In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

Quando saímos de Chiang Mai a minha ideia era continuar a volta Á Tailândia, agora descendo pelo lado oriental, perto da fronteira com o Laos. Assim, nessa manhã olhei para o mapa e decidi ir visitar um parque natural que ficava junto a um enorme lago, a uns 200 Km de ali, para oriente.
O dia estava cinzento e, depois de um almoço numa esplanada com vista sobre um magnifico vale, apanhamos alguma chuva. Entramos no parque pelas três da tarde. Na prática, limitava-se a uma meia dúzia de quilómetros de estrada a desembocarem nas margens do lago, onde se poderia acampar.
Tiramos umas fotografias à paisagem deslumbrante e tratamos de ir procurar um sítio onde dormir visto não trazermos equipamento de campismo.
50 Km à frente, contornando as margens do lago, encontramos um pequeno “resort” com “bangalows” no meio do mato, onde ficamos como únicos hospedes. São sítios que não são visitados por estrangeiros por ficarem fora das rotas dos autocarros turísticos onde ninguém fala Inglês.
Como o “resort” não tinha restaurante perguntamos onde poderíamos jantar e indicaram-nos uma pequena aldeia de pescadores junto ao lago.
Pelas 8,30 da noite fizemos cerca de cinco quilómetros por uma estrada deserta e fomos ter às margens do lago onde, construídas em madeira em cima de estacas dentro de água, havia várias habitações de pescadores. Atravessámos por cima de umas estreitas tábuas que tocavam a água com o nosso peso para o que nos pareceu ser a casa mais movimentada mas, antes de aí chegarmos, saiu de lá um homem de bigode, descalço, em calções e tronco nu todo tatuado com o ar alegre de quem já tinha bebido uns copos. Percebia um pouco de inglês mas só sabia pronunciar duas ou três palavras de maneira que falámos com ele em inglês, acompanhado por gestos, e percebeu que pretendíamos jantar. Pediu que o acompanhássemos através das tábuas colocadas sobre a água, algumas delas afundando-se à nossa passagem uns bons 5 cm. A Maria tratou de tirar os sapatos e eu encharquei os meus mas lá chegámos ao que seria o restaurante. Dois homens e um miúdo dos seus 20 anos estavam sentados à volta de uma mesa onde várias garrafas vazias acompanhavam uma meia de whisky manhoso e os três cantavam Karaoke para um écran ao fundo desta salão ao ar livre, visivelmente “alegres”.
O homem tatuado explicou que pretendíamos comer qualquer coisa e o dono sugeriu um arroz de legumes que aceitámos. Enquanto ele cozinhava o arroz o nosso amigo tratou de se servir também ele de um copo de whisky e divertidíssimo por ali ficou a dançar e a cantar ao som do Karaoke. Às tantas perguntaram-nos se não queríamos cantar e tanto eu como a Maria ensaiámos músicas escolhidas de um enorme catálogo multilinguístico.
Passámos uma noite muito divertida a cantar e a beber com aqueles pescadores.
Na manhã seguinte voltámos lá, para ver o local à luz do dia e os nossos homens estavam radiantes por terem acabado de pescar uma espécie de pargo gigante, com cerca de 60 Kg. Preparavam-se para o transportar numa “pick-up” para o venderem na cidade mais próxima, pois na aldeia não tinham gente para comer tamanho animal.

 

PNEU DA GOODYEAR ELEITO

 

Wrangler DuraTrac da Goodyear foi eleito o melhor pneu de 2014 pela revista “Off Road”

 

Cerca de um terço dos 63.000 votos recebidos foram para o Wrangler DuraTrac da Goodyear

 

Pelo segundo ano consecutivo, o pneu Wrangler DuraTrac da Goodyear foi eleito o melhor pneu off-road pelos leitores da revista especializada alemã Off Road. Foi o vencedor na categoria “Pneus de tração” na qual os leitores tiveram que votar entre 10 candidatos.

 

4@11@9@11@9@5xe" filled="f" stroked="f">image003.jpg@01CFDBFA.DA249050" >Cerca de 63.000 leitores participaram na votação para o Prémio Off Road 2014. O pneu da Goodyear, que foi desenvolvido para uso em terrenos difíceis, recebeu aproximadamente 1/3 dos votos.

 

O fabricante Ram optou recentemente pelo Wrangler DuraTrac da Goodyear como equipamento original para o seu modelo Power Wagon 2014. O pneu foi desenvolvido originalmente nos Estados Unidos onde continua a ser produzido atualmente ainda que também seja fabricado na unidade de produção da Fulda, na Alemanha, para satisfazer a procura de pneus de diferentes dimensões por parte dos fabricantes europeus.

 

Os prémios da revista “Off Road”, que são entregues desde 1982, permitem aos leitores eleger os melhores carros off-road em 13 categorias diferentes, bem como o pneu com melhor tração. Alexis Bortoluzi, diretor de marca e estratégia da Goodyear na EMEA declarou: “Estamos muito satisfeitos por ter sido eleitos outra vez como o melhor pneumático off-road por esta prestigiada revista. O mais importante deste prémio é que o voto é dos condutores de veículos todo o terreno. Eles sabem o que funciona nos seus veículos e conhecem o tipo de rendimento que necessitam. Por isso, é um reconhecimento do rendimento do nosso produto pelas pessoas que de facto o usam”. 

 

Sobre a Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas produtoras de pneus a nível mundial. Tem cerca de 69.000 empregados e fabrica os seus produtos em 52 instalações localizadas em 22 países em todo o mundo. Os seus dois Centros de Inovações, em Akron, no Ohio, e em Colmar-Berg, no Luxemburgo, esforçam-se por desenvolver produtos e serviços de última geração que estabelecem o padrão da indústria em termos de tecnologia e desempenho. Para mais informação acerca da Goodyear ou os seus produtos, consulte www.goodyear.com/corporate

 XII 6480_50354_Copy

 

BARROS RODRIGUES NO ESTORIL

 

Troféu Abarth 500 Portugal
José Rodrigues com grande ambição para o
Estoril
Depois de duas presenças no pódio na última corrida Troféu Abarth 500
Portugal, José Rodrigues tem já no fim de semana de 4 e 5 de Outubro a
última jornada do ano desta competição, onde pretende terminar em
beleza.
Numa época um pouco atípica, onde o piloto de Braga teve alguns
contratempos que impediram, em determinados momentos, de mostrar o
seu valor e andamento, resta agora concluir o seu segundo ano na
velocidade nacional da melhor maneira possível: “Como vai ser a
derradeira prova do ano, todos vão querer andar no limite e, por
isso, vai ser um fim de semana muito competitivo”, começa por
afirmar o jovem piloto, prosseguindo: “Para mim, são mais duas
corridas em que vou dar o máximo para andar sempre entre os
três primeiros”.
Sem grandes preocupações em relação à classificação geral, José
Rodrigues opta agora pelos resultados prova a prova: “Infelizmente, na
classificação geral no troféu não poderei lutar pelo lugar que
ambicionava”.
Para esta situação muito contribuíram os acontecimentos ao longo do
ano: “Em oito corridas só terminei quatro e fiquei sempre no
terceiro lugar. Só que, ainda por cima, foi-me retirado um destes
resultados e isso teve, naturalmente, implicação na classificação
geral neste momento”.
Seja como for, José Rodrigues não baixa os índices de motivação e revela
que vai: “Para o Estoril com muita ambição como sempre. Quero
ainda agradecer a todas as pessoas que me acompanharam numa
época com alguns momentos menos felizes”.
Esta derradeira etapa do Troféu Abarth 500 Portugal começa no sábado 4
de Outubro com uma sessão de treinos livres à partir das 09h10. Ainda
nesse dia estão marcadas as duas sessões de qualificação às 15h15 e
15h40.
No domingo as duas corridas têm início marcado para as 10h40 e 17h14.Jos Rodrigues_Algarve2014_Copy

 

A 1 CONDICIONADA

 

Condicionamento de tráfego na A1 – Carvalhos/Santo Ovídeo

Entre 29 de Setembro e 4 de Outubro


A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que, no âmbito das obras de alargamento do sublanço Carvalhos/Santo Ovídeo da A1 - Auto-estrada do Norte, irá proceder irá proceder aos seguintes condicionamentos de trânsito:

 

De 29 (segunda-feira) para 30 (terça-feira) de Setembro

Entre as 21:00 e a 01:00, corte de via esquerda, sentido Norte/Sul, entre os km’s 294,5 e 293,3, passando a corte de via direita e central, entre a 01:00 e as 07:00.

De 30 (terça-feira) de Setembro para 1 (quarta-feira) de Outubro

Entre as 21:00 e a 01:00, corte de via esquerda, sentido Norte/Sul, entre os km’s 293,3 e 293, passando a corte de via direita e central, entre a 01:00 e as 07:00.

Entre as 21:00 e a 01:00, corte de via esquerda, sentido Sul/Norte, entre os km’s 293 e 294,1, passando a corte de via esquerda, entre a 01:00 e as 07:00.

De 1 (quarta-feira) para 2 (quinta-feira) de Outubro

Entre as 21:00 e a 01:00, corte de via esquerda, sentido Sul/Norte, entre os km’s 293 e 294,7, passando a corte de via direita, entre a 01:00 e as 07:00.

Entre as 21:00 e as 07:00, corte de via direita, sentido Norte/Sul, entre os km’s 296 e 295,3.

De 2 (quinta-feira) para 3 (sexta-feira) de Outubro

Entre as 21:00 e a 01:00, corte de via esquerda, sentido Sul/Norte, entre os km’s 294,1 e 294,8, passando a corte de via direita, entre a 01:00 e as 07:00.

Entre as 21:00 e as 07:00, corte de via direita, sentido Norte/Sul, entre os km’s 295,3 e 294,6

De 3 (sexta-feira) para 4 (sábado) de Outubro

Entre as 21:00 e a 01:00, corte de via esquerda, sentido Sul/Norte, entre os km’s 294,8 e 295,5, passando a corte de via direita, entre os km’s 294,8 e 295,5.

Entre as 21:00 e as 07:00, corte de via direita, sentido Norte/Sul, entre os km’s 294,6 e 293,8

 

A Brisa Concessão Rodoviária apela à prudência na passagem pelo local e agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas, esperando contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação.

Recorde-se que o alargamento deste sublanço, de duas para três vias em cada envolve um investimento de 23,1 milhões de euros, desenvolve-se ao longo de 5,5 km, e a sua conclusão está prevista para Maio de 2016.

Para informação actualizada poderá ainda consultar o site www.brisa.pt

 

BRISA EM BALANÇO

 

Concluída beneficiação do pavimento na A5

 

  • Trabalhos concluídos dentro dos prazos definidos
  • Pavimento totalmente renovado entre o Estádio Nacional e Oeiras

 

Estão concluídos os trabalhos de beneficiação do pavimento no sublanço Estádio Nacional/Oeiras da A5, Auto-estrada da Costa do Estoril.

Esta melhoria da A5, que envolveu um investimento de 3,3 milhões de euros proporciona uma melhoria da qualidade de serviço, com reflexos positivos no conforto de quem circula.

Os trabalhos decorreram entre os meses de Julho e Setembro e tiveram como objectivo beneficiar, não só a plena via da auto-estrada, mas também o Nó de Oeiras.

A A5 tem hoje um pavimento totalmente renovado entre o Viaduto Duarte Pacheco e Oeiras, no qual investiu mais de nove milhões de euros nos últimos sete anos.

Actualmente a Brisa tem em curso um conjunto de obras de beneficiação e/ou alargamento em vários pontos da sua rede:

A1 – Albergaria/Estarreja – 1,2 milhões de euros (beneficiação)
A1 – Carvalhos/Santo Ovídeo – 23,1 milhões de euros (alargamento)
A4 – Valongo/Campo - 2,1 milhões de euros (beneficiação)
A6 – Évora Nascente/Évora Poente – 2.8 milhões de euros (beneficiação)

A Brisa Concessão Rodoviária agradece a compreensão e colaboração que os automobilistas demonstraram no decurso destes trabalhos.

 

IVECO E ASTRATA OFERECEM SOLUÇÕES TOM TOM

 

Iveco e Astrata oferecem soluções TomTom Bridge

 

A TomTom (TOM2) anunciou hoje que a Iveco e a Astrata passaram a integrar TomTom Bridge nos seus veículos. Ambas as empresas criaram aplicações de negócio personalizadas, apoiadas pela tecnologia de navegação TomTom e acessíveis ​​através de um único dispositivo TomTom.

 

A Iveco está a equipar o seu mais recente veículo Daily Electric com a solução TomTom Bridge. A Iveco criou uma aplicação de gestão de veículos customizada para que os condutores possam aceder aos dados do veículo, avaliar e ajustar o estilo de condução e monitorizar o consumo de energia do mesmo através de uma única aplicação e dispositivo da TomTom. A Iveco Daily acaba de ganhar o prémio internacional Van of the Year (http://www.van-of-the-year.com/) anunciado no IAA.

"TomTom Bridge ajuda as empresas a trabalhar de forma mais inteligente e a moverem-se mais rapidamente", afirma Corinne Vigreux, fundadora e Managing Director da TomTom Consumer. "TomTom Bridge oferece um novo caminho para as empresas que se deslocam para explorarem o poder da nossa tecnologia e trabalharem de forma mais eficiente. Estamos muito satisfeitos por a Iveco e a Astrata terem selecionado o TomTom Bridge para reforçarem as suas soluções personalizadas”.

 

Ambas as empresas estão a apresentar os seus mais recentes produtos, com o TomTom Bridge integrado, na 65ª edição da feira de Veículos Comerciais em Hannover (IAA).TomTom CMYK_logo_Copy

 

A 6 COINDICIONADA

 

Condicionamento de trânsito na A6

Entre 29 de Setembro e 3 de Outubro

 

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que, no âmbito das obras de beneficiação do pavimento do sublanço Évora Poente/Évora Nascente da A6 - Auto-estrada Marateca/Caia, irá proceder irá proceder aos seguintes condicionamentos de trânsito:

Entre 29 (segunda-feira) de Setembro e 1 (quarta-feira) de Outubro
Entre as 20:00 do dia 29 e as 20:00 do dia 1, desvio de trânsito do sentido Caia/Marateca para Marateca/Caia, entre os kms 66 e 63,9

Entre 1 (quarta-feira) e 3 (sexta-feira) de Outubro
Entre as 20:00 do dia 1 e as 16:00 do dia 2, desvio de trânsito do sentido Caia/Marateca para Marateca/Caia, entre os kms 63,9 e 61.

A Brisa Concessão Rodoviária apela à prudência na passagem pelo local e agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas, esperando contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação.

Para informação actualizada poderá ainda consultar o site www.brisa.pt

 

 

O REGRESSO DO RENAULT TWINGO

 

O REGRESSO DO TWINGO
UM AUTOMÓVEL DIVERTIDO E EXTREMAMENTE ÁGIL
O ESPÍRITO TWINGO É, ANTES DE MAIS,
UM DESIGN CATIVANTE E UMA BOA DOSE DE INOVAÇÃO
Em 2014, a Renault ousou reinventar o Twingo. Reinventar para revisitar o espírito original do Twingo. Vinte anos
depois do primeiro Twingo, a terceira geração foi objecto de uma profunda renovação para criar um automóvel divertido
e extremamente ágil, de cores vibrantes e personalizável ao gosto de cada um.
A CIDADE
COMO TERRENO DE JOGO
Herdeiro da linhagem de inovação dos
pequenos Renault, o Novo Twingo é a
prova viva do know how da Renault no
desenvolvimento de pequenos
automóveis. A inovadora arquitectura de
motor traseiro, tem inegáveis vantagens
para uma utilização em meio urbano: um raio
de viragem de 4,30 m que lhe permite
estacionar num espaço reduzido e uma
posição de condução elevada que
proporciona uma excelente visibilidade
para a dianteira. Mas também 10 cm mais
curto do que a geração anterior e um
espaço interior com mais 33 cm.
UMA CONDUÇÃO DIVERTIDA E
DINÂMICA, TANTO NA CIDADE
COMO NA ESTRADA
O Novo Twingo oferece duas motorizações
a gasolina, de 3 cilindros (atmosférico ou
turbo), económicas e plenas de energia
que “animam” um chassis com uma direcção
tão rigorosa quanto segura, que torna a
condução particularmente agradável na
cidade. Graças ao temperamento dinâmico
do motor Energy TCe 90, o Novo Twingo
não receia longos trajectos.
INTELIGENTE E DUPLAMENTE
LIGADO AO MUNDO
Com as suas 5 portas e a modularidade
que lhe é proporcionada pelo piso totalmente
plano, o Novo Twingo transporta facilmente
quatro adultos.
O Novo Twingo é o único modelo da sua
categoria com uma dupla oferta
multimédia: uma conectividade inteligente
através de um smartphone com o R & GO e o
seu sistema de navegação gratuito, ou
através do R-Link Evolution®, a última
geração do tablet integrado com um vasto
catálogo de aplicações especificamente
concebidas para utilização a bordo de um
automóvel.
PEQUENO, SEGURO E
ROBUSTO
Desenvolvido em parceria com a Daimler, a
qualidade apercebida e a segurança do
Novo Twingo estão à altura das exigências de
qualidade da Renault e da Daimler.
"O Novo Twingo completa a renovação dos pequenos modelos da Renault e representa
um importante desafio de conquista para a Marca. Com o motor instalado atrás, a sua
concepção é tão engenhosa como já fora a do primeiro Twingo. Pequeno por fora e grande
por dentro, como sempre, e agora duplamente ligado ao mundo exterior, foi concebido
para simplificar a vida na cidade com uma manobrabilidade e uma agilidade
absolutamente inigualáveis."
Ali Kassaï,
Director do Programa de Pequenos Veículos
01O ESPÍRITO TWINGO ESTÁ DE VOLTA
1.1 UM DESIGN CATIVANTE
E UMA PERSONALIDADE
COLORIDA
O Novo Twingo recupera o espírito original do Twingo e inscreve-se na
pétala "Play" da estratégia de Design da Renault e dentro do espírito dos
concept-cars Twin’Z e Twin’Run revelados no primeiro semestre de 2013.
Com um carácter FUN e cores vibrantes, concentra em si toda a herança
recebida dos seus antecessores. No exterior como no interior, a cor é um
elemento sempre presente, até mesmo nas superfícies de arrumação
distribuídas pelo habitáculo.
UMA PALETA DE CORES UM DESIGN EXPRESSIVO
Com uma frente curta e as rodas empurradas
para os 4 cantos da carroçaria, o Novo
Twingo tem uma silhueta compacta com um
comprimento de apenas 3,59 m, ou seja,
menos 10 cm do que a geração anterior. O
pequeno citadino transmite imediatamente
uma sensação de agilidade e a promessa de
um extraordinário espaço a bordo, graças a
uma distância entre eixos recorde de 2,49 m.
O Novo Renault Twingo propõe uma
variedade de cores, tão harmoniosas como
um bouquet de flores.
• Quatro cores de lançamento "pop" que
denunciam de imediato o temperamento
optimista do Novo Twingo: Azul Céu,
Vermelho Flamme, Amarelo Eclair e Branco
Cristal.
A face dianteira, que recupera os novos
códigos de design da marca com o logótipo
bem destacado sobre um fundo negro, revela
logo ao primeiro olhar uma personalidade
forte, na linhagem do primeiro Twingo com:
• um capô nervurado e blocos ópticos
realçados pelos pisca-piscas tratados como
se fossem pálpebras,
• faróis diurnos redondos e marcados por
quatro pontos luminosos,
• uma grande entrada de ar na parte inferior
que reforça a expressividade da dianteira do
Novo Twingo.
"O Novo Twingo inspirou-se no Twingo original, mas
também no R5. É uma interpretação moderna de um
automóvel urbano e inovador em termos de estilo e de
arquitectura. O Novo Twingo é um automóvel divertido,
lúdico e cheio de energia. No dia-a-dia, revela-se
extremamente ágil, com uma excelente habitabilidade e,
como sempre, muito prático."
Laurens van den Acker,
Director do Design Industrial da Renault

1.2 UM INTERIOR LÚDICO, COLORIDO
E MUITO DIVERTIDO
O posto de condução é lúdico, dinâmico e de
inspiração desportiva. Um largo friso branco
envolve o conjunto dos instrumentos de
bordo. Num toque lúdico, este friso foi
desenhado com o formato de um circuito
automóvel e pode ter as cores Azul,
Vermelho ou Preto.
A harmonia interior joga no contraste entre
o preto e o branco. O friso do quadro de
instrumentos, as inserções no volante, os
arejadores e os painéis das portas são
brancos num habitáculo completamente
negro. Estes elementos conjugam-se para
criar uma atmosfera dinâmica.
Os bancos dianteiros com apoios de
cabeça integrados beneficiam de um
grafismo elegante com um contorno colorido
(vermelho, azul, cinzento) que realça a sua
forma envolvente e a continuidade desde o
assento até ao encosto.
A partir do segundo nível de equipamento, o
Novo Twingo propõe três ambientes para os
revestimentos: azul, cinzento ou vermelho,
com pequenos apontamentos coloridos e os
manípulos das portas em cromado acetinado
que reforçam a personalidade divertida e
lúdica do habitáculo.
A versão “Sport” é composta por uma
harmonia mais desportiva, com um universo
onde o preto é predominante e que é animado
por inserções a vermelho nos bancos de
pele/tecido na pala do quadro de instrumentos
e com os pedais em alumínio.
PERSONALIZAÇÃO: CADA UM COM O SEU TWINGO
Através de uma vasta oferta de cores,
strippings para a carroçaria e de
ambientes para o interior, é possível
adaptar o Novo Twingo à personalidade
de cada um com grafismos inspirados no
R5 (jogos de linhas e de frisos).
É fácil personalizar o Novo Twingo com
motivos exteriores e interiores, coloridos e
coordenados em função das cores da
carroçaria.
PERSONALIZAÇÃO EXTERIOR
• As estruturas dos retrovisores, linhas de
grelha dianteira e inserções para as
protecções laterais estão disponíveis em três
cores: Azul, Vermelho e Cinzento
• Quatro strippings para a carroçaria, de
forma a realçar a linha do Novo Twingo: friso
Branco, friso Preto, "Vintage", "Way" (branco
e preto).
• Quatro ofertas de embelezadores de 15
polegadas, complementadas com quatro tipos
de jantes de liga leve de 15 e 16 polegadas.
O Novo Twingo dispõe também, em opção,
de um tecto de abrir eléctrico, em tela, de
grandes dimensões, com uma abertura de 71
cm de comprimento e 68 cm de largura, para
oferecer tanto aos passageiros dianteiros
como traseiros uma vista panorâmica.
PERSONALIZAÇÃO INTERIOR
• O friso do painel de bordo, os arejadores e
as inserções no volante podem ser de três
cores: Preto, Vermelho e Azul.
• Duas texturas para o friso do painel de
bordo: "bola de golfe" ou "pintura pastel" (nas
cores azul, branco, preto ou vermelho).
• Em perfeita harmonia com os estofos, o
porta-objetos amovível e o saco têxtil da
oferta Flexicase® animam o habitáculo com
pormenores de cor.
02 A CIDADE COMO TERRENO DE JOGO
2.1 ÁGIL E ULTRA-MANOBRÁVEL:
CONDUZIR NA CIDADE É AGORA UM PRAZER
Mais compacto que o seu antecessor, o Novo Twingo adopta uma inovadora arquitectura de motor traseiro com múltiplos
benefícios para a condução em cidade.
UMA AGILIDADE SURPREENDENTE
COM UM RAIO DE VIRAGEM DE 4,30 M
A agilidade é o primeiro benefício
proporcionado pela inovadora arquitectura.
Com um raio de viragem de apenas 4,30 m,
o Novo Twingo necessita de menos um
metro do que a maioria dos seus
concorrentes para a manobra de inversão de
marcha. Mais fáceis, as manobras de
estacionamento acabam por tornar-se lúdicas,
graças às rodas que viram a 45 graus.
O motor instalado em posição central traseira
a montante das rodas, tem uma inclinação de
49 graus e apoia-se num trem traseiro do tipo
De-Dion. O trem dianteiro é do tipo Pseudo
Mac Pherson.
A direcção do Novo Twingo ganha em
precisão relativamente à do Twingo II. O veio
de direcção, posicionado a montante das
rodas dianteiras e associado a uma caixa de
assistência montada na cremalheira, torna
possível um ângulo de viragem das rodas de
45 graus, ao invés dos 30 graus, em média,
dos automóveis deste segmento.
A versão Energy TCe 90 está equipada com
uma direcção de desmultiplicação variável
VGR (Variable Gear Ratio). Muito mais
directa em curva, concilia o rigor de trajectória
com uma extraordinária manobrabilidade em
meio urbano, com menos meia-volta de
volante relativamente à versão SCe 70.
UMA POSIÇÃO DE CONDUÇÃO
ELEVADA
O Novo Twingo oferece uma outra
perspectiva da estrada. A sensação de
espaço e a visão panorâmica são favorecidos
pela posição de condução elevada. Graças ao
capô curto e à grande amplitude do seu parabrisas,
o Novo Twingo proporciona uma
excelente visibilidade para a frente com 12,1
graus de ângulo de visão baixa, uma
característica particularmente útil na cidade.
2.2 À VONTADE TAMBÉM NA ESTRADA
A arquitectura do Novo Twingo possibilita uma
repartição das massas de 45% na frente e 55% atrás
contra os habituais 70% e 30% num automóvel de
tracção.
Graças à grande distância entre eixos, o
Novo Twingo possui um comportamento
dinâmico equilibrado em todas as
circunstâncias. O comportamento idêntico ao
de um de tracção dianteira, não exige do
condutor qualquer talento especial. O
equilíbrio é garantido por uma barra
estabilizadora de 22 mm instalada no trem
dianteiro, e em todas as versões. A precisão
do trem dianteiro permite uma condução
segura e um comportamento equilibrado e
lúdico, mesmo em condução mais desportiva.
Graças a este comportamento naturalmente
equilibrado, não foi necessário o reforço das
suspensões. O excelente compromisso entre
conforto e comportamento garante um
excelente nível de conforto para os
passageiros.
"O objectivo definido para a afinação do chassis era simples: oferecer um comportamento seguro,
como um automóvel de tracção dianteira, e agradável como um de tracção traseira. Por outras
palavras, um veículo simultaneamente fácil de manobrar e com um comportamento são para
qualquer condutor. Estamos muito satisfeitos com a precisão e a agilidade do Novo Twingo, um
automóvel que pode realmente ser conduzido por todos.
Christian Steyer, Engenheiro chefe do Novo Twingo
INSTALAR O MOTOR ATRÁS: UMA INOVAÇÃO FRUTO DO KNOW-HOW DOS ENGENHEIROS
"Modificámos a inclinação dos motores para que ocupassem o menos espaço possível. Os
desafios do desenvolvimento do motor residiam sobretudo numa arquitectura tão compacta que se
adaptasse ao conceito do automóvel. Com um triplo objectivo: manobrabilidade, relação espaço
interior/comprimento do automóvel, chassis seguro e eficaz."
David Guénet, chefe de projecto motores Novo Twingo.
No Novo Twingo, a inovação consistiu em instalar os motores
num espaço reduzido. O talento dos engenheiros da Renault
permitiu refazer a arquitectura do motor, com uma inclinação
de 49 graus, de forma a reduzir a sua altura, preservar o
volume da bagageira e assegurar a funcionalidade do piso
plano.
Esta disposição exigiu profundas alterações das partes
superiores e inferiores do motor, para que o mesmo fosse
implantado sob a bagageira respeitando a distância ao solo
exigida. 50% das peças foram redesenhadas, entre elas o
cárter de distribuição, os circuitos de água e de ar, bem como
as faces de acessórios e o escape. No final, a altura do motor
foi reduzida em 15 cm.
2.3 DUAS MOTORIZAÇÕES A GASOLINA, DE TRÊS
CILINDROS, QUE COMBINAM ECONOMIA E PRAZER
DE CONDUÇÃO
O Novo Twingo está equipado com dois motores a gasolina da última geração que integram todas as
inovações destinadas a reduzir os atritos como, por exemplo, a bomba de óleo de cilindrada variável e
os tratamentos de superfície dos pistões, com benefício directo no consumo de combustível e nas
emissões de CO2.
MOTOR ENERGY TCE 90 -
TEMPERAMENTO DINÂMICO
O Novo Twingo está equipado com o motor de
898 cm3 turbo já disponível no Novo Clio e no
Captur e que foi adaptado à arquitectura do
Novo Twingo com uma remodelação de 50%
das peças. Com uma potência de 90 cv e um
binário de 135 Nm, o motor Energy TCe 90
proporciona arranques enérgicos – mesmos
nos regimes mais baixos - e um verdadeiro
prazer de condução, tanto na cidade como na
estrada. A adopção de uma "waste-gate"
eléctrica (válvula de descarga dos gases de
escape) permite uma redução notável do
consumo e das emissões de CO2. Equipado
com o sistema Stop&Start, o TCe 90 regista
um consumo misto de 4,3 l/100 km e
emissões de CO2 de 99 g/km e respeita já a
norma antipoluição Euro 6.
UM NOVÍSSIMO MOTOR
ATMOSFÉRICO SCE 70
ECONÓMICO NA CIDADE
Com 70 cv às 6000 rpm, este motor
atmosférico com uma cilindrada de 999 cm3é
muito ágil em circuito urbano, graças a um
binário máximo de 91 Nm, do qual cerca de
90% está disponível a partir das 1000 rpm o
que evita uma utilização intensiva da caixa.
Por fim, a afinação do motor torna quase
impossível ir-se abaixo no arranque. Com
um consumo misto de 4,2 l/100 km e
emissões de 95 g de CO2/km, este motor
está equipado com o sistema Stop&Start.
O condutor pode ainda reduzir o seu
consumo de combustível até 10 %* graças às
ferramentas a bordo destinadas à eco
condução: botão modo ECO (na versão
Energy TCe 90) e indicadores de mudança
de velocidade e funcionalidades Renault
Driving Eco2 disponíveis no R & GO® e RLink
Evolution.
UM CUSTO DE UTILIZAÇÃO
COMPETITIVO
O Novo Twingo assegura um custo de
utilização competitivo, nomeadamente graças
ao baixo consumo dos seus motores e à
integração de uma corrente de distribuição
sem manutenção. A periodicidade de
manutenção é de 1 ano ou 20 000 km.
A bateria, bem como os reservatórios dos
líquidos de refrigeração, de lava-vidros e de
travões estão situados sob o capô dianteiro.
O seu acesso é facilitado pela possibilidade
de fazer deslizar o capô para a frente 22 cm.
Para aceder ao motor, basta retirar a placa de
isolamento fixa com seis parafusos, que
podem ser extraídos à mão, sem
necessidade de qualquer ferramenta.
É também possível, desta forma, repor o óleo
ao nível, se necessário.
Por último, os engenheiros desenvolveram
um sistema de báscula que permite baixar o
motor 150 mm, o que facilita as operações de
manutenção e as reparações mais correntes,
sem separar o motor do chassis.
Os motores SCe 70 e Energy TCe 90 estão
equipados com uma ajuda ao arranque em
subida e estão associados a uma caixa
manual de 5 velocidades. A partir de
setembro 2015, está prevista uma caixa
automática EDC de dupla embraiagem, com 6
relações.
* Consoante as condições de circulação, a carga, o estilo
de condução, os condutores, etc.
1 3
4 2
03 UM AUTOMÓVEL INTELIGENTE
3.1 DUPLAMENTE LIGADO AO MUNDO
O Novo Twingo propõe uma dupla oferta em matéria de sistemas
multimédia, através do smartphone, com o novo sistema R & GO® mas,
também, com a oferta topo de gama R-Link Evolution®.
R & GO®: UM SISTEMA INTELIGENTE
E LIGADO ATRAVÉS DO SMARTPHONE
R & GO® é um sistema de conectividade
simples e inteligente, em perfeita harmonia
com o espírito do Novo Twingo. Proposto de
série em todas as versões permite ligar
instantaneamente o Novo Twingo ao
smartphone do utilizador.
Prático, inteligente e gratuito, o sistema R &
GO® integra-se perfeitamente no automóvel.
Com o rádio, o suporte universal e a
aplicação, o utilizador acede de forma
ergonómica e intuitiva às funções mais úteis
do veículo, organizadas em quatro universos:
Navegação, Telefone, Multimédia e Veículo.
QUATRO UNIVERSOS QUE REÚNEM AS FUNÇÕES ÚTEIS A BORDO
Navegação (Copilot® Premium): uma
navegação 3D offline transferida
para o smartphone, para que a
disponibilidade seja permanente
mesmo nas zonas sem cobertura de
rede
Veículo (sistema de eco condução
Renault Driving eco2, que
complementa as informações do
quadro de instrumentos, contarotações,
etc.)
Música (rádio, web rádios,
reconhecimento áudio dos títulos e
dos artistas (song ID))
Telefone (contactos, Bluetooth®…)
O utilizador visualiza diretamente no seu smartphone um
menu simples com quatro ícones, grandes e ergonómicos
para que a utilização seja segura e eficaz.
UM SISTEMA DE NAVEGAÇÃO
OFF-LINE RIGOROSO E
PLENO DE VANTAGENS
A aplicação R & GO® dispõe de uma
navegação GPS CoPilot® Premium integrada.
Trata-se de uma navegação 3D offline com
cartografia transferida para o smartphone.
Pelas suas características, dispensa qualquer
ligação 3G ou 4G e está permanentemente
operacional, mesmo em zonas não cobertas
pelas redes de comunicações móveis.
Entre as funções úteis possui a informação
de trânsito Active Traffic™, a orientação por
voz, a afixação Clear Turn™ das
intersecções complexas, os alertas de
radares (consoante o país) e o alerta de
limite de velocidade. O R & GO® dá direito à
cartografia de um país à escolha do cliente
com acesso gratuito ao serviço ActiveTraffic®
durante 1 ano.
TELEFONE: CHAMADAS
SIMPLIFICADAS, SEM DESVIAR
OS OLHOS DA ESTRADA
O sistema multimédia R & GO® foi concebido
para assegurar ao condutor uma utilização
absolutamente segura, sem desviar os olhos
da estrada. O utilizador acede facilmente ao
seu histórico ou aos seus contactos com
apenas dois toques no ecrã do smartphone.
Os SMS recebidos são lidos em voz alta,
graças à funcionalidade SMS-To-Speech (no
sistema Androïd).
VEÍCULO: QUANDO O
SMARTPHONE SE TRANSFORMA
NUM SEGUNDO QUADRO DE
INSTRUMENTOS
O Novo Twingo comunica verdadeiramente
com o R & GO®. Uma ligação Bluetooth® ao
rádio do Novo Twingo permite ao condutor
transformar o smartphone numa extensão do
seu painel de instrumentos, enriquecido com
informações úteis: computador de bordo,
conta-rotações ou ainda as funções Renault
Driving eco2.
MÉDIA: A MÚSICA
SEM MODERAÇÃO
Com o R & GO®, é possível controlar o rádio
e aceder às playlists transferidas para o
smartphone ou para uma chave USB e ainda
a milhares de rádios web.
E TAMBÉM
FUNÇÕES INTELIGENTES
• "Song ID": o smartphone reconhece
automaticamente tanto o título da
música bem como o seu intérprete.
• Find my car: para encontrar
mais facilmente o seu Novo
Twingo. Graças à função de
geolocalização do smartphone, a
aplicação R & GO® memoriza
automaticamente a última
posição de estacionamento.
Esta posição pode ser inserida
como destino para uma
navegação automática no modo
peão.
• Uma página inicial personalizável
que permite afixar simultaneamente
duas funções.
O condutor tem permanentemente,
sob os seus olhos, todas as
informações de que necessita.
E R-LINK
EVOLUTION,
O TABLET INTEGRADO
DA ÚLTIMA GERAÇÃO
O Novo Twingo irá dispor da mais recente
versão do sistema multimédia integrado RLink,
o "R-Link Evolution", um tablet integrado
que constitui uma oferta topo de gama neste
segmento. O R-Link Evolution integra um
novo software ainda mais eficiente e um ecrã
captativo de 7 polegadas (que permite
ampliar ou reduzir a imagem ou ainda fazer
desfilar as informações afixadas, tal como
num smartphone) e um rádio digital
(dependendo do mercado).
E, claro, o vasto catálogo de aplicações
dedicadas à utilização a bordo de um
automóvel. O R-Link foi reconhecido pelo
instituto de estudos SBD* como o sistema
multimédia mais ergonómico e intuitivo.
* O SBD, instituto de estudos independente,
especializado em tecnologia automóvel, avaliou em
2013 a facilidade de utilização dos sistemas de
navegação europeus integrados a bordo. Dos 7
sistemas estudados, o R-Link foi o melhor classificado
com 85% de satisfação, à frente dos sistemas de alguns
construtores premium.
3.2. MAIS CURTO NO EXTERIOR
MAS CADA VEZ MAIOR NO INTERIOR
DAR ESPAÇO AOS PASSAGEIROS
Um dos pontos fortes do Novo Twingo é
também o espaço que oferece aos seus
passageiros. O capô curto e as rodas
colocadas nos 4 cantos da carroçaria,
permitem disponibilizar o máximo de espaço
a bordo.
O Novo Twingo tem, no interior, mais 33 cm,
desde o painel de bordo até ao portão
traseiro, e menos 10 cm de comprimento total
do que o Twingo da geração anterior. É por
esta razão que o Novo Twingo regista a
melhor relação dimensões/habitabilidade da
sua categoria, com uma distância entre eixos
de 2,49 m num veículo com apenas 3,59 m.
O espaço a bordo é do melhor nível, tanto à
frente como atrás, nomeadamente em termos
do raio ao nível dos joelhos com 13,6 cm, e a
altura para a cabeça de 85,5 cm.
O Novo Twingo transporta confortavelmente
passageiros de grande estatura, mesmo nos
lugares traseiros.
NO PORTA-BAGAGENS: O ÚNICO
CITADINO A OFERECER 2,31 M DE
COMPRIMENTO DE CARGA COM UM
ADULTO NO BANCO TRASEIRO
Piso plano, banco traseiro rebatível 50/50
com espaços de arrumação adicionais ou
ainda o banco do passageiro dianteiro
inclinável para a posição de mesa: o Novo
Twingo modula o seu espaço em função das
necessidades.
Por cima do motor, a bagageira de 219 dm3é
particularmente funcional devido à sua forma
rectangular que não é prejudicada pelas
cavas das rodas. Os encostos do banco
traseiro 50/50 são rebatíveis com um só
gesto e formam uma superfície plana de 1,35
m. O banco do passageiro dianteiro pode,
também, ser rebatido, oferecendo então um
comprimento de carga recorde de 2,31 m.
Uma proeza inédita num pequeno automóvel
com apenas 3,59 m.
52 L DE VOLUME DE ARRUMAÇÃO,
ESPAÇOS PERSONALIZÁVEIS E
ADAPTADOS A TODAS AS
UTILIZAÇÕES
Para além da bagageira, também o habitáculo do
Novo Twingo dispõe de um importante volume de
arrumações de 52 litros, o melhor da sua
categoria. Designado por Flexicase®, este conceito
inovador permite modular as superfícies de
arrumação do Novo Twingo, em função da sua
utilização.
À FRENTE
• Três tipos de porta-luvas: aberto, fechado, amovível
(saco têxtil nómada): capacidade: entre 5 e 6 litros.
• Espaço de arrumação amovível, situado na parte
inferior da consola central, com a capacidade de
2,6 litros.
• Compartimentos nas portas de 3 litros cada.
ATRÁS
• Consola entre os bancos dianteiros: 2 litros
• Compartimentos nas portas traseiras que podem
transportar, cada um, 2 garrafas de 1,5 litros, uma
característica inédita no segmento.
• Bolsa de rede sob o banco traseiro para guardar objetos
longos: uma vantagem proporcionada pelo duplo piso
inerente à arquitectura. Capacidade: 29 litros
04 PEQUENO… SEGURO E ROBUSTO
4.1 SEGURANÇA AO MELHOR NÍVEL
SEGURANÇA PASSIVA: UMA ESTRUTURA DE CARROÇARIA
ESTUDADA PARA ESTAR NO TOPO DO SEGMENTO
Fiel à tradição da Renault, o Novo Twingo foi concebido para estar ao melhor nível no que
diz respeito à segurança activa e passiva e de acordo com as novas, e mais rigorosas,
normas EuroNCap 2014. O Novo Twingo integra as novas exigências em matéria de
protecção de peões e sua segurança activa foi reforçada com os novos sistemas de ajuda à
condução (ADAS).
UM CHASSIS REFORÇADO PARA
ABSORVER A ENERGIA
A estrutura foi especialmente estudada para uma
arquitectura de motor traseiro. Em caso de colisão
frontal, a carroçaria deverá resistir às forças
vindas, não só da frente mas também da traseira,
devido à "massa impulsionada" que o motor
representa.
O túnel, as embaladeiras e os reforços das portas
foram concebidos para resistir a colisões de
grande intensidade, de forma a preservar o
habitáculo em caso de colisão frontal ou traseira.
Para isso, os responsáveis pela sua concepção
recorreram a materiais com Limite de Elasticidade
Ultra Elevado (UHLE).
"O túnel, as embaladeiras, os
reforços das portas e até mesmo
vários outros elementos estruturais
têm uma resistência à tracção de 120
kg por mm2. Uma verdadeira célula
de sobrevivência.”
Éric Lopes,
responsável segurança passiva
A segurança dos passageiros traseiros é
assegurada por travessas reforçadas que
enquadram o compartimento motor e que
constituem uma barreira de protecção que
isola o motor do habitáculo. A absorção de
energia é feita por deformação programada
do berço e das longarinas. As longarinas
traseiras foram dimensionadas da mesma
forma que as longarinas dianteiras, de forma
a resistirem a um choque traseiro a 80 km/h.
• Preservar o habitáculo em caso de colisão
lateral: o Novo Twingo beneficia da
tecnologia de pilar central com espessura
variável que permite controlar rigorosamente
a deformação do habitáculo de modo a
proporcionar a máxima proteção aos
ocupantes.
• Por fim, para responder às exigências de
protecção de peões, o capô e os guardalamas
do Novo Twingo são de Noryl com
memória de forma a constituírem zonas
tampão, sem pontos rígidos, para absorver
melhor a energia gerada pelo choque, tanto
ao nível da cabeça como da bacia. O parachoques,
por sua vez, está equipado com um
absorvedor em espuma de 150 mm para
atenuar o impacto do choque ao nível das
tíbias.
EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA:
• Proteção de adultos: o Novo Twingo está
equipado com quatro airbags: dois airbags
frontais e dois airbags laterais cabeça/tórax
de câmara dupla. Estes equipamentos são
complementados pelos cintos de segurança
dianteiros dotados de pré-tensores com
limitadores de esforço, e cintos de segurança
traseiros com limitadores de esforço. Os
apoios de cabeça dianteiros integram uma
função anti-whiplash (golpe de coelho). O
Novo Twingo dispõe igualmente de um
sensor de pressão nas portas dianteiras e de
um sensor de aceleração instalado nos
pilares centrais.
"Asseguram a detecção dos choques
laterais em apenas 7 ms, ou seja,
vinte vezes mais rápido que um piscar
de olhos."
Éric Lopes,
responsável segurança passiva
• Proteção de crianças: O Novo Twingo
dispõe de três lugares universais, que
permitem a instalação de uma cadeira na
posição de costas para a frente, e duas
fixações ISOFIX de 3 pontos nos lugares
traseiros com fixação na bagageira.
SEGURANÇA ACTIVA: EQUIPAMENTOS DE AJUDA À
CONDUÇÃO (ADAS*) INÉDITOS NESTE NÍVEL DE GAMA
O Novo Twingo evita também os acidentes, graças aos novos equipamentos de ajuda à condução propostos de
série: ABS com Assistência à Travagem de Urgência (EBA), ESP, SBR (alerta de não utilização de cinto de
segurança) para todos os passageiros, limitador de velocidade (regulador de velocidade em opção) bem como
SSPP (Sistema de Controlo da Pressão dos Pneus) e ajuda ao arranque em declive.
* Advanced Driving Assistance Systems
PREVENIR PARA OFERECER
MAIS SEGURANÇA
Um sistema de ajuda ao estacionamento
com câmara de marcha atrás para tornar
as manobras mais seguras
Associada ao sistema multimédia R-Link, a
câmara de marcha atrás está integrada no
pára-choques traseiro e está associada ao
radar de marcha atrás. A imagem para a
traseira é visualizada no ecrã do sistema de
navegação. O condutor dispõe também da
visualização da trajectória do automóvel, em
função do ângulo de rotação do volante.
O alerta de transposição de linha para
melhorar a segurança ativa
A transposição involuntária da linha de
separação da via indicia, regra geral, uma
diminuição da vigilância do condutor, uma
das principais causas de acidente
nomeadamente em autoestrada. O Novo
Twingo está equipado com uma câmara fixa
no pára-brisas, por detrás do retrovisor
interior, que permite detectar as saídas
involuntárias de via.
Quando uma linha é transposta sem
activação dos piscas, o condutor é alertado
por um testemunho no painel de instrumentos
e pela emissão de um sinal sonoro. Este
dispositivo ajuda o condutor a manter-se
vigilante e contribui directamente para a
segurança.
A ajuda ao arranque em subida para evitar
situações de stress
Este sistema activa-se automaticamente
quando o condutor arranca numa subida com
inclinação superior a 3 %. Este dispositivo
impede, durante dois segundos, que o
automóvel recue dando assim tempo
suficiente para que o condutor largue o pedal
do travão e acelere. Após este tempo, se o
condutor não acelerar, o sistema alivia a
pressão nos travões e deixa que o automóvel
recue suavemente.
.
4.2 RIGOROSAMENTE FABRICADO
UMA FÁBRICA MODERNIZADA PARA OBTER
UMA QUALIDADE DE FABRICO AO MELHOR NÍVEL
O Novo Twingo é produzido na fábrica de
Novo Mesto, na Eslovénia e no âmbito do
programa desenvolvido em parceria com a
Daimler, foi realizado um investimento
industrial de 450 milhões de Euros com um
duplo objectivo: modernizar as instalações e
aumentar a capacidade de produção para
poder receber os modelos das duas Marcas.
A produção do Novo Twingo na fábrica de
Novo Mesto, que já produzia o Twingo 2,
representou um enorme desafio: montar na
mesma linha de produção dois modelos
diferentes, embora com numerosas peças em
comum e que assegure uma qualidade ao
nível dos padrões de exigência tanto da
Renault como da Daimler.
Esta unidade industrial foi modernizada para
ultrapassar uma nova etapa na qualidade de
fabrico com:
• Renovação de um departamento de chapa e
robotização de algumas operações de
manipulação, garantindo assim a qualidade
de aspecto das peças de carroçaria visíveis.
• Modernização da linha de montagem para
se harmonizar com as mais recentes normas
de qualidade da Renault em matéria de
ergonomia, desempenho e flexibilidade.
• Modernização da linha de pintura, com
implementação da tecnologia de tintas
hidrosoluveis e de um verniz de elevada
durabilidade, já utilizado no Clio, para uma
qualidade apercebida ao melhor nível do
segmento.
RENAULT E DAIMLER: UMA PARCERIA PROFÍCUA PARA RENOVAÇÕES AMBICIOSAS
O Novo Twingo partilha a sua plataforma com os novos Smart de
2 e 4 lugares. Este é o resultado de uma profícua parceria, para a
renovação de modelos das duas marcas, e que representou um
enorme desafio.
Em 2008, a Renault projecta a renovação do Twingo, um
automóvel icónico, e o novo modelo deveria ser um símbolo do
espírito de inovação da Marca. Um dos três estudos em análise
apresentava uma arquitectura de motor traseiro com numerosas
vantagens para um pequeno citadino moderno: uma
manobrabilidade sem igual e uma relação
habitabilidade/dimensões incomparável. No entanto, os custos de
desenvolvimento desta concepção eram demasiado elevados
para garantir a rentabilidade do projeto. É então que se cruzam
os caminhos da Renault e da Daimler que, por seu lado, estudava
o desenvolvimento dos futuros Smart de 2 e 4 lugares. Em Abril
de 2010, é assinado o acordo de co-concepção, tornando assim
oficial o arranque de um projecto comum de desenvolvimento de
pequenos citadinos com motor traseiro.
"Graças à partilha dos custos de
concepção e de desenvolvimento com a
Daimler, estamos em condições de
lançar no mercado um Novo Twingo
dotado de uma arquitectura de motor
traseiro, que constitui uma vantagem
competitiva neste segmento." Carsten
Krapf, Diretor de Programa Ajunto
Novo Twingo
Desenvolvidos em conjunto sobre a mesma plataforma, os modelos das
duas Marcas beneficiam de muitas sinergias. A partilha de investimentos
abriu novas vias tecnológicas em matéria de concepção e de fabrico,
permitindo a cada um dos parceiros comercializar automóveis com uma
base comum mas uma “roupagem” muito diferenciada.
Rigorosamente concebidos e fabricados, estes automóveis estão no topo
do segmento em termos de rentabilidade e de prestações com uma
atenção muito especial para a qualidade. A título de exemplo, foram
investidos 45 milhões de Euros nas instalações de pintura da fábrica de
Novo Mesto, para responder aos elevados padrões de qualidade
pretendidos pelos dois parceiros.
Através desta parceria com a Daimler, a Renault demonstra novamente o
seu know how na concepção de pequenos automóveis, eficientes e
competitivos, bem como a sua competência para trabalhar eficazmente
com outros parceiros, para além da Aliança com a Nissan.
RENAULT
DAIMLER
Criação gráfica e impressão: Axiom Graphic 01 34 66 42 42
NOVO RENAULT TWINGO
(www.Novo-Twingo CopyNovo Twingo__Copy

 

O REGRESSO DO RENAULT TWINGO

 

O REGRESSO DO TWINGO
UM AUTOMÓVEL DIVERTIDO E EXTREMAMENTE ÁGIL
O ESPÍRITO TWINGO É, ANTES DE MAIS,
UM DESIGN CATIVANTE E UMA BOA DOSE DE INOVAÇÃO
Em 2014, a Renault ousou reinventar o Twingo. Reinventar para revisitar o espírito original do Twingo. Vinte anos
depois do primeiro Twingo, a terceira geração foi objecto de uma profunda renovação para criar um automóvel divertido
e extremamente ágil, de cores vibrantes e personalizável ao gosto de cada um.
A CIDADE
COMO TERRENO DE JOGO
Herdeiro da linhagem de inovação dos
pequenos Renault, o Novo Twingo é a
prova viva do know how da Renault no
desenvolvimento de pequenos
automóveis. A inovadora arquitectura de
motor traseiro, tem inegáveis vantagens
para uma utilização em meio urbano: um raio
de viragem de 4,30 m que lhe permite
estacionar num espaço reduzido e uma
posição de condução elevada que
proporciona uma excelente visibilidade
para a dianteira. Mas também 10 cm mais
curto do que a geração anterior e um
espaço interior com mais 33 cm.
UMA CONDUÇÃO DIVERTIDA E
DINÂMICA, TANTO NA CIDADE
COMO NA ESTRADA
O Novo Twingo oferece duas motorizações
a gasolina, de 3 cilindros (atmosférico ou
turbo), económicas e plenas de energia
que “animam” um chassis com uma direcção
tão rigorosa quanto segura, que torna a
condução particularmente agradável na
cidade. Graças ao temperamento dinâmico
do motor Energy TCe 90, o Novo Twingo
não receia longos trajectos.
INTELIGENTE E DUPLAMENTE
LIGADO AO MUNDO
Com as suas 5 portas e a modularidade
que lhe é proporcionada pelo piso totalmente
plano, o Novo Twingo transporta facilmente
quatro adultos.
O Novo Twingo é o único modelo da sua
categoria com uma dupla oferta
multimédia: uma conectividade inteligente
através de um smartphone com o R & GO e o
seu sistema de navegação gratuito, ou
através do R-Link Evolution®, a última
geração do tablet integrado com um vasto
catálogo de aplicações especificamente
concebidas para utilização a bordo de um
automóvel.
PEQUENO, SEGURO E
ROBUSTO
Desenvolvido em parceria com a Daimler, a
qualidade apercebida e a segurança do
Novo Twingo estão à altura das exigências de
qualidade da Renault e da Daimler.
"O Novo Twingo completa a renovação dos pequenos modelos da Renault e representa
um importante desafio de conquista para a Marca. Com o motor instalado atrás, a sua
concepção é tão engenhosa como já fora a do primeiro Twingo. Pequeno por fora e grande
por dentro, como sempre, e agora duplamente ligado ao mundo exterior, foi concebido
para simplificar a vida na cidade com uma manobrabilidade e uma agilidade
absolutamente inigualáveis."
Ali Kassaï,
Director do Programa de Pequenos Veículos
01O ESPÍRITO TWINGO ESTÁ DE VOLTA
1.1 UM DESIGN CATIVANTE
E UMA PERSONALIDADE
COLORIDA
O Novo Twingo recupera o espírito original do Twingo e inscreve-se na
pétala "Play" da estratégia de Design da Renault e dentro do espírito dos
concept-cars Twin’Z e Twin’Run revelados no primeiro semestre de 2013.
Com um carácter FUN e cores vibrantes, concentra em si toda a herança
recebida dos seus antecessores. No exterior como no interior, a cor é um
elemento sempre presente, até mesmo nas superfícies de arrumação
distribuídas pelo habitáculo.
UMA PALETA DE CORES UM DESIGN EXPRESSIVO
Com uma frente curta e as rodas empurradas
para os 4 cantos da carroçaria, o Novo
Twingo tem uma silhueta compacta com um
comprimento de apenas 3,59 m, ou seja,
menos 10 cm do que a geração anterior. O
pequeno citadino transmite imediatamente
uma sensação de agilidade e a promessa de
um extraordinário espaço a bordo, graças a
uma distância entre eixos recorde de 2,49 m.
O Novo Renault Twingo propõe uma
variedade de cores, tão harmoniosas como
um bouquet de flores.
• Quatro cores de lançamento "pop" que
denunciam de imediato o temperamento
optimista do Novo Twingo: Azul Céu,
Vermelho Flamme, Amarelo Eclair e Branco
Cristal.
A face dianteira, que recupera os novos
códigos de design da marca com o logótipo
bem destacado sobre um fundo negro, revela
logo ao primeiro olhar uma personalidade
forte, na linhagem do primeiro Twingo com:
• um capô nervurado e blocos ópticos
realçados pelos pisca-piscas tratados como
se fossem pálpebras,
• faróis diurnos redondos e marcados por
quatro pontos luminosos,
• uma grande entrada de ar na parte inferior
que reforça a expressividade da dianteira do
Novo Twingo.
"O Novo Twingo inspirou-se no Twingo original, mas
também no R5. É uma interpretação moderna de um
automóvel urbano e inovador em termos de estilo e de
arquitectura. O Novo Twingo é um automóvel divertido,
lúdico e cheio de energia. No dia-a-dia, revela-se
extremamente ágil, com uma excelente habitabilidade e,
como sempre, muito prático."
Laurens van den Acker,
Director do Design Industrial da Renault

1.2 UM INTERIOR LÚDICO, COLORIDO
E MUITO DIVERTIDO
O posto de condução é lúdico, dinâmico e de
inspiração desportiva. Um largo friso branco
envolve o conjunto dos instrumentos de
bordo. Num toque lúdico, este friso foi
desenhado com o formato de um circuito
automóvel e pode ter as cores Azul,
Vermelho ou Preto.
A harmonia interior joga no contraste entre
o preto e o branco. O friso do quadro de
instrumentos, as inserções no volante, os
arejadores e os painéis das portas são
brancos num habitáculo completamente
negro. Estes elementos conjugam-se para
criar uma atmosfera dinâmica.
Os bancos dianteiros com apoios de
cabeça integrados beneficiam de um
grafismo elegante com um contorno colorido
(vermelho, azul, cinzento) que realça a sua
forma envolvente e a continuidade desde o
assento até ao encosto.
A partir do segundo nível de equipamento, o
Novo Twingo propõe três ambientes para os
revestimentos: azul, cinzento ou vermelho,
com pequenos apontamentos coloridos e os
manípulos das portas em cromado acetinado
que reforçam a personalidade divertida e
lúdica do habitáculo.
A versão “Sport” é composta por uma
harmonia mais desportiva, com um universo
onde o preto é predominante e que é animado
por inserções a vermelho nos bancos de
pele/tecido na pala do quadro de instrumentos
e com os pedais em alumínio.
PERSONALIZAÇÃO: CADA UM COM O SEU TWINGO
Através de uma vasta oferta de cores,
strippings para a carroçaria e de
ambientes para o interior, é possível
adaptar o Novo Twingo à personalidade
de cada um com grafismos inspirados no
R5 (jogos de linhas e de frisos).
É fácil personalizar o Novo Twingo com
motivos exteriores e interiores, coloridos e
coordenados em função das cores da
carroçaria.
PERSONALIZAÇÃO EXTERIOR
• As estruturas dos retrovisores, linhas de
grelha dianteira e inserções para as
protecções laterais estão disponíveis em três
cores: Azul, Vermelho e Cinzento
• Quatro strippings para a carroçaria, de
forma a realçar a linha do Novo Twingo: friso
Branco, friso Preto, "Vintage", "Way" (branco
e preto).
• Quatro ofertas de embelezadores de 15
polegadas, complementadas com quatro tipos
de jantes de liga leve de 15 e 16 polegadas.
O Novo Twingo dispõe também, em opção,
de um tecto de abrir eléctrico, em tela, de
grandes dimensões, com uma abertura de 71
cm de comprimento e 68 cm de largura, para
oferecer tanto aos passageiros dianteiros
como traseiros uma vista panorâmica.
PERSONALIZAÇÃO INTERIOR
• O friso do painel de bordo, os arejadores e
as inserções no volante podem ser de três
cores: Preto, Vermelho e Azul.
• Duas texturas para o friso do painel de
bordo: "bola de golfe" ou "pintura pastel" (nas
cores azul, branco, preto ou vermelho).
• Em perfeita harmonia com os estofos, o
porta-objetos amovível e o saco têxtil da
oferta Flexicase® animam o habitáculo com
pormenores de cor.
02 A CIDADE COMO TERRENO DE JOGO
2.1 ÁGIL E ULTRA-MANOBRÁVEL:
CONDUZIR NA CIDADE É AGORA UM PRAZER
Mais compacto que o seu antecessor, o Novo Twingo adopta uma inovadora arquitectura de motor traseiro com múltiplos
benefícios para a condução em cidade.
UMA AGILIDADE SURPREENDENTE
COM UM RAIO DE VIRAGEM DE 4,30 M
A agilidade é o primeiro benefício
proporcionado pela inovadora arquitectura.
Com um raio de viragem de apenas 4,30 m,
o Novo Twingo necessita de menos um
metro do que a maioria dos seus
concorrentes para a manobra de inversão de
marcha. Mais fáceis, as manobras de
estacionamento acabam por tornar-se lúdicas,
graças às rodas que viram a 45 graus.
O motor instalado em posição central traseira
a montante das rodas, tem uma inclinação de
49 graus e apoia-se num trem traseiro do tipo
De-Dion. O trem dianteiro é do tipo Pseudo
Mac Pherson.
A direcção do Novo Twingo ganha em
precisão relativamente à do Twingo II. O veio
de direcção, posicionado a montante das
rodas dianteiras e associado a uma caixa de
assistência montada na cremalheira, torna
possível um ângulo de viragem das rodas de
45 graus, ao invés dos 30 graus, em média,
dos automóveis deste segmento.
A versão Energy TCe 90 está equipada com
uma direcção de desmultiplicação variável
VGR (Variable Gear Ratio). Muito mais
directa em curva, concilia o rigor de trajectória
com uma extraordinária manobrabilidade em
meio urbano, com menos meia-volta de
volante relativamente à versão SCe 70.
UMA POSIÇÃO DE CONDUÇÃO
ELEVADA
O Novo Twingo oferece uma outra
perspectiva da estrada. A sensação de
espaço e a visão panorâmica são favorecidos
pela posição de condução elevada. Graças ao
capô curto e à grande amplitude do seu parabrisas,
o Novo Twingo proporciona uma
excelente visibilidade para a frente com 12,1
graus de ângulo de visão baixa, uma
característica particularmente útil na cidade.
2.2 À VONTADE TAMBÉM NA ESTRADA
A arquitectura do Novo Twingo possibilita uma
repartição das massas de 45% na frente e 55% atrás
contra os habituais 70% e 30% num automóvel de
tracção.
Graças à grande distância entre eixos, o
Novo Twingo possui um comportamento
dinâmico equilibrado em todas as
circunstâncias. O comportamento idêntico ao
de um de tracção dianteira, não exige do
condutor qualquer talento especial. O
equilíbrio é garantido por uma barra
estabilizadora de 22 mm instalada no trem
dianteiro, e em todas as versões. A precisão
do trem dianteiro permite uma condução
segura e um comportamento equilibrado e
lúdico, mesmo em condução mais desportiva.
Graças a este comportamento naturalmente
equilibrado, não foi necessário o reforço das
suspensões. O excelente compromisso entre
conforto e comportamento garante um
excelente nível de conforto para os
passageiros.
"O objectivo definido para a afinação do chassis era simples: oferecer um comportamento seguro,
como um automóvel de tracção dianteira, e agradável como um de tracção traseira. Por outras
palavras, um veículo simultaneamente fácil de manobrar e com um comportamento são para
qualquer condutor. Estamos muito satisfeitos com a precisão e a agilidade do Novo Twingo, um
automóvel que pode realmente ser conduzido por todos.
Christian Steyer, Engenheiro chefe do Novo Twingo
INSTALAR O MOTOR ATRÁS: UMA INOVAÇÃO FRUTO DO KNOW-HOW DOS ENGENHEIROS
"Modificámos a inclinação dos motores para que ocupassem o menos espaço possível. Os
desafios do desenvolvimento do motor residiam sobretudo numa arquitectura tão compacta que se
adaptasse ao conceito do automóvel. Com um triplo objectivo: manobrabilidade, relação espaço
interior/comprimento do automóvel, chassis seguro e eficaz."
David Guénet, chefe de projecto motores Novo Twingo.
No Novo Twingo, a inovação consistiu em instalar os motores
num espaço reduzido. O talento dos engenheiros da Renault
permitiu refazer a arquitectura do motor, com uma inclinação
de 49 graus, de forma a reduzir a sua altura, preservar o
volume da bagageira e assegurar a funcionalidade do piso
plano.
Esta disposição exigiu profundas alterações das partes
superiores e inferiores do motor, para que o mesmo fosse
implantado sob a bagageira respeitando a distância ao solo
exigida. 50% das peças foram redesenhadas, entre elas o
cárter de distribuição, os circuitos de água e de ar, bem como
as faces de acessórios e o escape. No final, a altura do motor
foi reduzida em 15 cm.
2.3 DUAS MOTORIZAÇÕES A GASOLINA, DE TRÊS
CILINDROS, QUE COMBINAM ECONOMIA E PRAZER
DE CONDUÇÃO
O Novo Twingo está equipado com dois motores a gasolina da última geração que integram todas as
inovações destinadas a reduzir os atritos como, por exemplo, a bomba de óleo de cilindrada variável e
os tratamentos de superfície dos pistões, com benefício directo no consumo de combustível e nas
emissões de CO2.
MOTOR ENERGY TCE 90 -
TEMPERAMENTO DINÂMICO
O Novo Twingo está equipado com o motor de
898 cm3 turbo já disponível no Novo Clio e no
Captur e que foi adaptado à arquitectura do
Novo Twingo com uma remodelação de 50%
das peças. Com uma potência de 90 cv e um
binário de 135 Nm, o motor Energy TCe 90
proporciona arranques enérgicos – mesmos
nos regimes mais baixos - e um verdadeiro
prazer de condução, tanto na cidade como na
estrada. A adopção de uma "waste-gate"
eléctrica (válvula de descarga dos gases de
escape) permite uma redução notável do
consumo e das emissões de CO2. Equipado
com o sistema Stop&Start, o TCe 90 regista
um consumo misto de 4,3 l/100 km e
emissões de CO2 de 99 g/km e respeita já a
norma antipoluição Euro 6.
UM NOVÍSSIMO MOTOR
ATMOSFÉRICO SCE 70
ECONÓMICO NA CIDADE
Com 70 cv às 6000 rpm, este motor
atmosférico com uma cilindrada de 999 cm3é
muito ágil em circuito urbano, graças a um
binário máximo de 91 Nm, do qual cerca de
90% está disponível a partir das 1000 rpm o
que evita uma utilização intensiva da caixa.
Por fim, a afinação do motor torna quase
impossível ir-se abaixo no arranque. Com
um consumo misto de 4,2 l/100 km e
emissões de 95 g de CO2/km, este motor
está equipado com o sistema Stop&Start.
O condutor pode ainda reduzir o seu
consumo de combustível até 10 %* graças às
ferramentas a bordo destinadas à eco
condução: botão modo ECO (na versão
Energy TCe 90) e indicadores de mudança
de velocidade e funcionalidades Renault
Driving Eco2 disponíveis no R & GO® e RLink
Evolution.
UM CUSTO DE UTILIZAÇÃO
COMPETITIVO
O Novo Twingo assegura um custo de
utilização competitivo, nomeadamente graças
ao baixo consumo dos seus motores e à
integração de uma corrente de distribuição
sem manutenção. A periodicidade de
manutenção é de 1 ano ou 20 000 km.
A bateria, bem como os reservatórios dos
líquidos de refrigeração, de lava-vidros e de
travões estão situados sob o capô dianteiro.
O seu acesso é facilitado pela possibilidade
de fazer deslizar o capô para a frente 22 cm.
Para aceder ao motor, basta retirar a placa de
isolamento fixa com seis parafusos, que
podem ser extraídos à mão, sem
necessidade de qualquer ferramenta.
É também possível, desta forma, repor o óleo
ao nível, se necessário.
Por último, os engenheiros desenvolveram
um sistema de báscula que permite baixar o
motor 150 mm, o que facilita as operações de
manutenção e as reparações mais correntes,
sem separar o motor do chassis.
Os motores SCe 70 e Energy TCe 90 estão
equipados com uma ajuda ao arranque em
subida e estão associados a uma caixa
manual de 5 velocidades. A partir de
setembro 2015, está prevista uma caixa
automática EDC de dupla embraiagem, com 6
relações.
* Consoante as condições de circulação, a carga, o estilo
de condução, os condutores, etc.
1 3
4 2
03 UM AUTOMÓVEL INTELIGENTE
3.1 DUPLAMENTE LIGADO AO MUNDO
O Novo Twingo propõe uma dupla oferta em matéria de sistemas
multimédia, através do smartphone, com o novo sistema R & GO® mas,
também, com a oferta topo de gama R-Link Evolution®.
R & GO®: UM SISTEMA INTELIGENTE
E LIGADO ATRAVÉS DO SMARTPHONE
R & GO® é um sistema de conectividade
simples e inteligente, em perfeita harmonia
com o espírito do Novo Twingo. Proposto de
série em todas as versões permite ligar
instantaneamente o Novo Twingo ao
smartphone do utilizador.
Prático, inteligente e gratuito, o sistema R &
GO® integra-se perfeitamente no automóvel.
Com o rádio, o suporte universal e a
aplicação, o utilizador acede de forma
ergonómica e intuitiva às funções mais úteis
do veículo, organizadas em quatro universos:
Navegação, Telefone, Multimédia e Veículo.
QUATRO UNIVERSOS QUE REÚNEM AS FUNÇÕES ÚTEIS A BORDO
Navegação (Copilot® Premium): uma
navegação 3D offline transferida
para o smartphone, para que a
disponibilidade seja permanente
mesmo nas zonas sem cobertura de
rede
Veículo (sistema de eco condução
Renault Driving eco2, que
complementa as informações do
quadro de instrumentos, contarotações,
etc.)
Música (rádio, web rádios,
reconhecimento áudio dos títulos e
dos artistas (song ID))
Telefone (contactos, Bluetooth®…)
O utilizador visualiza diretamente no seu smartphone um
menu simples com quatro ícones, grandes e ergonómicos
para que a utilização seja segura e eficaz.
UM SISTEMA DE NAVEGAÇÃO
OFF-LINE RIGOROSO E
PLENO DE VANTAGENS
A aplicação R & GO® dispõe de uma
navegação GPS CoPilot® Premium integrada.
Trata-se de uma navegação 3D offline com
cartografia transferida para o smartphone.
Pelas suas características, dispensa qualquer
ligação 3G ou 4G e está permanentemente
operacional, mesmo em zonas não cobertas
pelas redes de comunicações móveis.
Entre as funções úteis possui a informação
de trânsito Active Traffic™, a orientação por
voz, a afixação Clear Turn™ das
intersecções complexas, os alertas de
radares (consoante o país) e o alerta de
limite de velocidade. O R & GO® dá direito à
cartografia de um país à escolha do cliente
com acesso gratuito ao serviço ActiveTraffic®
durante 1 ano.
TELEFONE: CHAMADAS
SIMPLIFICADAS, SEM DESVIAR
OS OLHOS DA ESTRADA
O sistema multimédia R & GO® foi concebido
para assegurar ao condutor uma utilização
absolutamente segura, sem desviar os olhos
da estrada. O utilizador acede facilmente ao
seu histórico ou aos seus contactos com
apenas dois toques no ecrã do smartphone.
Os SMS recebidos são lidos em voz alta,
graças à funcionalidade SMS-To-Speech (no
sistema Androïd).
VEÍCULO: QUANDO O
SMARTPHONE SE TRANSFORMA
NUM SEGUNDO QUADRO DE
INSTRUMENTOS
O Novo Twingo comunica verdadeiramente
com o R & GO®. Uma ligação Bluetooth® ao
rádio do Novo Twingo permite ao condutor
transformar o smartphone numa extensão do
seu painel de instrumentos, enriquecido com
informações úteis: computador de bordo,
conta-rotações ou ainda as funções Renault
Driving eco2.
MÉDIA: A MÚSICA
SEM MODERAÇÃO
Com o R & GO®, é possível controlar o rádio
e aceder às playlists transferidas para o
smartphone ou para uma chave USB e ainda
a milhares de rádios web.
E TAMBÉM
FUNÇÕES INTELIGENTES
• "Song ID": o smartphone reconhece
automaticamente tanto o título da
música bem como o seu intérprete.
• Find my car: para encontrar
mais facilmente o seu Novo
Twingo. Graças à função de
geolocalização do smartphone, a
aplicação R & GO® memoriza
automaticamente a última
posição de estacionamento.
Esta posição pode ser inserida
como destino para uma
navegação automática no modo
peão.
• Uma página inicial personalizável
que permite afixar simultaneamente
duas funções.
O condutor tem permanentemente,
sob os seus olhos, todas as
informações de que necessita.
E R-LINK
EVOLUTION,
O TABLET INTEGRADO
DA ÚLTIMA GERAÇÃO
O Novo Twingo irá dispor da mais recente
versão do sistema multimédia integrado RLink,
o "R-Link Evolution", um tablet integrado
que constitui uma oferta topo de gama neste
segmento. O R-Link Evolution integra um
novo software ainda mais eficiente e um ecrã
captativo de 7 polegadas (que permite
ampliar ou reduzir a imagem ou ainda fazer
desfilar as informações afixadas, tal como
num smartphone) e um rádio digital
(dependendo do mercado).
E, claro, o vasto catálogo de aplicações
dedicadas à utilização a bordo de um
automóvel. O R-Link foi reconhecido pelo
instituto de estudos SBD* como o sistema
multimédia mais ergonómico e intuitivo.
* O SBD, instituto de estudos independente,
especializado em tecnologia automóvel, avaliou em
2013 a facilidade de utilização dos sistemas de
navegação europeus integrados a bordo. Dos 7
sistemas estudados, o R-Link foi o melhor classificado
com 85% de satisfação, à frente dos sistemas de alguns
construtores premium.
3.2. MAIS CURTO NO EXTERIOR
MAS CADA VEZ MAIOR NO INTERIOR
DAR ESPAÇO AOS PASSAGEIROS
Um dos pontos fortes do Novo Twingo é
também o espaço que oferece aos seus
passageiros. O capô curto e as rodas
colocadas nos 4 cantos da carroçaria,
permitem disponibilizar o máximo de espaço
a bordo.
O Novo Twingo tem, no interior, mais 33 cm,
desde o painel de bordo até ao portão
traseiro, e menos 10 cm de comprimento total
do que o Twingo da geração anterior. É por
esta razão que o Novo Twingo regista a
melhor relação dimensões/habitabilidade da
sua categoria, com uma distância entre eixos
de 2,49 m num veículo com apenas 3,59 m.
O espaço a bordo é do melhor nível, tanto à
frente como atrás, nomeadamente em termos
do raio ao nível dos joelhos com 13,6 cm, e a
altura para a cabeça de 85,5 cm.
O Novo Twingo transporta confortavelmente
passageiros de grande estatura, mesmo nos
lugares traseiros.
NO PORTA-BAGAGENS: O ÚNICO
CITADINO A OFERECER 2,31 M DE
COMPRIMENTO DE CARGA COM UM
ADULTO NO BANCO TRASEIRO
Piso plano, banco traseiro rebatível 50/50
com espaços de arrumação adicionais ou
ainda o banco do passageiro dianteiro
inclinável para a posição de mesa: o Novo
Twingo modula o seu espaço em função das
necessidades.
Por cima do motor, a bagageira de 219 dm3é
particularmente funcional devido à sua forma
rectangular que não é prejudicada pelas
cavas das rodas. Os encostos do banco
traseiro 50/50 são rebatíveis com um só
gesto e formam uma superfície plana de 1,35
m. O banco do passageiro dianteiro pode,
também, ser rebatido, oferecendo então um
comprimento de carga recorde de 2,31 m.
Uma proeza inédita num pequeno automóvel
com apenas 3,59 m.
52 L DE VOLUME DE ARRUMAÇÃO,
ESPAÇOS PERSONALIZÁVEIS E
ADAPTADOS A TODAS AS
UTILIZAÇÕES
Para além da bagageira, também o habitáculo do
Novo Twingo dispõe de um importante volume de
arrumações de 52 litros, o melhor da sua
categoria. Designado por Flexicase®, este conceito
inovador permite modular as superfícies de
arrumação do Novo Twingo, em função da sua
utilização.
À FRENTE
• Três tipos de porta-luvas: aberto, fechado, amovível
(saco têxtil nómada): capacidade: entre 5 e 6 litros.
• Espaço de arrumação amovível, situado na parte
inferior da consola central, com a capacidade de
2,6 litros.
• Compartimentos nas portas de 3 litros cada.
ATRÁS
• Consola entre os bancos dianteiros: 2 litros
• Compartimentos nas portas traseiras que podem
transportar, cada um, 2 garrafas de 1,5 litros, uma
característica inédita no segmento.
• Bolsa de rede sob o banco traseiro para guardar objetos
longos: uma vantagem proporcionada pelo duplo piso
inerente à arquitectura. Capacidade: 29 litros
04 PEQUENO… SEGURO E ROBUSTO
4.1 SEGURANÇA AO MELHOR NÍVEL
SEGURANÇA PASSIVA: UMA ESTRUTURA DE CARROÇARIA
ESTUDADA PARA ESTAR NO TOPO DO SEGMENTO
Fiel à tradição da Renault, o Novo Twingo foi concebido para estar ao melhor nível no que
diz respeito à segurança activa e passiva e de acordo com as novas, e mais rigorosas,
normas EuroNCap 2014. O Novo Twingo integra as novas exigências em matéria de
protecção de peões e sua segurança activa foi reforçada com os novos sistemas de ajuda à
condução (ADAS).
UM CHASSIS REFORÇADO PARA
ABSORVER A ENERGIA
A estrutura foi especialmente estudada para uma
arquitectura de motor traseiro. Em caso de colisão
frontal, a carroçaria deverá resistir às forças
vindas, não só da frente mas também da traseira,
devido à "massa impulsionada" que o motor
representa.
O túnel, as embaladeiras e os reforços das portas
foram concebidos para resistir a colisões de
grande intensidade, de forma a preservar o
habitáculo em caso de colisão frontal ou traseira.
Para isso, os responsáveis pela sua concepção
recorreram a materiais com Limite de Elasticidade
Ultra Elevado (UHLE).
"O túnel, as embaladeiras, os
reforços das portas e até mesmo
vários outros elementos estruturais
têm uma resistência à tracção de 120
kg por mm2. Uma verdadeira célula
de sobrevivência.”
Éric Lopes,
responsável segurança passiva
A segurança dos passageiros traseiros é
assegurada por travessas reforçadas que
enquadram o compartimento motor e que
constituem uma barreira de protecção que
isola o motor do habitáculo. A absorção de
energia é feita por deformação programada
do berço e das longarinas. As longarinas
traseiras foram dimensionadas da mesma
forma que as longarinas dianteiras, de forma
a resistirem a um choque traseiro a 80 km/h.
• Preservar o habitáculo em caso de colisão
lateral: o Novo Twingo beneficia da
tecnologia de pilar central com espessura
variável que permite controlar rigorosamente
a deformação do habitáculo de modo a
proporcionar a máxima proteção aos
ocupantes.
• Por fim, para responder às exigências de
protecção de peões, o capô e os guardalamas
do Novo Twingo são de Noryl com
memória de forma a constituírem zonas
tampão, sem pontos rígidos, para absorver
melhor a energia gerada pelo choque, tanto
ao nível da cabeça como da bacia. O parachoques,
por sua vez, está equipado com um
absorvedor em espuma de 150 mm para
atenuar o impacto do choque ao nível das
tíbias.
EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA:
• Proteção de adultos: o Novo Twingo está
equipado com quatro airbags: dois airbags
frontais e dois airbags laterais cabeça/tórax
de câmara dupla. Estes equipamentos são
complementados pelos cintos de segurança
dianteiros dotados de pré-tensores com
limitadores de esforço, e cintos de segurança
traseiros com limitadores de esforço. Os
apoios de cabeça dianteiros integram uma
função anti-whiplash (golpe de coelho). O
Novo Twingo dispõe igualmente de um
sensor de pressão nas portas dianteiras e de
um sensor de aceleração instalado nos
pilares centrais.
"Asseguram a detecção dos choques
laterais em apenas 7 ms, ou seja,
vinte vezes mais rápido que um piscar
de olhos."
Éric Lopes,
responsável segurança passiva
• Proteção de crianças: O Novo Twingo
dispõe de três lugares universais, que
permitem a instalação de uma cadeira na
posição de costas para a frente, e duas
fixações ISOFIX de 3 pontos nos lugares
traseiros com fixação na bagageira.
SEGURANÇA ACTIVA: EQUIPAMENTOS DE AJUDA À
CONDUÇÃO (ADAS*) INÉDITOS NESTE NÍVEL DE GAMA
O Novo Twingo evita também os acidentes, graças aos novos equipamentos de ajuda à condução propostos de
série: ABS com Assistência à Travagem de Urgência (EBA), ESP, SBR (alerta de não utilização de cinto de
segurança) para todos os passageiros, limitador de velocidade (regulador de velocidade em opção) bem como
SSPP (Sistema de Controlo da Pressão dos Pneus) e ajuda ao arranque em declive.
* Advanced Driving Assistance Systems
PREVENIR PARA OFERECER
MAIS SEGURANÇA
Um sistema de ajuda ao estacionamento
com câmara de marcha atrás para tornar
as manobras mais seguras
Associada ao sistema multimédia R-Link, a
câmara de marcha atrás está integrada no
pára-choques traseiro e está associada ao
radar de marcha atrás. A imagem para a
traseira é visualizada no ecrã do sistema de
navegação. O condutor dispõe também da
visualização da trajectória do automóvel, em
função do ângulo de rotação do volante.
O alerta de transposição de linha para
melhorar a segurança ativa
A transposição involuntária da linha de
separação da via indicia, regra geral, uma
diminuição da vigilância do condutor, uma
das principais causas de acidente
nomeadamente em autoestrada. O Novo
Twingo está equipado com uma câmara fixa
no pára-brisas, por detrás do retrovisor
interior, que permite detectar as saídas
involuntárias de via.
Quando uma linha é transposta sem
activação dos piscas, o condutor é alertado
por um testemunho no painel de instrumentos
e pela emissão de um sinal sonoro. Este
dispositivo ajuda o condutor a manter-se
vigilante e contribui directamente para a
segurança.
A ajuda ao arranque em subida para evitar
situações de stress
Este sistema activa-se automaticamente
quando o condutor arranca numa subida com
inclinação superior a 3 %. Este dispositivo
impede, durante dois segundos, que o
automóvel recue dando assim tempo
suficiente para que o condutor largue o pedal
do travão e acelere. Após este tempo, se o
condutor não acelerar, o sistema alivia a
pressão nos travões e deixa que o automóvel
recue suavemente.
.
4.2 RIGOROSAMENTE FABRICADO
UMA FÁBRICA MODERNIZADA PARA OBTER
UMA QUALIDADE DE FABRICO AO MELHOR NÍVEL
O Novo Twingo é produzido na fábrica de
Novo Mesto, na Eslovénia e no âmbito do
programa desenvolvido em parceria com a
Daimler, foi realizado um investimento
industrial de 450 milhões de Euros com um
duplo objectivo: modernizar as instalações e
aumentar a capacidade de produção para
poder receber os modelos das duas Marcas.
A produção do Novo Twingo na fábrica de
Novo Mesto, que já produzia o Twingo 2,
representou um enorme desafio: montar na
mesma linha de produção dois modelos
diferentes, embora com numerosas peças em
comum e que assegure uma qualidade ao
nível dos padrões de exigência tanto da
Renault como da Daimler.
Esta unidade industrial foi modernizada para
ultrapassar uma nova etapa na qualidade de
fabrico com:
• Renovação de um departamento de chapa e
robotização de algumas operações de
manipulação, garantindo assim a qualidade
de aspecto das peças de carroçaria visíveis.
• Modernização da linha de montagem para
se harmonizar com as mais recentes normas
de qualidade da Renault em matéria de
ergonomia, desempenho e flexibilidade.
• Modernização da linha de pintura, com
implementação da tecnologia de tintas
hidrosoluveis e de um verniz de elevada
durabilidade, já utilizado no Clio, para uma
qualidade apercebida ao melhor nível do
segmento.
RENAULT E DAIMLER: UMA PARCERIA PROFÍCUA PARA RENOVAÇÕES AMBICIOSAS
O Novo Twingo partilha a sua plataforma com os novos Smart de
2 e 4 lugares. Este é o resultado de uma profícua parceria, para a
renovação de modelos das duas marcas, e que representou um
enorme desafio.
Em 2008, a Renault projecta a renovação do Twingo, um
automóvel icónico, e o novo modelo deveria ser um símbolo do
espírito de inovação da Marca. Um dos três estudos em análise
apresentava uma arquitectura de motor traseiro com numerosas
vantagens para um pequeno citadino moderno: uma
manobrabilidade sem igual e uma relação
habitabilidade/dimensões incomparável. No entanto, os custos de
desenvolvimento desta concepção eram demasiado elevados
para garantir a rentabilidade do projeto. É então que se cruzam
os caminhos da Renault e da Daimler que, por seu lado, estudava
o desenvolvimento dos futuros Smart de 2 e 4 lugares. Em Abril
de 2010, é assinado o acordo de co-concepção, tornando assim
oficial o arranque de um projecto comum de desenvolvimento de
pequenos citadinos com motor traseiro.
"Graças à partilha dos custos de
concepção e de desenvolvimento com a
Daimler, estamos em condições de
lançar no mercado um Novo Twingo
dotado de uma arquitectura de motor
traseiro, que constitui uma vantagem
competitiva neste segmento." Carsten
Krapf, Diretor de Programa Ajunto
Novo Twingo
Desenvolvidos em conjunto sobre a mesma plataforma, os modelos das
duas Marcas beneficiam de muitas sinergias. A partilha de investimentos
abriu novas vias tecnológicas em matéria de concepção e de fabrico,
permitindo a cada um dos parceiros comercializar automóveis com uma
base comum mas uma “roupagem” muito diferenciada.
Rigorosamente concebidos e fabricados, estes automóveis estão no topo
do segmento em termos de rentabilidade e de prestações com uma
atenção muito especial para a qualidade. A título de exemplo, foram
investidos 45 milhões de Euros nas instalações de pintura da fábrica de
Novo Mesto, para responder aos elevados padrões de qualidade
pretendidos pelos dois parceiros.
Através desta parceria com a Daimler, a Renault demonstra novamente o
seu know how na concepção de pequenos automóveis, eficientes e
competitivos, bem como a sua competência para trabalhar eficazmente
com outros parceiros, para além da Aliança com a Nissan.

(www.Novo-Twingo CopyNovo Twingo__Copy

 

CAMPANHA DE DESCONTOS RETA

 

Até ao final de outubro no Centro de Assistência Técnica do Carregado

RETA COM campanha DE DESCONTOS em peças daf e TRp  

A Reta – Serviços Técnicos e Rent-a-Cargo, S.A. promove, ao longo do mês de outubro, uma campanha especial com descontos de até 35% em peças DAF e TRP, na loja de peças multimarca do Centro de Assistência Técnica do Carregado. Esta oferta é uma oportunidade para a aquisição de silenciadores de escape e turbos compressores recondicionados genuínos DAF e foles de suspensão TRP a preços exclusivos.

 

“A campanha mensal que a Reta lança, em outubro, tem como objetivo dar aos clientes uma oportunidade única para a compra de produtos genuínos DAF e TRP a preços extraordinários” reforça Paulo Caires, diretor de marketing e vendas da Reta. 

 

Esta campanha será válida até final do mês de outubro, na loja de peças multimarca da Reta no Centro de Assistência Técnica do Carregado e limitada ao stock existente.

 

Na sua loja, a Reta coloca à disposição dos seus clientes mais de 2.000 referências de peças para todas as marcas de tratores e semirreboques, e num prazo muito curto todas as referências de peças DAF e TRP.

 

Sobre a Reta

O core business da Reta compreende a manutenção e reparação, venda e aluguer de semirreboques e aluguer de curta duração de tratores. A empresa conta com uma rede de Centros de Assistência Técnica, estrategicamente localizados e com boas acessibilidades, nas localidades do Carregado, Vila Nova de Gaia e Perafita.

 

Para mais informação:

Inforpress | 213 240 227 | 96

 

 

 

BRIDGESTONE NO SALÃO DE PARIS

 

Bridgestone apresenta novo “look” no Salão Automóvel de Paris

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Os visitantes do Salão Automóvel de Paris 2014, que se realiza entre os próximos dias 4 e 19 de outubro, não vão querer perder o stand da Bridgestone (pavilhão 1, stand 2012). As inovações tecnológicas em exposição serão limitadas à última geração de pneus premium da marca. Os visitantes ficarão ainda a conhecer o novo “look” da marca e a sua nova linha de orientação, através de uma série de outras atrações dinâmicas e interativas.

 

O Futuro da tecnologia dos pneus

Como seria de esperar do maior fabricante de pneus para automóveis premium a nível mundial, o Salão de Paris será a ocasião ideal para desvendar aquela que será a sua nova gama, bem como alguns projetos únicos, ainda em produção. O revolucionário Ecopia EP500 é o primeiro pneu a utilizar a tecnologia “ologic” da Bridgestone e a trazê-lo para a estrada em exclusivo através do modelo BMW i3, totalmente elétrico. E, ainda, para oferecer aos visitantes uma visão do futuro, irá estar também em exposição uma nova versão do pneu “Air Free”, disponível em todos os elétricos Toyota Coms. 

 

Outros pneus em destaque no Salão de Paris são: Blizzak LM001, Blizzak LM80 EVO, Potenza S001, Turanza T001, Dueler H/P Sport e Adrenalin RE002.

 

Nova linha de orientação

Aos fãs da Bridgestone, tanto atuais como futuros, será dado a conhecer o novo visual e a nova linha de orientação da marca Bridgestone através dos materiais da nova campanha e do mais recente vídeo institucional intitulado “O Momento”. Os novos materiais da campanha foram concebidos para reavivar o sentido de paixão por viagens; a mesma paixão que inspirou a Bridgestone a desenvolver pneus acompanhando o ritmo da inovação no sector automóvel.

 

Fotografia num BMW i3

Descubra o futuro da tecnologia de automóveis e pneus com o elétrico BMW i3 equipado com o pneu “ologic” Ecopia EP500 da Bridgestone. Os visitantes poderão ainda ter a oportunidade de se sentar ao volante de um BMW i3 e tirarem uma fotografia com o cenário que mais gostarem. Se desejarem, os visitantes poderão ainda partilhar as suas fotografias no Facebook e habilitarem-se a ganhar uma viagem. A fotografia que tiver o maior número de “likes” antes do final do evento será eleita a vencedora!

 

Uma receção calorosa

A Bridgestone tem o prazer de receber todos os visitantes no seu stand, situado no 1º pavilhão, stand 202. Caso esteja em Paris, pode ainda habilitar-se a ganhar entradas para o Salão de Paris através do nosso desafio de segurança em http://ledefisecurite.bridgestone.fr/.

 Paris Motor_Show_2014_-_FINAL_floorplan_bird_eye_view_1_Copy

 

ADRIANA BARBOSA NO ESTORIL

 

Troféu Abarth 500 Portugal Adriana Barbosa quer terminar em beleza

Adriana Barbosa_Algarve2014_Copy
O Troféu Abarth 500 Portugal vai terminar a edição 2014 no Autódromo do Estoril nos dias 4 e 5 de Outubro, jornada onde Adriana Barbosa quer concluir esta sua primeira época em grande. Pela segunda vez a jovem piloto de Braga estará a competir naquele circuito e por isso as expectativas são um pouco maiores em termos de resultado e também de andamento: “O ano passado tive um bom desempenho e espero este ano puder superá-lo”, adianta Adriana Barbosa, prosseguindo: “Como é a última prova do campeonato e este ano não ter corrido da melhor forma, em virtude do incidente em Vila Real, espero conseguir uma boa classificação no Estoril”. Na sua primeira época completa na velocidade nacional, a preocupação fundamental era evoluir e isso foi conseguido, apesar de alguns contratempos que foram sendo superados. Adriana Barbosa vai agora enfrentar uma pista onde correu em 2013 e onde já tem uma ideia do que vai encontrar: “É uma pista bastante exigente por isso irei concentrar-me na minha preparação, para atingir os meus objectivos”, concluiu. Esta derradeira etapa do Troféu Abarth 500 Portugal começa no sábado 4 de Outubro com uma sessão de treinos livres à partir das 09h10. Ainda nesse dia estão marcadas as duas sessões de qualificação às 15h15 e 15h40. No domingo as duas corridas têm início marcado para as 10h40 e 17h14.

 

SEAT ALCANÇA 5 MILHOES IBIZA

 

No seu 30º aniversário

SEAT alcança o Ibiza 5 milhões

/    No Salão de Paris serão celebrados os 30 anos do modelo icónico

/    70% dos automóveis Ibiza circulam pelas ruas de meio mundo

 A fábrica da SEAT em Martorell está em festa, uma vez que se produziu na linha 1 o Ibiza 5 milhões. O modelo mais emblemático da marca espanhola regista este marco no ano do seu 30º aniversário.

Funcionários da linha de produção do best seller da marca, ao lado de Jürgen Stackmann, Presidente do Comité Executivo da SEAT, do Dr. Andreas Tostmann, vice-presidente de Produção, Dr. Stefan Loth, director da fábrica de Martorell, Mercedes Álvarez, Gestora do produto SEAT Ibiza e Matías Carnero, presidente do Sindicato, celebraram hoje a produção do Ibiza 5 milhões.  

Esta semana a marca espanhola irá apresentar no Salão de Paris o Leon X-PERIENCE, o novo compacto da marca e celebrar, com toda a indústria automóvel, o 30º aniversário do seu modelo mais carismático. Paris foi a cidade escolhida para a Première mundial do SEAT Ibiza há três décadas, sendo a cidade que mostrou ao mundo o primeiro automóvel 100% SEAT.

Agora, 30 anos depois, o SEAT Ibiza tornou-se o automóvel de turismo espanhol mais vendido e exportado. Destes 5 milhões de unidades, 70% (cerca de 3,5 milhões) foram comercializados fora das fronteiras espanholas em mais de 75 países, onde a companhia está presente. Mercados como Itália, França, Alemanha, Reino Unido, Portugal e México são os mercados mais importantes, registando recordes de vendas ao longo da sua história.

Esther García Castellanos, que faz parte da equipa de produção do SEAT Ibiza há mais de uma década, destaca o facto de a “SEAT sempre fez parte da minha vida. O meu pai foi trabalhador da fábrica da SEAT na Zona Franca e foi esta empresa que me deu a oportunidade de progredir na minha carreira profissional, sempre na linha de produção do Ibiza. Para mim, atingir a produção de 5 milhões de automóveis é o resultado da paixão que colocamos em cada dia, da motivação da equipa e o resultado dum trabalho bem feito.”

Sabia que…

  • 700 SEAT Ibiza saem diariamente da fábrica de Martorell.
  • Dá emprego a cerca de 1.600 pessoas.  
  • Cerca de 700 robots contribuem para o êxito do SEAT Ibiza.
  • Um SEAT Ibiza percorre cerca de 12kms ao longo do processo de produção.
  • 5 Milhões de SEAT Ibiza em linha recta equivalem a quase 19.300 km, a distância entre Martorell e Auckland (Nova Zelândia).
  • As 5 milhões de unidades consumiram um total de 70 milhões de kg de tinta. 
  • SEAT Ibiza no feminino:

-        O primeiro SEAT que abriu as portas à entrada de mulheres na linha de produção.

-        As mulheres representam 21% da linha de produção.

-        Dois ícones da pop, Shakira e Katy Perry, deram a sua música para spots do recordista de vendas.

  • O preço aproximado do SEAT Ibiza em 1984 rondava as 825.000 pesetas (4.950€), o que equivale a 15.620€, aos preços de hoje.
  • O SEAT Ibiza foi o automóvel oficial dos Jogos Olímpicos de Barcelona 1992.

 

 

SEAT é a única companhia no seu sector com a capacidade total de desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis, em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. As vendas globais da SEAT, em 2013, totalizaram um volume de 355,000 unidades traduzindo-se em 6,473 milhões de euros em receitas, valores recorde na história da marca.

           

O Grupo SEAT emprega 14,000 profissionais nos seus três centros de produção em Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Alhambra em Palmela (Portugal), o Mii em Bratislava (Eslováquia) e o Toledo em Mladá Boleslav (República Checa).

 

A multinacional espanhola também tem um Centro Técnico, um ‘núcleo de conhecimento’, com um total de cerca de 900 engenheiros, que têm como objetivo, contribuírem como força impulsionadora de inovação, do investidor industrial número um em I&D em Espanha. Em linha com o seu compromisso declarado na proteção ambiental, a SEAT baseia a sua atividade central na sustentabilidade, nomeadamente na redução de emissão de CO2, eficiência energética e reciclagem de recursos, bem como a sua reutilização. 

 

RAMPA DA PENHA 2 - GALERIA DE IMAGENS

RAMPA DA PENHA 2 - GALERIA DE IMAGENS

 

 

Mais imagens da 1ª subida de treinos da Rampa da Penha2 FOX 1032_CopyFOX 1033_CopyFOX 1034_CopyFOX 1035_CopyFOX 1036_CopyFOX 1037_CopyFOX 1038_CopyFOX 1039_CopyFOX 1040_CopyFOX 1041_CopyFOX 1042_CopyFOX 1043_CopyFOX 1044_CopyFOX 1045_CopyFOX 1046_CopyFOX 1048_CopyFOX 1049_CopyFOX 1050_CopyFOX 1051_CopyFOX 1052_CopyFOX 1053_CopyFOX 1054_CopyFOX 1056_CopyFOX 1057_CopyFOX 1058_CopyFOX 1084_CopyFOX 1085_CopyFOX 1086_CopyFOX 1087_CopyFOX 1088_CopyFOX 1089_CopyFOX 1090_CopyFOX 1093_CopyFOX 1094_CopyFOX 1095_CopyFOX 1096_CopyFOX 1097_CopyFOX 1098_CopyFOX 1099_CopyFOX 1100_CopyFOX 1102_CopyFOX 1103_CopyFOX 1105_CopyFOX 1106_CopyFOX 1107_CopyFOX 1108_CopyFOX 1109_CopyFOX 1111_CopyFOX 1112_CopyFOX 1113_CopyFOX 1114_CopyFOX 1115_CopyFOX 1117_CopyFOX 1118_CopyFOX 1119_CopyFOX 1120_CopyFOX 1123_CopyFOX 1124_CopyFOX 1125_CopyFOX 1126_CopyFOX 1127_CopyFOX 1128_CopyFOX 1129_CopyFOX 1152_Copy_CopyFOX 1191_Copy_CopyFOX 1598_Copy_CopyFOX 1604_Copy_CopyFOX 1679_Copy_CopyFOX 1693_Copy_CopyFOX 1699_Copy_Copy, prova que já consagrou o piloto espanhol Pedro castanono como Campeão.

 

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

RAMPA DA PENHA 2

 

 

Grupo de imagens da Rampa da Penha 2.

 

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 1699_Copy_CopyFOX 1693_Copy_CopyFOX 1679_Copy_CopyFOX 1604_Copy_CopyFOX 1598_Copy_Copy_CopyFOX 0968_Copy_CopyFOX 0971_Copy_CopyFOX 1026_CopyFOX 1027_CopyFOX 1028_CopyFOX 1029_CopyFOX 1030_CopyFOX 1031_CopyFOX 1032_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

 

RALI DE CHIPRE

 

Excelente conjunto de imagens do Rali de Chipre da autoria de André Lavadinho.

 

Fotos de André Lavadinho - www.velocidadeonline.comchipre1-byandrelavadinho Copychipre2 Copychipre3 Copychipre4 Copychipre5 Copychipre6 Copychipre7 Copychipre8 Copychipre9 Copychipre10 Copychipre11 Copychipre12 Copychipre14 Copychipre15 Copychipre16 Copychipre17 Copychipre18 Copychipre19 Copychipre20 Copychipre21 Copychipre22 Copychipre23 Copychipre24 Copychipre25 Copychipre26 Copychipre27 Copychipre28 Copychipre29 Copychipre30 Copychipre31 Copychipre32 Copychipre33 Copychipre34 Copychipre35 Copychipre36 Copychipre37 Copychipre38 Copychipre39 Copychipre40 Copychipre41 Copychipre42 Copychipre43 Copychipre44 Copychipre45 Copychipre46 Copychipre47 Copychipre48 Copychipre49 Copychipre50 Copy

 

´HONDA COM TESTES PARA O WTCC

HONDA COM ESTES INTENSIVOS PARA O WTCC

 

A HOnda neste intervalo de tempo em termos de calendário não perdeu tempo, e tanto Tiago Monteiro como Gabriele Traquini não têm perdido tempo, e marcaram presença numa pista na Eslováquia, para testes ao carro deste ano.Para além disso  a marca japonesa já começou a ensaiar o modelo que irá defender as côres na próxima época.10703604 453119598160420_6601287961884943901_n_Copy

 

NOVO CIVIC TYPE R EM PARIS

 

Novíssimo Honda Civic Type R: sem rival entre
os modelos simbólicos de maiores performances da marca

 Performances sem paralelo, em comparação com os anteriores modelos Type R, incluindo o Civic, o Integra, o Accord e o NSX
 Fantástico motor i-VTEC 2.0 turbo com mais de 280 CV, a nova referência em termos de potência, binário e respostas
 Novo modo "+R" para a melhor condução em pista
 Motor de elevada rotação e red line às 7.000 rpm, complementado por uma caixa manual de acção super-rápida de seis velocidades
 Sistema de suspensão inovador adaptável de quatro pontos, para a derradeira performance de condução
 Sistema adicional de "eixo de direcção" minimiza o binário da direcção e oferece uma tracção excepcional
 Protótipo do Type R com acabamento azul luminoso atraente em exibição no stand da Honda
Nas vésperas da edição de 2014 do Salão Automóvel de Paris, o Mondial de l’Automobile, a Honda revelou mais pormenores entusiasmantes sobre o muito aguardado novo Civic Type R.
Este modelo hatchback totalmente novo – previsto para estar à venda na Europa no próximo ano – será o Type R mais radical de sempre, o início de uma nova era de performances para a marca.

O motor será uma unidade i-VTEC de 2.0 litros da série de Tecnologia Earth Dreams da Honda. Debitando mais de 280 CV, as performances deste motor não encontram paralelo em nenhum outro modelo Type R anterior. Isso inclui todas as gerações do Civic, bem como versões simbólicas orientadas para as performances como sejam o Integra, o Accord ou mesmo o NSX.
Apesar de cumprir as exigentes normas anti-poluição Euro 6, este motor Honda Type R não tem rival. Ao contrário dos seus antecessores normalmente aspirados, esta nova unidade é turbo-comprimida, o que aumenta a entrega de potência a baixa rotação. Em combinação com a performance a alta rotação a que já estamos habituados de um motor Honda com tecnologia VTEC – algo muito querido e apreciado pelos amantes dos modelos Type R – este novo motor oferece experiências de condução sensacionais.
Nas palavras de Suehiro Hasshi, Chefe de Projecto do Civic Type R do Dept. de R&D da Honda: “A Honda lançou quatro versões Type R de modelos da sua gama – o Civic, o Integra, o Accord e o NSX. Em termos de potência pura, binário e respostas, o motor deste novo Honda Civic Type R não tem comparação com nenhuma destas versões anteriores.”
Este responsável destacou os atributos desta nova versão Type R, enfatizando que serão bastante maiores do que apenas um novo motor de elevadas performances debaixo do capot. Uma série de inovações e melhorias tecnológicas farão deste novo Civic Type R um automóvel verdadeiramente centrado no condutor, merecedor do famoso emblema "H" a vermelho.
Por exemplo, será estreado no Civic Type R o novo modo de condução "+R" da Honda. Carregando no botão localizado na parte lateral do volante, o condutor pode activar este modo e gozar da experiência de condução mais entusiasmante de sempre. As respostas do motor são elevadas, com a entrega de binário a sofrer uma alteração, ficando mais agressivas e centradas nas performances. As respostas da direcção melhoram e, juntamente com o novo Sistema de Suspensão Adaptável de quatro pontos, o Type R oferece a derradeira experiência de condução.
Como explica o Sr. Hasshi: “Em modo standard (por defeito), o Civic Type R é excepcionalmente ágil, um automóvel desportivo para o dia-a-dia, com aceleração fluida e agradável. O botão "+R" revela um carro mais dinâmico e musculado, que faz bater forte o coração do condutor. A diferença de carácter é imensa. O modo "+R" é um modo radical e extremo, com o carro a ficar em forma ideal para as pistas, onde pode ser apreciado pelos condutores genuinamente entusiastas da condução desportiva.”
Outro exemplo da abordagem inovadora da Honda é o "eixo de direcção" do automóvel. Para se poder aproveitar toda a potência do motor i-VTEC 2.0 turbo, o sistema de suspensão dianteira do novo Civic Type R inclui um sistema mecânico adicional baseado em dois "cavilhões" de suporte. Este sistema minimiza o binário da direcção e permite ao condutor explorar todo o potencial das excepcionais características da direcção do Type R.
Por outro lado, o novo Sistema de Suspensão Adaptável de quatro pontos foi desenvolvido especificamente para o Civic Type R. Este tipo de sistema regula instantânea e automaticamente a rigidez da força de amortecimento da suspensão dianteira e traseira, com base nas condições de condução. Isto permite ao novo Civic Type R oferecer uma condução confortável em velocidade de cruzeiro ou uma estabilidade firme e ágil quando se exigem elevadas performances.
O novo Civic Type R recorre ao mesmo tipo de caixa manual de seis velocidades dos seus antecessores. A equipa de desenvolvimento seleccionou este tipo de caixa para garantir o maior prazer de condução.

Como volta a explicar o Sr. Hasshi: “Com uma caixa manual, o condutor pode engrenar a mudança que quer, por exemplo, reduzir de quinta para terceira em aproximação à curva. O conceito do novo Civic Type R é ser um automóvel completo ao olhos do condutor, pelo que esta foi a melhor opção.”
O novíssimo Civic Type R foi desenvolvido e projectado segundo os gostos do condutor desportivo do mercado Europeu. Construído na moderna fábrica de Swindon, Reino Unido, este modelo vai estar à venda em 2015.
O mais recente protótipo do Honda Civic Type R vai estar em exposição no stand da Honda, situado no pavilhão 3 do Salão Automóvel de Paris de 2014. A conferência de Imprensa da Honda terá lugar às 16:45 CET de quinta-feira 2 de Outubro, neste mesmo stand.
Cronologia Type R
1992 - Primeira Geração do NSX Type R (apenas disponível no Japão)
Este automóvel marcou o início da história dos modelos Type R. O objectivo era desenvolver um automóvel que oferecesse uma experiência de condução arrebatadora e a velocidade de um carro de corrida. O design do NSX Type R reflecte a imagem de uma máquina de corrida da F1. Esta também foi a primeira vez que foi apresentada a combinação de Emblema Honda a vermelho e carroçaria em Branco Championship.
Motor: 3.0L Seis Cilindros DOHC VTEC
Potência Máxima: 280 CV / 7,300 rpm
Binário Máximo: 294 N·m / 5,400 rpm
1995 Primeira Geração do Integra Type R (apenas disponível no Japão)
Motor: 1.8L Quatro-cilindros DOHC VTEC
Potência Máxima: 200 CV / 8,000 rpm
Binário Máximo: 186 N·m / 7,500 rpm
1997 Primeira Geração do Civic Type R (apenas disponível no Japão)
Motor: 1.6L Quatro-cilindros DOHC VTEC
Potência Máxima: 185 CV / 8,200 rpm
Binário Máximo: 157 N·m / 7,500 rpm
1998 Integra Type R (Disponível na Europa e Japão. Este foi o primeiro modelo Type R comercializado na Europa)
Motor: 1.8L Quatro-cilindros DOHC VTEC Potência Máxima: 190CV / 8,000 rpm Binário Máximo: 178 N·m / 7,300 rpm
1999 Accord Type R (apenas disponível na Europa)
Motor: 2.2L Quatro-cilindros DOHC i-VTEC Potência Máxima: 212 CV / 7,200 rpm Binário Máximo: 215 N·m / 6,700 rpm
2001 Segunda Geração Integra Type R (apenas disponível no Japão)
Motor: 2.0L Quatro-cilindros DOHC i-VTEC
Potência Máxima: 220 CV (162kW) / 8,000 rpm
Binário Máximo: 206 N·m / 7,000 rpm
20140922 Front_3QTR_Final_Copy20140922 Front_3QTR_Final_Copy20140922 Rear_3QTR_Final_Copy
2001 Segunda Geração Civic Type R (Primeiro Civic Type R disponivel para a Europa)
Motor: 2.0L Quatro-cilindros DOHC i-VTEC
Potência Máxima: 220 CV (162kW) / 8,000 rpm
Binário Máximo: 206 N·m / 7,000 rpm
Versão Europeia Motor: 2.0L Quatro cilindros DOHC i-VTEC Potência Máxima: 200 CV / 7,400 rpm Binário Máximo: 196 N·m / 5,900 rpm
2002 Segunda Geração NSX Type R (apenas disponível no Japão)
Motor: 3.2L Seis cilindros DOHC VTEC
Potência Máxima: 280 CV (206kW) / 7,300 rpm
Binário Máximo: 304 N·m / 5,300 rpm
2007 Terceira Geração Civic Type R
Motor: 2.0L Quatro-cilindros DOHC i-VTEC
Potência Máxima: 225 CV (165kW) / 8,000 rpm
Binário Máximo: 215 N·m / 6,100 rpm
Versão Europeia Motor: 2.0L Quatro-cilindros DOHC i-VTEC
Potência Máxima: 201 CV (148kW) / 7,800 rpm
Binário Máximo: 193 N·m /5,600 rpm

 

PEDRO NUNO VENCEU NO SAMEIRO

 

Pedro Nuno vence no Campeonato Nacional de velocidade em Braga

 

unnamed CopyPedro Nuno, piloto português orientado pela equipa de Miguel Oliveira, venceu este fim-de-semana na 5ª jornada do Campeonato Nacional de Velocidade no circuito de Braga. O piloto de Vila Franca de Xira, além de ter conquistado o primeiro lugar, conseguiu também a pole position.

 

O fim-de-semana teve um desfecho muito positivo para a jovem promessa do motociclismo nacional que conseguiu além da vitória, a volta mais rápida e ainda a pole position de mais uma etapa do campeonato de velocidade português: "Arranquei bem e, desde o início, que fui conseguindo ganhar tempo e aumentar a vantagem. Apesar de ter tido algumas dores (lesão) este foi um fim-de-semana muito produtivo e estou muito contente. Senti-me muito bem!” afirma o jovem de 14 anos.

 

Quando restam três jornadas para o final do campeonato nacional de velocidade, Pedro Nuno viu agora a diferença para o primeiro classificado do campeonato, Angel Dominguez, reduzida para apenas sete pontos, sendo de destacar que o piloto orientado por Miguel Oliveira fez menos uma corrida do que o atual líder do campeonato.

 

Depois de ter somado vitórias no Campeonato Nacional de Velocidade e de ter mostrado o talento que lhe tem vindo a ser reconhecido, o piloto natural de Vila Franca de Xira prepara-se agora para mais um importante passo: a sua participação na Redbull Rookies Cup agendada logo para depois da próxima corrida do Campeonato que ocorrerá, novamente, em Braga dia 12 de Outubro.

 

 

STOCK CAR - BRASIL

 

Chegou o dia: em Santa Cruz do Sul, Rafa Matos consegue vitória inédita,

que coroa recuperação impressionante na Stock

    Indy Lights, F-Atlantic, Star Mazda, American Le Mans Series, Grand-Am, Barber Dodge, F-Júnior e agora a Stock Car. O mineiro Rafa Matos (Bardahl/Ativas/Symantec/Belvitur/GT Exotics) acrescentou ontem mais uma à já impressionante lista de categorias em que venceu corridas. E, de quebra, fez com que a equipe Hot Car, comandada de forma apaixonada pelo ex-piloto Amadeu Rodrigues, chegasse pela primeira vez ao alto do pódio no principal campeonato do automobilismo nacional. Em Santa Cruz do Sul, pista que já havia sorrido para o piloto de Belo Horizonte na segunda etapa da temporada, ele venceu a segunda corrida da rodada dupla, coroando uma recuperação impressionante.

    Não custa lembrar que Rafa foi um dos prejudicados pela bandeira vermelha que interrompeu o treino oficial de sábado e perdeu o que seria sua melhor volta, largando em 20º na primeira corrida do fim de semana. E como ultrapassar seria missão complicada, além de uma pilotagem agressiva, a estratégia do time se mostrou decisiva. A aposta foi na troca de apenas um pneu e o reabastecimento com 20 litros de combustível para ganhar posições. O 11º lugar na bandeirada acabou se tornando o 10º com a punição aplicada a Rubens Barrichello – sinonimo da pole na segunda corrida.

    Sem botões de ultrapassagem e com os pneus bastante desgastados, Rafa manteve a ponta na primeira largada – logo em seguida um toque entre Diego Nunes e Alceu Feldmann levou à entrada do safety car. Pista livre e começou um duelo sensacional com Júlio Campos, rival e amigo desde o começo nos monopostos. O paranaense chegou a conseguir a ultrapassagem, mas levou o troco com uma manobra sensacional no S. Na última volta, um pouco de alívio para receber a bandeirada em primeiro, resultado mais do que merecido.

    "Apostamos no safety car na segunda corrida, pois a gasolina não seria o suficiente para completar a distância, mas tomamos a decisão correta – foi um prêmio para o Amadeu e toda a equipe. Tirei um peso muito grande das costas porque só eu sei há quanto tempo esperava esse resultado e como sabia que ele poderia chegar. Melhor ainda que veio numa corrida trabalhosa, de superação e recuperação. Já gostava do circuito, agora ele se tornou especial", festejou Rafa, animado para a reta final do campeonato. "Vamos com tudo para as últimas corridas, conscientes de que podemos perfeitamente repetir a dose".


 

BATISTA ACIDENTADO

 

SÉRGIO BATISTA ACIDENTADO NOS TREINOS

DIA NEGRO PARA A JORGE DIAS COMPETIÇÃO, COM DAVID FERREIRA IGUALMENTE LESIONADO

 

Sérgio Batista chegou a Braga este fim de semana liderando o Nacional Vodafone de Super Stock 600 por 17 pontos, já que desde a primeira corrida no Estoril só teve vitórias ou segundos lugares.

 

Porém, a sorte não esteve com ele, nem aparentemente com a Jorge Dias Competição, já que após ter realizado um excelente tempo na sua Yamaha R6, o piloto de Famalicão sofreu uma aparatosa queda de que resultou uma fractura do escafoide e um profundo rasgão numa perna, que em princípio o afastam da luta pelo título.

 

Já no Hospital de Braga, de bons espíritos considerando o revês à sua época, Sérgio disse: “Vou ser operado daqui a pouco ao escafóide. Em teoria são dois meses de convalescença, mas vamos ver se o tratamento corre bem para tentar não perder as corridas que faltam!”

 

A corrida de Super Stock 600, sem a participação do piloto da Eurol, foi ganha por Ivo Lopes, mas com o segundo lugar de Tiago Cleto, este ascende ao comando, pelo que Sérgio desce para a segunda posição a três pontos do novo líder.

 

Para mais, o azar da formação de Jorge Dias continuou na corrida de 125, onde o segundo da geral e vitória à classe de Angel Domingues, que lidera também a sua categoria no Troféu Junior 125, foi ensombrado pelo afastamento, também por queda, do jovem David Ferreira. Este arrancou em terceiro na corrida, mas foi violentamente cuspido quando ia em quinto e o seu amortecedor de direção partiu, blocando a frente à entrada de uma curva.

 

Espera-se que ambos estejam restabelecidos, senão para a próxima jornada que é já daqui a 15 dias, de novo em Braga, pelo menos para a final em Portimão a 2 de Novembro.Jo Team_Copy

 

HUGO BASAULA

 

Hugo Basaúla ajuda Seleção de Portugal a alcançar o 13.º lugar no Motocross das Nações

 

Piloto português da MotoRace Kawasaki participou pela quarta vez naquela que é a prova-rainha do Motocross

 

Hugo Basaúla cumpriu hoje a sua quarta internacionalização por Portugal na maior competição de Motocross do mundo, o FIM Monster Energy Motocross das Nações, ajudando a equipa das quinas a alcançar o 13.º lugar final por entre as 34 nações inscritas na prova.

 

A 68.ª edição do Motocross das Nações discutiu-se em Kegums, na Letónia, em dois dias repartidos pelas qualificações e corridas pontuáveis. No Sábado, Hugo Basaúla colocou a sua poderosa Kawasaki KX450F no 19.º lugar da corrida de qualificação Open, o que permitiu à equipa portuguesa, que foi completa pela participação do “mundialista” Rui Gonçalves e de Paulo Alberto, um lugar nas finais de Domingo. Já na fase decisiva da competição, Basaúla alcançou o 26.º e o 23.º lugar válidos para a contagem final que colocou Portugal no 13.º lugar por entre as 20 equipas apuradas.

 

Em termos individuais, o piloto da equipa portuguesa MotoRace Kawasaki foi ainda o 14.º classificado na tabela geral da categoria Open.

 

“Terminámos num honroso 13.º lugar por entre as 34 seleções presentes. Apesar de ter tido sempre maus arranques e o traçado ser bastante exigente fisicamente, penso que, de uma forma geral, esta edição do Motocross das Nações foi positiva para Portugal visto que só temos um piloto no Mundial”, disse Hugo Basaúla.Hugo Basala_Letnia_28_de_Setembro_de_2014_1_CopyHugo Basala_Letnia_28_de_Setembro_de_2014_2_Copy

 

RAMOS VENCE EM MONZA

 

Ramos e Pastorelli vencem em Monza e recuperam liderança do Campeonato.

A vitória desta tarde adiou a decisão do titulo para a ultima corrida da temporada. Já a desistência na corrida de ontem, fez pensar na perda de qualquer hipótese de lutar pelo título deste ano. Na Race 1, dois furos na roda da frente esquerda fizeram com que tanto Miguel Ramos no seu turno, como posteriormente Nicky Pastorelli, tivessem que visitar a Boxe. A segunda vez, já com Pastorelli ao volante, a decisão de abandonar a corrida tornou-se inevitável.

 

Uma fantástica prova de Ramos/Pastorelli este Domingo em Monza fez a dupla do Corvette #2 retomar a liderança do Campeonato. Uma Race 2 onde Ramos e Pastorelli foram dominadores e cumpriram à risca a estratégia delineada para a corrida. A Race 1 disputada ontem foi madrasta para Ramos e Pastorelli já que por duas vezes, dois pneus rebentados em curva de alta velocidade, podiam ter provocado algo mais grave do que o mero atraso e posteriormente a desistência da corrida. Este Domingo tudo foi diferente e depois da Pole Position o Corvette # 2 liderou da primeira à ultima volta, fazendo ainda a volta mais rápida da corrida, conforme comentou Miguel Ramos “Conseguimos andar muito bem de início a fim e ainda fizemos a volta mais rápida da corrida”.

Com este resultado o topo da tabela de classificação assiste a nova reviravolta, pois a dupla do Corvette #2 Ramos Pastorelli retomaram a liderança ainda que por um ponto, com o Ferrari de Mavlanov/Zampieri na peugada, agora que falta apenas a prova de Barcelona para o final do Campeonato. “É sempre bom ganhar e claro que esta vitoria não retira a nossa tristeza pelo azar de ontem. A decisão do titulo fica assim adiada para a ultima corrida em Barcelona onde vamos ter muito handicap devido a esta vitória, mas são as regras e não há nada a fazer. Como de costume vamos dar o nosso melhor, atacar ao máximo e no fim fazemos as contas”, afirmou Ramos no final da prova.

Após Monza o Campeonato passou a seu liderado por Miguel Ramos e Nicky Pastorelli com 179 pontos, seguidos por Mavlanov / Zampieri com 178 e Andrea Montermini / Niccolò Schirò com 175.

A próxima e ultima prova do International GT Open será em Barcelona a 1 e 2 de Novembro.

hi 337_3014201020156_Copy

 

 

BAJA TT DOURO

 

Extra Campeonato

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro de 2014

 

Pedro Oliveira, António Moreira e Bruno Martins foram os vencedores na Rota do Douro

 

  • Duelo intenso nas duas rodas
  • Bruno Ferreira (17 anos) venceu na promoçãoAntnio Ferreira_Copy
  • Vencedor nos UTV apenas superado por 3 automóveis

 

Disputando-se extra campeonato para Motos, Quads e UTV/Buggy a Baja TT Rotas do Douro, que teve lugar com partida e chegada a Vila Nova de Gaia, contou com a adesão de alguns dos pilotos do CNTT.

 

Nas duas rodas assistiu-se a um duelo interessante entre um piloto que é habitual participante no Dakar Pedro Oliveira e Fausto Mota que é atualmente o 5º classificado do CNTT. O primeiro, aos comandos de uma Honda CRF 250 terminou com uma escassa vantagem de 45s para a KTM SXF 450 utilizada por Fausto Mota.

 

Entre os Quad, e depois de ter sido o mais rápido no prólogo, o jovem Bruno Ferreira (Yamaha), de apenas 17 anos, que recentemente se sagrou Campeão Nacional na Classe Promoção, teve de se vergar face à experiência do veterano António Moreira (Yamaha). Por curiosidade tanto Bruno Ferreira como António Moreira ocupam a 4ª posição do campeonato absoluto de Quads a um ponto do 3º lugar. Moreira terminou com uma vantagem de 10m05s. De salientar que apenas as duas primeiras motos foram mais rápidas que os dois primeiros classificados dos Quad.

 

Na competição destinada aos UTV/Buggy a vitória premiou uma excelente corrida de Bruno Martins a utilizar, nesta corrida, o Rage de caixa automática com que no ano passado triunfou na Baja TT Idanha-a-Nova e por isso inscrito na Classe UTV. Já António Ferreira, que tinha sido o mais rápido no prólogo, foi vítima de inúmeros problemas, mas teimou em levar a sua máquina até ao final triunfando entre os Buggy.

De referir que em SS1 (225,66 km) o único troço da prova disputado tanto por automóveis como pelos UTV/Buggy, apenas os três mais rápidos da competição auto conseguiram ficar abaixo do tempo aí realizado pelo Rage pilotado por Bruno Martins.

Apesar de excelentes pistas apresentadas, a organização da prova, que fez a sua estreia no panorama das competições de TT, recebeu inúmeros reparos quanto à marcação do traçado -tendo em conta que motos, quads e buggy/UTV não dispõe de road-book – bem como ao elevado número de zonas de velocidade limitada que não terão sido respeitadas pela maioria dos pilotos sem que daí lhe tenha advindo qualquer penalização. Queixosas foram também as equipas de assistência devido à pouca ou deficiente informação que levou a que algumas equipas tenham perdido muito tempo à espera para reabastecer.

Mais informações sobre a prova em www.gas.com.pt  e www.bajattrotadodouro.com

Resultados em http://cronobandeira.com/bajattrotadodouro
 

TEAM NOVADRIVER EM MONZA

 

International GT Open – Monza
Team Novadriver impotente para
contrariar falta de velocidade
A primeira corrida da sétima jornada dupla do International GT Open, realizada
hoje no Autodromo Internazionale di Monza, foi madrasta para o Team
Novadriver. César Campaniço e Aditya Patel, ao volante do Audi R8 LMS Ultra
com as cores do Banco Carregosa, Cision, Galp Fórmula, Novatech Plus,
Duoseg, Eco-Cars, Panta Racing Fuels, Autódromo Virtual de Lisboa, SIVA,
JK Racing, Amanté, Audi Sport Customer Racing, Audi India e Audi Bank,
não conseguiram ir além do 10º lugar entre os concorrentes da categoria GTS.
A dupla de pilotos do Team Novadriver enfrentou a crónica falta de velocidade do
Audi R8 LMS Ultra nas longas retas de Monza, o “handicap” regulamentar de 10
segundos extra de paragem nas boxes aquando da troca de pilotos (por via do
segundo lugar em Spa) e um toque sofrido por César Campaniço, logo na primeira
curva após a largada, que desalinhou a direção do Audi R8 LMS Ultra.
Perante tantos obstáculos, o décimo lugar acaba por ser o resultado possível,
esperando o Team Novadriver que, amanhã, sem “handicap” para cumprir e com
pneus poupados hoje, seja possível que César Campaniço e Aditya Patel consigam
chegar aos pontos.
Amanhã vai-se disputar a segunda qualificação e a segunda corrida da jornada
dupla de Monza (12.30 horas) com transmissão na Sport TV, no Motors TV e,
também, no sítio de internet do campeonato (www.gtopen.net). Poderá, também,
seguir as incidências da participação do Team Novadriver através do Facebook e
do Twitter.
César Campaniço – “Com o atual equilíbrio de performances do Audi R8 LMS
Ultra, é impossível defrontar de igual para igual os Ferrari em pistas rápidas e, por
isso, seria sempre complicado lutar pelos primeiros lugares. Com o ‘handicap’
imposto pelo segundo lugar em Spa, a tarefa ficou quase impossível. Depois, um
toque logo na primeira curva desalinhou a direção e a partir dai foi levar o carro
até à troca de pilotos e tentar assegurar a melhor posição possível. Veremos
amanhã se conseguimos chegar aos pontos, pois não temos ‘handicap’ a cumprir e
guardámos os melhores pneus para a corrida de amanhã.”
Aditya Patel – “É muito complicado chegar aos nossos adversários em curva e
depois vê-los desaparecer nas retas, mas as coisas são assim mesmo e temos
dado o nosso melhor para tentar contrariar essa desvantagem. Conseguimos em
Spa, mas em Monza são demasiadas retas e perdemos muito tempo. O toque
sofrido pelo César logo na primeira curva foi decisivo para que o meu turno fosse
monótono e dedicado, apenas, à tarefa de levar o Audi R8 LMS Ultra até final.”
Para mais informações, por favor contacte Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Obrigado!
Assessoria de Imprensa
Campeonato GT Open
02-04 Maio – Nurburgring
06-08 Junho – Portimão
21-22 Junho – Jerez de La Frontera
04-06 Julho – Hungaroring
18-20 Julho – Silverstone
05-07 Setembro – Spa
26-28 Setembro – Monza
01-02 Novembro - Barcelona
Horário
Domingo, 28 Setembro
08.40 – 09.40 – Treino Qualificação 2
12.30 – 13.30 – Corrida 2

 

 

Team Novadriver com boa exibição
César Campaniço e Aditya Patel terminaram no sétimo lugar da categoria GTS a
segunda corrida da sétima jornada dupla do International GT Open, realizada hoje
no Autodromo Internazionale di Monza. Depois de uma primeira corrida marcada
por um toque logo na primeira volta, que desalinhou o Audi R8 LMS Ultra do Team
Novadriver com as cores do Banco Carregosa, Cision, Galp Fórmula,
Novatech Plus, Duoseg, Eco-Cars, Panta Racing Fuels, Autódromo Virtual
de Lisboa, SIVA, JK Racing, Amanté, Audi Sport Customer Racing, Audi
India e Audi Bank, e que redundou num 10º lugar final na classe GTS, tudo
esteve melhor nesta segunda corrida.
A partida, a cargo de Aditya Patel, foi perfeita e quando o piloto do Team
Novadriver se preparava para ganhar várias posições viu-se bloqueado por vários
pilotos no final da reta da meta. O tempo perdido acabou por ser fatal para as
aspirações do Team Novadriver. Ainda assim, aproveitando o facto de não ter de
cumprir “handicap” extra na paragem para troca se pilotos, a equipa usou de
forma plena essa vantagem para fazer regressar à pista o Audi R8 LMS Ultra, já
com César Campaniço ao volante, próximos dos dez primeiros da classe.
Infelizmente, o piloto português não teve voltas suficientes para recuperar o
tempo perdido na primeira fase da corrida e o Team Novadriver ficou, uma vez
mais, fora dos pontos. O sétimo lugar obtido por César Campaniço e Aditya Patel
foi, ainda assim, o melhor dos “não Ferrari”, verdadeiramente intratáveis em
Monza.
A última jornada dupla do International GT Open vai realizar-se em Barcelona nos
dias 1 e 2 de Novembro.
César Campaniço – “Depois da corrida menos conseguida ontem, decidimos
alterar de forma radical a afinação do Audi e o R8 LMS Ultra ganhou
competitividade. O Aditya fez uma belíssima partida, mas acabou bloqueado no
final da reta da meta e perdeu algum tempo com essa situação. Aproveitando a
troca de pilotos e a maior competitividade do Audi, entrei em pista confiante e
consegui recuperar até ao 7º lugar da categoria GTS, mas não tive voltas para
recuperar o tempo perdido no primeiro turno. Porém, ficámos na frente dos
Porsche e isso foi quase uma vitória perante tantas dificuldades que
experimentámos aqui em Monza. Seja como for, saio daqui confiante e em
Barcelona queremos vencer!”
Aditya Patel – “Foi uma pena ter ficado bloqueado na primeira chicane, pois
consegui arrancar muito bem e iria, seguramente, recuperar várias posições.
Assim não aconteceu e perdi algum tempo com a confusão, cumprindo todo o meu
turno na cauda do pelotão da categoria GTS. O Audi R8 LMS Ultra estava bem
melhor hoje e tenho a certeza que poderíamos ter chegado aos lugares
pontuáveis. Em Barcelona, vamos tentar ganhar, será esse o meu objetivo e o da
equipa, naturalmente.”
Para mais informações, por favor contacte Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
Obrigado!
Assessoria de Imprensa
Campeonato GT Open
02-04 Maio – Nurburgring
06-08 Junho – Portimão
21-22 Junho – Jerez de La Frontera
04-06 Julho – Hungaroring
18-20 Julho – Silverstone
05-07 Setembro – Spa
26-28 Setembro – Monza
01-02 Novembro - BarcelonaTEAMNOVADRIVER GTOPEN_2014_MONZA_RACE2_70120_Copy

 

BARBOSA E O CAMPEONATO

As contas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

Ao vencer a Baja TT Rota do Douro, Miguel Barbosa adiou a questão do título para a última prova.

Ricardo Porém mantém a liderança no Campeonato Nacional de Todo-o-terreno, mas após a penúltima prova, a Baja TT Rota do Douro, fica com Miguel Barbosa mais próximo, o que adia para a última prova a decisão do Campeonato.

"É um triunfo merecido, que fomos conquistando desde o início desta segunda etapa. Foi um passo muito importante e por isso vamos para Portalegre, para a derradeira jornada desta temporada, a depender exclusivamente de nós para a conquista do título",disse Miguel Barbosa (in. O Jogo).

BajaTTrotadodouro-MB Miguel Barbosa, o vencedor da Baja TT Rota do Douro.

 

TT NO BRASIL

Angelo Savastano/SavaPhoto
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Ricardo e Vanderlei com os troféus no pódio
Alta | Web

Angelo Savastano/SavaPhoto
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Novo Pajero Full da equipe que recebeu as cores da Cerveja Petra e Natsu
Alta | Web

Angelo Savastano/SavaPhoto
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Ricardo Barra e Vanderlei Hirt
Alta | Web

Angelo Savastano/SavaPhoto
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Pódio da Graduados na quinta etapa em Penedo (RJ)
Alta | Web

 

Mitsubishi Motorsports: Ricardo Barra e Vanderlei Hirt sobem ao pódio na etapa de Penedo (RJ)


A próxima disputa da equipe Niterói Rally Team será a sexta etapa na cidade catarinense de Joinville no dia 18 de outubro

A região fluminense de Penedo e Itatiaia, no estado do Rio de Janeiro, recebeu, pelo quarto ano consecutivo, o rali de regularidade Mitsubishi Motorsports e o rali de estratégia Mitsubishi Outdoor. As provas dos dois eventos foram realizadas neste sábado, 27 de setembro, e agitaram o local. Para a dupla representante da cidade de Niterói (RJ), Ricardo Barra e Vanderlei Hirt, o dia foi de comemoração com a quinta colocação no pódio da categoria Graduados, após a conquista de um 19o. lugar na prova da manhã e um primeiro lugar na prova da tarde.

"O quinto lugar significa a confirmação da melhora na evolução e no desempenho buscado a cada prova disputada. A meta é continuar nessa crescente nas duas etapas restantes do campeonato em Joinville e Ribeirão Preto. Como também, estamos confiantes para a Copa do Brasil de Regularidade, - prova no interior paulista entre 30 de outubro a 1o. de novembro -, até por conta desse afinamento da dupla", declarou Ricardo Barra.

A etapa marcou também a estreia do novo veículo Pajero Full da equipe Niterói Rally Team e do novo layout que leva as cores da Cerveja Petra e da Natsu - Mitsubishi Niterói. "O carro foi a grande surpresa do dia, se comportou bem. A Mitsubishi constantemente aprimora a qualidade de seus produtos. Fiquei feliz com a performance do veículo e como é novo, ainda não recebeu todos os ajustes mecânicos. Mas, a nova suspensão demonstrou ser eficiente e segurança, tiramos o máximo proveito. Já o novo layout agradou aos competidores e público presente", disse Ricardo.

Na quinta etapa do Mitsubishi Motorsports, os participantes das categorias Turismo Light (iniciantes), Turismo (experiência intermediária) e Graduados (profissionais) percorreram estradas e trilhas de diversos municípios, passando por riachos, fazendas de eucalipto e muitas subidas e descidas. "A prova foi linear, sem muitos laços e balaios. Passamos por serras, vales profundos e travessias de cursos d'água, um lugar de um visual esplendoroso, com médias relativas e razoáveis de acordo com a condição do terreno", contou o piloto.

Os maiores desafios da etapa foram acertar o hodômetro e o clima instável. "A navegação foi bastante exigida, sendo que a pilotagem não teve muitas pegadinhas e o percurso determinado pela organização nivelou muito as equipes. Então, o ajuste correto do hodômetro fez a diferença", destacou o navegador Vanderlei Hirt.

"Durante o dia tivemos períodos de chuva forte, garoa e sem chuva, por isso a atenção era redobrada. O piso estava escorregadio em alguns trechos, principalmente em áreas de reflorestamento devido a chuva intensa do dia anterior", enfatizou Barra.

Ricardo e Vanderlei estão entre as melhores duplas do rali de regularidade do Brasil. "O caminho foi encontrado. Agora fechou o conjunto, daqui para frente é só aprimorar e buscar bons resultados para concluir o campeonato e as demais competições que participaremos", ressaltou o piloto.

O evento da Mitsubishi Motorsports, nas cidades turísticas, reuniu aproximadamente 250 competidores. "Novamente a Mitsubishi realizou um evento espetacular e sempre com grid cheio", acrescentou.

A dupla da equipe Niterói Rally Team, garantiu o seu primeiro pódio do ano com a quinta posição entre os 45 participantes da categoria Graduados, com 308 pontos perdidos. "Estamos satisfeitos com o resultado. É uma alegria poder honrar as cores das marcas dos nossos patrocinadores, somos gratos a todos", finalizou Ricardo Barra.

A equipe Niterói Rally Team conta com o patrocínio Cerveja Itaipava e Cerveja Petra, TNT Energy Drink e Natsu - Mitsubishi Niterói. Mais informações: www.niteroirallyteam.com.br

Resultado da quinta etapa do Mitsubishi Motorsports Sudeste, Penedo (RJ):

1º)10 Olair Fagundes/ Waldemberg Barros, Cuiabá, Pajero Full 3 Portas, 277
2º) 16 Ernesto Kabashima/Luiz Durval Brenelli Paiva (São Paulo), Pajero Full 3 Portas, 286
3º) 2 Fábio Vernizi/Alexandre Martinez (São Paulo), Pajero TR4 4x4, 291
4º) 9 Carlos Bevilaqua/Fabiano Bonafé (São Paulo), Pajero TR4 4x4, 307
5º) 6 Ricardo Barra/ Vanderlei Hirt (Niterói), Pajero Full 3 Portas, 308

Ranking do campeonato de 2014, após cinco etapas disputadas (15 primeiros):

Piloto
1º) Otávio Enz Marreco, Apucarana, Pajero Full 3 Portas, 94
2º) Hamilton Medeiros, Curitiba, Pajero Full 3 Portas, 72
3º) Acyr Hideki Rodrigues da Silva, Corupá, Pajero Full 3 Portas, 63
4º) Ernesto Kabashima, São Paulo, Pajero Full 3 Portas, 60
5º) Jose Marques Souza Junior, Belo Horizonte, Pajero Full 3 Portas, 56
6º) Marcos Bortoluz, Caxias do Sul, Pajero Full 3 Portas, 55
7º) Daniel Krabbe, Jacarei Pajero Full 3 Portas, 55
8º) Fabio Vernizi, São Paulo, Pajero TR4 4x4, 54
9º) Paulo Roberto Goes, Joinville, Pajero Full 3 Portas, 47
10º) José C da Silva, Cuiabá, Pajero Full 3 Portas, 46
11º) Olair Fagundes, Cuiabá, Pajero Full 3 Portas, 42
12º) Ricardo Barra, Niterói, Pajero Full 3 Portas, 41
13º) Renato Martins, Belo Horizonte, Pajero Full 3 Portas, 36
14º) Carlos Bevilaqua, São Paulo, Pajero Tr4, 31
15º) Waldir Hudson Barbosa, Bragança Paulista. Pajero Full 3 Portas, 29

Navegador
1º) Allan Enz, Apucarana, Pajero Full 3 Portas, 94
2º) Alexandre Martinez, São Paulo, Pajero TR4 4x4, 77
3º) Rafain Walendowsky, Curitiba, Pajero Full 3 Portas, 72
4º) Luiz Durval Brenelli Paiva, São Paulo, Pajero Full 3 Portas, 60
5º) Claudio Roberto Flores, Belo Horizonte, Pajero Full 3 Portas, 56
6º) Marcelo Bortoluz, Caxias do Sul, Pajero Full 3 Portas, 55
7º) Marcello Ladeira, Jacareí, Pajero Full 3 Portas, 55
8º) Renan Pamplona Medeiros, Corupá, Pajero Full 3 Portas, 53
9º) Waldomiro Anjos Junior, Cuiabá, Pajero Full 3 Portas, 46
10º) Waldemberg Barros, Cuiabá, Pajero Full 3 Portas, 42
11º) Vanderlei Hirt, Niterói, Pajero Full 3 Portas, 41
12º) Camilo Turcato, Bragança Paulista, Pajero Full 3 Portas, 39
13º) Enedir Junior, Belo Horizonte, Pajero Full 3 Portas, 36
14º) Gustavo Schmidt, Joinville, Pajero Full 3 Portas, 32
15º) Fabiano Bonafá, São Paulo, Pajero Tr4, 31

Calendário do Mitsubishi Motorsport Sudeste/2014:
Etapa 1 - 05 de abril - Campos do Jordão (SP)
Etapa 2 - 10 de maio - Goiânia (GO)
Etapa 3 - 07 de junho - Curitiba (PR)
Etapa 4 - 23 de agosto - Uberlândia (MG)
Etapa 5 - 27 de setembro - Penedo - Itatiaia (RJ)

Etapa 6 - 18 de outubro - Joinville (SC)
Etapa 7 - 15 de novembro - Ribeirão Preto (SP)


 

VILLOORBA CORSE COM PÓDIO EM MONZA

 

Um pódio para Montermini / Schiro no fim de semana GT Open de Monza
Após o terceiro lugar na corrida de sábado-2 # 1 Villorba Corse Ferrari 458 foi retardado por transmissão
questões. No entanto, com apenas uma rodada para ir, sua luta pelo título continua em aberto
Monza (Itália), 28 set 2014 Villorba Scuderia Corse saiu do fim de semana Monza, penúltimo
ronda do International GT Open, com o excelente pódio marcados pelo seu Ferrari 458 na corrida de sábado-1.
Na corrida 2, infelizmente, Andrea Montermini e Nicholas Schiro foram retardado por um problema de transmissão
e forçado a uma parada muito longa, onde perderam 5 voltas e todas as suas chances de obter um resultado positivo.
Apesar disso, a equipe italiana liderada por Raimondo Amadio tenazmente marcou três pontos preciosos conseguindo resolver
o problema e cruzar a linha de chegada na quinta posição da classe Super GT. Assim, com apenas uma rodada para ir, o
luta pelo título continua em aberto e tudo será decidido em Barcelona, ​​em novembro 01-02, quando é que Villorba Corse
iniciar o final da temporada de terceiro lugar na classificação apenas quatro pontos atrás dos líderes.
GT Open calendário: maio 3-4 Nurburgring (GER); 7-08 junho Portimão (POR); 21-22 junho Jerez (SPA); 5-6 julho Hungaroring
(HUN); 19-20 julho Silverstone (GBR); 06-07 setembro Spa (BEL); 27-28 setembro Monza (ITA); 01-02 novembro Barcelona (SPA).Villorba Ferrari_458_in_action_in_GT_Open_at_Monza_Copy

 

NOVO PÓDIO PARA GIÃO EM MONZA

 

Manuel Gião não podia desejar melhor fim-de-semana do que aquele que teve em Monza onde decorreu a penúltima jornada da Eurocup SEAT Leon. O piloto português para além de ter vencido a primeira corrida realizada ontem, hoje, mesmo a sair do oitavo lugar da grelha, protagonizou uma recuperação notável e concluiu a prova no terceiro lugar do pódio.
No total Manuel Gião somou 19 pontos em 23 possíveis, uma excelente operação em termos de Campeonato que o coloca no terceiro lugar da tabela a escassos 3 pontos do líder e em posição de discutir o título na última corrida da época em Barcelona a 1 e 2 de Novembro.
"Estou muito feliz com o que conseguimos fazer neste circuito. Foi excepcional em termos de Campeonato. A equipa colocou o SEAT Leon muito equilibrado e consegui extrair todo o seu potencial, registando aliás, a volta mais rápida da segunda corrida. Ainda assim, foram duas corridas difíceis: a primeira na defesa do primeiro lugar e a segunda na recuperação de posições. Queimei muita travagem, arrisquei ao máximo mas deu os seus frutos. Valeu tudo a pena", disse emocionado Manuel Gião dedicando estes resultados aos seus patrocinadores que viabilizaram a participação neste Campeonato.
Agora que tudo parece no caminho certo, Gião acredita que esta performance manter-se-á em Barcelona e que será sério candidato ao título: "Vai ser o tudo ou nada. São vários os pilotos em condições matemáticas de lá chegar. Não vai ser uma corrida fácil. Mas para mim, agora que aqui cheguei, é arriscar ao máximo. Temos um mês para preparar a corrida e para nos prepararmos para o embate final", concluiu Manuel Gião.
Resultados da segunda corrida em: http://www.cronococa.com/Fichero.aspx?id=2967
Classificações do Campeonato em: http://www.seat-sport.com/wp-content/uploads/2014/09/SEATLeonEurocup2014Standings28.9.2014.pdf322 Leon_Eurocup_05_Monza_Copy

 

7º PARA MIGUEL OLIVEIRA

 

Recuperação exigente termina em 7º lugar para Miguel Oliveira em Aragão


Piloto português saiu da 20ª posição


 GH20074_Copy_Copy A 10.ª etapa do Campeonato do Mundo de MotoGP em Aragão, Espanha, terminou hoje em 7.º lugar para Miguel Oliveira. O piloto português, que partiu da 7ª linha da grelha de partida, mais concretamente do 20ª posto, conseguiu recuperar várias posições ao longo da corrida e cruzar a linha da meta no 7º lugar.

O piloto de Almada proporcionou, novamente, uma exibição batalhadora marcada por uma gestão inteligente de corrida, e fez todos os possíveis para conseguir recuperar ainda mais posições: “Hoje a corrida foi em condições muito complicadas. No início não sabíamos se usar um pneu slick ou o pneu molhado. De qualquer das maneiras, saí da pista bastante convencido de que as condições iam ser difíceis com os pneus de chuva.” começa por explicar o piloto português, referindo também que: “Aquilo que eu tentei fazer foi recuperar o máximo de posições possíveis, e chegou a um ponto em que já estava muito longe dos da frente e já não conseguia recuperar mais.”  

Naquela que foi uma corrida feita com uma pista parcialmente molhada, num circuito onde tradicionalmente não chove, e quando os próprios treinos se realizaram num traçado seco, significando pouca informação para as equipas, o jovem de Almada destaca ainda que: “No final de uma qualificação assim, acho que fazer uma corrida destas foi bastante positivo. Obter a sétima posição não é mau de todo.”

Trabalhando com o intuito de conseguir prestações cada vez melhores, e que lhe permitam chegar ainda mais longe, Miguel Oliveira observa também que o foco da equipa está já na próxima etapa  que dá início ao périplo asiático: "Vamos agora para o Japão muito confiantes, continuar a fazer este trabalho. Durante este fim-de-semana tivemos alguns problemas durante a travagem, e o Japão é uma pista onde se trava muito, mas vamos tentar fazer o melhor, como sempre, e tentar trazer ainda no final da temporada um pódio ou mesmo uma vitória.” conclui.

A próxima corrida está marcada para o fim-de-semana de 10,11 e 12 de Outubro em Motegi, Japão.

 

HELDER OLIVEIRA TERMINOU

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro

 

Helder Oliveira “teimou” em terminar

  • Quase tudo aconteceu ao piloto de Barcelos nesta Baja
  • Ficou sem volante, caiu a um buraco, mas levou o DEpieres até ao final

 

Se o prólogo tinha sido muito complicado para a dupla Hélder Oliveira/Nuno Rodrigues da Silva, a segunda etapa da Baja TT Rota do Douro foi um verdadeiro calvário para a equipa que se apresentou nesta quinta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, aos comandos do DEpieres 2RM.

 

“Por duas vezes fiquei com o volante nas mãos em pleno troço. Se da primeira vez acabámos por cair numa vala de onde fomos retirados por um jipe da GNR, já da segunda caímos numa ribanceira e para de lá sair tivemos de ser rebocados por um tractor. É óbvio que tudo isto se reflectiu em imenso tempo perdido, mas tanto eu como o Nuno estávamos na firme disposição de levar o carro até ao final da corrida até porque aparte as dificuldades sentidas nalgumas zonas não houve problemas mecânicos a salientar, explica Helder Oliveira que acrescenta: Para além disso ainda furámos, mas isso já é uma situação mais vulgar. Ficar com o volante na mão é que nunca me tinha acontecido e espero nunca mais voltar a acontecer”.

 

Mais informações sobre a prova em www.gas.com.pt e www.bajattrotadodouro.comIMG 6657_CopyIMG 7034_CopyIMG 7038_Copy
 

VILLOORBA CORSE

 

Podium Liderança para Montermini / schiro na corrida-1 de Monza

# 1 Villorba Corse Ferrari 458 GT Open ainda no topo da classificação. Dos domingos corrida-2 para iniciar às 13:25

Monza (Itália), 27 de setembro de 2014 Scuderia Villorba Corrida conquistou um pódio crucial na corrida 1 em Monza, sétima rodada do International GT Open. Andrea Montermini e Nicholas Schiro, a partir de sexta posição, teve uma boa corrida de recuperação trazendo seu Ferrari 458 para o terceiro lugar nos últimos metros da competição. Um grande resultado para o time da casa Raimondo Amadio raça em sua. Graças a este resultado a equipe de Villorba confirma sua liderança com apenas três pontos sobre seus rivais. Race-2Tomorrow de domingo haverá um segundo ato para esta fantástica batalha no International GT Open. Corrida 2 terá início às 13:25 com a transmissão ao vivo em www.gtopen.net (On Web TV).
Amadio, Team Principal: "Este é um grande palanque para o nosso campeonato. Existem apenas três pontos, mas ainda assim eles são muito importantes. Esperamos lutas difíceis na corrida-2 também, por isso espero que o nosso domingo que vai começar bem com uma sessão de qualificação positiva de Schiro. "

A 60 minutos de corrida-2 terá início às 13:25 e será transmitido ao vivo em www.gtopen.net (clicando no TV WEB) e canais de TV em Motors TV (Europa), Canal + (Espanha), DigiSport1 (República Checa e Eslováquia; Também em diferido DigiSport2 às 21:55), DigiSport (Hungria e Roménia) e Sport TV (Turquia) e diferido sobre RaiSport2 (Itália, às 18h10) e Teledeporte RTVE (Espanha, às 00:00) e no ser confirmado Sport2 vezes em BT (Reino Unido), Sport TV (Portugal) e Poverkhnost Esporte TV1 (Rússia).Villorba Ferrari_458_in_action_at_Monza_Copy

 

BAJA TT DOURO

A Baja TT Rota do Douro por Pedro Oliveira

O vencedor da Baja TT Rota do Douro, Pedro Oliveira, manteve-se na cabeça da prova desde o início e como homem que abre a estrada, realça que “é uma excelente prova, muito bonita. Uma prova sinuosa, dura, mas que correspondeu às expectativas. É o tipo de prova de que gosto, lenta e que alterna com zonas de velocidades elevadas, com paisagens magníficas.”

Na chegada a Gaia, Pedro Oliveira era naturalmente um homem feliz: "consegui o meu objectivo, que era ficar em primeiro. É gratificante aos 40 anos ainda andar a lutar pela geral, só posso estar contente, a fazer o desporto que gosto…  não podia estar melhor”. Realçou o piloto da Honda.

 

BIANCHI PRATA NA BAJA TT DOURO

Pedro Bianchi Prata e a Baja TT Rota do Douro

Pedro Bianchi Prata é, talvez, o piloto com maior palmarés, do panorama motociclístico nacional. Sobre a Baja TT Rota do Douro conta a sua experiência: "gostei bastante do traçado e acho que tem um grande potencial. Alterna muito bem as zonas rápida com zonas mais sinuosas e técnicas. Acho que faltou sinalização para nós motos, mas entendo que é o primeiro ano e há que limar algumas arestas e com este traçado pode-se fazer uma corrida perfeita."

Relativamente a questões de segurança, acrescenta: “nunca vi uma prova com tantos policias e meios de socorro o que nos dá segurança. Senti-me super seguro e não há nada a apontar” remata.

pedro-bianchi-baja-tt-rota-do-douro

 

BAJA TT DOURO

Particularidades da prova

A Baja TT Rota do Douro tem um troféu especial: uma reprodução de um cálice de Vinho do Porto, que é posse do concelho que alberga a prova.

cmgaia-e-thefworld-bajattrotadodouro

No final da prova, o vencedor fica com o nome inscrito no troféu, tal como acontece em tantos dos mais prestigiados troféus desportivos. No final da Baja TT Rota do Douro, Paulo Ferreira, em representação do promotor “The F World”, entregou o troféu a Eduardo Vítor Rodrigues, ficando assim o município de Gaia, fiel depositário deste troféu.

Numa cidade marcada e moldada pelo vinho o pódium final não foi celebrado com champanhe, nem espumante. Foi o Vinho do Porto que encheu os cálices dos pilotos que subiram ao pódium.

particulariadades-da-prova-bajattrotadodouro

Rita Vieira é de Gaia, é detentora de  curriculum invejável em várias modalidades sobre duas rodas, desde o Trial ao Enduro e é a primeira portuguesa, com uma moto de construção nacional a vencer um troféu mundial.

A vencedora da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno FIM de Senhoras é a Madrinha da Baja TT Rota Douro e mais uma vez esteve brilhante, na “sua” prova, aos comandos da AJP PR200. 

rita-vieira-madrinha-bajattrotadodouro

 

RÓMULO BRANCO NO PÓDIO

 

Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro de 2014

 

Rómulo Branco sob ao pódio na Rota do Douro

Quarto pódio para o piloto luso angolano nesta temporada

 

Rómulo Branco aos comandos de uma Toyota Hilux completou esta tarde a sua participação na Baja TT Rotas do Douro onde averbou o 3º lugar nesta que foi a quinta jornada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno.

 

Na estreia da prova nortenha o piloto luso-angolano tendo a seu lado João Serôdio, seu habitual navegador, teve um início menos feliz que lhe fez perder algum tempo e várias posições. Encetou todavia uma excelente recuperação que o levou da 6ª posição que ocupava em CP1SS1 até ao lugar de pódio onde terminou o que aconteceu pela 4ª vez, nesta que é a primeira temporada completa em T1 de Rómulo Branco no CPTT.

 

“Infelizmente a corrida não começou da melhor forma para nós. A pista nem sempre estava bem marcada e o road-book era por vezes confuso. Isso fez-nos ter um engano no percurso e obrigou-nos a fazer uma manobra para retomarmos a pista certa, mas acabámos por dar um toque quando estávamos a fazer uma marcha atrás. O carro ficou numa posição que nos levou a perder algum tempo até conseguir retomar a corrida”, salienta o piloto luso angolano Rómulo Branco que acrescenta:

 

“Ultrapassada essa situação conseguimos encontrar um bom ritmo, superar todas as restante dificuldades da prova e terminar num lugar de pódio, como era o nosso objectivo. Foi uma prova interessante, com boas pistas, mas que necessita rever a questão das marcações e do road-book” refere Rómulo Branco, o piloto que em 2013 se sagrou vice-campeão T2 na Taça do Mundo de Bajas

 

Com a recente anulação da prova que seria organizada pelo Motor Clube de Guimarães a próxima e derradeira jornada do Campeonato Nacional será a mítica Baja 500 Portalegre pontuável também para a Taça do Mundo e que terá lugar em finais de Outubro.

 

Mais informações sobre a prova em www.gas.com.pt  e www.bajattrotadodouro.com afl3369_Copy
 

BARBOSA VENCEU

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro

 

Miguel Barbosa vence Rota do Douro
Piloto do BP Ultimate Vodafone Team controlou a corrida

Miguel Barbosa, aos comandos de um Mitsubishi Racing Lancer, foi o grande vencedor da Baja TT Rota do Douro, competição que se realizou pela primeira vez, sendo ainda a quinta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

O piloto do BP Ultimate Vodafone Team, acompanhado de Mário Castro, gastou 3h51m14s a percorrer os quatro sectores selectivos da prova. Na etapa de ontem Miguel Barbosa tinha estrategicamente assumido um andamento moderado nas duas passagens pelo prólogo, para não ter o encargo de abrir a pista mas, na etapa de hoje, cedo passou para o comando da uma corrida que controlou até ao final.

Foi uma boa corrida e mais uma meta alcançada. O nosso objectivo era sair daqui com mais uma vitória e tanto o Mário como eu esforçámo-nos por dar o nosso melhor para conquistarmos esse resultado. É um triunfo merecido e que fomos conquistando desde o início desta segunda etapa. Foi um passo muito importante e por isso vamos para Portalegre, para a derradeira jornada desta temporada, a depender exclusivamente de nós para a conquista do título. Quero mais uma vez salientar o excelente trabalho do Mário Castro, bem como de toda a equipa, que são parte muito importante nesta vitória aqui alcançada”, salientou à chegada a Vila Nova de Gaia, no final da Baja TT Rota do Douro, o piloto do BP Ultimate Vodafone Team, Miguel Barbosa.


Com a recente anulação da prova que seria organizada pelo Motor Clube de Guimarães a próxima e derradeira jornada do Campeonato Nacional será a mítica Baja 500 Portalegre, pontuável também para a Taça do Mundo e que terá lugar em finais de Outubro.

Mais informações, fotos e vídeos em www.miguelbarbosa.com

Informações sobre a prova em www.gas.com.pt  e www.bajattrotadodouro.comMBarbosa BajaTTDouro2014_3_300dpi_CopyMBarbosa BajaTTDouro2014_6_300dpi_Copy

 

MANUEL GIÃO VENCEU EM MONZA

 

Manuel Gião conseguiu hoje a sua primeira vitória na Eurocup SEAT Leon e Monza. A penúltima jornada do Campeonato viu o piloto português arrecadar a 'pole position' liderando depois a primeira corrida de fio a pavio para conseguir a primeira vitória da época naquele que é o seu ano de estreia na modalidade.
No final da corrida a satisfação era notória não só pela vitória propriamente dita mas sobretudo pelos pontos amealhados para as contas do Campeonato que o colocam agora, em posição discutir o título: "Foi uma corrida muito dura. Tentava a todo o custo ganhar margem para os pilotos atrás de mim mas era impossível, eles estavam igualmente rápidos. Procurei não cometer erros, estive o tempo todo a olhar pelo retrovisor para controlar as investidas. Fui bem sucedido e este resultado sinto-o como muito merecido por tudo o que eu e a equipa temos vindo a fazer ao longo da época", referiu o piloto da SEAT Portugal.
Para a segunda corrida, a disputar amanhã, a posição na grelha inverte e Gião vai sair da oitava posição da grelha: "O SEAT Leon está muito rápido e equilibrado por isso acredito que vou ter condições de recuperar posições e amealhar pontos importantes. O ideal seria chegar ao pódio, mas neste circuito não vai ser fácil. Vamos ver como corre, depois deste resultado estou muito optimista", concluiu o piloto português.
O resultado da corrida disponível em: http://www.seat-sport.com/wp-Manuel Gio_Copy

 

POSIÇÃO MODESTA PARA OLIVEIRA

 

Miguel Oliveira qualifica em 20º lugar

 

Alterações na MGP3O condicionam qualificação do piloto português

 

 GH20074_Copy Miguel Oliveira assinou hoje o 20º tempo na qualificação com vista ao Grande Prémio de Aragão, na 14ª jornada do Campeonato do Mundo de Moto GP que decorre no circuito Motorland Aragón, Espanha, saindo assim da sétima linha da grelha de partida.

 

Na qualificação, o piloto da Mahindra Racing, completou a sua melhor volta ao circuito em 1m59,626s não conseguindo melhorar os resultados desta manhã, obtidos na última sessão de treinos livres, onde registou o oitavo melhor tempo com uma marca de 1m58,973s. O piloto de Almada não conseguiu, assim, ir além do 20.º posto da grelha de partida, algo que se explica, sobretudo, com as alterações feitas na sua mota: “ A qualificação não correu nada bem. Mudámos um pouco a moto mas não resultou.” começou por adiantar o jovem de 19 anos.

 

O piloto de Almada tem agora trabalho pela frente, com a sua equipa, com vista à corrida de amanhã, e procurará tirar o melhor partido do warm-up matinal para conseguir os últimos acertos: “Amanhã vou tentar fazer um bom arranque, ganhar posições na primeira volta, sobretudo. A previsão é muito incerta para amanhã e é provável que tenhamos uma corrida com chuva.” A disputa pelo GP Movistar de Aragón será, assim, para Miguel Oliveira tarefa árdua: “Será complicado mas sinto que tenho ritmo para acompanhar os da frente. Demonstrei-o ontem e hoje de manhã. Apenas na qualificação as alterações não funcionaram a meu favor” refere ainda.

 

O único piloto português no campeonato mundial de motociclismo volta à pista para os importantes 20 minutos de warm-up pelas 07h40, com a corrida a ter início marcado para as 10h00 (hora de Lisboa): “O foco para amanhã está em chegar o mais à frente possível.” Conclui.

 

POLE PARA MANUEL GIÃO

 

Manuel Gião conseguiu esta manhã, ao volante do seu SEAT Leon Cup Racer, arrecadar a 'pole position' para a primeira corrida do fim-de-semana da SEAT Leon Eurocup que este fim-de-semana decorre em Monza.
Depois de ter dedicado os treinos de ontem às afinações, Gião conseguiu encontrar o 'set-up' ideal para fazer a volta mais rápida ao traçado italiano: "Estou muito contente. O carro estava no seu melhor e a volta saiu naturalmente. É um bom indicador. Claro que na 'pole' qualquer piloto só pensa na vitória, mas este Campeonato é tão duro e disputado que amealhar bons pontos já será excelente", rematou o piloto português.
Hoje ao final da tarde tem lugar a primeira corrida do fim-de-semana. Os resultados podem ser vistos em: http://www.seat-sport.com/wp-content/uploads/2014/09/SEATLeonEurocupMonzaQP.pdf
083 Leon_Eurocup_05_Monza_Copy

 

BARBOSA VENCE BAJA TT ROTA DO DOURO

BAJA TT ROTA DO DOURO - Prova

Vitória de Miguel Barbosa 

Miguel Barbosa e Mário Castro levaram o Mitsubishi Racing Lancer à vitória na primeira edição da Baja TT Rota do Douro.

O domínio da dupla do Mitsubishi foi constante, mas sempre muito pressionados por Ricardo e Manuel Porém (BMW Série 1 Proto) que após os quase 250 Km´s de sector selectivo terminavam a escassos 22 segundos dos primeiros classificados. No entanto, realce-se que ao não serem os primeiros na estrada, Miguel Barbosa e Mário Castro, puderam controlar mais facilmente o andamento dos homens do BMW.

O terceiro posto foi igualmente muito disputado, com Rómulo Branco e João Serôdio a imporem a lei da Toyota Hilux, nomeadamente na segunda metade de prova, apesar de uma penalização de dois minutos, motivada por excesso de velocidade numa zona de velocidade controlada.

João Belo e José Marques Levaram o Opel Astra Proto à quarta posição, depois de um final de prova corrido a um ritmo muito forte, com escassos dez segundos a separá-los dos ataques de André Amaral e Nelson Ramos, em Mercedes Proto.

Nuno Matos e Filipe Serra, em Opel Mokka Proto, foram os sextos classificados, tendo perdido duas posições, na sequência de uma penalização de 22 minutos, mais uma vez por velocidade em excesso.

Eduardo Mota e Nuno Sousa impuseram a Nissan Pathfinder no Grupo T2 e Cesar e Tânia Sequeira ganharam nos T8, com o Toyota Land Cruiser.

Hélder Oliveira e Nuno Rodrigues da Silva tiveram uma prova marcada pelo azar, com um furo e problemas mecânicos a atrasarem os homens do Depieres.

O segundo Sector Selectivo, Douro Sul, teve que ser encurtado em virtude de existirem problemas no percurso, nomeadamente motivados pelo mau tempo da semana passada, que obrigaram ao cancelamento da fase final da prova. A inexsitência de alternativas e sobretudo a impossibilidade de as conseguir activar no curto espaço de tempos disponível, obrigou os homens GAS (Gondomar Automóvel Sport) a anularem o sector selectivo apartir da Serra da Gralheira.

Após a Baja TT Rota do Douro, as decisões do campeonato ficam adiadas para a última prova.

miguel-barbosa-vencedor-bajattrotadodouro Miguel Barbosa, vencedor da Baja TT Rota do Douro

podio-auto-bajattrotadodouro O pódium final, com os vencedores a brindarem com Vinho do Porto. Na Baja TT Rota do Douro, não poderia ser de outra forma...

Miguel Barbosa, em Mitsubishi, na frente, após 1º sector selectivo

Miguel Barbosa e Mário Castro, em Mitsubishi Racing Lancer, terminaram o Sector Selectivo 1 (Douro Norte), na dianteira da prova, tendo inclusive dilatado a vantagem sobre os segundos classificados, em 32 segundos.

Ricardo e Manuel Porém, parecem ter levantado o pé do acelerador do BMW Serie 1, tanto mais que deixaram de ter pressão por parte dos terceiros classificados. Nuno Matos e Filipe Serra, baixaram de andamento na fase final do sector selectivo, tendo mesmo baixado para o quarto posto.

Rómulo Branco e João Serôdio são agora os terceiros classificados, aos comandos da Toyota Hilux, com uma desvantagem de 9m05s para os homens da frente.

Hélder Oliveira e Nuno Rodrigues da Silva, em Depieres, estão claramente fora do que seria o seu devido lugar. Um furo e problemas mecânicos, atrasaram-nos substancialmente. Seguem em prova, mas na última posição.

Ocorrências até meio do primeiro Sector Selectivo

Miguel Barbosa e Mário Castro são os comandantes da Baja TT Rota do Douro, após passagem em CP2, aos 106,50 Km´s de prova. Os homens do Mitsubishi lideram com uma vantagem de 42 segundos.

Ricardo e Manuel Porém, em BMW Serie 1 Proto, são os segundos classificados, tendo ganho 4 segundos aos homens da frente, entre CP1 (aos 45 Km´s) e CP2 (aos 106,5 Km´s).

Nuno Matos e Filipe Serra, em Opel Mokka Proto, mantêm-se na terceira posição, cedendo 41 segundos, entre este ponto e o anterior (CP2, ao Km 45).

Rómulo Branco e João Serôdio, em Toyota Hilux, ganharam duas posições nos 61 km´s entre CP1 e CP2, rodando a Toyota Hilux no quarto posto.

Vitória de Pedro Oliveira, em Honda

Pedro Oliveira cumpriu os 225,66 km´s do Sector Selectivo Douro Norte, em 3h22,41s, à média horária de 69 Km/h. A prova decorreu sem incidentes para o homem da Honda CRF 250, cuja principal preocupação terá sido controlar o andamento do seu adversário mais directo, Fausto Mota.

Quarenta e cinco segundos foi a margem que impediu Fausto Mota (KTM SX-F) de vencer. Nos últimos 48 km´s deste sector selectivo recuperou ainda dois segundos, face ao líder, mas mais pareceu que Pedro Olivieira, já cumpriu os últimos quilómetros a controlar o andamento, do homem da KTM.

O terceiro posto final foi discutido pelos homens das Beta, que travaram uma luta bem interessante até meio do sector selectivo. Nos últimos 48 quilómetros de prova, Filipe Sampaio levou a melhor, conquistado o terceiro posto do pódium, enquanto o outro homem da equipa Fernando Ferreira, já não chegaria ao final.

Henrique Nogueira, em Honda CRF 250, foi quarto, à frente de José Borges, em KTM 125.

António Moreira foi o vencedor entre os quads, em Yamaha YFZ 450, com o tempo de 3h29,27s. Bruno Martins foi o único dos UTV´s a terminar a prova.

Rita Vieira, a madrinha da Baja TT Rota do Douro, levou a AJP PR4 200 à décima primeira posição final, numa prova plena de garra e provando porque venceu a Taça do Mundo TT FIM Senhoras, numa prova, "de que gosto muito, com um traçado espectacular e corrida quase à porta de casa", rematou a melhor senhora em prova.

rita-vieira-madrinha Rita Vieira na chegada à Régua

Ocorrências até ao KM 177

Fausto Moto ganhou 48 segundos ao líder, Pedro Oliveira, entre CP2 e CP3, ao Km 177,85.

Fernando Ferreira, em Beta, ganhou uma posição a Filipe Sampaio, que baixou para o quarto posto.

João Conde, em Honda XR 400, furou e ficou fora da prova.

Ocorrências até meio do primeiro Sector Selectivo

Pedro Oliveira, em Honda CRF 250, comanda a Baja TT Rota do Douro, após passagem do CP2, aos 106 Km´s de prova.

Fausto Mota, em KTM SX-F, é o segundo classificado a 53 segundos.

Filipe Sampaio, em Beta 480, é o terceiro classificado a 4m14 do líder.

Desistências

Rui Oliveira ficou na Zona de Assistência 1 (ZA1). Um problema técnico na Yamaha WRF, impediu-o de continuar em prova.

Paulo Amado, em Beta RR450, foi obrigado a desistir, com a corrente de transmissão partida.

António Ferreira, em Rage Sport, abandonou com problemas técnicos.

Tomás Campos e João Pedro Pais, ficaram também fora de prova após a quebra da direcção do Polaris RZR.

Antnio Ferreira Rage Sport

 

BOSCH PREPARA OFICINA DO FUTURO

Bosch, realidade aumentada para ajudar a oficina do futuro

Objetos 3D, textos explicativos, imagens ou vídeos são sobrepostos sobre o ambiente real no tablet ou smartphone do profissional de reparação.

A Bosch mostrou na Automechanika 2014 a sua intenção de utilizar as soluções que oferece a tecnologia de realidade aumentada para apoiar as oficinas nos trabalhos de reparação e manutenção de veículos. Inclusivé, mostrou como vê a oficina futuro, em que esta tecnologia é uma peça mais de engrenagem.

Estas soluções tecnológicas passam a fornecer ao técnico reparador instruções de trabalho em 3D, as ferramentas necessárias para realizar a operação e até mesmo vídeos de formação. Assim que a câmara scaneia um componente do motor, a informação contextual sobrepõe-se ao objeto físico, exatamente onde é necessário.

O técnico pode controlar os objetos sobrepostos através do ecrã tátil e solicitar informações adicionais. Assim, o tempo de consulta dos manuais de serviço é omitido. Além disso, os componentes que estão escondidos atrás dos painéis podem ser representados à escala com realidade aumentada. Isto esclarece os próximos passos da operação e evita a montagem e desmontagem desnecessárias.



Bosch
 

MOTORTECH MADRID

Motortec Automechanika Madrid está já a gerar grande interesse com o registo dos expositores

Os visitantes profissionais da Motortec Automechanika Madrid 2015 vão encontrar todos os produtos e serviços de que estão à procura.

A duas semanas do prazo para as empresas que desejem tirar proveito da localização de um espaço preferencial e a seis meses do início do evento, a proposta de negócio da Motortec Automechanika Madrid, principal Feira Internacional para a Indústria Automóvel em Espanha que irá decorrer de 11 a 14 de Março de 2014 na Feria de Madrid, está a gerar grande interesse. A maioria das empresas que participaram na edição de 2013 já se inscreveram e muitas mais estão seguir o exemplo.

Uma feira para os fornecedores

A Motortec Automechanika Madrid é uma plataforma de negócios eficiente e uma poderosa ferramenta de marketing para as empresas de fornecimento de produtos e serviços para o setor. Com isto em mente, a feira está a fazer todos os esforços para garantir o fluxo máximo de visitantes profissionais.

Os visitantes profissionais da Motortec Automechanika Madrid 2015 vão encontrar todos os produtos e serviços de que estão à procura.



automechanika
 

TRES DECADAS SEAT IBIZA

 

SEAT Ibiza FR 30 Anos

/   Preço chave na mão de 15.800€

/   Repleto de equipamento de série

IBIZA30ANOS Copy A SEAT assinala o 30º aniversário do SEAT Ibiza com uma série especial especifica para Portugal, com base na versão de sucesso FR o Ibiza apresenta nesta Edição especial 30 anos um novo equipamento, tornando-se ainda mais apelativo.

Com um preço de 15.800€ chave na mão, o Ibiza FR 30 anos disponibiliza de série: faróis Bi-Xenon, bancos em alcântara e o pacote preto.

 

Os faróis Bi-Xenon não se limitam a conferir elegância ao design exterior do SEAT Ibiza. Incorporam luzes diurnas com tecnologia LED, são brilhantes, precisos, eficientes e altamente direcionais , assegurando uma iluminação perfeita.  Além disso são automáticos

(sensor de luz), e incluem a função Coming Home + Leaving Home.

 

Os bancos em Alcântara escura são desportivos, têm um excelente apoio lateral e detalhes debruados a vermelho, garantindo um elevado nível de conforto e uma excelente posição de condução.

 

O teto panorâmico, de série na versão FR é uma ampla superfície vidrada que assegura uma grande luminosidade a bordo. Pode ser aberto em duas posições.

 

Destaque ainda para o SEAT Portable  System, um dispositivo multimédia que incorpora Sistema de navegação e bluetooth® com audio streaming. Agora ainda com mais funções, mostrando toda a informação do computador de bordo, leitor de CD e rádio num ecrã tátil de alta resolução.

 

Além deste vasto equipamento, o pacote preto constituído por jantes de 17”, espelhos retrovisores e moldura da grelha frontal em preto, conferem um carácter marcadamente desportivo ao Ibiza FR 30 Anos.

 

SEAT é a única companhia no seu sector com a capacidade total de desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis, em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. As vendas globais da SEAT, em 2013, totalizaram um volume de 355,000 unidades traduzindo-se em 6,473 milhões de euros em receitas, valores recorde na história da marca.

           

O Grupo SEAT emprega 14,000 profissionais nos seus três centros de produção em Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Alhambra em Palmela (Portugal), o Mii em Bratislava (Eslováquia) e o Toledo em Mladá Boleslav (República Checa).

 

A multinacional espanhola também tem um Centro Técnico, um ‘núcleo de conhecimento’, com um total de cerca de 900 engenheiros, que têm como objetivo, contribuírem como força impulsionadora de inovação, do investidor industrial número um em I&D em Espanha. Em linha com o seu compromisso declarado na proteção ambiental, a SEAT baseia a sua atividade central na sustentabilidade, nomeadamente na redução de emissão de CO2, eficiência energética e reciclagem de recursos, bem como a sua reutilização.

 

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TRIAL

 

Aventura Off Road 4x4

Campeonato Nacional de Trial 4x4 

 

   O Clube TT Paredes Rota dos Móveis tem preparado para o próximo mês de outubro mais um grande evento dedicado ao todo-o-terreno.

 

      Se por acaso já viu colado em alguma viatura o autocolante "eu vou" ou viu algum cartaz com o mesmo slogan sabe que a Aventura off road 4x4 está a chegar: são dois fins de semana, no concelho de Paredes, completamente dedicados ao TT.
      Tudo começa no dia 11 de outubro, sábado, com o Passeio TT turístico. Um percurso pelos trilhos do concelho de Paredes que termina no Parque da Cidade. Um passeio que chega em 2014 à sua sétima edição e que já habituou os participantes a muito convívio e também alguma adrenalina.

Rebordosa, a cidade das decisões

    No fim de semana seguinte é altura de encontrar os campeões nacionais de Trial 4x4. Desta vez será a cidade de Rebordosa a ser o palco de todas as decisões. Sábado, dia 18, é altura das habituais verificações técnicas, briefing e parque fechado. A grande final do CNTrial 4x4 2014 está marcada para 19 de outubro e, com muito por decidir, promete ser mais uma jornada memorável!
Rebordosa nunca recebeu uma jornada do nacional e por isso a pista é completamente desconhecida para todos os participantes. Vai ser mais um fator de interesse numa prova tão importante!

    Seja qual for a sua opção, turístico ou competição, participe neste grande evento. As inscrições já estão abertas!

    Mais informações em www.clubettparedes.com

 

Passeio TT Turístico Aventura Off Road 4x4 2014
SÁBADO, 11 DE OUTUBRO 2014
08.00 - 10.00       Abertura do Secretariado Passeio TT Turístico
08.00 - 10.00       Pequeno Almoço na Junta de Freguesia de Paredes
09.30                   Inicio do Passeio TT
11.00 - 12.00       Reforço alimentar Junta de Freguesia de Sobrosa
13.00 - 14.00       Reforço alimentar Junta de Freguesia de Baltar
15.00 - 16.00       Reforço alimentar em Alvre Junta de Freguesia de Aguiar Sousa
18.00                   Fim previsto do Passeio TT Turístico
18.00 - 20.00       Abertura Pista de Obstáculos Parque Cidade de Paredes 
20.00                  Jantar - Paredes Design Hotel

VALOR DAS INSCRIÇÕES: 
Viatura 4x4 | Motos | Quad´s: 25€ por Pessoa
Crianças até 8 anos: Grátis 
Inclui: Pequeno Almoço, Reforço Alimentar, Almoço volante: Porco no Espeto (bebidas não incluídas), Seguros A.C. Pessoais e R. Civil, Apoio logístico, Lembrança e entrada gratuita nos dois dias do Trial 4x4.

Nota: Inscrições limitadas 100 VIATURAS

INSCRIÇÕES: 
Pré-Inscrição on-line: Devem fazer uma pré inscrição no site. 
Até ao dia 8 de Outubro 2014.

INSCRIÇÃO OBRIGATÓRIA: Obrigatório fazer e apresentar a Ficha de inscrição (pdf) preenchida e  assinada pelo condutor.
Pagamento à ordem de Clube TT Paredes Rota dos Móveis no próprio dia ou Transferência Bancaria NIB: 0045 1402 40216459519 21.

 CONTACTOS: 
Percurso: Domingos: 936294689
Percurso: José Costa: 913546447
Percurso: Carlos Lopes: 962795698
Secretariado: Marta Fernandes | 919482968 ; Susana Rocha | 912301388
                      Eurico Nogueira | 912202430
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

Este ano introduzimos algumas alterações que serão com certeza do seu agrado: O Passeio é de Grau Dificuldade MÉDIO, reduzimos ao percurso e aumentamos os momentos de contacto com a natureza.


Campeonato Nacional Trial 4x4Rebordosa/Paredes
SÁBADO, 18 DE OUTUBRO 2014
16.00 - 20.00      Secretariado, verificações técnicas e administrativas
16.00 - 20.00      Parque fechado (Centro da Cidade de Rebordosa)
20.30                  Briefing c/ os pilotos no Auditório da Cooperativa A CELER

DOMINGO, 19 DE OUTUBRO 2014
08.00 - 09.00     Abertura parque fechado
08.00 - 10.00     Secretariado, verificações técnicas e administrativas
09.00                 Deslocação até local da prova
10.00 - 12.00     Prologo para qualificações pré-grelha
12.15                 Publicação de tempos
13.00 - 14.00     Pausa para almoço
14.00 - 14.20     Entrada em Parque Fechado / Grelha de Partida
14.25                 Neutralização/Briefing
14.30 - 17.30     Inicio prova Resistência Campeonato Nacional Trial 4x4 (3 horas)
15.30 - 17.30     Inicio prova de Resistência Classes da Promoção (2 horas)
17.35                 Divulgação das classificações Oficiais Provisórias
18.00                 Divulgação das classificações Finais Oficiosas 
18.00                 Cerimónia de entrega dos prémios
(programa poderá sofrer alteração)

Direcção da Prova e outras Informações:
Clube TT Paredes Rota dos Móveis 
Avenida da Republica nº 3, Paredes             
Manuel Ribeiro – 935104155 ; Fernando Mendes - 961217738
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar site: www.clubettparedes.com

Mais informações e documentos obrigatórios CNTrial4x4:
Antero Bessa | 966501745 |   Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar site: www.cntrial4x4.com 
Secretariado: Vitor Martins | 919 666 501

INSCRIÇÕES:

Classes                                    Valor inscrição                      Pré-inscrição
Campeonato Nacional                     210€                                     180€
Classe Promoção                            110€                                      80€

A Inscrição inclui: 
a) Apoio logístico, Seguro de R. Civil, Seguro Ac. Pessoais, 6 entradas no recinto. 
b) "Pré-inscrição" só será aceite quando esta for inscrita até ao dia 30/09/2014.
c) O fecho das inscrições será até ao dia 11/10/2014.
d) Publicação da Lista Oficial das equipas inscritas será dia 12 de Outubro 2014.
e) Pagamento à ordem de Clube TT Paredes Rota dos Móveis ou Transferência NIB: 0045 1402 40216459519 21.
f)  As Inscrições só serão aceites quando acompanhadas com o respectivo pagamento até ao dia 12/10/2014.
Prémios Extra Campeonato 
Os primeiros classificados de cada classe terão um prémio monetário igual á sua inscrição.

ONDE DORMIR:
Paredes Design Hotel
Rua Central de Mouriz nº 1595 - 4580-597 Paredes 
Telefone: 255 781 521
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar GPS: 40º11`19``N, 8º22`5``W

Paredes Hotel Apartamento 
Rua Almeida Garrett, 4580-038 Paredes  
Telefone: 255 780 490
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar

EMERGÊNCIAS: 
Bombeiros Voluntários de Rebordosa - 22 415 7440 
GNR - 224 441 838 
Centro Saúde de Rebordosa - 224119640 
Hospital Padre Américo (Penafiel) - 255 714 000

 

OLIVEIRA COM DIFICULDADES

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro

 

Helder Oliveira enfrentou prólogo dificil para um 2RM

  • Piloto de Barcelos espera melhorar na corrida
  • Esta é apenas a segunda prova desta nova máquina construida em Portugal

 

Um prólogo muito complicado para uma máquina de duas rodas motrizes ditou que a dupla Hélder Oliveira/Nuno Rodrigues da Silva tenha terminado a primeira etapa da Baja TT Rota do Douro na oitava posição. Para esta que é a quinta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, mas apenas a segunda prova do piloto de Barcelos aos comandos do DEpieres 2RM, a máquina construída por Fernando Santos nas oficinas da Depieres, a expectativa centra-se agora no traçado e no tipo de pisos que os concorrentes irão encontrar amanhã, numa corrida que está a ser organizada pela primeira vez.

 

“Não foi nada fácil este prólogo. As pistas eram escorregadias e estreitas, nada propícias para as características da nossa máquina, salienta Helder Oliveira que acrescenta: “Houve inclusive dois ganchos que só conseguimos fazer com manobra e o tempo perdido foi significativo. Melhorámos um pouco da primeira para a segunda passagem, mas apenas progredimos um lugar na classificação. Estou em crer que amanhã, na corrida, o tipo de pistas será diferente e se assim for poderemos fazer significativamente melhor”.

 

Amanhã os concorrentes da Baja TT Rotas do Douro irão enfrentar uma etapa com partida e chegada a Vila Nova de Gaia, composta de dois troços cronometrados distintos com 203,97 e 93,28 quilómetros respectivamente.

 

Mais informações sobre a prova em www.gas.com.pt e www.bajattrotadodouro.comHlder Oliveira_na_Baja_Rota_do_Douro_Copy
 

KARTING - BRASIL

 

Mineiro Paulo Victor defende liderança no Paulista de Kart,

que entra em sua reta final

   O tempo passa, o automobilismo muda, mas o Paulista de Kart mantém a tradição de ser o mais forte estadual da modalidade no país, reunindo pilotos de vários estados, dispostos a brilhar diante das fabricantes de chassis e motores e dos olhos atentos de quem pode ajudar a dar os próximos passos rumo ao topo. Pois ao longo da história vários mineiros se destacaram neste exigente vestibular, e mais um caminha a passos largos para inscrever seu nome na galeria de campeões. Neste sábado (27), Paulo Victor (Cemig Telecom/Gasmig/Santanense/Hermes Pardini) disputa a rodada dupla com a sétima e a oitava etapas da competição, em Aldeia da Serra. Líder na categoria Júnior, ele sabe que é fundamental manter sua condição já que, depois desta, restará apenas uma etapa, que oferecerá pontuação dobrada.

    Paulo lembra que a tarefa se tornou ainda mais difícil diante do cenário deste ano – com a reforma em Interlagos, principal palco da competição, o circuito de Aldeia se tornou a principal opção e local de treinos. Resumo da ópera: pilotos e equipes conhecem bem o que os espera. "Tem tudo para ser uma etapa muito equilibrada, e os treinos durante a semana mostraram isso. Agora é a hora de fazer tudo certinho e contar mais uma vez com a força do nosso bom equipamento", explica o piloto de Belo Horizonte, que conta com chassi Techspeed e motores preparados pela também mineira RBC.

No último fim de semana, Paulo esteve muito próximo de garantir classificação à final da Seletiva Petrobras – ano passado se tornou o mais jovem da história a conseguir a façanha. Estava entre os três primeiros na prova disputada em São Luís, mas acabou sofrendo um contratempo mecânico na primeira bateria. "Coisa de corrida, acontece. Bola pra frente..."



 

RÓMULO EM 2º

 

Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro de 2014

 

Rómulo Branco foi segundo no prólogo

Piloto luso angolano na expectativa de melhores pistas na corrida

 

Rómulo Branco aos comandos de uma Toyota Hilux averbou esta tarde a 2ª posição na etapa de abertura da Baja TT Rotas do Douro, a quinta jornada do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno.

 

O piloto luso-angolano acompanhado, como vem sendo habitual, pelo seu navegador João Serôdio, efectuou um prólogo pouco propício para a sua máquina e está na expectativa de encontrar, na corrida, pistas que lhe sejam mais favoráveis e que lhe permitam terminar num dos lugares de pódio.

 

“Foi um prólogo disputado num traçado estreito, enrolado, com alguns ganchos e com um piso deveras escorregadio. Não era de todo um troço ideal para a nossa máquina”, salienta o piloto luso angolano Rómulo Branco que acrescenta:

 

“Conseguimos uma boa posição de partida para a corrida de amanhã e que nos permite ter um carro à nossa frente a abrir a pista. Espero, com natural expectativa, que os troços cronometrados que iremos encontrar na segunda etapa sejam todavia mais favoráveis à nossa máquina que os do prólogo que hoje disputámos” refere Rómulo Branco, o piloto que em 2013 se sagrou vice-campeão T2 na Taça do Mundo de Bajas

 

Disputada que está a primeira etapa desta Baja TT Rota do Douro, os concorrentes terão amanhã pela frente uma etapa composta de dois troços cronometrados distintos com uma extensão de 203,97 e 93,28 quilómetros respectivamente. Entre ambos terá lugar um reagrupamento na cidade da Régua.

 

Mais informações sobre a prova em www.gas.com.pt  e www.bajattrotadodouro.com jg141421 Copyjg141428 Copy

 

NOVO VOLKSWAGEN SCIROCCO

 

Volkswagen Scirocco / Scirocco R

Em resumo
Os novos Volkswagen Scirocco e Scirocco R: maior dinamismo
e menores consumos
• O desportivo e bestseller Scirocco está equipado com uma nova gama de motores
• Parte dianteira e traseira redesenhadas; farolins em LED de série
• Os novos motores são 20 Cv mais potentes e com consumos inferiores até 19 por cento
Dez informações importantes do novo Scirocco:
1. O novo Scirocco inicia a comercialização com seis motorizações diferentes: quatro blocos TSI e dois TDI; Todos os motores da nova gama são mais potentes até um máximo de 20 Cv e apresentam consumos com um valor inferior até 19 por cento.
2. Os motores base do Scirocco apresentam um consumo de apenas de 5,4 l/100 km (1.4 TSI, de 125 Cv) e de 4,2 l/100 km (2.0 TDI, de 150 Cv).
3. Todas as versões do Scirocco aumentaram de forma notável a sua potência como ainda a aceleração e a velocidade máxima.
4. O Scirocco 2.0 TSI (180 Cv) com 20 Cv adicionais é 0,6 segundos mais rápido na aceleração 0-100 km/h que o modelo anterior. Um motor que também teve um aumento de 0,6 cm3 (de 1.4 para 2.0 litros).
5. O Scirocco 2.0 TSI (220 Cv) possui um binário máximo de 350 Nm, mais 70 Nm que o modelo anterior de 210 Cv.
6. O Scirocco R de 280 Cv é a versão com maior agilidade e potência de todos os tempos (0-100 km/h em 5,5 segundos equipado com transmissão DSG).

7. Parte dianteira e traseira com um novo desenho, incluindo novos grupos óticos dianteiros, farolins em LED e um novo mecanismo de abertura da tampa da bagageira (na sigla oscilante da VW).
8. Interior modificado com instrumentos adicionais de série em homenagem ao Scirocco original.
9. Alguns dos novos sistemas são: o equipamento de som «Dynaudio Excite», o sensor «Blind Spot» (sistema de advertência da presença de veículos no ângulo morto) e o «ParkAssist» (assistente de estacionamento).
10. A comercialização do novo Scirocco é iniciada agora em Portugal.
Azambuja, 26 de setembro de 2014. Os coupés carismáticos enriquecem cada vez mais o portfólio da gama de modelos da Volkswagen desde há várias décadas. O primeiro modelo deste tipo foi o Karmann Ghia Coupé de 1955, um verdadeiro ícone que destacava um estilismo continuadamente revisto e melhorado até ao final da sua produção em 1974. Nesse mesmo ano chegava ao mercado o sucessor deste clássico: o primeiro Scirocco. Com este veículo, a Volkswagen lançou um novo e ágil coupé no segmento dos desportivos com um preço mais acessível. Em 18 anos – de 1974 a 1992 – foram produzidos um total de 795.734 Scirocco de duas gerações. Um coupé de êxito mundial. No final do verão de 2008, a Volkswagen voltou a lançar no mercado a terceira geração deste lendário desportivo. No final de 2013, haviam sido já produzidos um total de 212.450 Scirocco na Autoeuropa, a fábrica da Volkswagen sedeada nas cercanias de Palmela. Uma geração que voltou a ter um êxito total. A Volkswagen apresenta agora uma nova geração do Scirocco que destaca novas tecnologias e um desenho reformulado. Um coupé que continua a apresentar todos os pergaminhos que lhe permitiram alcançar tamanho sucesso em gerações anteriores: ágil e dinâmico para uma utilização no dia-a-dia, sendo ainda um luxuoso desportivo para circular em estrada ou auto-estradas (motores até uma potência de 280 Cv). Em suma, um carismático e polivalente veículo com um portão traseiro de generosas dimensões e uma bagageira com uma volumetria variável entre 312 e 1.006 litros.

Mais potente – seis motores até 280 Cv
• Potência incrementada até 20 Cv. Todas as motorizações da gama são agora mais potentes e mais económicas. O leque ascendente de potência dos quatro blocos TSI (gasolina) e de dois TDI (diesel) é a seguinte: 125 Cv (TSI), 150 Cv (TDI), 180 Cv (TSI), 184 Cv (TDI), 220 CV (TSI) e 280 Cv (TSI do Scirocco R). Os novos modelos Scirocco 2.0 TSI e Scirocco R são as versões que apresentam maior aumento de potência (de 20 e 15 Cv): agora 180 Cv (anteriormente de 160 Cv no 1.4 TSI) e 280 Cv (anteriormente 265 Cv), respetivamente. Com o incremento da potência melhoraram também claramente as prestações. A nova versão de 180 Cv acelera de 0-100 km/h em apenas 7,4 segundos (anteriormente 8,0 segundos) alcançando uma velocidade máxima de 227 km/h (melhoria de 9 km/h). Por sua vez, o Scirocco 2.0 TDI de 150 Cv melhorou a sua aceleração em 0,7 segundos (agora de 8,6 segundos) e a velocidade máxima de 207 para 215 km/h (versão equipada com caixa manual de velocidades).
• Mais eficientes até 19 por cento. Os seis motores turbo de injeção direta integram a nova família de motores de 4 cilindros da Volkswagen, sendo mais eficientes até 19 por cento. Estão já em conformidade com a norma europeia EU6. Todas as versões do Scirocco com potências até 220 Cv estão equipadas de série com o sistema «Start/Stop». Além disso, estas versões utilizam a energia de travagem (modo de recuperação) para carregar a bateria e para que os motores possam trabalhar da forma mais eficiente possível. Se o modelo estiver equipado com uma transmissão automática de dupla embraiagem acontece uma poupança de energia através da função “roda livre” (até 220 Cv). A versão mais económica do Scirocco com motor a gasolina é a 1.4 TSI de 125 Cv, apresentando um consumo médio de 5,4 l/100 km. Entre a oferta diesel, o potente Scirocco 2.0 TDI de 150 Cv é o mais económico com um consumo médio de 4,2 l/100 km. Apesar desta eficiência de consumo, os dois blocos TDI adaptam-se perfeitamente ao carácter desportivo do Scirocco como demonstra os impressionantes valores na aceleração 0-100 km/h: 8,6 segundos (150 Cv) e 7,5 segundos (184 Cv).
PRESS RELEASE
6
www.volkswagen-media-services.com www.volkswagen.pt
Mais atrativo – Dianteira e traseira redesenhadas
• Visual exterior mais distinto. As formas mais distintas do exterior do novo Scirocco são a parte dianteira e traseira com redesenhadas formas, que integram novos faróis H7 ou faróis opcionais bi-xénon com iluminação dinâmica em curva, luz de condução diurna LED e farolins em LED de série. A sigla VW oscilante, posicionada no portão traseiro, serve de fecho de abertura/fecho da bagageira.
Mais elegante – Novos componentes de equipamento
• Interior melhorado. O interior do coupé oferece, entre outros detalhes, novos revestimentos em tecido ou couro, novas cores para os bancos, assim como bancos desportivos e volantes desportivos revestidos em couro (adotados do Golf GTI) de série. Alguns dos componentes técnicos que equipam o interior são um sistema de som “Dynaudio Excite”, o sensor “Blind Spot” (sistema de advertência de veículos no ângulo morto / brevemente disponível) e o assistente de estacionamento “ParkAssist”. Novidades são também os instrumentos adicionais de série (manómetro da pressão do turbo, cronómetro e o indicador da temperatura do óleo do motor) em homenagem ao Scirocco original.
• O Scirocco chega agora a Portugal. A Volkswagen continua a produzir também o novo Scirocco na Autoeuropa. O desportivo - com seis variantes de motor – é proposto nos modelos a gasolina com preços entre 28.011,45 euros (1.4 TSI de 125 Cv) e 50.732,32 euros (Scirocco R 2.0 TSI DSG). Os valores das versões diesel estão compreendidos entre os 40.291,33 euros (2.0 TDI de 150 Cv) e os 46.089,76 euros (2.0 TDI DSG de 184 Cv).

Aspetos principais – Exterior
O potente coupé hatchback
• O Scirocco destaca a parte dianteira e traseira redesenhadas
• O Scirocco está equipado com novos grupos óticos e farolins em LED
• Novas jantes em liga leve de 17, 18 e 19 polegadas
O desenho das formas transmite um visual desportivo completo do Scirocco. Através da sua inconfundível silhueta, das características da traseira, da apelativa parte dianteira e das suas atrativas proporções, o desenho exterior do coupé evidencia uma extrema agilidade traduzida num enorme prazer de condução. À semelhança do Scirocco da primeira geração, esta mais recente e terceira geração do desportivo é também um ícone estilístico que os técnicos da Volkswagen melhoraram.
Nova parte dianteira. Linhas com formas precisas, uma nova assinatura dos faróis e aerodinâmicos «Blades» (elementos aerodinâmicos ao estilo do Golf GTI), posicionados nas partes laterais dos para-choques, combinam-se para criar um novo desenho ótico da parte dianteira do novo Scirocco. O novo Scirocco oferece um visual mais torneado e largo através das superfícies do para-choques pintadas da cor da carroçaria em vez da habitual tonalidade preta. Se a cor da carroçaria do Scirocco for de tonalidade clara, o chamativo detalhe de contraste são os afilados «Blades» e molduras em preto posicionadas em direção para a parte superior. A grande entrada de ar, situada na área inferior da dianteira, e a entrada de ar superior são também em preto e com um novo desenho. Em conjunto com o XL1 e o Beetle, o Scirocco é, também, o único modelo da Volkswagen que possui a sigla da VW posicionada no capot do motor. Com a finalidade de proteger melhor a dianteira contra pequenos danos provocados em manobras de estacionamento, o Scirocco está também equipado com o sistema ParkPilot, o qual indica através de sensores montados no para-choques a distância em relação a obstáculos situados à frente do veículo emitindo sinais acústicos.

Novos faróis. A característica típica de cada Volkswagen é um marcante desenho dos faróis. E a impressão digital de luminosidade do Scirocco não é exceção, particularmente em modelos equipados com os novos faróis bi-xénon com iluminação dinâmica em curva. Os engenheiros e os designers integraram um estreito e convexo contorno LED, debaixo do módulo xénon, que surte o efeito como se tratasse de uma pálpebra, assumindo a função da luz de condução diurna. Na área exterior do para-choques foram montados, em separado, os intermitentes, os faróis de nevoeiro e, no nível de equipamento base, a luz de condução diurna. Os elementos estão separados visualmente pelas denominadas lâminas «Blades». O revestimento da entrada de ar da ventilação inferior, pintado na cor da carroçaria, acentua ainda mais a largura do veículo. Além disso, o novo desenho da parte dianteira confere ao Scirocco uma postura ainda menor em relação ao piso da estrada.
Nova parte traseira. O ADN de desenho da marca baseia-se na aplicação de elementos de desenho horizontais para acentuar a largura, quer na zona frontal quer na área traseira. No novo Scirocco este efeito é reforçado através dos farolins em LED completamente novos e num portão da bagageira também com um novo desenho. Os contornos trapezoidais dos farolins afunilam-se em direção ao centro do veículo e com o seu contorno luminoso em forma de “C” estendem-se ainda mais para o portão traseiro que, por sua vez, está equipado com um contorno luminoso horizontal debaixo do farolim que refrata a luz debaixo do bordo da janela. Este vigoroso e preciso desenho integra um novo difusor preto que transmite ao para-choques do Scirocco um aspeto plano e com proporções mais baixas. Detalhe prático: a sigla VW é aberta para cima quando se pressiona o eixo central, convertendo-se no fecho de abertura do portão da bagageira (protegido contra a sujidade). À semelhança do que acontece com os farolins, a iluminação da chapa da matrícula traseira também apresenta tecnologia LED.
Novas jantes e cores. O perfil lateral é destacado por novas jantes em liga leve de 17 polegadas («Shanghai») e de 18 polegadas («Lisboa» e «Salvador»). O Scirocco está equipado de série com jantes em liga de 17 polegadas «Long Beach» e pneus na dimensão 205/50 R17 no nível de equipamento denominado Scirocco. As jantes liga leve

"Lisboa" de 18 polegadas, com proteção anti roubo e pneus 235/40 R 18 são propostas no nível Sport, enquanto no nível R são oferecidas de série as jantes de liga leve “Cadiz“ de 18 polegadas, com proteção anti roubo, e pneus 235/40 R 18. Opcionalmente e como novidade, o coupé pode ser equipado com as lendárias jantes em liga de 18 e 19 polegadas do tipo «Talladega» que, anteriormente, apenas estavam disponíveis para o Scirocco R. O Scirocco R pode, em opção, ser equipado com jantes de 19 polegadas. Cinco das treze cores da paleta de oferta são novas: três sólidas (“Branco Pure”, “Vermelho Flash” e “Cinzento Urano”) e duas metalizadas (“Violeta Regal” e “Dourado Pyramid”).
Equipamento exterior de série. O equipamento exterior oferece de série, entre outros componentes, chassis desportivo, suspensão desportiva (rebaixada em 15 mm no Scirocco R), jantes em liga de 17 polegadas, indicadores de mudança de direção em LED nos espelhos retrovisores, entradas de ar frontais com grelha em malha de ninho de abelha, antena e aileron no tejadilho, iluminação em LED na chapa da matrícula traseira, farolins em LED em tonalidade vermelha escurecida, dupla ponteira dos tubos de escape (cromados, a partir de 220 Cv) e vidros de isolamento térmico de cor verde.
Exterior do Scirocco R. O Scirocco R, modelo exclusivo da gama, caracteriza-se por um desenho com elementos personalizados: além dos componentes já referidos anteriormente destaque para os para-choques dianteiro e traseiro com design "R"; pinças de travão em preto com logotipo "R"; ponteira de escape cromada, esquerda e direita; caixa do espelho retrovisor em cinzento "matte". Na parte dianteira destaque para as três grandes entradas de ar em cor preto brilhante, os faróis bi-xénon com iluminação dinâmica em curva, faróis diurnos de condução com iluminação em LED e os já referidos indicadores de mudança de direção em LED nos espelhos retrovisores. De referir, ainda, os estribos das portas do tipo “R” e a sigla R na grelha dianteira e no portão traseiro.

Aspetos principais – Interior
Desportivo e ergonómico tablier
• Novos instrumentos, novos volantes, novas cores e materiais
• Instrumentos adicionais de série em homenagem ao Scirocco original
• O nível de equipamento «R» confere mais dinamismo ao interior
O interior do novo Scirocco foi melhorado em variados aspetos. Num primeiro olhar desperta imediatamente a atenção o desenho otimizado do tablier no lado do passageiro que prolonga o comprimento do painel de instrumentos visualmente através de um preciso contorno horizontal. As saídas dos difusores de ar e o painel central em “Prata Titânio”, posicionados em redor do opcional sistema de navegação são agora embutidas no painel de instrumentos, acentuando a excelente qualidade e exclusividade dos acabamentos premium do interior. À semelhança de alguns modelos, como o Golf GTI, o Scirocco oferece agora um novo painel de instrumentos com aspeto tubular. Os instrumentos com novo grafismo estão elegantemente emoldurados com um “olhar de alumínio” ("Prata Titanium"). O design dos volantes também foi herdado Golf GTI. Por cima da consola central estão posicionados três instrumentos adicionais: o manómetro da pressão de sobrealimentação, um cronómetro e um indicador da temperatura de óleo do motor. Estos instrumentos são uma homenagem ao Scirocco original que, dependendo da versão de equipamento, possuía dois instrumentos adicionais na zona inferior da consola central. Além disso, o novo Scirocco oferece novamente de série o sistema de ar condicionado “Climatic” (“Climatronic” com regulação da temperatura de duas zonas nos níveis Sport e R), sistema de ajuda ao arranque em subidas ("Hill Hold Control") e bancos desportivos.
Elementos decorativos, revestimentos e cores desportivas. Na zona do travão de estacionamento está posicionado um compartimento de arrumação que possui uma

tampa de correr. Não é coincidência que o novo elemento decorativo opcional «Checkered Flag», situado no painel central esteja visualmente com o mundo do Golf GTI. Mesmo assim, os bancos foram também redesenhados com novos revestimentos: tecido «Matthew» (com um desenho quadriculado e partes laterais do banco em preto titânio); a oferta completa também bancos desportivos "Race"/ "San Remo" (tecido / tecido microfibra) e bancos desportivos em couro (em opção) “Vienna" ou bancos desportivos em couro tipo "baquet" (em opção) "San Remo"/ "Vienna". Outra novidade é a cor clara do revestimento “Ceramique»” que é proposta como contraste ao «Preto» para a área inferior do painel de instrumentos, dos revestimentos das portas e da consola central.
Equipamento interior muito funcional de série. Outros componentes de série propostos no Scirocco são as inserções decorativas em «Prata Titânio» para o tablier, bancos dianteiros desportivos com regulação em altura, bancos com superfície lisa em tecido "Matthew", programa eletrónico de estabilidade (ESP) com apoio de contra-brecagem e ABS com assistência à travagem (ASR, EDS, MSR), sistema de airbags de proteção da cabeça para os passageiros à frente e atrás, incluindo airbags laterais à frente, indicador multifunções "Plus", medidores de pressão do turbo, temperatura do óleo e cronómetro, indicador da pressão dos pneus, faróis de nevoeiro, sistema auxiliar de entrada "Easy Entry", porta-luvas com fecho (e iluminação e função de refrigeração), espelhos retrovisores com regulação elétrica e desembaciador em separado (não esférico do lado do condutor), comando à distância por rádio para o fecho centralizado (2 chaves retráteis com comando por rádio e abertura e fecho das janelas e da tampa da bagageira através de comando à distância por rádio) e iluminação do painel de instrumentos em branco (regulável). Destaque também para o interface de multimédia MEDIA-IN, no apoio de braços central dianteiro, para ligação de suportes de dados externos, como dispositivos de armazenamento USB, leitores MP3 certificados para porta USB e iPods; comando e indicação através do respetivo sistema de rádio ou de rádio-navegação, formatos áudio suportados: MP3, WMA, OGG Vorbis e AAC (ligação iPod apenas através de cabo de adaptação adicional - tomada 30 pin's ou tomada Lightning) e o pacote "Light & Vision" (2 luzes na zona dos pés, à frente, faróis automáticos com função “Coming home” e “Leaving home”, espelho retrovisor interior com função automática anti-encandeamento, sensor de chuva) e ainda volante em couro multifunções (3 raios) estilo

GTI com possibilidade de comando das mudanças, indicador multifunções, rádio e telefone (apenas para modelos com caixa de velocidades de embraiagem dupla DSG). O nível de equipamento Scirocco oferece de série o sistema de rádio “RCD 310”, 8 altifalantes, 4 x 20 Watts, leitor de CD, sintonizador duplo com função diversity para a melhor receção rádio, altifalantes à frente e atrás, reprodução de MP3 com visualização de faixas, interface de multimédia AUX-IN na consola central.
O nível Sport e o Scirocco R acrescentam de série e em conjunto o sistema de rádio “RCD 510”, 8 altifalantes, 4 x 20 Watts, carregador de 6 CDs, sintonizador duplo com função diversity para a melhor receção rádio, altifalantes à frente e atrás, reprodução de MP3 com visualização de faixas, interface de multimédia AUX-IN na consola central, memória de tráfego para consultar os últimos quatro minutos (TIM: Traffic Information Memory); preparação para telemóvel Bluetooth e sistema de mãos livres com ligação a microfone e aos altifalantes do veículo; sistema de regulação da velocidade (Cruise Control), pacote de espelhos, com rebaixamento do espelho retrovisor do lado do passageiro, (o mesmo equipamento que no pacote Light & Vision, mas a acrescentar) espelho retrovisor exterior eletricamente retráctil com iluminação da zona circundante e rebaixamento do espelho retrovisor do lado do passageiro, Park Pilot (sinais sonoros de aviso em caso de existência de obstáculos à frente e a atrás com indicação no visor do rádio ou do sistema de rádio-navegação), sistema de alarme anti-roubo “Plus” (com imobilizador eletrónico do motor, monitorização do habitáculo, buzina de segurança e proteção anti-reboque).
Interior do Scirocco R ainda mais personalizado. À semelhança do exterior, também o interior do Scirocco R possui o cunho dos modelos “R” da Volkswagen. Alguns dos equipamentos personalizados são os revestimentos dos bancos em tecido "Race" com logótipo “R” nos encostos de cabeça dianteiros, pedaleira em aço inoxidável "Volkswagen R", tejadilho interior em preto, inserções decorativas “Carbon Touch” e aplicações em “Piano Black” brilhante (painel do auto-rádio, volante desportivo multifunções em couro e puxadores interiores das portas). Um dos elementos tradicionais são as agulhas azuis da instrumentação “R” e os estribos das portas em alumínio com o logótipo “R”.

Aspetos principais – Equipamentos opcionais
Mais conforto e maior dinâmica
• O Scirocco oferece agora o «Light Assist» e sistema de som Dynaudio
• O assistente «ParkAssist» ajuda o condutor em manobras de estacionamento enquanto o sensor «Blind Spot» permite ultrapassagens mais seguras
• Novo sistema de som Dynaudio com potência total de 400 watts
O novo Scirocco pode ser ainda mais personalizado através de uma ampla variedade de equipamentos opcionais. Casos do sistema de som «Dynaudio Excite» de 400 watts, o sensor «Blind Spot» e o assistente de estacionamento «ParkAssist». Resumo das funções principais:
Sensor Blind Spot*. Este sistema pode contribuir para a prevenção de acidentes graves. Os sensores «Blind Spot» alertam o condutor da presença de veículos ao lado do Scirocco ou da aproximação de veículos no ângulo morto do mesmo através de LED’s montados nos extremos das carcaças dos espelhos retrovisores exteriores. O símbolo acende-se quando se aproxima um veículo pelo ângulo morto. Se o condutor liga o intermitente confirmando a sua intenção de mudar de faixa de rodagem na direção em que se aproxima o veículo detetado pelo sistema, o aviso começa a piscar como seguinte nível de advertência. Tal contribui para reduzir o risco de colisão durante as mudanças de faixa de rodagem. O sistema, ativo a partir de uma velocidade de 30 km/h, “observa” tudo o que acontece ao redor do Scirocco numa distância de aproximadamente 20 metros através de sensores de radar.
*O “Blind Sport” vai estar brevemente disponível.
Assistente de Estacionamento “Park Assist”. A última geração da versão do sistema de estacionamento assistido não só possibilita estacionar o veículo em lugares paralelos à

via como também em lugares perpendiculares. Possui também uma função de travagem e arranque do lugar de estacionamento. O sistema funciona até 40 km/h de velocidade, bastando pressionar um botão na consola central. O condutor indica ao sistema o lado da via em que vai estacionar ligando o indicador de direção desse mesmo lado. Quando o “Park Assist” deteta um estacionamento suficientemente grande através dos sensores ultra-sónicos pode iniciar-se o estacionamento assistido. O condutor engrena a marcha-atrás e depois só tem de acelerar e travar, o Scirocco encarrega-se da direção. O condutor é também ajudado por sinais acústicos e indicações visuais no ecrã do sistema multifunções. O sistema é ainda capaz de travar o veículo no caso de uma colisão iminente.
Light Assist. O sistema “Light Assist” deteta os veículos que circulam à frente ou em sentido contrário ao Scirocco através de uma câmara situada no para-brisas e regula a ligação e desligamento dos “máximos” automaticamente segundo seja necessário (a partir de uma velocidade de 65 km/h).
Suspensão adaptativa eletrónica do chassis “DCC”.
O Sistema de Suspensão Adaptativa Eletrónica “DCC” (Dynamic Chassis Control) enquadra-se de uma forma ideal às características de um desportivo como é o Scirocco. Este sistema adapta a suspensão de cada roda permanentemente e de forma individual através dos sinais que recebe dos três sensores de medição do percurso percorrido pelas rodas e dos três sensores de aceleração. Durante os processos de aceleração, travagem e direção, a suspensão fica mais rígida em milésimos de segundo para cumprir as exigências dinâmicas de uma condução otimizada. Através desta regulação automática, o sistema “DCC” oferece um claro aumento de conforto em situações com uma dinâmica de condução menos exigente, solucionando assim o conflito entre a dinâmica e o conforto de condução. Para adaptar o sistema “DCC” às exigências individuais do condutor estão disponíveis três modos de regulação: “Normal” (neste programa toas as funções de regulação estão ativadas), “Desportivo” e “Confort”.
XDS. O bloqueio eletrónico do diferencial “XDS” (de série no Scirocco R) é uma função integrada no sistema eletrónico de controlo de estabilidade (ESC) que melhora o

comportamento e a aderência na condução em trajetos sinuosos, equilibrando o veículo para uma dinâmica mais “neutra” e prevenindo a potencial patinagem das rodas que estão do lado de dentro da curva e que, por isso mesmo, não estão em carga. A eletrónica inteligente deteta aquela situação informando o sistema hidráulico do “ESC” que cria uma pressão de travagem sobre a roda, estabelecendo assim novamente uma tração otimizada. Deste modo, o “XDS” atua como bloqueio de diferencial, equilibrando a típica sobreviragem dos veículos de tração dianteira quando se aborda uma curva a maior velocidade. Ao mesmo tempo, o “XDS” atua em todas as situações encontradas na estrada, inclusive sobre neve em que permite um melhor e mais preciso comportamento de condução.
Sistema de arranque em subidas. O assistente de arranque em subida “Hill Hold Control” (integrado no bloqueio do diferencial eletrónico XDS) é proposto de série e permite ultrapassar facilmente os arranques em estradas de grande inclinação. Este sistema ajuda o condutor no arranque do Scirocco, uma vez que evita que deslize para trás e que o motor se desligue.
Sistema de som Dynaudio Excite. Este sistema de som foi desenvolvido especialmente para o Scirocco: possui um amplificador digital de 8 canais e uma potência total de 400 watts. Graças a oito altifalantes de topo de gama e ao subwoofer, o Scirocco converte-se numa verdadeira sala de concertos sobre quatro rodas.
Equipamento em couro “Vienna”. O equipamento em couro “Vienna” é proposto em opção. Neste caso, os bancos são propostos com apoios lombares reguláveis e elétricos, aquecimento nos bancos dianteiros, biseles cromados nos comandos giratórios da iluminação, inserções cromadas nos comandos de regulação dos espelhos retrovisores e dos vidros elétricos e um teto interior em preto. Em alternativa, o equipamento «Vienna» pode também ser adquirido em “Carbon Style”. Neste caso, a parte central dos bancos possuem um desenho com uma tonalidade em carbono.
Pacote Exterior «R-Line»*. A Volkswagen oferece também um pacote especialmente desportivo para o interior e exterior do novo Scirocco denominado “R-Line”. O pacote

exterior caracteriza-se pela montagem de para-choques personalizados ao estilo “R” (à frente com faróis de nevoeiro integrados na grelha e entrada de ar da ventilação em preto brilhante), guarda-lamas mais musculados e um aileron traseiro com desenho “R”. Também oferece jantes em liga leve de 18 polegadas “Salvador” com pneus na dimensão 235. A grelha do radiador inclui a sigla “R-Line”, indicando assim o equipamento desportivo adicional desta variante do Scirocco.
* Brevemente disponível.
Pacote Interior «R-Line». O pacote “R-Line” para o interior pode ser adquirido em separado e oferece os seguintes componentes: teto interior em preto, inserções decorativas para o tablier em “Carbon Touch”, faixas em alumínio nos estribos das portas com o logótipo “R-Line”, volante desportivo em couro personalizado e com inserções decorativas de alumínio, pedaleira em aço inoxidável, revestimentos dos bancos com desenho “Race” (área interior das costas em microfibra) e o logótipo “R-Line” nas costas dos bancos.
Equipamento em couro R-Line «Vienna». Outra das possibilidades de personalização que oferece o pacote interior do novo Scirocco é o equipamento em couro R-Line “Vienna”. As bandas centrais dos bancos e a parte interior dos mesmos são revestidos com um elegante couro de cor preta. O elemento de contraste é encontrado nas costuras decorativas em “Cinzento Cristal”. Neste caso, os apoios de cabeça incluem um elegante logótipo “R-Line”. O pacote inclui ainda: biseles cromados nos comandos da iluminação, inserções cromadas nos comandos dos espelhos retrovisores e dos vidros elétricos, assim como apoios lombares elétricos e reguláveis (à frente).
Teto de abrir panorâmico. Com o teto de abrir panorâmico opcional desenvolveu-se um sistema que aproveita ao máximo a superfície disponível do tejadilho (desde o pilar A até ao montante B) e oferece um interior muito luminoso. O teto pode abrir-se até 39 mm, bastando pressionar um botão, que facilita a entrada de luz natural no interior. O vidro termorefratário pintado só permite a passagem de cerca de 8,2 por cento dos raios UVA e 2,8 por cento do calor incidente, ao mesmo tempo que reflete 93% da luz, pelo que não será praticamente necessário a utilização de uma persiana.

Aspetos principais – Motores
Potência incrementada até 20 Cv
e 19 por cento mais económicos no consumo
• Todos os motores para o Scirocco foram totalmente revistos e oferecem uma potência até 280 Cv
• Os novos motores EU6 melhoram as prestações de condução do Scirocco
• O novo motor a gasolina (TSI) de 180 Cv apresenta um consumo médio de apenas 6,0 l/100 km
Todos os motores do novo Scirocco foram totalmente revistos ou redesenhados. A gama de motorizações oferece quatro blocos a gasolina e dois blocos diesel sobrealimentados, com injeção direta, quatro cilindros e quatro válvulas. Em comparação com os motores do modelo anterior, os blocos turbo são cerca de 19 por cento mais eficientes e económicos em termos de consumo de combustível, além de todos estarem já em conformidade com a norma europeia de emissões EU6. Todos os novos Scirocco com uma potência até 220 Cv estão equipados de série com o sistema “Start/Stop”. Também de série: o modo de recuperação de energia de travagem. Apesar da redução de consumo, os motores caracterizam-se por um aumento de potência. Todas as versões do novo Scirocco oferecem prestações melhoradas. À exceção da versão base (1.4 TSI), todos os motores do Scirocco podem ser oferecidos com a transmissão automática DSG de dupla embraiagem. O Scirocco possui tração dianteira em todas as versões.
Motores a gasolina com potências entre 125 e 280 Cv. Os quatro motores TSI (turbo a gasolina de injeção direta) oferecem potências de 125 Cv, 180 Cv e 220 Cv. O motor mais potente (280 Cv) equipa o Scirocco R. O bloco 1.4 TSI com uma potência de 125 Cv faz a sua estreia na gama Scirocco. Esta motorização consome menos 1,0 l/100 km que o seu

antecessor e acelera o Scirocco até uma velocidade máxima de 203 km/h. Outra novidade na nova geração deste Coupé é o motor 2.0 TSI de 180 Cv, continuando a ser comercializado na Europa o bloco 1.4 TSI de 160 Cv. Apesar de oferecer mais 20 Cv no valor da potência e de acelerar o Sricocco até uma velocidade máxima de 227 km/h (modelo anterior 218 km/h), o novo motor apresenta uma poupança de 0,6 litros, em comparação com a versão de 160 Cv. A nova gama propõe também o motor 2.0 TSI de 220 Cv adotado do Golf GTI, destacando uma redução de consumo de 1,4 litros, em comparação com o modelo anterior. Ou seja, apresenta uma eficiência superior em 19 por cento. Equipado com este motor, o Scirocco 2.0 TSI acelera de 0-100 km/h em apenas 6,5 segundos e atinge uma velocidade máxima de 246 km/h (com caixa manual). O potente Scirocco R de 280 Cv é ainda mais rápido, acelerando dos 0-100 km/h em 5,7 segundos equipado com caixa manual (5,5 segundos com transmissão automática DSG). O novo Scirocco R é 0,3 segundos mais rápido que o modelo anterior.
Os motores diesel oferecem potências de 150 e 184 Cv. A partir de agora, os dois blocos TDI do Scirocco oferecem potências de 150 Cv e de 184 Cv. Os dois motores destacam baixos consumos: 4,2 l/100 km e 4,4 l/ 100 km, respetivamente (versões com caixa manual). A redução do consumo em comparação com os motores de menor potência do modelo anterior (140 e 177 Cv) é de 0,6 litros (150 Cv) e de 0,7 litros (184 Cv),respetivamente. Os potentes blocos turbodiesel (binários máximos de 340 Nm e 380 Nm) transmitem ao Scirocco ser um veículo excecionalmente desportivo. Equipado com o motor 2.0 TDI de 184 CV, o coupé acelera de 0-100 km/h em apenas 7,5 segundos alcançando uma velocidade máxima de 230 km/h.
Quatro TSI e dois TDI. Dados de rendimento, aumento de potência, valores de consumo e melhores prestações dos motores:
1.4 TSI de 125 Cv. O novo motor base do Scirocco – 1.4 TSI de 125 Cv – é exatamente 1,0 litro mais económico que o bloco que equipava o modelo anterior com uma potência de 122 Cv. O ágil motor turbo apresenta um consumo médio de apenas 5,4 l/100 km (CO2: 125 g/km). Este modelo desenvolve a potência máxima entre as 5.000 e as 6.000 rpm, enquanto o binário máximo de 200 Nm acontece entre as 1.400 e as 4.000 rpm. O
Volkswagen Scirocco_R_01_CopyVolkswagen Scirocco_R_03_CopyVolkswagen Scirocco_R_02_Copy

 

MIGUEL OLIVEIRA COM QUALIFICAÇÃO RENHIDA

 

Miguel Oliveira antecipa qualificação renhida


Piloto português com resultados positivos no primeiro dia de trabalho em Aragón



 


 GH16125_Copy No primeiro dia de trabalhos para a 14ª etapa do Campeonato do Mundo de Moto GP, em Aragão, Miguel Oliveira fez o 3º melhor tempo na primeira sessão de treinos livres, terminando o dia com a 7ª melhor marca (1m59.157s), a pouco mais de 3 décimas da frente assumida por Rins. Os testes realizados ao longo da semana, referentes aos novos componentes no corpo de injeção revelam, ainda, algumas falhas apontadas pelo piloto, apesar dos resultados terem sido positivos em pista, e de ter ficado três posições à frente do atual líder do campeonato, Jack Miller.

Nos primeiros treinos de preparação para a disputa do GP Movistar de Aragón, no próximo domingo, Miguel Oliveira conseguiu uma marca de 1.59,157s, muito próxima do líder do dia, voltando a dar mostras do seu comprometimento e empenho ao volante da Mahindra. À saída dos treinos, revelou estar satisfeito com os resultados do dia: “Hoje o primeiro dia correu bastante bem. Tivemos uma primeira sessão sempre dentro dos três primeiros lugares e num bom ritmo, embora um pouco longe do 1º lugar. Já na segunda sessão conseguimos melhorar bastante (mais de um segundo do nosso tempo) e no final acabei em 7º com a diferença muito reduzida para o 1º lugar (apenas 3 décimas) o que nos deixa contentes.” começa por resumir o piloto de Almada.

Miguel Oliveira conseguiu, logo desde o início do dia, mostrar o empenho, trabalho e motivação que trouxe para a preparação deste Grande Prémio, muito embora reconheça que existem afinações a fazer: “Ainda tenho alguns problemas com a moto na travagem. A seguir ao Grande Prémio de Misano experimentámos alguns componentes novos no corpo de injeção e decidimos continuar com esse trabalho aqui em Aragón, mas até ao momento não está a resultar a 100% e estamos a ponderar voltar ao que tínhamos. Portanto ainda não estou contente a 100%, mas estou confiante para amanhã.”

A cinco corridas do final do campeonato, e depois de algumas afinações feitas pela Mahindra na MGP3O, à saída de Misano, o piloto português espera uma qualificação bastante competitiva, à semelhança do que tem vindo a acontecer, mas mantém também o bom presságio para os próximos desempenhos: “Temos estado sempre na frente em todas as sessões portanto amanhã eu e a equipa vamos dar tudo por tudo para fazer uma boa qualificação.”

A terceira sessão de treinos livres está marcada para amanhã às 08h00 e a qualificação para as 11h35, hora de Lisboa.

 

NOVO AUDI A 7 SPORTBACK

 

O novo Audi A7 Sportback


Elegância e distinção


• Porte atlético e elegância com grande estilo
• potentes motores altamente eficientes com potências entre 210 Cv e 333 Cv
• S7 Sportback debita uma potência de 450 Cv e oferece a inovadora tecnologia COD
A Audi não poupou esforços na atualização do A7 Sportback. O espaçoso coupé de cinco portas é agora ainda
mais potente e atraente - graças às novas configurações de motores, novas transmissões, novos faróis e novos
sistemas de informação e entretenimento. O novo A7 Sportback combina o apelo emocional e desportivismo de
um coupé com o conforto de uma limousine e com os benefícios funcionais de um Avant.
Quando a Audi apresentou o A7 Sportback em 2010 já estabeleceu novos padrões em design, abrangendo uma
estética atlética e uma elegância com o máximo estilo. O seu longo capot do motor e desportivismo, os fluídos pilares
C e a acentuada extremidade da parte traseira criaram uma dinâmica impressão global. A versão revista do modelo de
cinco portas, com um comprimento de 4,97 metros, possui agora características adicionais ainda mais marcantes
aliadas a um verdadeiro desportivismo.
As mudanças mais marcantes são encontradas na grelha singleframe, para-choques, saídas do escape e nos faróis. A
tecnologia LED é agora de série; o Cliente pode também (em opção) solicitar os faróis Matrix LED, que iluminam a
estrada de forma ideal, sem causar o encandeamento dos outros utentes. Em combinação com os Matrix LED, as luzes
intermitentes dianteiras são dinâmicas; as quais são de série nos farolins traseiros.

A carroçaria do novo Audi A7 Sportback é constituída principalmente por componentes de alumínio e aço de alta
tecnologia. É extraordinariamente leve e foi projetado para os ocupantes usufruírem do máximo conforto, mesmo em
termos de insonorização. A volumetria da bagageira, cuja longa tampa pode ser acionada eletricamente, tem uma
capacidade de 535 litros. Quando os encostos dos bancos traseiros estão rebatidos a capacidade chega aos 1.390
litros.
O estilo desportivo do exterior encontra eco no interior do veículo. O elemento dominante é a linha horizontal
circundante ao condutor e passageiro. O painel de instrumentos transmite uma impressão de leveza e elegância. Os
novos materiais interiores, incluindo as inserções decorativas em alumínio / Beaufort e o couro Valcona também estão
em destaque. A paleta de cores foi redesenhada, oferecendo cinco opções de cores, mesmo para os bancos.
O novo Audi A7 Sportback transmite a máxima confiança e conforto para uma condução descontraída. Os bancos
dianteiros podem ser opcionalmente equipados com funções de ventilação e massagem, propondo a Audi quatro
versões de bancos. O sistema de MMI radio é de série; pode ser complementado com a opção head-up display que
projeta todas as informações importantes no para-brisas.
Potência e eficiência: dois blocos TFSI e três motores TDI
Numa fase inicial, a Audi oferece o novo A7 Sportback com uma escolha de cinco potentes e eficientes motores: dois
blocos a gasolina e três motores diesel. As potências estão compreendidas entre os 218 Cv (160 kW) e os 333 Cv (245
kW). Todas as motorizações estão em conformidade com a norma EU6. Muitos detalhes do motor 3.0 TDI clean diesel
com 272 Cv (200 kW) foram recentemente desenvolvidos. Na versão "ultra", com 218 Cv (160 kW) e tração dianteira,
este motor V6 de 3.0 litros apresenta um consumo médio de apenas 4,7 l/100 km, o que corresponde a emissões de
CO2 de 122 g/km. O motor topo de gama, o V8 4.0 TFSI, está disponível no Audi S7 Sportback. Debita uma potência de
450 Cv (331 kW) e utiliza a inovadora tecnologia COD (cylinder on demand) de desativação dos cilindros.
Por sua vez, o motor 3.0 BiTDI clean diesel oferece uma potência de 320 Cv (235 kW) e está acoplado a uma
transmissão tiptronic de oito velocidades; todas as outras configurações de motor oferecem uma transmissão S tronic
de sete velocidades. Nas versões com tração dianteira, esta transmissão de dupla embraiagem foi totalmente revista,
substituindo o sistema multitronic. Em configurações de motor a partir de 272 Cv (200 kW) a t ração permanente
quattro pode ser complementada com o diferencial desportivo, que distribui ativamente a potência entre as rodas
traseiras.
O chassis também combina a precisão desportiva com um conforto elevado. O novo Audi A7 Sportback apresenta
rodas com diâmetros que variam entre as 17 e as 21 polegadas. Algumas configurações de motor são equipadas com
novos travões mais leves. A direção eletromecânica é particularmente eficiente, não consumindo energia em linha
reta.

O sistema dinâmico Audi drive select é de série. Como opções destacam-se a direção dinâmica, duas versões de
suspensão desportiva e a suspensão pneumática; no S7 Sportback, o set -up da configuração da suspensão pneumática
é mais firme.
O novo Audi A7 Sportback lidera o segmento na oferta de sistemas de informação e entretenimento. O sistema de
topo, MMI Navigation Plus com MMI touch, utiliza a mais recente geração do sistema modular de entretenimento; o
seu destaque encontra-se um processador de gráficos de alta resolução fornecidos pela empresa Nvidia, parceiro da
Audi nesta área. O controlo Touchpad permite ao condutor aceder às funções de “scroll” e “zoom” em listas e mapas.
O complemento perfeito para o sistema MMI Navigation Plus é o Audi connect, que estabelece a ligação deste Coupé
de cinco portas com a Internet transferindo de forma rápida dados através do sistema LTE e fornecendo ainda serviços
online ao veículo. Por sua vez, o Audi phone box liga o telefone celular do condutor à antena do veículo para uma
melhor receção do sinal. O topo dos sistemas de som é encontrado no Bang & Olufsen Advanced System Sound.
Os sistemas de assistência à condução - incluindo o cruise control adaptável com função Stop & Go, o melhorado
assistente de visão noturna e o sistema de segurança Audi pre sense são outras verdadeiras obras de arte propostas
pela novo A7 Sportback. O mesmo acontece com o Audi side assist e o Audi active lane, sistemas de ajudam o
condutor a mudar de faixa de rodagem com segurança acrescida.
O novo Audi A7 Sportback começa agora a chegar aos Concessionários com preços a partir de 68.070 € , com garantia
de 4 anos ou 80.000 km. O Audi S7 Sportback está disponível a partir de 129.760 €.

 

 

 

Audi A7_Sportback_01_CopyAudi A7_Sportback_01_CopyAudi A7_Sportback_02_Copy

 

SUGESTÃO PARA A NOITE

 

Este fim de semana no TRIBECA Jaz Club & Restaurante

Minnemann Blues Band

 

--

TRIBECA Jazz Club & Restaurante

Rua 31 de Janeiro 147

4000-543 Porto

www.tribecajazzclub.com

 

LISTA DE INSCRITOS PARA AS 4 HORAS DO ESTORIL

LISTA DE INSCRITOS PARA AS 4 HORAS DO ESTORIL

 

 

 

 

SEBASTIEN LOEB RACING FRA M Oreca 03R - Nissan Vincent Capillaire (FRA) S TBA TBA
28 GREAVES MOTORSPORT GBR D Zytek Z11SN - Nissan Luciano Bacheta (GBR) G Mark Shulzhitskiy (RUS) S -
29 PEGASUS RACING DEU D Morgan - Nissan Julien Schell (FRA) S Nicolas Leutwiler (CHE) S Jonathan Coleman (GBR) B
34 RACE PERFORMANCE CHE D Oreca 03 - Judd Michel Frey (CHE) S Franck Mailleux (FRA) G -
36 SIGNATECH ALPINE FRA D Alpine A450b - Nissan Paul-Loup Chatin (FRA) S Nelson Panciatici (FRA) P Oliver Webb (GBR) G
38 JOTA SPORT GBR D Zytek Z11SN - Nissan Simon Dolan (GBR) S Harry Tincknell (GBR) G Filipe Albuquerque (PRT) P
41 GREAVES MOTORSPORT GBR D Zytek Z11SN - Nissan Matthew McMurry (USA) S Miguel Faisca (PRT) S TBA
43 NEWBLOOD BY MORAND RACING CHE D Morgan - Judd Christian Klien (AUT) P Gary Hirsch (CHE) S Pierre Ragues (FRA) S
46 THIRIET BY TDS RACING FRA D Ligier JS P2 - Nissan Pierre Thiriet (FRA) S Ludovic Badey (FRA) S Tristan Gommendy (FRA) P
48 MURPHY PROTOTYPES IRL D Oreca 03R - Nissan Pipo Derani (BRA) G James Littlejohn (GBR) S Anthony Wells (GBR) B
N° LMGTE NAT T CARS DRIVER 1 DRIVER 2 DRIVER 3 13
54 AF CORSE ITA M Ferrari F458 Italia Piergiuseppe Perazzini (ITA) B Marco Cioci (ITA) G Michael Lyons (GBR) S
55 AF CORSE ITA M Ferrari F458 Italia Duncan Cameron (GBR) B Matt Griffin (IRL) G Michele Rugolo (ITA) S
56 AT RACING AUT M Ferrari F458 Italia Alexander Talkanitsa (BLR) B Pierre Kaffer (DEU) P Mirko Venturi (ITA) S
58 TEAM SOFREV ASP FRA M Ferrari Fabien Barthez (B B Soheil G
2014 EUROPEAN LE MANS SERIES - 4 HOURS OF ESTORIL - Provisional Entry List
SOFREV-F458 Italia FRA) Anthony Pons (FRA) Ayari (FRA) 66 JMW MOTORSPORT GBR D Ferrari F458 Italia Daniel McKenzie (GBR) S George Richardson (GBR) B TBA
67 IMSA PERFORMANCE MATMUT FRA M Porsche 911 GT3 RSR Erik Maris (FRA) B Jean-Marc Merlin (FRA) B Eric Helary (FRA) P
70 AF CORSE ITA M Ferrari F458 Italia François Perrodo (FRA) B Emmanuel Collard (FRA) P Yannick Mallegol (FRA) B
72 SMP RACING RUS M Ferrari F458 Italia Andrea Bertolini (ITA) P Viktor Shaitar (RUS) S Sergey Zlobin (RUS) B
76 IMSA PERFORMANCE MATMUT FRA M Porsche 911 GT3 RSR Raymond Narac (FRA) S Nicolas Armindo (FRA) G Christina Nielsen (DNK) B
80 KESSEL RACING CHE M Ferrari F458 Italia Michael Broniszewski (POL) B Giacomo Piccini (ITA) S -
81 KESSEL RACING CHE M Ferrari F458 Italia Thomas Kemenater (ITA) B Matteo Cressoni (ITA) S -
85 GULF RACING UK GBR M Aston Martin Vantage V8 Roald Goethe (DEU) B Stuart Hall (GBR) G Daniel Brown (GBR) S
86 GULF RACING UK GBR M Porsche 911 RSR Michael Wainwright (GBR) B Adam Carroll (GBR) P Ben Barker (GBR) S
N° GTC NAT T CARS DRIVER 1 DRIVER 2 DRIVER 3 14
57 SMP RACING RUS M Ferrari F458 Italia GT3 Boris Rotenberg (RUS) B Mika Salo (FIN) P Maurizio Mediani (ITA) S
59 TEAM SOFREV-ASP FRA M Ferrari F458 Italia GT3 Christophe Bourret (FRA) B Pascal Gibon (FRA) B Jean-Philippe Belloc (FRA) G
60 FORMULA RACING DNK M Ferrari F458 Italia GT3 Johnny Laursen (DNK) B Mikkel Mac (DNK) S Jan Magnussen (DNK) P
63 AF CORSE ITA M Ferrari F458 Italia GT3 Mads Rasmussen (DNK) B Filipe Barreiros (PRT) B -
71 SMP RACING RUS M Ferrari F458 Italia GT3 Kirill Ladygin (RUS) G Aleksey Basov (RUS) B Luca Persiani (ITA) S
73 SMP RACING RUS M Ferrari F458 Italia GT3 Olivier Beretta (MCO) P David Markozov (RUS) B Anton Ladygin (RUS) S
75 PROSPEED COMPETITION BEL M Porsche GT3 R Max Van Splunteren (NLD) B Gilles Vannelet (FRA) B Mike Parisy (FRA) G
78 TEAM RUSSIA BY BARWELL RUS M BMW Z4 GT3 Leonid Machitski (RUS) B Timur Sardarov (RUS) B Jonathan Cocker (GBR) G
87 BMW SPORT TROPHY MARC VDS BEL M BMW Z4 GT3 Bas Leinders (BEL) P Markus Paltalla (FIN) S TBA
92 TEAM OMBRA ITA M Ferrari F458 Italia GT3 Mario Cordoni (ITA) B Marco Zanuttini (ITA) B -
93 PRO GT BY ALMERAS FRA M Porsche 997 GT3R Franck Perera (FRA) G Lucas Lasserre (FRA) S Eric Dermont (FRA) B
95 AF CORSE ITA M Ferrari F458 Italia GT3 Adrien De Leener (BEL) B Cedric Sbirrazzuoli (MCO) S -
98 ART GRAND PRIX FRA M McLaren MP4 12C GT3 Kevin Korjus ( EST) G Grégoire Demoustier j ) g (FRA) S Yann Goudy (FRA) B
99 ART GRAND PRIX FRA M McLaren MP4 12C GT3 Ricardo Gonzalez (MEX) S Karim Ajlani (CHE) B Alex Brundle (GBR) GELMS Copy

 

4 HORAS DO ESTORIL

 

4 Horas do Estoril com 3 pilotos portugueses e 37 carros
Filipe Albuquerque, Miguel Faísca e Filipe Barreiros são os representantes lusos
A caravana do European Le Mans Series prepara-se para a quinta e derradeira etapa da época de 2014 que verá nada menos que 37 carros na grelha de partida para as 4 Horas do Estoril, prova organizada pela ACDME. Novo destino no ELMS, Portugal prepara-se para acolher da melhor forma a final do campeonato, com numerosas equipas a querer marcar presença num evento que se anuncia muito especial.
A exemplo do que acontece desde o início da época, serão dez os LMP2 à partida das 4 Horas do Estoril, incluindo os principais protagonistas, como a Signatech Alpine (Paul-Loup Chatin, Nelson Panciatici e Olivier Webb no Alpine A450b Nissan) que se encontra na liderança do campeonato. A equipa francesa e os seus pilotos têm 10 pontos de vantagem sobre os segundos, os britânicos da Jota Sport (Zytec Z11 SN Nissan), onde milita Filipe Albuquerque, o jovem piloto da Audi Sport que jogando em casa será uma das atracções da prova. A completar a formação de pilotos, surgem o patrão, Simon Dolan, e Harry Tincknell, o jovem britânico protegido de Alan McNish. Refira-se que a Jota Sport venceu a classe LMP2 nas 24 Horas de Le Mans e as 4 Horas de Imola, do ELMS. No terceiro posto provisório, surge a equipa NewBlood by Morand Racing, animada com o recente triunfo em Paul Ricard, em Setembro, onde os suíços de Friburgo impuseram o original Morgan com motor Judd HK pela primeira vez nesta época. Tal como a equipa Alpine, a NewBlood by Morand possuí um trio de pilotos muito homogéneo, nas figuras de Gary Hirsh, Christian Klien (ex. F1) e Pierre Ragues.
Ainda candidata ao título - pois matematicamente tudo ainda é possível entre os quatro primeiros - a equipa Race Performance alinhará à partida do Estoril com o veterano Michael Frey, acompanhado pelo talentoso Franck Mailleaux. Ambos irão dividir a pilotagem do habitual Oreca 03 com motor Judd. Por seu turno, após uma prestação azarada em França, a equipa Thiriet by TDS Racing espera desforrar-se em Portugal, apesar dos pequenos problemas técnicos que tem encontrado o novo (e sofisticado) Ligier JS P2 Nissan, bem estreado em Le Mans com um segundo posto entre os LMP2. Ao volante do Ligier estará um brilhante trio gaulês: Pierre Thiriet, Ludovic Badey e Tristan Gommendy. Quanto ao Oreca 03R com motor Nissan VK45DE da equipa de Sébastien Loeb, será entregue às mãos de Vincent Capillaire e de dois outros nomes ainda não são conhecidos no momento em que escrevemos estas linhas.
Em grande destaque na prova lusa estará a Greaves Motorsport, pois o jovem português Miguel Faísca vai estrear-se ao volante de um verdadeiro sport-protótipo, o Zytec Z11SN Nissan, pouco mais de um ano após ter triunfado no concurso de simuladores da Nissan GT Academy. A seu lado vai estar Matthew McMurry, que em Junho passado, aos 16 anos de idade, passou a ser o mais jovem piloto de sempre a alinhar nas 24 Horas de Le Mans e ainda um terceiro piloto, a anunciar.
O outro Zytec da equipa, com o nº28, contará com Luciano Bacheta e Mark Shulzhitskiy, outro vencedor da Nissan GT Academy. Pelo lado dos irlandeses da Murphy Prototypes, se Pipo Derani, autor de uma bela performance em França, estará ainda na equipa, dois recém-chegados partilharão o volante do Oreca 03R Nissan com o nº48: James Littlejohn e Tony Wells. Por fim, o Morgan Nissan da Pegasus Racing virá ao Estoril com a mesma equipa, composta pelo suíço Nicolas Leutwiller, o francês Julian Schell e o britânico Jonathan Coleman.
Nove Ferrari F458 Italia, dois Porsche 911 GT3 RSR, um novo 991 RSR e um Aston Martin Vantage V8 compõem a lista dos 13 carros da categoria GTE inscritos para esta final do Estoril. O Ferrari nº55 da AF Corse, actual líder da classe, estará entregue aos cuidados do trio habitual, Duncan Cameron, Matt Griffin e Michele Rugolo. O mesmo se passa com outro Ferrari (o nº54) da equipa italiana, entregue aos seus pilotos habituais. Para esta derradeira prova da época, teremos a alegria de ver o regresso dos pilotos LMGTE Am do WEC (Campeonato do Mundo de Endurance) Emmanuel Collard, François Perrodo e Yannick Malengol ao convívio com os seus adversários do ELMS, utilizando para o efeito o Ferrari F458 Italia nº70, também da AF Corse.
Pelo lado dos russos da SMP Racing, o F458 Italia nº72, actualmente segundo classificado na classe, terá igualmente habituais pilotos do WEC, como Sergey Zlobin, o melhor classificado dos LMP2 no campeonato do mundo. A JMW Motorsport trará Daniel MacKenzie e George Richardson, o duo habitual do Ferrari amarelo com o nº66, que terão a companhia de um terceiro piloto a confirmar. Pelo lado da AT Racing, teremos Alexandre Talkanitsa, acompanhado por Pierre Kaffer e Mirko Venturi, ao volante do habitual Ferrari nº56. No campo da Kessel Racing, os dois Ferrari serão pilotados pelos duos do costume, tal como no Team Sofrev-ASP, a equipa do ex-futebolista Fabien Barthez, que espera um resultado mais positivo que em Paul Ricard, onde nem tudo correu pelo melhor devido a uma quebra mecânica.
Os franceses da IMSA Matmut também não irão mexer na composição das equipas que irão alinhar na última corrida do ano com os dois Porsche 911 GT3 RSR, nºs 76 e 67. O mesmo irá acontecer com os carros azul e laranja da Gulf Racing UK, ou seja, com o Aston Martin Vantage V8 nº85 e o Porsche 911 RSR nº86.
Para esta grande final do European Le Mans Series de 2014 a classe GTC apresentará algumas novidades entre as 14 equipas inscritas. Os italianos do Team Ombra virão ao Estoril com o Ferrari F458 Italia GT3 nº92, mesmo não tendo tido os resultados esperados em Paul Ricard, prosseguindo assim a sua aprendizagem da disciplina. Os pilotos serão Marco Zanuttini e Mario Cordoni.
Pela primeira vez este ano, o Team Russia by Barwell não será a única equipa a utilizar um BMW Z4 GT3, pois a BMW Sport Trophy Marc VDS vai trazer o seu Z4, entregando-o ao belga Bas Leinders e ao finlandês Markus Paltalla.
Sem mudar as equipas de pilotos, a SMP Racing vem aos Estoril para tentar conquistar o título com o Ferrari nº73 que lidera a classificação provisória do campeonato (79 pontos). E o mesmo se passa com a Formula Racing, no que respeita ao Ferrari nº60 (que está em segundo da geral, com 60,5 pontos). As equipas de pilotos dos outros dois Ferrari da SMP também continuam sem mudanças em relação à prova de Paul Ricard.
A ART Grand Prix deverá contar com os seus pilotos habituais, que irão partilhar os dois McLaren MP4 12C GT3, respectivamente com o nºs 98 e 99. Novidade importante para os aficionados portugueses, é a presença do AF Corse Ferrari F458 Italia com nº63 entregue a Mads Rasmussen e Filipe Barreiros, o terceiro piloto lusitano à partida desta corrida. Sem mudanças mantém-se o Ferrari F458 Italia GT3 da Sofrev-ASP com a equipa 100 por cento francesa composta por Christophe Bourret, Pascal Gibon e Jean-Philippe Belloc.
Os dois Porsche 997 GT3 R da Prospreed e Pro GT by Almeras estarão respectivamente entregues às mãos de Max van Splunteren, Gilles Vannelet e Mike Parisi por um lado, e de Frank Perera, Lucas Lasserre e Eric Dermont, no caso da formação francesa.
As 4 Horas do Estoril disputar-se-ão no Domingo dia 19 de Outubro, no Autódromo do Estoril. A modalidade é apaixonante e a batalha pelos títulos de pilotos e equipas jogar-se-á em todas as classes até ao cair da bandeira de xadrez. Por isso, não percam a grande final do European Le Mans Series de 2014, com a presença de três pilotos portugueses e muita animação.
Todas as informações sobre o evento em: http://4hestoril.acdme.pt/
Sobre a ACDME:
A A.C.D.M.E. – Associação de Comissários de Desportos Motorizados do Estoril, foi fundada a 20 de Novembro e oficializada a 18 de Dezembro de 1979, sem fins lucrativos. As suas actividades desenvolveram-se no campo desportivo, promovendo e organizando eventos de desportos motorizados. Durante os seus trinta e quatro anos de existência, esta Associação promoveu e organizou várias manifestações desportivas, desde a mais simples prova de Karting às mais complexas provas de Fórmula 1

 

O FUTURO DA PEUGEOT EM PARIS

 

O Futuro da PEUGEOT está em Paris

 

A participação da PEUGEOT no «Salão de Paris 2014» está marcada pela apresentação da « gama 8» renovada e coerente, expondo um total de 40 viaturas num stand de 4 000 m2 situado no Hall 1. Os novos PEUGEOT 308 GT e PEUGEOT 508 ilustram, na perfeição, a subida em gama da marca e a sua especialização em termos tecnológicos.

 

Os concepts PEUGEOT EXALT e PEUGEOT QUARTZ apresentam-se como novas propostas para um topo de gama diferenciador, numa conjugação de sensações e eficiência.

 

A capacidade tecnológica da PEUGEOT nos domínios do prazer de condução e do respeito para com o meio ambiente adquire uma importância ímpar com o PEUGEOT 208 2L HYbrid Air. O lançamento em massa das novas motorizações Euro 6, com os novos motores a gasolina PureTech e 1.6 THP e os  Diesel com os blocos BlueHDi, respondem às exigências da futura norma um ano antes da sua implementação.

 

A edição especial PEUGEOT 208 GTi 30 Anos, apresentada lado a lado com o 2008 DKR, demonstra o savoir-faire da PEUGEOT SPORT capaz de responder às necessidades específicas dos clientes particulares, como às exigências dos mais difíceis eventos desportivos.

 

O conjunto destas informações, bem como das restantes surpresas previstas, serão apresentadas em directo na página Web http://news.peugeot.fr, permitindo ao público viver a experiência do salão em tempo real.

 

 

Em resumo

O novo PEUGEOT 508 evolui significativamente com novas motorizações e pela estreia de uma nova identidade visual na dianteira que será a imagem dos futuros modelos da marca. O concept PEUGEOT EXALT, numa nova interpretação de materiais para o Salão de Paris, oferece uma visão sublimada da berlina e dá continuidade à acção iniciada em 2012 pelo concept ONYX, igualmente em Paris. O concept PEUGEOT QUARTZ conjuga a expressão exacerbada de uma nova geração de modelos SUV e o universo das versões de maior performance da marca. Ao seu lado, regista-se um enriquecimento da gama de desportivos, com o novo PEUGEOT 308 GT juntamente com a edição especial PEUGEOT 208 GTi 30 Anos. A vertente de competição não fica esquecida com a presença do PEUGEOT 2008 DKR, do 208 Rallye Cross e do 208 T16.

A PEUGEOT expressa, ainda, a sua liderança em matéria de inovação, de ambiente e de conectividade, temáticas que são tratadas em espaços dedicados.

 

O público será capaz de descobrir as mais recentes novidades em matéria de motores Euro 6 e de redução de consumos:

-          os motores Diesel BlueHDi que aliam performance e baixo consumo;

-          os motores a gasolina de três cilindros Turbo PureTech;

-          o  PEUGEOT 208 HYbrid Air 2L, veículo de muito baixo consumo.

 

Finalmente, a viatura e os serviços conectados, pilares da entrada do automóvel no século XXI, recebem também uma especial atenção. A PEUGEOT propõe um conjunto de tecnologias e de serviços, enriquecendo a experiência de condução através de uma ligação permanente entre o condutor, o seu veículo e o mundo exterior:

-          PEUGEOT Connect SOS e PEUGEOT Connect Assistance, para chamadas de emergência e de assistência na estrada, contando-se já mais de um milhão de viaturas equipadas;

-          PEUGEOT Connect Apps, portal de aplicações conectadas (Coyote, Combustível ou Estacionamento), pensada para facilitar as deslocações em tempo real (disponível consoante o país)

-          Mirror screen, para duplicar o smartphone no touchscreen da viatura;

-          Link MyPeugeot e Scan MyPeugeot, para aumentar a experiência de condução no smartphone e dispor de um guia interactivo de utilização na viatura.

 

Um atelier com quatro terminais de realidade virtual em 3D, equipados com capacetes Oculus Rift, permitem viver e descobrir de modo lúdico a imersiva experiência PEUGEOT Connect, apresentando-se: Link MyPeugeot (funções “Localizar a minha viatura” e “Continuar a navegação”) e PEUGEOT Connect SOS Assistence.

 

A PEUGEOT no «Salão de Paris» faz-se, igualmente, através da nova scooter Django, a mais recente das propostas de duas rodas motorizadas da PEUGEOT. Brilhantemente inspirada nas propostas da década de 50 do século passado, reinterpreta de forma magistral a S57, a primeira scooter da marca do leão. Com seu estilo retro intemporal, a Django está disponível com três cilindradas (50, 125, 150) e quatro níveis de equipamento. Personalizável conforme os desejos, o configurador Django ID permite a criação da sua própria scooter de A até Z, desde a cor até ao assento, passando pelos retrovisores. Uma grande estreia com assinatura Peugeot Scooters, em que são disponibilizadas mais de 110 000 combinações possíveis.

 

 

 

 

 

PEUGEOT 508 : exemplo de carácter

Com o novo PEUGEOT 508, a PEUGEOT reforça a sua vontade de marcar presença no seio do segmento D, alimentando, assim, o seu objectivo de subida em gama expressa tanto por veículos distintos em cada um dos segmentos de mercado mas, também, através de uma oferta dedicada no segmento das grandes berlinas.

 

Dotado de um capot mais horizontal, que reforça o seu carácter estatutário, o PEUGEOT 508 inaugura uma nova grelha frontal que ostenta o leão ao centro, célebre emblema da marca. Esta identidade estatutária ver-se-á alargada aos futuros modelos da gama.

 

As ópticas dianteiras e traseiras foram alvo de um tratamento particular. A assinatura visual – em formato de vírgula na berlina e SW ou em garra no RXH – suportada por luzes diurnas integradas de série nos pára-choques é muito identificativa e emblemática do carisma do novo PEUGEOT 508. Nas versões topo de gama, a frente do modelo caracteriza-se por um conjunto de luzes, 100% em LED, de elevada tecnologia. Os faróis traseiros da berlina foram também redesenhados. Mais horizontais do que anteriormente, compõem-se de três garras cada e asseguram uma assinatura visual muito vincada.

 

O novo PEUGEOT 508 traduz-se, também, por uma evolução dos conteúdos tecnológicos, uma garantia de maior modernidade. A partir do nível 2 integra um touchscreen de 7 polegadas, onde garante o manuseamento da maioria das funções da viatura.

 

O cuidado colocado nas decorações e nos estofos, a qualidade dos equipamentos e dos acabamentos inserem o novo PEUGEOT 508 num universo topo de gama e de refinamento, evitando a ostentação.

 

Entre outros destacam-se o acesso e ligação mãos-livres, o travão de estacionamento eléctrico e automático, o retrovisor interior electrocromático, a iluminação assistida, a detecção de perda de pressão dos pneus, a ajuda ao estacionamento à frente e atrás, a climatização quadri-zona, o sistema Hi-Fi JBL e dos novos equipamentos, como a câmara de visão traseira e o sistema de vigilância de ângulo morto.

 

O novo PEUGEOT 508 é proposto com nada menos do que oito motorizações, duas delas a gasolina e seis variantes Diesel (disponíveis consoante os países).

Destaquem-se os motores que respondem, desde já, à norma Euro 6:

-          o novo motor a gasolina 1.6 THP 165 S&S, de 165 cv, associado a uma caixa de seis velocidades mecânica ou com a nova transmissão automática de seis relações EAT6 ;

-          o motor diesel 2.0 BlueHDi 150 BVM6 de 105 g/km de CO2, naquela que é a melhor proposta do segmento com este nível de potência;

-          o motor diesel 2.0 BlueHDi 180 EAT6 de 111 g/km de CO2, com uma das melhores relações potência/consumo do segmento.

O novo motor 1.8 THP, exposto nos dias de imprensa, irá equipar o novo PEUGEOT 508 na China a partir do seu lançamento no início de 2015, em conjunto com a nova caixa de velocidades EAT6.

 

Projectado para atender às expectativas de uma clientela responsável e moderna, para os quais um bloco de 1.8 litros é sinónimo de uma motorização de status, o bloco 1.8 THP conjuga as mais eficientes e modernas tecnologias (Stop & Start, injecção directa, turbo Twin Scroll, árvore de cames de sincronismo variável e contínuo, bomba de óleo de cilindrada variável ou revestimento DLC).

 

Desenvolvendo uma potência de 150 kW / 204 cv e com um binário máximo de 280 Nm a partir das 1400 rpm, ele oferece um desempenho dinâmico e um prazer de condução ao nível dos melhores motores turbo de 2.0 litros, com um consumo contido (6,8 l/100km e 171 g/km de CO2), comparativamente aos motores 1.8 turbo presentes no mercado chinês.

 

 

PEUGEOT 308 GT, dois motores dinâmicos e desportivos para uma forte personalidade

Destinados aos conhecedores do mundo automóvel, o novo PEUGEOT 308 GT, baseado na variante berlina e SW, apresenta-se num estilo firme, com performances de destaque e oferecendo uma experiência de condução excepcional, tudo associado a baixos consumos e emissões de CO2.

 

São quatro as versões do PEUGEOT 308 GT disponíveis – GT 205 e GT 180, em formato berlina ou SW – equipadas com motores a gasolina 1.6 THP S&S CVM6 de 205 cv ou diesel 2.0 BlueHDi de 180 cv, complementadas com uma caixa de seis velocidades automática EAT6. Estes motores garantem, respectivamente, consumos de 5,6 l/100 km e 4,0 l/100 km e emissões de CO2 de 130 g/km e apenas 103 g/km de CO2 no segundo caso.

 

O seu estilo desportivo marcante prende o olhar. A frente do PEUGEOT 308 GT integra um eão que se insere directamente na grelha com três garras horizontais. Para uma maior visibilidade em qualquer circunstância, os projectores topo de gama integram elementos com um total de 62 LED. Visualmente alargado pelas saias laterais, o PEUGEOT 308 GT assenta em jantes de 18’’ com formato diamante com pneus Michelin Pilot Sport 3. O conteúdo desportivo prolonga-se para o interior, num habitáculo com inserções em antracite nas zonas superiores e costuras em vermelho nos forros, no painel de bordo, nos painéis das portas, na base da alavanca de velocidades e nos tapetes topo de gama.

 

As suspensões contam com configurações específicas, em consonância com o espírito da viatura, de posicionamento assumidamente desportivo, numa síntese ideal entre o equilíbrio do conjunto e um elevado nível de conforto.

 

A experiência de condução é ampliada pela presença do Driver Sport Pack, presente na gama 308 GT, que enaltece as sensações multi-sensoriais obtidas pela sonoridade do motor, dos interfaces homem-máquina e, de um modo mais alargado, as sensações de condução com uma direcção mais fechada e reactiva, tal como a cartografia dos pedais.

 

Uma dotação de conteúdos muito completa, com o Driver Assistance Pack (Cruise Control Dinâmico, Alerta de Risco de Colisão e Travagem Automática de Emergência), sistema de vigilância de ângulo morto e o PEUGEOT Park Assist (estacionamento automático em paralelo e em espinha) completam esta proposta inédita entre os modelos de paixão.

 

 

PEUGEOT EXALT e PEUGEOT QUARTZ: duas visões topo-de-gama

Os PEUGEOT EXALT e PEUGEOT QUARTZ, dois concepts que a PEUGEOT apresenta no «Salão de Paris», provam a visão da Marca no que se refere às propostas topo-de-gama.

 

O concept PEUGEOT QUARTZ sublinha a liderança da marca no segmento dos crossover ao mesmo tempo que renova a visão desse segmento. Este estudo combina a expressão exacerbada de uma nova geração de modelos SUV e o universo das versões de maior performance da marca.

 

Um design espectacular e um conjunto de materiais inovadores nele empregues, tais como a pedra de basalto, têxteis obtidos por tecelagem digital e couros manchados reforçam os códigos desportivos deste estudo fora do comum.

 

Uma arquitectura igualmente inédita, com a supressão do pilar central que permite uma abertura vertical das portas antagónicas, facilitando o acesso a um habitáculo topo-de-gama, subindo pelos estribos retrácteis. Símbolo do quartzo pela aliança entre força e leveza, a pedra de basalto é de origem vulcânica é especialmente empregue na consola central, nele fazendo-se também a estreia mundial da tecelagem obtida por processo digital. Para um ambiente desportivo, os pilares e o tejadilho surgem forrados a couro negro, enquanto os assentos e encostos recorrem ao mesmo material mas em tom acastanhado e manchado.

 

A bordo, cada um dos quatro passageiros conta com assentos do tipo bacquet com a sua estrutura visível que integra um cinto retráctil de quatro pontos. O sistema head-up display de grandes dimensões e configurável, onde se insere uma lâmina de policarbonato com inclinação a 45º que exibe informações complementares, com um efeito de profundidade.

 

Este concept de excepção requer uma mecânica de topo, contando com uma cadeia de tracção full-hybrid plug-in de 500 cv composta por um motor térmico e dois motores eléctricos.

 

Já o concept PEUGEOT EXALT, que foi apresentado no Salão de Pequim em Abril último, surge aqui reinterpretado. Verdadeiro manifesto da PEUGEOT para uma viatura topo de gama e sempre com a preocupação ambiental em mente, conserva todos os seus pontos fortes, empregando materiais cuidadosamente escolhidos e em perfeito equilíbrio, passíveis de serem encontrados nos mais diversos locais e com recurso a materiais reciclados.

 

Na versão apresentada na China, o EXALT empregava decorações interiores em ébano esculpido por artesãos locais. Para o «Salão de Paris» transfigura-se e recorre a Newspaper Wood com a tonalidade habitualmente presente nos jornais económicos. A sua carroçaria em aço em bruto, uma homenagem ao automóvel francês das décadas de 20 e 30 do século passado, foi esculpida à mão por um artesão. Recorre-se, também ao Shark Skin, têxtil de elevada eficiência que cobre toda a secção traseira. A sua aplicação é sublimada pelo corte vincado que faz uma transição refinada, entre os dois tons, do aspecto natural do aço em bruto para o acinzentado do Shark Skin. Em conjunto com a versão mais contrastante apresentada em Pequim, este tratamento ilustra a polivalência das transições vincadas.

 

Finalmente, a abertura da porta traseira do EXALT conta com uma inovadora cinética em pantógrafo e integrada, dá um cómodo acesso a uma bagageira com um limiar de carga baixo, inaugurando o conceito HYbrid-kick, uma scooter eléctrica desdobrável que faz um complemento ideal em termos de mobilidade até ao derradeiro quilómetro. Aqui recorre-se à tecnologia eléctrica para facilitar as deslocações urbanas. A PEUGEOT e a MICRO criaram, assim, uma trotinete de fácil utilização, fácil de dobrar e fácil de transportar, num mundo de puro design onde a simplicidade e a elegância estão em evidência.

 

Em complemento, a PEUGEOT CYCLES apresenta a bicicleta HYbrid-bike AE21 desenvolvida para utilização urbana livre de emissões, esforço e ruído que seduz através do seu estilo refinado. O quadro inteligente denominado clever case pode acomodar, para além da bateria, uma bolsa para o computador portátil, bem como um sistema desdobrável Abus Bordo antifurto. Para uma ligação perfeitamente coerente com o EXALT e o HYbrid Kick, a HYbrid-bike AE21 reveste-se de alumínio em bruto, Shark Skin e têxtil com aspecto manchado.

 

 

A experiência tecnológica PEUGEOT: o 208 HYbrid Air 2L  e as novas motorizações

 

No final de Junho de 2014, as emissões médias ponderadas de CO2 da gama de veículos novos comercializados pela PEUGEOT na Europa eram de 111,1 g/km de CO2 (contra os 115,1 g/km no mesmo período de 2013). A PEUGEOT coloca-se, assim, entre as três melhores marcas europeias no domínio da redução da pegada ecológica. O rápido lançamento das famílias de motores Euro 6, nomeadamente os Diesel BlueHDi e os blocos de três cilindros a gasolina PureTech, contribuíram para este resultado espectacular.

 

Mas a PEUGEOT pretende ir cada vez mais longe, tendo para tal desenvolvido um veículo demonstrador 208 HYbridAir 2L que responde ao projecto dos Poderes Públicos de encorajamento para o urgente desenvolvimento de uma viatura que apenas consuma 2,0 l/100km. Este projecto integra um critério obrigatório, de que as tecnologias empregues sejam industrializáveis a um custo acessível no horizonte do ano 2020. O objectivo deste demonstrador é, por isso, muito ambicioso, já que tem como objectivo cortar para metade os consumos já muito sóbrios do modelo 208 !

 

Um dos principais eixos do projecto consiste na concepção com base em vários materiais, visando a realização de montagens mistas em aço/alumínio/materiais compósitos para se obter uma significativa redução em termos de peso do veículo.

 

Foi, igualmente, dada uma atenção muito importante à aerodinâmica, sublinhada por um conjunto de detalhes que permitem o escoamento do ar: estrutura rebaixada, módulo para entradas de ar pilotadas, embelezadores de junção entre o pilar A e o pára-brisas e câmara de visão traseira, conjunto ao serviço de um SCX melhorado em 20%. Pneus de pequena largura mas grande diâmetro e de muito baixa resistência ao rolamento completam esta visão sistémica.

 

Finalmente, a tecnologia HYbrid Air é um elemento-chave em termos de performance.

Associando um motor de combustão interna, o bloco 1.2 PureTech 82 BVM5 (com um ganho em rendimento de 4% pela redução das perdas por atrito), a um conjunto de órgãos hidropneumáticos (reservatório de energia com ar sobre pressão, reservatório de baixa pressão com a função de vaso de expansão e conjunto hidráulico motor-bomba associado à transmissão) que vão gerar, acumular e recorrer ao ar comprimido necessário para assistir o motor térmico, substituindo-o ou mesmo contribuindo para dele tirar partido, dos seus melhores pontos de operação, durante as fases de transição (aceleração e arranques).

 

O PEUGEOT 208 HYbrid Air é desenvolvido em parceria como os restantes parceiros da Plateforme Automobile : Faurecia, Michelin, Plastic Omnium e Valeo.

 

Há também um conjunto de novos motores, que associam prazer de condução e performance ambiental.

 

O motor 1.2 PureTech 130 S&S (a primeira associação do Stop & Start da PEUGEOT com uma caixa de velocidades automática num bloco a gasolina) está agora disponível com a nova transmissão automática de seis velocidades EAT6 (AT6 III), equipando a gama 308.

 

O novo motor 1.6 THP 165 S&S Euro 6, associado a uma caixa de seis velocidades mecânica ou à nova caixa de velocidades automática EAT6, também de seis relações, equipa o novo PEUGEOT 508. Desenvolvida para ir ao encontro dos novos padrões Euro6, do seu caderno de encargos fazia também parte a redução dos consumos e a melhoria das performances.

 

Substituindo o bloco 1.6 THP 155 Euro5, regista um ganho de 10 cv e alcança emissões de CO2 reduzidas, a partir de 129 g/km de CO2, contra os 144 g/km na melhor proposta da geração anterior.

Contactos:

 

PEUGEOT EXALT_1_Copy

 

 

 

PEUGEOT

Presente em quase 160 países, com mais de 10 000 pontos de contacto, a PEUGEOT alia em todo o lado níveis de Exigência, Aparência e Emoção.

Em 2013 a PEUGEOT efectuou 1 553 000 vendas mundiais, progrediu na maior parte dos grandes mercados em crescimento e continuou a sua dinâmica subida de gama.

Para além das versões emblemáticas 208 GTi e XY, a PEUGEOT lançou o seu novo «crossover» urbano 2008 e renovou radicalmente a sua oferta no segmento C com o novo PEUGEOT 308.

O elevado nível de qualidade em produtos e serviços, o requinte do design, a atenção ao detalhe e a experiência de condução, contribuem para a emoção que distingue cada PEUGEOT.

Com mais de 60 milhões de veículos vendidos, estas qualidades estão no centro do compromisso da marca desde há 125 anos.

 

NISSAN AFIRMA-SE NA WEC EM 2015

 

A NISSAN PASSA A ESTAR PRESENTE EM TODA A LINHA DOS AUTOMÓVEIS DESPORTIVOS: DE LMP3 A LMP1

 

 

A NISSAN PASSA A ESTAR PRESENTE EM TODA A LINHA DOS AUTOMÓVEIS DESPORTIVOS: DE LMP3 A LMP1

  • Os motores Nissan vão alimentar a nova categoria de resistência LMP3
  • O motor Nissan para a LMP2 é já uma história de sucesso contínuo
  • Os vencedores da GT Academy podem agora passar da PlayStation à categoria maior de resistência, a LMP1, sempre com a Nissan

Acaba de ser anunciado que os motores da Nissan irão alimentar a nova categoria de provas de resistência LMP3, o que configura mais um degrau da escadaria para o sucesso da marca como fabricante de automóveis desportivos.


Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

http://www.newsroom.nissan-europe.com/media/images/subscriptionthumb/124478_23_21.aspx

http://www.newsroom.nissan-europe.com/media/images/subscriptionthumb/124479_23_21.aspx

 

NOVO ESPAÇO HYUNDAI NAS ILHAS

 

Auto Elgê, empresa do Grupo Ilha Verde, é o Novo
Concessionário Hyundai para as ilhas de São Miguel e
Santa Maria, Açores
 Cobertura eficaz e confiança garantidas;
 Qualidade no atendimento e serviço de excelência.
O Entreposto V.H., continua a reforçar a rede de concessionários da marca
Hyundai como prova do compromisso com os seus clientes e com o mercado
português, demonstrando clara confiança na sua nova gama de produtos e no
seu posicionamento “Modern Premium”.
O aumento da proximidade aos seus clientes e a garantia de uma cobertura
eficaz nas regiões autónomas, são objectivos fundamentais da marca. A Auto
Elgê, empresa do Grupo Ilha Verde, uma referência no arquipélago dos Açores,
reúne as características essenciais para divulgar os produtos Hyundai e
reafirmar o sucesso da marca nas ilhas de São Miguel e Santa Maria.
Actualmente presente em todas as ilhas do arquipélago, com o negócio de
Rent-a-Car que iniciou há 45 anos atrás, o Grupo Ilha Verde, tem hoje a sua
posição consolidada no comércio automóvel, representando 8 marcas na ilha
de São Miguel.
Com salão de exposição e oficina em Ponta Delgada, em duas localizações
distintas, a Auto Elgê, está desde já pronta para garantir uma qualidade de
atendimento superior e assegurar um serviço de excelência para as áreas de
vendas e pós-venda.
Salão de exposição Assistência pós-venda
Rua de São Gonçalo, s/n Rua Eduardo Soares de Albergaria, 12
9500-343 PONTA DELGADA (S. Miguel) Açores 9500-625 PONTA DELGADA (S. Miguel) Açores)
Tel: 296285460 | Fax: 296636683 Tel: 296 306 508
GPS: 37.751625,-25.655873 GPS: 37.754431,-25.704654
Lisboa,Auto Elg_Copy

 

DUNLOP ESTREIA NOVAS ESPECIFICAÇÕES

 

Dunlop estreia nova especificação para 2015 em Aragón para Moto2

 

A Dunlop introduz os pneus com especificações de 2015 durante a presente temporada  do Campeonato Mundial de Motociclismo FIM na categoria de Moto2. Neste fim de semana a marca vai por à disposição dos pilotos na MotorLand Aragón a nova opção "Soft 2" para o pneu dianteiro.

 

Depois do acolhimento entusiástico que os novos pneus dianteiros e traseiros receberam em Misano, nesta nova corrida disputa da em Espanha as duas opções dianteiras à disposição dos pilotos, vão ter construções de nova geração.

 

4@11@9@11@9@5xe" filled="f" stroked="f">image003.png@01CFD990.3E4522B0" >Este novo pneu foi testado em Jerez, Valência, Almeria, Paul Ricard, Brno, Mugello e Catalunha, com diferentes chassis e pilotos. O "Soft 2" apresenta uma evolução na construção, mas recorre ao mesmo composto que o seu antecessor.

 

O circuito espanhol com 5 km de comprimento tem várias curvas rápidas e lentas com mudanças de elevação e requer um pneu dianteiro forte devido às zonas de travagem rígidas. A aderência do pneu traseiro varia de acordo com as temperaturas da pista e a Dunlop vai fornecer a mesma especificação do pneu 997 conforme selecionado pela maioria das equipas no ano passado, bem como a nova variante 9855, a opção de composto médio de 2013, utilizada com igual êxito no circuito de Aragón.

 

Os pilotos de Moto3 terão as mesmas opções no circuito de Misano, onde todos os pilotos escolheram pneus de composto médio.

 

Escolha de pneus e códigos de cores:

 

Moto2:         

Dianteiro: 120/75R17, 3 x ‘Soft 1’ (macio – logótipo Dunlop preto em fundo prateado) e 5 x ‘Médio 2’ (em branco)

Traseiro: 195/75R17, 5 x 9855 (médio – logótipo Dunlop preto em fundo prateado) e 4 x ‘997’ (rígido – logótipo Dunlop amarelo em fundo preto)

 

Moto3:         

Dianteiro: 95/75R17, 5 x Médio (logótipo Dunlop preto em fundo prateado) e 3 x Rígido (logótipo Dunlop amarelo em fundo preto)

Traseiro: 115/75R17 , 6 x Médio (logótipo Dunlop preto em fundo prateado) e 3 x Macio (logótipo Dunlop preto em fundo amarelo)

 

Os pilotos vão ter três conjuntos de pneus para piso molhado, e um conjunto adicional se todas as sessões forem em piso molhado.

 

Estatísticas da corrida: A estrutura conta

Os pilotos tendem a acreditar a rigidez do composto é o mais importante mas em Misano o piloto Tito Rabat reduziu 0,2 segundos por volta ao seu tempo médio de corrida em 2013 utilizando os novos pneus que contam com o mesmo composto mas com uma construção diferente. O pneu parecia três pontos passos mais macio.

 

Clinton Howe, Gestor de Operações do Grande Prémio de Motocicletas:

 

“Na Dunlop estamos muito contentes com a boa receção dos pilotos em Misano às novas especificações para 2015. Como sempre, precisávamos de um ambiente de corrida para confirmar a direção que devemos seguir nos desenvolvimentos futuros em Moto2 em função da evolução da maquinaria e dos pneus. Tanto o novo pneu dianteiro como traseiro alcançaram bons resultados em pista, pelo que conseguimos recolher informação valiosa para referência futura."

 

“No circuito de Aragón vamos poder ver outras das novas especificações para o pneu dianteiro propostas para 2015, utilizando um desenho multi-banda, com um composto macio nas laterais e um composto mais rígido no centro. O novo pneu com composto dianteiro (1) será a opção mais macia disponível este ano e far-se-á acompanhar pelo novo composto dianteiro (2) que já foi utilizado na corrida anterior no circuito de Misano. Os compostos traseiros terão as mesmas opções utilizadas na última corrida em Silverstone; ambos apresentam um excelente intervalo operacional em múltiplas temperaturas.”

 

Sobre a Dunlop

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e muito altas prestações, com um impressionante historial de êxitos em desportos motorizados. A Dunlop é o parceiro técnico da Suzuki Endurance, Honda TT Legends, Kawasaki e Honda e o único fornecedor de pneus para a Moto2 e Moto3.

A vasta experiencia da Dunlop em corridas deu lugar a tecnologias inovadoras aplicadas a pneus desenhados para a condução diária. 2013 foi o 125º aniversário da Dunlop e a introdução do nosso fundador de pneus.

Os pneus Dunlop estavam na mota que ganhou o primeiro campeonato de 500cc em 1949 e dominou as competições durante as décadas seguintes. Em 1991 uma mota de Superbikes com pneus Dunlop ganhou o primeiro de três campeonatos consecutivos do Mundo e em 2008 Marco Simoncelli escolheu pneus Dunlop, fazendo a vitória número 200 da Dunlop num Grande Prémio na categoria 250cc, numa fase em que a Dunlop conseguiu 17 Campeonatos do Mundo.

Em 2010 a Dunlop tornou-se no único fornecedor oficial de Moto2 e em 2012 também de Moto3. As corridas de resistência têm sido dominadas pelos pilotos e equipas Dunlop, com nove títulos mundiais dos 11 disputados desde 2002. Os pneus para corrida da Dunlop são o equipamento original de muitas marcas líderes do mundo das duas rodas como Honda, Kawasaki, KTM e Suzuki.

Para mais informações sobre a Dunlop e os seus produtos, visite www.dunlop-tires.com ou as nossas contas de Twitter e Facebook.

531334 Copy
 

TT NO BRASIL

Marcelo Machado/Webventure
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Motos prepararam se para a fase final da temporada
Alta | Web

Marcelo Machado/Webventure
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Quadriciclos terão disputas acirradas
Alta | Web


Clique na imagem para fazer o Donwload...

Alta | Web

Luciano Santos/SigCom
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Muita expectativa entre as duplas nos Carros
Alta | Web

Gustavo Epifânio/Webventure
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Etapa promete grande número de inscritos na UTV
Alta | Web

 

Rally Serra Azul: Inscrições estão abertas e será em outubro


Shopping Serra Azul, localizado no município de Itupeva, interior paulista, na Rodovia dos Bandeirantes km 72, receberá a competição nacional

 O Shopping Serra Azul, localizado na cidade de Itupeva, no interior paulista, entrará novamente para o calendário do rali brasileiro, A prova acontece entre os dias 17, 18 e 19 de outubro. Com o título em aberto em todas as categorias - Motos, Quadriciclos, Carros, Caminhões e UTV's -, a ordem nas equipes é não cometer erros e não perder pontos nos Campeonatos Brasileiros de Cross Country e Baja.

A competição conta com a organização da Arena Promoções e Eventos, através da coordenação e direção de Henrique Arena. "Sempre costumo dizer que rali se faz com emoção e coração, talvez seja isso que me dá força e temos conseguido passar essa paixão para os pilotos. Estamos felizes por receber dos pilotos e da CBA a incumbência de realizar mais um evento, tudo muito em cima da hora com o cancelamento do Rally dos Bandeirantes, mas aceitamos o desafio para dar sequência ao campeonato", declara.

"Será mais uma grande prova, temos os pilotos como nossos parceiros, então não mediremos esforços e iremos retribuir a confiança em alto estilo. Temos a parceria da Prefeitura Municipal, do Shopping Serra Azul e da Loja Sacramento Store, e o patrocínio da Polaris. Tenho certeza que será uma grande prova lembrando que o Shopping Serra Azul é turístico e tem várias opções de entretenimento para os visitantes", enfatiza Henrique.

A organização levantou um roteiro inovador e recheado de surpresas aos participantes em dois dias de disputas. O percurso será bem mesclado, com piso predominante duro com trechos de areia em meio as plantações de cana e batata,"Nossa meta é fazer uma prova onde o conjunto, piloto e navegador, divirtam-se bastante e, para que os pilotos de motos, quadris e utvs tenham uma prova completa. Sempre montamos dois a três percursos, depois selecionamos a melhor opção, nunca deixando de lado a segurança dos pilotos", garante o diretor de prova.

As inscrições continuam abertas e podem ser realizadas no site oficial www.rallyserraazul.com.br, ou (17) 99773-2797 (Vivo) / 98109-2794 (Tim), com Nelson. Demais informações: (14) 98114-9760, com Henrique Arena.

O Rally Serra Azul é uma realização de Arena Promoções e Eventos. Tem patrocínio Polaris e apoio do Shopping Serra Azul, Prefeitura Municipal de Itupeva e Loja Sacramento Store. Supervisão da CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo, da CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo.

PROGRAMAÇÃO
Data: 17, 18 e 19 de outubro de 2014
Local: Shopping Serra Azul -Itupeva - SP
Parque de Apoio para Motos, Quadris e UTVs: Shopping Serra Azul
Parque de Apoio para Carros e Caminhões: QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER
Rodovia dos Bandeirantes - km 72
Waypoint:
S - 23º 06.526
W - 047º 00.526

17/10 - Sexta feira
13h às 19h - Secretaria de Prova
Local: QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER
Fone: (11)2136-5300
Rodovia dos Bandeirantes - km 72
De 13h às 15h - Apresentação para a vistoria técnica CBA - todas as
categorias (QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER)
De 15h às 18h - Vistoria CBM:- Shopping serra Azul - Motos , UTV e Quadris
17h30 - apresentação para a 2ª vistoria técnica CBA - com multa (QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER)
19h - Briefing- Motos, utvs e Quadris
20h - Briefing Carros e Caminhões
Local: QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER

18/10 - Sábado
7h30 às 8h30 - Secretaria de Prova
7:30 - 8:00 - Vistoria Motos com multa ( 1 up) Motos, Quadris e UTVs
9:00h - Previsão de Largada- Motos, Quadris e UTVs
12h - Previsão de largada - Carros e Caminhões
14h - Previsão de chegada - Motos, Quadris e UTVs
17h - Previsão de chegada - Carros e Caminhões
19h - Briefing Motos, Quadris e UTVs
20h - Briefing Carros e Caminhões
Local: QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER

19/10 - Domingo
7h30 às 8h30 - Secretaria de Prova
9h - Previsão de Largada Motos, Quadris e UTVs
11h - Previsão de largada Carros e Caminhões
13h - Previsão de Chegada Motos, Quadris e UTVs
15h - Previsão de chegada Carros e Caminhões
17h - Premiação
Local: QUALITY RESORT & CONVENTION CENTER


 

SEAT É NOTICIA

 

A história de Nikki Jeffreys

/   Uma condutora inglesa envia uma mensagem à SEAT via Facebook, contando como sobreviveu a um grave acidente automóvel graças à segurança do seu SEAT Altea

/   A SEAT convida a cliente ao Centro Técnico para ver os diversos testes de segurança

 

 Eram nove horas da manhã, num dia como outro qualquer, Nikki Jeffreys estava a conduzir para o trabalho depois de ter levado os seus dois filhos à escola a Swindon, no sudoeste de Inglaterra. O trânsito estava normal, nada de mais, quando por surpresa o seu carro, um SEAT Altea, a uma velocidade de 100km/h atinge outro carro que, ao ter perdido o controlo, veio para a sua faixa de rodagem. “Eu tinha quatro ou cinco pessoas à minha volta a dizerem-me para não me mexer. Conseguia sentir os meus dedos, as minhas mãos, e por isso eu sabia que estava tudo bem. No entanto, as dores eram muitas. Tudo estava turvo e eu muito confusa”¸ relata Nikki sobre um dos momentos mais assustadores da sua vida.

 

O seu marido conduzia a poucos quilómetros de distância, na mesma estrada onde o acidente tinha ocorrido. Preocupado que Nikki pudesse estar envolvida, tentou ligar-lhe diversas vezes para o seu telemóvel, sem qualquer sucesso. Finalmente conseguiu chegar à zona do acidente, e de imediato viu o automóvel da sua mulher totalmente destruído. “Quando vi a cara dele, percebi que estava gravemente ferida, a expressão dele dizia tudo”, lembra, com os olhos em lágrimas.

 

O impacto deixou Nikki com ferimentos graves – cortes e hematomas por todo o corpo, duas costelas partidas e um pulmão seriamente colapsado. “Tinha a marca do cinto de segurança claramente visível no meu corpo”, explica. Ao ver a gravidade da colisão, e como Nikki tinha sobrevivido, um polícia disse estar “extremamente surpreendido”, porque segundo a sua experiência, “em outros acidentes em que os veículos não estavam tão danificados, havia sempre perda de vidas”. “Sobreviveu graças ao seu automóvel”, disseram-lhe o polícia e o paramédico.

 

Durante a recuperação, Nikki não conseguia parar de pensar sobre o que tinha acontecido, e na sorte que tinha tido, e assim decidiu enviar uma mensagem via Facebook à SEAT para descrever o que aconteceu e agradecer aos engenheiros pelo trabalho que efectuam para garantir segurança nos seus automóveis. “Eu queria que eles soubessem o quanto me sinto feliz. Sobrevivi graças ao automóvel, e os meus filhos ainda têm a sua mãe”, disse.

 

Quando receberam a mensagem, a equipa do Centro Técnico de segurança da SEAT, decidiu convidar Nikki a visitar Martorell e verificar por si mesma todos os testes realizados com o fim de garantirem a segurança do condutor, passageiros e peões. Nikki, o marido e os seus dois filhos, foram testemunhas de todos os testes que o responsável da segurança passiva, Mario Hurtado e a sua equipa de engenheiros prestam. O Centro Técnico da SEAT realiza mais de 200 testes de desenvolvimento por ano com o objectivo de reduzir a probabilidade de lesão dos ocupantes do automóvel, bem como dos peões. Entre outros testes, eles viram o comportamento de colisões a baixa e alta velocidade. No fim da visita, Nikki expressou o seu espanto, referindo que nunca tinha imaginado que “houvesse tanto trabalho nos bastidores”.

 

“Na escolha de um automóvel, normalmente deixava-me levar pelo design, mas agora é mais claro que nunca que o mais importante é a segurança. Nunca se pensa nisso, mas depois do meu acidente vejo o quanto é fundamental que esteja presente para quando é necessária”, disse Nikki.

 

Depois do acidente, e ciente que poderia não ter sobrevivido, Nikki afirma que a sua forma de encarar a vida mudou. “Agora dou valor ao que tenho. Os meus filhos. O meu marido. A minha família, tudo”, concluiu.

 

 

 

SEAT é a única companhia no seu sector com a capacidade total de desenhar, desenvolver, fabricar e comercializar automóveis, em Espanha. Membro do Grupo Volkswagen, a multinacional tem a sua sede em Martorell, Barcelona, exportando mais de 80% dos seus veículos, estando presente em mais de 75 países. As vendas globais da SEAT, em 2013, totalizaram um volume de 355,000 unidades traduzindo-se em 6,473 milhões de euros em receitas, valores recorde na história da marca.

           

O Grupo SEAT emprega 14,000 profissionais nos seus três centros de produção em Barcelona, El Prat de Llobregat e Martorell, onde fabrica, entre outros, os tão bem sucedidos modelos Ibiza e Leon. Adicionalmente, a companhia produz o modelo Alhambra em Palmela (Portugal), o Mii em Bratislava (Eslováquia) e o Toledo em Mladá Boleslav (República Checa).

 

A multinacional espanhola também tem um Centro Técnico, um ‘núcleo de conhecimento’, com um total de cerca de 900 engenheiros, que têm como objectivo, contribuírem como força impulsionadora de inovação, do investidor industrial número um em I&D em Espanha. Em linha com o seu compromisso declarado na protecção ambiental, a SEAT baseia a sua actividade central na sustentabilidade, nomeadamente na redução de emissão de CO2, eficiência energética e reciclagem de recursos, bem como a sua reutilização.

 

 

 

 

 

 

 

EXTREME SAILING EM NICE

 

A pressão é sobre como a batalha pela coroa 2014 aquece. Assista ao vídeo promocional aqui.
  - Assista a corridas ao vivo no extremesailingseries.com Stadium, sexta-feira 3 - Domingo 5 Outubro, 1530-1700 hora local (GMT +2) diária.

Lei 7 do Extreme Sailing Series ™ turnê mundial 2014 está ao virar da esquina, como alguns dos melhores velejadores do mundo se preparam para descer mais uma vez para as margens do Nice, França, para a Lei penúltimo na batalha pela coroa 2014. O evento será transmitido ao vivo on-line para os fãs ao redor do mundo a partir de 3 de sexta a domingo 05 de outubro 1530-1700 hora local (GMT +2) diariamente, a nível nacional e na França no Canal + Sport no sábado e domingo.

Ato três vitórias até agora neste ano coloca Alinghi topo da classificação Series, ea equipe suíça, dirigido por Morgan Larson, vai receber de volta o campeão olímpico Anna Tunnicliffe como tático, em Nice. Tunnicliffe, uma e duas vezes ISAF Mundial Sailor of the Year sabe tudo sobre a pressão de competir e falou sobre o foco da equipe para o ato. "A frota é muito forte, especialmente agora no final da temporada. Cada ponto conta. O menor erro custa muito no placar. Nosso principal objetivo é ganhar a lei. Nós não podemos apenas focar em um barco, há muitas boas equipas no curso ".

Apenas um ponto atrás do Alinghi é The Wave, Muscat fresco de um segundo lugar no último ato em Istambul apenas duas semanas em agosto Como o atual campeão não só da série, mas também a Lei de Nice, o timoneiro britânico equipe de Leigh McMillan sabe o que é preciso para vencer na Riviera Francesa. "Nice pode ser toda uma variedade de condições, por isso temos que estar pronto para qualquer coisa. Nós apenas precisamos de continuar a forma Tivemos nos últimos dois eventos. . Estamos sempre melhorando e trabalhando bem como uma equipe, eu sei mais do mesmo é seu objetivo "Olhando para a foto maior, McMillan continuou:" Os eventos são muito longos com muitas corridas para se preocupar com um barco, mas como a final se aproxima, teremos Alinghi em nossas vistas. "

Após a forma fantástica em Istambul, que viu os Kiwis Leve seu ato primeira vitória do ano, você não apostaria contra Emirates Team New Zealand, que será reforçada por Glenn Ashby, bem como Pete Burling e Blair Tuke - um duo que são rapidamente ganhando uma reputação como o mais famoso na vela agora. "Nós sabemos que tudo pode acontecer em Nice e vamos olhar para obter o máximo do dia de treinamento possível, espero que isso preparar-nos para uma boa semana de corrida. Pete está se revezando no comando com Dean (Barker) Ao longo da temporada e isso é algo que decidimos rotação da tripulação no início do ano para tentar diferentes configurações de bordo com as caras diferentes, que está trabalhando bem. Entramos em Nice, com a intenção de manter uma posição no pódio com Atos 2 para ir ", disse o arqueiro Jeremy Lomas.

A equipe britânica J.P Morgan BAR está liderando a segunda metade da frota, onde a batalha é tão perto, com apenas nove pontos separando os britânicos em quinto lugar, a partir Groupama Sailing Team em décimo, com SAP Extreme Sailing Team, Oman Air, Gazprom Team Russia e Red Bull Sailing Team tudo imprensado entre eles. J.P Aparador de Morgan BAR Nick Hutton, que venceu a série em 2010, falou sobre a importância de um bom resultado na Riviera Francesa. "Temos vindo a abordar o que funcionou eo que não, para que possamos avançar as coisas, pronto para voltar a lutar em Nice. É o penúltimo evento da série, não há muito tempo para conseguir os pontos no saco e queremos entregar -. que é um ótimo local e nós estamos olhando para a frente a algumas corridas sólida "

Groupama Sailing Team estará de volta com força total acolher Sua skipper Franck Cammas de volta para a briga, que perdeu Act 6, enquanto competindo no Campeonato Mundial da ISAF Nacra 17 em Santander, Espanha. Estrategista Tanguy Cariou falou sobre o que esperar de suas águas home: "Nice vai oferecer uma nova pista de corridas e algumas condições diferentes de todos os outros atos nesta temporada. Os últimos dois anos os ventos foram muito fortes para quem sabe o que pode acontecer este ano! Também Nice é uma cidade linda e vai ser muito interessante para expor Ambos os barcos e do Estádio Racing para o público francês ".

Este será o quarto ano consecutivo em que a frota já correram em Nice, ea Baía dos Anjos Proferiu algumas das corridas mais acirrada. Milhares são esperados no fim de semana para participar das atividades Race Village, localizado no Quai des Etats-Unis, e assistir a vela de superstars internacionais ir cabeça a cabeça, a poucos metros da costa. Siga toda a acção no Twitter, Facebook e através do vídeo ao vivo no site oficial.

Extreme Sailing Series ™ 2014 classificação geral
Posição / Equipe / Pontos
  1 Alinghi (SUI) 55 pontos.
  2 The Wave, Muscat (OMA) 54 pontos.
  3 Emirates Team New Zealand (NZL) 43 pontos.
  4 Realteam por Realstone (SUI) 36 pontos.
  5 J.P BAR Morgan (GBR) 29 pontos.
  SAP 6 Extreme Sailing Team (DEN) 24 pontos.
  7 Oman Air (OMA) 23 pontos.
  8 Gazprom Team Russia (RUS) 23 pontos.
  9 Red Bull Sailing Team (AUT) 23 pontos.
  10 Groupama Sailing Team (FRA) 20 pontos.
  11 º GAC Pindar (AUS) 6 pontos.

Lei Extreme Sailing Series ™ 7 em Nice, listas de tripulantes:
  Alinghi (SUI)
  Skipper / Helm: Morgan Larson (EUA)
  Estrategista: Anna Tunnicliffe (EUA)
  Vela mestra Trimmer: Pierre-Yves Jorand (SUI)
  Vela de proa trimmer Nils Frei (SUI)
  Bowman: Yves DeTrey (SUI)

Emirates Team New Zealand (NZL)
  Skipper / Helm: Peter Burling (NZL)
  Floater: Edwin Delaat (NZL)
  Vela mestra Trimmer: Glenn Ashby (AUS)
  Vela de proa trimmer: Blair Tuke (NZL)
  Bowman: Jeremy Lomas (NZL)

GAC Pindar (AUS)
  Skipper / Helm: Nathan Wilmot (AUS)
  Estrategista: James Wierzbowski (AUS)
  Vela mestra Trimmer: Seve Jarvin (AUS)
  Trimmer: Estilos Hugh (GBR)
  Bowman: Tyson Lamond (AUS)

Gazprom Team Russia (RUS)
  Skipper / Estrategista: Igor Lisovenko (RUS)
  Helm: Phil Robertson (NZL)
  Vela mestra Trimmer: Matt Adams (GBR)
  Vela de proa trimmer: Pete Cumming (GBR)
  Bowman: Aleksey Kulakov (RUS)

Groupama Sailing Team (FRA)
  Skipper / Helm: Franck Cammas (FRA)
  Estrategista: Tanguy Cariou (FRA)
  Vela mestra Trimmer: Valentin Bellet (FRA)
  Vela de proa trimmer: Jarlegan Arnaud (FRA)
  Bowman: Devan Le Bihan (FRA)

J.P BAR Morgan (GBR)
  Skipper / Helm: Ben Ainslie (GBR)
  Floater: Bleddyn seg ​​(GBR)
  Vela mestra Trimmer: Paul Campbell-James (GBR)
  Vela de proa trimmer Nick Hutton (GBR)
  Bowman Matt Cornwell (GBR)

Oman Air (OMA)
  Skipper / Helm: Rob Greenhalgh (GBR)
  Vela mestra Trimmer: Kyle Langford (AUS)
  Vela de proa trimmer: Ted Hackney (AUS)
  Arqueiros: Hashim Al Rashdi (OMA) / Musab Al Hadi (OMA)

Realteam (SUI)
  Skipper / Vela mestra Trimmer: Jérôme Clerc (SUI)
  Helm: Arnaud Psarofaghis (SUI)
  Estrategista Bruno Barbarin (FRA)
  Vela de proa trimmer: Bryan Mettraux (SUI)
  Bowman: Thierry Wasem (SUI)

Red Bull Sailing Team (AUT)
  Skipper / Helm: Roman Hagara (AUT)
  Estrategista: Hans-Peter Steinacher (AUT)
  Floater: Stewart Dodson (NZL)
  Jib Trimmer: Mark Bulkeley (GBR)
  Bowman: Shaun Mason (GBR)

SAP Extreme Sailing Team (DEN)
  Co-Skipper / Helm: Jes Gram-Hansen (DEN)
  Co-Skipper / Estrategista: Rasmus Kostner (DEN)
  Vela mestra Trimmer: Thierry Douillard (FRA)
  Vela de proa trimmer: Christian Kamp (DEN)
  Bowman: Brad Farrand (NZL)

The Wave, Muscat (OMA)
  Skipper / Helm: Leigh McMillan (GBR)
  Estrategista: Sarah Ayton (GBR)
  Vela mestra Trimmer: Pete Greenhalgh (GBR)
  Vela de proa trimmer: Kinley Fowler (NZL)
  Bowman: Nasser Al Mashari (OMA)

 

Google Tradutor131003 ESSNice_035-760x418_Copy

 

ZF PONDERA MAIS AQUISIÇÕES

ZF pondera mais aquisições depois da compra da TRW

A compra da TRW coloca a ZF em posição para ultrapassar da japonesa Denso e a alemã Continental AG para se tornar na segunda maior fabricante mundial de peças auto, sendo apenas ultrapassada pela Robert Bosch GmbH.

A ZF Friedrichshafen AG, que concordou em comprar a TRW Automotive Holdings Corp (TRW) por 11,7 bilhões dólares a 15 de setembro deste ano, vê a necessidade de mais aquisições porque até mesmo os maiores fornecedores automóveis procuram tamanho e tecnologia.

“Ter outro negócio do tamanho do da TRW é improvável”, referiu Stefan Sommer, CEO da ZF, e disse também “A ZF considera aquisições para as suas áreas industriais e de camionagem”.

A ZF concordou a 15 de setembro adquirir a TRW por 11,7 bilhões de dólares, criando uma empresa com a capacidade para contrariar os pedidos de fixação de preços dos maiores fabricantes de automóveis. O acordo coloca a ZF em posição para ultrapassar da japonesa Denso e a alemã Continental AG para se tornar na segunda maior fabricante mundial de peças auto, sendo apenas ultrapassada pela Robert Bosch GmbH.

Forças complementares

“A ZF era fraca onde a TRW era forte, em sistemas de segurança activa, que ajudam os condutores a evitar acidentes”, disse Sommer. “Combinadas, as duas empresas têm escala, produtos e tecnologia para alimentar a crescente procura por componentes de segurança, bem como veículos mais eficientes e de baixas emissões”.

A aquisição irá combinar transmissões da ZF com eletrónica da TRW, permitindo à empresa oferecer pacotes aos maiores fabricantes de componentes. A ZF, com sede em Friedrichshafen, Alemanha, ganha acesso à tecnologia da TRW – desde air bags até aos sensores de colisão - que mantém os condutores seguros e ajudam a evitar acidentes. A procura dos consumidores e as regulamentações governamentais estão aumentar a adoção de tais recursos.



zf-headquarters
 

140.000 VISITANTES NA AUTOMECHANIKA

140 mil visitantes na Automechanika

Novo recorde de expositores e 140 mil visitantes de 173 países.

A 23ª edição da Automechanika que teve lugar de 16 a 20 setembro em 2014 e foi mais uma vez uma excelente vitrina para as inovações do mercado do aftermarket internacional. Este ano, cerca de 140 mil visitantes profissionais de 173 países, um em cada quatro deles do setor das oficinas, aproveitou esta oportunidade para saber mais sobre os mais recentes produtos automóveis e tecnologias durante os cinco dias de feira. No lado dos expositores, a feira estabeleceu um novo recorde, com 4.631 empresas de 71 países. O número de visitantes internacionais subiu cinco pontos percentuais, para 60 por cento.



GreenDirectory_PartsComponents

 

EDPCOOLJAZZ 2015

 

Edição 2015 do festival mais cool anuncia primeiro cabeça de cartaz


Mark Knopfler confirmado na 12ª edição do edpcooljazz

Mark Knopfler é o primeiro nome confirmado na 12ª edição do edpcooljazz, subindo ao palco a 28 de julho de 2015, no Parque dos Poetas, Estádio Municipal de Oeiras.

• Pré-venda exclusiva no site do artista até dia 02 de outubro.
• Bilhetes à venda nos locais habituais a partir de dia 03 de outubro.
 


 

Oeiras, 26 de setembro de 2014 – Está confirmado o primeiro grande nome da 12º edição do edpcooljazz, a realizar-se em julho do próximo ano.

Mark Knopfler, líder e ex-guitarrista da lendária banda Dire Straits, vai atuar em Portugal a 28 de julho, no edpcooljazz, no Estádio Municipal de Oeiras/Parque dos Poetas. Esta será a primeira e única oportunidade que os fãs portugueses do músico britânico irão ter para ouvir ao vivo o novo álbum “Tracker”, que será lançado no próximo ano, mas também os grandes clássicos da sua carreira.

De hoje até ao dia 02 de outubro a venda será exclusiva no site do artista, markknopfler.com. Os bilhetes estarão à venda nos locais habituais a partir do dia 03 de outubro.

Knopfler, que está neste momento a ultimar este novo trabalho no seu estúdio de British Grove em Londres, tocará com os 7 elementos da banda que o têm acompanhado nestas últimas décadas: Guy Fletcher (teclados), Richard Bennett (guitarra), Jim Cox (piano), Mike McGoldrick (flauta e flautim), John McCusker (violino e cítara), Glenn Worf (baixo), e Ian Thomas (bateria).

Tracker é o nono álbum a solo do músico, numa sequência que teve início em 1996 com o lançamento do Golden Heart. Este novo trabalho contém também performances de artistas convidados como Ruth Moody, Bruce Molsky, Nigel Hitchcock e Phil Cunningham.

MARK KNOPFLER

Mark Knopfler é considerado por muitos como um génio da guitarra e um dos maiores fazedores de canções de sempre. Celebrizou-se pela sua passagem pelos Dire Straits, uma das bandas mais influentes da música pop/rock contemporânea, que liderou na guitarra e enquanto vocalista de 1978 até 1995, e onde alcançou sucesso planetário.

A sua carreira foi também marcada pela colaboração com outros artistas, como Bob Dylan, B. B. King, Eric Clapton e Emmy Lou Harris, na produção de álbuns para Randy Newman, Bob Dylan e Tina Turner, e na banda sonora de vários filmes entre os quais Momento Inesquecível (Local Hero) ou A Princesa Prometida (Princess Bride).

O seu trabalho a solo teve início no final da década de 90 com o lançamento de vários álbuns: Golden Heart (1996); Sailing to Philadelphia (2000); The Ragpickers Dream (2002); Shangri-La (2004); One Take Radio Sessions (2005); Kill To Get Crimson (2007); Get Lucky (2009).

Vencedor de múltiplos Grammys e criador de êxitos gigantes como "Money For Nothing", "Sultans of Swing", "Romeo and Juliet" e "Walk of Life", “What It Is” e “Sailing To Philadelphia”, Knopfler continua a combinar a ironia das suas letras com a sua proeza à guitarra.

DOWNLOAD DE MATERIAIS PARA IMPRENSA


Sobre o edpcooljazz

O edpcooljazz é um evento musical de referência realizado em cenários idílicos, ao longo do mês de julho, juntando natureza, património e a música. Foi lançado pela primeira vez em 2004 com o objetivo de oferecer um evento turístico e cultural distinto a todos os amantes de música de gosto eclético mas sempre com uma forte componente “cool”, que lhe dá o nome.



Os Jardins do Marquês de Pombal são o palco escolhido para muitos dos concertos do edpcooljazz. Estes espaços verdes, representativos da arte do paisagismo em Portugal, são decorados por bustos e estátuas de mármore, muretes e escadarias revistas pelo mesmo material. Uma jóia do concelho de Oeiras integrada no centro histórico da vila.

Ao longo destes 12 anos, o edpcooljazz já produziu mais de 120 concertos, juntando mais 275.000 pessoas que num ambiente intimista, perto dos palcos, e sem o aglomerado das grandes multidões, pôde assistir a espetáculos individuais numa junção única entre música cool, história, património e natureza, o verdadeiro conceito do edpcooljazz, Cool Energy.

Pontos de Venda

Locais dos Concertos, Lojas FNAC, Worten, El Corte Inglés, Centro Comercial Dolce Vita, Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, ABEP, Agência Alvalade, Agências Abreu, M M M Ticket, C.c. Mundicenter, Bilheteira Meo Arena, Arena de Portimão, Lojas Media Markt,Turismo de Lisboa, Balcões dos CTTs, C.C.B., e Shopping Cidade do Porto e www.ticketline.sapo.pt, www.blueticket.pt, www.ctt.pt.

Informações e reservas:
Ticketline Linha Apoio : 707 234

234 : Reservas e Informações : 1820

Blueticket Linha de apoio : 707 780 000

Classificação Etária: O EDPCOOLJAZZ é um festival com espetáculos para maiores de 6 anos. Entrada permitida a maiores de 6 anos, mediante pagamento de bilhete e desde que acompanhado por um adulto portador de bilhete.
 

 

 

Sponsors

 

CONDUÇÃO AUTÓNOMA

 

Condução autónoma em Silicon Valley - Mercedes-Benz recebe a licença do estado federal americano da Califórnia

Mercedes-Benz Copy
A 16 de setembro de 2014, o estado federal americano da Califórnia introduziu um requisito legal para uma licença oficial para testar veículos em modo de condução autónoma nas vias públicas. Com a "Senate Bill No. 1298" em vigor, a Mercedes-Benz recebeu a licença correspondente que lhe permite testar veículos em modo de condução autónoma nas estradas da Califórnia. Para a Mercedes-Benz, que já reside em Silicon Valley há quase 20 anos, isto representa uma expansão das extensas atividades de investigação da empresa nos EUA.
Enquanto a circulação na Alemanha ocorre normalmente em vias estreitas, as estradas nos EUA são frequentemente mais largas e podem ter mais de seis ou mesmo oito faixas. Os semáforos estão instalados no lado oposto da estada, existem numerosos cenários de junção de vias e uma denominada paragem de 4 vias, em que o primeiro a chegar ao cruzamento pode avançar primeiro.
"Estas são todas situações que não existem na Alemanha," explica Axel Gern, responsável da Autonomous Driving na Mercedes-Benz Research and Development North America, Inc. (MBRDNA). "Precisamos assim de programar os nossos veículos de investigação para estas situações específicas nos EUA." No futuro, estes veículos serão testados quase diariamente nas estradas. Tal como nos testes na Alemanha, estes veículos de investigação da Mercedes-Benz nos EUA são também modelos normais que pertencem às Classes S e E.
Mercedes

 

TEAM CLÁSSICO RACING

Team Clássico Racing/Isvouga quer continuar a vencer

 

O Team Clássico Racing/ Isvouga regressa no próximo fim-de-semana ao Campeonato Nacional de Clássicas, no Circuito Vasco Sameiro, em Braga.

Depois da vitória esmagadora no Estoril, a equipa de Santa Maria da Feira que corre com as cores do Isvouga, eni, Tecnitool, Pro-Bolt,Ustudio, Designar, Avon, Ohlins, JAMC, Motociclismo, Roadgalaxy e Oakley, que continuar a obter os resultados a que habituou os seus fãs: vencer.

Alberto Pires alerta que “ a RD ainda é uma moto nova para a equipa, ainda não estando na sua fase final de preparação. “. Algo que deverá deixar a concorrência preocupada já que a marca obtida no Estoril, nos treinos, é dos melhores registos de sempre nas motos clássicas.

Pedrinho Martins, por motivos profissionais, encontra-se fora do país e não participará na prova nortenhaPress Clssico_Racing_Isvouga_Copy

 

EXPOSIÇÃO DE CARROS ANTIGOS

 

Ainda estas a tempo de visitar

 22 a 28 de Setembro uma Exposição de Carros Antigos e Clássicos do 
​Clube Penafidelense de Automóveis Antigos.

Dolce Vita Porto recebe 
Exposição de Carros Clássicos e Antigos

 – O Dolce Vita Porto recebe de 22 a 28 de Setembro uma Exposição de Carros Antigos e Clássicos em parceria com o Clube Penafidelense de Automóveis Antigos.

Durante uma semana, a Exposição de Carros Antigos e Clássicos estará presente na praça central do Centro Comercial, situada no Piso 1, onde reunirá exemplares únicos das décadas de 50, 60 e 70 do século passado. Destaque para o potente Jaguar E-Type Roadster Cabrio de 1969, o Triumph Spitfire MK IV de 1975, o Austin Healey 3000 MKIII de 1964 ou ainda os decanos Opel Olympia Cabriolet e o Citroën “Arrastadeira”, ambos de 1950.

Ao todo serão dezassete exemplares de carros clássicos e antigos levados ao Dolce Vita Porto pelo Clube Penafidelense de automóveis Antigos que prometem não deixar indiferente os amantes do mundo automóvel bem como todos os visitantes do Centro Comercial

A pensar em toda a família e procurando reforçar a sua aposta na animação do Centro Comercial, o Dolce Vita Porto continua a proporcionar momentos de lazer, entretenimento e experiências únicas aos seus visitantes.

Sobre o Dolce Vita Porto
O Dolce Vita Porto, Centro Comercial sob a gestão da Retailgeste, foi inaugurado em maio de 2005 e disponibiliza cerca de 120 lojas, distribuídas por 5 pisos e 38 mil metros quadrados. Possui um parque de estacionamento coberto e gratuito com cerca de 1.700 lugares. Integra um hipermercado Continente e 7 salas de cinema Nos, para além de uma oferta diversificada de espaços de lazer e atividades para as famílias. Com uma localização privilegiada na cidade do Porto, junto ao Estádio do Dragão e da VCI, está a 3km da Estação de Campanhã e a 15km do aeroporto. O Dolce Vita Porto é um destino de excelência de compras e lazer para toda a família.
DSC 6853_CopyDSC 6855_CopyDSC 6857_CopyDSC 6861_CopyDSC 6904_CopyDSC 6948_CopyDSC 6949_CopyDSC 6963_CopyDSC 6976_CopyDSC 7006_Copy

 

ROMULO COM PARTICIPAÇÃO POSITIVA

 

Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno

Baja TT Rotas do Douro

26 e 27 de Setembro de 2014

 

Shakedown muito positivo para Rómulo Branco

Testes para Rota do Douro tiveram lugar na Anadia

 

Preparando-se para enfrentar, a partir de amanhã, a Baja TT Rotas do Douro, quinta etapa do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, Rómulo Branco realizou, durante o dia de hoje, uma sessão de testes que o piloto classificou de muita positiva e que tiveram lugar no concelho da Anadia.

 

O piloto luso-angolano, que chegara a Portugal vindo de Angola no dia anterior, aproveitou este Shakedown para voltar ao contacto com a Toyota Hilux, com a qual está a fazer a sua primeira temporada completa nas corridas de todo-o-terreno portuguesas.

 

“Estas sessões de testes antes da corrida são de extrema importância e permitem-nos ganhar índices de confiança e fazer pequenas alterações num projecto e numa máquina que estamos a afinar de prova para prova. Agradeço imenso à Câmara Municipal da Anadia, que nos disponibilizou as pistas onde fizemos os testes e à RC Fibre Components por todo o apoio prestado para a concretização deste Shakedown”, referiu o piloto luso angolano Rómulo Branco.

 

A Baja TT Rotas do Douro inicia-se com um prólogo, a disputar na tarde de 6ª feira, dia 26 de Setembro, em Sandim e que contará com uma dupla passagem por um troço de 5300 metros. No dia seguinte, os concorrentes irão enfrentar uma etapa com partida e chegada a Vila Nova de Gaia, composta de dois troços cronometrados distintos com 203,97 e 93,28 quilómetros respetivamente e conta com um reagrupamento entre ambos que terá lugar na Régua.JG147822-X2 CopyJG148001-X2 Copy

 

STOCK CAR - BRASIL

 

Rafa Matos volta a Santa Cruz do Sul disposto a repetir desempenho
que marcou seu início de temporada na Stock

Nada melhor para um piloto do que ter a chance de acelerar num circuito que é sinônimo de boas e recentes lembranças. Que o diga o mineiro Rafa Matos (Bardahl/Ativas/Symantec/

Belvitur/GT Exotics), que se prepara para disputar a nona etapa do Brasileiro de Stock Car, em Santa Cruz do Sul.

A pista gaúcha recebeu também a segunda das 12 paradas do calendário, a primeira em sistema de rodada dupla e, nela, o piloto da equipe Hot Car foi um dos destaques. Com uma estratégia perfeita, se recuperou de uma qualificação complicada para receber a bandeirada da primeira corrida em sétimo. E por muito pouco não venceu a segunda – uma pane seca nas últimas voltas o separou do triunfo. Mas é exatamente com este espírito que ele encara o fim de semana, disposto a voltar a fazer bonito.

"Vamos começar do acerto que deu certo naquela etapa, nos valendo do que aprendemos desde então. É uma pista em que me sinto muito bem e estamos num momento importante – espero voltar a pontuar e ajudar a equipe na classificação dos times, para que possamos nos aproximar da nossa real condição", explica o piloto de Belo Horizonte.


Brasileiro de Stock Car
Nona etapa - Santa Cruz do Sul

Sexta-feira (26)
14h às14h10 - Shakedown
14h20 às 15h - 1º treino livre (grupo 1)

15h10 às15h50 - 1º treino livre (grupo 2)

Sábado (27)
9h às10h - 2º Treino livre (grupo 1)
10h10 às11h10 - 2º Treino livre (grupo 2)
14h - Treino classificatório

Domingo (28)
10h05 - Corrida 1 (40 minutos + uma volta)
11h13 - Corrida 2 (20 minutos + uma volta)


 

HELDER RODRIGUES INCLUIDO NA HONDA

 

Dakar 2015

4 a 17 de Janeiro

Hélder Rodrigues apresentado pela Honda para o Dakar 2015

Piloto português já, por duas vezes, subiu ao pódio da prova

 

Hélder Rodrigues foi esta tarde apresentado pelo construtor japonês Honda juntamente com mais quatro pilotos envolvidos no projecto do Team HRC para enfrentar a mais importante e mediática competição mundial de todo-o-terreno: o Dakar.

 

O piloto português, campeão do mundo em 2011 e que tem um registo impressionante no Dakar onde terminou todas as suas participações sempre dentro do Top 10 e com duas subidas ao pódio foi, recorde-se, a primeira aposta da Honda neste seu regresso ao Dakar com o objectivo de voltar a vencer uma prova que dominou nos anos 80.

 

A equipa inclui também Paulo Gonçalves e Joan Barreda, que já participaram nesta formação no Dakar 2014 e a quem se juntam agora o chileno Jeremias Israel e a espanhola Laia Sanz. Apresentada foi também a nova Honda CRF450 Rally que será estreada dentro de dias no Rali de Marrocos.

 

“Desde que eu comecei o projeto no final de 2012, temos vindo sempre a melhorar. A Honda CRF450 Rally é realmente uma moto magnífica, maravilhosa. A equipa HRC tem feito um excelente trabalho com esta moto. Fizemos recentemente alguns testes e nota-se que está muito mais competitiva e fiável. É mais leve e mais potente. Estou certo de que nós temos a melhor arma para lutar pela vitória”, referiu hoje Hélder Rodrigues, o piloto da equipa Honda HRC apoiado pela Meo e Red Bull.

 TeamHRC Dak15_Pres_1658_-_Cpia_CopyTeamHRC Dak15_Pres_1804_-_Cpia_Copy

 

TRES DECADAS DE NISMO

 

A NISMO CELEBRA 30 ANOS DE ENGENHARIA PIONEIRA

 

 

A NISMO CELEBRA 30 ANOS DE ENGENHARIA PIONEIRA

  • A Nissan apela aos seus fans para a festa de aniversário da NISMO, que decorre a nível global
  • #30YearsOfMaverick (30 anos de pioneirismo) permite levar as celebrações do trigésimo aniversário para o mundo digital
  • Dias 18 e 19 de Outubro a Nissan e a Nismo vão estar em acção no autódromo do Estoril para a derradeira prova da época do European Le Mans Series.
  • Miguel Faísca, campeão europeu 2013 da GT Academy alinhará ao volante de um LMP2 com motor Nissan.

Para assinalar o trigésimo aniversário da NISMO, a Nissan começou a celebração dos seus 30 anos de engenharia pioneira promovendo eventos em todo o mundo incluindo actividades em grandes eventos de desportos motorizados nos EUA e na Europa.


Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

FINAL PEUGEOT DE GOLF

 

Decorreu entre os dias 13 e 16 de Setembro a Final Internacional do PEUGEOT Golf Tour 2014, nos arredores de Paris, no campo de golfe de Saint-Cloud. Depois de se apurarem a nível nacional em Lisboa e no Porto, nos passados dias 29 de Junho e 5 de Julho, respectivamente, a final contou com a presença de duas duplas que representaram as cores nacionais.
Dos cerca de 11.500 jogadores amadores envolvidos na totalidade das 108 etapas de qualificação da edição de 2014 do PEUGEOT Golf Tour, 144 conseguiram atingir a final internacional, entre os quais 4 portugueses: de Lisboa - Carlos Bruno Pereira e Nuno Monge e do Porto - Gustavo Caixeiro e João Pedro Rodrigues.
As duas equipas ficaram colocadas em grupos diferentes: Grupo Feline e Grupo Allure. A dupla de Lisboa, colocada no grupo Feline, terminou a prova no 23º em 40 equipas com um total de 81 pontos, enquanto que a dupla do Porto, presente no grupo Allure, concluiu a prova no 25º de 32 equipas com um total de 66 pontos.
Para além da presenca de golfistas portugueses, a final contou com a presença de participantes de mais 12 países, entre eles a Alemanha, Bélgica, Bulgária, Chile, Emirados Árabes Unidos, Espanha, França, Holanda, Itália, Marrocos e Suiça.
De destacar que a prova foi praticamente dominada por equipas “da casa”, uma vez que mais de metade das equipas finalistas eram francesas, apesar de o grupo Allure ter sido conquistado pela dupla alemã, Manfred Linz e Isil Linz, de Nuremberga. Já o grupo Feline foi conquistado pela dupla francesa, Frank Moutot e Fabien Hallet, de Montargis.
A cerimónia de encerramento contou com a presença do ex-jogadorPhoto de_Groupe_1024x683_Copy

 

PAULO GONÇALVES NA EQUIPA OFICIAL DA HONDA

 

Paulo Gonçalves apresentado hoje na
equipa oficial Honda para o Dakar 2015
«A nova Honda CRF 450 Rally é uma mota fantástica e se
eu pudesse casava-me com ela» (Paulo Gonçalves)
Paulo Gonçalves, Campeão do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno, foi hoje
apresentado como elemento integrante da formação oficial Honda que
disputará em Janeiro de 2015 o mítico Rali Dakar na América do Sul.
O piloto português, natural de Esposende, reforçou a sua ligação à equipa do
construtor nipónico e terá um papel preponderante na conquista da vitória final
na próxima edição da maior e mais importante prova de Todo-o-Terreno do
mundo. Além de Paulo Gonçalves, o Team HRC conta uma vez mais com
Hélder Rodrigues e Joan Barreda na linha da frente, ao quais se juntam ainda o
chileno Jeremías Israel e a mediática piloto feminina Laia Sanz.
“Temos um plantel de luxo e eu estou muito satisfeito por integrar uma
equipa tão forte como é o Team HRC. Todos nós temos o que é preciso
para que esta seja uma equipa vencedora, vamos trabalhar como equipa
para chegar a esse objetivo já no próximo Dakar”, adiantou Paulo “Speedy”
Gonçalves, que em Marrocos irá já estrear uma nova mota.
“A nova Honda CRF 450 Rally é uma mota fantástica e se eu pudesse
casava-me com ela”, gracejou o piloto português. “É pequena, poderosa e
fácil de conduzir, é a melhor moto que tive”, concluiu.
A apresentação oficial da equipa oficial Honda decorreu esta tarde no circuito
espanhol Motorland Aragón. A equipa parte agora para Marrocos onde
disputará de 3 a 9 de Outubro a última prova da presente edição do
Campeonato do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno. Paulo Gonçalves é o atual
segundo classificado a dez pontos da renovação do título mundial.
Acompanhe Paulo Gonçalves em www.facebook.com/PauloGoncalvesFansPagePaulo Gonalves_Apresentao_25_de_Setembro_de_2015_1_CopyPaulo Gonalves_Apresentao_25_de_Setembro_de_2015_2_Copy

 

EDGAR REIS REPRESENTA PORTUGAL

 

Edgar Reis representa Portugal no Masters FIA de Montanha

 

Depois de garantir o vice-campeonato nacional da Categoria 3 na última Rampa da Penha, Edgar Reis vai representar o país no Masters da FIA para provas de Montanha, que se realizará em outubro no Luxemburgo.

 

Edgar Reis, ao volante do Renault Clio RS2000 do Team Transfradelos, garantiu em Guimarães o segundo lugar na Categoria 3 do Campeonato Nacional de Montanha, só atrás do Ford Fiesta RS Cosworth do seu irmão, Tiago Reis. Fiquei contente com a prova porque fiz o meu melhor tempo na Penha, 1m40,653, o que atendendo ao facto do piso estar húmido numas partes e seco noutras foi muito positivo. O único ponto negativo foi mesmo o acidente do meu irmão, referiu Edgar Reis.

 

Agora, o piloto do Renault vai representar o país no primeiro Masters organizado pela FIA para pilotos de Montanha, e que terá concorrentes de vários campeonatos nacionais um pouco por todo o mundo. Edgar Reis mostrou-se satisfeito, por um lado, porque é uma prova importante e a minha estreia internacional; mas por outro tenho pena que o meu irmão não possa ir, já que o Fiesta ficou muito danificado. Eu e todos os pilotos portugueses que forem ao Luxemburgo vamos dar o máximo e tentar dignificar o país, concluiu Edgar Reis.

 

A “Taça das Nações” FIA de Montanha disputa-se na localidade luxemburguesa de Eschdorf, a 11 e 12 de outubro.

 1200 Copy

 

NOVOS AUDI TT ROADSTER

 

Os novos Audi TT Roadster e Audi TTS Roadster


Desportivos a céu aberto


• O roadster compacto desperta uma atenção imediata com o seu emocional e purista design e
dinâmica de condução
• Inovador Audi virtual cockpit substitui a instrumentação analógica
• Prof. Dr. Ulrich Hackenberg, Membro do Conselho de Desenvolvimento da Audi:
"introduzimos neste modelo as mais inovadoras tecnologias, para uma experiência de
condução inigualável."
Puristas na sua forma mais apelativa: a Audi apresentará os novos TT Roadster e TTS Roadster no Salão
Automóvel de Paris. O compacto de dois lugares define novos padrões em design, condução e suspensão. Um
destaque especial na terceira geração do TT é o Audi virtual cockpit. Pela primeira vez, o painel de instrumentos
digital oferece todas as informações dentro do campo de visão do condutor, um conceito que está a causar
sensação. Aliás, este novo sistema de visualização e controlo do Audi TT já recebeu o Prémio “Car Connectivity”
além do “Interior Inovação do Ano” no “Automotive Interiors Expo Awards”.
"O conceito de conceção de um roadster compacto seguindo as mais precisas e claras regras geométricas formaram a ideia
original para o Audi TT no Outono de 1994", salienta o Dr. Ulrich Hackenberg, Membro do Conselho de
Desenvolvimento Técnico da Audi AG: "Desde a primeira geração que foi um desportivo em todos os sentidos: um veículo
com uma dinâmica de condução de exceção aliado ao mais purista e autêntico design. Com o novo TT Roadster,
desenvolvemos este conceito de uma forma consistente e melhoramos ainda mais diferentes tecnologias e inovações como
o Audi virtual cockpit".
Audi TTR_Roadster_01_Copy
Um design pleno de personalidade e carácter que se funde com uma estética intemporal: a terceira geração do TT
Roadster e do TTS Roadster marcam a continuação de uma grande tradição. Os designers da Audi reinterpretaram o
estilo deste clássico veículo, o qual foi agora complementado com componentes inovadores.
A partir de uma folha em branco: o novo sistema de controlo
O sistema de controlo nos novos Audi TT Roadster e TTS Roadster está totalmente focado no condutor. Há duas
variantes disponíveis do volante multifunções. Graças à reconstrução fundamental da lógica de controlo, o
reformulado terminal MMI possui seis botões. O controlo de voz também torna mais fácil a utilização do sistema
durante a condução.
No terminal MMI dois interruptores ativam o sistema de navegação e de mapas, telefone, rádio e menus de media. Há
dois botões em ambos os lados do botão rotativo central, complementado por um menu principal e um botão
rotativo. O condutor pode facilmente introduzir os destinos utilizando o touchpad na parte superior do botão rotativo,
sendo que o MMI reconhece a sua caligrafia pessoal. O condutor pode também aceder às funções de “scroll” e “zoom”
em listas e mapas. A estrutura do menu do MMI se assemelha-se ao de um smartphone, incluindo a pesquisa de texto
livre.
Outra inovação de topo na nova geração TT é o Audi virtual cockpit. O painel de instrumentos totalmente digital exibe
todas as informações diretamente em frente do condutor, o que significa que não há necessidade de um monitor
central MMI. É possível alternar entre os dois níveis de ecrã de 12,3 polegadas. A visão clássica é dominada pelo
velocímetro e o conta-rotações, enquanto o modo "infotainment" centra-se em temas como o mapa de navegação. O
TTS Roadster dispõe de uma terceira opção, particularmente desportiva que incide sobre o conta-rotações (à
semelhança dos carros de competição) como instrumento mais importante.
Outro destaque da nova geração deste modelo é o controlo de voz, facilitando todas as operações. O sistema agora
entende termos da linguagem cotidiana, o que significa que centenas de variações de comando são possíveis para
cada função. No menu do telefone, por exemplo, chamar um contato é tão fácil como dizer "Eu quero falar com o
Pedro" ou "Liga-me ao Pedro." O controlo de voz é integrado nos dados de navegação, rádio e menu de media,
oferecendo aos clientes um maior domínio no controlo da linguagem.
www.audi-mediaservices.com www.3 audi.pt
A diversão de conduzir a céu aberto: o conceito
O novo TT Roadster combina a dinâmica de um carro desportivo com a experiência de condução de um descapotável
de dois lugares. A base para este desenvolvimento aconteceu com a montagem de uma estrutura na parte inferior e
da carroçaria que melhora consideravelmente tanto a rigidez torsional como o conforto de condução.
O novo TT Roadster é desportivo, compacto e destaca-se por uma postura rebaixada na estrada. Com um
comprimento de 4,177 metros, este modelo de dois lugares é 21 milímetros mais curto do que o seu antecessor. A
distância entre eixos, por outro lado, cresceu em 37 milímetros, para 2,505 metros. As distâncias entre o centro da
roda e a parte dianteira e traseira são de reduzida dimensão. Com uma largura de 1,832 metros, o novo TT Roadster é
10 milímetros mais estreito do que seu antecessor, enquanto a altura é de 1,355 metros (menos três milímetros). O
coeficiente de penetração aerodinâmico é de apenas 0,30 com a capota fechada, posicionando o novo TT Roadster no
topo entre os compactos desportivos deste segmento. Isso deve-se à perfeita combinação realizada pela Audi entre
um design diferenciado com uma excelente aerodinâmica.
A parte dianteira do novo descapotável transmite força e energia através das suas linhas acentuadas com formas
horizontais. A grelha Singleframe é muito mais ampla e mais plana do que acontecia no modelo anterior, com uma
poderosa linha que a divide em duas zonas. Dois contornos em forma de V sobressaem no capot do motor. A posição
do logótipo dos quatro anéis também é nova: estão agora posicionados na seção dianteira do capot, fazendo ecoar
semelhanças com o R8. Lâminas verticais dividem as grandes entradas de ar, que direcionam parte do fluxo da frente
para os flancos.
Os estreitos grupos óticos, conferem ao novo TT Roadster um design caraterístico. Tecnologia Xénon plus é aplicada
como equipamento de série, mas a Audi propõe como equipamento opcional os faróis com tecnologia LED ou ainda
com a inovadora e pioneira tecnologia LED Matrix, onde díodos controlados individualmente são responsáveis pelo
feixe de luz principal. Nas duas versões existe um contorno inconfundível criado pela faixa de separação nos faróis, que
é também iluminada. Os faróis Matrix LED são compostos por 12 LED’s e incluem outra inovação da Audi:
intermitentes dinâmicos que se acendem sequencialmente na direção em que o condutor está a conduzir. A luz de
curva recorre aos dados de navegação para deslocar o cone de luz na curva antes do volante ser virado.
De perfil, o novo Audi TT Roadster é igualmente esguio e musculado; parece que a repousar numa posição baixa na
estrada como se estivesse pronto a atacar ao mesmo tempo que a janela lateral curta é típica do TT Roadster. O
contorno da embaladeira com uma poderosa aresta juntamente com as largas cavas das rodas, constituem entidades
geométricas distintas. O tampão do depósito de combustível no painel do lado direito possui a clássica forma de um
círculo rodeado de parafusos; basta um leve toque no logótipo do veículo e o tampão será aberto. Este formato é mais
uma vez uma reminiscência do TT da primeira geração.
www.audi-mediaservices.com www.4 audi.pt
A novidade é a de que não existe tampão do depósito propriamente dito. Tal significa que não há a necessidade de ser
retirado e o bocal da mangueira da bomba de abastecimento é diretamente introduzido na abertura do depósito, tal
como acontece num carro de competição.
Na seção traseira também as linhas horizontais permitem reforçar a sensação de largura e desportivismo do TT
Roadster. Juntamente a tecnologia de faróis em LED ou LED Matrix, as luzes traseiras possuem também intermitentes
dinâmicos. Tal como na secção dianteira existe uma faixa iluminada que forma um contorno de luz de circulação
diurna. A estreita terceira luz de travagem liga as duas unidades de cada lado, estando imediatamente abaixo do
contorno do spoiler traseiro desempenhando um papel essencial na definição da silhueta da luz traseira. A uma
velocidade de 120 km/h um spoiler ergue-se da tampa da bagageira para melhorar a resistência do ar e as forças
aerodinâmicas descendentes.
Leve e silenciosa: a capota retrátil
Tal como acontece com todos os modelos Audi Cabriolet, os novos TT Roadster e TTS Roadster também apresentam
um tecido de topo na conceção da capota retrátil que é acionada eletricamente. Está disponível, de série, em preto,
cinza titânio e beije jive, enquadrando-se perfeitamente na linha de design. Com componentes produzidos em
magnésio, alumínio, aço e plástico, a capota pesa apenas 39 kg (3 kg mais leve que no seu antecessor), fato que possui
um impacto positivo no peso bruto do veículo e no centro de gravidade deste descapotável de dois lugares.
Enquanto aberto, a capota possui uma forma em Z, uma vez que se dobra para formar um pacote plano. Quando é
acondicionado no compartimento próprio com uma cobertura de alumínio, não invade a bagageira 280 litros. O
acionamento elétrico com os dois motores elétricos realiza a operação de fecho / abertura em 10 segundos, mesmo
em andamento quando a velocidade não ultrapasse os 50 km/h. Como resultado da elaborada tecnologia de fixação, a
capota quando está fechada surge completamente esticada mesmo em altas velocidades, apresentando uma
aparência homogénea ao mesmo tempo que esconde os arcos transversais.
Os Audi TT Roadster e Audi TTS Roadster já estão equipados de série com uma insonorização de topo. De fato, a
acústica da capota é conhecida pelo seu extremamente bom isolamento térmico e baixo nível de ruído, especialmente
no que diz respeito a ruídos aerodinâmicos. A camada de lã grossa na parte principal interna em preto aumenta o
conforto. Em função da frequência, o nível de ruído no interior foi reduzido até 6 dB em comparação com o
antecessor. As antenas para receção de rádio são escondidas da visão pela capota retrátil. Um defletor de vento
elétrico em malha e os bancos desportivos S, que incluem o aquecimento airscarf estão disponíveis opcionalmente.
www.audi-mediaservices.com www.5 audi.pt
Construção composta inteligente: a carroçaria
A carroçaria dos novos TT Roadster e TTS Roadster representa uma nova evolução da estrutura Audi Space Frame
(ASF) com base na construção transversal modular (MQB). Componentes ultra-leves de elevada resistência
produzidos em aço moldado a quente reforçam a parte da frente e o piso do habitáculo. Nas seções da célula do
habitáculo que está sujeita às maiores tensões estruturais, foram montados painéis de aço moldado e endurecido,
ambos com uma altíssima resistência mas, em simultâneo, leves. As embaladeiras laterais são fabricadas em perfis de
alumínio extrudido, que são unidos à estrutura através de uniões em alumínio fundido.
Equipado com o motor 2.0 TFSI e caixa manual de velocidades, o peso em vazio do TT Roadster (sem condutor) é de
apenas 1.320 kg. Os engenheiros da Audi também melhoraram ainda mais a segurança, através da utilização
inteligente de materiais compósitos no TT Roadster.
Em comparação com a versão Coupé, a carroçaria do Roadster foi modificada em áreas importantes. Cada um dos
pilares de alumínio escondem um segundo pilar de aço no seu interior, que por sua vez aloja um tubo de aço sólido.
Nervuras de aço interno garantem às soleiras de alumínio possuir propriedades de alta resistência. Suportes de aço em
forma de V reforçam as zonas debaixo do compartimento do motor e da bagageira e ligam os eixos.
No TT Roadster e no TTS Roadster, uma parede sólida composta por um compartimento de dois perfis separa o
interior do compartimento de bagagem e substitui a travessa inferior encontrado no Coupé. Na área superior da
parede estão montados os arcos de aço, cuja forma elegantemente arredondada sublinham mais um tema de um
clássico design.
Potentes e eficientes: os motores
A Audi oferece os novos TT Roadster e TTS Roadster com dois motores diferentes de quatro cilindros com
turbocompressor e injeção direta: um bloco a gasolina TFSI e um bloco TDI. Um potente motor TFSI garante a máxima
eficiência ao TTS Roadster. As potências estão compreendidas entre 184 Cv (135 kW) e 310 Cv (228 kW), valores mais
elevados em relação ao modelo anterior, enquanto que os valores de consumos também foram agora reduzidos.
A utilização da plataforma transversal modular permitiu uma uniformidade na montagem de todos os motores, com
as consequentes vantagens que daí resultam. O sistema start/stop é proposto no equipamento de série. Em
combinação com o sistema dinâmico Audi drive select opcional (de série no TTS Roadster), o som regulável do motor
torna ainda maior a sonoridade.
www.audi-mediaservices.com www.6 audi.pt
O motor 2.0 TDI ultra debita uma potência de 184 Cv (135 kW) e um binário máximo de 380 Nm. Tal como acontece
com todos os motores da nova família TT, o motor a diesel de 2.0 litros cumpre a norma EU6. O consumo médio de
combustível é de apenas 4,3 l/100 km sendo que as emissões de CO2 são de 114 g/km, um novo recorde mundial na
categoria dos desportivos.
Por sua vez, o motor 2.0 TFSI está disponível em duas versões - uma primeira com uma potência de 230 Cv (169 kW)
para a versão TT Roadster e uma segunda que debita uma potência de 310 Cv (228 kW) para variante TTS Roadster.
Ambas as versões possuem diversas tecnologias ultramodernas: a injeção indireta adicional completando a injeção
direta FSI, o sistema Audi valvelift (AVS) para regular o curso da válvula de escape e a gestão térmica que utiliza um
módulo de válvula rotativa e um coletor de escape integrado na cabeça do cilindro. No Audi TTS Roadster 2.0 TFSI a
aceleração 0-100 km/h é de 4,9 segundos e atinge uma velocidade máxima limitada eletronicamente a 250 km/h. Um
sistema de flaps instalado no sistema de escape modula o som desportivo do escape tornando-o ainda mais rico.
Este bloco 2.0 TFSI pode ser acoplado a uma caixa manual de seis velocidades ou a uma transmissão automática S
tronic de seis velocidades. A transmissão de dupla embraiagem engrena cada uma das seis relações sem qualquer
interrupção de tração percetível e no modo manual pode ser controlada através de patilhas no volante. No modo
"efficiency" do Audi drive select, o sistema S tronic ativa a função “roda livre”, logo que o condutor retire o seu pé do
pedal do acelerador.
Sistema quattro
O sistema de tração permanente quattro foi totalmente redesenhado e proporciona maior estabilidade, tração e
prazer de condução. Um sistema agora mais consistente que foi otimizado especialmente para a nova gama TT. A
embraiagem com controlo electro-hidráulico está montada no eixo traseiro. A conceção especial da bomba reduz o
peso em cerca de 1,5 kg, quando comparada com a do modelo anterior. A distribuição do binário do motor entre os
eixos é controlada eletronicamente em frações de segundo
A inteligência da transmissão quattro – por outras palavras, o software que determina com precisão a distribuição de
binário por cada eixo foi especialmente desenvolvido para ser aplicado no novo TT Roadster. A inovadora filosofia de
controlo monitoriza constantemente as condições envolventes, o tipo de condução e os desejos do condutor. Isto
significa que a distribuição ideal de binário é calculada e as características dinâmicas do TT são adaptadas para cada
situação.
www.audi-mediaservices.com www.7 audi.pt
O sistema quattro em conjunto com o Audi drive select permite ao condutor do novo Audi TT Roadster poder regular
as propriedades da tração permanente de acordo com as suas necessidades individuais. No modo "auto" é otimizada a
tração, a estabilidade e dinâmica de condução. No modo "dynamic", o binário é distribuído ao eixo traseiro mais cedo
e em maior grau, o que significa que a dinâmica de condução é reforçada ainda mais, especialmente em estradas com
baixos coeficientes de atrito.
Paralelamente com a otimização da dinâmica de condução, os avanços realizados no sistema quattro também se
concentraram sobre a sua eficiência. No modo “efficiency” a distribuição de binário é regulado para otimizar o nível de
eficiência. Determinar as condições de condução e o tipo do condutor permitem otimizar o controlo do sistema
quattro em termos de eficiência, o que pode até resultar na paralisação temporária do sistema de transmissão quattro.
Neste modo de operação, o software inteligente monitoriza cuidadosamente a situação de condução e ativa o sistema
quattro antes que seja exigido binário em todas as quatro rodas. Desta forma, a unidade quattro oferece a máxima
eficiência, juntamente com um nível de tração e dinâmica que são típicas do sistema quattro.
O chassis
O chassis também reflete o apuro tecnológico por detrás dos novos TT Roadster e TTS Roadster. A suspensão
dianteira baseia-se numa estrutura McPherson; componentes de alumínio reduzem o peso das massas não suspensas
do chassis. A suspensão traseira de quatro braços processa as forças longitudinais e transversais de forma separada.
Um destaque especial é a nova e terceira geração do sistema de controlo de amortecimento adaptativo Audi Magnetic
Ride. Em comparação com a versão anterior, foi melhorado no que respeita à expansão das suas características
dinâmicas, controlo e precisão, bem como da facilidade de utilização. O Audi Magnetic Ride pode ser regulado em três
configurações (comfort - auto - dynamic) através do Audi drive select. Com a pressão de um botão permite que o TT
abrace a estrada de forma mais firme ou que o deixe rolar de forma suave. A tecnologia Magnetic Ride permite um
ultra- rápido controlo das forças de amortecimento, o que significa que em todas as situações de condução há um
contato ideal entre a roda e a estrada.
Desta forma, a excelente dinâmica de condução do novo Audi TT Roadster é otimizada e o controlo da carroçaria
garante também um excelente grau de conforto. O sistema é único neste segmento de mercado. O Audi Magnetic
Ride pertence ao equipamento de série no Audi TTS Roadster e está disponível como uma opção para todas as outras
versões do TT Roadster.
Outro destaque é a direção progressiva: a caixa de direção foi projetada para que a sua relação se torne mais direta
com o girar do volante. Desta forma, o novo TT Roadster pode ser conduzido com agilidade e precisão com pouco
movimento do volante em zonas urbanas e em estradas sinuosas.
www.audi-mediaservices.com www.8 audi.pt
A direção eletromecânica progressiva traduz-se numa elevada eficiência e adapta a sua assistência à velocidade,
constituindo a base para os sistemas de assistência opcionais Audi active lane e park assist.
Com o elaborado desenho do chassis e uma rígida configuração, o novo Audi TT Roadster deixa-se conduzir de uma
forma soberba em todas as situações. A carroçaria é rebaixada em 10 mm no TTS Roadster, ou com o pacote
desportivo S line e com o sistema de controlo de amortecimento adaptativo Audi magnetic ride.
O sistema de condução dinâmica Audi drive select é uma opção para o novo Audi TT Roadster, mas de série no TTS
Roadster. Controla as características do motor e a assistência de direção. O condutor pode escolher entre os modos
comfort, auto, dynamic e efficiency e modos individual. Além disso, o Audi drive select influência vários sistemas
opcionais: o S tronic, o sistema quattro o Audi magnetic ride. No modo eficiência, o Audi Drive Select intervém no
sistema de ar condicionado e no sistema start-stop, em conformidade com as necessidades nesse momento.
O TT Roadster 2.0 TFSI e o 2.0 TDI estão equipados de série com jantes de liga leve de 17 polegadas (18 polegadas no
TTS Roadster). A Audi oferece outros tipos de jantes com diâmetros de 17, 18 e 19 polegadas e pneus até 245 /35 R19.
O departamento quattro GmbH também oferece rodas com um diâmetro até 20 polegadas.
Os discos de travões dianteiros são ventilados e, dependendo da versão do motor, possuem um diâmetro entre 312 e
338 mm. O novo travão de estacionamento eletromecânico que o condutor aciona pressionando um botão está
integrado no sistema de travagem traseiro. O TTS Roadster utiliza travões com pinças fixas de alumínio recentemente
desenvolvidas para travar as rodas dianteiras. Estas são cinco quilos mais leves do que o modelo antecessor. Um outro
exemplo da experiência da Audi na construção de baixo peso.
O controlo de estabilidade eletrónico (ESC), que pode ser desligado em parte ou completamente, complementa
perfeitamente o desempenho dinâmico do veículo. Em zonas sinuosas, a vectorização do binário verifica-se. Se
necessário, o binário do motor é distribuído a partir da roda dianteira interior para a roda da frente do lado de fora
(tração dianteira) ou, em modelos quattro também para as rodas traseiras. Graças à diferença das forças de propulsão,
o carro curva facilmente, o que é bastante útil para o condutor. Desta forma, as curvas podem ser abordadas com
grande precisão e de forma neutra, o que aumenta significativamente o dinamismo e a estabilidade do TT. O modo
Sport destina-se a uma condução particularmente desportiva, facilitando o controlo da direção num momento de
sobreviragem.
A maneira como todos os componentes interagem e harmonizam, aumenta a agilidade e consequentemente, o prazer
de condução que um Audi TT Roadster oferece como, aliás, assim seria de esperar de um verdadeiro carro desportivo.
www.audi-mediaservices.com www.9 audi.pt
O interior
No interior, também o estilo é tão subtil que quase parece flutuar, evocando a personalização e caráter de um puro
desportivo como é o novo Audi TT Roadster. Tal como acontece com o exterior, as linhas horizontais e superfícies
enfatizam a largura do interior. A consola do túnel central - que suporta a zona dos joelhos quando se conduz mais
rapidamente em zonas sinuosas - e os painéis das portas tem formas fluidas similares.
A regra foi a mesma mais uma vez: "menos é mais". Formas claras e linhas puristas sublinham tanto a leveza e a
desportivismo intransigente do interior do Audi TT Roadster. Dois outros engenhosos truques tecnicamente
inovadores permitiram aos designers criar um painel de instrumentos que é impressionantemente delgado: o ecrã
tradicional do computador de bordo e o ecrã do MMI foram combinados para formar uma unidade central e digital, o
chamado Audi virtual cockpit.
Com suas linhas claras e pleno de operacionalidade inovadora, o interior da nova geração do TT Roadster foi
redesenhado a partir do zero. Visualizado de cima o tablier assemelha-se a uma asa de avião. Os difusores de ar do
sistema de climatização continuam a apresentar um formato redondo, uma característica clássica do TT, transmitindo
uma reminiscência dos motores a jato. Os controlos para o sistema do ar condicionado estão alojados nos referidos
difusores. No eixo dos respetivos difusores surge em pequenos ecrãs a indicação do nível de aquecimento de cada
banco; velocidade do ventilador; a temperatura e a distribuição do caudal de ar. Localizados junto às saídas de ar
centrais estão os interruptores para a luz de aviso de emergências e das funções secundárias, possuindo um fácil
acesso.
Quando visto de cima, o painel de instrumentos elegante lembra a asa de um avião; as saídas de ar redondas - uma
outra característica TT tradicional - são uma reminiscência de motores a jato. Eles escondem o funcionamento do ar
condicionado e do luxuoso ar condicionado automático opcional. As saídas de ar de alta precisão são um exemplo dos
elevados padrões a que a Audi aspira com relação à função, design e acabamento de todo o interior.
Cores e equipamentos
O novo Audi TT Roadster oferece uma paleta muito mais diversificada de cores do que o seu antecessor. Há 11 cores
exteriores, uma das quais é exclusiva para o pacote S line. Sete das cores na gama são novas para o TT Roadster e duas
delas são completamente novas para a Audi: Cinzento Nano e Vermelho Tango. Há também duas pinturas adicionais
disponíveis para o TTS Roadster – Preto Pantera e a altamente expressiva Azul Sepang.
www.audi-mediaservices.com www.10 audi.pt
Também é proposta uma nova gama de cores para o interior: os Audi TT Roadster e TTS Roadster oferecem três
diferentes cores interiores: preto, cinzento e castanho. Pela primeira vez, a Audi disponibiliza um interior de dois tons,
incluindo costuras contrastantes desportivas para os modelos S.
O equipamento para o novo Audi TTS Roadster inclui elementos interiores adicionais que lhe transmitem uma maior
personalização: cores seleccionáveis nos contornos dos bancos desportivos S, nas molduras da consola central e os
anéis dos difusores das saídas de ar. Os clientes com gostos mais exclusivistas têm muitas opções para a
personalização do seu veículo. Estão disponíveis revestimentos para os estofos em vários padrões de tecidos ou de
couro, bem como três pacotes de couro. Os bancos desportivos S têm como característica costuras em diamante na
secção central.
Para os modelos TTS Roadster, os designers da Audi criaram uma textura inovadora com tecnologia laser para as abas
do painel de instrumentos: possuem uma superfície ligeiramente levantada com padrão em favo de mel que transmite
ao Audi TTS Roadster um toque desportivo único.
Todas as versões do novo Audi TT Roadster estão generosamente equipados de série. Juntamente com as
características já referidas anteriormente, o rádio com MMI e o travão de estacionamento eletromecânico merecem
uma menção especial. As opções incluem além dos bancos desportivos S em couro e com variadíssimas opções de
acabamento, a chave de conveniência, os sistemas hold assist e assistente de máximos, o interior com o pacote de
iluminação em LED, aquecimento dos bancos dianteiros e o pacote porta-objetos e de bagagem.
No que respeita ao infotainment, os clientes podem escolher entre várias opções. O pacote Connectivity possui um
touchpad, MMI touch, Audi Music Interface e bluetooth interface. No topo da gama está o sistema de navegação MMI
plus com a sua generosa memória flash, dois leitores de cartão, leitor de DVD, Bluetooth interface e sistema de
controlo de voz. O chip T30 da série Tegra 3 do líder de mercado Nvidia, que é utilizado na nova geração da plataforma
de infotainment modular, controla todas as funções de navegação e multimédia no carro e em conjunto com o
processador, apresenta todo o conteúdo no Audi virtual cockpit.
O sistema Audi connect complementa na perfeição o sistema de navegação MMI plus. O mesmo liga o novo TT
Roadster à internet usando o rápido protocolo de transmissão de dados LTE. O ponto de acesso Wi-Fi integrado,
permite aos passageiros poderem navegar na internet e consultarem o seu e-mail quando quiserem, enquanto o
condutor pode contar com os serviços personalizados do Audi connect.
O pacote de infotainment é completado por componentes atraentes. O Audi Phone Box liga sem problemas um
telemóvel ao veículo. O seu componente principal é uma antena universal que está integrada no compartimento de
arrumação do apoio de braços central. Graças à proximidade, o telefone comunica com a antena, que utiliza um
amplificador para transmitir os sinais para a antena do carro.
www.audi-mediaservices.com www.11 audi.pt
O sistema de som Bang & Olufsen apresenta um amplificador de 14 canais e 12 altifalantes; as exclusivas molduras
para os woofers nas portas brilham na escuridão graças a uma moldura de luz discreta e regulável.
Sistemas de assistência sofisticados e eficazes fazem a condução do novo TT Roadster numa experiência ainda mais
agradável. Como opção, o carro pode ser equipado com o Audi side assist, que utiliza sensores de radar montados na
secção traseira para ajudar os condutores a mudar de faixa de rodagem com mais segurança; reconhecimento de
sinais de trânsito com base numa câmara; Audi active lane assist, que ajuda o condutor a manter-se na sua faixa de
rodagem atuando ligeiramente sobre a direção; o sistema de ajuda de estacionamento com sensores atrás e à frente
com visão seletiva de obstáculos, que orienta o veículo para espaços de estacionamento adequados e o sistema de
segurança Audi pre sense basic.
Mais fotos disponíveis em: www.audi-mediaservices.com (registo obrigatório)
- Fim –
O Grupo Audi vendeu 1.575.500 veículos da marca Audi em 2013. A Companhia registou uma receita bruta de € 49.9 mil milhões e um lucro
operacional de € 5.03 mil milhões em 2013. A Audi está presente em mais de 100 mercados e produz veículos em Ingolstadt e Neckarsulm
(Alemanha), Györ (Hungria), Bruxelas (Bélgica), Bratislava (Eslováquia), Martorell (Espanha), Kaluga (Rússia), Aurangabad (Índia), Changchun
(China) e Jacarta (Indonésia). A marca dos quatro anéis produz veículos também em Foshan (China) desde dezembro de 2013, bem como em São
José dos Pinhais (Brasil) a partir de 2015 e em San José Chiapa (México) a partir de 2016. Subsidiárias integrais da Audi AG incluem a quattro GmbH
(Neckarsulm), Automobili Lamborghini SpA (Sant'Agata Bolognese / Itália) e o fabricante de motos desportivas Ducati Motor Holding S.p.A.
(Bolonha / Itália). O Grupo emprega mais de 73.500 colaboradores em todo o mundo, incluindo 52.500 na Alemanha. O investimento total estimado
é de cerca de € 22 mil milhões entre 2014 e 2018 - principalmente em novos produtos e na ampliação e na sustentabilidade de novas tecnologias.
Paralelamente,

 

PEDRO NUNO NO VASCO SAMEIRO EM BRAGA

 

Pedro Nuno de regresso à velocidade nacional em Braga

 

 

 DSC1703_Copy A 5ª ronda do Campeonato Nacional de Velocidade ruma este fim-de-semana a Braga, no norte de Portugal. O jovem de Vila Franca de Xira encontra-se na 2ª posição do campeonato separado apenas por 14 pontos do líder, o espanhol Angel Outorelo, diferença essa que pretende reduzir nesta etapa.

 

Com a última corrida a ser disputada no circuito do Estoril com a grelha bem composta de pilotos de várias nacionalidades, local onde o Campeonato Nacional de Velocidade acolheu a Copa Ibéria e, onde Pedro Nuno averbou mais uma pole position e vitória na classe Moto3, é tempo de fazer contas ao campeonato.

 

Na ausência de Miguel Oliveira, o seu mentor, que participa pela mesma altura no Grande Prémio de Aragón, é tempo de Paulo Oliveira, manager, fazer um balanço da temporada: “O Pedro Nuno tem feito uma evolução muito positiva em todos os sentidos. O aspeto físico é fundamental nesta classe e ele tem conseguido reagir bem ao plano que traçámos. No circuito tem também absorvido bastante informação, mas ainda tem um longo caminho para percorrer. Espero que o Pedro possa continuar acompanhar o plano que traçámos e que, este fim-de-semana em Braga, coloque em prática o que tem aprendido nos últimos tempos.”

 

O jovem de 14 anos de idade, que esta semana foi brindado com a notícia da sua participação nas provas de seleção da Red Bull Rookies Cup, a realizarem-se em Guadix no próximo mês de Outubro, não poderia estar mais satisfeito: “Está a ser uma semana incrível. Por um lado porque se aproxima mais um fim-de-semana de corridas, por outro, porque fui selecionado para fazer as provas da Red Bull Rookies Cup. Já no ano passado fui selecionado, mas organização achou que não reunia as condições necessárias para participar no campeonato, pelo que, voltar a ser selecionado é muito gratificante. Espero que o trabalho que tenho vindo a desenvolver com o Miguel Oliveira me ajude alcançar este meu objetivo de entrar na Red Bull Rookies Cup.” explica Pedro Nuno

 

Os primeiros treinos serão durante o dia de sábado mas será no Domingo que os treinos cronometrados e corrida ocorrerão, estando marcado o início dos treinos para as 08h30. Já a corrida acontecerá igualmente no Domingo pelas 16h45 e terá 14 voltas.

 

LEXUS NX PERSONALIZADO

 

WILL.I.AM personaliza Lexus NX com design sofisticado e aplicação da última tecnologia

NOVO MODELO REVELADO EM EXCLUSIVO PELO ARTISTA

• Carroçaria alargada com aplicações em alumínio escovado, pelicula de carbono e pintura em branco pérola mate

• Quatro câmaras exteriores de 180° permitem tirar fotografias panorâmicas e visualizá-las num smartphone

• Volante personalizado e interior em pele alcântara cosida à mão exibe o logótipo da willpower

• As enormes jantes de liga leve de 22’’ receberam um acabamento maquinado em negro mas brilhante


O músico, criador e empresário will.i.am revelou a sua versão, personalizada por ele próprio, do novo Lexus NX num evento exclusivo realizado em Paris. A nova versão do Lexus NX foi revelada previamente numa iniciativa reservada a DJs, organizada pelo vencedor de vários Grammys, com convidados de diversos pontos da Europa.

Batizada com o seu próprio nome, esta edição especial do NX 200t F SPORT combina a aura e a criatividade da personalidade inovadora de will.i.am com o impressionante design do Lexus NX que com as suas linhas angulares cativam toda atenção. Com a última tecnologia a bordo, linhas exteriores expressivas e design agressivo e desportivo, o NX tem como público-alvo um consumidor mais jovem, mais orientado para o design e para a cultura urbana.

Referindo-se à edição especial do Lexus NX, will.i.am comentou: "Quando tive conhecimento de que a Lexus queria que eu estivesse associado à campanha Striking Angles, o meu primeiro pensamento foi: posso desenhar um carro para vocês? Sinto-me honrado por estar a apresentar em exclusivo o Lexus NX F SPORT personalizado por mim, aqui em Paris – este é um modelo inovador, marcante e o seu design exclusivo vai ao encontro do meu estilo pessoal.
Acredito que o design deste carro vai encorajar as outras pessoas a interpretar e ver como uma peça de arte.
GDB 013_2_Copy

 

TT NO BRASIL


Clique na imagem para fazer o Donwload...
Novo layout do carro da equipe
Alta | Web

Luciano Santos/SigCom
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Dupla representante do Rio de Janeiro
Alta | Web

Fábio Davini/DFotos
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Ricardo Barra e Vanderlei Hirt
Alta | Web

 

Mitsubishi Motorsports: Niterói Rally Team preparada para o desafio em Penedo


Ricardo Barra e Vanderlei Hirt voltam a se reunir neste final de semana, desta vez, no interior do Rio de Janeiro, para o rali de regularidade monomarca

 Nos dias 26 e 27 de setembro, as cidades fluminenses de Penedo e Itatiaia receberão a nação 4×4 do Mitsubishi Motorsports, rali de regularidade da marca, para a quinta etapa da temporada. Entre eles está a dupla Ricardo Barra e Vanderlei Hirt que volta a se reunir para mais uma prova, agora, no Sudeste. Será a estreia do novo layout que leva as cores da Cerveja Petra e da Natsu - Mitsubishi Niterói, no novo veículo Pajero Full da equipe Niterói Rally Team.

Competindo pela categoria Graduados (principal da competição, para pilotos e navegadores experientes), Ricardo e Vanderlei enfrentarão estradas de terra passando por riachos, fazendas de eucaliptos e diversas subidas e decidas, que são características do relevo da região. "Já corremos algumas provas na região que é marcada por serras, vales profundos e travessias de cursos d'água, um lugar de um visual muito bonito e ao mesmo tempo desafiador", contou Ricardo Barra.

Os competidores terão passagem pelas paisagens de Penedo, Resende, Bulhões, Bananal e Arapei. "Acho que no nível de competição da nossa categoria o fator casa tem muito pouco peso, mas não deixa de ser uma motivação a mais buscar um bom resultado para poder 'cantar de galo' no nosso terreiro", diz o piloto.

A dupla da equipe Niterói Rally Team estará a bordo da Pajeto Full. "Nesta prova iremos estrear o novo carro da equipe, um modelo 2011 que ainda não sofreu a reprogramação da central eletrônica e, portanto, participaremos desta prova com a potência original do motor que é de somente 200 cv. O tempo que tivemos entre a última prova para esta não foi suficiente para aprontar 100% o carro com todas as modificações que pretendemos fazer, mas estaremos com o nosso equipamento em condições de competição", assegura Barra.

Outra grande novidade será o visual do veículo. "Nesta competição apresentaremos um novo patrocinador a Cerveja Petra. O novo layout é moderno e traz novas cores à equipe", destaca o piloto Ricardo Barra.

Será mais uma ótima oportunidade para a dupla aprimorar a pilotagem e a navegação. "Não tivemos como testar o novo carro, pois os ajustes mecânicos consumiram todo o tempo disponível desde a última prova. Mas não acredito que teremos dificuldades com a nova máquina", explica o piloto. "Esperamos colocar em pratica as lições aprendidas ao longo desta temporada, manter a calma e a concentração necessária e como sempre é muito bom contar que a sorte esteja do nosso lado", acrescenta.

Para Vanderlei, que terá a responsabilidade de seguir as orientações da planilha para que Ricardo possa completar o percurso no tempo estipulado, a diversão está garantida. "Estamos prontos para mais esta aventura, certamente prepararam uma etapa bem interessante e cheia de desafios", afirma o navegador de Apucarana (PR).

A equipe Niterói Rally Team conta com o patrocínio Cerveja Petra e Natsu - Mitsubishi Niterói. Mais informações: www.niteroirallyteam.com.br

Programação Mitsubishi Motorsports Sudeste - Etapa Penedo (RJ):

Sexta-feira, 26 de setembro
17h00 - Entrega dos kits, formação de equipes, briefing, vistoria e adesivação.
Endereço: Rod. Rubens Tramujas Mader, Km 1,5 - Penedo - Itatiaia

Sábado, 17 de setembro
07h30 - Entrega de planilha e largada:
Local: Campo do Clube Finlândia
Endereço: Av. das Mangueiras, s/n - Penedo - Itatiaia

Chegada e almoço de premiação:
Endereço: Rod. Rubens Tramujas Mader, km 1,5 - Penedo - Itatiaia

Calendário do Mitsubishi Motorsport Sudeste/2014:
Etapa 1 - 05 de abril - Campos do Jordão (SP)
Etapa 2 - 10 de maio - Goiânia (GO)
Etapa 3 - 07 de junho - Curitiba (PR)
Etapa 4 - 23 de agosto - Uberlândia (MG)

Etapa 5 - 27 de setembro - Penedo - Itatiaia (RJ)
Etapa 6 - 18 de outubro - Joinville (SC)
Etapa 7 - 15 de novembro - Ribeirão Preto (SP)

Assessoria de Comunicação da Niterói Rally Team:
SIG Comunicação (11) 99972-6966
Silvana Grezzana Santos
Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar "> Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
www.sigcomunicacao.com.br

 

EUROFORMULA OPEN

Fotospeedy
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Henrique Baptista
Alta | Web

Fotospeedy
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Henrique Baptista
Alta | Web

Fotospeedy
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Henrique Baptista
Alta | Web

Euroformula Open: Monza recebe penúltima etapa do ano

Rodada dupla em lendário circuito italiano será desafio para motor e freios, afirma o brasileiro Henrique Baptista

O lendário circuito de Monza, na Itália, é o palco da penúltima rodada dupla do Euroformula Open em 2014. Neste fim de semana, os mais de 20 pilotos do grid terão pela frente outro circuito de altíssima velocidade, assim como na rodada anterior, disputada em Spa, na Bélgica.

Os pilotos terão três treinos livres na sexta-feira para deixarem os carros prontos visando a maratona de duas corridas em dois dias seguidos. No entanto, o trabalho começou semanas antes para o brasileiro Henrique Baptista, ciente das exigências físicas que a rodada dupla aplica. "Estou treinando sem parar, pois será um fim de semana muito cansativo. Tter condições físicas para aguentar essa demanda é um ponto à favor para qualquer piloto", conta o pernambucano da equipe DAV.

A pista em si, apesar de ser novidade para Henrique, não assusta, uma vez que o traçado é um dos mais conhecidos da história do esporte. "Estou muito ansioso para correr em Monza, que carrega uma energia única. Com tantas e longas retas cercadas por chicanes lentas, será um desafio para os motores e freios", completa. As provas acontecem às 10h do sábado e 7h30 do domingo (horários de Brasília), com transmissão ao vivo pelo site www.euroformulaopen.net.



 

ANTEVISÃO BRIDGESTONE MOTO GP

 

Antevisão Bridgestone MotoGP™ – 14ª Corrida : Aragon

 

Conjuntos de pneus Bridgestone disponíveis: Frente: Macio, Médio & Duro; Traseiro: Macio, Médio & Duro (Assimétrico)

Conjuntos de pneus de chuva disponíveis: Macio (Principal), Duro (Alternativo)

 

A 14ª ronda do MotoGP™ World Championship tem lugar no MotorLand Aragon, um local onde condições climatéricas adversas, longas curvas e zonas de travagens bruscas conseguem criar um desafio ao comportamento do pneu.

 

Com 5.078 metros de pista, o Aragon é um circuito bastante técnico com uma reta interior de cerca de 1km de extensão, combinando curvas longas e lentas. A natureza variada do circuito e a sua suscetibilidade a temperaturas baixas requerem uma abordagem especial no desenvolvimento dos pneus. São necessários pneus que aqueçam rapidamente e que forneçam tanto uma boa aderência nas curvas como estabilidade na travagem.

 

A presença de duas curvas esquerdas longas encadeadas, significa que normalmente o ombro esquerdo do pneu é colocado sob maior stress do que o direito. Como resultado, a Bridgestone introduziu um composto nos pneus slicks assimétricos traseiros com borracha dura no ombro esquerdo. Para o pneu traseiro, as opções para a Honda e Yamaha são o composto médio e duro, enquanto no caso da Ducati e da classe “Open” existem os compostos de slicks traseiros macio e médio. Para o circuito Aragon, as três opções de compostos de slicks dianteiros são macio, médio e duro. Devido ao asfalto liso e à possibilidade de clima frio, o pneu de chuva que se deve utilizar em circuitos deste tipo é a opção de composto macio.

 

 

BRIDGESTONE CELEBRA 3ª EDIÇÃO

 

Bridgestone celebra a 3ª edição do Concurso de Fotografia do MotoGP™

 

 

Depois de se ter associado ao Campeonato do Mundo MotoGP™ em 2012, ter ganho múltiplos prémios em diversos campeonatos mundiais e de ter tornado o primeiro fornecedor exclusivo de pneus desportivos em 2009, a Bridgestone acaba de celebrar o seu 12º ano de participação num dos maiores eventos de motociclismo, através do seu Concurso de Fotografia anual, que está aberto a todos os fotógrafos de MotoGP™.

 

Este ano, o Grande Prémio de Misano ficou marcado pela terceira edição do prestigiado Concurso de Fotografia da Bridgestone. O tema deste ano procurou explorar o mundo do MotoGP™, através da paixão da Bridgestone por corridas, inovação e precisão.

 

VILLOORBA CORSE

 

Início rodada em Monza GT Open para líderes Montermini / schiro
Scuderia Corse Villorba de volta na série internacional com sua Ferrari 458.
 
 Scuderia Corse Villorba de frente para a sétima e penúltima rodada do GT Open Internacional sobre ITS da pista caseira em Monza a partir de setembro 26-28 pilotos Andrea Montermini e Nicholas schiro estão liderando o campeonato com Ferrari 458 Eles Villorba assumiu a liderança depois de um bom pódio conquistou na rodada anterior em SPA. Então Monza é um fim de semana crucial para o campeonato. Equipe italiana liderada por Raimondo Amadio vai tentar estender a sua liderança como, no momento, o piloto de Fórmula 1 a partir de Modena eo novato talentoso de Milão são apenas um ponto à frente seu principal concorrente.
Raimondo Amadio, Team Principal: "Estamos prontos para Monza. Este é o solitário rodada italiano do campeonato e nós estaremos lá para marcar alguns bons resultados para a classificação. Monza Deu-nos grande satisfação no passado como vivemos fins de semana de corrida inesquecíveis lá. Sabemos que será um desafio muito difícil, mas eu tenho certeza que toda a equipe e pilotos dão o seu melhor como eles fizeram ao mais alto nível durante toda a temporada ".
Andrea Montermini: "Monza é uma pista muito exigente, mas podemos contar com o nosso Ferrari 458 velocidade e aerodinâmica. Com certeza Também os nossos adversários vão estar prontos para este fim de semana decisivo por isso temos de set-up do carro encontrar o carro certo, da maneira mais eficaz. "
Fim de semana italiano vai começar na sexta-feira 26 de setembro, com duas sessões de treinos livres às 11:15 e às 03:05 No sábado, 27 de setembro 1 de qualificação terá lugar às 11h05, seguindo-se uma corrida em 15:55 No domingo, 28 de setembro de corrida sessão 2 qualifyng vai começar em 9:40, enquanto Corrida 2 terá lugar no 13:25 Ambas as corridas serão transmitidas ao vivo pela www.gtopen.net.
 
International GT Open Calendário: 2-04 maio Nurburgring (GER); 06-08 junho Portimão (POR); 21-22 junho Jerez (SPA); 4-6
julho Hungaroring (HUN); 18-20 julho Silverstone (GBR); 05-07 setembro Spa (BEL); 26-28 setembro Monza (ITA); 01-02 novembro Barcelona
(SPA).

 

Google TradutorVillorba Ferrari_458_in_action_in_GT_Open_Copy

 

PRMINIRACING VICE CAMPEÃ NO NACIONAL DE MONTANHA

PRMINIRACING VICE-CAMPEÃ NO CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

 

 

NEWS PRMINIRACING
SETEMBRO # 2014

Teve lugar no passado fim-de-semana em Guimarães a penúltima prova do Campeonato de Montanha 2014. O exigente traçado da Penha foi novamente palco para levar a cabo esta etapa, reunindo milhares de espectadores, mesmo com condições meteorológicas instáveis e ameaçar constantemente chuva por diversas ocasiões. Na manhã de Domingo a chuva chegou mesmo a vias de facto, chovendo com alguma intensidade e fazendo com que o traçado progredisse de molhado para seco durante o desenrolar das últimas subidas de prova, o que causou algumas dúvidas às equipas acerca da melhor solução a utilizar em termos de pneus e suspensão.

RUI RAMALHO # JUNO SSE

Rui Ramalho que desta vez representava sozinho a sua equip, dado que o seu irmão Paulo cedia o Juno SSE na impossibilidade da equipa recuperar atempadamente o mais competitivo Juno CN09 resultante do acidente ocorrido no Caramulo, tinha aqui uma vez mais a árdua tarefa de vencer para manter acesa a aspiração da luta pelo título até à última prova.

Infelizmente o azar continuou a perseguir o piloto, pois logo na primeira subida de treinos a ruptura de uma transmissão deixou Rui imobilizado na linha de partida, obrigando a trabalhos forçados na sua assistência para substituir a peça em questão, fazendo com que não alinhasse também na segunda subida de treinos, dado o pouco tempo existente entre subidas. Esta situação fez com que o piloto do Porto alinhasse apenas na 1ª subida de prova de sábado com o handicap de não ter realizado qualquer subida de treinos para se adaptar ao traçado e ao Juno SSE, o qual este ano ainda não o tinha utilizado nenhuma vez e que embora tenha uma aparência semelhante ao Juno CN09, difere bastante em termos técnicos. Mesmo assim, o piloto realizou a última subida de sábado com um andamento bastante rápido, permitindo-lhe fechar o dia em 2º lugar a escassas 17 milésimas de segundo da 1ª posição, demonstrando uma vez mais a grande competitividade do Campeonato deste ano.

No domingo de manhã e depois de um forte aguaceiro, a subida de treinos livres foi realizada com todas as cautelas pelo piloto, na qual o tempo alcançado foi irrelevante. Na subida seguinte, 2ª subida de prova, com o traçado apresentar ainda algumas zonas molhadas, o piloto e a equipa decidiram manter ainda montados os pneus de chuva por precaução, para além de que não havia a certeza se no entretanto a chuva regressaria ou não. Mesmo assim e com os pneus de chuva a não serem efectivamente a melhor aposta, realizou o segundo crono, o que adicionado com a subida de prova de sábado o colocava na 1ª posição antes da 3ª e derradeira subida de prova.

Com a pista apresentar-se ao início da tarde praticamente seca, todas as equipas sem excepção dicidiram montar pneus slick para seco, o que possibilitou a inerente descida dos tempos alcançados nas subidas anteriores. Rui apostou tudo o que tinha na derradeira tentativa, arriscando em diversos pontos do traçado, conseguindo bater o seu recorde pessoal neste traçado, alcançado no início deste ano ao volante do Juno CN09, demonstrando bem que poderia ainda ter feito melhor ao volante do mais recente e rápido Juno. Infelizmente esse esforço não foi suficiente para vencer, terminando na 2ª posição a escassos 2 segundos do 1º lugar.

 

Rui Ramalho - Rampa Paços Ferreira

Veja as Reportagens que passaram na TV!

Paulo Ramalho - Rampa Murça

Veja as Reportagens que passaram na TV!

 

VODAFONE MEXEFEST

Vodafone Mexefest


Novas confirmações:

Kindness
Curtis Harding
Sensible Soccers
Duquesa

 

28 e 29 de novembro, Avenida da Liberdade, Lisboa


 

www.vodafonemexefest.com | facebook.com/vodafonemexefest

 


Mais um quarteto de nomes para a edição de 2014 do Vodafone Mexefest. O cartaz que recheará de música a Avenida da Liberdade, nos dias 28 e 29 de Novembro, recebe Kindness, Curtis Harding, Sensible Soccers e Duquesa.

De terras britânicas, Kindness. Com a estreia em 2012, “World, You Need a Change of Mind”, disco produzido por Philippe Zdar (Phoenix, The Rapture, Kanye West, Beastie Boys....), marcou o ano com um álbum brilhante, com a sua pop misteriosa cheia de electrónica e reminiscências dos anos 80. Em 2014, está de regresso com a fórmula que lhe é patente. O registo novo chama-se “Otherness” e será, com toda a certeza, nota forte no concerto no Vodafone Mexefest.

Em estreia por terras lusas, o norte-americano Curtis Harding vem ao Vodafone Mexefest apresentar o seu cintilante LP de estreia, “Soul Power”. Sendo um dos artistas que “temos de conhecer em 2014” de acordo com a revista Rolling Stone,  o cantor e guitarrista Curtis Harding apresenta-se em nome próprio, com um som que herda o que de melhor se fez nos anos 70, depois de uma carreira ao serviço de Cee Lo Green, Proseed ou Black Lips. Guitarras ritmadas e muito dançáveis para uma soul vibrante e em jeito de celebração, é a garantia de Curtis Harding.

Sensible Soccers é, provavelmente, a banda portuguesa com mais impacto na actualidade. Os 4 músicos nortenhos, ao vivo, são imbatíveis e capazes de, com dedicação e precisão, misturar sons psicadélicos e outros mais dançáveis do universo pop com electrónica dentro. Vêm ao Vodafone Mexefest com o LP “8” e alguns outros temas – já clássicos como “Sofrendo por você” – prometendo festa e muita dança.

Duquesa é o nome que Nuno Rodrigues, elemento dos roqueiros The Glockenwise, resolveu dar ao seu projecto a solo. Em nome próprio lançou um EP homónimo de magníficas canções pop, capazes de nos transportar para outras geografias: quentes e com sabor a verão.



 


Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.

Mais novidades a anunciar brevemente.


 

Já confirmados:
Adult Jazz, Capicua, Cloud Nothings, Curtis Harding, Deers, Duquesa, I Break Horses, JJ, Kindness, King Gizzard & The Lizard Wizard, Modernos, Perfume Genius, Sensible Soccers, Sharon Van Etten, St. Vincent, The Fresh & Onlys, Throes + The Shine, Tiago Iorc, Tune-Yards.
 

 

Novas confirmações


 

image

Kindness

 

Bio

Kindness é Adam Bainbridge. O britânico sempre investiu na arte e poderia ter sido fotógrafo ou DJ, dimensões experimentadas quando mais novo, respectivamente em Paris e Berlim. Depois de, em 2007, ter participado numa residência artística e criativa no The Philadelphia Institute for Advance Study, Bainbridge dedicou-se por completo às composições. Lançou um cd-r, singles, começou a tocar ao vivo e a alimentar-se de um futuro certeiro nas andanças musicais. Estreou-se em 2012 com o Lp “World, You Need a Change of Mind”, disco produzido por Philippe Zdar (Phoenix, The Rapture, Kanye West, Beastie Boys....). Com o debut traçava a sua marca que se estende ao já anunciado novo álbum, “Otherness”: pop com ritmos synth dos oitentas bem marcados, R&B em doses temperadas e electrónica fina. Depois a voz, que emerge e encanta sobre os sons.



 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"This is Not About Us"

 

 

image

Curtis Harding

 

Bio

De Atlanta, Curtis Harding. Fez backing vocals para Cee Lo Green, pertenceu ao grupo de rap Proseed e vai tocando com os Black Lips. Porém, o talento que tem alavanca-o para uma carreira a solo que se materializa com o debut em nome próprio, “Soul Power”. O título do disco sublinha a sua grande paixão: o género soul. Por lá, com rock e ritmos pulsantes, rasgados da sua stratoacaster, Harding faz-nos viajar pelos anos 70 mas num jeito autoral e interpretativo muito contemporâneo. Concerto imperdível de um dos novos e mais talentosos nomes da soul – moderna - actual.




 

Sites e Vídeos

Site Oficial

Facebook


"Keep On Shinning"

 

 

image

Sensible Soccers 

Bio

Os quatro nortenhos estão, numa rapidez fulgurante, a conquistar todos os que têm na música “objecto” devotado e imprescindível. Cozinham o psicadelismo com a pop, acrescentando outros ritmos e sons incantalogáveis, promovendo momentos hipnóticos que, ao vivo, ganham uma transcendência invencível. Em 2011, ano dos primeiros concertos, editaram um Ep – lançando ainda nos primeiros tempos da sua curta carreira, ‘Fornelo Tapes Vol.1’ e o single ‘Sofrendo Por Você’. Este ano estrearam-se com o Lp “8” (oito), um disco incrivelmente contagiante, que desfilará na edição de 2014 do Vodafone Mexefest.



 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Sofrendo Por Você"

 

 

image

Duquesa

Bio

Nuno Rodrigues, barcelense e membro dos conterrâneos Glockenwise, tem, no seu universo artístico, muito mais para dar para além do rock que, com a sua banda, vai disparando em doses fartas e altas. Com o alter-ego Duquesa, Rodrigues explora uma pop soalheira, como se saída de uma baía californiana, a reclamar dias cálidos e festivos. Estreia-se com um Ep homónimo constituído por 6 temas. Na grande rede pode ser ouvido e descarregado sem encargos. Duquesa, no Vodafone Mexefest. 


 

Sites e Vídeos

Site Oficial


Facebook

"Ice Cream"

 

 

Informação de Bilhetes


 

Preço dos Bilhetes

Preço único: €40

Troca obrigatória pelo próprio por pulseira no Coliseu de Lisboa a partir de dia 27 de novembro

Locais de Venda

www.blueticket.pt - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês (Lisboa e V. N. Gaia), Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Casino de Lisboa, Galerias Campo Pequeno, Abep, Estações de Correios, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, www.ticketline.pt - Reservas e informações 1820 (24 horas), www.bilheteiraonline.pt, Coliseu de Lisboa.
Bilheteira do festival no Coliseu de Lisboa a partir de dia 27 de novembro.

Espanha: www.breakpoint.es, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Inglaterra: www.seetickets.com

Alemanha: www.ticketmaster.de

França: lojas FNAC www.fnac.com, Carrefour www.carrefour.fr, Géant, Magasins U, Intermarché, www.francebillet.com
 

 

OLIVEIRA CONFIANTE PARA ARAGON

 

Miguel Oliveira com confiança redobrada para Aragão

 GH24532_Copy

Depois de escrever mais uma página na história do motociclismo, ao confirmar a presença na equipa da KTM Ajo em 2015, Miguel Oliveira está de partida para o circuito Motorland em Aragão para a 14ª etapa do Campeonato do Mundo de Moto GP em Moto 3 e admite estar confiante, até pelas boas recordações que tem desta pista.

Miguel Oliveira, que no ano passado ficou em 5º lugar, considera que a corrida que se avizinha será mais disputada e renhida, mas também que as últimas provas têm demonstrado uma Mahindra com mais velocidade e competitividade, e, por consequência está otimista para este fim-de-semana em solo espanhol, o último antes de arrancar para a famosa ronda asiática: “Sinto-me confiante, depois de termos conseguido lutar pela vitória em Misano e de termos sido rápidos também na qualificação. Isso deixou-me muito confortável para Aragón.” começa por salientar o piloto luso.

Depois de ter visto a ida ao pódio quase a acontecer, na última corrida, este é um traçado que  agrada bastante a Miguel Oliveira e ao qual considera estimulante voltar (até porque foi aqui que no passado o jovem da Charneca da Caparica venceu a primeira corrida de motociclismo na classe de 125 cc):“Aragón é uma pista a que me adapto bastante bem. O ano passado obtive aqui um 5º lugar e este ano estou à espera que a corrida seja um pouco mais competitiva, com mais pilotos a lutarem pela vitória… Vamos ver desde sexta-feira como correm as coisas, mas espero estar sempre no topo.”

O circuito de Aragão foi projetado e desenhado pelo arquiteto alemão Hermann Tilke e conta com 5,077km de comprimento e 17 curvas. Muito elogiado pelos pilotos após o primeiro Grande Prémio em 2010, foi agraciado com o galardão “Melhor Grande Prémio” da IRTA, constituindo a primeira vez que um circuito conquistou o tão cobiçado troféu no seu ano de estreia no calendário do MotoGP. Composto por 10 curvas à esquerda e 7 à direita, a sua recta mais longa é de 986 metros.

 

Os primeiros treinos livres estão agendados para sexta-feira pelas 08h00 e os segundos para as 12h10 (hora de Lisboa).  Miguel Oliveira espera que os resultados do fim-de-semana lhe permitam lutar pela vitória na corrida de domingo: “Como em qualquer grande prémio, o nosso objetivo é lutar pela vitória desde o primeiro momento.” conclui o jovem de 19 anos.

 

NACIONAL DE RALIS REGRESSA A CASTELO BRANCO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS REGRESSA 30 ANOS DEPOIS

A Escuderia Castelo Branco regressa em 2014 ao Campeonato Nacional de Ralis. 30 anos depois de ter saído desta competição, por imposição da entidade federativa a prova conta igualmente para o Campeonato Regional de Ralis – Centro, Clássicos Ralis e inclui também uma prova tipo Sprint, num evento que está integrado nas comemorações dos 50 anos da Escuderia Castelo Branco, um dos clubes com mais tradições da região centro de Portugal.

Esta prova apenas é possível porque a Escuderia garantiu há dois anos o interesse da Câmara Municipal de Castelo Branco, em fazer com que os ralis ao mais alto nível regressassem à beira interior e de mão dadas apostaram na qualidade das estradas municipais do Concelho, outrora em terra, mas palco de provas inesquecíveis incluídas no Campeonato Nacional de Ralis. Os Ralis do Campeonato Nacional, estão assim de volta à Cidade de Castelo Branco para ficar e a capital da Beira Baixa, oferece a todos, uma reconhecida qualidade de bem receber em todos os aspetos, proporcionando igualmente aos participantes uma prova de caraterísticas únicas, que encerrará da melhor forma o CNR 2014.

 

Serão cerca de 140 quilómetros de grande competição, que incluem uma dupla passagem por Super-Especial com cerca de 1,7 kms, realizada no centro da cidade, junto à Rotunda Europa e que termina muito perto do Parque de Assistência da prova, situado no recinto da Feira. O restante percurso competitivo inclui mais duas secções e seis Provas Especiais, feitas no sistema de rondes, ou seja três troços percorridos por duas vezes. Três classificativas com quilometragem elevada, uma com cerca de 20 Km, outra com quase 30 e a última com cerca de 19, muito trabalhosas e competitivas, que servirão para testar as capacidades das equipas que querem discutir a vitória, ou um bom resultado, numa prova que não vai decidir o título absoluto de 2014, mas que garante pontos extra e por isso tem para todos um significado mais apetecível em termos de classificação final.

 

O centro nevrálgico da prova - Secretariado e Gabinete de Imprensa – estão desta feita situados no Centro da Cidade de Castelo Branco, junto ao Parque de Estacionamento que receberá as Verificações Técnicas da prova e a poucos metros do Parque Fechado e da partida e chegada do rali.

O Parque de Assistência também foi pensado para facilitar as manobras aos pilotos e às equipas, pois encontra-se completamente vedado, com fácil acesso e com grande visibilidade,de forma a que o publico conheça de perto as grandes máquinas.

A pensar no bem-estar e segurança de todos a Escuderia vai tentar reunir esforços para organizar um curso de suporte básico de vida para todos os pilotos e navegadores, que será ministrado pela nossa equipa médica, de maneira a aumentar os conhecimentos em caso de acidente.

 

GT OPEN AO RIBRO

 

GT Open ao rubro em Monza!

A luta pelo título no International GT Open estará ao rubro em Monza, com os dois primeiros do Campeonato separados por apenas um ponto. Aliás esta tem sido uma constante desta temporada, na qual a luta tem sido intensa com os 3 primeiros a alternarem o comando entre si. Após a prova de SPA, a dupla do Corvette #2, Ramos e Pastorelli caiu para o segundo lugar a um ponto do Ferrari #1 pilotado por Montermini e Schirò. Para além do GT Open, no próximo fim de semana estarão em acção os participantes no Euroformula Open, os carros do Radical European Masters e o novo Italian F4 Championship.

 

A prova de Monza decorre já este fim-de-semana e entramos na fase decisiva do International GT Open, com apenas duas provas a disputar (4 corridas) e esta em particular na região da Lombardia, no lendário Autódromo Nazionale di Monza. Este circuito está localizado perto da cidade de Monza, a norte de Milão, e uma das mais conhecidas pistas de competição do Mundo sendo justamente apelidada de “Templo da Velocidade”. É naturalmente o palco de eleição para o Grande Prémio de Itália de Fórmula 1 e onde mais se vive a paixão dos Tiffosi (os acérrimos apoiantes da Ferrari).

Construído no Royal Villa of Monza Park  (um parque natural) em 1922, Monza foi palco de inúmeros e fantásticos momentos da história do desporto motorizado, sejam eles altas performances, momentos de glória e infelizmente também algumas tragédias. O Autódromo de Monza tem 3 possíveis alternativas, a Grand Prix Track com os seus 5,793 km, a Junior Track com 2,405 km e a High Speed Track com 4,250 km e os famosos “bankings”. Nos maiores atrativos de Monza incluem-se as famosas curvas “di Lesmo”, “Parabolica”, a chicane “Variante Ascari” e a curva de alta velocidade denominada “Curva Grande”.

Uma das pistas mais rápidas do Mundo que favorece os carros mais potentes e onde nas afinações aerodinâmicas se abdica de “down force”, permitindo assim altas velocidades de ponta. Na altura dos mais potentes motores turbo nos Formula 1, chegaram-se a atingir velocidades superiores a 370km/h. Para além da Fórmula 1, Monza recebe muitas outras categorias do Desporto motorizado, desde monolugares, turismos, sport-protótipos e GT’s em corridas de topo como são os famosos 1000KM de Monza.

Monza foi também palco da única edição da “Race of Two Worlds”, um efémero confronto entre Fórmula 1 e os (Americanos) Fórmula Indy. Para além das 4 rodas, Monza tem também enorme tradição nas corridas de motos, recebendo hoje em dia as provas do Grande Prémio de Itália de Moto GP e as Superbike.

No GT Open a pressão é altíssima nesta ponta final do Campeonato, pois com apenas mais 2 circuitos (Monza e Barcelona) para as 4 corridas em falta, não há margem para erros, tal como afirma Miguel Ramos “O GT Open é um Campeonato que premeia a regularidade e onde não se pode falhar. Como este ano os azares têm sido mais ou menos divididos, temos três carros muito próximos no topo da tabela. Agora que nos aproximamos do final do Campeonato, Monza vai ser muito importante, pois um passo em falso pode ser o fim do sonho. Este é um circuito de alta velocidade, aliás tem o recorde de velocidade dos F1 que atingiram mais de 370km/h e onde acho que o nosso Corvette e os Ferrari, vão andar muito próximos em termos de performance pura”.

À entrada para Monza o Campeonato é liderado pela dupla Andrea Montermini/Niccolò Schirò com 158 pontos, seguidos por Miguel Ramos/Nicky Pastorelli com 157 e Mavlanov/Zampieri com 147.

No programa do evento para além das corridas do GT Open, no próximo fim de semana estarão em ação os participantes no Euroformula Open, os carros do Radical European Masters, a Seat León Eurocup e o novo Italian F4 Championship. Como habitualmente, o International GT Open tem cobertura televisiva na: Motors TV (pan-European) e SportTV entre outras, para além da habitual Live Streaming TV no site www.miguelramossport.com

 

12:50 (CET)  Race 1 Radical European Master (50’)

14:00 (CET)  Race 1 Seat León Eurocup (11 laps max 40’)

15:00 (CET)  Race 1 Euroformula Open (16 laps max 35’)

16:00 (CET)  Race 1 International GT Open (70’)

17:35 (CET)  Race 1 Italian F4 Championship (28’ + 1 lap)

 

MotorsTV      14:50 (PT) Race 1 direto

SportTV 5       21:50 (PT) Race 1 diferido

 

Domingo, 28 de Setembro

10:40 (CET)  Race 2 Italian F4 Championship (18’ + 1 lap)

11:30 (CET)  Race 2 Seat León Eurocup (11 laps max 40’)

12:30 (CET)  Race 2 Euroformula Open (16 laps max 35’)

13:30 (CET)  Race 2 International GT Open (60’)

14:55 (CET)  Race 2 Radical European Master (50’)

16:05 (CET)  Race 3 Italian F4 Championship (28’ + 1 lap)

 

MotorsTV      17:50 (PT) Race 2 diferido

SportTV 5     16:30 (PT) Race 2 diferido

 

International GT Open 2014

  •     Nurburgring 02-04/05/2014
  •     Portimao 06-08/06/2014
  •     Jerez 21-22/06/2014
  •     Hungaroring 04-06/07/2014
  •     Silverstone 18-20/07/2014
  •     Spa 05-07/09/2014
  •     Monza 26-28/09/2014
  •     Barcelona 1-2/11/2014
 

NOVA ESPACE DA RENAULT PARA BREVE

 

A RENAULT REINVENTA O ESPACE

 

A Renault vai revelar o Novo Espace no Salão de Paris. Este crossover, elegante e inovador, aposta no design e na sedução, e recupera as linhas do concept-car apresentado no Salão de Frankfurt.

 

Capitalizando sobre os predicados que fizeram, nos últimos 30 anos, o sucesso do Espace – luminosidade, modularidade, conforto - o Novo Renault Espace seduz pelo seu design e pelo habitáculo acolhedor. A modularidade, com 5 ou 7 lugares, foi revista e o Novo Espace foi objecto de um cuidado especial, mesmo nos mais pequenos detalhes, no que diz respeito à concepção e à fabricação.

 

O Novo Renault Espace será apresentado, em estreia mundial, por Carlos Ghosn, Presidente Director-Geral do Grupo Renault, na conferência de imprensa que terá lugar no Salão de Paris.


Para esta mesma ocasião, a Renault criou, em conjunto com os seus parceiros Publicis Conseil e DigitasLBi, um original dispositivo digital, que combina o vídeo e elementos 3D, que permitirá aos internautas « mergulhar » numa experiência que o levará a descobrir o design exterior e interior do Novo Espace.

A descobrir em www.crossover.renault.com

 

 

 

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

Pelas dez da manhã partimos em direção a Sukhothai onde chegámos ainda a tempo de visitar parte da velha cidade. No início do século XIII Sukhothai foi um próspero reino que muitos consideram ter dado origem à Tailândia.
Ficámos a apreciar aquelas ruinas na manhã do dia seguinte, desta vez em bicicletas alugadas.
 Da parte da tarde contratámos o Chip, que organiza passeios de bicicleta na região, para darmos uma grande volta pelo campo.
O Chip mostrou-nos como a população de uma pequena aldeia dos arredores, maioritariamente agricultores, montou uma fábrica de móveis num período de seca, em regime de cooperativa, para compensar a falta de trabalho nos campos. Explicou-nos também tudo sobre o cultivo do arroz, mostrando-nos nos campos a diferença entre o que é semeado e o que  é plantado à mão e os vários tipos de arroz que cultivam na região. Por fim visitamos uma fabrica artesanal de uma espécie de aguardente de arroz, a que chamam whisky de arroz, que funciona só com um casal. Os dois fermentam o arroz para depois destilarem o mosto em alambiques rudimentares. Produzem uns 100 litros por dia com a mulher a ir provando o produto ao longo das várias fases. Quando a vi fazer várias provas, sem cuspir o liquido, nos 15 minutos que ali estivemos, perguntei ao Chip se ela não chegava bêbada ao fim do dia de trabalho mas ele disse-me que não, que estava habituada. Deve ficar transtornada é se um dia deixar de beber whisky de arroz.
Na manhã seguinte arrancámos para Chiang Mai. À medida que vamos rodando para Norte a temperatura baixa um pouco, dos 37, 38º para 32,33, tornando-se mais fácil de suportar, e a paisagem é cada vez mais luxuriante, com vegetação densa desde a borda da estrada. A meio caminho parei numa pequena oficina onde me arranjaram uma porca para substituir a que tinha perdido de um dos apoios do para brisas.
Chiang Mai é uma cidade grande e tendo um aeroporto, é bastante turística. A primeira impressão foi má e, circulando pelas ruas principais, não encontrava nenhum Hotel. Decidi então parar num café onde anunciavam ter internet para procurar um. O trajeto do Hotel que escolhi mandava-nos para uma zona de ruas estreitas mais animada e com melhor ambiente. Comecei a apreciar a cidade. Depois de uma hora à procura do Hotel que tinha visto na Internet sem o encontrar acabámos por ficar no primeiro decente que nos apareceu. Jantámos numa tasca local, numa esplanada junto à estrada, e no dia seguinte  começamos por visitar um parque de elefantes, onde a Maria esteve a dar banho a um deles. Depois do banho no rio decidiu montar o elefante. Para isso o tratador mandou o elefante baixar-se e ela trepou lá para cima. O pior foi para sair. Por mais que o homem mandasse o elefante baixar-se de novo, o animal não lhe ligava nenhuma e rodopiava com a Maria em cima dele, embora uma corrente atada a uma pata que o tratador segurava com quantas forças tinha, não o deixasse ir longe. Às tantas decidiram tirar o elefante do rio mas mesmo cá fora ele recusou a baixar-se. Trouxeram então uma cria para junto dele com a intenção de o acalmar mas acabou por ter que ser outro tratador a saltar para cima de um segundo elefante que se pôs ao lado daquele passando a Maria de um para o outro.
Depois desse episódio caricato que já tinha toda uma plateia de publico e tratadores a assistir, cada um a dar a sua opinião, presenciamos um “show” extraordinário onde elefantes jogavam futebol e pintavam quadros com um pincel na tromba, de uma perfeição impressionante.
Por fim demos um passeio de elefante de uma hora pela floresta. Muito animada, a ida ao parque dos elefantes.
Nesse dia ainda fomos a um parque de Tigres onde tiramos fotografias junto às feras. Estes não pareciam estar drogados, como o de três dias antes, mas simplesmente bem amestrados.
Ao fim do dia ainda subimos à montanha mais alta de Chiang Mai para visitar o principal templo da cidade. A estrada até ao alto da montanha era espetacular com curvas e contracurvas de vários raios em bom piso. Já perto do cimo encontramos um grupo de uns vinte motociclistas que me contaram encontrarem-se ali todos os fins de tarde só pelo gozo de subirem e descerem aquela estrada.
O templo Budista era dos melhores e mais bem arranjados que já tenho visto e tivemos a sorte de chegar a uma hora onde começou uma reza dirigida por um “Master Buda” perante quem os miúdos budistas se ajoelhavam à sua passagem. Fantástico.

 

ENCONTRADA PROVA DE SUBSTITUIÇÃO PARA A RAMPA SRA DA GRAÇA

ENCONTRADA PROVA DE SUBSTITUIÇÃO PARA A RAMPA SRA DA GRAÇA

 

 

Tal como já tinhamos informado há dois dias, a Rampa Senhora da Graça, prova de encerramento do Campeonato Nacional de Montanha, acabou por ser anulada isso motivado por problemas de indole financeira com as autoridades locais.Assim e embora não esteja ainda confirmado oficialmente, os participantes do Campeonato Nacional de Montanha, devrão fazer nova deslocação em finais do mês de Outubro à Rampa da Penha.Por aquilo que apuramos  as conversações entre a Demoporto e as autoridades vimaranenses estão muito bem encaminhadas, e é bem provávell que na próxima semana seja tudo confirmado.Para além da prova a contar para o Nacional de Montanha, está previsto a organização duma prova de regularida e um rali sprint, utilizando para esta prova o mesmo precurso da prova de rampa, isto é, reunindo toda a segurança, como aconteceu na prova organizada no fim de semana que passou, que se saldou num tremendo sucesso, sem qualquer tipo de incidente com o público.

 

Assim tudo se encaminha para que o Campeonato Nacional de Montanha tenha um desfecho em cheio.FOX 1598_Copy_Copy

 

NISSAN NV 200

 

NISSAN e-NV200 - UMA SOLUÇÃO VIP NO 65º HANNOVER MOTORSHOW

 

 

NISSAN e-NV200 - UMA SOLUÇÃO VIP NO 65º HANNOVER MOTORSHOW

O pioneirismo da totalmente eléctrica e-NV200 e um programa de comercialização inovador estão a ajudar as empresas a atingir uma maior rentabilidade e eficiência. 

  • Uma e-NV200 electrizante nas empresas em toda a Europa
  • Programa e4Business destinado às PME's
  • Novos motores e novas tecnologias para o NV400
  • Maior segurança e mais equipamento para a pick-up Navara

A inovadora e-NV200 está no centro das atenções no espaço da Nissan no 65º Motor Show em Hannover, onde mostra uma possível solução para um futuro veículo eléctrico de luxo da Nissan: o protótipo e-NV200 VIP Shuttle.


Imagens Relacionadas

Imagens Relacionadas

 

TECNOLOGIA LIDER PARA NOVO JAGUAR XE

 

MOTORES INGENIUM: TECNOLOGIA LÍDER PARA O NOVO JAGUAR XE

 

Jaguar XE_Ingenium_2_CopyJaguar XE_Ingenium_Infografa_PT_Copy

 

  • O motor de quatro cilindros Ingenium é o modelo Jaguar diesel mais eficiente de sempre.
  • As versões de 163 CV/380 Nm e 180 CV/430 Nm disponibilizam um equilíbrio ideal entre performance, eficiência e requinte.
  • A redução catalítica seletiva e a recirculação de gases de escape refrigerada a baixa pressão reduzem as emissões de NOx e cumprem as exigências da norma Euro 6.
  • A distribuição variável das válvulas de escape permite um aquecimento rápido do catalisador e uma regeneração robusta do filtro de partículas.

 

Graças aos novos motores diesel Ingenium de tração traseira e à sua estrutura com elevado conteúdo de alumínio, o XE é o modelo Jaguar com o consumo de combustível mais reduzido e emissões de CO2 de apenas 99 g/km.

A gama Ingenium é produzida no nosso Centro de Produção de Motores nas West Midlands (Reino Unido), instalações com uma área de 100.000 m2 e um custo de 500 milhões de libras. Estas linhas de produção, com uma flexibilidade elevada, terão capacidade para produzir um motor a cada 36 segundos.

Concebido de raiz, o seu design proporcionou aos engenheiros mecânicos da Jaguar a possibilidade de criar os modelos Ingenium com o peso mais reduzido e a maior eficiência possíveis, com a potência, binário e suavidade esperada pelos nossos clientes. Estes motores de última geração foram comprovados no terreno, em condições reais, ao longo de mais de 3 milhões de quilómetros.

Nas palavras de Ron Lee, Chief Powertrain Engineer do Grupo, Jaguar “A nova geração de motores diesel Ingenium foi integralmente concebida e produzida pela Jaguar. Aproveitámos todas as oportunidades para garantir que o seu design se encontrasse na vanguarda das evoluções técnicas”.

As unidades de baixa fricção produzidas integralmente em alumínio integram blocos de cilindros rígidos e dois veios de equilíbrio para assegurar níveis reduzidos de vibração. Detalhes como a tampa acústica do cárter, os injetores desacoplados e o design oval de 0,5 mm no veio de acionamento da bomba de injeção contribuem para os níveis de ruído excecionalmente reduzidos dos motores Ingenium.

O novo XE será comercializado com duas versões do motor diesel Ingenium de 2,0 litros. A primeira, com uma potência de 163 CV e 380 Nm de binário, disponibiliza níveis recorde de eficiência: um consumo de apenas 3,8 l/100 km e 99 g/km de emissões de CO2, sem comprometer as prestações no arranque nem a aceleração em regimes intermédios. A versão de 180 CV/430 Nm disponibiliza um dos níveis de binário mais elevados do segmento.

Os motores diesel Ingenium cumprem a norma Euro 6, dado que são tão limpos quanto eficientes. A distribuição variável das válvulas de escape reduz a duração da fase de ativação do catalisador e melhora a regeneração do filtro de partículas diesel (DPF). O sistema de recirculação de gases de escape (EGR) refrigerado a baixa pressão reduz a temperatura da câmara de combustão, inibindo a formação de NOx. A tecnologia de redução catalítica seletiva (SCR) reduz as emissões de NOx para níveis muito reduzidos. Desta forma, o novo XE foi concebido para cumprir as normas mais exigentes a nível internacional.

Os motores diesel Ingenium serão apresentados em conjunto com dois motores potentes e eficientes a gasolina de injeção direta: o motor turbo de quatro cilindros de 2,0 litros e o excecional Supercharged V6 de 3,0 litros.

Mais informação, imagens e vídeos sobre a Jaguar em www.media.jaguar.com
 

LISTA DE INSCRITOS BAJA TT DOURO

LISTA DE INSCRITOS BAJA TT DOURO

 

 

 

 


Concorrente
Lic.
Piloto
Lic.
Nac
Navegador
Lic.
Nac
Marca
Modelo
Div.
Classe
501
BP Ultimate Team
1274
Miguel Barbosa
1275
Mario Castro
324
Mitsubishi
Racing Lancer
T1
502
Helder Oliveira
3668
Helder Oliveira
3668
Nuno Rodrigues Silva
287
Depieres
T1
503
Filipe Sport
2372
Ricardo Porem
2372
Manuel Porem
3940
BMW
Serie 1 Proto
T1
504
Romulo Branco
FIA657
Romulo Branco
FIA657
João Serodio
FIA606
Toyota
Hilux
T1
505
Jose Mendes
1130
Jose Mendes
1130
Carlos Bexiga
1129
Mitsubishi
L200
T1
506
Andre Franco
Alexandre Franco
Rui Franco
Nissan
Navara
T2
507
Jorge Cardoso
Jorge Cardoso
NN
Isuzo
D-Max
T2
508
Eduardo Mota
2067
Eduardo Mota
2067
Nuno Sousa
Nissan
Pathfinder
T2
509
Alexandre Mota
1752
Alexandre Mota
1752
Luis Martins
1750
Nissan
Navara
T8N
510
Filipe Carvalho
1225
Filipe Carvalho
1225
Maria Carvalho
1324
Nissan
Navara
T8N
511
Cesar Sequeira
2016
Cesar Sequeira
2016
Tania Sequeira
2020
Toyota
Land Cruiser
T8
512
Rui Marques
2380
Rui Marques
2380
Pedro Marcão
2047
Nissan
Patrol GR
T8
513
André Amaral
André Amaral
Nelson Ramos
Mercedes
Proto
T1
514
João Belo
1331
João Belo
1331
José Marques
Opel
Astra Proto
T1
515
Nuno Matos
Nuno Matos
NN
Opel
Mokka Proto
601
Ricardo Nascimento
2005
Ricardo Nascimento
2005
Paula Fortunato
1696
Nissan
Terrano II
TNTT
602
Antonio Laranjeira
1671
Antonio Laranjeira
1671
Joana Oruguela Alves
1672
Nissan
Terrano
TNTT
603
Fernando Cunha
2803
Fernando Cunha
2803
Vitor Fragoso
2804
Nissan
Navara
T8 + TNTT

 

BAJA TT DOURO

BAJA TT ROTA DO DOURO: Mais de quatro dezenas de inscritos

O Douro é o palco da penúltima prova do Campeonato Nacional de Todo-o-terreno (CNTT), que vai para a estrada já na próxima sexta-feira.

Gaia recebe a quinta prova do CNTT, que tem partida marcada para as 13.30 horas de sexta-feira, dia 26 de Setembro, altura em que o primeiro concorrente das motos parte para o prólogo, que vai ser disputado em Sandim. Os automóveis têm a partida marcada para as 15.00 horas e tal como as duas rodas, arrancam da Douro Marina, onde está montado o centro nevrálgico da prova.

O prólogo é disputado numa extensão de 5,3 Km´s, em Sandim. Este primeiro sector selectivo define a ordem de partida para a prova, quer nos automóveis, quer nas motos.

O momento com maior carga simbólica do dia, está marcado para as 18.30 horas, onde na marginal de Gaia, mesmo em frente ao Convento do Corpus Christi vai ser realizado o desfile de veículos e de pilotos. Este é um acontecimento único, em que os concorrentes têm contacto directo com o muito público, local e turista, do coração da cidade, com o Rio Douro como pano de fundo.

Sábado a partida é dada às 6.30 horas para os concorrentes da prova extra-campeonato sob a égide da Federação de Motociclismo de Portugal, sendo à 8.00 horas em ponto dada a largada para o Sector Selectivo, junto a Amarante. À mesma hora, em Gaia, parte para a estrada o primeiro concorrente dos automóveis, que parte para o sector selectivo às 9.30 horas.

O primeiro Sector Selectivo, Douro Norte, tem uma extensão de 225 Km´s, terminando em Vilarinho de Cotas, Alijó. Após a realização desta prova, os concorrentes seguem para o Parque Fechado na Régua, onde termina a prova das motos.

Os automóveis têm ainda um segundo sector selectivo, Douro Sul, cuja partida é na Serra das Meadas. A extensão desta prova de classificação é de 40 Km´s e termina em Castro Daire. Inicialmente era previsto este sector ter 93 Km´s, mas o mau tempo dos últimos dias inviabilizou grande parte da segunda metade do Sector Selectivo.

“Esta semana, a chuva forte provocou alguns desmoronamentos, nomeadamente o de um penedo que caiu sobre um dos estradões que íamos usar, na zona de Montemuro/Freita. A ausência de alternativas obrigou-nos a terminar a prova mais cedo do que inicialmente pretendíamos” relata o Director de Prova, Paulo Magalhães.

A chegada a Gaia está marcada para as 18.00 horas, de novo em frente ao Convento do Corpus Christi , sendo o Parque Fechado final realizado na Douro Marina.

 Pedro Bianchi Prata é um dos inscritos na Baja TT Rota do Douro

 

 

CID SEM SORTE EM MORTÁGUA

 

Marco Cid azarado em Mortágua

 

Não correu de feição o Rali de Mortágua a Marco Cid. O piloto de Leiria ficou fora de prova logo após a Super Especial de sexta-feira, devido a um problema de motor no Renault Clio S1600.

 

Chegado a Mortágua no segundo lugar do campeonato RC3, Marco Cid apostava num bom resultado na penúltima prova do Nacional de Ralis. Contudo, um problema de motor logo na Super Especial de abertura deitou por terra as aspirações do jovem leiriense. “Quase só posso falar mesmo dos reconhecimentos do rali. Gostei dos troços, que eram rápidos em algumas zonas mas muito traiçoeiros. Infelizmente, o carro não colaborou e é frustrante ficar de fora logo no arranque depois de ter estado a testar dias antes do rali sem problemas”, referiu.

 

Marco Cid também afirmou que “estou já a pensar em 2015 mas quero primeiro esperar pelos regulamentos e pelo calendário de provas para depois decidir o que fazer na próxima época. Se houver poucas, provas como algumas pessoas pedem, ou se só houver provas de asfalto para os carros de 2RM como em 2013 irei pensar noutro projeto pois não concordo nada com isso, além de outros regulamentos com que não concordo, mas é esperar para ver e decidir depois, concluiu.

 

Resta agora ao piloto do Clio S1600 completar a época no Rali Cidade de Castelo Branco, no próximo mês de Outubro.DSC 0153_CopyIMG 4440_Copy

 

LAND ROVER APOIA TENIS NO BRASIL

Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Bruno Soares e o Discovery Sport
Alta | Web

Bruno Soares é o mais novo garoto propaganda da Land Rover

Tenista mineiro será o embaixador do novo modelo da marca, o Discovery Sport, no Brasil

O tenista brasileiro número 1 da atualidade, Bruno Soares, foi confirmado hoje pela Land Rover como embaixador do Discovery Sport, mais recente produto revelado pela marca britânica. O atleta mineiro de 32 anos é o atual número 2 do mundo no ranking de duplas da Associação de Tenistas Profissionais (ATP) e participará da campanha de lançamento do Discovery Sport no País e no mundo.

A nomeação do tenista como embaixador da marca é parte de uma ampla campanha de comunicação que marcará o lançamento do Discovery Sport, modelo que chega para compor a família Discovery de veículos voltados para o lazer, aventura e estilo de vida ao ar livre.

"É uma honra muito grande ser o embaixador e um privilégio poder representar uma marca tão importante e tradicional como a Land Rover, que atua no mercado desde 1948 e é conhecida pela qualidade e produtos de primeira linha. Sou fã dos carros deles desde criança. Agradeço muito a eles, espero que seja uma parceria duradoura e pretendo corresponder este suporte com bons resultados", comenta o mineiro de 32 anos de idade, que também é apoiado por BMG, MRV, Asics, Correios, Wilson e Estácio.

Bruno acaba de vencer pela segunda vez o Aberto dos Estados Unidos jogando ao lado da indiana Sania Mirza. O tenista também fez parte da equipe brasileira que conquistou, no último final de semana, a vitória sobre a equipe da Espanha na Copa Davis.

"Bruno é um dos grandes nomes do esporte brasileiro na atualidade. Ele traz consigo o mesmo espírito de superação de limites presente nos veículos Land Rover. Para nós, é uma honra termos o Discovery Sport associado a um incrível atleta, que leva o nome do Brasil ao topo do tênis mundial", completa Gabriel Patini, diretor de Marketing da Jaguar Land Rover para a América Latina e Caribe.

 

RÓMULO BRANCO AMBICIONA PÓDIO

 

Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno

Baja TT Rotas do Douro

26 e 27 de Setembro de 2014

 

Rómulo Branco ambiciona pódio

CPTT estreia Baja nortenha

 

No Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, o próximo fim-de-semana marca a estreia de uma nova Baja, competição que se irá desenrolar no norte de Portugal tendo o Rio Douro como referência e onde Rómulo Branco se irá apresentar aos comandos da Toyota Hilux com a qual está a fazer a sua primeira temporada completa nas corridas de todo-o-terreno portuguesas.

 

Acompanhado, como vem sendo habitual, pelo seu navegador João Serôdio, o piloto luso-angolano, irá disputar a Baja TT Rotas do Douro apostado em fazer como sempre um bom resultado e tendo como objetivo terminar num lugar de pódio.

 

“É uma prova totalmente nova o que nos coloca a todos em igualdade de circunstâncias face ao desconhecimento do traçado. É mais uma prova que vou descobrir, tal como foram todas as outras que disputei esta temporada, o que tem exigido muito de mim e do João, mas tem sido muito interessante”, salienta o piloto luso angolano Rómulo Branco que acrescenta:

 

“Vamos para esta Baja TT Rotas do Douro apostados em dar o nosso melhor e queremos também superar o momento menos positivo que vivemos na anterior corrida. Estávamos a conseguir manter um andamento muito rápido, eficaz e regular, mas devido a uma avaria tivemos que desistir. Este é um ano para evoluir, em todos os sentidos, num campeonato extremamente competitivo e, por isso, tenho pena que aquela que seria a prova seguinte da temporada tenha sido cancelada” refere Rómulo Branco, piloto que em 2013 se sagrou vice-campeão T2 na Taça do Mundo de Bajas.

 Rmulo Branco_CPTT_Copy

 

PEQUENO, MAS EFICAZ

Pequeno mas eficaz

O entusiasmo da indústria automóvel pelos vernizes coloridos está a crescer. Deste modo, Spies Hecker passa a fornecer os Permasolid® Aditivos para Verniz Colorido em embalagens de 100ml.

Desde a cor Hot Magenta à Rouge Flamme ou Candy Blue, os Permasolid® Aditivos para Verniz Colorido são, de forma geral, apenas utilizados em pequenas quantidades, quando se trata de reparar vernizes coloridos 2K de alto teor em sólidos. Por isso, a nova embalagem dos aditivos de cor, contendo 100ml de aditivo, é perfeita para as necessidades de muitas oficinas.

Mais económico

Os Permasolid® Aditivos para Verniz Colorido encontram-se disponíveis a partir de Setembro de 2014 em pequenas embalagens com tampa de rosca. “Uma vez que existe menos produto no recipiente a tendência natural é utilizá-lo completamente, e não deixar restos, o que conduz à redução dos custos com a eliminação de resíduos de material,” diz Dietmar Wegener, Colour Specialist da Spies Hecker.

Simples de usar

A embalagem mais reduzida torna os Permasolid® Aditivos para Verniz Colorido ainda mais fáceis de dosear. “Uma outra vantagem é que os Permasolid® Aditivos para Verniz Colorido já não precisam de ser armazenados e agitados na máquina misturadora,” ressalta Wegener. Basta agitar a embalagem antes da sua utilização e está pronta a usar. Os aditivos podem ser utilizados em quase todos os vernizes 2K HS. “Cada fórmula de cor para veículos com vernizes coloridos contém uma fórmula para o efeito da cor, assim como uma outra fórmula para o verniz. A correspondência de cor é fácil e rápida através do software de fórmulas de cor CRplus da Spies Hecker e da ferramenta de pesquisa de fórmula online,” acrescenta.

Pequenas embalagens, dosagens simples – as novas e pequenas embalagens garantem que os aditivos para vernizes coloridos estejam disponíveis para os utilizadores da forma mais produtiva possível para fornecer a solução de pintura adequada.



Permasolid
 

TENNECO ALERTA

Tenneco adverte para o uso de filtros de partículas diesel não homologados

A categoria DPF está coberta pelo regulamento ECE R103 que exige o uso de componentes para o controlo de emissões homologados para o pós-venda.

 Os representantes da Walker®, a marca para controlo de emissões da Tenneco, querem lembrar aos profissionais das oficinas que o uso de filtros de partículas diesel (DPF) não homologados podem resultar em riscos significativos para os seus negócios e clientes, como resultado do regulamento R103 da Comunidade Económica Europeia (CEE). A Tenneco, fabricante líder a nível mundial de componentes para controlo de emissões para equipamento original e pós-venda, oferece uma ampla gama de unidades totalmente homologadas para os veículos dos dias de hoje.



TENNECO Homologação

 

TOYOTA CERTIFICADA

 

Toyota certificada para fabricar depósitos de hidrogénio para FCVs

A Toyota recebeu aprovação do Ministério da Economia, do Comércio e da Indústria do Japão (METI) para fabricar, e também inspecionar os depósitos de hidrogénio de alta pressão instalados nos veículos movidos a células de combustível (FCVs). Esta certificação coloca a Toyota como a primeira empresa registada como fabricante de depósitos de hidrogénio para pressão de 70 MPa (700 bar), cumprindo com a exigente legislação de Segurança para Depósitos a Gás de Alta Pressão, prevista para o Japão. A Toyota vai incrementar mais facilmente a eficiência do processo de fabrico dos depósitos de hidrogénio de alta pressão e, ao mesmo tempo, assegurar a confiança dos consumidores.

De acordo com a legislação japonesa qualquer depósito que armazene gases a pressões de 1 MPa (10 bar) ou mais têm de ser certificados pelo METI, após as inspeções presenciais pelo Instituto do Japão de Gás de Alta Pressão (KHK) durante o processo de fabrico. Os depósitos de hidrogénio requerem uma inspeção adicional após a sua construção. Uma vez que não podem ser aplicados durante a montagem dos veículos, sem que passe todas as inspeções, esta situação obrigava à presença dos inspetores da KHK durante a produção dos depósitos de hidrogénio destinados aos vários modelos da Toyota, tal como o Toyota FCHV-adv. Esta circunstância condicionava o alargamento da produção em massa dos veículos com tecnologia a Célula de Combustível, um objetivo definido pela Toyota a curto prazo.

Com vista à comercialização ao público do primeiro veículo Toyota FCV já em Abril de 2015 no Japão, e, com os preparativos para a sua chegada na Europa e Estados Unidos durante o verão de 2015, a Toyota reuniu os exigentes critérios para certificar-se como fabricante de depósitos de hidrogénio de alta pressão, garantindo também a sua inspeção. Para receber a aprovação das entidades competentes a Toyota teve de cumprir a norma KHKS 0102, que contempla um conjunto de 194 requisitos, e por outro lado demonstrar que possuía um sistema de qualidade de elevado nível para a produção.

Com esta certificação a Toyota pode passar a fabricar e aplicar os depósitos utilizando inspetores “da casa”, acelerando o processo produtivo. Para além de uma maior rapidez, permite á Toyota uma melhoria da eficiência de produção dos depósitos de hidrogénio de alta pressão e também em prol de uma redução de custos para os carros FCVs.

Com mais de 20 anos de investigação e desenvolvimento na tecnologia a célula de combustível, a Toyota acredita que está próximo a concretização da visão do carro do futuro. Apresentado na versão final de comercialização do Toyota FCV no próximo Salão Automóvel de Paris 2014, este inovador modelo possui uma carroçaria do tipo sedan, permite que 4 passageiros viajem confortavelmente, com uma autonomia idêntica aos veículos a gasolina, reabastecimento em apenas 3 minutos e emite apenas vapor de água.

 

BARBOSA AO ATAQUE

 

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2014

Baja TT Rota do Douro

26 e 27 de Setembro

 

Miguel Barbosa continua ao ataque
Piloto do BP Ultimate Vodafone Team quer repetir a vitória

Depois da vitória alcançada recentemente em Idanha-a-Nova, Miguel Barbosa e o seu navegador Mário Castro, disputam nos próximos dias 26 e 27 de Setembro a Baja TT Rota do Douro. Em estreia absoluta esta que é a quinta jornada do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno terá lugar no Norte de Portugal.

Aos comandos do Mitsubishi Racing Lancer com o qual já venceu por duas vezes esta temporada, o piloto do BP Ultimate Vodafone Team assume que continua apostado em lutar pela vitória.

Para esta Baja Rota do Douro, que naturalmente suscita interesse e expectativa, o Mário Castro e eu estamos focados em fazer, como sempre, o nosso melhor. Apenas dependemos de nós e é na nossa corrida que temos de pensar. Vamos confiantes e muito motivados, preparados para, nesta estreia de uma nova prova, fazer uma corrida sempre ao ataque”, salienta o piloto do BP Ultimate Vodafone Team, Miguel Barbosa.


Tendo com base a cidade de Vila Nova de Gaia, de onde serão feitas as partidas e chegadas, a Baja TT Rota do Douro inicia-se na tarde de 6ª feira com um prólogo, a disputar em Sandim e que constará de uma dupla passagem por um troço de 5300 metros. No dia seguinte, Sábado, os concorrentes irão enfrentar uma etapa composta de dois troços cronometrados distintos com uma extensão de 203,97 e 93,28 quilómetros respectivamente. Entre ambos terá lugar um reagrupamento na cidade da Régua.

Mais informações, fotos e vídeos em www.miguelbarbosa.com

Informações sobre a prova em www.gas.com.pt  e www.bajattrotadodouro.com

 MBarbosa BajaTTIdanha2014_9_300dpi_CopyMBarbosa BajaTTIdanha2014_16_300dpi_Copy

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt