian was Lucile Cypriano (JSB Competition) and Mauricio Hernández (PCR Sport), second and third respectively and protagonists of an exciting tussle. The French woman, seventh yesterday, again showed excellent potential and fired the quickest circulation of the weekend at Estoril (1’49.319).


If yesterday was all about Azcona, today was the turn of Stian Paulsen, who made a spectacular start from sixth on the grid and firmly had the reigns of the race just two laps into the sprint. His SEAT Leon Cup Racer flew but Mauricio Hernández and the young Lucile Cypriano kept reasonably close and lapped in the 1’51s. It was then that Stian Paulsen, at the midpoint of the outing, changed his rhythm and began to forge a gap that nobody else was able to touch and he crossed the finish line with almost four seconds of advantage over the nearest pursuer.


Thrills were duly served with a scrap for the second step of the podium that ran all the way to the last lap and where the young Frenchwoman unveiled a dose of her huge talent and secured second place over Mauricio Hernández who had to be content with third. 
 
After a hectic and impressive Sunday in Portugal the Norwegian leads the SEAT Leon Eurocup with 44 points after his second place from the first race and the triumph earned today. Behind, Mikel Azcona (PCR Sport) has forty points and Lucile Cypriano (JSB Competition) has 24; filling second and third places respectively. At the same time Lucile heads the Ladies Trophy with 20 points.

The SEAT Leon Eurocup will next see action on May 14-15 at the British circuit of Silverstone.

Stian Paulsen, Stian Paulsen Racing, winner of Race 2 of the 2016 SEAT Leon Eurocup: “Despite not having that much time to try the new car I’m happy with the weekend. Yesterday was really good and we had second position after a nice fight with Nielsen (Langeveld) and today we took victory. I enjoyed the race today. It was a great weekend for me. We were lapping faster every time and in the end was rewarded with second yesterday and victory today. The speed has come back.”

Lucile Cypriano, Baporo Motorsport, runner-up in Race 2 of the 2016 SEAT Leon Eurocup: “Yesterday I was unsatisfied with seventh position but today was totally different. We improved through some changes and mechanical alterations and I’m really pleased with my performance. Today we could be faster and I hope to continue to take points for the championship and fight for the podium in the next races.”

Mauricio Hernández, PCR Sport, third in Race 2 of the 2016 SEAT Leon Eurocup: “I’m really happy with the work done by the PCR team. After finishing last year really strong we were able to go quickly this weekend. I was second in practice on Friday but yesterday I had bad luck in the timed session and then in the race. Today I demonstrated what we are capable of this season and that's to fight for the championship and the leading positions in each race; I’m leaving here happy.”

Jaime Puig, Director of SEAT Sport: “The first weekend has been really good. We enjoyed two interesting races which had a bit of everything: two different winners, nice battles and a lot of excitement. There were no serious moments or incidents and this was a positive for everybody. I hope the next weekend to come will promise to be just as captivating.”

Race 2 Classification:


1. Stian Paulsen (#34), Stian Paulsen Racing; 27’54.156
2. Lucile Cypriano (#9), JSB Competition; +3.761
3. Mauricio Hernandez (#17), PCR Sport; +3.832
4. Facundo Della Motta (#44), Baporo Motorsport; + 4.480
5. Mikel Azcona (#1), PCR Sport; + 6.880
6. Niels Langeveld (#10), Baporo Motorsport; + 7.454
7. Lourenço Beirao Da Veiga (#20), PCR Sport; +14.055
8. Alex Morgan (#5), Wolf Racing; + 20.281
9. Julien Briche (#3), JSB Competition; + 27.574
10. Nelson Lukes (#8), Kworx; + 27.730
11. Maurits Sandberg (#99), Baporo Motorsport; + 33.525
12. Lucas Orrock (#4), ZEST Clealand; + 36.155
13. Antonio Coimbra (#97), SEAT Sport; + 36.376
14. Amalia Vinyes (#13), Baporo Motorsport; + 38.205

Non classified:
Jimmy Antunes (#2), JSB Competition

Race 1 classification:

1. Mikel Azcona (#1), PCR Sport; +27’41.323
2. Stian Paulsen (#34), Stian Paulsen Racing; +7.650 
3. Julien Briche (#3), JSB Competition; + 14.536
4. Niels Langeveld (#10), Baporo Motorsport; + 18.390 
5. Alex Morgan (#5), Wolf Racing; + 22.554
6. Facundo Della Motta (#44), Baporo Motorsport; +23.281
7. Lucile Cypriano (#9), JSB Competition; +26.152
8. Maurits Sandberg (#99), Baporo Motorsport; +41.064
9. Mauricio Hernandez (#17), PCR Sport; +42.416
10. Antonio Coimbra (#97), SEAT Sport; +49.226
11. Amalia Vinyes (#13), Baporo Motorsport; +69.178
12. Nelson Lukes (#8), Kworx; +5 vueltas

Non classified:
Lucas Orrock (#4), ZEST Clealand; +5 vueltas
Jimmy Antunes (#2), JSB Competition
Lourenço Beirao Da Veiga (#20), PCR Sport


2016 SEAT Leon Eurocup standings:

1. Stian Paulsen (#34), Stian Paulsen Racing; 44 points
2. Mikel Azcona (#1), PCR Sport; 40 points
3. Lucile Cypriano (#9), JSB Competition; 24 points
4. Niels Langeveld (#10), Baporo Motorsport; 23 points 
5. Facundo Della Motta (#44), Baporo Motorsport; 20 points
6. Julien Briche (#3), JSB Competition; 19 points
7. Mauricio Hernandez (#17), PCR Sport; 17 points
8. Alex Morgan (#5), Wolf Racing; 14 points
9. Lourenço Beirao Da Veiga (#20), PCR Sport; 10 points
10. Maurits Sandberg (#99), Baporo Motorsport; 4 points
11. Amalia Vinyes (#13), Baporo Motorsport; 1 points
12. Nelson Lukes (#8), Kworx; 1 points
13. Lucas Orrock (#4), ZEST Clealand; 0 points
14. Jimmy Antunes (#2), JSB Competition; 0 points
15. Marie Baus-Coppens (#21), JSB Competition; 0 points

 

TT NO BRASIL

 

O Team Rinaldi foi destaque entre as motocicletas do 18º Rally RN 1500, que teve fim neste domingo (24) em Natal (RN) após quatro dias de disputas e quase mil quilômetros percorridos. A equipe da fábrica gaúcha de pneus emplacou todos os seus pilotos no pódio do evento potiguar. Daniel Crema foi o segundo mais rápido na classe Marathon. Os irmãos Ramon (Super Production) e Moara Sacilotti (Over 45) confirmaram a terceira colocação nas respectivas categorias. Ricardo Martins completou o desempenho em quarto lugar da Production Aberta.

A prova somou 518 km de trechos cronometrados e foi válida como a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. O Team Rinaldi superou todos os desafios com os pneus off-road dos modelos HE 42, específico para rally, RMX 35 e HE 40. Pela primeira vez no RN 1500, Crema ficou satisfeito. “Foi tudo ótimo. Tive dificuldades no acerto da suspensão da moto, mas consegui andar bem e venci o último dia da prova na categoria Marathon”, contou o catarinense.

A experiente Moara Sacilotti, de São José dos Campos (SP), analisou sua participação. “O RN 1500 é um rally longo e imprevisível. Comecei muito bem, em segundo lugar na Over 45, e no terceiro dia levei uma queda que me custou oito minutos e eu caí para o terceiro lugar. Queria ter vencido, mas estou muito feliz com o desempenho.”

Ramon Sacilotti também foi destaque na classificação geral das motos, na quarta colocação. “Foi um rally completo, com especiais exigentes, muita navegação e disputa intensa entre os cinco primeiros colocados do início ao fim. Faltou a vitória, mas tenho muitos pontos positivos para tirar da prova. Os testes de pneus foram muito produtivos e a moto está perfeita, sei muito bem onde posso melhorar.”

Outro representante de Santa Catarina, Ricardo Martins passou por momentos complicados. “Fui muito bem no primeiro dia, mas depois tive problemas mecânicos que prejudicaram bastante. Foi uma pena, mas vamos continuar trabalhando forte para os próximos desafios”, concluiu.

Enduro de Regularidade – O Team Rinaldi ainda esteve em ação no Rally Transbahia, que movimentou o Campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade para motocicletas. Defensor do título nacional da categoria Master, Emerson Loth “Bombadinho” foi o vencedor na soma das etapas válidas pela disputa nacional, além de confirmar o segundo lugar no evento baiano.

A prova teve início na última quinta-feira (21) em Lençóis e terminou neste sábado (23) em Camaçari. Bombadinho segue na vice-liderança do Brasileiro, 12 pontos atrás de Jomar Grecco.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2008 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Daniel Crema, piloto do Team Rinaldi no Brasileiro de Rally Cross Country
Cr�dito: Arthuro Paganini/DFotos

Ramon Sacilotti, piloto do Team Rinaldi no Brasileiro de Rally Cross Country
Cr�dito: Arthuro Paganini/DFot

 

BERNARDES VENCE CASTELO BRANCO

 

Team Maniacar VENCE nos Clássicos em Castelo Branco

 

IMG 1465_CopyIMG 2385_CopyNão poderia ter iniciado de melhor forma a temporada 2016 do Team MANAIACAR no Campeonato Nacional Clássicos de Ralis, já que a equipa de Lourosa (Sta. Mª da Feira) se alçou com uma muito suada, mas brilhante vitória aos comandos do Volkswagen Golf GTi #35. O Rali de Castelo Branco, prova organizada pela Escuderia Castelo Branco, iniciou-se na tarde do passado sábado com a equipa Nortenha a mostrar ao que vinha, tendo terminado a primeira etapa na segunda posição da geral entre os concorrentes ao CNCR. No Domingo, e apesar de algumas contrariedades mecânicas, Joaquim Bernardes e Laurinda Alves deram o melhor de si ao longo de toda a segunda etapa, vindo a alcançar a liderança da prova, posição que não mais largariam até à conclusão da mesma, subindo ao pódio final como brilhantes vencedores da jornada Albicastrense. “É sempre bom ganhar e ainda mais vindos de uma temporada onde o ‘azar’ foi o nosso nome do meio. Sei que tivemos sorte com os problemas que afectaram o nosso maior opositor à vitória, mas também nós tivemos alguns problemas, principalmente o da falta de velocidade de ponta do nosso Golf , factor que aqui se revelava particularmente importante,” começou por referir Joaquim Bernardes. “Apesar de tudo demos sempre o nosso melhor e nem os graves problemas de caixa sentidos na parte final do rali nos impediram de lutar pela vitória. Foi um feito difícil de alcançar e muito suado, mas finalmente conseguimos! “Agora vamos rever os problemas, introduzir alguns ‘up-grades’ e prepararmo-nos para o nosso próximo desafio, o Rally de Portugal. Obrigado a TODOS os que nos apoiam, Patrocinadores, Amigos e equipa de assistência!” concluiu Joaquim Bernardes. O Team Manaiacar estará de regresso na prova reservada aos Clássicos do Rally de Portugal a 19 e 20 de Maio próximos.

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: definidos os grids para a segunda etapa em Interlagos

As largadas neste domingo estão marcadas para às 9h30 e 12h40

Nos treinos oficiais realizados neste sábado (23), no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos (SP), definiram a ordem de largada nas duas categorias que promete ser acirrada tanto na PRO quanto na GP. Os pilotos procuraram seu melhor desempenho para garantir uma boa colocação nos grids das duas corridas da segunda etapa. O objetivo de todos é marcar o maior número de pontos para a tabela de classificação da quinta temporada do campeonato.

Na PRO Eduardo Berlanda (#17) e Luca Milani (#77), dominaram as sessões de treinos classificatórios. Na categoria GP, dobradinha da família Peres, pai e filho Marcus e Lucas (#78) foram os mais rápidos.

"Fiquei muito feliz com a colocação, foi uma surpresa quando voltei da pista e não andava neste circuito desde 2009. A expectativa para a primeira corrida é a melhor possível. Eu e Junior estamos em uma excelente sintonia, ele ficou em segundo para a segunda prova. Um resultado satisfatório ainda mais estando com peso extra devido a classificação no campeonato que é preciso levar (55kg)", destacou o catarinense Eduardo Berlanda.

Luca Milani faz a sua primeira pole na PRO. "Estamos melhorando a cada corrida. Aos poucos estou entendo como funciona essa calibragem e com o case de 45 kg fica impossível pegar o vácuo, o carro fica muito pesado. Tentamos tirar o máximo do carro e colocar em prática tudo que trabalhamos durante mês e fazer essa pole, Graças a Deus saiu! Vamos pra cima na corrida, na verdade vamos atrás de pontos, pois estamos pensando no campeonato", festeja o piloto opaulista.

Na GP, Marcus Peres espera que no domingo tudo corra bem. "Desejamos que continue assim como nos treinos e tenhamos o melhor resultado possível", disse o piloto de Londrina (PR). "Consegui fechar em primeiro muito próximo do segundo colocado, na casa dos centésimos de segundos, então a expectativa para a corrida é de cautela para completar bem, sabendo que todos os pilotos estão competitivos", conclui Lucas Peres.

Nesta domingo (24), as duas corridas da segunda etapa acontecem às 9h30 e às 12h40.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Fremax e Rio Custom.

Grid de largada corrida 1 (10 primeiros):
1) 17 Eduardo Berlanda (PRO) , 1min54s066
2) 78 Marcus Peres (GP), 1min54s512
3) 77 Luca Milani (PRO), 1min54s954
4) 88 Beto Giorgi (PRO), 1min55s487
5) 4 Matheus Marini (PRO), 1min55s605
6) 7 Vinícius Margiota (GP), 1min55s891
7) 8 Alex Navarro (PRO), 1min56s191
8) 82 Cássio Cortes (GP), 1min57s323
9) 55 Caê Coelho (GP), 1min57s380
10) 23 Guido Cotta (PRO), 1min57s665

Grid de largada corrida 2 (10 primeiros):
1) 77 Luca Milani (PRO), 1min53s904
2) 17 Wanderlei Berlanda Jr (PRO), 1min54s217
3) 23 Guido Cotta (PRO), 1min54s697
4) 78 Lucas Peres (GP), 1min54s839
5) 82 Cássio Cortes (GP), 1min54s848
6) 88 Beto Giorgi (PRO), 1min54s920
7) 4 Matheus Marini (PRO), 1min55s129
8) 7 Vinícius Margiota (GP), 1min55s700
9) 8 Marcelo Romanciotti (PRO), 1min55s862
10) 87 Kau Machado (GP), 1min55s990

Confira os horários do domingo (24/04) em Interlagos:

Domingo, 24 de abril

08h10 - Warm up (organização)
08h35 - Alinhamento do carros
09h25 - Placa de 5 minutos
09h30 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)
11h45 - Alinhamento dos carros
12h35 - Placa de 5 minutos
12h40 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)
13h20 - Pódio

Calendário
20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos
29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
31/07 - Mogi-Guaçu (SP) - Velo Città*
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada
*Sujeito à alterações - alternativo

Mais informações:
Site: www.sprintrace.com.br
Facebook: Sprint Race Brasil
Twitter: Sprint Race

Assessoria de Imprensa da Sprint Race:
SIG Comunicação -  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Silvana Grezzana Santos (11) 999.726.966

Lucas Peres / Marcus Peres, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

Lucas Peres / Marcus Peres, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

# 17- Eduardo Berlanda/Berlanda JR, categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)

# 17- Eduardo Berlanda/Berlanda JR, categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Eduardo Berlanda (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Eduardo Berlanda (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#78 Marcus Peres, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

#78 Marcus Peres, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#77 - Piloto Luca Milani, categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)

#77 - Piloto Luca Milani, categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Luca Milani (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Luca Milani (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#23 Guido Cotta, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

#23 Guido Cotta, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Guido Cotta (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Guido Cotta (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

TCR NO ESTORIL

 

WestCoast hits the front in TCR International as Morbidelli wins in Portugal

Sweden’s WestCoast Racing team completed Rounds 3 and 4 of the 2016 TCR International Series at Circuito do Estoril in Portugal with a race victory and a podium finish (24 April).
 

The results came courtesy of great teamwork and a sublime performance from experienced Italian, Gianni Morbidelli, who leaves Portugal at the head of the TCR International Drivers’ standings.
 
Morbidelli and his WestCoast Racing engineers worked with precision in the garage and on the track to deliver a result that looked beyond them on paper as the Honda Civic TCR struggled for outright pace against rival cars during free practice and into the races.
 
Nevertheless, Morbidelli’s experience shone through and made the difference on the day, as his race one victory and a third place in race two were the result of patience and well executed passing maneuvers that matched the quality of the car WestCoast Racing had prepared for him.
 
However, the weekend yielded mixed fortunes for the professional Swedish team. Young Finn, Aku Pellinen, delivered solid points for seventh and sixth place results in only his second TCR International outing, while his American teammate, Kevin Gleason, had a second successive weekend to forget.
 
An electrical issue led to a misfire that sidelined Gleason on lap one of the first encounter and he was 12th at the conclusion of the second race, having been handed a penalty after WestCoast Racing was forced to affect repairs that contravened the championship’s parc ferme regulations.  
 
The weekend belonged to Morbidelli, who said: “In the opening race I was patient and I said to myself that I would be able to push after Mat'o Homola early on, but that second position would be a good result for me. As I thought, he worked his tyres too hard and, as the race went on, I was able to put him under pressure and then pass him. It was a great win for WestCoast Racing and me personally. Race two was much the same, with me picking my moment and making the right moves to take a podium place from the Volkswagen of Jean-Karl Vernay.”
 
WestCoast Racing/Sportpromotion Team Principal, Greger Petersson, said: “I think Gianni (Morbidelli) made the difference today. He used his experience and pace and got the best from the team and his car to achieve these results. We are losing out to our rivals in terms of acceleration and top speed and this needs to be addressed, as we cannot rely on exceptional excellence every time.”
 
Pelinien is setting the bar high early on in his touring car career, but was hoping for better than the solid points finishes achieved in Portugal, saying: “In the first race, my car wasn’t right. I found it really difficult to drive and I did all I could to keep seventh position and hold Pepe Oriola back. As it turned out after the race, the car felt so bad because I only had rear brakes. I made a good start in race two, despite almost being put in the wall. I fought past Oriola after Gianni (Morbidelli) went through. I have to work out how this little Italian (Morbidelli) is so fast!”
 
Gleason was understandably underwhelmed with his weekend and said: “The car spluttered a couple of times on the out lap and I was hoping it was nothing major, but then I had issues with the launch control at the start and the car suffered a huge misfire. There was nothing I could do. My race was over before it had begun.
 
“Having to go to the back of the grid for race two, rather than taking up my second-row starting position made things impossible. The car was ok and I made up some places, but I was never really in the race. I had Mikhail Grachev in front of me and he can be a loose canon at times. Whenever I tried to make a pass, he moved over on me. Not a great weekend.”
 
The TCR International Series now moves on to the legendary Circuit de Spa-Francorchamps in Belgium’s Ardennes Forest, where it will make up part of the support package for the FIA World Endurance Championship (6-7 May). 

 

alt
alt
alt

 

SUPER 7 BY KIA

 

Rockingham é a próxima paragem do Super 7 by Kia

 

IMG 7534_CopyIMG 8306_CopyPista britânica é novidade para todas as equipas do troféu As equipas que competem no Super 7 by Kia preparam-se para nova incursão no estrangeiro em mais uma jornada extra do troféu organizado pela CRM Motorsport. Nos próximos dias 30 de Abril e 1 de Maio, os pilotos portugueses dos Super Seven juntam-se aos seus congéneres ingleses para novo fim-de-semana de corridas frenéticas, desta vez no circuito de Rockingham, no Reino Unido. O traçado no centro de Inglaterra é novidade para as formações nacionais que partem em pé de igualdade para as duas corridas do fim-de-semana. Depois do grande espectáculo promovido em Silverstone, estão reunidos todos os requisitos para mais confrontos emocionantes nesta pista britânica. “O evento de Silverstone mostrou que a decisão de aceitarmos o convite da McMillan Motorsport para correr nestas provas extra-troféu foi a mais acertada. As equipas e os pilotos ficaram muito satisfeitos e com vontade de regressar a Inglaterra, desta vez a Rockingham. Este é um circuito muito peculiar. Tem dois sectores convencionais, aos quais os pilotos já estão habituados apesar de não conhecerem estes em concreto, mas tem um terceiro constituído por um banking ao melhor estilo das corridas americanas nas pistas ovais. Isso vai baralhar as forças na grelha e contribuir para lutas muito intensas”, afirmou o responsável da CRM Motorsport, Tiago Raposo Magalhães. Neste fim-de-semana, Rockingham mais de 30 Super Seven. Entre as equipas portuguesas e os concorrentes ingleses, a grelha enche-se de carros e pilotos muito ambiciosos, sempre prontos para correr e dar espectáculo como aconteceu em Silverstone. Horário Super 7 Inter Series Sábado, 30 de Abril de 2016 9h00 – 9h30 – Qualificação 14h20 – 14h50 – Corrida 1 Domingo, 1 de Maio de 2016 11h25 – 11h55 – Corrida 2

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: pilotos protagonizaram um belíssimo espetáculo em Interlagos neste domingo

Foram duas corridas válidas para a segunda etapa da temporada. Na segunda corrida Wanderlei Berlanda Junior venceu na PRO e Kau Machado na GP

Wanderlei Berlanda Junior, do carro 17, levou a melhor posição na geral pela categoria PRO, seu irmão Eduardo Berlanda já havia vencido a primeira bateria, e Kau Machado #87 venceu a segunda bateria na GP, Marcus Peres #78 conquistou sua primeira vitória na corrida na manhã válidas para a segunda etapa da Sprint Race, no tradicional circuito do Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos (SP). As corridas tiveram largadas às 9h30 e 12h40, a transmissão ficou por conta dos canais BandSports e PlayTV.

Wanderlei Berlanda Junior e Eduardo Berlanda seguem na liderança do campeonato, foram quatro corridas ganhas pela dupla e somam agora 100 pontos. "Na corrida foi uma briga do início até o final. Larguei em segundo e tivemos problemas nos treinos e trabalhamos intensamente por conta do peso, se acertando com a pista e com o carro. Dessa maneira, o resultado veio, pois vencemos a primeira com o Eduardo e a minha na segunda", comemora o piloto catarinense Berlanda Junior.

Eduardo e Junior travaram uma duelo nas duas corridas com um adversário bastante forte, Luca Milani. "Agora na corrida depois da largada, cheguei a andar em quarto, vim recuperando e não descuidei nas primeiras voltas para não ter nenhum dano no carro ou enrosco. O carro tem um vácuo excelente, mesmo com o peso extra (55kg) carro puxa bastante e utilizei este recurso. Tive uma briga acirrada e muito limpa com o nosso colega Luca Milani, um competidor muito, muito forte mesmo e que vai nos dar trabalho durante todo o calendário. O acerto de carro bacana, fez com que a gente tivesse um pouquinho mais de reta e levássemos mais essa para a família Berlanda", acrescentou Wanderlei.

Luca Milani (GP), que faz seu ano de estreia na categoria PRO na Sprint Race, marcou a melhor volta da corrida em 1min54s760 (média 135,172 km/h) na 13ª volta. O piloto completou em segundo as duas corridas. "Nós com 45 kg contra 55kg carregados por Juninho Berlanda na segunda corrida, sendo 10 kg a menos o que deveria ganhar de reta. Fiz o que estava ao meu alcance, agora é esperar as próximas etapas para continuar em busca da vitória e diminuir a vantagem em pontos dos líderes", comentou o paulista.

O vácuo ajudou Kau Machado na última volta. "Sai para a corrida muito atrás e como estava com lastro de sucesso, tive que buscar o vácuo para ganhar posições e foi também o que garantiu a vitória,deixei um concorrente da PRO passar e aproveitei essa oportunidade. estou muito feliz em vencer aqui em Interlagos", festejou o curitibano.

O pole na segunda corrida Lucas Peres fechou em segundo na GP. "Foi difícil, larguei bem, mas saímos longe da pressão ideal dos pneus, o carro estava saindo de frente e cheguei ficar em sétimo na geral entre os carros e não consegui sustentar a primeira posição na categoria na parte final da prova", disse o piloto paranaense Lucas Peres.

A próxima etapa será no Autódromo de Curitiba, no dia 29 de maio, em circuito e grid inverso.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Vaz, Fremax e Rio Custom.

Resultado da Sprint Race - 2ª Prova. Confira os 10 primeiros colocados:

1) 17 Wanderlei Berlanda Junior (PRO), 13 voltas, a 26min05s203
2) 77 Luca Milani (PRO)
3) 4 Matheus Marini (PRO)
4) 23 Guido Cotta (PRO)
5) 87 Kau Machado (GP)
6) 78 Lucas Peres (GP)
7) 88 Beto Giorgi (PRO)
8) 8 Marcelo Ramaciotti (GP)
9) 12 Claudio Buschmann (GP)
10) 55 Caê Coelho (GP)

Calendário
20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos

29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
31/07 - Mogi-Guaçu (SP) - Velo Città*
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada
*Sujeito à alterações - alternativo

 

A terceira etapa será em Curitiba no dia 29 de maio (Luciano Santos/SigCom)

A terceira etapa será em Curitiba no dia 29 de maio (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#77 - Piloto Luca Milani (Luciano Santos/SigCom)

#77 - Piloto Luca Milani (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#87 Piloto Kau Machado (Luciano Santos/SigCom)

#87 Piloto Kau Machado (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#78 Lucas Peres, segundo colocado categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

#78 Lucas Peres, segundo colocado categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Berlanda Jr. vencedor da segunda corrida categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Berlanda Jr. vencedor da segunda corrida categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Kau Machado vence a segunda corrida categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

Kau Machado vence a segunda corrida categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Luca Milani, segundo colocado categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Luca Milani, segundo colocado categoria PRO (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#17 Piloto Berlanda Júnior, vencedor da segunda corrida (Luciano Santos/SigCom)

#17 Piloto Berlanda Júnior, vencedor da segunda corrida (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

ALBUQUERQUE EM MONZA

 

Filipe Albuquerque corre este fim-de-semana nos GT's Italianos

Filipe Albuquerque alinha este fim-de-semana em Monza na primeira prova do Campeonato Italiano de GT com a equipa com a qual se sagrou Vice-Campeão em 2011, a Audi Sport Italia. Ao volante do Audi R8 LMS e tendo como companheiro de equipa o vice-campeão em título Marco Mapelii, o piloto português está esperançado em terminar a prova nos lugares do pódio.

A participação no passado fim-de-semana no Blancpain em Monza e com o mesmo carro, Filipe está ciente que esta não é a melhor pista para o R8 mas espera, em conjunto com Mapelli, conseguir reduzi r algumas lacunas: "Estou muito contente por voltar ao seio de uma equipa que foi sem dúvida importante no meu lançamento nas categorias de GT. É uma equipa excelente e com aspirações ao título. Por isso, farei o meu trabalho o melhor possível para ajudá-los nesta missão. Sabemos que Monza não é o circuito ideal para o nosso carro, pois é um pista muito rápida com rectas longas e infelizmente falta-nos alguma velocidade de ponta. Mas como tanto eu como o Marco estivemos no Blancpain no passado fim-de-semana sabemos exactamente para o que vamos e que alterações fazer para atingirmos os nossos objectivos. Acredito num resultado no pódio", disse Albuquerque.

Todas as informações sobre o Campeonato em: http://www.acisportitalia.it/cigt/monza albuquerque2_Copy

 

PAULO MOREIRA COM PROBLEMAS

 

Paulo Moreira - “problemas de travões condicionaram resultado”

 

paulo moreira_4_CopyMuito público e calor em mais uma edição do Rali de Castelo Branco, a segunda ronda do Nacional de Ralis que não correu em pleno para a dupla Paulo Moreira e Marco Macedo. A equipa do Skoda Fabia R2 não teve sorte na prova em piso de asfalto, já que desde a primeira especial do rali debateram-se sempre com problemas de travões que consequentemente lhes foram fazendo perder tempo e desta forma não alcançar os resultados pretendidos. Como salientou o piloto do Montijo “voltamos a não ter sorte em Castelo Branco. Logo na primeira especial, a meio da mesma, começamos a ter problemas de travões que agravavam-se e ficávamos completamente sem travões. Ainda tentamos solucionar o problema mas sem sucesso e ao longo de todo o rali ficávamos constantemente sem travões. Além do tendo perdido isto não nos permitia rodar com confiança, porque nunca sabíamos com o que contar! Com isto limitamo-nos a tentar não perder ainda mais tempo, levar o carro até ao pódio final e amealhar o máximo de pontos para o campeonato. De positivo levamos daqui o tempo na única especial que rodamos sem problemas, que foi muito bom e também os pontos que obtivemos para o campeonato que assim nos permitiu subir posições!” Paulo Moreira e Marco Macedo terminaram o rali em piso de asfalto na 6ª posição no Campeonato Nacional de Ralis 2 rodas motrizes, sendo ainda os 3º no campeonato destinado aos RC4. Com esta pontuação o piloto ascende assim à segunda posição no campeonato dos RC4, bem como a 3º no Nacional de Ralis 2 Rodas Motrizes.

 

FÓRMULA 4

Renault F4SEA Engine Links Asian Drivers to F1

Formula 4 South East Asia at Sepang Penultimate Corner

  Drivers in the new Formula 4 South East Asia championship (F4SEA) will be the only FIA F4 drivers linked to Formula 1 through the F4SEA’s unique use of the Renault Sport F4R race engine.  Two F4SEA driver ambassadors were guests of the Renault Sport F1 team at a recent F1 Grand Prix and learned how the Renault Sport Academy invests in the development of talented young racers.

Fred Vasseur, Racing Director of Renault Sport Racing recently commented:“The Renault Sport Academy is a highly beneficial tool for young drivers. Firstly, we thoroughly evaluate them to give the right steer through the vast motorsport landscape. Then, they are exposed to the pinnacle of technology through the F1 team and what is required to get there. In short, we aim to turn each Academy driver into an elite athlete, capable of performing to their absolute best.”

Malaysian Adam Khalid and New Zealander Maori Faine Kahia were recently given the opportunity to spend some time with Renault Sport’s F1 drivers. Both were given an insight into what goes on behind the scenes in the pit garage during a Formula 1 weekend and the experience of listening to the Renault Formula 1 drivers communicating with their engineers.

Renault’s involvement in F4SEA gives drivers a lot of confidence, Adam Khalid explained:“It’s a real big thing not just for Asia but for the whole F4, the fact that we already have links to the Renault F1 team in the early stages.”

Faine Kahia agreed: “It’s really comforting to know that Renault is taking the F4SEA seriously. There’s not many pathways in the motorsport world which don’t just require a big pocket!  It’s awesome for Renault to have that development opportunity and I hope I’ll be part of it.”

F4SEA, powered by the FIA-homologated Renault F4R engine, will kick off the 30-race programme on 6 August at Sepang and will support V8 Supercars, Asian LeMans, WTCC, Lamborghini Trofeo and Audi R8 with six events on four circuits in three countries.

Renault Sport Managing Director Cyril Abiteboul says: “F4 is a fantastic platform in Asia to find a young and emerging star in the area to bring to F1 one day.“

To that end, Groupe Renault recently confirmed at the Chinese F1 GP the addition of a Chinese driver to the Renault Sport Academy.F4SEA Promoter Peter Thompson says: “Renault Sport has stated our drivers are part of their portfolio considered for the Renault Sport Academy. I believe our F4SEA drivers will impress everyone and a place at the Renault Sport Academy is their ultimate goal. This is a wonderful and unique opportunity for any driver.”

 

RALIS NO BRASIL

 

RN 1500: Cristian Domecg e Weidner Moreira, da Top Rally Team, são campeões da Super Production

Equipe manteve embalo que vem desde a primeira etapa da temporada cross country para triunfar no rali potigua

A Top Rally Team não deu chance para os adversários na edição 2016 do Rally RN 1500. Venceu na categoria Carros (Super Procdution) com o piloto Cristian Domecg e o navegador Weidner Moreira no rali potiguar, triunfando a bordo do Mitsubishi Triton L200 ER. Neste domingo (24), Cristian e Weidner foram bem na quarta e última especial do evento e confirmaram o primeiro título no ano de estreia na chegada à capital Natal (RN).

No último dia do rali, a dupla não conseguiu a vitória. Mas nem precisou. Eles fizeram o segundo melhor tempo, completando a especial cronometrada de 105 quilômetros, que largou de Currais Novos (RN), em 2h02min37seg. Com esse resultado, Cristian Domecg e Weidner Moreira garantiram o título da Super Production na soma acumulada dos dias com 9h43min57seg.

"Estou muito feliz. O título foi um resultado bem empolgante para um ano de estreia na categoria. A experiência da especial nas dunas foi pura emoção. Valeu também com um excelente treinamento para o Rally dos Sertões desse ano", comemora o piloto.

Apesar de a maioria dos competidores terem apontado a segunda etapa como mais complicada, Cristian também ressaltou a dificuldade do último dia. "A etapa de hoje foi bem mais dura do que imaginávamos", disse. "O trecho contou grande variação de altitude. O percurso, em descida de serra, foi particularmente bem difícil, com terreno acidentado e com muitos obstáculos, com riscos de quebrar o carro. Terminou com uma parte mais travada, em que o terreno tinha muitas pedras. Tivemos que cuidar muito do carro e administrar a vantagem que tínhamos para não arriscar o rali", mencionou.

O piloto ainda parabenizou a Top Rally Team, pelo belo trabalho de manutenção mecânica. "A equipe toda está de parabéns, pelo espírito de competição e espírito esportivo", afirmou.

A 18ª edição do RN 1500 partiu em Natal, no dia 21, e os 115 competidores inscritos nas categorias Carros, Motos, Quadriciclos e UTVs percorreram aproximadamente 1000 quilômetros em quatro etapas. O roteiro contou com passagem por trilhas e estradas vicinais pelo interior, sertão e litoral do Estado do Rio Grande do Norte.

A equipe Top Rally Team conta com o patrocínio da 3W Distribuidora de Malhas, Marcobrás Transportes e, apoio da Estravaganzza Jeans, AcquaSports Academia, Speedway Confecções, KNF Confecções e Posto Mineirão.

Resultado 4ª etapa (Currais Novos/Natal) - Domingo, 24/4

Carros Geral (10 primeiros)
1) Luiz Facco/ Humberto Ribeiro (L200 Triton SR- PR BR), 1h48min00seg
2) Marcos Moraes/Fábio Pedroso (Sherpa - T14x4), 1h48min56seg
3) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (Trex - T14x4), 1h50min28seg
4) Gunther Hinkelmann/Vinicius Castro (Proton - PR BR), 1h52min39seg
5) Luis Carlos Nacif/Filipe de Oliveira (Range Rover -T14x4), 1h53min02seg
6) Cleber Rosa/João Vitor Ribeiro (L200 Proton - PR BR), 1h59min48seg
7) Diogo Nasser/Janio Tsunaga (L200 - SUP), 2h00min25seg
8) Cristian Domegg/Weidner Santos (Triton - SUP), 2h02min37seg
9) Mauro Guedes/ Neurivan Calado (L200 - T14x4), 2h04min57seg
10 ) Bartolomeu Nunes/Du Sachs (L200 - SUP), 2h23min09seg

Resultado final por categoria

Super Production (cinco primeiros)
1) Cristian Domegg/Weidner Santos (Triton), 9h43min57seg
2) Diogo Nasser/Amaury Souza (L200 Triton), 10h08min57seg
3) Bartolomeu Nunes/Du Sachs (L200 SUP), 10h15min59seg
4) Alberto Bezzera/ Arthur Di Pace (Sherpa), 14h50min34seg
5) Sandra Dias/Josi Koerich (L200 Triton ER), 14h19min34seg

Calendário do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country

Etapa 1 e 2 - 5 e 6/3 - Rally de Barretos (2 etapas)
Etapa 3 e 4 - 21 a 24/4 - Rally RN 1500 (2 etapas - 2 primeiros dias)
Etapa 5 e 6 - 21 e 22/5 - Rally Cuesta (2 etapas)
Etapa 7 e 8 - 3 a 10/9 - Rally dos Sertões (2 etapas - 2 primeiros dias)
Etapa 9 e 10 - 5 e 6/11 - Rally Rota Sudeste (2 etapas)
Etapa 11 - 10/12 - Rally dos Amigos (1 etapa)

 

Cristian e Weidner venceram o terceiro dia na Super Production (Doni Castilho/DFotos)

Cristian e Weidner venceram o terceiro dia na Super Production (Doni Castilho/DFotos)
Alta  | Web

Em 2016 são duas das quatro provas válidas para o Brasileiro de Cross Country (Fábio Davini/DFotos)

Em 2016 são duas das quatro provas válidas para o Brasileiro de Cross Country (Fábio Davini/DFotos)
Alta  | Web

Cristian e Weidner estiveram a bordo do Mitsubishi L200 Triton ER (Doni Castilho/DFotos)

Cristian e Weidner estiveram a bordo do Mitsubishi L200 Triton ER (Doni Castilho/DFotos)
Alta  | Web

Dupla da equipe Top Rally Team fez a estreia no RN 1500 (Doni Castilho/DFotos)

Dupla da equipe Top Rally Team fez a estreia no RN 1500 (Doni Castilho/DFotos)
Alta  | Web

Cristian Domecg e Weidner Moreira (Doni Castilho/DFotos)

Cristian Domecg e Weidner Moreira (Doni Castilho/DFotos)
Alta  | Web



Não deseja mais receber nossa comunicação, por favor solicite aqui o CANCELAMENTO.
 

GIL ANTUNES EM CASTELO BRANCO

 

Gil Antunes com prova produtiva em Castelo Branco

 

gil antunes_4_Copygil antunes_8_Copygil antunes_CopyMuito público e temperaturas altas marcaram a segunda ronda do Campeonato Nacional de Ralis, o Rali de Castelo Branco que como seria de esperar contou com muita animação na luta pelos lugares da frente. Gil Antunes e Diogo Correia saíram da prova da Escuderia Castelo Branco com um balanço muito positivo nas diversas competições que estiveram inseridos. O piloto que, como tinha já adiantado, centrou os seus objectivos no Clio R3T Trophy, partiu para a prova centrado na luta pela vitória. A dupla do Renault Clio R3T entrou ao ataque logo na 1ª secção rodando muito próximo dos seus mais directos adversários mas ainda assim a não ser suficiente para assumirem a liderança após as três primeiras especiais, ocupando a terceira posição do troféu. Em termos de Campeonato Nacional de Ralis 2 rodas motrizes rodavam na 2ª posição tentando não cometer erros de forma a manterem-se na luta pela vitória. No segundo dia de prova Gil Antunes e Diogo Correia voltaram a apostar numa toada forte de forma a tentar ir anulando a diferença, mas os seus adversários mantinham também eles um ritmo muito forte com as posições a manterem-se inalteradas após seis especiais, levando a equipa a optar por uma toada mais calma e de gestão para as últimas três especiais de forma a não comprometer o resultado final. Após as nove especiais de classificação do rali, Gil Antunes levou o Renault ao 3º lugar no troféu Clio, sendo 2º no Campeonato Nacional de Ralis das 2 Rodas Motrizes, vencendo a prova entre as equipas do Campeonato doa RC3. De destacar, os excelentes cronos que o piloto de Sintra e seus mais directos adversários do troféu registaram na classificaram geral intrometendo-se na luta com os R5! Em jeito de balanço o piloto de Sintra salienta que “partimos para o rali com a vontade de lutar pela vitória. Tentamos aplicar uma toada forte logo no primeiro dia, ainda vencemos uma das especiais, mas mesmo assim não foi suficiente para chegar à liderança. No domingo voltamos a entrar fortes, mas os nossos adversários continuaram também eles a elevar ainda mais o andamento e não conseguimos anular a diferença. Com apenas mais três especiais para terminar o rali, optamos por baixar o andamento e gerir a margem que tínhamos e levar o carro até ao pódio final. Fizemos os possíveis para chegar à vitória, mas os nossos adversários estiveram muito fortes, tenho que lhes dar os parabéns por isso, da nossa parte acho que evoluímos muito, sobretudo no asfalto, foi muito bom os resultados que conseguimos à geral, sobretudo num ano em que estamos com um nível competitivo muito bom! Resta me agradecer a toda a minha equipa pelo trabalho neste rali, a todos os nossos sponsors, Eporifrutas, Sofrapa, Antunes & Duarte, VJPR Auto, Regapool, Eurofrutas, Maximiano Dias e nesta prova em especial à Churrasqueira João dos Frangos pela maneira como nos trataram e receberam, uma vez mais muito obrigado!”

 

REBELO MARTINS APRESENTOU PROJECTO

 

REBELO MARTINS APRESENTOU PROJECTO PARA 2016:
AVENTURA COM MIRA NO TT


João Rebelo Martins apresentou na Loja Interactiva de Turismo de Oliveira de Azeméis o seu projecto para 2016: “ João Rebelo Martins: um ano de aventuras”.
Rodeado pelo Presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro e pelos Vereadores Ricardo Tavares e Pedro Marques, entidade federativa, patrocinadores e amigos, o piloto oliveirense fez uma análise ao seu ano de 2015 “ fiz apenas duas corridas, Portimão e Vila Real, por puro prazer, sendo que o projecto principal foi em touring, à aventura, tendo percorrido milhares de quilómetros pela Europa, África, e pelo país/ continente, Austrália, conhecendo pessoas e estórias diferentes das que estamos habituados, provando sabores para nós exóticos, escrevendo artigos para o meu blog e para revistas de viagens”.
Interveno publica_Copy

 

JOANA BARBOSA NO RALI SANTO TIRSO

 

Rali de Santo Tirso é o próximo desafio para Joana Barbosa e Sofia Mouta

 

Joana Barbosa_Rali_Fisgas_de_Ermelo_3_-_2016_CopyDuas semanas apenas depois da estreia no Campeonato Regional de Ralis Norte, Joana Barbosa e Sofia Mouta estão de regresso à competição nos dias 29 e 30 de Abril para disputarem o Rali de Santo Tirso. Bem se pode dizer que a estreia da dupla de Braga neste ano de 2016 foi auspiciosa dando bem conta de si no Rali Fisgas de Ermelo, obtendo um positivo décimo lugar. Por tudo isto, umas das raras equipas totalmente feminina presente nos ralis, parte para mais este desafio totalmente confiante: “O objetivo é, para além de nos divertirmos, andar o melhor possível e continuar a evoluir a aprendizagem nos ralis, sem pensar em resultados neste momento”, adianta Joana Barbosa que passa a contar com o apoio da Cofidis. Contudo, a confiança contínua em alta, apesar de esta prova ser diferente da primeira: “No primeiro rali obtivemos um bom resultado, mas as condições agora são diferentes por isso continua a ser uma incógnita o lugar que podemos andar nesta segunda prova”, esclarece ainda, a piloto da capital do Minho que admite estar aos poucos: “Mais habituada a esta nova realidade e ganhando experiência prova após prova”. Já no que diz respeito ao seu gosto pelos ralis ou pela montanha, Joana Barbosa não aponta uma preferência: “Não comparo, gosto muito das duas modalidades apesar de neste momento estar mais focada nos ralis porque é um desafio novo”, concluiu. A prova, com responsabilidade do Clube Automóvel de Santo Tirso, começa no dia 29 com uma Super Especial a partir das 21h15. No dia seguinte, os concorrentes têm à sua espera passagens duplas pelas especiais de Mourinha/Hortal e Assunção/Valinhas, entre as 11h43 e as 14h32

 

TT NO BRASIL

 

Rafael Becker e Maiara Basso saíram na frente na luta pelos títulos do Campeonato Brasileiro de Motocross 2016. Os pilotos do Team Rinaldi venceram as corridas das categorias 50cc e MXF, respectivamente, na etapa de abertura da competição. O evento foi realizado neste domingo (24) na pista do Parque da Oktoberfest, em Maratá (RS), e ainda foi válido pela terceira etapa do Campeonato Gaúcho da modalidade.

Atual campeão nacional da 50cc, Becker é líder invicto da competição estadual e começou o Brasileiro da melhor forma. “Larguei em segundo, mas logo ultrapassei o primeiro colocado e consegui ganhar”, contou o jovem piloto, que venceu a corrida com uma volta de vantagem sobre o segundo colocado.

Maiara Basso dominou a bateria da MXF. “Apesar de ter sido debaixo de chuva, eu me senti confortável e bastante solta na corrida. Agradeço a Rinaldi por proporcionar pneus de excelente qualidade, o que ajuda para que os resultados na pista sejam ainda melhores.” Os pilotos aceleraram com os pneus dos modelos off-road HE 40 e RMX 35.

O Team Rinaldi conquistou mais lugares no pódio, pela etapa do Gaúcho. Na MX2, Mateus Basso foi o segundo mais rápido e manteve a liderança do campeonato. A corrida da categoria ainda teve Lucas Basso em quarto e Gustavo Roratto em quinto lugar. Gabriel Andrigo confirmou o terceiro posto da Júnior. Rafael Becker, que disputa paralelamente a classe 65 pela primeira vez, foi o sétimo colocado. A bateria da MX Pró foi cancelada por conta da chuva e Mateus Basso segue líder.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2008 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Maiara Basso, do Team Rinaldi, sai na frente pela classe MXF do Brasileiro de Motocross 2016
Cr�dito: Alesi Ditadi

Rafael Becker, do Team Rinaldi, � o atual campe�o brasileiro de motocross da classe 50cc
Cr�dito: Caf� Fotos/Mundo Press

 

RICARDO COSTA EM SANTO TIRSO

 

Ricardo Costa na defesa do Campeonato em Santo Tirso

 

ricardo costa_1_CopyO Campeonato Regional Ralis Norte vai prosseguir este próximo fim de semana com mais uma edição do Rali de Santo Tirso, prova que decorrerá em piso de asfalto. A prova a cargo do Clube Automóvel de Santo Tirso contará com a presença da dupla Ricardo Costa e Sérgio Rocha, os líderes do Campeonato após a primeira prova. O Famalicense tem conseguido um inicio de época em pleno somando duas vitórias em duas provas realizadas, vencendo o Rali Rota do Folar e o Rali Fisgas do Ermelo a primeira ronda do Campeonato. Para Santo Tirso, a ambição “passa sobretudo por dar continuidade à aprendizagem ao Peugeot 206 S1600. Numa altura em que sou o líder do campeonato, torna-se quase obrigatório fazer um bom resultado e amealhar o máximo de pontos possíveis, mas a verdade é que irei concentrar-me ao máximo em fazer um rali livre de erros, consistente e sem correr riscos desnecessários que possam prejudicar as provas seguintes. Será um rali com zonas bastante rápidas mas muito traiçoeiras que vão exigir, acima de tudo, muita concentração, não só da minha parte, mas também do meu navegador, o Sérgio Rocha”, salientou Ricardo Costa. O rali arranca na sexta feira à noite com a realização da Super especial no centro de Santo Tirso que terá inicio às 21h15. No sábado seguem-se quatro provas especiais de classificação, com uma dupla passagem por Mourinha/Horta e Assunção/Valinhas. O pódio final está previsto para as 16h00 em Santo Tirso.

 

HYUNDAI VENCEU RALI DA ARGENTINA

 

Hyundai Motorsport garantiu a primeira vitória do seu Nova Geração i20 WRC após uma etapa dominante de Hayden Paddon e John Kennard.

  •  Dani Sordo conquistou o segundo lugar na Power Stage reivindicando dois pontos extra e terminando em quarto lugar, igualando o seu melhor resultado até agora.
  •  Thierry Neuville terminou no Top6 permitindo à Hyundai Motorsport aumentar a sua pontuação no campeonato de fabricantes para um total de 81 pontos.160425 WRC_Argentina_Winning2_Copy160425 WRC_Argentina_Winning_3_Copy160425 WRC_Argentina_Winning_Copy
 

CASTRO NO RALI DE CASTELO BRANCO

 

Manuel Castro “resultado soube a pouco mas deu para evoluir”

 

 

Manuel Castro_5_Copymanuel castro_6_Copymanuel castro_8_CopyManuel Castro e Luís Costa estiveram presentes em mais uma edição do Rali de Castelo Branco, a segunda ronda do Campeonato Nacional de Ralis, primeira em piso de asfalto. A prova a cargo da Escuderia Castelo Branco voltou a estar num bom nível competitivo, num rali que contou com a presença de muito público ao longo das 9 especiais de classificação. Para a dupla de Guimarães a estreia do Skoda Fabia S2000 no asfalto não foi a melhor com a adaptação a este tipo de piso a não ser a mais eficaz no decorrer da 1ª etapa, mas especial a especial a dupla foi evoluindo e percebendo o seu Fabia, e no segundo dia de prova já mostraram um bom nível competitivo, entrando no desejado top 10. Como salientou o vimaranense “com os poucos kms de testes realizados na quarta antes da prova tínhamos a noção que o início do rali iria ser difícil e não consegui de todo encontrar-me com a condução do carro. Após termos tentando perceber onde devíamos e podíamos evoluir na minha condução e com o tempo perdido no dia de sábado, sabíamos que ia ser difícil no segundo dia de prova chegar a um resultado final dentro do top 10. Entramos com um ritmo um pouco melhor e fomos evoluindo e acabamos a manhã a realizar um tempo dentro dos 10 primeiros. Para a tarde e com um pouco mais de confiança sabíamos que podíamos melhorar e assim o fizemos. Tivemos um contratempo na 2ª especial da tarde em que nos fez perder algum tempo, mas voltamos a tentar melhorar para a última especial e conseguimos fazer um novo 8º melhor tempo à geral, o que para a estreia com o Skoda em asfalto e para o pouco conhecimento do carro acaba por demonstrar que um lugar nos 10 primeiros teria sido possível caso tivesse conseguido entrar no primeiro dia com o ritmo de hoje. O carro tem uma condução muito diferente do Mitsubishi, mas tem um potencial enorme, deixando-me com boas perspectivas para o resto do campeonato. Quero agradecer à Veloso Motorsport pelo excelente trabalho realizado na preparação do carro e aos nossos sponsors, pois sem eles nada disto seria possível. Vamos agora trabalhar com mais tempo a preparação da próxima prova, o Azores Airline, prova que no ano passado nos deixou com excelentes memórias e um excelente resultado!” Com a recuperação na segunda etapa e apesar dos percalços Manuel Castro e Luís Costa terminaram o rali na 12ª posição entre as equipas que pontuaram para o Campeonato Nacional de Ralis. Mais novidades sobre o projeto em facebook.com/manuelcastrosport

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL

 

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2016 CNTrial 4x4 “invade” Mação

 

 

IMG 6105_1280x853_CopyEm 2014 e 2015 Mação organziou a penúltima prova do Campeonato Nacional de Trial 4x4, mas em 2016 o MAC TT propôs-se a organziar a segunda jornada... e com enrome sucesso. Com a maior assistência dos 3 anos e com a maior lista de inscritos de sempre numa prova do CNTrial 4x4, por um fim de semana, Mação foi, além de Catedral do Presento, capital do trial 4x4 portuguªes. Carlos Rodrigues (yourcar.pt/jlsportas.com/XS5) foi o grande vencedor desta segunda etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4. O piloto de Loures foi, de todos os 37 participantes, quem conseguiu dar mais voltas à pista, 21 no total. Pedro Costa voltou às vitórias Desde 2013, em Leomil, que Pedro Costa (Preparações Badinho 4x4) não subia ao lugar mais alto do pódio. Depois de tanto lutar, Pedro Costa voltou às vitória em Mação. Foi o grande vencedor da Classe Extreme com 18 no voltas em 2h50:49.226. António Silva (Canelas Pneus ) - bicampeão da classe Promoção - corre este ano na classe Extreme e em Mação subiu ao pódio. Terminou a resistênica na segunda posição depois de correr metade da resistência com uma junta e um semi-eixo partidos. O pódio fica completo com Nélson Leitão (Imoc Team). No final o piloto não escondia a felicidade por, pela primeira vez, ter terminado uma prova sem qualquer avaria mecânica. Teve pequenos problemas om o guincho, mas nada que obrigasse a parar. Depois de um quarto lugar em Valongo, com esta vitória em Mação Pedro Costa é primeiro na geral da classe Extreme. Campeão venceu em Mação Na categoria Proto a lista de inscritos foi ainda mais extensa do que em Valongo e por isso a competitividade também aumentou. Rui Querido (Tibus off road/Ladricolor Team) foi, depois de 3 horas de resistência, o grande vencedor da classe. O piloto ainda teve alguns problemas com o plasma e perdeu algum tempo num obstáculo de lama, mas venceu com 2 voltas de vantagem para o segundo classificado. Bruno Fernandes (Team JMF) esteve sempre na luta pela vitória, mas a meio da prova partiu um cubo à frente e foi obrigado a parar. Perdeu 10 minutos e a liderança da classe. Ainda regressou a pista, mas perto do fim voltou a partir do lado direito... optou por não parar e foi obrigado a gerir o andamento. Rui Rocha (Team Rj4x4) teve problemas com as correias da direção, mas correu sempre a bom ritmo. Os irmãos de Arouca, tal como em Valongo, estiveram sempre na luta. Terminaram na terceira posição, com as mesmas voltas do segundo classificado, mas mais 6 minutos e 12 segundos. Depois de duas provas Bruno Fernandes (Team JMF) é o líder da classe Proto. Carlos Rodrigues foi o grande vencedor do dia A classe Super Proto também continua em alta, com cada vez mais participantes. Carlos Rodrigues (yourcar.pt/jlsportas.com/XS5), com 21 voltas, foi o melhor da classe. Venceu a sua classe e venceu também a classe Absoluto porque, como já referimos, foi o participante que completou mais voltas à pista de Mação. Bruno Nunes (Npower 78) subiu um lugar no pódio em relação a Valongo . Em Mação partiu a transmissão do Crawler NP Hilux e foi obrigado a parar. O tempo perdido fê-lo cair muitas posições, ainda assim terminou em segundo da sua classe e sexto da geral. Luís Jorge (peçaslandrover.com) continua com difculdades com o Proto XS5. Em Mação partiu um semi-eixo logo na primeira hora, partiu o pára-brisas e ainda queimou o motor do guincho. O piloto de Torres Vedras espera que a história se repita e Chaves lhe volte a dar sorte. Na classificação geral Bruno Nunes lidera com 1 ponto de vantagem sobre Luis Jorge. João Fernandes vence na Promoção Em Valongo, João Fernandes (Jovi Team) teve o Nissan Patrol GR pronto na noite anterior à prova e mesmo assim fez terceiro. Em Mação o carro não levantou problemas e o piloto levou para Aguiar da Beira o ouro. Hugo Tenreiro (Mister Reboques 2) teve tantos problemas com o UMM durante o prólogo que nem tencionava participar na resistência, mas os amigos trabalharam arduamente na recuperação do carro e o esforço valeu o segundo lugar em Mação. Rui Policarpo (Team XS5) nunca tinha tido tantos problemas com o Land Rover Defender td5. Correia da ventoinha, tensor e tubo do travão da frente tiveram avarias e dificultaram a vida à equipa. Apesar dos azares, completaram 11 voltas à pista, menos 2 do que o vencedor e menos 1 do que o segundo classificado. Apesar deste terceiro lugar, Rui Policarpo continua a liderar a classificação geral da Promoção. João Lopes volta a vencer... mas com dificuldade A Classe UTV/Buggy teve apenas dois inscritos, mas nem por isso faltou espetáculo. Estas pequenas viaturas cativam o público a cada passagem e a cada obstáculo. No final, tal como em Valongo, venceu João Lopes (JL Racing/polaris/RPA & Filhos). Mas em Mação a vitória foi bem mais suada. A equipa teve problemas com a transmissão de manhã...e novamente à tarde. Terminaram as duas horas com as mesmas voltas de Domingos Diniz, mas gastaram menos 4 minutos e 27 segundos. Com duas vitórias em duas provas, João Lopes é naturalmente o líder da geral. Nuno Matos vence Auto Russo Tal como no ano passado, o MAC TT quis dar às equipas menos preparadas a oportunidade de participarem numa jornada do nacional e abriu inscrições para o Troféu Auto Russo. Nuno Matos (Autobernardo/Capitcho Team) foi o grande vencedor. Bruno Fernandes lidera a Absoluto Em 2016 as Classes Extreme, Proto e Super Proto discutem o título Absoluto que coroa, digamos assim, o campeão dos campeões. A pontuação a atribuir para o Campeonato Nacional de Trial 4x4 2016 Absoluto é determinada pela classificação geral final de cada evento, ou seja, no final e cada prova é publicada uma classificação geral, determinada pelo número de voltas. Quem der o maior número de voltas em cada etapa é quem mais pontua para a Classe Absoluto. Depois de 2 provas, Bruno Fernandes (Team JMF) é o lider da Absoluto. Classe Extreme 1.º Pedro Costa – Nissan Navarra - 18 voltas 2.º António Silva – Toyota Hilux – 16 voltas 3.º Nélson Leitão – Nissan Navarra – 16 voltas Classe Proto 1.º Rui Querido – Toyota BJ40 – 20 voltas 2.º Tbruno Fernandes – Wrangler XS5 – 18 voltas 3.º Rui Rocha – Toyota BJ40 – 18 voltas Classe Super Proto 1.º Carlos Rodrigues – Proto XS5 – 21 voltas 2.º Bruno Nunes – Carwler NP Hilux – 17 voltas 3.º Luís Jorge – Proto XS5 – 12 voltas Classe Promoção 1.º João Fernandes – Nissan Patrol GR - 13 2.º Hugo Tenreiro – UMM - 12 3.º Rui Policarpo – LR Defender td5 - 11 Classe UTV/buggy 1.º João Lopes – Polaris RZR XP 1000 – 12 voltas 2. Domingos Diniz – Polaris RZR 1000 – 12 voltas Classe Absoluto 1.º Carlos Rodrigues – Proto XS5 – 21 voltas 2.º Rui Querido – Toyota BJ40 – 20 voltas 3.º Bruno Fernandes – Wrangler XS5 – 18 voltas

 

HYUNDAI É NOTICIA

 

Hyundai Motor vendeu 1,1 milhões de unidades em todo o mundo durante o primeiro trimestre de 2016.

• As receitas de vendas e o lucro operacional durante o primeiro trimestre estão nos 17,88 milhões de euros e nos 1,702 milhões de euros respetivamente. Nota: 1 won da coreia do sul (krw) = 0,0008 euro (eur).

Lucros mundiais diminuem sobretudo como resultado da recessão económica em mercados emergentes como a Rússia e o Brasil.

• Hyundai Motor prevê uma recuperação destes números a nível mundial durante o segundo trimestre com o aumento exponencial de vendas dos novos modelos lançados, nomeadamente na área de SUV.

Na Europa, a Hyundai regista forte aumento de vendas: crescimento de 5,5% das vendas face ao homólogo e melhor primeiro trimestre de sempre da marca.

Em Portugal, registaram-se excelentes resultados: a Hyundai foi a segunda marca do Top25 que mais cresceu em vendas e o Novo Tucson entrou para o Top3 no segmento de SUV-compactos.151119 All-new_Elantra_4_Copy

 

TT NO BRASIL

 

Os alagoanos Marcus “Jatobá” Lins e Daniel Fonseca conquistaram o título de vice-campeões dos UTVs logo na estreia do Rally RN 1500, válido como a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Após quatro dias de disputas e cerca de mil quilômetros percorridos a bordo do Can-Am Maverick Turbo 2016, a dupla confirmou o resultado neste domingo (24) em Natal, capital potiguar.

O roteiro incluiu 518 km de trechos cronometrados e diversos tipos de desafios, como terrenos arenosos, pontos de altas velocidades e muita pedra. A prova ainda teve categorias para quadriciclos, motos e carros. “Foi a nossa primeira competição fora do Alagoas, sem dúvidas a mais difícil que participamos até aqui”, comparou Jatobá. “Foi um ótimo desempenho, ainda mais porque o grid dos UTVs está repleto de pilotos e navegadores muito experientes”, continuou.

Em sua 18ª edição, o Rally RN 1500 testou ao extremo a durabilidade dos equipamentos, tanto que muitos competidores ficaram pelo caminho. “O Can-Am Maverick Turbo se comportou muito bem e vale destacar que corremos com a suspensão original. Nós não tivemos qualquer avaria durante os quatro dias de prova. O único imprevisto foi um pneu furado”, relatou Jatobá. A dupla representou a equipe Box Adventure, de Maceió (AL), e ainda faturou a segunda colocação da classe UTV Pró no evento.

Sobre a BRP - A BRP (TSX: DOO) é líder global em projeto, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos esportivos e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, a moto aquática Sea-Doo, os veículos side-by-side e quadriciclos Can-Am, os roadsters Can-Am Spyder e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotaxwell, além dos motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário dedicados. Com uma renda anual com vendas de mais de CA$ 3 bilhões em 105 países, a empresa conta com cerca de 7.100 funcionários no mundo.

www.brp.com

@BRPnews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Spyder, Commander, Maverick, X e o logotipo da BRP são marcas comerciais da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos donos.


Marcus "Jatob�" Lins / Daniel Fonseca a bordo do Can-Am Maverick Turbo 2016 no Rally RN 1500
Cr�dito: F�bio Davini/DFotos

Marcus "Jatob�" Lins / Daniel Fonseca a bordo do Can-Am Maverick Turbo 2016 no Rally RN 1500
Cr�dito: Doni Castilho/DFotos

 

PORSCHE É NOTICIA

 

Porsche SE: Change of dividend proposal – higher dividend

. Via ad-hoc release of 22 April 2016, the executive board of Porsche Automobil Holding SE, Stuttgart ("Porsche SE"), had announced to propose to the annual general meeting – subject to corresponding resolutions of the supervisory board – a dividend payout of Euro 0.204 per ordinary share and of Euro 0.21 per preference share.

The executive board and the supervisory board of Porsche SE have now come to an agreement to propose to the annual general meeting a dividend payout of Euro 1.004 per ordinary share and of Euro 1.01 per preference share.

 

CARLOS MARTINS DESISTE EM CASTELO BRANCO

 

Carlos Martins obrigado a desistir em Castelo Branco

 

carlos martins_5_Copycarlos martins_6_CopyA segunda ronda do Campeonato Nacional de Ralis não terminou da forma esperada para o piloto de Serpa Carlos Martins já que foi obrigado a abandonar a prova na sexta especial do rali. O Rali de Castelo Branco marcou a estreia com o Citroën Ds3 R5 no asfalto e as ambições eram essencialmente evoluir com o carro, tentando um bom resultado final na geral. Carlos Martins e Daniel Amaral entraram bem, rodando sempre dentro do top 6 na geral, ganhando cada vez mais entrosamento com o seu Ds3 R5 e com isto evoluindo o seu desempenho especial após especial, num rali que a exemplo do Serras de Fafe voltou a ser bem disputado com muitos e bons candidatos ao top 15 da geral. O segundo dia de prova acabou por colocar um ponto final na prestação da equipa com o Ds3 R5 a debater-se com problemas de direcção assistida e devido ao óleo que estava a cair em cima do escape, a dupla optou por terminar por ali a sua prova. “Não foi o desfecho que estávamos a contar para o Rali de Castelo Branco. Estávamos a fazer uma boa evolução com o carro, conseguimos recolher muita informação ao longo da prova que me permite agora estar mais confiante para as próximas provas. Em termos desportivos e sendo a nossa estreia com o Ds3 no asfalto, estava a ser muito produtivo, uma vez mais o nível competitivo foi muito bom, mas derivado aos riscos que corríamos em continuar em prova e por nossa segurança, optamos por parar. Ainda assim saímos daqui confiantes de até onde poderemos chegar e que venha agora a próxima prova”, concluiu Carlos Martins.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL

 

Campeonato Nacional de Trial 4x4 2016

 

partida macao_CopyCasa cheia em Mação É o terceiro ano consecutivo que Mação recebe uma etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4, mas em 2016 recebeu a segunda etapa da competição. Numa pista renovada, o Mac TT – Clube TT de Mação, trabalhou para atrair o público e surpreeender as equipas... e ambos os propósitos foram bem conseguidos. Quase 5.000 pessoas entre o público e 37 equipas em pista, divididas por 6 categorias, foram os números do sucesso desta 2.ª jornada do Campeonato Nacional de Trial 4x4 2016. Carlos Rodrigues (yourcar.pt/jlsportas.com/XS5) foi o grande vencedor desta segunda etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4. O piloto de Loures foi, de todos os 37 participantes, quem conseguiu dar mais voltas à pista, 21 no total. Pedro Costa (Preparações Badinho 4x4) foi o grande vencedor da Classe Extreme com 18 no voltas em 2h50:49.226. Depois de um quarto lugar em Valongo, com esta vitória em Mação é primeiro na geral da classe extreme Na categoria Proto a lista de inscritos foi ainda mais extensa do que em Valongo e por isso a competitividade também aumentou. Rui Querido (Tibus off road/Ladricolor Team) foi, depois de 3horas de resistência o grande vencedor da classe. Depois de duas provas Bruno Fernandes (Team JMF) é o líder da classe Proto. A classe Super Proto também continua em alta, com cada vez mais participantes. Carlos Rodrigues (yourcar.pt/jlsportas.com/XS5), com 21 voltas, foi o melhor da classe. Venceu a sua classe e venceu também a classe absoluto porque, como já referimos, foi o participante que completou mais voltas à pista de Mação. Depois de duas horas de resistência, João Fernandes (Jovi Team) venceu a classe Promoção. O Nissan Patrol GR portou-se muito bem durante a prova e levou a equipa ao primeiro lugar do pódio. A Classe UTV/Buggy teve apenas dois inscritos, mas nem por isso faltou espetáculo. Estas pequenas viaturas cativam o público a cada passage e a cada obstáculo. No final, tal como em Valongo, venceu João Lopes (JL Racing/polaris/RPA& Filhos). No TorféuAuto Russo Nuno Matos (Autobernardo/Capitcho Team) foi o grande vencedor. Em 2016 as Classes Extreme, Proto e Super Proto discutem o título Absoluto que coroa, digamos assim, o campeão dos campeões.A pontuação a atribuir para o Campeonato Nacional de Trial 4x4 2016 Absoluto é determinada pela classificação geral final de cada evento, ou seja, no final e cada prova é publicada uma classificação geral, determinada pelo número de voltas. Quem der o maior número de voltas em cada etapa é quem mais pontua para a Classe Absoluto. Depois de 2 provas, Bruno Fernandes (Team JMF) é o lider da Absoluto. Classe Extreme 1.º Preparações Badinho 4x4 – Nissan Navarra - 18 voltas 2.º Canelas Pneus – Toyota Hilux – 16 voltas 3.º Imoc Team – Nissan Navarra – 16 voltas Classe Proto 1.º Tibus off road/ladricolor Team – Toyota BJ40 – 20 voltas 2.º Team JMF – Wrangler XS5 – 18 voltas 3.º Team Rj4x4 – Toyota BJ40 – 18 voltas Classe Super Proto 1.º yourcar.pt/jlsportas.com/XS5 – Proto XS5 – 21 voltas 2.º Npower 78 – Carwler NP Hilux – 17 voltas 3.º peçaslandrover.com – Proto XS5 – 12 voltas Classe Promoção 1.º Jovi Team – Nissan Patrol GR - 13 2.º Mister Reboques 2 – UMM - 12 3.º Team XS5 – LR Defender td5 - 11 Classe UTV/buggy 1.º JL Racing/polaris/GRO/RPA& Filhos – Polaris RZR XP 1000 – 12 voltas 2. Team Revi-clap – Polaris RZR 1000 – 12 voltas Classe Absoluto 1.º yourcar.pt/jlsportas.com/XS5 – Proto XS5 – 21 voltas 2.º Tibus off road/ladricolor Team – Toyota BJ40 – 20 voltas 3.º Team JMF – Wrangler XS5 – 18 volta

 

WTCC 2016

 

WTCC Race of Hungary news and views from Nick Catsburg



  • Nick Catsburg achieves his second FIA World Touring Car Championship (WTCC) podium
  • Third place in the WTCC Race of Hungary comes just one week after his maiden podium finish in Slovakia
  • LADA SPORT ROSNEFT given 50kgs of ballast in a post-Slovakia shift in the WTCC’s Balance of Performance
  • LADA SPORT endures a trying build-up to the Race of Hungary, but transforms the Vesta TC1 back into a contender in the dry
  • Catsburg underwhelmed after qualifying seventh
  • Inclement weather makes tyre selection a lottery in the weekend’s Opening Race, but Catsburg’s wet selection proves to be the right call
  • LADA Vesta struggles in the conditions, but Catsburg extracts the maximum from the car to reach the podium
  • Improved Hungaroring boasts a new track surface and revised kerbing
  • Freshly laid asphalt yields very little grip in Sunday’s (24 April) wet races
  • Harsh and excessive drive-through sees Catsburg finish the Main Race outside of the points
  • The Dutchman now changes tact for a return to Porsche machinery in the WeatherTech United SportsCar Championship at Mazda Raceway Laguna Seca

Nicky says…
 
On a trying build-up to the WTCC Race of Hungary…

“Arriving in Budapest, we really thought the 50kgs of ballast would destroy any chance of achieving a result and there were also a few things that we didn’t do quite right in FP0 on Friday (22 April), which we corrected for FP1 and then improved on further in FP2 on Saturday (23 April).

“Immediately, we were right back in the game, setting competitive times, and Gabriele (Tarquini) was especially quick, topping the timesheets during free practice. I was fifth in first practice and then broken front suspension hampered the second session, but it was still clear that we had taken a big step forward with the LADA Vesta. I was very surprised by the car’s speed and balance. The ballast slowed us down – it’s supposed to do that – but the car felt fantastic.”

On the refreshed Hungaroring…

“The Hungaroring was resurfaced with new asphalt and the kerbing was revised before the WTCC arrived. For me, it’s a huge improvement, because it has a nice flow to it and the kerbstones are new age and up-to-date, which allows you to cut the corners more. The only difficulty was staying within the track limits. It’s so tempting to exceed the boundaries and it’s hard to stay on the edge and set a fast lap time without going too wide, or cutting an apex and having your times deleted. I expected it to be particularly tricky during the races.”

On overcoming the unseasonably cold and wet weather to reach the podium…

“The forecasted rain materialised on Sunday (24 April) morning. It can sometimes level the playing field, but I wasn’t sure it would in this instance. There were a lot of unknowns for me, as I haven’t got much experience of racing touring cars in the wet and I knew it would be slippery on the freshly laid asphalt.

“I hoped it would stay dry, but I did see that there might be an opportunity to snatch a surprise result in the rain and that’s exactly what I did. I had mixed feelings about the result. I have to be happy about the podium, because it’s only my second top three result in the WTCC, but I’m disappointed with my own performance, which included quite a few mistakes.”

On the Opening Race tyre conundrum…

“I have driven on ice before and I had more grip then than in the races at the Hungaroring. It was like driving on eggs; it was so slippery and every mistake cost you a heap of time, so the Opening Race was strange.

“To be honest, I didn’t understand why anybody opted for slicks at the start of race one. It was so wet on the formation laps and it was still raining, so I find it really confusing. However, I got very lucky that half the field started on slicks, as it opened the door to a good result.”

On the disappointment of the Main Race…

“I knew after race one that we didn’t have the pace and I spent the second encounter looking in my mirrors. With no vision through a fogged-up windscreen, I was being cautious while battling against other cars. In the end, I think I could have scored a couple of points if I hadn’t been given that harsh drive-through penalty for cutting the chicane. I didn’t gain any positions and you’d normally get a warning. I should have been given a small time penalty at the most.”

On the forthcoming Continental Monterey Grand Prix powered by Mazda…

“I only know Mazda Raceway Laguna Seca from driving the circuit on the simulator, but it’s a legendary track and one I’m really looking forward to visiting. I’m also looking forward to getting back behind the wheel of the Black Swan Racing Porsche, because, while the Rolex 24 at Daytona was very good, the Sebring 12 Hours wasn’t. We need to rediscover some pace.

“The race isn’t as long as the previous two, so it will be a little easier, but it will depend on the Balance of Performance and I don’t know where we stand in that respect. Whatever happens, the WeatherTech United SportsCar Championship is cool and it provides me with a break from the WTCC, which I need after this weekend in Hungary.”
 

alt
alt
alt

 

PIRTELLI WORLD CHALLENGE

 

Pirelli World Challenge: Ginetta conquista mais um pódio em Barber

Modelo inglês continua sendo um dos destaques da competição. Alline Cipriani fica perto do Top-10 em sua estreia no PWC pelo Team Ginetta USA

Chris Green
Clique na imagem para fazer o Download...
Alline Cipriani
Alta | Web
Chris Green
Clique na imagem para fazer o Download...
Alline Cipriani
Alta | Web
Chris Green
Clique na imagem para fazer o Download...
Alline Cipriani
Alta | Web
Chris Green
Clique na imagem para fazer o Download...
Alline Cipriani
Alta | Web
Chris Green
Clique na imagem para fazer o Download...
Alline Cipriani
Alta | Web

A Ginetta voltou a ser destaque no terceiro desafio da temporada de 2016 do Pirelli World Challenge. A fabricante inglesa teve três representantes na rodada dupla deste fim de semana, realizada no Barber Motorsport Park, e voltou ao pódio na segunda colocação com o piloto do Texas Parker Chase. Estreantes na competição, Harry Gottsacker (também do Texas) e a brasileira Alline Cipriani também figuraram entre os candidatos ao uma vaga entre os Top-10. Gottsacker completou a primeira prova em décimo e a segunda, em sexto. Alline finalizou a primeira corrida em 15o, e já estava na disputa por um lugar entre os dez primeiros na prova seguinte quando precisou cumprir um drive-through.

"Consegui ganhar quatro posições logo na largada e realmente tínhamos chance de chegar entre os dez primeiros desta vez", avaliou Alline. "Mas em razão de um toque em uma disputa de posição, meu carro ficou desalinhado. Além disso, precisei passar pelos boxes para cumprir uma punição. Estes incidentes nos afastaram do nosso objetivo, que era terminar entre os dez primeiros, mas não tiraram a nossa confiança no potencial do nosso carro. A Ginetta tem se destacado muito rapidamente nos EUA, e isso nos deixa muito felizes", acrescentou a piloto.

O fim de semana da brasileira no Barber Motorsport Park começou promissor, com um 11o lugar já no treino de reconhecimento do circuito. Mas a chuva, que de forma intermitente marcou o primeiro dia de atividades de pista no Alabama, acabou causando mais prejuízos a Alline do que a outros pilotos. "Saímos para a tomada de tempos com o acerto de chuva, mas a opção se mostrou equivocada. A pista secou antes mesmo do treino começar, e como não podemos mexer no setup do carro nos 30 minutos que antecedem uma sessão oficial, não tive muito o que fazer", explicou.

Largando em 20o na primeira prova, Alline ganhou cinco posições e esperava repetir o resultado na prova de encerramento da rodada. "Quero viabilizar minha participação em outras provas do Pirelli World Challenge, porque este é realmente um evento fantástico", encerrou a piloto brasileira, bicampeã do Formula & Automobile Racing Association (FARA).

Adolpho Rossi, que além de chefe do Team Ginetta USA é o representante da fabricante inglesa nos EUA, avalia de forma extremamente positiva o momento vivido pela Ginetta no Pirelli World Challenge. "Em todas as três rodadas da temporada subimos ao pódio, e entregamos carros competitivos a todos os três pilotos da marca em Barber. Fico feliz pelo Parker, pelo Harry e principalmente pela Alline, que mostrou todo o seu potencial como piloto em um dos campeonatos mais difíceis dos EUA".

A próxima rodada dupla do PWC está marcada para os dias 21 e 22 de maio, em Bowmanville, no Canadá. Veja como terminaram as duas corridas deste fim de semana no Alabama:

Corrida 01
1) Jade Buford (SIN R1 GT4), 14 voltas em 34min53s247
2) Lawson Aschenbach (Chevrolet Camaro), a 1s849
3) Scott Dollahite (Lotus Evora), a 5s317
4) Scott Heckert (SIN R1 GT4), a 6s155
5) Jack Roush Jr. (Ford Boss 302), a 21a029
6) Parker Chase (Ginetta GT4), a 22s328
7) Anthony Mantella (KTM XBow GT4), a 23s931
8) Ernie Francis Jr. (Ford Mustang), a 24s389
9) Mark Klenin (Maserati GranTuris), a 25s212
10) Harry Gottsacker (Ginetta GT4), a 25s272
11) Martin Barkey (KTM XBow GT4), a 33s808
12) Nate Stacy (Ford Boss 302), a 37s296
13) Brett Sandberg (KTM XBow GT4), a 42s249
14) Tony Gaples (Chevrolet Camaro), a 45s381
15) Alline Cipriani (Ginetta GT4), a 48s666
16) John Allen (Porsche Cayman), a 52s421
17) Derek DeBoer (Aston Martin Vantage GT4), a 1min21s580
18) Kevin Marshall (Lotus GT4), a 1min22s557
19) Dave Ricci (Chevrolet Camaro), a 1min23s179
20) Dore Chaponick Jr. (KTM XBow GT4), a 1min23s509
21) Clint Guthrie (Maserati GranTurismo MC), a 1min28s803
22) Jeff Courtney (Maserati GranTurismo MC), a 9 voltas

Corrida 02
1) Jade Buford (SIN R1 GT4), 14 voltas em
2) Parker Chase (Ginetta GT4), a 4s177
3) Scott Dollahite (Lotus Evora), a 6s520
4) Lawson Aschenbach (Chevrolet Camaro), a 14s107
5) Scott Heckert (SIN R1 GT4), a 21s791
6) Harry Gottsacker (Ginetta GT4), a 22s208
7) Mark Klenin (Maserati GranTuris), a 32s955
8) Jack Roush Jr. (Ford Boss 302), a 33s773
9) Kevin Marshall (Lotus GT4), 42s279
10) Brett Sandberg (KTM XBow GT4), a 49s754
11) Nate Stacy (Ford Boss 302), a 49s905
12) Jeff Courtney (Maserati GranTurismo MC), a 58s377
13) Tony Gaples (Chevrolet Camaro), a 1min06s886
14) Anthony Mantella (KTM XBow GT4), a 1min09s856
15) Jason Alexandridis (KTM XBow GT4), a 1 volta
16) Clint Guthrie (Maserati GranTurismo MC), a 1 volta
17) Alline Cipriani (Ginetta GT4), a 1 volta
18) John Allen (Porsche Cayman), a 2 voltas
19) Dave Ricci (Chevrolet Camaro), a 4 voltas
20) Dore Chaponick Jr. (KTM XBow GT4), a 25 voltas
21) Martin Barkey (KTM XBow GT4), a 30 volt

 

SUGESTÃO DO DIA

SUGESTÃO DO DIA

 

 

PROMOTOR
Associação Cultural e Recreativa de Alburitel - Ourem

PRODUÇÃO
Andamentos Produções

FICHA ARTÍSTICA
Amor Electro - 11 de Junho
Pedro Cazanova - 10 de Junho
David Antunes & Midnight Band + Pedro Fernandes - 10 de Junho
Menasso - 11 de Junho
Funkoff - 11 de Junho
The Peorth - 10 de Junho

PRÉ VENDA
Passe Geral - 10€ (Limitado ao stock existente)*
Passe Geral - 12€


*O Passe Geral a preço reduzido é limitado às unidades disponíveis para esta fase.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS
Inclui:
- Acesso ao Parque de Campismo
- Acesso dia 09 de Junho - Festa de Recepção ao Campista
- Acesso dias 10 e 11 de Junho - Festival
12994418 1105866746143904_5626639558190975031_n_Copy


 

OPEL ONSTAR

 

Opel OnStar: 1,5 milhões de interações

«É extraordinário ter um anjo da guarda a bordo», exclama Charlotte Tyson a propósito do sistema de assistência permanente Opel OnStar, lançado pela Opel em agosto de 2015. Esta inglesa foi das primeiras pessoas na Europa a acionar o serviço de resposta automática em caso de acidente. No mês de outubro, viu-se envolvida numa colisão frontal com outro veículo. Por efeito do embate, os ‘airbags’ do seu Corsa foram despoletados e os sensores automáticos alertaram de imediato o centro de operações do OnStar. Um dos operadores - o “anjo da guarda” de Charlotte - acionou desde logo os serviços nacionais de emergência e manteve-se em contacto de voz com ela até à chegada da ambulância ao local do acidente. A resposta automática em caso de acidente é apenas uma das valências inovadoras do novo sistema Opel OnStar. O conjunto de serviços, que é assegurado por operadores de ‘carne e osso’ em vez de simples máquinas, engloba ainda a abertura remota das portas do veículo, o descarregamento telemático de percursos de navegação para o veículo, a realização de diagnósticos mensais ao funcionamento do automóvel e a ligação Wi-Fi com o exterior. Menos de nove meses volvidos sobre o lançamento, o Opel OnStar já registou cerca de 1,5 milhões de interações com utilizadores que contactaram o centro de operações através de telefone, da aplicação de telemóvel ou da tecla azul do dispositivo instalado no automóvel. O OnStar faz parte do equipamento de 50 por cento dos Opel que são vendidos atualmente. 

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

ANTEVISÃO GRANDE PRÉMIO PIRELLI RÚSSIA

Quarta Corrida de 21

Sochi, 29 de Abril a 1 de Maio 2016

 

 Pela quarta vez, e à semelhança de outras corridas, os compostos Médio, Macio e Supermacio foram os escolhidos para esta semana. Agora no seu terceiro ano, o Grande Prémio da Rússia em Sochi engloba uma pista variada e técnica, com uma superfície muito suave, que leva a um baixo desgaste e degradação dos pneus.

O CIRCUITO DO PONTO DE VISTA DOS PNEUS:

·      Apesar de a pista ter apenas três anos, o asfalto está ainda em evolução e poderá ficar diferente.

·      Com o baixo nível de desgaste e de degradação dos pneus, não esperamos um elevado número de paragens na box.

·      Com condições climatéricas amenas, a degradação térmica dos pneus não deverá ser um problema.

·      A Curva 3 é a mais desafiante: Multi-apex de curvatura à esquerda que relembra a Curva 8 do Circuito de Istambul. 

·      Cerca de 1,7 Km dos 5.848-quilómetros da volta são realizados em estrada aberta ao público.

·      É esperada uma grande evolução da pista, dado que esta não é usada de forma intensiva.

 

OS TRÊS COMPOSTOS NOMEADOS:

·       Composto Médio (branco): Funciona numa gama baixa de temperatura e privilegia a durabilidade sobre a performance.

·       Composto Macio (amarelo): Uma das chaves para a vitória de Rosberg na China, dado que começou a corrida com este composto.

·       Composto Supermacio (vermelho): Com um nível de performance superior que o torna no pneu ideal para qualificações.

 

COMO FOI HÁ UM ANO:

·       Vencedor: Hamilton (uma paragem: iniciou com Supermacio, trocou para Macio na volta 32).

·       Melhor classificado com uma estratégia alternativa: Perez, terceiro lugar (igualmente uma só paragem, mas aproveitou a entrada do safety car para mudar de Supermacio para Macio na volta 12, percorrendo de seguida 41 voltas até terminar).

·       Praticamente todos os pilotos fizeram apenas uma paragem, com somente dois a parar por duas vezes.

 

 

PAUL HEMBERY, DIRETOR PIRELLI MOTORSPORT:

 

·      “Estamos de volta à Rússia apenas seis meses após cá termos competido, o que significa que provavelmente poderemos esperar condições de primavera diferentes das do outono passado. Esta é uma das pistas com menor desgaste que visitámos durante toda a temporada, logo poderemos esperar tempos entre paragens longos mesmo nos compostos Supermacios, tal como vimos com Lewis Hamilton no ano passado. Contudo, temos observado um notável aumento de performance dos carros em 2016, o que irá levar a um aumento de desgaste dos pneus e, por isso, os testes serão muito importantes para obter uma noção sobre o comportamento dos pneus nestas novas condições com carros de última geração.”

 

O QUE HÁ DE NOVO?

·       Mercedes, Ferrari e Red Bull seguiram diferentes abordagens nas suas escolhas de pneus para Sochi.

·       A comissão da Fórmula 1 aceitou a nossa proposta de obtermos mais uns dias de testes a fim de nos prepararmos para 2017.

·       Em www.pirelli.com temos todos os detalhes sobre cada corrida e país, com atualizações regulares. 

OUTROS FACTOS QUE RECENTEMENTE CAPTARAM A NOSSA ATENÇÃO:

·       Esta poderá ser a última corrida diurna do G.P. da Rússia: Uma corrida noturna poderá ser uma realidade em Sochi em 2017.

·       A competitividade da equipa Red Bull: Esperam causar “confusão” entre a dianteira da corrida.

·       Poderão fazer esqui após o G.P. da Rússia: A época de esqui em Sochi termina a 20 de maio aproximadamente.

·       Desfrutámos de algumas atividades locais: Blancpain GT Series, European GT4 e Lamborghini Super Trofeo, todos vieram a Monza no último fim-de-semana, a apenas meia hora da nossa sede.

 

A NOMEAÇÃO DOS COMPOSTOS DE PNEUS ATÉ À DATA:

 

Roxo

 

Vermelho

 

Amarelo

 

Branco

 

Laranja

Austrália Supermacio Macio Médio
Bahrein Supermacio Macio Médio
China Supermacio Macio Médio
Rússia Supermacio Macio Médio
Espanha Macio Médio Duro
Monte Carlo Ultramacio Supermacio Macio
Canadá Ultramacio Supermacio Macio
Azerbaijão Supermacio Macio Médio

 

 

 

Siga o Racing Spot em pirelli.com e descubra conteúdos exclusivos da F1 em: http://racingspot.pirelli.com/global/en-ww/racingspot

 

Videos e fotos em alta resolução, sem copyright, disponíveis para fins editoriais através da web de imprensa:  www.pirelli.com/f1pressarea (registo obrigatório). Siga-nos no Twitter @pirellisport ou Facebook: Pirelli Motorsport. Visite também o nosso website para mais informações sobre a marca: http://www.pirelli.com.




 

JOÃO RAMOS QUER VENCER DE NOVO

 

Após vitória na “Baja TT Rota do Douro”, João Ramos encontra-se confiante para a 2ª prova do C.N.TT 2016

 

Vila N

 

Após a vitória da dupla Ramos/Jesus, aos comandos da Toyota Hilux - Team Caetano Racing na Baja TT Rota do Douro, primeira prova a contar para a Taça Ibérica de Todo-o-terreno e para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016, João Ramos e Victor Jesus estão confiantes para a 2ª prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016.

 

A equipa Team Caetano Racing está pronta, mais uma vez, para enfrentar a dura prova, confiantes num bom resultado para os mais de 290Km cronometrados que constituem o Rali TT de Reguengos.


“Começamos da melhor maneira e demonstramos como estamos competitivos. É importante começar bem a época e a vitória na Baja TT Rota do Douro, que conta para o campeonato nacional e para a Taça Ibérica, permite-nos encarar esta 2ª prova da época com mais confiança e serenidade, mas sem descorar a rapidez. O objetivo é o de sempre; de arrecadar o máximo de pontos possíveis para o Campeonato.” comentou João Ramos.

 

O Rali TT Reguengos de Monsaraz – Capital dos Vinhos de Portugal, vai arrancar no próximo dia 30 de Abril às 16:00, com a dupla passagem pelo percurso do Prólogo de 5 Km junto ao centro náutico de Monsaraz. No dia seguinte os carros seguem para um setor seletivo de 140,11 Km que vai ser percorrido por duas vezes, com o arranque previsto a partir das 8:45 junto a Outeiro e chegada ao Convento da Orada (Monsaraz).IMG 4716_Copy

 

JOÃO PAIS REGRESSA

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Desafio Total Mazda

Rali TT Reguengos de Monsaraz

30 de Abril e 1 de Maio

 

João Pais regressa às competições em Reguengos

Piloto de Viseu venceu as edições de 2009 e 2010

 

O piloto de Viseu João Pais está de regresso às competições motorizadas e vai, no próximo fim-de-semana, disputar a jornada inaugural do Desafo Total Mazda 2016, o Rali TT Reguengos de Monsaraz, prova organizada pela Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense. De destacar que João Pais foi o grande triunfador das edições de 2009 e 2010 do Desafo Total Mazda que este ano surge com uma enorme pujança reunindo mais de uma dezena de concorrentes.

 

Embaixador da sua cidade, João Pais irá promover através da competição a excelência da oferta turística e cultural da cidade beirã e o seu Mazda CXS Proto divulgará o “site” turístico Visit Viseu recentemente lançado pelo município e pela Viseu Marca e onde se aposta naqueles que são considerados os principais atributos identitários de Viseu: “Cidade de Viriato”, “Cidade vinhateira” e “Cidade-jardim”, mas também “Cidade de eventos”.

 

“Estou muito satisfeito por estar de regresso fazendo duas das coisas que mais gosto: competir em todo-o-terreno e enaltecer a minha cidade. Quero agradecer ao Paulo Pinto e à PCR Motorsport que vão preparar e assistir o Mazda CXS Proto com que vou competir, já que sem o seu apoio este projeto não teria sido possível. Desportivamente vou, como sempre, dar o meu melhor, mas desta vez tenho paralelamente um objetivo tão grande ou maior que os resultados desportivos: o de divulgar Viseu. O Desafio Mazda promete ser extremamente competitivo, o que o torna ainda mais atrativo”, salienta João Pais que será ainda apoiado esta temporada pela PR Destilarias.

 

O Rali TT Reguengos de Monsaraz arranca no Sábado dia 30 com um prólogo de aproximadamente cinco quilómetros. No dia seguinte os concorrentes farão uma dupla passagem por um troço cronometrado com 140 quilómetros.

 Joo Pais_vencedor_do_Desafio_ELF_Mazda_2009_10_Copy

 

ARC SPORT COM OBJECTIVOS ALCANÇADOS

 

Rali de Castelo Branco 2016

 

 

 

 

JOAQUIM ALVES E ALOÍSIO MONTEIRO COM ESTREIAS POSITIVAS

 

 

 

OBJETIVOS ALCANÇADOS PELOS PILOTOS ARC SPORT

 

 

 

Em Castelo Branco, segunda prova do Campeonato Nacional de Ralis de 2016, duas duplas apoiadas pela ARC Sport experimentavam pela primeira vez os primeiros desenvolvimentos de carros novos em pisos de asfalto. Se para Joaquim Alves e Luís Ramalho o Ford Fiesta R5 já não era completa novidade, pois tinham efetuado o Rali Serras de Fafe, mas ainda o não tinham analisado em pisos de asfalto, para Aloísio Monteiro e Sancho Eiró, a estreia do Renault Clio R3 T foi absoluta. Para as duas equipas, o saldo acabou por ser positivo.

 

Esta foi uma prova de adaptação aos pisos de asfalto, que acabou por ser mais difícil do que esperava. De tarde acabei por ter alguns percalços, com peões inesperados, mas consegui progredir ao longo do rali. Agora é preciso trabalhar muito”, afirmou Joaquim Alves, projetando um futuro breve: “Vamos seguramente aos Açores, só não sei com que carro”.

 

Aloísio Monteiro a apostar no Troféu Ibérico Renault Clio Trophy, estreou em Castelo Branco o novo carro da marca francesa, um Clio R3 T, preparado nas oficinas da ARC Sport em Aguiar da Beira. Um carro novo e cheio de potencialidade, que necessita de habituação por parte do piloto.

 

Foi uma prova de estreia! Melhorámos bastante da parte da tarde e conseguimos sempre aprender o carro, mas há obviamente muito trabalho a fazer, em conjunto com a ARC Sport. As diferenças de um carro turbo para um atmosférico são notórias, embora com o desenrolar do rali, fosse sentindo muitas melhorias. No Rali Vidreiro será seguramente diferente. Em relação aos Açores, iremos estar presentes com o antigo Clio R3”, afirmou Aloísio Monteiro.

 

 

 

 

A ARC Sport não poupou esforços para que as coisas corressem bem a Joaquim Alves e a Aloísio Monteiro. No entanto, um susto com a bomba de gasolina do Fiesta R5 mesmo à chegada, colocou a equipa de Aguiar da Beira à prova.

 

Correu tudo como estava previsto, embora não pensasse que a equipa fosse colocada à prova mesmo no fim do rali. Conseguimos resolver o problema com a bomba de gasolina do Fiesta do Joaquim Alves em tempo recorde. Quero dar os meus parabéns aos dois pilotos, que alcançaram os objetivos de evoluir nos pisos asfalto, compreendendo as reações dos respetivos carros”, disse Augusto Ramiro, responsável pela ARC Sport.

 

 

 

 ARC Sport_-_Aloisio_Monteiro_-_Rali_de_Castelo_Branco_02_CopyARC Sport_-_Joaquim_Alves_-_Rali_de_Castelo_Branco_01_Copy

 

LAND ROVER DISCOVERY

 

LAND ROVER DISCOVERY SPORT INTEGRA APLICAÇÃO DE LOCALIZAÇÃO AVANÇADA ‘TILE BLUETOOTH’

 

Tile Bluetooth_02_CopyTile Bluetooth_03_CopyTile Bluetooth_04_Copy

 

  • É a primeira vez que se integra o dispositivo de localização ‘Tile Bluetooth’ num veículo, graças às apps da Land Rover InControl™.
  • Esta app inteligente faz com que os condutores nunca se esqueçam de algum objeto importante para o seu dia-a-dia.
  • ‘Tile’ alia-se ao novo sistema de infoentretenimento InControl Touch Pro e pode, inclusivamente, encontrar objetos extraviados ou perdidos.
  • O novo Discovery Sport 17MY é colocado à venda hoje com preços a partir dos 43.003,75€, com o novo Black LE pack que oferece um apelativo design aperfeiçoado.

O Land Rover Discovery Sport 17MY é um veículo que não se esquece de nada graças à instalação pioneira da aplicação de localização avançada ‘Tile’. O SUV compacto Premium é o primeiro veículo a utilizar esta tecnologia de vanguarda, além de oferecer um novo e apelativo design aperfeiçoado e novas caraterísticas de segurança e conforto.

Frequentemente, a pressa de chegar a horas ao trabalho ou à escola pode fazer com que as pessoas se esqueçam de objetos importantes. No entanto, o novo Discovery Sport foi desenhado de modo a que os seus proprietários não se esqueçam dos porta-moedas ou das mochilas. Esta app utiliza etiquetas ‘Tile’, pequenos localizadores bluetooth que podem ser colocados nos objetos considerados mais importantes e controlar assim a sua localização através das tecnologias e aplicações existentes nos smartphones.

Uma pessoa normal dedica cerca de 15 minutos por dia a procurar objetos perdidos*, contudo, esta aplicação exclusiva instalada no veículo promete acabar com estas perdas de tempo. Ao inicializar a app no ecrã tátil central, é enviado um sinal para determinados objetos que não estão no interior do veículo. Além disso, o ecrã fornece indicações de como chegar rapidamente à última localização registada do objeto em questão.

Para Peter Virk, Director of Connected Technologies & Apps da Jaguar Land Rover: "Esquecer a carteira ou a mala de viagem das crianças não é apenas um incómodo. Darmos conta que nos esquecemos de algo importante é um motivo de distração. Graças à nossa parceria exclusiva com a ‘Tile’, os clientes podem, através do ecrã tátil do Discovery Sport, verificar o estado e a localização dos objetos nos quais foram colocadas etiquetas, fazendo com que o esquecimento seja coisa do passado.”

 

A Jaguar Land Rover é a primeira empresa do setor automóvel a integrar a tecnologia ‘Tile’ no sistema de entretenimento dos seus veículos. Esta colaboração faz com que os clientes possam criar uma lista de objetos essenciais disponível no ecrã tátil e que é verificada assim que a aplicação é iniciada. Se os objetos indicados não estiverem no interior do veículo, os clientes podem ativar um alarme sonoro de 90 decibéis na etiqueta ‘Tile’ de modo a localizar mais facilmente o objecto.

Segundo Mike Farley, CEO da ‘Tile’: "A parceria com a Jaguar Land Rover cria-nos imensas expetativas. Acreditamos que a introdução desta tecnologia vai trazer inúmeras vantagens; por exemplo, os condutores terão mais segurança e estarão mais descansados no que toca à localização dos seus objetos mais importantes, o que lhes vai permitir ganhar tempo antes de iniciarem as suas deslocações. O número de dispositivos ‘Tile’ em utilização aumentou de dois milhões para mais de cinco milhões nos últimos seis meses, números que nos levam a acreditar que esta introdução vai beneficiar largamente os clientes da Jaguar Land Rover de todo o mundo.”

A app de ‘Tile’ para smartphones é compatível com as plataformas Android e Apple, e permite localizar um número ilimitado de objetos.

Aperfeiçoamentos Premium no design

 

O Discovery Sport 17MY conta com novos elementos de design bastante apelativos, como é o caso do novo Black LE pack. Esta versão apelativa inclui os detalhes exteriores do atual Black Pack, além de uma grelha exclusiva Dynamic, o dístico SPORT em preto e vidros escurecidos. Há três cores disponíveis para o exterior: Silicon Silver, Yulong White e Carpathian Grey.

O Graphite Pack, também disponível para o 17MY, inclui um acabamento Dark Atlas na grelha, a inscrição no capot e entradas de ar laterais, bem como um tejadilho em Corris Grey para um contraste de cor e as proteções dos espelhos retrovisores em Narvik Black. O pack inclui igualmente novos acabamentos para as jantes, com tamanhos que vão desde as 18 até às 20’’.

Gerry McGovern, Chief Design Officer, refere: "Os nossos clientes querem que os seus veículos sobressaiam e esperam ter à sua disposição uma vasta gama de opções de personalização. As últimas novidades do Discovery Sport permitem atingir estes objetivos a um nível Premium. Graças aos seus acabamentos refinados, a opção Graphite Pack confere ao nosso SUV compacto um aspeto totalmente caraterístico, enquanto que o novo Discovery Sport Black sublinha a sua presença firme e segura.”

A carroçaria do Discovery Sport 17MY também está disponível em quatro cores novas: acabamentos metalizados Silicon Silver, Farallon Black, Carpathian Grey e Aruba. O SUV compacto Premium é fabricado na galardoada fábrica de Halewood da Jaguar Land Rover no Reino Unido e será posto à venda hoje com preços a partir de 43.003,75€,.

Tecnologia de conforto vanguardista

 

O atualizado sistema de infoentretenimento InControl Touch Pro da Jaguar Land Rover é a estrela das mais recentes novidades tecnológicas. A nova configuração inclui um ecrã tátil maior de 10.2 polegadas e menus intuitivos que imitam a aparência e a experiência das apps para smartphones e permitem a sua fácil utilização, como se de um tablet se tratasse.

O ecrã não precisa de teclas “físicas” e tem um formato largo de 21:9 com uma resolução superior ao ecrã padrão de 8 polegadas. Além disso, o aumento do número de pixéis oferece uma maior qualidade de imagem ao utilizar a opção de ecrã duplo, o que faz com que o condutor e os passageiros possam tirar o máximo proveito da qualidade do ecrã.

A extraordinária capacidade do InControl Touch Pro consegue-se graças à utilização de uma unidade de estado sólido (SSD) de 60 GB, cerca de 100% mais rápida do que uma unidade de disco rígido (HDD) tradicional, para um acesso ultrarrápido. É a primeira vez que o setor automóvel utiliza um processador informático e gráfico Quad-Core da Intel de alto desempenho.

 

Sistemas de segurança avançados

Três novos sistemas de segurança unem-se ao design aperfeiçoado e às novas caraterísticas de tecnologia e conforto que foram incorporadas no Discovery Sport 17MY.

Supervisão do Estado do Condutor: avisa o condutor com sinais visuais e sonoros em caso de comportamentos que possam evidenciar algum cansaço ou sonolência. O computador de bordo supervisiona permanentemente as ações do condutor, procurando sinais de cansaço e garantindo uma condução mais segura.

Limitador de velocidade inteligente: ajuda os condutores a ajustar o limite de velocidade. O sistema utiliza a função de reconhecimento de sinais de trânsito para detetar as alterações do limite de velocidade estabelecido no local. Quando há uma alteração, o sistema solicita ao condutor que aceite o novo limite de velocidade. Depois de ter aceitado a alteração, o veículo começa a adaptar automaticamente a velocidade até atingir o limite adequado.

Assistência à Manutenção de Faixa: utiliza a câmara de orientação dianteira do veículo para detetar as faixas de rodagem. Caso o condutor saia da sua faixa sem indicar a mudança, o veículo roda o volante na direção contrária para assegurar que o veículo não saia involuntariamente da sua faixa de rodagem.

 

* Fonte: “64% das pessoas dedica cerca de 15 minutos por dia a procurar os seus pertences". Inquérito feito a 2000 consumidores com mais de 16 anos residentes no Reino Unido realizado, a pedido da ‘Tile’, pela empresa independente de pesquisa Censuswide.

 


 

Sobre a Land Rover

Desde 1948 que a Land Rover fabrica veículos 4x4 que representam uma ampla gama de capacidades e possibilidades em todos os veículos. Defender, Discovery, Discovery Sport, Range Rover Evoque, Range Rover Sport e Range Rover definem cada um dos diferentes setores do mundo todo-o-terreno. Atualmente, com uma exportação de cerca de 80%, os produtos Land Rover são vendidos em mais de 170 países.

 

A equipa Special Vehicle Operations da Jaguar Land Rover é responsável, dentro do departamento Special Operations, pela criação de uma gama de modelos de alto rendimento, quer para a Jaguar, como para a Land Rover, produtos para a personalização de veículos e modelos de edição limitada de grande valor para ambas as marcas.

Acerca da Tile

A Tile mantém-no sempre perto dos seus objetos mais importantes. O primeiro produto da empresa também se chama Tile e consiste num pequeno localizador bluetooth aliado a uma app que ajuda as pessoas a encontrar os seus objetos perdidos ou extraviados. Este produto da Tile foi especialmente desenhado para os consumidores e oferece-lhes a oportunidade de localizar os seus pertences mais valiosos (chaves, malas de viagem, objetos de valor, carros, etc.). Além do mais, abre as portas a uma comunidade internacional de ajuda privada na procura de objetos. A empresa tem sede em San Mateo, Califórnia, e a sua finalidade é permitir a localização de qualquer objeto, pelo que conta com a ajuda de uma comunidade global com membros espalhados por mais de 200 países e regiões. 

 

LUIS SOUSA COSTA ESTREOU-SE AO VOLANTE

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS 1300

 

ESTORIL

 

 

LUIS SOUSA COSTA ESTREOU-SE AO VOLANTE DO DATSUN 1200 COM GRANDE DESEMPENHO

 

O piloto de Vila Real, Luis Sousa Costa estreou-se este fim de semana que passou ao volante do Datsun 1200 Grupo 2, que partilha com Nuno Soares, conseguindo na sua primeira corrida um excelente desempenho com um a subida ao pódio. Depois da distribuição de prémios, Luis Sousa Costa ainda ofegante falou-nos desta sua estreia “ pódio H 71, o meu obrigado ao Nuno Soares, assim como a sua família, patrocinadores e amigos. Foi um fim de semana de sonho, fabuloso mesmo. O Datsun 1200 estava espectacular, o autódromo do Estoril, é para mim um circuito muito especial. Por outro lado o trabalho de todos os mecânicos da RP Motorsport foi extraordinário, assim como os patrocinadores que acreditaram neste projecto. Por fim “o caneco”  caiu mesmo, e isso graças ao meu colega de equipa Nuno Soares, que me deixou numa boa posição de partida para a segunda corrida do fim de semana”. Mas não se pense que tudo foram facilidades, pois Luis Sousa Costa ainda passou algumas dificuldades, como nos descreveu “      "eu infelizmente, tive uns treinos livres muito bons, mas os cronometrados foram desastrados e não fui capaz de deixar o Datsun 1200 numa boa posição na grelha de partida, para a primeira corrida do fim de semana. O Nuno assim teve de arrancar quase no final das grelha de partida, que por sinal contou com um elevado numero de participantes distribuídos pelas duas principais categorias, até 1300 cc e acima de 1300 cc. Perante estes factos, o Nuno Soares fez um trabalho fabuloso e que estava dentro das suas possibilidades, e graças a todo o seu empenho ofereceu-me uma melhor posição na grelha de partida, que acabou por me levar ao 3º lugar do pódio “.

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

 

2ª Corrida H71 até 1300 cc

 

1º Pedro Gaspar - DATSUN 1200 Coupé 

2º ARNALDO MARQUES - DATSUN 1200

3º LUIS SOUSA COSTA – DATSUN 1200

4º PEDRO BOTELHO - AUSTIN COOPER S

5º JOSÉ FILIPE NOGUEIRA - MORRIS MINI1275 GT

6º CARLOS BARBOSA - MG MIDGET

7º VELOSO AMARAL - CLAN CRUSADERFOX 5490_CopyFOX 7118_CopyFOX 7192_Copy

 

MUNDIAL DE RALICROSS - MONTALEGRE

MUNDIAL DE RALICROSS - MONTALEGRE

 

SOLBERG E LINNEMAN FORAM OS VENCEDORES

 

Uma vez mais saldou-se por um tremendo exito a passagem do Mundial de Ralicross por Montalegre, que se debateu nesta edição com condições atmosféricas adversas.Mesmo assim na categoria  S 1600, o Peugeot 208 de Linnemann levou a melhor perante  o Citroen Saxo Kit Car do piloto portugues  Mário Barbosa, ficando o pódio completo  com o Renault Twingo de Shigabutoinov.

 

Na categoria de Supercars  Solberg ao volante do seu Citroen levou a melhor perante os Audi Quattro  de Larsson    e Heikikinen.Mesmo com péssimas condições atmosféricas com chuva e frio,  o publico ocorreu em granral42 Copyral1 Copy_Copyral2 Copy_Copyral3 Copyral4 Copy_Copyral5 Copyral6 Copyral7 Copyral8 Copyral9 Copy_Copyral10 Copyral11 Copyral12 Copyral13 Copyral14 Copyral15 Copyral16 Copyral17 Copyral18 Copyral19 Copyral20 Copyral21 Copyral22 Copyral23 Copyral24 Copyral25 Copyral26 Copyral27 Copyral28 Copyral29 Copyral30 Copyral31 Copyral32 Copyral33 Copyral34 Copyral35 Copyral36 Copyral37 Copyral37 Copyral39 Copyral40 Copyde numero enchendo as bancadas por completo.

 

Fotos de Paulo Maria/World - www.velocidadeonline.com

 

HISTÓRIAS - POR RICARDO GRILO

HISTÓRIAS

 

Por Ricardo Grilo

 

 

Bugatti 35B de William Grover-Williams, vencedor do primeiro Grande Prémio do Mónaco, disputado em 1929.

Nascido em França em 1903 (mãe francesa e pai britânico) em 1919 Grover-Williams foi contratado como motorista particular pelo pintor irlandês Sir William Orpen. Ao fim de algum tempo, acabaria por se envolver numa amizade colorida com Yvonne Aupicq a jovem amante de Orpen.

Quando foram descobertos, Orpen despediu ambos, mas como bom Sportsman, doando-lhes uma pequena fortuna para poderem seguir o seu caminho sem problemas. Com parte desse dinheiro, Grover-Williams pode dedicar-se à competição e casar com a sua namorada, no mesmo ano em que venceu o 1º GP do Mónaco.

Depois de alguns anos de sucesso e felicidade, durante a guerra ofereceu-se para combater pelos britânicos, tendo sido contratado pelos serviços secretos devido a ser perfeitamente bilíngue em francês e inglês.

Integrou uma rede secreta da resistência que se baseava nas instalações e usava o pessoal e equipamento da Bugatti, incluindo outros pilotos famosos como Robert Benoist e Jean-Pierre Wimmile.

Em 1943 foi capturado pela Gestapo e deportado para Sachenhausen, onde foi finalmente executado em 1945.

 

Robert Benoist também foi executado pelos nazis, tendo Jean-Pierre Wimmile escapado por milagre para vencer o primeiro GP do Pós-Guerra, disputado no Bois de Boulogne, em 1946, ao volante de um Bugatti.

 

NO PADDOCK DO ESTORIL

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

NO PADDOCK DO ESTORIL

 

Grupo de imagens do paddock dos Clássicos no autódromo do Estoril.

 

Fotos de João raposo no autódromo do Estoril - www.velocidadeonline.comFOX 5983_CopyFOX 5984_CopyFOX 6010_CopyFOX 6011_CopyFOX 6016_CopyFOX 6017_CopyFOX 6018_CopyFOX 6019_CopyFOX 6020_CopyFOX 6021_CopyFOX 6023_CopyFOX 6024_CopyFOX 6027_CopyFOX 6028_CopyFOX 6029_CopyFOX 6031_CopyFOX 6032_CopyFOX 6033_CopyFOX 6038_CopyFOX 6039_CopyFOX 6045_CopyFOX 6046_CopyFOX 6047_CopyFOX 6050_CopyFOX 6051_CopyFOX 6056_CopyFOX 6057_CopyFOX 6064_CopyFOX 6066_CopyFOX 6072_CopyFOX 6075_CopyFOX 6076_CopyFOX 6077_CopyFOX 6083_CopyFOX 6084_CopyFOX 6086_CopyFOX 6088_Copy

 

NAS BOXES DO GT OPEN NO ESTORIL

GALERIA DE IMAGENS

 

NAS BOXES DO GT OPEN NO ESTORIL

 

Grupo de imagens das boxes de algumas das máquinas que marcaram presença no passado fim de semana no autódromo do Estoril.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 5015_CopyFOX 5016_CopyFOX 5017_CopyFOX 5018_CopyFOX 5019_CopyFOX 5020_CopyFOX 5021_CopyFOX 5022_CopyFOX 5023_CopyFOX 5024_CopyFOX 5025_CopyFOX 5026_CopyFOX 5027_CopyFOX 5028_CopyFOX 5029_CopyFOX 5030_CopyFOX 5031_CopyFOX 5032_CopyFOX 5033_CopyFOX 5034_CopyFOX 5035_CopyFOX 5036_CopyFOX 5037_CopyFOX 5038_CopyFOX 5039_CopyFOX 5040_CopyFOX 5041_CopyFOX 5042_CopyFOX 5043_CopyFOX 5044_CopyFOX 5045_CopyFOX 5046_CopyFOX 5047_CopyFOX 5048_CopyFOX 5049_Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

PIRELLI RUSSIA GRAND PRIX PREVIEW
Round four of 21
Sochi, 29 April-1 May 2016

 For the fourth time in as many races, the medium, soft and supersoft compounds have been nominated this weekend. Now in its third year, the Russian Grand Prix at Sochi features a varied and technical track, with a very smooth surface that typically leads to low tyre wear and degradation. 

THE CIRCUIT FROM A TYRE POINT OF VIEW:

  • Although the track is now three years old, the asphalt is still evolving and may be different.
  • With wear and degradation being low, we would not expect a high number of pit stops.
  • Weather conditions tend to be mild, so thermal degradation is not a big issue.
  • The most challenging corner is Turn 3: a multi-apex left-hander that recalls Istanbul’s Turn 8.
  • About 1.7 kilometres of the 5.848-kilometre lap are run on roads open to the public.
  • A high degree of track evolution is expected, as the track is not otherwise used extensively.

THE THREE NOMINATED COMPOUNDS:

  • White medium: a low working range compound that trades performance for durability.
  • Yellow soft: a key part of Rosberg’s victory in China, as he started the race on this compound.
  • Red supersoft: a significant performance advantage favours this as a qualifying tyre.

HOW IT WAS A YEAR AGO:

  • Winner: Hamilton (one stop: started on supersoft, changed to soft on lap 32).
  • Best-placed alternative strategy: Perez, third (also a one-stopper, but took advantage of a safety car to change from supersoft to soft on lap 12, then ran 41 laps to the finish).      
  • Practically all the drivers stopped only once, with just two stopping twice.        

PAUL HEMBERY, PIRELLI MOTORSPORT DIRECTOR:                      

  • “We’re back to Russia just six months after coming to the race previously, which means that we can probably expect conditions in spring to be different from how they were last autumn. This is one of the lowest degradation tracks we visit all season, so we can expect to see some quite long stints even on the supersoft, as Lewis Hamilton showed last year. However, the performance increase that we have consistently observed from the 2016 cars will increase wear, so free practice will be very important to get an accurate read on tyre behaviour in these new conditions with the latest generation of cars.”

WHAT’S NEW?

  • Mercedes, Ferrari and Red Bull have gone for a different approach to their Sochi tyre choices.
  • The Formula 1 Commission has accepted our proposal for more test days to prepare for 2017.
  • We have www.pirelli.com magazine features about every race and country, regularly updated.

OTHER THINGS THAT HAVE CAUGHT OUR EYE RECENTLY:

  • This could be the last daytime Russian GP: a night race is a possibility in Sochi for 2017.
  • The competitiveness of Red Bull: they expect to cause “mischief” among the frontrunners.
  • You can go skiing after the Russian Grand Prix: ski season is Sochi only ends around 20 May.
  • We enjoyed some home action: the Blancpain GT Series, European GT4 and Lamborghini Super Trofeo all came to Monza last weekend: just half an hour from our headquarters.

THE COMPOUND NOMINATIONS SO FAR:

Purple Red Yellow White Orange
Australia Supersoft Soft Medium
Bahrain Supersoft Soft Medium
China Supersoft Soft Medium
Russia Supersoft Soft Medium
Spain Soft Medium Hard
Monte Carlo Ultrasoft Supersoft Soft
Canada Ultrasoft Supersoft Soft
Azerbaijan Supersoft Soft Medium

Follow The Racing Spot on pirelli.com for exclusive F1 content:
http://racingspot.pirelli.com/global/en-ww/racingspot

alt

alt

alt

 

KARTING NO BRASIL

 

Kart: Henri Forest destaca experiência e velocidade na primeira etapa do Troféu Academia, na França
Entre pilotos de 39 países, maranhense fez boas provas classificatórias, esteve próximo dos mais rápidos e chegou a se classificar para as finais, mas foi punido porque o bico de seu kart se soltou. De olho na próxima etapa, representante brasileiro no Campeonato da FIA segue confiante para Portugal
Henri Forest viveu várias experiências e desafios novos no último final de semana (21 a 24 de abril), na disputa da primeira etapa do Troféu Academia - tradicional campeonato organizado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA). A competição aconteceu no circuito francês de Essay, e contou com uma disputa bem acirrada entre os 51 pilotos de 39 nacionalidades diferentes. Fazendo sua primeira competição na Europa, o maranhense de 14 anos destacou o aprendizado e evolução ao longo da semana.

Forest havia feito há algumas semanas uma preparação específica na Europa, treinando na pista de Essay, porém, só a partir dos testes oficiais da etapa que ele teve contato com o equipamento a ser usado na competição, que é igual para todos os pilotos. O maranhense também encontrou uma situação de pista bem diferente, muito mais emborrachada - o que dificulta a pilotagem -, já que além do Troféu Academia, uma etapa do Campeonato Europeu também estava sendo disputada no mesmo evento.

Os treinos livres aconteceram entre quinta e sexta-feira, com sete sessões de 20 minutos cada, e Henri mostrou uma grande evolução a cada saída para a pista. No sábado, foi realizada a tomada de tempos, que definiu a posição de largada nas duas baterias classificatórias, no mesmo dia. Na primeira corrida, o maranhense terminou em 20º após avançar sete posições durante as 9 voltas. Na segunda prova, ele cruzou a linha de chegada em 17º, o que lhe garantia um lugar nas corridas finais, porém, foi penalizado porque o bico de seu kart havia se soltado. Dessa forma, Henri teve de participar de mais uma corrida classificatória, na manhã de domingo, onde 22 pilotos brigavam por apenas seis vagas. O maranhense fez uma das três melhores voltas da prova e completou em 10º.

Apesar de não ter se classificado para a final da etapa, Henri ressaltou o bom trabalho e entrosamento com seu mecânico, além de conhecer melhor o formato do campeonato e seus adversários, e se sente muito mais preparado e confiante para as próximas rodadas.

Como apenas os 19 melhores colocados somaram pontos para a classificação geral, o campeonato segue completamente aberto. A segunda etapa do Troféu Academia, de um total de três, acontece entre os dias 23 e 26 de junho, em Portimão, Portugal, enquanto a última rodada está marcada para a primeira semana de setembro, em Kristianstad, na Suécia.

Henri Forest é patrocinado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), e conta com o incentivo da Fribal Franchising, pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

Henri Forest:

"O campeonato tem um nível alto, com karts e motores iguais para os 51 pilotos, que são todos muito bons, então o equilíbrio é bem grande. Tive algumas dificuldades que já eram esperadas, por ser minha primeira competição na Europa, mas consegui me adaptar rápido e aprender demais nesse fim de semana. Foi uma pena tomar a punição por causa do bico do kart e assim ficar fora das finais, mas ainda temos duas etapas, e estou muito confiante para as próximas rodadas. Vou continuar treinando muito, tenho algumas corridas no Brasil nesse intervalo, e sei que em Portugal vamos brigar por melhores posições e somar bons pontos para o campeonato."

Henri Forest destacou aprendizado e evolução na 1ª etapa do Troféu Academia
Cunaphoto.it
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Maranhense foi selecionado para ser o representante brasileiro no campeonato
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Competição aconteceu na pista francesa de Essay, no último fim de semana
Cunaphoto.it
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Campeonato organizado pela FIA conta com 51 pilotos de 39 países diferentes
Cunaphoto.it
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Henri falou sobre rápido entrosamento e bom trabalho com seu mecânico, Luca
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

NO PADDOCK DA RAMPA DA PENHA

 

MFOX 3007_Copy_CopyFOX 3008_Copy_CopyFOX 3009_Copy_CopyFOX 3012_Copy_CopyFOX 3013_Copy_CopyFOX 3014_Copy_CopyFOX 3018_CopyFOX 3018_CopyFOX 3019_CopyFOX 3020_CopyFOX 3021_CopyFOX 3023_CopyFOX 3024_CopyFOX 3036_CopyFOX 3037_CopyFOX 3054_CopyFOX 3055_Copyais um grupo de imagens do paddock da Rampa da Penha.

 

Fotos de João Raposo na Rampa da Penha - www.velocidadeonline.com

 

HUGO ARAUO PRONTO

 

Hugo Araújo confiante na visita a Rockingham

 

rockingham antevisao_CopyDepois da vitória na visita do Super Seven Inter Series a Silverstone, Hugo Araújo mostra-se confiante para a deslocação a novo traçado inglês, desta vez ao circuito de Rockingham. Com a presença de mais de 30 Super Seven em pista o piloto, que conta com os apoios do Grupo COPEFI, Seegno, GVB, Trama, RVP, OPT, Playdriver, GTCompetizione – Autódromo Virtual de Braga e The Racing Mind Coach, revela que apesar de nunca ter tido a oportunidade de visitar o circuito, tem treinado nos simuladores do Autódromo Virtual de Braga para assim preparar a prova. “Será uma pista “surpresa” para todos os pilotos pelo que o fator de adaptação será crucial. Tipicamente dou-me bem com circuitos novos e o treino que faço no simulador ajuda bastante nesta preparação. Infelizmente por motivos profissionais não poderei efetuar as sessões de treino extra ao contrário de outras equipas, mas esse não será motivo para não lutar pela vitória” declara o piloto. Depois da vitória em Silverstone a moral está naturalmente em alta mas Hugo Araújo salienta que “este troféu já mostrou por diversas vezes que é ultracompetitivo. Qualquer equipa, sem exceção, tem argumentos para lutar pela vitória pelo que vamos animados, é certo, mas conscientes das dificuldades que os nossos adversários nos colocarão e na exigência que será necessário ter para um bom resultado num traçado desconhecido”. A visita a Rockingham terá também um outro foco de interesse pois será a primeira vez que o piloto experimenta um banking ao melhor estilo das corridas americanas das pistas ovais. “Vai ser muito interessante experimentar o banking principalmente se estiver a chover. Será mais uma experiência a acrescentar a tantas outras que este troféu nos tem brindado.” Tecnicamente mais rápidos, os Seven de 2016 prometem continuar a dar espectáculo, estando o programa de Rockingham definido com o seguinte horário: Programa Super 7 Inter Series - Rockingham Dia 30 de Abril, Sábado 09h00/09h30 – Qualificação 14h20/14h50 – Corrida 1 Dia 1 de Maio, Domingo 11h25/11h55 – Corrida 2

 

ESTREIA DUPLA PARA NUNO FIGUEIREDO NO ESTORIL

 

ESTORIL

 

FOX 5723_CopyFOX 5778_CopyFOX 6005_Copy

LEGENDS CLASSIC CUP

“Estreia dupla no Estoril”

 

Após três anos a competir em ralis, com alguns resultados de relevo no Troféu FastBravo e em diversos Campeonatos Regionais, o piloto Nuno Figueiredo decidiu direccionar a sua carreira desportiva para as provas em circuito, participando em 2016 no Campeonato Nacional Legends Classic Cup – LCC99.

A primeira prova da temporada decorreu este fim-de-semana no Autódromo do Estoril, ficando marcada por uma dupla estreia: a do piloto nesta competição e a da viatura apresentada, uma Volvo 850 Estate.

“Acredito que a grande novidade desta prova foi de facto a Volvo, pois tratou-se de uma estreia absoluta deste modelo em competição no nosso país. Considerando a atenção captada e o impacto gerado posso afirmar que o objectivo principal deste projecto está a ser conseguido, ou seja, apresentar algo inovador, diferenciador e que se traduza em máxima visibilidade para os patrocinadores que confiaram no projecto.”

Em termos competitivos Nuno Figueiredo conta-nos que “fui evoluindo de forma consistente ao longo do fim-de-semana, melhorando os tempos por volta cada vez que saí para a pista. O maior receio nesta estreia, pela falta de experiência, eram as partidas no meio de um pelotão tão competitivo, mas felizmente correu tudo bem, sem qualquer incidente. Foi pena as duas corridas terem sido afectadas pela entrada do safety-car devido a acidentes, pois mais tempo de corrida ter-me-ia ajudado a ganhar mais experiência e ritmo competitivo. O 5º e 8º lugares nas Corrida 1 e 2 foram positivos para a estreia de piloto e máquina. Um forte agradecimento aos meus parceiros movon PARTS, Feu Vert Centros-Auto, ecoparts, SKF, Cepsa, Vallux, ie power, Armor All, sem os quais este projecto não seria possível.”

Nuno Figueiredo e a Volvo estarão de regresso na próxima prova em Braga, nos dias 14 e 15 de Maio.

 

 

IRMÃOS MONTEZ COM ESTREIA POSITIVA

 

Fim-de-semana difícil para Patrick Cunha em Monza

 

Não foi fácil a estreia de Patrick Cunha no Lamborghini Super Trofeo 2016, com o experiente piloto nortenho a nunca ter no Huracan LP620-2 da equipa italiana GDL Racing um aliado fiável e com as melhores afinações para a pista italiana de Monza, onde este fim-de-semana se iniciou um dos mais prestigiados troféus monomarca a nível mundial e que este ano conta com 47 carros inscritos. Patrick Cunha finalizou a primeira corrida disputada no Sábado, na 10ª posição da categoria PAM e em 12º, na ronda de Domingo. 

 

“Este fim-de-semana foi muito complicado. Para além de ter chegado aqui com pouco ritmo por estar sem competir há algum tempo, o que por si só já é um handicap importante, juntaram-se os problemas com a caixa de velocidades e os travões do Huracan nos treinos, que nos impediram de rodar e daí não termos estado bem na qualificação.” Começou por dizer Patrick Cunha.

 

“Por outro lado, a afinação conseguida nunca foi a melhor para mim, isto em virtude do compromisso que tínhamos de ter de modo a servir os dois pilotos. Nas corridas fizemos sempre o melhor possível, recuperando muitos lugares, mas as situações descritas antes e ainda um pião do meu colega de equipa no início da corrida de hoje, condicionaram os nossos resultados, que ficaram muito longe das minhas expectativas para esta estreia no Super Trofeo.” Prosseguiu o piloto de Vieira do Minho.

 

“Espero agora conseguir confirmar a totalidade do meu projecto para 2016 e assim fazer o resto das provas deste ano com a Veloso Motorsport, equipa que me ajudou a arranjar um lugar para esta participação e por quem quero alinhar nas restantes provas.” Disse a finalizar Patrick Cunha.

 

A próxima prova do Lamborghini Super Trofeo 2016 será no Circuito de Silverstone, a 22 e 24 de Maio.

 VMS240416B Copy

 

FIM DE SEMANA DIFICIL PARA CUNHA

 

Fim-de-semana difícil para Patrick Cunha em Monza

 

Não foi fácil a estreia de Patrick Cunha no Lamborghini Super Trofeo 2016, com o experiente piloto nortenho a nunca ter no Huracan LP620-2 da equipa italiana GDL Racing um aliado fiável e com as melhores afinações para a pista italiana de Monza, onde este fim-de-semana se iniciou um dos mais prestigiados troféus monomarca a nível mundial e que este ano conta com 47 carros inscritos. Patrick Cunha finalizou a primeira corrida disputada no Sábado, na 10ª posição da categoria PAM e em 12º, na ronda de Domingo. 

 

“Este fim-de-semana foi muito complicado. Para além de ter chegado aqui com pouco ritmo por estar sem competir há algum tempo, o que por si só já é um handicap importante, juntaram-se os problemas com a caixa de velocidades e os travões do Huracan nos treinos, que nos impediram de rodar e daí não termos estado bem na qualificação.” Começou por dizer Patrick Cunha.

 

“Por outro lado, a afinação conseguida nunca foi a melhor para mim, isto em virtude do compromisso que tínhamos de ter de modo a servir os dois pilotos. Nas corridas fizemos sempre o melhor possível, recuperando muitos lugares, mas as situações descritas antes e ainda um pião do meu colega de equipa no início da corrida de hoje, condicionaram os nossos resultados, que ficaram muito longe das minhas expectativas para esta estreia no Super Trofeo.” Prosseguiu o piloto de Vieira do Minho.

 

“Espero agora conseguir confirmar a totalidade do meu projecto para 2016 e assim fazer o resto das provas deste ano com a Veloso Motorsport, equipa que me ajudou a arranjar um lugar para esta participação e por quem quero alinhar nas restantes provas.” Disse a finalizar Patrick Cunha.

 

A próxima prova do Lamborghini Super Trofeo 2016 será no Circuito de Silverstone, a 22 e 24 de Maio.

 13051752 1207272072637708_4607496633496126696_n_Copy13051752 1207272072637708_4607496633496126696_n_Copy13087662 1207272152637700_7534886679322142447_n_CopyVMS240416A CopyVMS240416BA CopyVMS240416B Copy

 

TT NO ALENTEJO

 

Rali TT Reguengos de Monsaraz

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016

30 de Abril e 1 de Maio

 

Nacional de TT ruma ao Alentejo

  •         Maio, Borrego e Dias lideram campeonatos
  •         Hélder Rodrigues regressas às competições nacionais
  •         São esperados mais de 100 concorrentes
  •         Estreias e regressos

Depois de um muito participado Raid Paraíso do Todo Terreno organizado pelo Góis Moto Clube em Arganil e Góis, o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno está de regresso ao Alentejo com a Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense a organizar mais uma edição do Rali TT Reguengos de Monsaraz, Capital dos Vinhos de Portugal que se disputa a 30 de Abril e 1 de Maio.

 

Duelo Maio vs Patrão nas duas rodas

Depois de em 2015 ter alcançado o seu primeiro título absoluto, o piloto da Yamaha António Maio entrou em 2016 com uma vitória, iniciando mais um duelo com o seu principal opositor Mário Patrão que se estreou de KTM na classe TT3. Em Góis o jovem piloto da Yamaha, Sebastian Buhler chegou a intrometer-se na luta pela vitória, mas quedou-se pelo derradeiro lugar de pódio e pela vitória na classe TT1. Também Gustavo Gaudêncio (Honda) passou para a classe TT3. Outros pilotos a ter em conta na prova alentejana são os de David Megre e Salvador Vargas, ambos em KTM e Rui Oliveira, que passou a competir de Yamaha. Também de Yamaha estará o piloto oficial do construtor nipónico, Hélder Rodrigues, que regressa às provas nacionais depois de ter disputado as duas jornadas do Campeonato do Mundo que tiveram lugar no Médio Oriente.

Borrego procura rival nos Quad

Perante a confirmação da presença de Beto Borrego (Yamaha) que dominou a prova beirã, procuram-se agora adversários para rivalizar com o piloto de Ponte de Sor. O regressado Arnaldo Martins (Suzuki) foi quem esteve mais próximo em Góis. Em Reguengos os nomes mais sonantes para além dos já citados deverão ser os de Filipe Martins (Kawasaki), os pilotos da Yamaha, Rodrigo Pagaime (vencedor da promoção), Victor Caeiro e Fábio Ferreira e os veteranos António Moreira (Yamaha) e António Azevedo (Honda), isto se não houver surpresas de última hora, como foi a presença de Beto Borrego em Góis.

 

 

 

Espetáculo garantido nos UTV & Buggy

A disciplina UTV & Buggy continua a evoluir e seguramente que os seus inúmeros pilotos darão espetáculo em Reguengos e prometem muita animação para a prova alentejana. Em Góis e apesar do domínio final da Polaris, percebeu-se que estamos numa luta a quatro com Polaris, Rage, CanAm e Yamaha em condições de lutar pelas vitórias.

Também em Góis se percebeu que muitos dos estreantes são nomes a ter em conta e por sinal dois deles são precisamente de Reguengos de Monsaraz: Mário Franco que esteve perto da vitória e Nuno Matias, ambos trazidos pelo Troféu CanAm.

De destacar, como novidade, o regresso do jovem campeão de 2013 Nuno Tavares, numa jornada em que apontar nomes para a vitória começa a ser cada vez mais difícil.

Na Polaris são de destacar os nomes de João Dias, Carlos Miranda e Pedro Santinho Mendes o trio que subiu ao pódio em Arganil/Góis e ainda Miguel Jordão, Teo e Roberto Viñaras, Rui Serpa, Mário Ferreira e os estreantes Nuno Nunes e Pedro Carvalho que, de Polaris 1000, foi 6º e venceu a Promoção.

Na CanAm e para além dos já citados pilotos de Reguengos, Vítor Santos irá sempre lutar pela vitória, enquanto Avelino Luís e Jorge Esperto prometem também lutar pelas primeiras posições.

Na Yamaha, Ricardo Carvalho já mostrou as suas credenciais aos comandos do estreante YXZ1000R, enquanto Bruno Martins parece apostado em intrometer o seu Buggy Rage na luta pela vitória absoluta que, por pouco, lhe escapou em Arganil/Góis.

Na competição destinada aos Buggy e para além do piloto oficial da Rage Motorsport, perfilam-se ainda António Ferreira (Rage) Jorge Branco (Smart Hayabusa) e António Estevão, no bonito Proto Bombardier que estreou em Arganil. Uma referência para o facto de o Campeonato de Nacional de Navegadores, estar a originar a presença de cada vez mais duplas nesta competição UTV/Buggy.

Senhoras apostam forte no TT

Também a competição no feminino está a crescer no Todo-o-Terreno. Nas duas rodas competem a veterana Flávia Rolo (KTM) e a jovem Catarina Sampaio (Yamaha).

Entre os UTV o duelo entre a francesa Dorothee Ferreira e Rita Oliveira está cada vez mais aguerrido. A elas junta-se Alexandra Ferreira e um número cada vez maior de navegadoras.

Troféus e Classe Hobby e Campeonato de Navegadores são excelentes incentivos

Mas não terminam por aqui os atrativos do Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal. Na prova alentejana disputa-se a segunda etapa do Troféu Polaris RZR e do Troféu CanAm que em Arganil/Gópis congregaram duas dezenas de concorrentes. A eles junta-se a estreia do Desafio Polaris ACE 2016. Também a classe Hobby promete atrair muitos participantes, assim como o Troféu destinado aos pilotos de um Concelho onde são muitos os apaixonados pelo desportos motorizados.

O Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal arranca no Sábado dia 30 com um prólogo de aproximadamente cinco quilómetros. No dia seguinte serão disputados dois troços cronometrados, respetivamente com 74 e 151 quilómetros.1 -_Antnio_Maio_-_011_Copy2 -_Mrio_Patro_-_005_Copy102 -_Beto_Borrego_-_004_Copy114 -_Arnaldo_Martins_-_008_Copy

 

ROVER 3500 PARA A LEGENDS OU CLÁSSICOS?

ROVER 3500 PARA A LEGENDS OU NACIONAL DE CLÁSSICOS?

 

Tivemos acesso a uma informação que um,a nova equipa, que tem a designação de Team Pinheiros, quer trazer para a o Nacional de Clássicos - Legends Cup um Rover 3500.O desenho e a decoração do carro aqui está, só esperemos que na realidade este projecto se concretize.13043210 1373727105986302_7594669602129262017_n_Copy

 

TEAM NOVA DRIVER EM TESTES NO ESTORIL

TEAM NOVA DRIVER EM TESTES NO ESTORIL

 

Tal como demos a informação em primeira mão, o Team Nova Driver esteve na passada 2ª feira em testes com o  novo  Volkswagen Golf com que irá participar no  novo Campeonato Nacional de Velocidade.Em pista esteve César Campaniço e Francisco Abreu no  primeiro contacto com o carro de origem germânica.

 

Fotos de Rui Reis - www.velocidadeonline.comcamp1 Copycamp2 Copycamp3 Copycamp4 Copycamp5 Copycamp6 Copy

 

RED BULL AIR RACE

 

Matthias Dolderer é o primeiro alemão a triunfar na Red Bull Air Race

 

ALEMÃO CONTRA TODOS OS ELEMENTOS

 

Matthias Dolderer fez história no último fim-de-semana ao ser o primeiro alemão a vencer uma etapa da Red Bull Air Race World Championship. A ação decorreu na pista de Fórmula 1 de Spielberg, na Áustria, onde os melhores pilotos do planeta viveram um momento inédito na competição – com a queda de neve a causar algum espanto. Também em dia histórico, a primeira mulher do circuito – a francesa Mélanie Astles - optou por um ritmo cauteloso.

 

Depois da estreia da Red Bull Air Race World Championship, há cerca de um mês, ter consagrado um novo lote de pilotos nos lugares cimeiros, a segunda etapa, realizada no último fim-de-semana (23 e 24 de abril), voltou a surpreender. No regresso da competição à pista de Fórmula 1 de Spielberg, na Áustria, todas as atenções acabaram centradas em Matthias Dolderer - que venceu e tornou-se no mais bem sucedido piloto alemão da história.

 

As condições climatéricas exigiram grande concentração nos ares, sobretudo devido aos ventos com intensidade superior a 25 nós, e à inesperada queda de neve. Dolderer, que é já um veterano nestas andanças, mostrou-se naturalmente satisfeito com a sua prestação; “Este é um sonho tornado realidade, finalmente consegui vencer! Spielberg é como uma segunda casa para mim e por isso tenho de agradecer todo o apoio dos meus fãs e da minha equipa. Mal posso agora esperar pela etapa que visita a Alemanha em setembro”.

 

O herói local Hannes Arch - que chegou a vencer na etapa portuguesa da Red Bull Air Race - foi o segundo classificado, enquanto que o veterano britânico Nigel Lamb encerrou o pódio. O gaulês Nicolas Ivanoff - vencedor da primeira etapa - não foi além do sétimo lugar.

Quanto à estreia da primeira mulher na história da competição, a francesa Mélanie Astles, o registo é para já de alguma cautela – como a própria admitiu no final; “Gostei muito de Spielberg, senti-me bem e apostei sobretudo em aprender. O meu sonho está a realizar-se e espero poder ser um exemplo que permita a entrada de mais mulheres neste circuito”.

 

A próxima etapa da Red Bull Air Race viaja até Chiba, no Japão, no início de junho.

 

 

 

Mais informações em:

www.redbullairrace.com

www.redbull.pt

 

CALENDÁRIO 2016


Emiratos Árabes Unidos  Abu Dhabi | 11 e 12 março

Áustria  Spielberg | 23 e 24 abril
Japão Chiba | 4 e 5 junho

Hungria  Budapeste | 16 e 17 julho
Grã-Bretanha  Ascot | 13 e 14 agosto
Alemanha  Lausitzring | 3 e 4 setembro
Estados Unidos da América  Indianapolis - Indiana | 1 e 2 outubro
Estados Unidos da América  Las Vegas - Nevada | 15 e 16 outubro

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL 2016

APÓS 2 ETAPAS

RED BULL AIR RACE WORLD CHAMPIONSHIP

 

Matthias Dolderer

GER

27 pts

Nicolas Ivanoff

FRA

19 pts

Hannes Arch

AUT

12 pts

Pete McLeod

CAN

11 pts

Kirby Chambliss

EUA

11 pts

Nigel Lamb

GB

9 pts

François Le Vot

FRA

9 pts

Matt Hall

AUS

8 pts

Michael Goulian

EUA

6 pts

Peter Podlunšek

SLO

3 pts

 

RED BULL AIR RACE WORLD CHAMPIONSHIP

Criada em 2003 e transformada em Campeonato do Mundo em 2005, a Red Bull Air Race tem sido seguida por milhões de fãs, nas cerca de 70 localizações que visitou até hoje. A competição envolve os melhores pilotos do mundo de corridas aéreas, num desafio que combina velocidade, precisão e destreza. Equipados com as mais modernas aeronaves da atualidade, os ases dos ares dão o seu melhor ao cronómetro num traçado delimitado por enormes pórticos insufláveis, atingindo velocidades acima dos 300 km/hora a baixa altitude.Anexo sem_nome_00001_CopyAnexo sem_nome_00007_CopyAnexo sem_nome_00004_Copyred1 Copyred2 Copyred3 Copyred4 Copyred5 Copyred6 Copyred7 Copyred8 Copyred9 Copyred10 Copyred11 Copyred12 Copyred13 Copyred14 Copyred15 Copyred16 Copyred17 Copyred18 Copy

 

BARBOSA QUER VITÓRIA

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016

Rali TT Reguengos de Monsaraz

30 de Abril e 1 de Maio

 

Décima vitória na mira de Miguel Barbosa
Piloto do BP Ultimate Vodafone Team venceu nove edições da prova alentejana

Miguel Barbosa disputa no próximo fim-de-semana o Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal, segunda etapa do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Aos comandos do Mitsubihi Racing Lancer com o qual venceu as últimas cinco edições desta prova alentejana, o piloto do BP Ultimate Vodafone Team, acompanhado como vem sendo habitual por Miguel Ramalho, parte apostado em continuar na senda dos êxitos.

“O nosso objetivo em cada corrida é sempre o de lutar pela vitória e por maioria de razão o será numa prova de que gosto muito e que nos tem corrido sempre de uma forma muito positiva. Estamos preparados e confiantes, mas sabemos que temos adversários muito fortes e que estarão em Reguengos, tal como nós, para tentar ganhar este rali”, salienta o piloto do BP Ultimate Vodafone Team.

Tal como o piloto também Miguel Ramalho está de regresso às pistas alentejanas para disputar uma corrida “pela qual o Miguel tem uma grande apetência mas, de qualquer forma, o nosso objetivo é sempre o de tentar chegar à vitória em qualquer uma das etapas do CNTT”.

 

O Rali TT Reguengos de Monsaraz, Capital dos Vinhos de Portugal arranca no Sábado dia 30 com um prólogo de aproximadamente cinco quilómetros. No dia seguinte os concorrentes farão uma dupla passagem por um troço cronometrado com 140 quilómetros.

 

Mais informações, fotos e vídeos em www.miguelbarbosa.com MBarbosa BajaDouro_01_CopyMBarbosa BajaDouro_03_CopyMBarbosa BajaDouro_05_Copy

 

PEDRO FERREIRA EM REGUENGOS

 

Rali TT Reguengos de Monsaraz

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016

30 de Abril e 1 de Maio

 

Pedro Ferreira de VW Amarok em Reguengos

Piloto confiante na evolução da sua máquina

 

Depois da estreia na Baja Rota do Douro, onde a VW Amarok da equipa PMF Racing cumpriu os seus primeiros quilómetros, Pedro Ferreira está de regresso às provas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016.

 

A 30 de Abril e 1 de Maio terá lugar, no Alentejo, a segunda jornada do CNTT com a Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense a organizar mais uma edição do Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal. Nesta prova alentejana, Pedro Ferreira está convicto de que a sua nova máquina já tenha ultrapassado os problemas de juventude que foram os causadores do abandono na prova nortenha.

 

“Fizemos alguns quilómetros, foram corrigidos alguns pequenos defeitos e estou certo de que vou partir para a próxima corrida com uma confiança redobrada. Vou fazer um derradeiro teste na véspera da prova e seguramente que esta será uma corrida para irmos evoluindo, aprendendo o enorme potencial do carro que exige que eu me adapte a uma condução bastante diferente da utilizada no 2RM que pilotei no ano passado”, salienta o piloto da PMF Racing, que será acompanhado em Reguengos por Valter Cardoso.

 

O Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal arranca no Sábado dia 30 com um prólogo de aproximadamente cinco quilómetros. No dia seguinte os concorrentes farão uma dupla passagem por um troço cronometrado com 140 quilómetros. MG_1538_Copy MG_1575_Copy MG_1629_Copy MG_1853_Copy

 

FERREIRA E MESQUITA COM PROBLEMAS

 

OBJECTIVO DE TÓ ZÉ FERREIRA E TIAGO MESQUITA CONDICIONADO POR PROBLEMAS ELÉCTRICOS


Tó Zé Ferreira e Tiago Mesquita iniciaramm a época desportiva de 2016, com o Alfa Romeo 156 do Desafio Único FEUP 3, integrado no Legends Cup, com o objectivo de alcançarem o pódio final na competição.


Num soalheiro Autódromo do Estoril, a dupla que corre com as cores da eni, Mesquita Shoes, In Shoes, Innovation, Campicarn, Modelcarm, Asla Peças Auto, contando com a parceria da Vettra Motorsport, Fernando Seabra Lda., Leça Car, Tzi Designs, Ventilações Moura, Roadgalaxy, Pepsgang, Oakley e Monte Campo, não teve um início de época auspicioso. MG_3412-2_Copy

 

NUNO SANTOS QUER VENCER

 

Nuno Santos prepara assalto ao primeiro lugar

Piloto quer ganhar no circuito de Rockingham

O Super 7 by Kia continua a sua tournée pela Europa e Nuno Santos quer ganhar na segunda prova do ano, em Rockingham, no Reino Unido, que se disputa nos próximos dias 30 de Abril e 1 de Maio. Depois do segundo posto alcançado em Silverstone, o piloto quer subir um degrau na hierarquia do troféu organizado pela CRM Motorsport e chegar à posição mais alta do pódio.

alt
O contingente do Super 7 by Kia regressa a Inglaterra para mais uma estreia. Desta vez, as equipas vão correr no circuito de Rockingham, uma pista desconhecida para todos e que constitui um tremendo desafio para Nuno Santos e os seus adversários. O piloto do Super 7 com o número 99 costuma adaptar-se depressa às características dos traçados em que compete pela primeira vez e quer tirar partido desse aspecto para bater a concorrência.
 
“Rockingham é um circuito muito interessante. Tem uma pista oval própria das corridas americanas. Mas nós vamos correr na versão mais convencional. É um grande desafio porque utiliza parte do banking, o que obriga a uma afinação do carro particular. De qualquer maneira, acredito que conseguirei adaptar-me depressa para procurar a pole-position e discutir a vitória na corrida”, afirmou Nuno Santos.
 
Durante a pausa competitiva entre Silverstone e Rockingham, o piloto de Lisboa aproveitou algumas sessões de simulador para conhecer melhor o novo traçado. Para além disso, participou também no dia de formação com os vencedores do Kia Racing Opportunity. “Foi uma experiência muito gira e intensa. Foi um dia em que partilhámos conhecimentos com futuros adversários. Mas é isso que este troféu também tem de interessante”, acrescentou.
 
Horário Super 7 Inter Series
 
Sábado, 30 de Abril de 2016
9h00 – 9h30 – Qualificação
14h20 – 14h50 – Corrida 1
 
Domingo, 1 de Maio de 2016
11h25 – 11h55 – Corrida 2

 

MILLENNIALS CONSIDERAM

 

Millennials europeus ansiosos por enfrentar os desafios do futuro da mobilidade

  •  Concurso “ThinkGoodMobility” promovido pela Goodyear e por ThinkYoung

imagen TGMA Goodyear anuncia os participantes que alcançaram o Top 3, 5 e 20 no Concurso ThinkGoodMobility 2016. Os estudantes do Top 3 (um britânico, um espanhol e um polaco), após receberem o aconselhamento de experts de toda a Europa, voltarão a competir pelo prémio final, uma viagem a Silicon Valley (Califórnia, EUA), ao centro de inovação. O “Concurso ThinkGoodMobility” desafia os participantes a construir o futuro da mobilidade, os chamados Millennials.

O júri do ThinkGoodMobility ficou impressionado com o elevado nível das ideias, da qualidade e da criatividade que grande parte das 73 candidaturas revelou. Dos trabalhos apresentados, verifica-se que os jovens europeus demonstram um grande potencial para sistemas flexíveis de transporte, veículos autónomos, aplicações inteligentes, sistemas de mobilidade virtual e gestão sustentável das cidades.

 

Aqui poderá consultar o top 5 de ThinkGoodMobility!

 

 

 

Top 3

 

  • § Alfonso Gomez:SmartPark (Estacionamento Inteligente) – Espanha
  • § Artur Zabczyk:     Sistema de Recuperação de Energia Distribuída –Polónia
  • § Siddartha Khastgir: Conceito SASS City: (Conceito Urbano Inteligente, Económico, Seguro e Sustentável) – Reino Unido

4

Jacopo Runchi: Veículo Modular de 2-4 rodas – Itália

5

Thomas Vermin: SmartSeat (Assento Inteligente) – Países Baixos

 

 

Os integrantes do Top 3 terão oportunidade de aperfeiçoar ideias e conceitos antes da apresentação final Para isso, contarão com o apoio de uma equipa de formadores especializados que os orientará sobre:

 

  • § Como visualizar, concetualizar e industrializar as suas ideias;
  • § Como transformar as ideias em negócios viáveis.

 

Entre 15 de outubro de 2015 e 30 de março de 2016, os estudantes universitários europeus foram convidados a olhar para 2025 e a partilhar as suas ideias de forma a enfrentar os desafios que reserva o futuro da mobilidade, como o congestionamento rodoviário, a sustentabilidade, a poluição urbana, a interconectividade, o crescimento populacional e a segurança rodoviária.

 

O vencedor do desafio será eleito entre o Top 3, escolhido por um júri no dia 23 de maio às 17:00 GMT.

 

“A origem do Concurso foi o “Estudo de ThinkGoodMobility,”  no qual jovens de toda a Europa indicaram claramente que não pretendem ser vistos como a geração que nada fez e que estão a favor do uso das tecnologias que respeitam o meio ambiente e de segurança inteligente”, declarouCarlos Cipollitti, Diretor-geral do Centro de Inovação da Goodyear, no Luxemburgo. “O Concurso oferece-lhes a oportunidade de sugerirem ideias e protótipos inovadores, impactantes e viáveis, de forma a encorajar a uma mobilidade inteligente e sustentável”, concluiu. Para mais informações sobre o “Concurso “ThinkGoodMobility”, os membros do top 20 e as suas ideias, visitehttp://www.thinkgoodmobility.goodyear.eu/.

 imagen TGM_Copy

 

LUIS SIMOES DESTACA

 

Luís Simões destaca a importância do e-commerce
para os operadores logísticos

 

ALuís Simões participou, no dia 21 de abril, no debate organizado pela Fundação ICIL intitulado “Para uma Cadeia de Distribuição Sustentável”. O evento, que teve lugar em Madrid, reuniu distribuidores e fabricantes do setor do retalho, no sentido de debaterem sobre a atual situação do e-commerce em Espanha e as tendências deste novo canal de venda.

No encontro, Javier Hernández Colom, Diretor Regional de Business Development da LS destacou que “o e-commerce está a gerar expetativas muito altas e dá-nos, pela primeira vez, uma grande visibilidade face ao cliente final”. O responsável referiu ainda que “devemos reinventar-nos e ser imaginativos. Neste caso, o processo mais complexo é o home delivery, pelo que estamos a trabalhar neste tema com os nossos parceiros para melhorar a experiência de compra do consumidor final”.

Em relação à tendência existente neste campo, o Diretor Regional de Business Development da LS referiu que o setor irá ser alvo de mudanças nos próximos tempos, já que a maioria dos compradores digitais são indivíduos com idades compreendidas entre os 16 e os 39 anos, o que significa que em 10 anos a população geral terá hábitos de compra muito diferentes dos atuais. “Devemos ter em conta o tipo de mercados aos quais nos dirigimos, já que existem muitos fatores que influenciam a sua evolução. As facilidades no acesso a uma compra online, o grau de interação com os diferentes canais ou a segurança dos sistemas de pagamento são alguns desses exemplos”, afirmou Javier Hernández Colom.

Presentes estiveram ainda vários especialistas como Jesús Sánchez Lladó, chefe da Unidade de e-Commerce e correios/encomendas; Pol Lligoña, Supply Chain Espanha da Privalia e Juan José Ojeda, Head of Logistics de Camper; e Cristina Martínez, diretora deBusiness Development & Account Management Consumer MLEMEA DSC- CHL Supply Chain no papel de moderadora. Os intervenientes expuseram diversas opiniões centradas em questões como a estratégia seguida em e-commerce a partir dos pontos de vista logístico, distribuição e cliente.

Todos os oradores concordaram que a venda online, ainda que tenha penetrado bastante em Espanha e apresente um crescimento anual de 15 a 20%, tem um longo percurso pela frente. Em Espanha, apenas 13% das empresas utilizam este canal de venda, número que se concentra nos setores da saúde, beleza e moda, o que significa que existe uma grande percentagem de empresas que ainda não segue a tendência.

 

 

Sobre a LS

Luís Simões é um operador logístico de referência, líder no mercado de fluxos rodoviários entre os dois países ibéricos. Gere uma frota de 2.000 viaturas (próprias e subcontratadas), e conta com cerca de 1.508 colaboradores. Presta serviços integrados de logística em toda a Península Ibérica, em mais de 20 armazéns que superam os 300.000m² de capacidade instalada em 10 regiões diferentes da Península Ibérica. A LS iniciou atividade em Loures, em 1948, e está no mercado espanhol há mais de 25 anos.

 

SKODA PROMOVE 3ª EDIÇÃO

ŠKODA promove 3ª edição do Prémio de Fotografia “SNAP IT”

  •  “Reinventa o teu espaço” é o tema da terceira edição
  •  Passatempo mobiliza amantes da fotografia durante um mês
  •  Vencedor do concurso receberá cheque FNAC no valor de 1.000 euros
  •  Fotografias vencedoras ficarão em exposição no ŠKODA Lounge

Os espaços que nos rodeiam estão repletos de oportunidades de reinvenção. Reparar nesses espaços e nos seus pormenores estéticos, captando o melhor ângulo é precisamente o desafio do Prémio de Fotografia “SNAP IT by ŠKODA”, nesta terceira edição subordinada ao tema “Reinventa o teu espaço”.


 

HERTZ E O RALI DE PORTUGAL

 

ASSISTA AO VODAFONE RALLY DE PORTUGAL COM A HERTZ

O melhor Rally do mundo está de volta às estradas nacionais e a Hertz leva-o a viver em primeira mão toda a adrenalina do WRC Vodafone Rally de Portugal.

 

De 19 a 22 de Maio viva toda a emoção deste evento, usufruindo da campanha especial de 25% de desconto no aluguer de viaturas. Faça a sua reserva até 15 de Maio. Percorra Matosinhos, Paredes, Guimarães, Lousada, Ponte de Lima, Caminha, Viana do Castelo, Porto, Baião, Amarante, Mondim de Basto, Vieira do Minho e Fafe, acompanhando cada quilómetro desta prova tão emocionante.

 

Mas as ofertas para o Vodafone Rally de Portugal 2016 não ficam por aqui! Na Página de Facebook da Hertz Portugal está a decorrer um passatempo onde os participantes podem ganhar um Rally Pass duplo e viver de perto o espírito do evento durante os 4 dias. Uma oportunidade a não perder!

 

Viaje com a Hertz e assista ao melhor Rally do Mundo! Saiba mais em Hertz.pt

 

TATSOH_logo_gray_US

 

 

FILIPE MATIAS AUTOR DUMA EXCELENTE RECUPERAÇÃO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

ESTORIL

 

FILIPE MATIAS  FOI AUTOR DUMA EXCELENTE RECUPERAÇÃO



Logo na primeira prova da temporada, Filipe Matias não foi bafejado pela sorte, pois seria obrigado a desistir, isso fruto de problemas que surgiram numa das rodas, e que levaram o piloto do Lotus a ter de desistir. Por isso Filipe Matias com esta desistência, seria obrigado a partir da ultima posição da grelha para a segunda corrida, na qual depois de subir ao pódio fez-nos uma descrição do que se passou “ na realidade algo se passou com uma das rodas onde surgiu um barulho estranho, e optei por parar  para não provocar mais estragos. Como desisti, acabei por largar do fundo da grelha na segunda corrida, e depois foi fazer uma corrida de trás para a frente, onde consegui alcançar o 4º lugar à geral, vitória na categoria H 71 e Taça 1600.Fora a desistência o balanço desta deslocação ao Estoril foi positiva, o meu muito obrigado a todos quantos me apoiaram, em especial aos meus patrocinadores, família, ao David Sá e à Monteiros Competições, que resolveram o problema no carro, e colocou o Lotus impecável ,para a segunda corrida;  para todos dedico este resultado. Agora há que começar a pensar na prova seguinte”.



CLASSIFICAÇÃO FINAL



1ª Corrida


1º João Macedo e Silva – Porsche 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

4º Domingos Sousa Coutinho – BMW 2.8

25º FILIPE MATIAS – LOTUS

 

2ª Corrida

FOX 5484_CopyFOX 7164_Copy

1º João Macedo e Silva – Porsche 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

4º FILIPE MATIAS – LOTUS – 1º Categoria H 71 e Taça 1600

 

5º Domingos Sousa Coutinho – BMW 2.8

 

CALHEIROS FERREIRA QUER EVOLUIR

 

Luís Calheiros Ferreira quer evoluir em Rockingham

 

IMG 0523_CopyIMG 8281_CopyPiloto quer aprender o mais possível para as corridas seguintes Preparado para se estrear em Rockingham, um circuito desconhecido para os concorrentes do Super 7 by Kia, Luís Calheiros Ferreira está concentrado em conhecer melhor o seu novo carro. Quer, também, tirar partido das características muito particulares da pista britânica para evoluir positivamente e aumentar a sua competitividade nas corridas seguintes. A prioridade passa por fazer esse trabalho e só depois pensar no resultado final. Na primeira prova do ano, em Silverstone, Luís Calheiros Ferreira não teve a oportunidade de explorar o novo Super 7 com que corre nesta época como desejava. E por isso, o piloto que este ano quer vencer a categoria Business no troféu organizado pela CRM Motorsport, chega a Rockingham com uma estratégia muito bem definida. “Este circuito tem características específicas. É bastante técnico. Tem zonas lentas, outras rápidas e na parte exterior há um banking que exige uma afinação precisa. A entrada e a saída desse sector é um desafio só por si. Perante tudo isto e o facto de nunca aí ter corrido, este fim-de-semana de competição deixame muito entusiasmado e curioso para perceber como vou evoluir”, afirmou Luís Calheiros Ferreira. Impossibilitado de fazer o trabalho técnico de optimização do seu Super 7 em Silverstone, o piloto decidiu começar do zero. “Em Silverstone não pude explorar o carro como gostaria e apesar dos quilómetros feitos, sinto que preciso de o conhecer melhor. Só assim conseguirei explorar os seus limites e ser mais rápido. Rockingham é muito bom para voltar ao início pois terei a possibilidade de experimentar diferentes soluções e comprová-las na pista”, explicou. Luís Calheiros Ferreira irá pela primeira vez para a pista na sexta-feira, durante a sessão de treinos livres. O piloto espera entrar na qualificação mais ambientado ao Super 7 e com um conhecimento mais aprofundado do traçado inglês. Horário Super 7 Inter Series Sábado, 30 de Abril de 2016 9h00 – 9h30 – Qualificação 14h20 – 14h50 – Corrida 1 Domingo, 1 de Maio de 2016 11h25 – 11h55 – Corrida 2

 

SUGESTÃO DO DIA

 

20º MEO Sudoeste
Novas confirmações completam cartaz do Palco MEO nos dias 4 e 6 de agosto:

Josef Salvat
Estreia em Portugal a 4 de agosto


Diogo Piçarra
6 de agosto


Novas opções de camping disponíveis para todos os gostos

Esgotado Pack Tribo com desconto especial para clientes MEO

3 a 7 de agosto, abertura do campismo a 30 de julho
Zambujeira do Mar

www.meosudoeste.pt | www.facebook.com/meosudoeste

O cartaz dos dias 4 e 6 de agosto do Palco MEO fica completo com dois jovens nomes que têm surpreendido o panorama musical. No dia 4, a juntar-se a Martin Garrix, Wiz Khalifa e Virgul, a estreia em Portugal do australiano Josef Salvat. No dia 6, o português Diogo Piçarra fará companhia aos planetários Sia, Steve Aoki e James Morrison.

Para uma experiência única repleta de conforto no campismo do MEO Sudoeste, o Festival apresenta este ano algumas novidades até para os gostos mais exigentes.

alt

Site | Facebook | Vídeo: Open Season
 

Josef Salvat estreou-se este ano com o disco “Night Swim”. O australiano radicado em Londres, faz da sua capacidade interpretativa e das melodias pop cativantes os ingredientes mais-valia da sua música. Com eletrónica a chegar detalhada e precisa, as canções de Salvat são simples, mas incrivelmente viciantes, encantando melódica e facilmente quem o ouve em disco ou ao vivo. Dia 4 de agosto estreia-se em Portugal, no Palco MEO.


 

alt

Site | Facebook | Vídeo: Volta


No dia 6 de agosto, Diogo Piçarra. É um dos jovens que melhor oferece a música pop em território nacional. A televisão deu-lhe visibilidade, mas o seu talento confirmou-se definitivamente através do disco de estreia do ano passado, “Espelho”. Despojadas e elegantes, as composições de Piçarra chegam em várias velocidades, fazendo emergir, sem exceções, a sua extraordinária voz.


 

alt


Novidades de camping no MEO Sudoeste

Na 20ª edição, o Festival apresenta uma oferta alargada e diversificada nas opções para quem prefere ficar no MEO Sudoeste e assim usufruir integralmente dos 9 dias, com o máximo conforto:

Nomad Pop Up Hotel: Este campismo de luxo proporcionará uma experiência única a todos os que por lá passarem. A partir de 27€ por noite, por pessoa, os utilizadores terão acesso a chuveiros e WC privados, localização privilegiada junto ao canal, transporte exclusivo desde o acampamento até ao recinto, segurança e assistência, pequeno-almoço, área de descanso e chill out, sessões de yoga, música ao vivo, zonas de carregamento de telemóvel, parque de estacionamento perto do campismo e um “closet” para que todos se preparem convenientemente para as noites de Festival.

The Tangerine Fields: Para quem quer chegar ao Festival já com a tenda montada e tudo pronto para se acomodar, o Tangerine Fields é uma das melhores opções. A partir dos 145€ por pessoa, os clientes têm direito a passe para todos os dias do Festival e ainda uma tenda já montada num espaço reservado.

Free Spirit Camping: Também para quem quer chegar ao MEO Sudoeste com tudo pronto, o Free Spirit Camping, disponibiliza uma zona privativa, com tendas já montadas,  para ser só chegar e aproveitar o Festival. Com pacotes a partir dos 165€ por pessoa já com tenda, colchonete,  saco-cama e bilhete incluído. Tem ainda à disposição a possibilidade de um pequeno- almoço diário por mais 30€, para os campistas que assim desejarem. 

Para assinalar as vinte edições do festival, o MEO está a preparar uma série de novidades que serão anunciadas até ao Verão e à semelhança das anteriores edições terá disponível vários serviços que vão facilitar a vida dos festivaleiros através da tecnologia:

Wifi em todo o recinto

São 15 hectares de cobertura Wifi, disponível em todo o recinto, incluindo o parque de campismo. A qualquer hora, em qualquer lugar deste festival, será possível partilhar os melhores momentos, pesquisar informação, ver os vídeos dos artistas que vão atuar e estar em contacto com o mundo.


App TV

Já está disponível para todos os clientes MEO a nova app de TV, MEO SW 2016, que permite comprar bilhetes, acompanhar a evolução do cartaz, conhecer os perfis dos artistas e recordar a edição de 2015. Tudo isto acessível através da área MEO Apps do menu MEO ou do botão azul do comando. 

Mais novidades a anunciar brevemente.


MEO Sudoeste, Junta-te à Tribo.

Já confirmados:

Noite de Receção ao Campista/ 3 de agosto – DVBBS, Yellow Claw, Club Banditz

4 de agosto – Martin GarrixWiz Khalifa, Virgul, Josef Salvat

5 de agosto - Kura, Damian “Jr. Gong” Marley, Seu Jorge, C4 Pedro

6 de agosto – Steve Aoki, Sia, James Morrison, Diogo Piçarra

7 de agosto – Steve Angello


Informação de Bilhetes


Preço dos Bilhetes

Passe 5 dias: 95€

Bilhete Diário: 48€

Fã Pack Exclusivo FNAC:Esgotado

Pack Tribo MSW (exclusivo clientes MEO): Esgotado

Locais de Venda

TicketeaBlueticket - Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), no Facebook da Música no Coração, FNAC, Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena; Turismo de Lisboa; lojas Media Markt; Bilheteiras MEO Arena; rede PAGAQUI; Agências Top Atlântico; Ticketline, App TV MSW para clientes MEO.

FesticketPlace and Tickets

Em Espanha: Ticketmaster, Ticketea, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Em Inglaterra: Seetickets

Na Alemanha: Ticketmaster

França: FNAC, Carrefour, Géant, Magasins U, Intermarché, Francebillet

 

NOVO SMART BRABUS

 

“Com 109 CV, os novos modelos smart BRABUS estão entre os veículos mais desportivos do seu segmento. Além do potente motor sobrealimentado, a suspensão desportiva BRABUS Performance com ESP® especialmente adaptado, a direção e a configuração desportiva da caixa de velocidades de dupla embraiagem twinamic, com função Race Start, acrescentam os ingredientes essenciais e tornam estes modelos BRABUS em desportivos altamente apelativos. Estes estão também equipados de série com uma linha de equipamento desportivo para o interior e exterior. Disponíveis nas versões fortwo, fortwo cabrio e forfour, os novos smart BRABUS celebraram a sua estreia mundial no Salão Automóvel de Pequim (de 25 de abril a 4 de maio de 2016). Os primeiros modelos estarão em exposição nos concessionários portugueses a partir de setembro de 2016.”16C276 01_Copy16C277 03_Copy

 

ECPA ARRANCADA - BRASIL

 

ECPA de Arrancada é garantia de muita velocidade em Piracicaba

Cerca de 120 carros disputam provas na reta de 201 metros

 

O próximo fim de semana promete ser a mais de 200 km/h no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo quando cerca de 120 carros disputam o Campeonato ECPA de Arrancada. O evento acontece no sábado e no domingo (30 de abril e 1ª de maio), das 9h às 17h. Mas, a partir de sexta-feira (29) a pista estará liberada para os primeiros treinos livres.

 

As provas valem pela segunda etapa da competição e, segunda a organização, a busca pela vitória promete muitas surpresas. “A cada etapa o campeonato vai ganhando novos ingredientes e, mais uma vez, as disputas devem surpreender o público”, afirmou Daniella Giannetti. “A busca pela vitória também prometem fortes emoções”, completou Danny.

 

Outras atrações

Além dos pegas na pista, no domingo o público poderá acompanhar também o show de manobras radicais do pilotos de Drift. As apresentações acontecem no intervalo entre as provas.

 

Ingressos e credenciais
Os ingressos para arquibancada e credenciais com acesso ao box podem ser adquiridos diretamente nas bilheterias do autódromo, durante os dias de competição. O ingresso tem valor de 20 reais por dia, tanto sábado quanto no domingo, mas há uma promoção para o casal, no domingo, que juntos pagam R$ 30,00. A credencial de acesso ao box custa 50 reais para os três dias de competição. Estudantes têm 50% de desconto. Crianças até 7 anos, acompanhadas de um adulto, não pagam. De 8 a 12 anos pagam meia entrada.

 

Serão disputadas quatro baterias classificatórias e os quatro melhores de cada categoria avançam para as semifinais e finais, até serem conhecidos os vencedores. Confirma a programação completa da 2ª etapa do Campeonato ECPA de Arrancada:

 

Dia 29 de abril de 2016 - sexta

12h às 17h – Treino livre cronometrado

 

Dia 30 de abril de 2016 - sábado

8h às 10h – Treino Livre Cronometrado

10h30 – BRIEFING

11h30 às 17h – 2 Baterias de Tomada de Tempo

 

Dia 1ª de maio de 2016 - domingo

8h30 às 17h – 2 Baterias de Tomada de Tempo + semifinal e final

17h45mim – Pódio

 

Ingressos

Sábado – R$ 20,00

Domingo – R$ 20,00 / Promoção: R$ 30,00 para o casal

Estudantes que apresentarem a carteirinha escolar na bilheteria terão 50% de desconto no ingresso. Crianças até 7 anos, acompanhadas de um adulto, não pagam. De 8 a 12 anos pagam meia entrada.

 

Estacionamento

Carro e moto – R$ 15,00

Box: credencial – R$ 50,00 para os três dias

O Campeonato ECPA de Arrancada é realizado e organizado pelo ECPA e a competição conta com supervisão da LPA (Liga Paulista de Automobilismo)

 X T_M_Copy

 

DAVID MEGRE EM REGUENGOS

 

Team KTM villas-boas acp

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Rali TT Reguengos de Monsaraz

30 de Abril e 1 de Maio

 

David Megre nas pistas alentejanas de Reguengos

Piloto ribatejano aponta a lugar de pódio na Classe TT2

 

David Megre vai disputar de 30 de Abril e 1 de Maio a segunda jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016 que terá lugar, no Alentejo com a Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense a organizar o Rali TT Reguengos de Monsaraz - Capital dos Vinhos de Portugal.

 

O piloto do Team KTM villas-boas acp, que compete em TT2, onde foi 3º classificado no CNTT 2015 vai discutir, na corrida alentejana, um lugar de pódio da sua classe. David Megre que tem, em conjunto com Luís Portela de Morais, um projeto de participação no Dakar 2017, vai ser um dos pilotos particularmente atentos à apresentação em Portugal da próxima edição da mítica maratona sul-americana que terá lugar no Sábado, dia 30, exatamente em Reguengos de Monsaraz.

 

“Tivemos um percalço em Arganil que nos impediu de concluir a corrida mas é uma situação que já está superada e agora vamos para pistas que me são bem familiares e onde me sinto particularmente à vontade. Vou competir naturalmente para obter um bom resultado mas este ano o nosso objetivo vai bastante mais além porque a nossa meta é o Dakar 2017. Para isso vamos fazer outras corridas bem diferentes destas do CNTT. Estou muito curioso por saber qual o percurso da prova e outras novidades que o Dakar vai apresentar para 2017. É muito interessante ter uma referência como é o Marc Coma em Portugal para nos explicar tudo isso”, salienta o piloto.

 

O Rali TT Reguengos de Monsaraz Capital dos Vinhos de Portugal arranca no Sábado dia 30 com um prólogo de aproximadamente cinco quilómetros. No dia seguinte serão disputados dois troços cronometrados, respetivamente com 74 e 151 quilómetros.

 

Acompanhe David Megre em www.facebook.com/davidmegre416 -_David_Megre_-_007_Copy

 

NISSAN É NOTICIA

 

NISSAN LEAF 30 kWh, AGORA JÁ É POSSIVEL IR DE LISBOA AO PORTO E REGRESSAR… POR AUTOESTRADA 

  • Nissan LEAF torna-se no primeiro veículo 100% elétrico acessível capaz de ligar Lisboa e Porto por autoestrada
  • 614,4 quilómetros percorridos na viagem de ida e volta
  • Apenas uma paragem para carregamento rápido em cada sentido
  • No 1º trimestre de 2016, o Nissan LEAF reforçou a liderança em Portugal e alcançou 56% de quota de mercado

Ao volante do novo Nissan LEAF 30kWh, as duas maiores cidades do país estão agora à distância de… um carregamento rápido! E, não, não se trata de uma estimativa com base nos números de autonomia. Trata-se de uma conclusão com base numa experiência real, que pode ser realizada por qualquer proprietário ou futuro cliente do modelo zero emissões da Nissan dotado da nova bateria de 30kWh.

 

Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

GARAGEM AURORA VENCE AS DUAS CORRIDAS NO ESTORIL

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

 

ESTORIL

 

 

GARAGEM AURORA VENCEU AS DUAS CORRIDAS NO ESTORIL



O Porsche 911 RSR de João Macedo e Silva foi o grande vencedor das duas corridas que tiveram lugar no fim de semana que passou no autódromo do Estoril, onde o Porsche 911 RSR preparado pela Garagem Aurora foi o brilhante vencedor.

Por isso no final da segunda corrida, Eduardo Santos Júnior, estava muito  satisfeito com o fim de semana  e disse-nos logo “ estás a ver o que eu te dizia?? Sempre te disse que íamos vencer as duas corridas, e assim foi.” Num tom mais sério acrescentou “ Não foi de modo algum fácil, pois os Ford Escort do Joaquim Jorge, Rui Azevedo deram muito que fazer ao nosso piloto que soube defender-se muito bem. Aliás a segunda corrida foi incrível, pois o João Macedo e Silva venceu cortou a linha de chegada  por menos de meio carro, por isso pode-se imaginar a luta que foi em pista entre o Porsche 911 RSR e o Ford Escort. Por isso estou muito satisfeito com este resultado, foi um fim de semana positivo, e agora há que começar a preparar a prova seguinte “.



CLASSIFICAÇÃO FINAL


1ª Corrida


1º JOÃO MACEDO E SILVA – PORSCHE 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

 

2ª Corrida

FOX 5318_CopyFOX 6338_Copy

1º JOÃO MACEDO E SILVA – PORSCHE 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

 

FERNANDO XAVIER DENTRO DOS OBJECTIVOS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

ESTORIL

 

 

FERNANDO XAVIER DENTRO DOS OBJECTIVOS



Correu tudo , dentro dos objectivos”, foram as palavras proferidas por Fernando Xavier depois  de descer do pódio, onde recebeu as taças correspondentes à posição obtida na segunda prova. No entanto a primeira corrida não foi de modo algum fácil para o piloto do Volkswagen Scirocco, onde  a meio da prova seria autor dum pião na curva que antecede a recta da meta, indo parar à gravilha, sem estragos no carro. Como o Scirocco ficou preso, Fernando Xavier nada pode fazer à espera do reboque, originando que perdesse duas voltas como nos explicou “ exagerei um pouco, os pneus já não estavam a 100% e acabei fora de pista. Depois fiquei preso na gravilha, e com isso perdi duas voltas hipotecando todas as chances de fazer uma boa classificação, o que foi pena, pois com este incidente estraguei tudo. Por isso acabei por cortar a linha de chegada na 24 posição. Na segunda corrida as coisas foram diferentes, foi uma boa corrida, aliás consegui bater o meu melhor tempo feito no autódromo do Estoril, por isso estou satisfeito com o fim de semana com um balanço positivo”.


CLASSIFICAÇÃO FINAL


1ª Corrida


1º João Macedo e Silva – Porsche 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

4º Domingos Sousa Coutinho – BMW 2.8

5º Rui Costa – Ford Escort

24º FERNANDO XAVIER – VOLKSWAGEN SCIROCCO


2ª Corrida

FOX 5358_CopyFOX 6299_CopyFOX 6342_Copy

1º João Macedo e Silva – Porsche 911 RSR

2º Joaquim Jorge – Ford Escort

3º Rui Azevedo – Ford Escort

4º Filipe Matias – Lotus

5º Domingos Sousa Coutinho – BMW 2.8

11º FERNANDO XAVIER – VOLKSWAGEN SCIROCCO

 

 

JOÃO RUIVO SEM SORTE

JOÃO RUIVO SEM SORTE NO RALI DE CASTELO BRANCO

 

 

BemJoao Ruivo_Rali_de_Castelo_Branco_Copy se pode dizer que aconteceu de tudo um pouco a João Ruivo e Emídio Magalhães no Rali de Castelo Branco, disputado este fim de semana e que obrigou a desistir com a meta à vista. Para a equipa que tripula um Renault Clio R3, logo na sexta feira as coisas não começaram bem, em virtude de azares alheios, mas depois a falta de sorte bateu-lhes à porta e tiverem que abandonar perto do fim. Com interesses a vencer no Campeonato Nacional de Ralis – 2 Litros / 2 Rodas, o piloto famalicense tinha o objetivo bem traçado, mas quiseram as incidências dos ralis que muito cedo tivesse que definir outra estratégia: “Logo na primeiro dia tivemos um contratempo, pois acabámos por apanhar nos troços o concorrente que seguia à nossa frente, com problemas mecânicos, e isso fez com que perdêssemos algum tempo. É verdade também, que não tínhamos a afinação ideal no carro, mas apanhamos sempre o concorrente da frente em zonas muito estreitas e com isso muito segundos perdidos. Depois, ainda fizemos um bom tempo na SuperEspecial”, explicou o piloto famalicense. Para domingo, a ordem era ir atrás do prejuízo, mas não foi possível: “Queríamos começar o dia ao ataque em busca do tempo perdido e tentar a melhor recuperação possível, tentando perceber onde nos posicionávamos em relação à concorrência. Só que rebentou a correia do alternador, e só na ligação é que conseguimos, a muito custo, resolver o problema. Perdemos muito tempo e penalizamos, e isso deitou por terras as aspirações”, disse ainda, lamentando. Mesmo assim, João Ruivo não quis ficar pelo caminho e optou por prosseguir em prova: “Caímos muito na classificação e estávamos a partir no meio dos carros do Troféu Dácia. Apanhámos muito vezes nos troços esses adversários, mas o nosso rali estava definido e apenas queríamos testar algumas coisas no carro. No penúltimo troço, perto da tomada de tempo, simplesmente coloquei o pé nos travões e não os tinha. Tive que segurar o carro com a caixa e o travão de mão. Assim, optei por ficar por ali, pois não percebi o que se passou e não valia a pena arriscar”, explicou ainda. Agora, há que olhar para a frente, apesar destes contratempos e: “Encarar o resto da época numa toada de recuperação e ver como se passam as coisas, pois não conseguimos perceber onde me posso colocar em termos de adversários, já que não fiz um troço limpo neste rali”, concluiu. Campeonato Nacional de Ralis 2016 2 Litros / 2 Rodas Motrizes Rali de Castelo Branco M

 

RALI DA ARGENTINA

 

Jari-Matti Latvala made a determined start in his quest for back-to-back FIA World Rally Championship wins by leading YPF Rally Argentina after Friday’s first full day of action.

Latvala, victorious at the previous round in Mexico, won four of today’s eight speed tests to head Volkswagen Polo R team-mate Sébastien Ogier by 7.9sec.

Hayden Paddon was 3.5sec further behind in a Hyundai i20 after an intriguing day covering 150.08km, primarily on fast and sandy gravel roads in the Calamuchita Valley, south of Villa Carlos Paz.

Ogier, who tied for the lead in last night’s curtain-raiser through Cordoba’s streets, topped the order after today’s first two tests. Latvala made a cautious opening but moved ahead before mid-leg service and extended his advantage this afternoon.

“It’s been a very good day with no really big mistakes,” said Latvala. “A couple of small ones, but that’s part of the game when you’re fighting hard. It was my plan to take this morning’s first stage steadily because it was the roughest. It isn’t one of my favourites and second time through there were many impacts in the ruts, so I was careful not to push too much again.

He enjoyed the best of the conditions in contrast to road opener Ogier. As temperatures climbed to 22˚C, the surface dried and the Frenchman had to sweep the loose gravel. As Latvala edged clear, Ogier fought with Paddon and the pair exchanged places four times.

Paddon admitted to a few small mistakes initially. However, the Kiwi cleaned up his driving on the repeat run through the stages and was only hindered by a minor damper problem.  

Andreas Mikkelsen was fourth in another Polo R, the Norwegian overhauling Dani Sordo this morning when the Spaniard lost time with a sticking throttle in his i20. The gap is 23.3sec.

Mads Østberg kept clear of trouble in sixth in a Ford Fiesta RS ahead of the similar cars of Henning Solberg and an ultra-cautious Eric Camilli, who is targeting a clean run after an incident-filled start to his rookie season.

Local hero Marcos Ligato was ninth, despite losing three minutes when he skidded into a bank and stopped to release the damaged bumper blocking his DS 3’s radiator inlet.

Thierry Neuville completed the leaderboard, the Belgian fighting back after losing almost six minutes when his i20 stopped several times with a loose connection in the fuel system.

Ott Tänak and Lorenzo Bertelli were the two major retirements. Estonian Tänak was sixth until a jammed alternator stopped his Fiesta RS, while Bertelli lost all engine power in his similar car.

Tomorrow drivers face two identical loops of three stages north-west of Villa Carlos Paz. Covering 158.82km, it is the longest leg of the event.

 

Download
alt
alt
alt
alt
alt

 

HONDA NO NOVO CAMPEONATO DE NACIONAL DE VELOCIDADE

 

GEN Motorsport com José Rodrigues no novo Campeonato Nacional de Velocidade - TCR 2016

 

 

AGENMotorsportsHondaCivicTCR Copyos comandos de um Honda Civic A GEN Motorsport vai estar no novo Campeonato Nacional de Velocidade 2016, dispondo de um Honda Civic TCR assistido pela JAS Motorsport, entregue ao piloto bracarense José Rodrigues, naquele que é o seu primeiro grande projeto desportivo. A equipa, formada recentemente, decidiu apostar nesta competitiva viatura, adquirindo-a à JAS Motorsport, precisamente à formação que assiste os Honda no WTCC (Campeonato do Mundo de Viaturas de Turismo), onde milita, entre outros, Tiago Monteiro. Este arrojado projeto será uma aposta séria e inédita no panorama do automobilismo nacional, permitindo, desta forma, todas as condições, quer à GEN Motorsport, quer a José Rodrigues, estar na vanguarda do automobilismo da velocidade nacional. O piloto de Braga entra assim numa nova fase da sua curta e promissora carreira desportiva, depois de disputar o Troféu Abarth 500 nos últimos anos. Aqui, foi campeão dos Sub-25 anos e ainda conseguiu várias vitórias absolutas, quer nas pistas portuguesas, quer a nível internacional, onde a competição esteve presente em 2015. O piloto José Rodrigues encontra-se atualmente em Itália a efetuar os primeiros testes da temporada com o Honda Civic TCR, assistido pela GEN Motorsport/JAS Motorsport. Brevemente, a GEN Motorsport fará a sua apresentação oficial com os parceiros do seu projeto desportivo

 

RALIS NO BRASIL

 

oni Castilho/DFotos
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Estreia com pódio: Após 11 edições nas motos Bianchini estreou nos carros
Alta | Web
Fabio Davini/Dfotos
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Bianchini e Caio garantiram o quarto lugar na Protótipos T1
Alta | Web
Fabio Davini/Dfotos
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Colvero finalizou o rali em quinto na Production Aberta
Alta | Web
Sanderson Pereira/Photo-S
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Dupla na última etapa (24/4) considera a mais dura da prova
Alta | Web
Fabio Davini/Dfotos
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Quatro dias, mil km de puro Cross Country pelo litoral e interior potiguar
Alta | Web
Fabrício Bianchini e Caio Santos sobem ao pódio ao final do rali potiguar RN 1500
A dupla da Bianchini Rally terminou a competição, no domingo (24), na quarta posição da Protótipos T1. Foram quatro dias de disputas pelo litoral e interior do Rio Grande do Norte
Após percorrerem aproximadamente mil quilômetros pelo litoral e interior do Rio Grande, de quinta-feira a domingo (21 a 24), Fabrício Bianchini e Caio Santos (#340), da Bianchini Rally, finalizaram o rali RN 1500 na quarta posição da categoria Protótipos T1. A estreia com pódio foi muito bem-vinda para a dupla que fez a primeira prova da temporada, a bordo do T-Rex. Nas motos, o piloto Marcos Colvero (#17) terminou na quinta posição da Production Aberta.

A quarta e última etapa que largou em Currais Novos e terminou em Natal foi considerada a mais dura do rali. O percurso foi de 244 quilômetros mas o trecho cronometrado (Especial) de 105 castigou os competidores com trechos sinuosos, penhascos, pedras, erosões e serras até chegar ao litoral. Alguns ficaram pelo caminho e não conseguiram completar o dia, como foi o caso de Bianchini e Santos que perderam uma roda no Km 50.

"Estávamos mantendo um ritmo forte na prova, sem arriscar o resultado porque a meta era chegar em Natal como no dia anterior (no sábado a dupla fechou em 5º na geral), mas a Especial estava bem exigente a perdemos uma roda e não pudemos continuar. Coisas de rali", explica Bianchini, que após 11 participações no RN 1500 de motos, neste ano estreou na categoria Carros.

O RN 1500 é uma prova que reúne competidores de todo o país e uma das referências do calendário nacional por proporcionar em quatro dias os mais diversos tipos de terrenos, um dos motivos também por Bianchini escolher a prova para estrear na categoria. "Tivemos problemas em dois dias, mas foi muito positiva a quarta colocação na categoria. Conhecemos melhor o carro e seus limites, é extremamente competitivo, uma máquina, e foi a melhor preparação que poderíamos ter, uma vez que nosso foco maior será o Rally dos Sertões", diz Gaúcho, como é conhecido nos grids. "A equipe MEM está de parabéns por ter realizado um trabalho exemplar e ter nos entregado o carro em ordem todos os dias", elogia o piloto.

Para Santos, estreante na competição, assim como no Rally Cross Country, as novidades foram várias, mas o aprendizado ficará para sempre. "Esses quatro dias foram essenciais e uma superação para mim em relação à marcação de planilha, navegação por GPS, andar em areia pesada e dunas, situações que ainda não havia vivenciado. Que rali fantástico, prova técnica com muitas pedras e erosões e, ainda, terminar com pódio, certamente vai ficar para história essa estreia", relata o navegador, que de 2013 a 2015 formou dupla com Bianchini na Mitsubishi Cup.

Motos - O representante das motos na equipe, Marcos Colvero, de Porto Alegre (RS) também vê com bons olhos o resultado. Na última etapa, o piloto ficou em terceiro na Production Aberta e no acumulado dos quatro dias finalizou em quinto na categoria. "Esta será a moto que farei o Rally dos Sertões este ano e não haveria prova melhor para fazer esse ótimo treino. Foi muito válido também porque tive a oportunidade de fazer, primeira vez, uma navegação 100% com GPS nas dunas. No geral o RN foi muito bom, divertido e testou os limites dos pilotos e dos equipamentos também", conclui o piloto da KTM 530 6days.

A 18ª edição do RN 1500 contou com 115 participantes das categorias Carros, Motos, Quadriciclos e UTV´s. Os campeões na geral dos Carros foram Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin e, nas Motos, o piloto Reinaldo Azevedo. O rali teve largada e chegada em Natal. Os dois primeiros dias somaram pontos para a terceira e quarta etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Mais informações sobre resultados no Facebook: Rally RN1500.

Informações sobre a equipe no site www.bianchinirally.com.br e também na página da equipe no facebook.com/equipebianchinirally

A Equipe Bianchini Rally conta com patrocínio da McDonald Pelz e Vedacit e apoio da Madeira Energy, KTNY Racing, O Mundo de Maria, QT Engenharia, Melnick Even, Level Assessoria, equipes MEM e Bull Sertões Rally Team.


Resultado RN 1500 após quarto etapas - 24/4 (Natal/Rio Grande do Norte)

Geral Carros (11 primeiros)

1) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmim (Trex - T14x4), 8h30min40seg - 1º Protótipos T1
2) Luiz Facco/ Humberto Ribeiro (Triton - PR BR), 8h44min05seg
3) Marcos Moraes/Fábio Pedroso (Sherpa - T14x4), 8h49min22seg - 2º Protótipos T1
4) Gunther Hinkelmann/Vinicius Castro (Proton - PR BR), 8h52min17seg
5) Mauro Guedes/Neurivan Barbosa (L200Triton - T14x4), 9h16min03seg - 3º Protótipos T1
6) Cristian Domegg/Weidner Santos (Triton - SUP), 9h43min57seg
7) Cleber Rosa/João Vitor Ribeiro (L200 Proton - PR BR), 9h45min49seg
8) Diogo Nasser/Amaury Souza (L200 Triton - SUP), 10h08min57seg
9) Bartolomeu Nunes/Du Sachs (L200 - SUP), 10h15min59seg
10) Alberto Vanderley/Arthur Di Pace (L200 -SUP), 10h48min15seg
11) Fabrício Bianchini/Caio Santos (T-Rex), 11h28mim47seg - 4º Protótipos T1


Motos

Categoria Production Aberta (cinco primeiros)

1) Antonio Luiz Maciel Filho (Honda - PDA), 7h50min02seg
2) John Monteath (PDA), 9h13min15seg
3) Ronaldo da Silva (CRF 450 - PDA), 9h18min19seg
4) Ricardo Martins (WR 450 - PDA)), 9h21min23seg
5) Marcos Colvero (KTM 530 - PDA), 9h34min47seg

 

RALI DA ARGENTINA

 

Hayden Paddon scored his first WRC victory at YPF Rally Argentina on Sunday afternoon after fighting off world champion Sébastien Ogier in a thrilling finale to a scintillating last day duel.

The pair were separated by just 2.6sec ahead of the final legendary El Condor speed test, but Paddon stunned the Frenchman to hurtle down the rock-strewn mountain almost 12sec faster and secure a 14.3sec winning margin in his Hyundai i20.

He became the first New Zealand driver to win a WRC round in the championship’s 43-year history and crushed Volkswagen’s ambitions of securing an unprecedented 13 consecutive victories.

“I can’t believe it, I really didn’t think I stood a chance before the last stage after losing time to Ogier this morning,” said Paddon, who celebrated his 29th birthday the day before the start. “I gave that last stage everything I had. Tight and twisty roads like El Condor aren’t my strength but I drove the stage of my life.”

Paddon started the final leg with a 29.8sec advantage after taking the lead yesterday when Jari-Matti Latvala crashed. Gearchange glitches cost valuable seconds in the opening speed test before Ogier threw caution to the wind in the penultimate stage, eating into Paddon’s lead to set up a dramatic ending.

“The last stage was incredibly rough,” said Volkswagen Polo R pilot Ogier. “I had a clean drive but I didn’t dare take the maximum risk because there were big ruts. Well done to him, he did a great job on the last stage.”

Team-mate Andreas Mikkelsen completed the podium a further 50.9sec behind after surviving a spin in the foggy first pass through El Condor this morning. However, he dropped out of the top three in the championship standings as Paddon vaulted into second.

Dani Sordo finished 11.9sec further back in fourth in another i20 with Mads Østberg a distant fifth in a Ford Fiesta RS, despite going off the road this morning following a pace note mix-up.

The top six in the four-day rally, which covered 364.68km of rough road competition near Villa Carlos Paz, was completed by Thierry Neuville, who recovered well after losing several minutes on Friday with a faulty fuel connection.

The championship returns to Europe after consecutive rounds in the Americas when Matosinhos hosts Vodafone Rally de Portugal (19 - 22 May).

 

  Download
alt
alt
alt
alt
alt

 

NOVIDADES EM PONTO PEQUENO

NOVIDADES EM PONTO PEQUENO

 

 

Modelos Spark – Novas novidades para abril, maio, junho e julho.

 

Faça a RESERVA de modo a assegurar o modelo que pretende.

 

Desconto de 5% em encomendas realizadas até ao próximo dia 28 (quinta-feira), por resposta a este e-mail.182016-14042016-page-001 Copy182016-14042016-page-002 Copy182016-14042016-page-003 Copy182016-14042016-page-004 Copy

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA NO PÓDIO

 

GT OPEN – ESTORIL

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA NO PÓDIO NO GT OPEN


FOX 6242_CopyFOX 6619_CopyFOX 6629_Copy

A equipa da AMN Sport voltou a colocar em pista o Porsche GT 3 R, com que António Nogueira tinha participado pela ultima vez no ano passado no circuito de Vila Real. Assim o bonito Porsche esteve guardado todo este tempo, e no seu regresso ao Estoril, acabaria a primeira corrida na quarta posição em termos de categoria, para na segunda  corrida subir ao pódio, isso fruto do terceiro lugar alcançado com todo o mérito.

Por isso embora muito fatigado, António Nogueira, depois da cerimónia do pódio, começou por nos dizer “ o balanço deste fim de semana é muito positivo, pois para mim estas duas corridas foram um autêntico desafio. Desafio porque fiz um teste de resistência a mim mesmo, pois o meu Porsche GT 3 R, foi o único carro em pista com um único piloto, custou, mas consegui”.

 

 

Mas o piloto natural da Régua continuaria “ há quase um ano que não me sentava no Porsche GT 3, e nem sequer tive tempo para testar antes da prova”. Mas pelos vistos a 1ª corrida foi difícil como nos explicou “ foi difícil, pois primeiro, não tinha ritmo, que aos poucos fui adquirindo, e depois acabei por ficar sem pneus, pois o carro estava com o set-up  para os pneus da Pirelli e aqui tivemos de usar Michelin. Por isso no meio disto tudo tive muita sorte, pois não arrebentaram. Mas outro handicap, foi o cansaço, na realidade poderia ter arranjado um companheiro para partilhar o volante, mas embora muito fatigado, sinto que passei o teste”.

 

 

Já com mais ritmo, a segunda corrida foi bem melhor que a primeira “ sem dúvida alguma, já tinha outro ritmo, a equipa de mecânicos conseguiu encontra o set up correcto para os pneus, e o comportamento do Porsche GT 3 R melhorou de forma considerável, prova disso é que comecei a fazer menos três segundos por volta. Como é lógico arranquei nas duas corridas da ultima posição da grelha, foram catorze carros em pista, dos quais há a destacar a participação de onze pilotos profissionais, e alguns carros , também se estrearam nesta prova, como por exemplo o Mercedes SLS com que António Coimbra e Luis Silva correram. Mas creio que também o Lamborghini era um carro  novo, assim como os BMW M 6, carros já equipados com a ultima tecnologia, e muito difícil de os conseguir bater. Se tivesse as ultimas evoluções para este Porsche, estou convencido que conseguia andar no meio do pelotão. Mas a verdade é que a  minha vida profissional está a limitar-me muito as corridas, mas gostava esta época de fazer mais  umas corridas. A minha situação profissional, está a tal ponto que não consegui chegar a tempo para fazer os treinos, e  ainda não sei se poderei participar na Rampa da Falperra, vamos lá ver”, disse-nos.

 

BARREIROS EM 2º NO ESTORIL

 

Filipe Barreiros segundo no Estoril entre os GT AM

Filipe Barreiros terminou a primeira corrida do International GT Open realizada esta tarde no Autódromo do Estoril no segundo lugar do pódio entre os GT AM, 10º da classificação geral. Um bom resultado para o piloto português que este ano luta pelo título ao volante do Renault RS01 da V8 Racing.

Depois de um início atribulado para encontrar o melhor 'set-up' para a nova máquina, Filipe Barreiros e Diederik Sitjhoff conseguiram em pista minimizar essa desvantagem: "Temos de continuar a trabalhar para encontrar a melhor afinação. Há ainda vários aspectos a corrigir. Na corrida, perdi no início algum tempo para evitar uma confusão. Saí para a gravilha e perdi muito tempo. Depois foi sempre a recuperar e aos mesmo tempo controlar os nossos adversários", começou por explicar Filipe Barreiros ciente que tinham andamento para chegar à vitória

Amanhã terá lugar a segunda corrida e o piloto português está confiante que conseguirá subir ao lugar mais alto do pódio: "Temos ritmo para isso. Estamos confiantes que com algumas alterações no Renault teremos esse caminho mais facilitado. Vamos ver se resultam", rematou Filipe Barreiros confiante.

A corrida de amanhã terá início às 13.15h e terá transmissão em directo na Sporttv 5.estoril barreiros2_Copy

 

A APOSTA DE JOSÉ SILVA

A APOSTA DE JOSÉ SILVA

 

UM EXEMPLO

 

Mais um dia muito especial, neste 25º ano da J. SILVA, LDA. que começou muito cedo e acabou tarde, mas a dar muito prazer.
Logo pela manhã lá estávamos em Guimarães, para ajudar o amigo Arantes a terminar as afinações do VW Scirocco e ao fim da tarde a entregá-lo a quem o irá utilizar na Rampa da Falperra daqui a dois fins de semana.
Sofia Mouta vai pilotar o Scirocco na prova bracarense, e a sua satisfação é evidente na foto de chegada do carro a Braga por onde ficará até á prova para que a piloto bracarense se adapte e regule pequenos pormenores como a posição da Bacquet e pedais. 
Á espera do Scirocco estava também Joana Barbosa que ajudou a sua navegadora em mais esta aventura, não escondendo a sua satisfação por ter como adversária a amiga Sofia.


Agora resta-nos desejar que se divirtam as duas e que aproveitem a presença na sua prova.
E assim a Falperra ganha mais uma P1 DRIVER...
E, claro que as senhoras empresárias do norte podem apoiar a Sofia Mouta, que ainda tem espaços no VW Scirocco, para promover as suas empresas....


 

BARBOSA COM ESTREIA POSITIVA NO ASFALTO

 

Campeonato Nacional de Ralis 2016

Rali de Castelo Branco

23 e 24 de Abril

 

Miguel Barbosa com estreia positiva nos ralis de asfalto

 

Na sua primeira participação num rali que se disputou exclusivamente em troços de asfalto, Miguel Barbosa alcançou esta tarde a 6ª posição no Rali de Castelo Branco. Aos comandos de um Skoda Fabia R5 e tendo a seu lado Miguel Ramalho, o piloto do BP Ultimate Skoda Team completou a prova organizada pela Escuderia Castelo Branco sem cometer erros e demonstrando uma clara evolução ao longo de todo o rali.

 

“Estou satisfeito com a prestação pois senti-me sempre a evoluir e a melhorar de troço para troço. Foi uma estreia positiva e estou certo que poderei evoluir muito mais. Este foi apenas uma primeiro passo. Não cometemos erros, tirámos partido das do Skoda Fabia R5, mas esta foi apenas a primeira fase da nossa abordagem a este novo desafio que são os ralis. Já fizemos um rali de terra e outro de asfalto e o balanço é positivo”, salienta Miguel Barbosa, o piloto do BP Ultimate Skoda Team.

 

Para Miguel Ramalho “o importante era terminar a prova de preferência sem cometer erros e ir melhorando à passagem dos troços. Foi isso que aconteceu e só posso estar satisfeito”.


O próximo rali do campeonato nacional disputa-se nos Açores, na ilha de S. Miguel de 2 a 4 de Junho.  
JG161899 CopyJG162198 Copy

 

OLIVEIRA SEM SORTE

 

Miguel Oliveira perto de fazer a sua melhor corrida de sempre em Moto2


Piloto português fez uma prestação brilhante apenas interrompida por uma queda a 6 voltas do fim


5H3A6978 Copy Depois da melhor qualificação de sempre em Moto2, Miguel Oliveira estava a fazer a sua melhor corrida na categoria intermédia do Moto GP quando sofreu uma queda na 4ª etapa do Campeonato do Mundo. Depois de um excelente arranque, e de ter segurado a sua posição nos primeiros minutos com tantas lutas a acontecer, o piloto português conseguiu seguir na frente de pilotos tão experientes como Thomas Luthi ou mesmo do campeão da categoria. E pouco a pouco, foi subindo até chegar à 6ª posição que conseguiu segurar durante praticamente toda a corrida de 27 voltas. E foi apenas quando faltavam 6 para o fim da corrida, na curva 4, que o português da Lepard Racing perdeu a frente da sua Kalex.


Sabia que ia ser uma corrida muito dura, e apesar de saber que tinha o ritmo para poder estar na frente, não estava à espera de estar tão à frente. A seis voltas do fim percebi que não iria conseguir chegar muito mais à frente, o meu ritmo estava muito constante, e decidi não arriscar mais. E depois cometi um erro na curva 4 quando faltavam 6 voltas para terminar a corrida. Perdi a roda dianteira e não consegui segurar mais e isso levou-me a cair. Ainda assim tive uma corrida muito boa, com as primeiras voltas muito agressivas, como anteriormente disse que queria fazer. Infelizmente não consegui terminar aquela que estava a ser a minha melhor corrida.” Explica o jovem português.


Depois de ter feito um fim-de-semana com muitas aprendizagens e com resultados muito positivos, o piloto almadense retira, naturalmente, aspectos positivos deste GP de Jerez de La Frontera: “Retiro coisas muito positivas, tive a maior parte da corrida frente na do campeão do mundo e de pilotos muito experientes como Tomas Luthi. Prefiro cair a tentar algo bom do que cair em 20º ou em 16º.


Na quarta etapa do Campeonato do Mundo de Moto GP, foram muitos os portugueses que rumaram até Jerez de La Frontera para apoiar o jovem piloto luso: “Não tenho palavras para descrever a gratidão que tenho por todos os portugueses que vieram até aqui para me apoiar. Vi imensas bandeiras portuguesas. Diria, quase com toda a certeza, que em cada bancada estava uma bandeira. Muito obrigado a todos os portugueses e espero em breve poder brindá-los com um bom resultado.” remata o piloto luso.


O próximo GP será daqui por duas semanas (8 de Maio) no circuito francês de Le Mans.

 

PARENTE NO PÓDIO

 

Mais uma corrida mais um pódio para Álvaro Parente

Álvaro Parente voltou a estar em plano de destaque em Barber Motorsport Park, tendo alcançado um valioso segundo lugar na segunda corrida do evento deste fim-de-semana do Pirelli World Challenge, terminando a pressionar o primeiro classificado.

Depois da vitória de ontem, o português arrancou da pole-position para a prova de domingo, fruto da melhor volta que assinara, o que lhe permitia encarar com optimismo o desafio desta tarde.

Contudo, o piloto oficial da McLaren GT não conseguiu manter a liderança, vendo-se remetido para o segundo posto sem poder acompanhar o ritmo do comandante, face à melhor eficácia inicial do carro do seu adversário.

Sem nunca perder o primeiro classificado do horizonte, o McLaren 650S da K-PAX Racing, muito bem afinado para a totalidade dos cinquenta minutos de prova, foi ganhando velocidade e Álvaro Parente, que chegou a estar a mais de dois segundos e meio da liderança, foi recuperando paulatinamente a sua desvantagem, colando-se o carro que seguia à sua frente, quando estava disputada cerca de metade da prova.

A pressão a que o português submeteu o seu adversário foi intensa durante mais de vinte minutos, mas este nunca sucumbiu, evidenciando o elevado nível do Campeonato Americano de Carros de GT, cruzando Álvaro Parente a linha de meta a menos de um segundo do vencedor, assinando uma vez mais a volta mais rápida da prova.

“Foi uma corrida difícil! Não consegui manter o comando no arranque e no primeiro quarto de prova não tínhamos andamento para o líder. Depois consegui colar-me e estava mais rápido, mas foi impossível ultrapassar. Tentei de todas as formas colocar-me em posição de reassumir o comando, mas ele esteve muito bem, sem erros, e foi impossível passá-lo”, afirmou o piloto oficial da McLaren GT.

Depois de uma vitória, um segundo lugar, duas voltas mais rápidas e uma primeira linha da grelha de partida, tudo isto nunca circuito que nunca tinha visto, o português termina o fim-de-semana embrenhado na luta pelo ceptro deste ano do Pirelli World Challenge, mostrando-se satisfeito com o desfecho da ronda de Barber Motorsports Park. “Desde o início da temporada que temos evidenciado ritmo para nos batermos pelos lugares do pódio. Os resultados deste fim-de-semana demonstram que a McLaren GT, a K-PAX Racing e a Flying Lizard Motorsports têm vindo a trabalhar muito bem. Estamos ainda no início da temporada e temos que ir pensando corrida a corrida e aproveitar todas as oportunidades para nos impormos”, sublinhou com confiança Álvaro Parente.

A próxima ronda do Pirelli World Challenge disputa-se entre os próximos dias 19 e 22 de Maio em Mosport, mas a 7 e 8 de Maio o português tem a segunda etapa do Blancpain GT Series/Sprint Cup.AParente FT_16022_Copy

 

NOVO PORSCHE 718

 

Coupé desportivo de motor central complementa a gama 718 como modelo de entrada

 

Quatro cilindros turbo para potência acrescida na abordagem às curvas – – o novo Porsche 718 Cayman Estugarda. A quarta geração do renovado coupé de motor central, possui uma imagem mais acutilante, desportiva e eficiente. Poucas semanas após a apresentação do novo 718 Boxster, o novo 718 Cayman expande a oferta da nova gama. Pela primeira vez, o coupé apresenta um preço abaixo do roadster – de forma idêntica ao que acontece com os modelos 911. Em Portugal, o 718 Cayman incia a sua oferta nos 63.291 euros e o 718 Cayman S nos 81.439 euros, com impostos incluídos à data deste comunicado. O mesmo novo motor de quatro cilindros opostos sobrealimentado, tal como no 718 Boxster, surge no 718 Cayman. Como resultado, o coupé e o roadster possuem, pela primeira vez, potências idênticas. A versão de entrada, o 718 Cayman, debita 221 kW (300 CV) do bloco de dois litros. A versão S consegue extrair 257 kW (350 CV) do seu bloco de 2,5 litros de cilindrada. Isto representa um aumento de potência de 18 kW (25 CV) quando comparado com o seu antecessor e isto com um consumo de combustível combinado no circuito NEDC de 8,1 a 5,7 litros por cada 100 quilómetros percorridos. O elevado binário dos novos motores do 718 Cayman prometem um elevado nível de diversão e agilidade mesmo a baixas rotações. O motor dois litros do 718 Cayman alcança um binário má- ximo de 380 Nm (mais 90 Nm), que está disponível entre as 1.950 rpm e as 4.500 rpm. O motor 2.5 do 718 Cayman S possui um turbo com geometria variável (VTG), uma tecnologia também utilizada no 911 Turbo. No 718 Cayman S, o turbo de geometria variável tem, pela primeira vez, uma válvula “wastegate”. Com 420 Nm (mais 50 Nm) de binário entre as 1.900 e as 4.500 rpm, significa que o condutor possui ainda mais binário disponível em toda a faixa des regime. O 718 Cayman com caixa PDK e o opcional Pacote Sport Chrono, acelera dos zero aos 100 km/h em 4,7 segundos. O 718 Cayman S completa o mesmo exercício em 4,2 segundos. A velocidade máxima do 718 Cayman é de 275 km/h enquanto o 718 Cayman S consegue atingir os 285 km/h. Nova afinação do chassis para maior precisão e maior estabilidade em curva Em termos da dinâmica de condução, os novos modelos 718 Cayman seguem as pisadas do clássico modelo 718. Graças à sua fantástica agilidade, o modelo histórico de motor central venceu inúmeras competições nos anos 50 e 60, tal como a Targa Florio e Le Mans. A rigidez torcional e o guiamento das rodas foram incrementadas no renovado chassis do 718 Cayman; as molas e as barras estabilizadoras foram desenvolvidas para serem mais firmes e a afinação dos amortecedores também foi revista. A direção, configurada para ser mais direta em 10 por cento, realça a agilidade e o prazer de condução. As rodas traseiras, que estão meia polegada mais largas, em combinação com os pneus especificamente desenvolvidos para o novo modelo 718 Cayman, resulta num potencial incremento das forças laterais e, consequentemente, numa maior estabilidade em curva. As opções de condução que melhoram a dinâmica, como o Pacote Sport Chrono e o Porsche Torque Vectoring (PTV), permitem que o caráter desportivo do 718 Cayman seja mais personalizado. Outra opção disponível é o PASM, que reduz a altura da carroçaria em 10 milímetros e, pela primeira vez, na versão S a suspensão desportiva PASM rebaixa em 20 milímetros a altura ao solo. Tal como nos outros modelos desportivos da Porsche, o Pacote Sport Chrono pode ser ajustado em 3 modos distintos que podem ser activados através do comando rotativo colocado no volante. Para além dos já existentes modos “Normal”, “Sport” e “Sport Plus” agora o condutor também pode optar pelo programa “Individual”, que possibilita uma regulação personalizada dos diversos sistemas disponíveis. Em virtude das maiores capacidades dinâmicas do novo 718 Cayman, os sistemas de travagem foram melhorados, com discos de travão de 330 milímetros à frente e discos de 299 milímetros atrás. O 718 Cayman possui agora o sistema de travagem que já foi utilizado no Cayman S.sua vez, o 718 Cayman S utiliza as pinças de quatro pistões do 911 Carrera, combinados com discos de travão seis milímetros mais grossos. Design distinto para uma aparência mais musculada O novo 718 Cayman foi desenvolvido de forma tão abrangente na sua concepção como na sua tecnologia. As proporções vincadas, entradas de ar proeminentes na frente e nas laterais bem como o seu baixo perfil, fazem sobressair o impulso dinâmico. A frente apresenta um perfil muito mais acentuado, dando à secção dianteira uma aparência mais ampla e mais masculina. Os faróis dianteiros ultrafinos acima das entradas de ar, que incluem as luzes de presença e os indicadores de mudança de direção, reforçam ainda mais essa imagem. Na dianteira do 718 Cayman, sobressaem ainda as maiores entradas de ar e os faróis bi-xénon com luzes diurnas em LED integradas. Os faróis em LED com quatro pontos de luzes diurnas estão disponíveis como opção. Observando o 718 Cayman de lado, o novo coupé revela as portas cavadas e as soleiras pronunciadas. A traseira redesenhada conta com uma aparência muito mais larga devido à faixa em preto de alto brilho com o logótipo Porsche integrado entre os farolins traseiros. As luzes traseiras foram totalmente redesenhadas e distinguem-se pela tecnologia tridimensional e quatro pontos de travão que parecem flutuar. Interior redesenhado e PCM de série No habitáculo, as reestruturações são visiveis tanto no 718 Cayman como no 718 Boxster. A secção superior do tablier, incluindo as saídas de ventilação são novas. O novo volante desportivo inspirado no design do 918 Spyder bem como as novas opções de conectividade foram agora adicionadas ao 718 a par do Porsche Communication Management (PCM) que é, agora, de série. A preparação para telemóvel, interface de áudio e o Pacote de som Plus com 150 watt de potência também fazem parte do equipamento de série. Mas existem opções para melhorar a experi- ência com o PCM. O modulo Connect, por exemplo, inclui opções especiais para smartphones, tais como as entradas USB, a Apple CarPlay e o Porsche Car Connect. Outra opção disponível é o modulo do Sistema de navegação com control por voz, que torna mais fácil a introdução da morada para o destino. Se o modulo Connect Plus for selecionado, este Sistema pode ser incluí- do com as informações do tráfego em tempo real. O condutor também pode utilizar diversos serviços adicionais via smartphone, que inclui a App Porsche Connect e a Porsche Car Connect.PM XX_2_CopyPM XX_4_CopyPM XX_6_CopyPM XX_8_CopyOs modelos 718 Cayman e 718 Cayman S já podem ser encomendados. O lançamento no mercado europeu inicia-se a 24 de Setembro de 2016.

 

MAIS IMAGENS DO ESTORIL

MAIS IMAGENS DO ESTORIL

 

Fotos da autoria do nosso amigo e colaborador Filipe Correia.Racing Weekend-404_CopyRacing Weekend-945_CopyRacing Weekend-1456_Copy

 

DUPLA CARLOS BARBOSA E PAULO MIGUEL APRESENTARAM

DUPLA CARLOS BARBOSA E PAULO MIGUEL APRESENTARAM MG MIDGET

 

Foi no passado sábado à noite que a dupla de pilotos Carlos Barbosa e Paulo Miguel apresnetaram o MG, num agradável jantar que teve lugar no Boteco da Linha, bem junto a S.Pedro Do EStoril, onde reuniu quase quatro dezenas de participantes.

 

De referir que Carlos Barbosa tem como seu padrinho, o piloto Tiago Monteiro, e no seio do seu Carlos Barbosa by Power, tem os apoios de Pedro Gaia - Seguros, Delta Q, G´S Collection; Transmad; Qunita EStanho; Dar Luz; Exlibris Baco; Fonte das Pias; Laboratóro Proteses Dentárias e Sisma.13015544 1194180137279584_2730758232301743899_n_Copy13043273 1194160863948178_7125546538712337705_n_Copy13062305 1194130197284578_4183248541006138618_n_Copy13082658 1194130127284585_5710097805941690100_n_Copy

 

PAULO SOUSA FAZ BALANÇO

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

PAULO SOUSA FAZ BALANÇO COM O SAAB SONETT

 

 

Fim de semana animado. Treinos livres com o único objectivo de acertar a pressão dos pneus (o Sonett nunca tinha corrido com slicks). Chegamos à conclusão que a medida não é a mais adequada. apesar das paragens frequentes para acertos P12 em 54, com 2,06, 151. Achei que facilmente entraria em 2,05 nos cronos. Não consegui. Os treinos foram encurtados e nas 3 voltas em que devia fazer "o tempo" encontrei sempre um piloto lento na parabólica. Deu para treinar a ultrapassagem por fora e seu para peder sempre tempo. 2,06,6, 11º em 32 e 1º em Gr. 5.


A largada para a corrida 1 correu bem, primeira curva muito disputada, mas cheguei lá por dentro. Tinha já atingido o 8º e 1º do Gr. 5 folgado, quando um tubinho do vaso do radiador partiu e a água jorrou para o pára-brisas. Ainda continuei, mas quando a temperatura começou a subir tive que desistir. Antes sempre consegui fazer 2.05.513.
Na corrida 2 parti de 33º e cheguei em 10.º e 2º de Gr.5.
Em breve mias fotos e filmes on-board em www.drtracing.pt.
Obrigado à http://www.younik.pthttp://www.casalimosverdes.com;

 

Foto de Paulo Sousa.

Gosto
Comentar

 

JOÃO MACEDO E SILVA MOSTRA COMO SE DOMINA UM PORSCHE

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

ESTORIL

 

JOÃO MACEDO E SILVA MOSTRA COMO SE DOMINA UM PORSCHE 911 RSR

 

Caros leitores, vejam como se domina um Porsche 911 RSR, no fim de semana que passou no autódromo do Estoril, na qual João Ma1 Copya2 Copya3 Copya4 Copya5 Copya6 Copya7 Copya8 Copya9 Copyacedo e Silva mostrou a destreza.As imagens dizem tudo.

 

Fotos de Bernanrdo Póvoas no autódromo do Estoril - www.velocidadeonline.com

 

MORA EM GRANDE NÍVEL

Mora no top 10

Francisco Mora fez uma corrida brilhante, em que ganhou quatro posições.

A primeira corrida da TCR International Series foi discutida até ao baixar da bandeira e o piloto português esteve particularmente bem, com um carro que à partida é mais lento do que os restantes.

“Em piso seco, como hoje, acho que o meu carro é, em média, cerca de um segundo, um segundo e meio mais lento do que os restantes, por causa da caixa de velocidades”. Explica Mora, o único piloto que não dispõem de caixa sequencial.

A parte final da corrida foi o momento alto: “tentei andar sempre rápido mas sem forçar, pois tinha noção de que era importante gerir o desgaste dos pneus. A corrida foi muito interessante e conseguir ganhar estas quatro posições foi muito divertido.”

Francisco Mora vai partir para a segunda corrida, que vai ser disputada às 17,05 horas, na décima posição: “essa vai ser outra corrida e vou partir no meio do pelotão. Acho que vou tentar gerir a corrida da mesma forma que esta, sem exageros no início, para evitar algum problema na curva um.” Rematou o piloto nortenho.

2016 2016 Estoril Practice 26 Francisco Mora 26

 

TT NO BRASIL

 

A Agrishow 2016 teve início nesta segunda-feira (25) e aguarda cerca de 160 mil visitantes em Ribeirão Preto, interior paulista. Os produtos BRP são destaques e podem ser vistos de muito perto no estande da Posto 6, concessionária do grupo canadense que assina os veículos off-road e roadsters da Can-Am, as motos aquáticas Sea-Doo e os motores de popa Evinrude.

O evento, apontado com uma das principais feiras de tecnologia agrícola do mundo, movimenta mais de 800 expositores e vai até o dia 29 de abril. “A Agrishow recebe visitantes de todo o país e do exterior, o público tem muita identidade com as marcas da BRP”, disse Rafael Secaf, da Posto 6. Depois do sucesso de 2015, o estande da concessionária é parada obrigatória para os que buscam soluções funcionais, inovadoras e, ao mesmo tempo, divertidas. O espaço está localizado na Rua das Montadoras, G17a.

“A feira é uma ótima oportunidade para expandir o uso agrícola dos produtos. Os quadriciclos e UTVs da Can-Am, por exemplo, são perfeitos para a locomoção e os serviços em fazendas. Os produtos são tão versáteis que cedemos três quadriciclos, entre eles um Can-Am Outlander 6x6 XT, para auxiliar a equipe da Agrishow na organização do evento”, continuou.

O quadriciclo Can-Am Outlander MAX XT-P e os UTVs Can-Am Maverick Turbo e Commander MAX (com quatro lugares e espaço para carga) são alguns dos modelos que prometem chamar as atenções no estande. O Can-Am Spyder oferece design arrojado e alta tecnologia na versão RS-S, para uso na estrada.

O espaço ainda traz os destaques da BRP para a água, como a nova moto aquática Sea-Doo RXP-X 300 e a segunda geração de motores de popa Evinrude. “Temos preços e condicões especiais de pagamento durante o evento, as expectativas de bons negócios são muito grandes”, concluiu Secaf.

Agrishow 2016
Data:
 Até o dia 29 de abril
Horário de funcionamento: Das 8h às 18h
Local: Rodovia Antonio Duarte Nogueira, Km 321, Ribeirão Preto (SP)
Estande da Posto 6: Rua das Montadoras, G17a
Mais informações: www.agrishow.com.br

Sobre a BRP - A BRP (TSX: DOO) é líder global em projeto, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos esportivos e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, a moto aquática Sea-Doo, os veículos side-by-side e quadriciclos Can-Am, os roadsters Can-Am Spyder e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotaxwell, além dos motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário dedicados. Com uma renda anual com vendas de mais de CA$ 3 bilhões em 105 países, a empresa conta com cerca de 7.100 funcionários no mundo.

www.brp.com

@BRPnews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Spyder, Commander, Maverick, X e o logotipo da BRP são marcas comerciais da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos donos.


Posto 6 exp�e produtos BRP na Agrishow 2016, em Ribeir�o Preto (SP)
Cr�dito: Divulga��o/Posto 6

Posto 6 exp�e produtos BRP na Agrishow 2016, em Ribeir�o Preto (SP)
Cr�dito: Divul

 

O ACIDENTE DE EDGAR FLORINDO

O ACIDENTE DE EDAGR FLORINDO

 

De forma surprendente, algo se passou com o comportamento em pista por parte do Toyota Carina E do piloto de Vila Real, que acabou por  bater contra os rails de protecção mesmo no final da recta da meta, em plena  zona de travagem  ,deixando o carro nipónico em mau estado, conforme as imagens que hoje apresentamos da autoria de Bernardo Póvoas. Felizmente Edgar Florindo nada teve, o mesmo não se poderá dizer do carro, que vai dar muito trabalho à equipa de mecânicos para poder ser recuperado para a próxima corrida a ter lugar dentro de poucas semanas.

 

flo1 Copyflo2 Copyflo3 Copyflo4 Copyflo5 Copyflo6 Copyflo7 Copyflo8 Copyflo9 Copyflo10 Copyflo11 Copyflo12 Copy

Fotos de Bernanrdo Póvoas no autódromo do Estoril - www.velociadeonline.com

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt