In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

GRANDE PRÉMIO DO MÉXICO - CORRIDA
 
O PILOTO DA RED BULL, MAX VERSTAPPEN, VENCE O GRANDE PRÉMIO DO MÉXICO COM ESTRATÉGIA DE UMA PARAGEM (ULTRAMACIO-SUPERMACIO) 
 
CONTACTO ENTRE LEWIS HAMILTON E SEBASTIAN VETTEL, CONDICIONA-OS PARA UMA ESTRATÉGIA ALTERNATIVA DE DUAS PARAGENS
 
TODOS OS TRÊS COMPOSTOS DA GAMA P ZERO SÃO UTILIZADOS DURANTE A CORRIDA, REPRESENTANDO A UTILIZAÇÃO DE UM COMPOSTO AINDA MAIS MACIO FACE AO ANO PASSADO.
 
 a542 Copya543 Copy Um excitante grande prémio do México foi ganho por Max Verstappen em Red Bull, com uma estratégia já aguardada de uma paragem, mas um pequeno toque no incio entre os protagonistas e candidatos ao titulo, Lewis Hamilton (Mercedes) e Sebastian Vettel (Ferrari) obrigou a que ambos optassem por estratégias de duas paragens. Após a paragem na volta inicial colocaram o composto macio, e posteriormente a meio da corrida ambos aproveitaram o “Safety Car” virtual para colocar o composto Supermacio (Hamilton) e Ultramacio para Vettel. Mas, como este não terminou nos dois primeiros lugares, Hamiltou reclamou o seu quarto titulo de Campeão Mundial de Pilotos, e o seu terceiro com Pirelli. Junto com Carlos Sainz em Renault e Sergio Perez em Force India, Hamilton e Vettel foram os unicos pilotos que realizaram duas paragens. Todos os outros pilotos apenas pararam uma vez, com o Ferrari de Kimi Raikkonen a ser o piloto melhor classificado a utilizar o composto macio (em vez do Supermacio) para o seu segundo turno.
 
 
MARIO ISOLA – DIRETOR DESPORTIVO  “ A colisão na volta de abertura e o “Safety Car” virtual significou que Hamilton e Vettel tiveram que divergir das estratégias já planeadas de uma paragem, adicionando um elemento tático extra a esta corrida. Realizar uma correcta gestão dos pneus era crucial, com pequena degradação, uma aerodinamica minima e um piso escorregadio no México, mas Verstappen geriu na perfeição para carimbar uma vitória que ficará registada para sempre. Vimos os três compostos a ser utilizados na corrida, com as equipas a implementar estratégias diferentes para reagir às circustancias deste fascinante grande prémio, e sem qualquer tipo de problemas para os pneus. Parabéns ao Lewis Hamilton pelo merecido titulo de pilotos, após uma época deslumbrante.”  
 
 
MELHORES TEMPOS POR COMPOSTO:
 
   Raikkonen 1m 20.054s Verstappen 1m 18.892s Vettel 1m 18.785s Vettel 1m 20.698s Bottas 1m 19.374s Perez 1m 19.929s Ocon 1m 20.946s Hamilton 1m 19.945s Grosjean 1m 20.345s
 
 
 
 
 
 
OS TURNOS MAIS LONGOS DA CORRIDA POR COMPOSTO:
 
 
 
A NOSSA PREVISÃO: 
 
Max Verstappen venceu o Grande Prémio do Mexico com uma estratégia de uma paragem conforme o previsto, realizando o seu “Pit Stop” na volta 32 e trocou de Ultramacio para Supermacio.
 
 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt