In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Geison Belmont chega em sexto entre os quadriciclos na etapa maratona dos Sertões 2017

Piloto niteroiense sofre acidente no percurso, mas consegue completar a prova do dia em 5h27min06seg47

 O piloto Geison Belmont, #101, da Meikon Rally Team, finalizou os 248 quilômetros de trecho cronometrado na sexta posição entre os quadriciclos, durante a primeira parte da maratona, que corresponde à segunda etapa da 25º Rally dos Sertões, nesta segunda-feira (21). No percurso que largou em Goianésia e chegou em Santa Teresinha, dentro do estado de Goiás, o niteroiense e seu Can-Am Renegade 1000cc passaram por problemas, mas conseguiram completar a especial de hoje em 5h27min06seg47.

Embora tivesse menor distância de deslocamento em relação a ontem, a etapa Maratona desta segunda-feira forçou os pilotos igualmente. Todo o percurso exigiu do conhecimento de navegação e pilotagem dos corredores. Isso sem falar que, na etapa Maratona, o piloto não conta com o apoio de manutenção de sua equipe, tendo que usar de sua experiência mecânica, caso a máquina precise de algum reparo.

“Hoje, se por um lado o deslocamento foi menor, por outro, a especial foi bem técnica. Estrada dura, traiçoeira, veloz, lisa, com alguns trechos estreitos, com muita lomba e o mata burro, uma das maiores dificuldades que nós da categoria quadriciclos temos. Meu intuito no percurso foi economizar o equipamento ao máximo e, ao mesmo tempo, me poupar também um pouco para manter a regularidade”, detalha Belmont.

“Mas nos últimos 40 quilômetros, sofri acidente em uma lomba, de quina em degrau, e o quadriciclo me ejetou, jogando por cima da torre. Acabei com o queixo e a língua cortados, o retrovisor danificado, a balança amassada e o escapamento estourado. Conseguimos chegar e agora fazer uma revisão do equipamento e tentar pelo menos arrumar o escapamento, para seguir da melhor maneira possível”, relata.

Nesta terça-feira, a maratona continua. O percurso já começa com estradas de alta velocidade, para depois ter trechos mais travados e sinuosos, passando por muitas fazendas. O piso predominante é o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova fica mais solta e segue no último trecho com longas retas e alta velocidade até o final.

Geison Belmont e a Meikon Rally Team são patrocinados por Meikon Metalúrgica, e têm apoio de Quadrijet, Casarini, Motobiu, Race Tech e Arisun.

Resultado da 2ª etapa – Quadriciclos:
1º - #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 4h23min56seg39

2° - #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 4h27min10seg66

3° - #106 George Ximenes, Girao Team, 4h37min46seg29

4° - #105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 4h38min25seg46

5° - #107 Milton Martens, Martens Racing, 4h45h00seg64

6° - #101 Geison Belmont, Brusque Rally Team, 5h27min06seg47

7° - #104 Michael Dias, Taguatur Racing      5h42min32seg85

Classificação (após duas etapas) – Quadriciclos:

1° -  #106 George Ximenes, 10h02min05seg13

2° -  #105 Pedro Costa, 10h02min32seg27

3° -  #107 Milton Martens, 10h09min24seg77

4° -  #103 Diogo Zonato, 10h10h38seg69

5° -  #102 Marcelo Medeiros, 11h29min56seg39

6° -  #104 Michael Dias, 12h42min44seg64

7° -  #101 Geison Belmont 25h27min06seg47

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

 

O Rally dos Sertões acontece de 19 a 26 de agosto (Vinícius Branca/Fotop)

O Rally dos Sertões acontece de 19 a 26 de agosto (Vinícius Branca/Fotop)
Alta  | Web

Nesta segunda começou a etapa maratona do Sertões 2017 (Vinícius Branca/Fotop)

Nesta segunda começou a etapa maratona do Sertões 2017 (Vinícius Branca/Fotop)
Alta  | Web

Piloto Geison Belmont, quadriciclo #101 (Vinícius Branca/Fotop)

Piloto Geison Belmont, quadriciclo #101 (Vinícius Branca/Fotop)
Alta  | Web

 

UTILIZAÇÃO DO TELEMOVEL AO VOLANTE

 

Estudo da Prevenção Rodoviária Portuguesa revela a brutal utilização do telemóvel por parte dos condutores portugueses

A PRP apresenta dados do novo estudo observacional sobre a utilização do telemóvel por parte dos condutores.

 

Durante os meses de março e abril de 2017, no Concelho de Lisboa, a Prevenção Rodoviária Portuguesa realizou um novo estudo observacional com mais de 5.600 observações, com o objetivo de estimar a percentagem de condutores que utilizam o telemóvel enquanto conduzem. As observações incidiram sobre condutores em veículos em movimento (3.378) e condutores em veículos parados na sinalização semafórica (2.260).

 

Os resultados mostraram que 7,7% dos condutores de veículos observados em movimento estavam a utilizar o telemóvel: 3,3% a falar em alta-voz/a usar auriculares, 2,7% a consultar o telemóvel (a ler/escrever mensagens/emails, consultar a internet/redes sociais) e 1,8% a falar ao telemóvel na mão.

AEIOU

Nos condutores parados na sinalização semafórica destacaram-se os que estavam a consultar o telemóvel, cuja percentagem foi de 7,3% – quase 3 vezes superior à observada nos veículos em movimento. Este comportamento constitui uma infração grave e prejudica o fluxo do trânsito. Foram ainda observados 5,2% de condutores a falar em alta-voz/a usar auriculares e 1,9% a falar ao telemóvel na mão. Considerando as três atividades, conclui-se que 13,7% dos condutores de veículos parados na sinalização semafórica estavam distraídos com o telemóvel.

 

Estes dados não significam que 7,7% dos condutores utilizam o telemóvel enquanto conduzem, ou que 13,7% o utilizam quando param num semáforo, mas sim que essas são as percentagens de condutores que, em cada momento, o estão a utilizar. Isto é, na cidade de Lisboa, em cada milhão de condutores estão, em permanência, 77.000 condutores a utilizar o telemóvel enquanto conduzem e 137.000 enquanto estão parados nos semáforos. Para além dos condutores observados a utilizar o telemóvel, existe uma elevada percentagem de condutores que incorrem neste comportamento mas que no momento da observação não o estavam a fazer. De acordo com o estudo internacional ESRA, do qual a PRP faz parte, entre os condutores portugueses, 45,9% declaram ter falado com telemóvel na mão, 60% admite recorrer ao sistema mãos-livres, 44,5% leram mensagens ou e-mails e 27,6% enviaram mensagens ou e-mails durante a condução, o que coloca Portugal acima da média dos países europeus em todos estes comportamentos.

 

HOJE CONDUZIMOS - HYUNDAI IONIQ

 

HOJE CONDUZIMOS

 

HYUNDAI IONIQ HEV – 141 CV

 

A APOSTA DA HYUNDAI NO SEGMENTO DOS HIBRIDOS

 

Tal como as suas congéneres orientais, a Hyundai não quis ficar atrás, e faz assim a sua aposta entre os hibridos com o Hyundai Ionic HEV 141 cv, que já chegou ao mercado portugues.

 

Em termos estéticos não entendemos o porquê, mas todos os hibridos surgem com um looking estranho, e o Ioniq não é de modo algum excepção.A frente em si é inovadora e dá uma certa personalidade ao carro, surgindo a grelha, também de design muito atraente, das mais bonitas que Hyundai concebeu até aos dias de hoje.Esta grelha com uma assinatura hexagonal, com entradas de ar controladas electricamente, que fecham automáticamente para assim aumentar a aerodinâmica.Com um coeficiente aerodinamico de 0,24, a simplicidade deste carro é a sua palavra de ordem, misturando-se com um aspecto futurista.As ópticas traseiras tem um excelente aspecto, dando um looking curioso, sendo equipadas com LED, que oferecem assim uma melhor iluminação, reduzindo o consumo de energia.De referir o pára-choques que surge em dois tons, oferecendo um loking mais desportivo.

 

Abrindo a porta do lado do condutor, salta logo à vista o grande espaço interior aliado a um habitaculo acolhedor e confortável.O tablier em si é de fácil acesso e manuseio, onde aparece o ecrã “supervisor” LCD a cores de sete polegadas, oferecendo uma elevada resolução,transmitindo uma imagem colorida, de simples leitura.Mas a Hyundai quis mais com o Ioniq, e outra das suas novidades são as novas tecnologias de indução, que permite por exemplo recarrregar o smart-phone, sem a utilização de cabos (apenas telemoveis compativeis), e um alerta é accionado em caso de esquecimento.De salientar o espaço existente na consola central, que sempre dá para guardar a habitual “tralha” que trazemos empre no carro.Outro aspecto que gostamos é o volante em forma de “D”, que facilita a entrada e a saida do condutor de dentro do Ioniq.Os bancos dianteiros são confortáveis e envolventes, algo que gostamos muito.Para quem viaja nos bancos de trás, espaço para as pernas é algo que não falta, podendo o Ioniq transportar cinco passageiros com todo o conforto e segurança.A bagageira em si, tendo em conta as dimensões no Hyundai Ioniq é uma das melhores em termos de segmento.

 

Mas é no aspecto mecânico que o novo Hyundai Ioniq inova em certos aspectos, nomeadamente a transmissão de dupla embraiagem que torna a condução mais divertida.Podendo colocar a embraiagem em modo desportivo, permite mudar a mudança quando muito bem entender,podendo de seguida mudar para automático, usufruindo assim de uma condução mais calma.As mudanças são quase  instantaneas, e o modo manual oferece uma perfomance  desportiva, sem a preocupação da existencia dum pedal de embraiagem.A alavanca de mudanças intuituva, oferece ao condutor a escolha entre a versão Eco e Sport, com um sistema manual, bastando para tal um pequeno gesto com o pulso, para mudar o modo de condução,e a palma da mão cai de forma natural sobre a alavanca para uma selecção de mudanças sem esforço.Outra inovação que surge no Hyundai é o capot e a porta da bagageira que são fabricados em aluminio, bem mais leve que o aço.Para além disso, a estampagem a quente, e o recurso a adesivos de alta tecnologia, foram adoptados as estruturas de segurança.Já que falamos no capitulo da segurança, tão importante nos dias de hoje, o Hyundai Ioniq vem equipado com sete airbags, na qual há a destacar os airbags dianteiros para o condutor e passageiro, com o adicional de mais um airbag para os joelhos.Um par de airbags laterais em cortina ao longo do veiculo, vem dar o seu contributo decisivo contra eventuais colisões laterais.

 

Equipado com um motor a gasolina 1.6 com 108 cv, e mais 43,5 cv electricos, o novo Hyundai Ioniq tem consumos oficiais na ordem dos 3,9 litros por cada 100 km percorridos, tendo um preço base de 33.000 euros aproximadamente.Já que falamos em consumos, no teste que fizemos em que fomos do Porto até Estoril e Lisboa, os nossos consumos foram superiores, pois então com velocidades acima dos 140 km/h, estes mesmos consumos disparam…e muito.Em termos de motor que equipa o novo Hyundai Inoq, dispõe dum propuslsor electrico de 32 kw, e um propulsor Kappa 1.6 GDI, alternando o seu desempenho entre o motor de combustão e o electrico.A injecção directa de gasolina, permite extrair uma potencia na ordem dos 105 cv.No arranque é sempre feito com o motor electrico, já em fase de acelaração e subida, aqui o motor a combustão e o motor electrico actuam em conjunto.Curiosamente em velocidades médias/elevadas, mas constantes, uma vez mais o motor a combustão e o motor electrico trabalham em conjunto.Nas descidas, ou em desacelaração surge o recarregamento das baterias.Outro factor curioso no Hyundai Ioniq, é o avançado sistema de gestão das baterias, que armazena a analisa a informação em relação às rotas, estilo de condução e hábitos para assim poder fazer os calculos de armazenamento de energia ideal.Outra inovação que o Hyundai Ioniq detém é o sistema de manutenção à faixa de rodagem, que alerta sempre o condutor de se aproximar em demasia da berma da faixa de rodagem, surgindo com um som claramente audivel com aviso gráfico.Outros sistemas instalados no Hyundai Ioniq, e a travagem autónoma de emergencia (AEB),monitorizando o espaço em frente do veiculo, aplicando automaticamente os travões, minimizando o risco de colisão, para além de incluir a capacidade de detectar peões.O cruise control também faz parte do equipamento de origem do Hyundai Ioniq.

 

Os interiores do Hyundai Ioniq são dignos de serem realçados, onde se destaca o ecrã supervision LCD a cores de sete polegadas, fornecendo informações actualizadas relativamente à circulação de energia, estado das carga das baterias.Outro detalhe são as patilhas de controle de travagem regenerativa, que oferece niveis de controle sobre a travagem regenerativa, na qual com um clique na patilha direita, dá-se prioridade ao recarregamento e economia de combustivel, clicando na patilha esquerda minimiza a travagem regenerativa.

 

Em termos de farois dianteiros, de realçar os farois HID, que oferecem a máxima luminosidade, sendo na actualidade o auge da tecnologia de iluminação automóvel.A existencia da câmara traseira de estacionamento é um valioso auxiliar, e as dimensões do Hyundai Ioniq é  um valioso auxiliar.O sistema dos bancos traseiros são de 6:4, tendo a máxima flexibilidade, podendo os bancos de trás serem rebatidos na totalidade, ou apenas em parte.Por sua vez, ao bancos dianteiros por sinal muito confortáveis e envolventes, são ventilados e aquecidos,isso conforme  as condições atmosféricas exteriores.

 

De referir igualmente  o sistema de navegação a cores de oito polegadas, numa excelente posição de fácil manuseio e consulta.Outros extras que equipa o novo Hyundai Ioniq,são os LED de circulação diurna, que ajudam a definir os avanços tecnológicos, e já que falamos destes, de referir a existencia de lampadas de poça, que consiste numas lampadas que acendem quando se sai do veiculo numa zona escura.De salientar que o banco do condutor tem regulação electrica, para alem do sistema de ar condicionado automático de duas zonas, na qual tanto o condutor como o passageiro beneficiam de comandos separados para a regulação do ar condicionado.

 

Para o mercado portugues o Hyundai Ioniq, está disponivel em nove cores distintas, com quatro versões disponiveis em termos de interiores, e tres tipos de jantes de liga leve.A Hyundai em termos de extras tem à disposição uma série de acessórios, nomeadamente a protecção da bagagem em borracha, tapetes em borracha, iluminação para os pés, cabide, porcas de segurança para as rodas, projector LED com logo tipo Hyundai.

 

Ao volante o novo Hyundai Ioniq é uma boa aposta por parte do construtor coreano, em termos de interiores são excelentes, e para quem viaja nos bancos de trás espaço para as pernas é o que não falta,sucedendo o meso com a bagageira.Já que falamos dum hibrido, a palavra poupança é o que surge, mas à velocidade de 120 km/h não poupa nada, tornando-se mesmo gastador.Em cidade o consumo é fabuloso, desde que não se passe dos 50 km/h.No modo nornal, o desempenho da caixa automática revelou-se lenta, com o motor a desenvolver duma forma pouco “despachada”, no entanto se passarmos para o sistema sport tudo muda,  e o  Ioniq despacha-se melhor,mas os consumos ressentem-se.

 

Mas perante tudo isto, nada melhor do que fazer uma visuta a um concessionário da Hyundai e fazer um test  drive.

 

Texto de João Raposo e fotos Hyundai – www.velocidadeonline.coma300 Copya301 Copya302 Copya303 Copya304 Copya305 Copya306 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 - VALVOLINE - JC GROUP

 

 

RAMPA SERRADA ESTRELA

 

Bastidores

 

 

Fotos de JoFOX 7643_CopyFOX 7644_CopyFOX 7655_CopyFOX 7657_CopyFOX 7659_CopyFOX 7661_CopyFOX 7664_CopyFOX 7665_CopyFOX 7670_CopyFOX 7671_CopyFOX 7676_CopyFOX 7671_CopyFOX 7680_CopyFOX 7673_CopyFOX 7681_CopyFOX 7682_CopyFOX 7683_CopyFOX 7684_CopyFOX 7688_CopyFOX 7689_CopyFOX 7691_CopyFOX 7695_CopyFOX 7696_CopyFOX 7699_CopyFOX 7700_CopyFOX 7702_CopyFOX 7703_CopyFOX 7704_CopyFOX 7705_CopyFOX 7707_CopyFOX 7709_CopyFOX 7710_CopyFOX 7711_CopyFOX 7712_CopyFOX 7713_CopyFOX 7714_CopyFOX 7715_CopyFOX 7716_CopyFOX 7718_Copyão Raposo Photography - www.velocidadeonlione.com

 

RED BULL AIR RACE JÁ COMEÇOU A CHEGAR AO PORTO

RED BULL AIR RACE JÁ COMEÇOU A CHEGAR AO PORTO

 

Os primeiros contentores de material para a Red Bull Air Race já começaram a chegar à cidade do Porto.Assim no cais da Alfandega, ontem já tinham chegado uma meia duzzia de contentores com materisl, para além duma grua de grandes dimensões, que irá colocar todo este material no seu devido lugar.Por outro lado no Queimodromo do Porto, as pinturas para a pista que vai permitir a descolagem e as ateragens já está toda pintada, para aléma422 Copya423 Copy de ter já chegado os primeiros contentores com material, que presumimos ser os aviões que fazem as viagens todos desmontados, começando como é lógico a  montagem dos hangares.

 

MIGUEL OLIVEIRA QUER PÓDIO

 

MIGUEL OLIVEIRA APONTA AO PÓDIO EM SILVERSTONE

 

O piloto português da KTM Red Bull Ajo espera consolidar um lugar no GP britânico neste fim de semana

 


 

O antigo aeródromo da Royal Air Force Station, agora mais conhecido como o circuito de Silverstone, vai ser este fim de semana o palco da 12ª prova da temporada de MotoGP. Miguel Oliveira, o piloto de Almada da Red Bull KTM Ajo, chega a Silverstone deixando para trás uma queda na corrida do GP austríaco, quando lutava por um lugar no pódio, a poucas voltas da bandeira de xadrez. O jovem piloto de Moto2 encara com otimismo o GP britânico e revela acreditar que vai dar um novo passo em frente este fim de semana.

 

Miguel Oliveira saiu milagrosamente ileso de uma aparatosa queda, a 190km/hora, durante a corrida no Red Bull Ring. Foi inclusive capaz de participar nos testes realizados no dia seguinte à prova, na pista austríaca. Já totalmente recuperado da queda, o piloto de 22 anos espera lutar pelo pódio no mais longo circuito do calendário.

 

O seu melhor resultado em Silverstone, até agora, foi na temporada de 2014 em Moto3, quando terminou em 4º lugar.

 

#44 Miguel Oliveira

“O GP britânico é geralmente um fim de semana muito importante para o Campeonato do mundo. É um circuito complicado, o mais longo da temporada, com uma mistura de curvas muito interessantes e travagens difíceis, onde temos de inclinar muito a moto, e com algumas curvas lentas também. Não é fácil encontrar a afinação perfeita para a moto e, por isso, é fácil cometer um erro e perder pontos. Estou confiante de que podemos fazer um bom trabalho e estou muito motivado após o acidente na Áustria. Felizmente, estou a 100% fisicamente”.

 

Excepcionalmente, devido a uma prova de Fórmula 1, a corrida de Moto2 será realizada às 14:00, hora local, no domingo.

 

Informação do circuito-Silverstone

Comprimento: 5.900 m/3,666 km

Largura: 17 metros

Curvas esquerdas: 8

Curvas direitas: 10

Reta mais longa: 770M/0,478 km

Construído: 1948

Modificado em: 2011a420 Copy

 

RINALDI - BRASIL

 

A Rinaldi trabalha diariamente em busca da excelência na produção de pneus e câmaras de ar na fábrica em Bento Gonçalves (RS). A preocupação com a qualidade é um dos pilares da empresa, que acaba de conquistar a recertificação NBR ISO 9001/2015. Após 12 meses de muito trabalho e o envolvimento de todos os colaboradores, a marca 100% brasileira cumpriu os requisitos para receber o Certificado de Conformidade recomendado pelo órgão responsável, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

“A recertificação baseada nas normas da NBR ISO 9001/2015 permite que a empresa opere de forma planejada na busca de resultados alinhados aos anseios dos clientes”, explicou Ângelo Soria Alvaro, coordenador do Sistema de Gestão da Qualidade da Rinaldi. “A iniciativa mostra que a Rinaldi está totalmente voltada ao consumidor, sempre buscando aperfeiçoar os seus processos e colocar no mercado produtos que atendam às exigências dos clientes, perpetuando e ampliando o negócio.”

Com a aplicação da versão atualizada das normas que regem a área da qualidade, o processo fabril ficou ainda mais eficaz. “Em comparação com as versões anteriores, a NBR ISO 9001/2015 ficou mais sistêmica, ou seja, eliminou a possibilidade de haver sistemas paralelos. Assim, a revisão do Sistema de Gestão da Qualidade envolveu todos os colaboradores da empresa. A direção desenhou as estratégias, a gerência desenvolveu os processos de forma alinhada e cada colaborador executou suas tarefas com eficiência.”

O envolvimento total da equipe no processo de recertificação demonstra a importância dada pela Rinaldi à área da qualidade. “A adesão foi total, tanto nas padronizações dos ambientes de trabalho quanto dos métodos e documentações. As atividades foram mapeadas e, sempre que sofrem alterações, o sistema é atualizado e todos os envolvidos são treinados para cumprirem o novo processo. O objetivo maior é alcançar a excelência no atendimento aos clientes e no desenvolvimento dos processos fabris”, concluiu Alvaro.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001/2015 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Rinaldi conquista recertifica��o NBR ISO 9001/2015 na �rea da qualidade
Cr�dito: Divulga��o/Rinaldi

Rinaldi conquista recertifica��o NBR ISO 9001/2015 na �rea da qualidade
Cr�dito: Divulga��o/Rinaldi

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Cristian e Beco VOAM para vencer primeiro dia do Rally dos Sertões

Atuais campeões da prova começam na frente neste domingo (20) na chegada a Goianésia (GO). Trecho cronometrado de 306 quilômetros foi considerado de extrema dificuldade pela equipe X Rally Team

Domingo (20/08)
1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

A equipe X Rally Team começou o Rally dos Sertões 2017 onde terminou 2016: em primeiro lugar. O roteiro de Goiânia a Goianésia reservou um total de 680 quilômetros, dos quais 306 de trecho cronometrado recheado de dificuldades para pilotos e navegadores. Sobressaiu a dupla campeã do ano passado: Cristian Baumgart e Beco Andreotti literalmente voaram – a foto acima não deixa mentir – e cravaram o melhor tempo da especial.

A dupla do NWM Ford Ranger V8 #301 cravou o trajeto em 4h06min12s48, fechando o dia com 4min28s de vantagem sobre Sylvio de Barros e Rafael Capoani. “A organização do Sertões cumpriu a promessa. Eles nos avisaram que este seria um primeiro dia dos mais duros de toda a história da competição. E foi mesmo”, destacou Cristian Baumgart.

Beco Andreotti corroborou as palavras de seu piloto. “Muita poeira, daquela densa, que você não enxerga um palmo à frente, e com trechos muito perigosos com erosões, pedras, partes mais travadas... Daqueles dias traiçoeiros, que pode pegar qualquer um de surpresa e arruinar o rali. Fico feliz em ter terminado esse dia, ainda mais com um resultado extremamente positivo”, afirmou o navegador.

De fato, trechos traiçoeiros. Que o digam Marcos Baumgart e Kleber Cincea, que não completaram a especial deste domingo. A dupla do NWM Ford Ranger V8 #303 capotou ainda no quilômetro seis do trecho cronometrado. “Pegamos uma erosão, o carro subiu demais e acabamos virando. Foi só um susto, mas que nos deixou muito chateados, ainda mais por se tratar do primeiro dia de rali”, disse Marcos. Piloto e navegador não sofreram nenhum ferimento.

“Já no começo vimos que seria uma especial daquelas bem complicadas. De qualquer forma, posso me considerar sortudo porque eu e o Marcos estamos inteiros. Isso prova o quanto o nosso equipamento é forte, resistente e bem construído”, apontou Cincea.

A equipe X Rally Team avalia a extensão dos danos no carro enquanto Marcos e Kleber deverão decidir na manhã desta segunda-feira (21) se continuam ou não na disputa.

A segunda-feira marca o início da etapa maratona, em que os veículos não podem ter nenhum tipo de apoio mecânico. Serão 326 quilômetros entre Goianésia e Santa Terezinha de Goiás, com 248,16 quilômetros de trecho cronometrado.

Resultado Dia 1 (top-5): Goiânia (GO) – Goianésia (GO)
1. 301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti (FORD NWM) – 4h06min12s48
2. 315 Sylvio de Barros/Rafael Capoani (MINI) – 4h11min05s13
3. 304 Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (FORD RANGER) – 5h18min53s38
4. 322 Michel Terpins/Maykel Justo (T-REX) – 4h28min28s62
5. 310 Luiz Facco/Humberto Rocha (TRITON) – 4h35min09s43


AS ETAPAS DO RALLY DOS SERTÕES:

Segunda Feira (21/08)
2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

Terça-feira (22/08)
3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

Quarta-feira (23/08)
4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

Quinta-feira (24/08)
5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08)
6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 km


 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Marcelo Medeiros retorna a liderança entre os quadriciclos em etapa maratona do Sertões 2017

Dominando de ponta a ponta o trecho cronometrado desta segunda-feira, o piloto maranhense da Taguatur Racing completa o percurso em 4h23min56seg39

 Entre os quadriciclos, o maranhense Marcelo Medeiros venceu o desafio da etapa maratona, a segunda do 25º do Rally dos Sertões, nesta segunda-feira (21). Com sua Yamaha Raptor 700, o piloto finalizou os 248 quilômetros de trecho cronometrado, dentro do percurso que ligou Goianésia e Santa Terezinha de Goiás, em 4h23min56seg39, voltando à liderança da competição.

Nesta terça-feira, Medeiros superou 45 motos e sete quadriciclos inscritos na prova. “Apesar do problema de ontem, quando o quadri quebrou a 2 km do final e estava liderando com 26 minutos à frente, hoje fiz uma etapa boa, recuperando o meu tempo chegando na frente. Agora é tentar ganhar mais posições a cada etapa, recuperar a liderança e lutar até o fim”, explica Medeiros, que liderou o percurso do dia de ponta a ponta.

Embora tivesse menor distância de deslocamento em relação a ontem, a etapa Maratona desta segunda-feira exigiu igualmente dos pilotos. Foi um trajeto com muitos mata-burros, depressões, lombadas, com estradas travadas e bem sinuosas. Todo o percurso exigiu do conhecimento de navegação e pilotagem dos corredores. Isso sem falar que, na etapa mratona, o piloto não conta com o apoio de manutenção de sua equipe, tendo que usar de sua experiência mecânica, caso a máquina precise de algum reparo.

Nesta terça-feira, a Maratona continua. O percurso já começa com estradas de alta velocidade, para depois ter trechos mais travados e sinuosos, passando por muitas fazendas. O piso predominante é o cascalho e estradas de piçarra. No meio da especial, a prova fica mais solta e segue no último trecho com longas retas e alta velocidade até o final.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.

Resultado da 2ª etapa – Quadriciclos:


1º - #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 4h23min56seg39

2° - #103 Diogo Zonato, Zona Racing, 4h27min10seg66

3° - #106 George Ximenes, Girao Team, 4h37min46seg29

4° - #105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 4h38min25seg46

5° - #107 Milton Martens, Martens Racing, 4h45h00seg64

6° - #101 Geison Belmont, Brusque Rally Team, 5h27min06seg47

7° - #104 Michael Dias, Taguatur Racing 5h42min32seg85

NC - #108 Javier Diego, Bianchini Rally, ****

Classificação (após duas etapas) – Quadriciclos:

1° - #106 George Ximenes, 10h02min05seg13

2° - #105 Pedro Costa, 10h02min32seg27

3° - #107 Milton Martens, 10h09min24seg77

4° - #103 Diogo Zonato, 10h10h38seg69

5° - #102 Marcelo Medeiros, 11h29min56seg39

6° - #104 Michael Dias, 12h42min44seg64

7° - #101 Geison Belmont 25h27min06seg47

 

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado – 194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

 

Marcelo Medeiros recupera posição de líder do Rally dos Sertões 2017 (Marcelo Maragni/Fotop)

Marcelo Medeiros recupera posição de líder do Rally dos Sertões 2017 (Marcelo Maragni/Fotop)
Alta  | Web

Piloto Marcelo Medeiros, quadriciclo #102 (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Marcelo Medeiros, quadriciclo #102 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A terceira etapa encerra a etapa matarona (Marcelo Maragni/Fotop)

A terceira etapa encerra a etapa matarona (Marcelo Maragni/Fotop)
Alta  | Web

 

GALERIA DE IMAGENS - CIRCUITO DE PORTIMÃO

GALERIA DE IMAGENS

 

CIRCUITO DE PORTIMÃO

 

GRupod e imagens referentes à prova da Legend´s Cup no autódromo de Portimão

 

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.comFOX 2079_CopyFOX 2081_CopyFOX 2083_CopyFOX 2085_CopyFOX 2086_CopyFOX 2088_CopyFOX 2099_CopyFOX 2100_CopyFOX 2101_CopyFOX 2102_CopyFOX 2107_CopyFOX 2110_CopyFOX 2113_CopyFOX 2118_CopyFOX 2120_CopyFOX 2122_CopyFOX 2183_CopyFOX 2185_CopyFOX 2186_CopyFOX 2187_CopyFOX 2189_CopyFOX 2192_CopyFOX 2197_CopyFOX 2198_CopyFOX 2200_CopyFOX 2202_CopyFOX 2203_CopyFOX 2206_CopyFOX 2208_CopyFOX 2209_CopyFOX 2211_CopyFOX 2212_CopyFOX 2214_CopyFOX 2215_CopyFOX 2218_CopyFOX 2219_CopyFOX 2223_CopyFOX 2224_Copy

 

ATENÇÃO LEITORES

 

Condicionamento de trânsito na A1

 

Entre dia 24 de agosto e 1 de setembro

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que no âmbito dos trabalhos de inspeção dos pórticos na A1 – Auto-estrada do Norte, nos sublanços de Sacavém a Aveiras de Cima irão existir algumas implicações na circulação, as quais serão as seguintes:

 

Dia 24 de agosto

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Lisboa/Porto, entre o km’s 3 e 8.

 

Dia 25 de agosto

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Lisboa/Porto, entre o km’s 11 e 14.

 

Dia 28 de agosto

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Lisboa/Porto, entre o km’s 23 e 25.

 

Dia 29 de agosto

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Lisboa/Porto, entre o km’s 26 e 29.

 

Dia 30 de agosto

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Porto/Lisboa, entre o km’s 28 e 25.

 

Dia 31 de agosto

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Porto/Lisboa, entre o km’s 23 e 21.

 

Dia 1 de setembro

Entre as 9:30h e as 16h, corte de via esquerda, no sentido Porto/Lisboa, entre o km’s 17 e 14.

 

A Brisa agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas e espera contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação, estando certa de que os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma autoestrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza.

 

Para informação atualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt.

 

TF SPORT EM PAUL RICARD

 

TF Sport chasing Paul Ricard ELMS victory as title race closes up

 

TF Sport head to Circuit Paul Ricard this week (25-27 August, 2017) for the fourth round of the European Le Mans Series. With a first, second and third positions in the last three races, the British-based team lead the LMGTE championship with 59 points, six clear of nearest rival JMW Motorsport.

Last time out in Austria, TF Sport secured third place after a fantastic battle for position with Nicki Thiim fending off those behind to take the final step on the podium by 0.3s; a result that very much felt like a race win for the team.
 
Thiim is again joined by regular teammates Salih Yoluc and Euan Hankey for the 4 Heures du Castellet and the team are confident that the circuit should be better suited to their package
alt
Tom Ferrier, TF Sport Director

“We’re in a tight battle for the championship. We’re at the half-way point with three races remaining, so we need to make sure that first we finish, and secondly, we maximise the points in every round. The race at the Red Bull Ring was difficult for us, but we held on to score 15 points which was important. We’d like to think we can do a little better at Paul Ricard, but it’s always hard to predict. As ever, we prepare as best as we can and we’ll see what the weekend brings.”

alt
Salih Yoluc

“The aim is to extend our championship lead by winning in Paul Ricard, because this is a track the Vantage should be good at due to the characteristics of the track. I'm really hoping we will get some fair BoP (Balance of Performance) break from the organisers to have a better chance. I personally quite enjoy that track and always got good results there in tough races. I’ve not had a win there and that’s something I hope to get sorted this time!”

alt
Euan Hankey

“I’m very much looking forward to Paul Ricard. The track has well-suited both myself and Salih in the past and the same goes for the Aston Martin. I think our BoP might not still be the best but we will - as ever - fight hard for every point possible!”

alt
alt
alt

 

EIS O NOVO BMW M 8 CABRIO

EIS O NOVO BMW M 8 CABRIO

 

Ainda nuam fase de testes, eis o que poderá vir a ser a versão cabrio do novo BMW M 8.a410 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Sertões 2017: Helena Soares e Josi Koerich superam dificuldades mecânicas e largam na segunda etapa

Nesta segunda-feira o destino é a cidade de Santa Terezinha de Goiás e a etapa maratona da competição

 A dupla formada pela piloto Helena Soares e pela navegadora Josi Koerich largaram na segunda etapa (maratona) hoje às 12h18 no trecho cronometrado. Elas saíram do parque de apoio em Goianésia às 10h18 para o deslocamento. Superaram os problemas da primeira etapa, que por pouco as tirou do segundo dia de provas. Na primeira prova, neste domingo, de Goiânia a Goianésia, faltando apenas 30 km para chegar, tiveram que parar por conta do equipamento que ficou comprometido e a largada de hoje se tornou incerta. Elas passaram a noite acordadas, ao lado dos mecânicos, para consertar o carro, e apesar das adversidades, largaram rumo a Santa Terezinha de Goiás.

O primeiro dia de provas da dupla oscilou bastante e já mostrou as dificuldades de um rali como o Sertões. O deslocamento inicial longo ajudou a dupla a se familiarizar com o equipamento e conversar sobre o estilo de cantada (conversa entre navegadora e piloto). Elas saíram empolgadas na largada, mas dificuldades da pista comprometeram o equipamento. “A especial foi muito dura, muita pilotagem e muita navegação. Muito pesada, com muita dificuldade, terreno muito ruim. O que chamou atenção foi o piso muito liso de serra, se freasse o carro escorregava se acelerasse também. Muito cascalho, pedra solta, um talco por cima que dificultava a leitura de terreno”, relata a piloto Helena Soares sobre a experiência da primeira prova.

Durante a prova, elas fizeram ultrapassagens, alcançaram alguns competidores, mas tiveram que parar algumas vezes para resolver problemas mecânicos e faltando apenas 30 quilômetros da chegada da prova, tiveram que parar e esperar o apoio. “Vinhamos muito bem, logo nos primeiros quilômetros de prova já alcançamos alguns competidores, tivemos várias ultrapassagens, mas também tivemos enroscos de parte mecânica, com paradinhas pra tentar resolver, insistimos e ao final com 30 km pra terminar a prova tivemos que parar mesmo porque nosso equipamento ficou comprometido. Ficamos na especial à espera do nosso apoio”, conta a piloto.

A prova desta segunda-feira (21) tem um trecho cronometrado de 248,16 km, e os pilotos não podem contar com ajuda mecânica externa. O dia é de maratona. A chegada é em Santa Terezinha de Goiás (GO).

A dupla tem o patrocínio de Smartnex e o apoio da Solution Blindagem, HASKELL, Yen Concessionária Mitsubishi, Pollyanna Lopes Clínica Estética, Casarini Jet Ski e Petroball Combustíveis.

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

 

 

Piloto Helena Soares (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Helena Soares (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Navegadora Josi Koerich (Sanderson Pereira/PhotoEsporte)

Navegadora Josi Koerich (Sanderson Pereira/PhotoEsporte)
Alta  | Web

Equipe FD Rally Team trabalhou a noite toda e deixou o carro pronto (Divulgação)

Equipe FD Rally Team trabalhou a noite toda e deixou o carro pronto (Divulgação)
Alta  | Web

Carro #319 parado na especial esperando o resgate da equipe (Divulgação)

Carro #319 parado na especial esperando o resgate da equipe (Divulgação)
Alta  | Web

Helena Soares e Josi Koerich estarão juntas pela primeira vez no Sertões (Sanderson Pereira/Photography)

Helena Soares e Josi Koerich estarão juntas pela primeira vez no Sertões (Sanderson Pereira/Photography)
Alta  | Web

 

LUIS NUNES PERDE TITULO DE CAMPEAO DE 2016

LUIS NUNES PERDE TITULO DE CAMPEÃO DE 2016

 

 

Campeonato Nacional de Montanha 2016
 
 
Na sequência do processo disciplinar nº. 01/2017 afecto ao licenciado Luís Filipe Paulo Nunes e do consequente acórdão proferido pelo Conselho de Disciplina no dia 12 de Junho de 2017 e publicado como habitualmente no site da FPAK, informamos que as classificações finais do Campeonato Nacional de Montanha 2016 sofreram alterações no que ao Campeonato Absoluto, Categoria 4 e Grupo TRF diz respeito, conforme mapas em anexo.  
 
Salientamos desta forma que o Campeão Nacional de Montanha 2016 na categoria 4 e Grupo TRF passa a ser agora: Joaquim Belmiro Alves de Oliveira Teixeira. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Comunicado 063/2017-FPAK Lisboa, 28 de Julho 2017

 

DISCIPLINA FPAK

 

DISCIPLINA Instauração de Processo Disciplinar
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foi determinada a instauração de processo disciplinar a:
 
PAULO JORGE DA SILVA CARVALHEIRO Licenciado FPAK N.º 17083
 
 
Este processo decorre dos factos verificados no Rally Vila Medieval de Ourém, prova que decorreu nos dias 03 e 04 de Junho 2017.

 

OPEL PREPARA

 

Opel prepara três estreias mundiais para o Salão de Frankfurt

Com uma nova assinatura de marca “The future is everyone’s” (O futuro é de todos), a Opel passou recentemente a integrar o Groupe PSA para criar um verdadeiro “champion” europeu. Os visitantes da 67ª edição do Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt vão poder testemunhar em primeira mão o que isso significa, já a partir do próximo dia 14 de setembro. Para a ocasião, a Opel reservou nada menos que três estreias mundiais.a414 Copy

 

PORTUGAL DE LÉS A LÉS

 

3.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road

Boticas – Belmonte – Arraiolos – Lagoa

20 a 23 de setembro 2017

 

 

Inscrições, quase esgotadas, fecham no final de agosto

 

Últimos bilhetes para a aventura

 

A um mês da grande aventura fora de estrada, ligando dois extremos do mapa nacional, o 3.º Portugal de Lés-a-Lés Off-Road tem praticamente completa a lista de 300 participantes que, ao longo de três etapas, vai ligar Boticas a Lagoa. Pelo meio, paragem em Belmonte e Arraiolos e centenas de quilómetros por caminhos menos conhecidos, em evento delineado pela Federação de Motociclismo de Portugal para os apaixonados pelas grandes aventuras com pneus de tacos. Etapas a rondar os 300 km diários, com índice de dificuldade bastante acessível e sem grandes complicações de condução ou obstáculos de difícil transposição, aberto a trails de todas as dimensões e cilindradas, marcas e modelos. Das BMW R 1200 GS às Honda Africa Twin de todas as gerações, das KTM 1290 Adventure às Yamaha Ténéré de todas as cilindradas e anos de produção, passando pelas Yamaha XT, Honda XL, XR ou Dominator, Kawasaki KLR ou KDX, Suzuki DR, Aprilia Pegaso ou Benelli TRK. E que está também aberto às cada vez mais bem artilhadas Vespa e outras scooters devidamente preparadas.

Descoberta do Portugal ‘mais profundo’, em programa recheado de diversão, prazer de condução e paisagens de cortar a respiração, em evento mototurístico – que não competitivo! – que volta a mostrar alguns dos locais mais fascinantes do País. Aventura que, por questões logísticas, é limitada a 300 mototuristas, estando as (poucas) inscrições disponíveis em www.les-a-les.pt até ao dia 31 de agosto. Oportunidade única para surpreendente experiência através de caminhos de terra batida, rumo a locais fascinantes e com condições realmente ímpares, dos serviços de transporte de motos para o local de partida e no regresso a casa, a cargo da empresa ToursR’us ( Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ), como na marcação de alojamento a preços competitivos através da agência Abreu Viagens (967 235 933 ou Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ).

 

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Geison Belmont revisa o quadriciclo para a etapa maratona do Rally dos Sertões 2017

O trecho mais longo da competição, de 306 quilômetros, teve pedras, trial, rios além de estradas de alta e média velocidade. Nesta segunda, começa a etapa maratona

O piloto Geison Belmont, da Meikon Rally Team, precisou receber ajuda da equipe para resgasar o quadriciclo que não conseguiu finalizar os 306 quilômetros de trecho cronometrado, durante a primeira etapa da 25ª edição do Rally dos Sertões, neste domingo (20/8), dentro do percurso que largou de Goiânia e chegou em Goianésia, no estado de Goiás.  O niteroiense comanda o Can-Am Renegade 1000cc de numeral l#101.

“Apesar do ocorrido no final do trecho especial cronometrada, foi um dia bom, pois conseguimos imprimir um bom ritmo, competitivo e preservamos o equipamento. Mas foi também bem cansativo com uma das especiais mais longas da edição 2017”, diz o piloto. “Tivemos um contratempo de largar atrasado na especial e quando chegou no abastecimento minha equipe não conseguiu chegar a tempo e tive que achar uma alternativa de abastecimento e não foi suficiente para chegar até o final da quilometragem prevista para o dia”, explica Geison.

O domingo do quadriciclista de Niterói exigiu muito de sua experiência e astúcia. O trajeto da especial cronometrada de 306,82 quilômetros incluiu estradas de alta e média velocidade, pedras, trial, travessia de oito rios, entre vários tipos de terrenos em áreas agrícolas. Ao todo, somando deslocamento inicial e final, a viagem foi de pouco mais de 680 quilômetros.

“Para amanhã vamos estudar bem a planilha tentar se recompor desse imprevisto e continuar nessa mesma tocada e objetivo de buscar uma regularidade”, completa o piloto que nasceu em São Gonçalo (RJ).

Esta segunda feira marca o início da Maratona do Rally dos Sertões 2017. Nesta etapa, o piloto não poderá contar com a assistência da equipe no caso de manutenção no quadriciclo, e terá de contar com seus próprios conhecimentos de mecânica para a resolução de problemas. O desafio de Geison Belmont e seu Can-Am Renegade terá ainda um trajeto cronometrado, de pouco mais de 248 quilômetros, que exigirá boa estratégia do piloto, com muitos mata-burros, depressões e lombadas, em região de fazendas. Estradas mais travadas e bem sinuosas podem proporcionar uma pilotagem prazerosa. A navegação será exigida e a concentração fundamental, em todo trecho cronometrado. O percurso entre Goianésia e Santa Terezinha de Goiás, incluindo deslocamentos, será de 326 quilômetros.

Geison Belmont e a Meikon Rally Team são patrocinados por Meikon Metalúrgica, e têm apoio de Quadrijet, Casarini, Motobiu, Race Tech e Arisun.

Resultado da 1ª etapa – Quadriciclos:
1) 106 George Ximenes, Girao Team, 05h23min18

2) 105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 05h24min06

3) 107 Milton Martens, Martens Racing, 05h24min24

4) 103 Diogo Zonato, Zona Racing, 05h36min16

5) 104 Michael Dias, Taguatur Racing, 06h59min11

6) 102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 07h32min51

7) 108 Javier Diego, Bianchini Rally, NC

8) 101 Geison Belmont, Meycon Rally Team, NC

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

Mais informações da equipe:

Facebook e Instagram: Piloto Geison Belmont

 

Piloto Geison Belmont #101 (Marcelo Machado/Fotop)

Piloto Geison Belmont #101 (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

O piloto Geison Belmont largou às 9h35 para o trecho cronometrado de 310 km (Marcelo Machado/Fotop)

O piloto Geison Belmont largou às 9h35 para o trecho cronometrado de 310 km (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Quadriciclo Can-Am Regenate 1000 (#101) (Victor Eleuterio/Fotop)

Quadriciclo Can-Am Regenate 1000 (#101) (Victor Eleuterio/Fotop)
Alta  | Web

A primeira etapa foi entre Goiânia (GO) e Goianésia (GO) (Marcelo Machado/Fotop)

A primeira etapa foi entre Goiânia (GO) e Goianésia (GO) (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

DISCIPLINA FPAK

 

DISCIPLINA Instauração de Processo Disciplinar
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foi determinada a instauração de processo disciplinar a:
 
MANUELA ERMELINDA LOPES DO LAGO Licenciado FPAK N.º 18764
 
 
Este processo decorre dos factos verificados no 47º Circuito Internacional de Vila Real, prova que decorreu nos dias 24 e 25 de Junho 2017.

 

DON NICHOLS DEIXOU-NOS

DON NICHOLS DEIXOU-NOS

 

Faleceu ontem Don Nichols, o piloto norte americano que trouxe para a Fórmula 1 os Uop Shadow, para ale´m de ter a equipa noutras displinas do automobismo norte americano.a409 Copya410 Copya411 Copya412 Copya413 Copy

 

MOTORSHOW COM HANNU MIKKOLA

Lendário Hannu Mikkola é a estrela de cartaz do “Motorshow AutoClássico Porto 2017”

A comemorar 15 edições plenas de sucesso, o “Motorshow AutoClássico Porto” vai contar, este ano, com a participação de Hannu Mikkola, um dos mais bem-sucedidos pilotos de ralis de sempre. O Campeão do Mundo de Ralis de 1983 promete muito espetáculo e adrenalina na Exponor, nos próximos dias 5, 6, 7 e 8 de outubro!

O Motorshow AutoClássico vai já na sua 15ª edição e para premiar tão ilustre longevidade, a Xikane, entidade organizadora do evento, convidou, em 2017, Hannu Mikkola, uma das lendas vivas dos ralis internacionais!

Depois de Markku Alen (2007 e 2014), Timo Salonen (2008), Marc Duez (2008), Armindo Araújo (2008 e 2009), Didier Auriol (2010), Massimo Biasion (2011), Stig Blomqvist (2012), Juha Kankkunen (2015) e François Delecour (2016), chegou agora a vez de Hannu Mikkola vir abrilhantar, um dos mais reputados eventos do desporto automóvel ibérico.

Em 15 anos de Motorshow, o reconhecido piloto, precursor dos famosos “flying finishs” (“finlandeses voadores”), é o 10º “top driver” internacional a pisar o fantástico “palco” do evento, assumindo-se, desde já, como um dos principais animadores, entre os cerca de 65 pilotos que disputarão, ao cronómetro, o “Troféu Piloto Motorshow”.

Atualmente com 75 anos, o finlandês irá, por certo, ainda muito impressionar ou não tivesse sido um dos mais carismáticos ídolos dos amantes dos ralis, atravessando várias gerações, e conservando um impressionante currículo desportivo.

No Campeonato do Mundo de Ralis, Mikkola conquistou o título de Campeão do Mundo de Pilotos em 1983, ao volante de um Audi Quattro, mas, a par desse feito, inscreveu o seu nome no lugar mais alto do pódio de 18 ralis do WRC (em 277 participações), somando 44 pódios e 654 vitórias em provas especiais, a que juntou ainda outros assinaláveis marcos como sete vitórias no exigente Rali da Finlândia ou um triunfo no célebre Londres-Mexico Cup Rally, em 1970.

Ao longo de 30 anos no ativo como piloto profissional de ralis, o reputado piloto finlandês representou oito construtores - Ford, Peugeot, Toyota, Mercedes, Audi, Mazda, Opel (GM) e Subaru - , mas foi com a Ford e a Audi que conseguiu alcançar maior destaque e gravar as melhores recordações na mente dos portugueses, que jamais esquecerão o célebre duelo que teve com Markku Alen na última noite de Sintra do Rali de Portugal de 1978, bem com as fantásticas vitórias no Rali de Portugal em 1979 (com um Ford Escort RS1800) e em 1983 (ao volante de um Audi Quattro).

Para além de Mikkola, prevê-se que muitos dos principais nomes do automobilismo nacional e carros que habitualmente participam nas mais diversas disciplinas do desporto automóvel se juntem à festa do “Motorshow AutoClássico 2017”, num evento que não para de granjear fãs e que, reconhecidamente, é já apontado como um dos melhores do género na Península Ibérica.

De salientar que as candidaturas para a participação no “Motorshow AutoClássico Porto 2017” já se encontram abertas e encerram a 22 de setembro, podendo ser efetuadas através do email: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

Mais informações, notícias, curiosidades e histórias na página oficial do evento no Facebook: https://www.facebook.com/MotorshowPorto.

 

DISCIPLINA FPAK

 

DISCIPLINA Instauração de Processos Disciplinares
 
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foi determinada a instauração de processo disciplinar a:
 
MÁRIO JOAQUIM GRADE CANHÃO RATO Licenciado FPAK N.º 14944
 
RUI JORGE RODRIGUES NUNES Licenciado FPAK N.º 16408
 
 
Estes processos decorrem dos factos verificados no 60º Ralicross – Circuito Lousada II, prova que decorreu nos dias 1 e 2 de Julho de 2017.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 - VALVOLINE - JC GROUP

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Grupo de imagens como ficou o BRC dum piloto espanhol apósFOX 6729_CopyFOX 6731_CopyFOX 6732_CopyFOX 6733_CopyFOX 6735_CopyFOX 6736_CopyFOX 6738_CopyFOX 6740_CopyFOX 6742_CopyFOX 6744_CopyFOX 6746_CopyFOX 6748_CopyFOX 6752_CopyFOX 6754_Copy um "encontro imediato " com os rails de protecção.

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 - VALVOLINE - JC GROUP

 

RAMPA DA FALPERRA

 

O GELADO DE JOÃO FONSECA

 

DeFOX 6764_CopyFOX 6765_CopyFOX 6766_CopyFOX 6767_CopyFOX 6768_CopyFOX 6769_Copypois da derradeira subida da rampa da Falperra, e ter retirado o capacete, João Fonseca "atirou-se" logo a este gelado, conforme imagens anexas.....

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

FILIPE ALBUQUERQUE EM PAUL RICARD

  1. Filipe Albuquerque em busca da terceira vitória da época no ELMS

  2.  

  3.  

    Filipe Albuquerque enfrenta este fim-de-semana de 26 e 27 de Agosto a quarta jornada do European Le Mans Series em Paul Ricard. O piloto português e os seus companheiros de equipa na United Autosports, Will Owen e Hugo de Sadeller estão mais motivados que nunca para subirem ao primeiro lugar nas contas do Campeonato. As duas vitórias conseguidas em três possíveis deixam o trio do Ligier confiante quanto a um bom... resultado.

    Quatro pontos separam Filipe Albuquerque do primeiro lugar e apesar de considerar que o circuito francês não é o melhor para o Ligier, acredita que uma boa estratégia poderá ser determinante para o resultado final: "Somos a única equipa com duas vitórias. Infelizmente os problemas em Monza arredaram-nos do primeiro lugar mas estamos mais determinados que nunca em recuperar essa posição. Não sabemos exactamente como vamos estar face aos nossos adversários, cada circuito é um circuito e exige trabalho diferenciado. E nós pilotos e a equipa estamos preparados para dar o nosso melhor e virar o resultado a nosso favor", começou por explicar.

    Filipe já disputou por duas épocas, em 2014 e 2015, o ELMS e em ambas o título fugiu-lhe por muito pouco. Quer por isso acreditar que à terceira será de vez: "Trabalho para isso corrida a corrida. Sei que os resultados não dependem única e exclusivamente de mim, mas dou o meu melhor para que o todo atinja os objectivos. Seria fabuloso poder festejar o título na última corrida em Portimão, mas até lá temos de trabalhar afincadamente e não dar espaço aos nossos adversários, eles não nos vão facilitar a vida", rematou.

    O fim-de-semana de competição pode ser acompanhado no site do campeonato em: http://www.europeanlemansseries.com/en/. A corrida arranca pelas 11h de Domingo e tem transmissão no Motors TV.

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Sertões 2017: Gunter Hinkelmann e Vinícius Castro abortam a primeira etapa

Mitsubishi L200 Triton da dupla da MSL do Brasil tem problemas de tração dianteira na primeira metade da especial mais longa da competição

 A dupla formada pelo piloto Gunter Hinkelmann e o navegador Vinícius Castro não completou o trecho cronometrado de 306 quilômetros da primeira etapa do 25º Rally dos Sertões, no caminho que compreende entre Goiânia e Goianésia (GO), neste domingo. A Mitsubishi L200 Triton #348 modificada, da equipe MSL do Brasil, teve problemas de tração ainda na primeira metade da especial mais longa da competição, na altura dos limites de município entre Padre Bernardo e Niquelândia (cidades que também fizeram parte do roteiro do dia).

Para Gunter, o problema tornou o carro bem difícil de ser dirigido, e um percurso errado fez a dupla precisar de resgate. “No km 10, perdemos a tração dianteira, estávamos com muita dificuldade em dirigir o carro com o setup da suspensão traseira. Em uma subida, optamos por um caminho errado e como ficamos sem tração e câmbio sadev, travamos no meio da subida e tivemos que pedir resgate e abortar a prova”, explica o piloto. Mas ele avalia que esses são problemas pertinentes ao Rally dos Sertões e não perde o entusiasmo, “isso é Sertões e amanhã estamos de volta!”.

Esta segunda-feira marca o início da Maratona do Rally dos Sertões 2017. Nesta etapa, piloto e navegador não pode contar com a assistência da equipe no caso de manutenção no veículo, e terá de contar com seus próprios conhecimentos de mecânica para a resolução de problemas.

O desafio de Gunter e Vinícius terá ainda um trajeto cronometrado, de pouco mais de 248 quilômetros, que exigirá boa estratégia da dupla, com muitos mata-burros, depressões e lombadas, em região de fazendas. Estradas mais travadas e bem sinuosas podem proporcionar uma pilotagem prazerosa. A navegação será exigida e a concentração fundamental, em todo trecho cronometrado. O percurso entre Goianésia e Santa Terezinha de Goiás, incluindo deslocamentos, será de 326 quilômetros.

Em 2017, a MSL do Brasil conta com a assistência técnica da X Rally Team e com patrocínio da ICargo, IFS, Seeder, Pier17, Correias Schneider e Bandeirantes Terminais Alfandegados.

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

Domingo (20/08) - 1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO) a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

 

A segunda etapa será a prova maratona sem ajuda dos mecânicos (Marcelo Machado/Fotop)

A segunda etapa será a prova maratona sem ajuda dos mecânicos (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Mitsubishi Triton #348 (Victor Eleuterio/Fotop)

Mitsubishi Triton #348 (Victor Eleuterio/Fotop)
Alta  | Web

Gunter e Vinícius competem pela categoria Protótipos (Marcelo Maragni/Fotop)

Gunter e Vinícius competem pela categoria Protótipos (Marcelo Maragni/Fotop)
Alta  | Web

A primeira etapa contou com um total de 702 km (Marcelo Machado/Fotop)

A primeira etapa contou com um total de 702 km (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

DISCIPLINA FPAK

 

DISCIPLINA Instauração de Processo Disciplinar
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foi determinada a instauração de processo disciplinar e determinada a suspensão preventiva a:
 
 
NUNO MIGUEL LOUREIRO GODINHO Licenciado FPAK N.º 13800
 
 
Este processo decorre dos factos verificados no 60º Ralicross – Circuito Lousada II, prova que decorreu nos dias 1 e 2 de Julho de 2017.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2017 - VALVOLINE - JC GROUP

 

RAMPA DA FALPERRA - GALERIA DE IMAGENSFOX 6516.JPG1_CopyFOX 6517.JPG1_CopyFOX 6520.JPG1_CopyFOX 6521.JPG1_CopyFOX 6522_CopyFOX 6524.JPG1_CopyFOX 6528_CopyFOX 6549_CopyFOX 6550_CopyFOX 6552_CopyFOX 6550_CopyFOX 6553_CopyFOX 6555_CopyFOX 6562_CopyFOX 6565_CopyFOX 6566_CopyFOX 6567_CopyFOX 6568_CopyFOX 6569_CopyFOX 6570_CopyFOX 6571_CopyFOX 6573_CopyFOX 6574_CopyFOX 6575_CopyFOX 6576_CopyFOX 6578_CopyFOX 6580_CopyFOX 6581_CopyFOX 6582_CopyFOX 6583_CopyFOX 6584_CopyFOX 6585_CopyFOX 6586_CopyFOX 6587_CopyFOX 6588_CopyFOX 6589_CopyFOX 6590_CopyFOX 6592_CopyFOX 6593_CopyFOX 6594_CopyFOX 6597_CopyFOX 6599_Copy

 

 NOS BASTIDORES

 

Mais um grupo de imagens dos bastidores da Rampa da Falperra.

 

Fotos de João Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

 

DISCIPLINA FPAK

 

DISCIPLINA Instauração de Processo Disciplinar
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foi determinada a instauração de processo disciplinar e determinada a suspensão preventiva a:
 
 
ANTÓNIO JOAQUIM DA SILVA ALMEIDA Licenciado FPAK N.º 10 872
 
 
Este processo decorre dos factos verificados no 4º Rally Pampilhosa da Serra, prova que decorreu no dia 23 de Outubro de 2016.

 

TEAM MMA ESTREIA DOIS PEUGEOT 106

TEAM MMA ESTREIA DOIS PEUGEOT 106

 

O Team MMA, vai estrear dentro de dez dias no circuito Vasco Sameiro dois Peugoet 106, na prova da Legend´s Cup.Assim segundo nos informou Carlos Gonçalves um dos elementos da equipa " é verdade,  os dois Peugoet 106 vão ter o "seu baptismo de fogo" em pista  em Braga, no próximo dia 2 e 3 de Setembro na prova da Legend´s Cup.Um dos carros será conduzido pelo meu filho Diogo Gonçalves, e o segundo Peugeot 106, será conduzido pelo Pedro Monteiro".

 

Em relação ao Fiat PUnto, para já não há planos para voltar às pistas, depois da participação no segundo circuito de Vila Real, isso conforme Carlos Gonçalves nos afirmou " na realidade em principio o Punto não fará mais provas de velocidade, pois já no próximo fim de semana irei estar  pesente no Rali de Mesão Frio.Depois a 8 e 9 de Setembro será o Rali de Viana, e uma semana mais tarde o Rali de Voa404 Copya404 Copya406 Copya407 Copyuzela, por isso para já não estou a ver a possibilidade de voltar a fazer provas de velocidade, a não ser para o final deste ano, mas de concreto não há nada ", disse-nos.

 

BRITO´S COMPETIÇÕES E TEAM MMA PRESENTES

  1.  A Brito's Competições e MMA Racing Team com os Fiat Punto marcaram presença  em Paços de Brandão na Tradicional Festa dos Arcos. 

 

FORD É NOTICIA

 

É Mais Rápido que um Piloto? Voltas Mais Rápidas no Forza Motorsport 6 Ganham Experiências de Condução com Ford Focus RS no Gamescom

 

 

 

 

 

 Alguma vez se interrogou sobre a sua habilidade de condução em videojogos seria útil num circuito de competição real?

 

A Ford oferecerá aos visitantes do Gamescom em Colónia, Alemanha – o maior certame europeu de jogos interactivos – a oportunidade de o averiguar com o novo e emocionante desafio “Tame the Track”.

 

Os fãs dos videojogos podem utilizer as estações do jogo Forza no stand da Ford no Gamescom para tentar estebelecer um tempo por volta virtual num Ford Focus RS no famoso circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica.

 

Os jogadores que estabelecerem as voltas virtuais mais rápidas nos dias 23, 24 e 25 de Agosto ganharão a oportunidade de serem transportados de helicóptero para conduzirem o desportivo Ford Focus RS no circuito real – com orientação do piloto da equipa Ford Chip Ganassi Racing  Harry Tincknell. Os vencedores ganharão ainda um par de bancos Recaro e prémios da B&O PLAY.

 

“Sou um grande fã dos simuladores de condução virtual. O meu colega de equipa e eu usamos o simulador Ford Performance racing para ajudar a treinar e optimizar os set-ups antes das corridas,” disse Tincknell. “Não tenho nenhuma dúvida que um gamer que é rápido no circuito de Spa no Forza não o fará nada mal em pista com o Focus RS real.”

 

Os visitantes do stand da Ford no Gamescom terão a oportunidade de experimentar uma volta real de Tincknell no circuito Spa-Francorchamps com recurso a uns óculos de realidade virtual 3D, sentados no Focus RS.

 

Os jogadores do Forza Motorsport 6 passaram, colectivamente, mais de 398 anos a conduzir mais de 466 milhões de quilómetros em veículos Ford desde o lançamento do jogo em 2015. O Ford GT é o carro mais conduzido no jogo, com um total de 66 milhões de quilómetros. Os jogadores completaram também mais de 10 milhões de corridas virtuais em Spa-Francorchamps.

 

“O Forza é como um showroom digital para os nossos modelos Ford Performance. Os simuladores de condução virtual são uma estupenda forma de tornar acessível a toda a gente o prazer de conduzir um supercarro exclusivo como o nosso Ford GT,” afirmou Henry Ford III, responsável de marketing global, Ford Performance. “Metade dos gamers do Forza em todo o mundo têm 25 anos ou menos. Os videojogos estão a ajudar-nos a partilhar a nossa paixão pela condução de grande performance com os clientes de carros do futuro.”

 

O Focus RS, o Ford GT de competição que é pilotado por Tincknell no Campeonato do Mundo de Resistência da FIA, e o novo Fiesta ST-Line estarão em exposição no stand da Ford no Gamescom - hall 8, Koelnmesse – ao longo de todo o evento.

 

 

# # #

 

 

Sobre a Ford Motor Company

A Ford Motor Company é uma empresa global com sede em Dearborn, Michigan. A empresa projecta, fabrica, comercializa e presta serviços de manutenção a uma gama completa de veículos Ford de passageiros, comerciais, SUV, veículos eléctricos e aos veículos de luxo Lincoln, fornece serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company e persegue posições de liderança em electrificação, veículos autónomos e soluções de mobilidade. A Ford emprega aproximadamente 203.000 pessoas em todo o mundo. Para obter mais informações sobre a Ford, os seus produtos e a Ford

Motor Credit Company, visite www.corporate.ford.com.

 

A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 52.000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 66.000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 24 instalações fabris (16 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e 8 em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

 

 

DUAS ESTREIAS LEXUS

 

DUAS ESTREIAS EUROPEIAS E EXPERIÊNCIA IMERSIVA DA MARCA NO ESPAÇO LEXUS

LEXUS NO SALÃO DE FRANKFURT 2017:
DUAS ESTREIAS EUROPEIAS E EXPERIÊNCIA IMERSIVA DA MARCA NO ESPAÇO LEXUS
·         Estreia europeia do novo SUV NX e do renovado modelo compacto CT
·         Novo LS e LC também em destaque, bem como recentes criações fruto de colaborações nas áreas de cinema, moda, design e “lifestyle”
·         Lexus é pioneira no conceito de conferência de imprensa “disponível a pedido”
 
ESTREIA EUROPEIA DO NOVO LEXUS NX E RENOVADO CT
 
A Lexus acaba de anunciar que irá apresentar dois modelos em estreia europeia no Salão Internacional de Frankfurt 2017: O novo SUV NX e o renovado modelo compacto CT.
 
Desde o seu lançamento em 2014, o ágil SUV urbano NX conta com uma carreira de grande sucesso. O seu estilo arrojado, habitáculo espaçoso, conforto, segurança e dinâmica de condução ajudaram o modelo a contribuir significativamente para o crescimento das vendas globais da Lexus. Agora está pronto para exceder as expectativas dos clientes com o seu estilo exterior renovado, aprimoramento dos interiores e recurso a equipamento que oferece maior conveniência e funcionalidade.
 
A Lexus apresentou o primeiro híbrido compacto para o mercado de automóveis de luxo com a estreia do CT 200h no Salão de Genebra em 2010. Com esta última atualização, o modelo foi alvo de mudanças estéticas para acentuar os seu estilo mais desportivo, bem como um habitáculo mais requintado e novos equipamentos. Estas melhorias vão no sentido de fortalecer os pontos fortes do modelo e elevar a sua reconhecida eficiência, fiabilidade e apelo.
 
DESTAQUE AOS ÍCONES DA MARCA LEXUS
 
Para além do novo NX e renovado CT, os outros destaques Lexus no Salão Internacional de Frankfurt de 2017 serão os dois novos e emblemáticos modelos da Lexus: o novo topo de gama LS e o coupé de luxo LC. Estes dois modelos representam o melhor da nova estratégia e assinatura global da Lexus, "Experience Amazing", e são fundamentais neste que é um dos anos mais intensos da história da marca.
 
Para reafirmar o seu status de uma marca global de luxo lifestyle, a Lexus também apresenta algumas de suas recentes colaborações criativas no mundo da moda, cinema e design.
 
Irá marcar presença no espaço Lexus, a nave futurista SKYJET apresentado no épico filme de ficção científica de Luc Besson – Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, que estreou este verão em salas de cinema em todo o mundo. A Lexus trabalhou com a equipa criativa do filme na criação de uma espetacular nave espacial monolugar do futuro que desempenha um papel central nas sequências de ação do filme.
 
UMA NOVA E RADICAL ABORDAGEM À CONFERÊNCIA DE IMPRENSA
 
Em consonância com o seu espírito pioneiro, a Lexus irá redefinir a tradicional conferência de imprensa, com uma nova e radical forma de comunicar as novidades aos meios de comunicação presentes no Salão de Frankfurt.
 
A nova e disruptiva abordagem é outro exemplo de como a Lexus aplica os princípios centrados no ser humano. Omotenashi – a tradição de hospitalidade japonesa – que oferece os mais altos padrões de serviço. Contrariamente a anos anteriores, durante o agitado dia da imprensa não haverá uma hora fixa para a conferência de imprensa Lexus. Em vez disso, os meios podem deslocar-se ao espaço Lexus no momento que mais lhes convier, equipar-se com um par de óculos de realidade aumentada e realizar uma "visita guiada" com comentários e apresentações de Alain Uyttenhoven, responsável da Lexus Europa bem como especialistas de produto Lexus.
 
O espaço Lexus estará localizado no Pavilhão 8.0 – Espaço A20. A conferência de imprensa estará “disponível a pedido” a qualquer momento durante os dias de imprensa: 12 e 13 de setembro.
 
 
 
SOBRE A LEXUS
Desde a sua estreia, em 1989, nos EUA, a Lexus ganhou uma reputação mundial de produtos de alta qualidade e serviço ao cliente. Conhecida pela superior fiabilidade e durabilidade dos seus veículos a Lexus é o líder no segmento dos carros híbridos de luxo, disponibilizando veículos com tecnologia inovadora combinada com luxo superior. Até à data, a Lexus cresceu em mais de 90 mercados em todo o mundo. A evolução da Lexus não só é refletida no design marcante e arrojado dos veículos mais recentes, mas também na missão da marca para cativar a próxima geração de consumidores de luxo consciencializando-os com produtos e serviços visionários, originais e emocionantes. Para mais informação visite: http://www.lexus.pta401 Copya402 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Sertões 2017: Thiago Rizzo e Leonardo Magalhães chegam em quarto em Goianésia (GO)

A L200 Triton Sport SR da Top Rally Team percorreu o trecho mais longo da competição, de 306 quilômetros, em 4h56min04s. Nesta segunda, começa a etapa maratona.

 – A bordo da Mitsubishi L200 Triton Sport SR, Thiago Rizzo e Leonardo Magalhães chegaram em Goianésia, Goiás, na quarta posição entre os carros da carros da Pró-Brasil e a 10ª colocação na geral dos carros, na primeira etapa do 25º do Rally dos Sertões, que aconteceu neste domingo. A dupla do carro #317 da Top Rally Team finalizou os 306 quilômetros de trecho cronometrado em 4h56min04s.

“Passei mal, andei uns 80 quilômetros depois do abastecimento passando muito mal, pensei até em parar para poder descansar porque estava muito difícil. Mas consegui chegar até o final e estou satisfeito de ter completado essa especial, pois bastante gente ficou para trás, inclusive alguns dos favoritos não conseguiram terminar a prova”, avalia Thiago Rizzo.

Thiago e Leo já experimentaram o quanto a edição 2017 do Rally dos Sertões irá exigir de suas habilidades de piloto e navegador. O trajeto da especial cronometrada de 306,82 quilômetros incluiu estradas de alta e média velocidade, pedras, trial, travessia de oito rios, entre vários tipos de terrenos em áreas agrícolas. Ao todo, somando deslocamento inicial e final, a viagem foi de pouco mais de 680 quilômetros.

“A etapa de hoje foi bem complicada. Muito poeira, trial, pedra, muita lombada, muito calor. Agora é preparar bem o carro para a etapa maratona e tentar fazer da melhor maneira possível”, explica o piloto de Petrópolis (RJ).

Para Magalhães a prova foi longa demais e duríssima, nunca antes acontecido na história do Sertões. “Um deslocamento grande inicial de mais de 200 quilômetros. Mas apesar das adversidades do roteiro passamos ilesos do primeiro dia do rali”, comenta o navegador mineiro.


Contratempos - A outra dupla da Top Rally team, Wellington Costa e Rafael Arena, que disputa a categoria Super Production com a Mitsubishi L200 Triton ER #353, passou por apuros na especial cronometrada de hoje. “Um problema no compressor do ar-condicionado, ocasionou outros, como o aquecimento de motor e perda de freios, o que tirou piloto e navegador da disputa do dia a apenas 11 km da especial. Mas os mecânicos substituíram as peças e consertaram o carro, que está pronto para o segundo dia”, detalha o navegador Rafael Arena.


Esta segunda feira marca o início da Maratona do Rally dos Sertões 2017. Nesta etapa, piloto e navegador não contarão com a assistência da equipe, caso precise de manutenção no carro, e terá de contar com seus próprios conhecimentos de mecânica para a resolução de problemas. Na maratona, a dupla pensa em correr mais para recuperar o tempo do primeiro dia. O desafio das duplas da Top Rally Team terá ainda um trajeto cronometrado, de pouco mais de 248 quilômetros, que exigirá boa estratégia do piloto, com muitos mata-burros, depressões e lombadas, em região de fazendas. Estradas mais travadas e bem sinuosas podem proporcionar uma pilotagem prazerosa. A navegação será exigida e a concentração fundamental, em todo trecho cronometrado. O percurso entre Goianésia e Santa Terezinha de Goiás (GO).

Thiago Rizzo e Léo Magalhães são patrocinados por Feirão de Malhas, 3W Distribuidoras de Malhas, Marcobrás Transportes, Speedway Confecções e Posto Mineirão, além do apoio de Mitsubishi Ink, Cerveja Império, Dopamina Drink e Knulu.

Wellington Costa e Rafael Arena são patrocinados por W Costa Construtora e Lar Shopping Materiais de Construção.

Resultado da primeira etapa – Carros Pró Brasil:

1° - #342 Wagner Roncon/ Joselito Junior, 4h46min45s49

2° - #311 Glauber Fontoura/ Minae Miyauti, 4h53min09s78

3° - #324 Luis Stédile/ Flavio de Franca, 4h54min30s68

4° - #317 Thiago Rizzo/ Leo Magalhaes, 4h56min04s11

5° - #335 Cleber Rosa/ Joao Ribeiro, 5h20min11s86

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

Domingo (20/08) - 1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO) a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

 

#353 (Gustavo Epifanio/Fotop)

#353 (Gustavo Epifanio/Fotop)
Alta  | Web

#353 (Victor Eleuterio/Fotop)

#353 (Victor Eleuterio/Fotop)
Alta  | Web

#317 (Victor Eleuterioi/Fotop)

#317 (Victor Eleuterioi/Fotop)
Alta  | Web

#317 (Marcelo Maragni/Fotop)

#317 (Marcelo Maragni/Fotop)
Alta  | Web

A primeira etapa será aconteceu entre as cidades de Goiânia e Goianésia (GO) (Sanderson Pereira/Photography)

A primeira etapa será aconteceu entre as cidades de Goiânia e Goianésia (GO) (Sanderson Pereira/Photography)
Alta  | Web

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

KART NO BRASIL

 

Sob chuva, Antonella Bassani brilha em mais uma etapa da Copa São Paulo de Kart
Catarinense deu mais um importante passo na busca por uma vaga na Final Mundial da Rotax com belas corridas e o 2º lugar geral na disputa válida pela Copa Rotax

Foi debaixo de muita chuva que Antonella Bassani mais uma vez deu show nas disputas da Copa São Paulo de Kart, no circuito da Granja Viana, em São Paulo, no último fim de semana (18 e 19). O tempo fechado não deu trégua ao longo das atividades, e a pilota de Concórdia mostrou boa performance também nessas condições, conseguindo mais um importante resultado na busca pela vaga na Final Mundial de Kart Rotax, que acontece em novembro, em Portugal.

Depois de garantir a 4ª posição na tomada de tempos da categoria Rotax Micro Max, Antonella terminou a primeira corrida do evento em 3º, ainda na sexta-feira. No sábado, sob chuva ainda mais forte, a segunda prova teve uma intensa briga por posições no pelotão da frente, e a catarinense cruzou a linha de chegada em 4º lugar, com uma diferença de milésimos de segundo para o 3º colocado - que só foi comprovada pela cronometragem oficial, já que, no visual, não dava para identificar quem tinha levado a melhor. 

A terceira e última corrida da etapa foi a mais emocionante e movimentada. Numa disputa por posições ainda na segunda volta, Antonella foi tocada por um adversário e caiu para o último lugar, mas logo mostrou grande poder de reação e foi escalando o pelotão com belas ultrapassagens, até completar as 20 voltas em 2º lugar. 

Com os resultados das duas primeiras corridas, Antonella ficou com o 4º lugar geral na 7ª etapa da Copa São Paulo. Já a soma das três provas, valeu para a 3ª e última etapa da Copa Rotax, em que Totti ficou com o 2º lugar. 

Na pontuação final da Copa Rotax, da qual não participou da primeira etapa e venceu a segunda, Antonella ficou com o 4º lugar. Esse resultado será determinante para a definição dos classificados para a Final Mundial da Rotax, que depende também do desempenho no Festival Brasileiro, que acontece na Granja Viana entre 13 e 16 de setembro. 

Antes disso, Antonella compete na 3ª etapa da Copa SPR Light, nos dias 01 e 02 de setembro, no Kartódomo do Beto Carrero, em Penha (SC). Na competição regional - disputada na mesma pista onde Totti subiu ao pódio no Campeonato Brasileiro -, a pilota lidera na categoria Cadete, após a vitória na segunda rodada. 

Antonella Bassani tem o apoio de Prefeitura de Concórdia, Passarela Supermercados, Poletti Seguros, Rocfer e Bassani Pesados.

Antonella Bassani:

“Não foi uma etapa fácil, pois choveu muito o tempo todo, e isso dificulta a visibilidade e as disputas de uma forma geral. Mas fizemos boas corridas e conseguimos um resultado muito importante na busca pela vaga no Mundial. Ainda temos o Festival Brasileiro, que tem um peso ainda maior, então vou me preparar bastante até lá! Nesse meio tempo, vou correr também o SPR no Beto Carrero, onde estamos fazendo uma ótima competição e o objetivo é manter a liderança na Cadete”.

Antonella Bassani deu show nas disputas sob chuva na Copa São Paulo de Kart
Sidnei Silveira
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Pilota fechou a etapa com 2º lugar geral com a soma das 3 corrida da Copa Rotax
Sidnei Silveira
Clique na imagem para fazer o Donwload...
E segue forte na busca pela vaga na Final Mundial da Rotax, em Portugal
Sidnei Silveira
Clique na imagem para fazer o Donwload...

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

FORMULA 2 AND GP3 RESUME AT SPA: A VERY DIFFERENT CHALLENGE, BUT THE SAME P ZERO TYRES


– Following the three-week summer break, the FIA Formula 2 Championship and GP3 Series resume at Spa-Francorchamps.

With its high-speed bends and straights, the home of the Belgian Grand Prix provides a completely different challenge to the tight and twisty Hungaroring that hosted the previous rounds. Despite that, the very same tyre compounds have been nominated: medium and soft for Formula 2 and medium for GP3 – for very different reasons.

Pirelli’s head of car racing says:

Mario Isola: “At Spa, the Formula 2 and GP3 drivers will race on the same compounds as they did at the Hungaroring, but for different reasons. In Hungary, we were expecting high temperatures, on a track that never lets the tyres cool down. In Belgium, temperatures will be milder but the energy going through the tyres will be higher, because of the track layout. These two factors essentially balance each other out, leading to the same tyre choice for two very different circuits. The unpredictable weather at Spa can often play its part too and is likely to reward flexible strategies. Unlike Formula 1, there is no intermediate tyre in either Formula 2 or GP3, and this makes tyre choice even more complicated in the event of marginal weather. As a test of bravery of skill, Spa is one of the biggest challenges of the year.”

The challenge for the tyres:

There are many different forces being applied to the tyres during a lap of Spa: high lateral demands through fast corners like Pouhon, significant vertical loads in the many elevation changes (most notably at Eau Rouge) as well as braking and traction forces at the end of the long straights and out of the slower corners.

Set-up configurations can vary considerably between different teams and drivers, because of the compromise between choosing low drag for maximum speeds on the straights and high downforce to aid cornering speeds. Those opting for low drag will rely more upon the mechanical grip from the tyres to carry speed through the corners.

Racing at Spa is quote frequently affected by rain, and often it falls over some parts of the circuit and not others. Therefore, when the weather is changeable, predicting the optimal tyre can be particularly difficult.

The race and the rules:

Formula 2

Every car will have five sets of dry tyres and three sets of wet weather tyres available for the Formula 2 race weekend. The five sets of dry tyres comprise three sets of the medium compound and two sets of the soft compound.

The drivers can use their tyre allocation in any way they like, but at least one set of each compound must be used in the feature race (unless it is a wet race). One set of the harder compound must be returned after free practice.

Qualifying takes place at 16:20 on Friday, after practice at 11:55. The feature race on Saturday at 16:00 lasts 25 laps and each driver must complete one compulsory pit stop. This cannot take place within the first six laps. Unlike Formula 1, the drivers do not have to start the race using the tyres they qualified on.

The grid for the sprint race on Sunday at 10:15 is determined by the finishing order of the first race, with the top eight positions reversed. It is run over 18 laps, with no compulsory pit stops.

GP3

Every car will have three sets of dry tyres and two sets of wet weather tyres available for the GP3 race weekend. Only one compound is nominated: medium for this weekend. The drivers can use the tyre allocation in any way they like.

Drivers are allowed to carry over one tyre set from the previous round for use in free practice only. This will also be the medium compound as used at the Hungaroring.

Qualifying takes place at 17:10 on Friday after a single free practice session at 08:30. Race 1 starts at 17:35 on Saturday and lasts for 17 laps, followed by Race Two at 09:00 on Sunday (lasting 13 laps). The grid for Race 2 is determined by the finishing order of the first race, with the top eight positions reversed.

 

***

 

 56I3047

F2 drivers will have P Zero White medium and Yellow soft tyres at Spa

 56I3505

P Zero White medium tyres will be used in GP3

 

DISCIPLINA FPAK

DISCIPLINA FPAK

 

 

 

DISCIPLINA Instauração de Processo Disciplinar
 
 
 
Por deliberação do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, foi determinada a instauração de processo disciplinar a:
 
 
FRANCISCO JOSÉ DE SOUSA RAMOS MARTINS Licenciado FPAK N.º 15 907
 
 
Este processo decorre dos factos verificados na Apresentação do Rali de Famalicão, cerimónia que decorreu no passado dia 18 de Julho de 2017, no átrio da Câmara Municipal de Famalicão.

 

FPAK FESTEJA 23º ANIVERSÁRIO

 

O dia de hoje, 22 de Agosto, fica marcado por mais um aniversário da FPAK, o 23º. Esperamos celebrar este dia por muitos mais anos sempre a trabalhar em prol do automobilismo e karting Nacional. Parabéns à FPAK mas também a todos os seus Associados e Licenciados!a400 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Passada etapa maratona, Rafael Cassol e Lélio Júnior se preparam para reta final do Sertões 2017

A dupla goiana conquistou a 3ª colocação na Protótipos e 7ª posição na geral entre os carros. Nesta quarta-feira a caravana do rali chega ao Mato Grosso

 O 25º Rally dos Sertões mostra a cada dia porque é considerado o segundo maior rali do mundo. Em sete dias de competição, serão percorridos mais de 3.300 mil quilômetros, onde carros, motos, quadriciclos e UTVs têm que enfrentar uma verdadeira maratona encarando todo tipo de terreno, altas temperaturas, um desafio a cada etapa. Um exemplo da grandiosidade do certame é a dificuldade que equipes que partiram de Goiânia no dia 20, tiveram até a terceira etapa realizada nesta terça-feira, alguns quebraram e não conseguiram completar. Mas o Sherpa #325, vem se superando a cada etapa, e mostra que Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior poderão chegar ao pódio na categoria Protótipos-T1 neste sábado (26).

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior souberam dosar o ritmo na especial desta terça e fecharam o dia na 3ª posição entre os carros da categoria Protótipos e marcaram o tempo de 3h21mn32s97, no percurso entre Santa Terezinha de Goiás e Aruanã, GO, que teve 306 quilômetros, com 297,12 quilômetros cronometrados. “Estávamos vindo bem até a primeira parte da especial. Após o abastecimento quebrou o cardãn traseiro e viemos em 4x2 novamente. Nos trechos de alta enquanto os concorrentes estavam fazendo 170 km/h nós tivemos que vir próximo de 130 km/h, por isso perdemos muito tempo na especial. Mas chegamos e, agora, é torcer para não ter mais nenhum imprevisto mecânico!”, disse o piloto Rafael. 

Segundo o navegador Lélio Vieira Carneiro Júnior a prova foi dividida em duas partes. “A primeira parte mais travada com navegação mais complicada e a segunda parte, era com pé embaixo em quarta e quinta marcha, bem rápida”, explicou.

Nesta quarta-feira, a quarta etapa do Sertões promete mais dificuldades no roteiro com direção à Barra do Garças, no Mato Grosso. Serão 471,34 quilômetros de desafios, sendo 273,20 de trecho cronometrado, com promessa de alto nível técnico e bastante exigência na navegação. A especial tem início com percursos muito rápidos em um piso misto de piçarra, cascalho e areia. Em seguida, a prova entra em zona de savanas, onde a navegação será feita por GPS. Neste trecho, de aproximadamente 60 quilômetros, o importante é conseguir passar por todos os way points, para depois seguir rumo ao último trecho da especial, com estradas largas e muitas lombas.

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior são patrocinados por Riocal, Fralle, Happy Serviços Financeiros e CBDI.

Resultado da terceira etapa Categoria Protótipos-T1 (extra-oficial)

1° - #305 Luis Carlos Nacif/ Filipe de Oliveira, 3h12min53s57

2° - #326 Pedro Prado Filho/ Joaquim Filho, 3h21min00s59

3° - #325 Rafael Cassol / Lélio Vieira Carneiro Júnior, 3h21mn32s97

4° - #348 Gunter Hinkelmann/ Vinicius Castro, 3h25min34s80

5° - #322 Michel Terpins/ Maykel Neder Justo, 3h31min10s96

6º - #307 Paulo Pichini / Paulo Simões, 3h35min04s50

7° - #314 Mauro Guedes /Neurivan Calado, 3h45min31s41

8° - #327 Jorge Junior /Joel Kravtchenko, 3h49min17s88

9° - #338 Fabio Ruediger/Eduardo Bampi, 4h10min04s32

10° - #310 Luiz Facco/ Humberto Ribeiro, nc

Classificação acumulada da Categoria Protótipos-T1 (extra-oficial)

1° - #322 Michel Terpins/ Maykel Neder Justo, 11h55min23s23

2º - #307 Paulo Pichini / Paulo Simões, 13h33min29s27

3º - #314 Mauro Guedes / Neurivan Calado, 14h07min40s55

4° - #305 Luis Carlos Nacif/ Filipe de Oliveira, 14h59min32s23

5° - #348 Gunter Hinkelmann/ Vinicius Castro, 15h17min20s15

6° - #327 Jorge Junior /Joel Kravtchenko, 15h34min18s04

7° - #338 Fabio Ruediger/Eduardo Bampi, 20h45min36s53

8° - #310 Luiz Facco/ Humberto – Piaui, 21h05min09s43

9° - #326 Pedro Prado Filho/ Joaquim Filho, 21h51min00s59

10° - #325 Rafael Cassol / Lélio Vieira Carneiro Júnior, 21h51min32s97


Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.300,06 km

Especiais (trechos cronometrados) – 1.999,52 km (60,59 %)

Cerimônia de Premiação

 

Nesta quarta o Rally dos Sertões entra no Estado do Mato Grosso (Gustavo Epifanio/Fotop)

Nesta quarta o Rally dos Sertões entra no Estado do Mato Grosso (Gustavo Epifanio/Fotop)
Alta  | Web

Box da equipe no parque de apoio em Santa Terezinha de Goiás (GO) (Ricardo Leizer/Fotop)

Box da equipe no parque de apoio em Santa Terezinha de Goiás (GO) (Ricardo Leizer/Fotop)
Alta  | Web

Rafael Cassol representa Rio Verde (GO) e Lélio Júnior a cidade de Goiânia (GO) (Vinícius Branca/Fotop)

Rafael Cassol representa Rio Verde (GO) e Lélio Júnior a cidade de Goiânia (GO) (Vinícius Branca/Fotop)
Alta  | Web

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior #325 (Vinícius Branca/Fotop)

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior #325 (Vinícius Branca/Fotop)
Alta  | Web

 

NISSAN É NOTICIA

 

SURPREENDA OS SEUS SENTIDOS

 

 

  • O Novo #Nissan #LEAF. Simplesmente fantástico

 

O novo Nissan LEAF será apresentado a 6 de Setembro no Japão.

 

Equipado com as mais avançadas tecnologias, o novo Nissan LEAF surpreenderá os sentidos dos seus utilizadores e elevará a fasquia do mercado dos veículos elétricos.

 

100% elétrico e com zero emissões, o novo Nissan LEAF, símbolo da Mobilidade Inteligente da Nissan, proporciona uma experiência de condução calma e inovadora. Com as tecnologias de Mobilidade Inteligente da Nissan, o condutor estará mais confiante com a visão melhorada e uma melhor informação do que rodeia o veículo. Os interiores premium estão mais modernos e confortáveis.

 

Ao lançar o Nissan LEAF, o primeiro veículo elétrico no mundo comercializado em massa, a Nissan constituiu-se como pioneira no movimento VE. Hoje em dia o Nissan LEAF é o veículo elétrico mais vendido no mundo com mais de 280 mil unidades* comercializadas a nível mundial.

 

 

 

Imagens Relacionadas

 Amaze your senses. The new #Nissan #LEAF. Simply Amazing.

Vídeo Relacionados

Amaze your senses. The new #Nissan #LEAF. Simply Amazing.

 

LIQUI MOLY COM LINHA NAUTICA

Inmartec distribui linha náutica da LIQUI MOLY

A gama completa dos produtos náuticos da LIQUI MOLY está disponível em todo o país através da Inmartec, empresa com forte tradição no setor e com uma rede e distribuição forte. Qualidade dos produtos, apoio técnico, comercial e de marketing são fatores diferenciadores. 

A distribuição da gama náutica da LIQUI MOLY em todo o país é agora assegurada pela Inmartec. A empresa com sede em Cortegaça vai distribuir a vasta gama de produtos da marca alemã através da sua rede de revendedores e diretamente aos estaleiros, num total de mais de 60 clientes diretos. A LIQUI MOLY tem uma forte tradição nos produtos náuticos, apostando forte também no mercado português.

“A LIQUI MOLY já é conhecida em vários segmentos em Portugal e estamos agora a apostar na linha Marine, que tem muita tradição já noutros países. Em Portugal há uma grande oportunidade porque o mercado já nos pedia há algum tempo para introduzir esta linha de produto pela sua qualidade reconhecida. Este é o momento de o fazer numa distribuição a nível nacional”, explica Sadhna Monteiro, diretora de marketing e de desenvolvimento de negócio.

Sérgio Santos, responsável da Inmartec, explica que “os produtos da LIQUI MOLY são muito reconhecidos em países onde a náutica é muito forte e está sempre presente nas principais feiras do setor. A Inmartec só trabalha com as melhores marcas do mercado e a LIQUI MOLY encaixa perfeitamente nessa estratégia, dando confiança também aos nossos clientes”, sublinha.

A Inmartec faz o seu negócio através de uma rede de revenda, com forte ligação às marinas, com uma presença de norte a sul do país, incluindo a Madeira e os Açores. Além disso, vende também para os estaleiros, onde a procura tem subido, também graças a uma procura cada vez maior por parte de estrangeiros que escolhem Portugal para fazer manutenção e reparação das suas embarcações. Ao todo, a Inmartec tem mais de 60 clientes diretos.

“Um dos pontos em que a LIQUI MOLY me dá muitas garantias, além da qualidade e diversidade de produtos, é o apoio técnico e comercial diretamente no mercado, além de ter armazém em Portugal. Procuro sempre apoio e serviço num parceiro”, explica Sérgio Santos, que acrescenta: “Não tenho dúvidas de que com todas estas qualidades e argumentos a LIQUI MOLY estará em breve no topo da preferência dos clientes”. 

“Por exemplo, nos navios de grandes dimensões os clientes procuram o produto com melhor qualidade para conservar e fazer a manutenção das suas embarcações. Além dos óleos, com os aditivos e os produtos de conservação, a LIQUI MOLY consegue ter uma oferta completa”, comenta o responsável da Inmartec. Além disso, acrescenta, “a nossa estratégia passa por ter sempre stock disponível para darmos uma resposta rápida. Em especial os clientes estrangeiros procuram muito os produtos LIQUI MOLY e querem o produto para esse mesmo dia. É por isso que é importante que os pontos de revenda façam também algum stock. A Inmartec está sempre na retaguarda garantindo produto disponível para uma reposição rápida das necessidades”.

Sadhna Monteiro, responsável de desenvolvimento de negócio da LIQUI MOLY Iberia explica que, “tal como noutros segmentos, a LIQUI MOLY traçou um plano de formação para a equipa da Inmartec e depois para todos os seus clientes para que tenham conhecimento dos nossos produtos e argumentos para os vender aos seus clientes”. Este é um ponto fundamental até porque, acrescenta,“este é um mercado que vive muito da confiança e esse é um pilar sólido da LIQUI MOLY.”

A LIQUI MOLYinvestiga, desenvolve, testa e produz todos os seus produtos na Alemanha,dispondo de uma gama completa para a náutica, desde as motos de água até aos navios de grande porte. A empresa alemã tem produtos para todas as épocas do ano, mesmo para as épocas baixas, altura onde são feitas as manutenções, reparações e conservação das embarcações. No catálogo da LIQUI MOLY pode encontrar óleos de motor, óleos de transmissão, massas lubrificantes, sprays, ceras, produtos de limpeza, de conservação e aditivos.

A Inmartec é uma empresa familiar com uma forte ligação ao mundo náutico, fundada em 2009, com sede em Cortegaça, Ovar e que tem hoje uma rede de distribuição muito forte e presença em todo o país e ilhas.Mais informações em www.inmartec.pt

O catálogo Marine da LIQUI MOLY está disponível neste link - http://bit.ly/LMmarinePT

 

KIMI RAIKONEN DEVERÁ CONTINUAR NA FERRARI

 

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

KIMI RAIKONEN DEVE CONTINUAR NA FERRARI

 

 

O piloto da Ferrari, o finlandes Kimi Raikonen deverá continuar na Ferrari em 2018. Os fãs... e Vettel apoiam. A partir daqui, as peças do puzzle estão quase de certeza encaixadas nas três equipas de topo. A não ser que alguém decida ir para casa...

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

SELECTED SETS PER DRIVER

– The FIA communicated to Pirelli each team’s tyre choices for the forthcoming Italian Grand Prix (Monza, 1-3 September).

alt

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Rally dos Sertões 2017: Rafael Cassol e Lélio Júnior focam nas próximas etapas

Dupla da ACL Rally Team enfrentou problemas mecânicos. O rali terá nesta segunda-feira a etapa maratona e o destino será a cidade de Santa Terezinha do Goiás (GO)

 A primeira etapa do Rally dos Sertões foi impiedosa para muitas equipes que disputam a 25ª edição do Rally dos Sertões. Se no prólogo, disputado no último sábado, Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior, da Equipe ACL Rally conquistaram excelente resultado e segunda posição da categoria Protótipos-T1, neste domingo a dupla não teve o mesmo sucesso, mas conseguiram completar a especial na quinta colocação. Ainda assim, para Rafael e Lélio ainda tem muito rali pela frente, e eles esperam não enfrentar mais nenhum problema nas seis etapas restantes.

“Dia cruel para nós hoje, mas pelo menos conseguimos terminar sem estourar o tempo máximo de prova. Até o abastecimento vínhamos bem, depois o motor começou a superaquecer, chegou a até 105, 106 graus, devido a uma pane no sistema de refrigeração. Isso atrapalhou muito a nossa estratégia de prova, tivemos que parar” declarou o navegador Lélio Vieira Carneiro Junior.

O Rally dos Sertões é assim, com seus obstáculos e desafios, a dupla do Sherpa #325 que recebe o apoio logístico e mecânico da MEM Motorsports sabe disso. “Amanhã vamos andar rápidos e seguros. A equipe vai deixar o equipamento impecável. Agora vamos com tudo para tirar a diferença para os ponteiros dia após dia!”, completou o navegador goiano.

A segunda etapa nesta segunda-feira (21) marca o início da maratona do Rally dos Sertões 2017. Nesta fase, piloto e navegador não contarão com a assistência da equipe, caso precise de manutenção no carro, e terá de contar com seus próprios conhecimentos de mecânica para a resolução de problemas. “Inicialmente, se não tivéssemos tido problema hoje, seríamos conservadores na maratona. Agora, como ficamos um pouco para trás, vamos apertar um pouco o ritmo, mas lógico respeitando o fato de ser maratona”, afirma Lélio Júnior.

O desafio para Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior, terá ainda um trajeto cronometrado, de pouco mais de 248 quilômetros, que exigirá boa estratégia do piloto, com muitos mata-burros, depressões e lombadas, em região de fazendas. Estradas mais travadas e bem sinuosas podem proporcionar uma pilotagem prazerosa. A navegação será exigida e a concentração fundamental, em todo trecho cronometrado. O percurso entre Goianésia e Santa Terezinha de Goiás (GO), incluindo deslocamentos, será de 326 quilômetros.

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior são patrocinados por Riocal, Fralle, Happy Serviços Financeiros e CBDI.

Resultado do prólogo Categoria Protótipos-T1

1° - #322 Michel Terpins/ Maykel Neder Justo, 4h28min28s62

2° - #310 Luiz Facco/ Humberto Ribeiro, 4h35min09s43

3º - #307 Paulo Pichini / Paulo Simões, 5h28min08s19

4º - #338 Fabio Ruediger / Eduardo Bampi, 5h35min32s21

5° - #325 Rafael Cassol / Lélio Vieira Carneiro Júnior, 5h45min44s46

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

Domingo (20/08) - 1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

 

Na segunda etapa os competidores não poderão receber ajuda mecânica (Marcelo Machado/Fotop)

Na segunda etapa os competidores não poderão receber ajuda mecânica (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior #325 (Marcelo Maragni/Fotop)

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior #325 (Marcelo Maragni/Fotop)
Alta  | Web

A dupla largou bem e conseguiu manter um rimo bom em toda a disputa do domingo (Marcelo Machado/Fotop)

A dupla largou bem e conseguiu manter um rimo bom em toda a disputa do domingo (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Claudio Buschmann conquista dois pódios e é o vice líder da GP

Com dois pódios, segundo e terceiro lugares nas corridas da quinta etapa da Sprint Race, piloto sul-mato-grossense somou pontos importantes para o campeonato. Próxima prova será em 24 de setembro no Velo Città, em Mogi Guaçu (SP)

- O piloto do Sprint Race #12, Claudio Buschmann, manteve regularidade nas duas corridas da quinta etapa da Sprint Race neste final de semana, no Autódromo Internacional de Curitiba (SP). O vice-líder da GP, patrocinado pela Agropantanal-MS, chegou em segundo e em terceiro nas baterias, após largar da terceira e quarta posições, respectivamente, resultado que lhe garantiu dois pódios e a avançou na tabela de classificação dentro da sua categoria, somando 194 pontos.

Buschmann revela que conseguiu alcançar seu objetivo. “Impressionante o volume de água depositado sobre a pista no início da manhã atrasando a programação de largada da primeira corrida. Fiz uma prova extremamente conservadora, assim mesmo corrigindo o carro em todos os momentos, muito liso mesmo. Estou feliz pelo P2!”, diz o piloto nascido em Curitiba (PR).

Para as próximas etapas, o piloto sul-mato-grossense quer manter a estratégia, para se garantir no pódio do campeonato da Sprint Race. “Final de semana positivo apesar das dificuldades com o clima, só tenho à agradecer, um segundo lugar sob muita chuva e um terceiro lugar em um raro momento de pista seca me garantiram pontos suficientes para continuar na briga”, declara.

A sexta etapa da competição será no dia 24 de setembro em prova inédita no calendário da Sprint Race no Autódromo do Velo Città, em Mogi Guaçu, São Paulo. “Agora é pensar nas próximas, iniciando os treinos à distância através de simuladores e estudo de telemetria. Preciso chegar pelo menos com os traçados memorizados e conhecendo os principais pontos de frenagem e aceleração. A estratégia será aprender corretamente e trabalhar intensamente”, conclui Buschmann.

A exibição do calendário da Sprint Race fica por conta dos canais BandSports e Play TV, além do Programa Acelerados no SBT e Programa Ultrapassagem na Record News.

O piloto Claudio Buschmann conta com o patrocínio da Agropantanal MS.

Resultados da quinta etapa no autódromo de Curitiba:

Primeira corrida

1) #87 – Jorge Martelli (GP), 26min21seg655

2) #13 – Raphael Campos (PRO), à 18seg527

3) #27 – Luiz Túrmina (PRO), à 19seg324

4) #07 – Vinicius Margiota (PRO), à 20seg256

5) #111 – Erik Mayrink (PRO), à 25seg988

6) #17 – Berlanda Júnior (PRO), à 26seg385

7) #58 – João Rosate (PRO), à 27seg799

8) #12 – Claudio Buschmann (GP), à 37seg437

9) #82 – Gerson Campos (GP), à 57seg490

10) #20 – Jorge Garcia (GP), à 58seg293

11) #55 – Caê Coelho (GP), à 1min09seg598

12) #213 – Nuno Pagliato (GP), à 1 Volta

13) #22 – Gabriel Lusquiños (PRO), à 8 voltas

Melhor volta: Berlanda Júnior (17), 1min49seg782, 12ª volta

 

Segunda corrida

1) #58 - João Rosate (PRO), 25min13seg638

2) #17 - Berlanda Júnior (PRO), à 3seg735

3) #13 - Raphael Campos (PRO), à 4 seg081

4) #27 - Luiz Túrmina (PRO), à 5seg578

5) #87 - Kau Machado (GP), à 13seg205

6) #111 - Erik Mayrink (PRO), à 14seg118

7) #20 - Jorge Garcia (GP), à 14seg985

8) #07 - Vinícius Margiota (PRO), à 22seg104

9) #12 - Claudio Buschmann (GP), à 26seg951

10) #82 - Cássio Cortes (GP), à 1min41seg171

11) #22 - Gabriel Lusquiños (PRO), à 1 volta

12) #55 - Caê Coelho (GP), à 9 voltas

Melhor Volta: João Rosate (58), 1min34seg827, 5ª Volta

 

 

Claudio Buschmann #12 (Lisandro Garcia/Sigcom)

Claudio Buschmann #12 (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

A sexta etapa será a estreia da categoria no autódromo do Velo Città (Lisandro Garcia/Sigcom)

A sexta etapa será a estreia da categoria no autódromo do Velo Città (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

As duas corridas da quinta etapa aconteceram no Autódromo de Curitiba (Lisandro Garcia/Sigcom)

As duas corridas da quinta etapa aconteceram no Autódromo de Curitiba (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Carros alinhados para largada da segunda corrida da quinta etapa (Lisandro Garcia/Sigcom)

Carros alinhados para largada da segunda corrida da quinta etapa (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Pódio da primeira corrida na categoria GP (Lisandro Garcia/Sigcom)

Pódio da primeira corrida na categoria GP (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Pódio da categoria GP da segunda corrida quinta etapa (Lisandro Garcia/Sigcom)

Pódio da categoria GP da segunda corrida quinta etapa (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

 

CRAFT BAMBOO EM FUJI

 

Modell back on the podium with Craft-Bamboo Racing at Fuji


On his first visit to Fuji Speedway, Devon Modell scored a sensational second position, narrowly missing out on victory by less than two-seconds as the Blancpain GT Asia series met for the fourth round of the championship in Japan (18-20 August, 2017).

Teaming up once again with Nick Foster in the #88 Craft-Bamboo Racing Porsche 991 GT3R, Modell acclimatised to the circuit in Friday practice, putting in over 30 laps over the two sessions. Foster qualified the car for the first race, claiming pole position.
 
The start however saw Foster pushed wide at the first turn, dropping down to ninth position. A charging drive followed as he worked his way back up to third position and handed over to his teammate. Modell subsequently gained second position in the stop and then closed the gap to the leader and took the chequered flag just 1.4s behind.
 
“Nick drove well after being taken out at the first turn and then the team did an excellent job to gain second position in the pit stop,” said Modell. “I pushed hard to catch the leader but ultimately ran out of laps. Overall it was a great result, just a shame we were hit at the first turn, otherwise it could have been a win.”
 
Following the highs of the first race, the second was proved to be disappointing with Modell pushed wide at the first turn and the team having to endure a longer stop – due to the success of the first race – and ultimately finished 11th, fifth in class.
 
Modell returns to the Blancpain GT Asia series for rounds nine and ten at Shanghai International Circuit on 23-24 September.

 

alt
alt
alt

 

RALICROSS EM ESPANHA

 

Los Yacarcross dominan en el Rallymix Concello de Piñor

 

Continúan ejerciendo un implacable dominio los Yacarcross en los rallymix del Campeonato de Galicia, ya que este fin de semana, en la tercera cita de la temporada celebrada en el municipio ourensano de Piñor, lograban su tercera victoria de este 2017, aunque en esta ocasión con Jesús Vázquez “Choqueiro” tras la anteriores obtenidas por José Barreiro en Cuntis y Abel Jurado en A Gudiña, estrenando el piloto de Cea su palmarés en la modalidad al imponerse por sólo 34 milésimas de segundo ante Óscar Añón, también con otro Yacarcross y cuyo podio absoluto era completado por el de Iago Silva. Si sumamos las cinco victorias logradas el año pasado por los Yacarcross, esta es la octava consecutiva en el certamen gallego de rallymix.

No hubo tanta fortuna en esta ocasión entre los Turismos, pues un trompo en la primera pasada de las cinco previstas a lo largo del fin de semana impedía a Perfecto Calviño-Francisco García completar un mejor resultado con el Peugeot 208 Proto, finalizando así terceros en Turismos y sextos en la clasificación general. En lo que respecta al Peugeot 208 Proto de Sandra García-Suso Romero, una avería en la dirección les impedía finalizar la primera jornada mientras el domingo se rompía el radiador en el Seat 600 Proto de Mario Lorenzo-Marcos Calviño. Tampoco tuvo suerte Abel Jurado, ya que la rotura de un palier en la tercera pasadsa, después de ser el más rápido con su Yacarcross en las dos primeras, le impedía repetir su victoria del año pasado.a320 Copya321 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Rally dos Sertões: Bianchini Rally larga neste domingo com suas motos e quadri para a 1ª etapa

Após disputarem o Prólogo neste sábado, Adhemar Pereira "Índio", Marcos Colvero, André Guerra, Yuri Aizemberg, Luis Henrique Rodrigues e o uruguaio Javier Fernandez (quadriciclo) encaram um longo dia de 680 km entre Goiânia e Goianésia

 

 

Agora faltam algumas horas para a largada tão aguardada da 25ª edição do Rally dos Sertões. Neste domingo (20), a maior prova off-road do país começará para valer com um percurso de 680,48 quilômetros, dos quais 306,82 de trechos cronometrados (Especiais). Mas antes, neste sábado, os  pilotos da Bianchini Rally puderam acelerar por um circuito de 6 quilômetros, em Cidade Alpha (Senador Canedo), durante o Prólogo, tomada de tempo que definiu o grid de largada para o rali.

Cinquenta e quarto motos disputaram o Prólogo. Na Super Production, Yuri Aizemberg #31 fez o 5º tempo (4m32s48) com uma Husqvarna TE 450 e, na sequência, veio André Guerra #38 em 6º (4m48s31), de Husqvarna 450. Na Over 45, Marcos Colvero #20, com uma KTM 500 Six Days, classificou-se com o 5º tempo (4m37s40), enquanto o estreante Luis Henrique Rodrigues ficou em 9º (5m06m37). Já Adhemar Pereira, o Índio, que nesta edição compete pela Production Aberta fez o 7º tempo (4m59s19). A bordo de um quadri (Can Am Renegade 4x4 800cc) o uruguaio Javier Fernandez marcou o 8º tempo (5m09s24s).

“O trajeto do Prólogo foi bem bacana e interessante, serviu para quebrar parte da ansiedade e pude comprovar que a moto está perfeita. Mesmo tendo cautela cheguei a 153km/h”, diz o gaúcho Colvero, 29º na geral. Retornando ao grid após nove anos, Aizemberg afirma: “Foi perfeito porque consegui fazer o que havia planejado, um Prólogo seguro, rápido, sem muita pirotecnia e fiz o 22º tempo da geral”, afirmou o piloto paulista. Quem voltou também após 17 anos foi Guerra, que estreou nas motos “O Prólogo serviu para marcar relativamente o começo do Sertões para mim, porque a ansiedade estava enorme, até o deslocamento me ajudou a entrar focado na pista, porque a ansiedade era enorme. Saí do 38º para o 34º tempo e isto já foi positivo”, diz.

Em sua sétima participação na prova e, desde sempre com a Bianchini Rally, “Índio” explica o que o faz voltar ao Sertões todos os anos. “Isso para mim é muito mais que uma competição, óbvio que quero subir ao pódio, mas o que atrai mesmo é esse espírito do rali, o dia-a-dia quando marcamos a planilha, completar cada etapa e terminar o rali é uma vitória e uma superação pessoal”, diz o cearense.

“A moto está ótima e amanhã teremos uma Especial muito dura, mas estou confiante e mais tranquilo após ter feito o Prólogo. Agora é focar e tentar fazer o melhor dentro do que almejei para essa estreia”, explica o estreante Rodrigues, amante de duas rodas e ex-atleta (durante 15 anos fez parte da Seleção Brasileira de Atletismo e também nos EUA).

Por outro lado há na equipe também pilotos experientes com seis participações na prova e também três Dakar no currículo, como uruguaio Fernandez. “O rali vai começar amanhã, disseram que será um dia duro e exigente e isto não me assusta, pelo contrário, foi o que exatamente vim buscar aqui no Brasil. Estou preparado.”

A edição de 25 anos (20 a 26/8) será entre os estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e promete. A primeira moto largará, a partir das 5 horas, do parque de apoio (Autódromo Internacional de Goiânia) para um deslocamento inicial de 221 quilômetros, sendo que depois da Especial de 306, ainda haverá um deslocamento final de 151. Dia exigente com variações de terrenos, trial pesado, travessias de rios, trechos de alta e média, muitas pedras e de várias adversidades.

Para o piloto Fabrício Bianchini que neste ano está como chefe de equipe (11 participações nas motos e mais três nos carros no Rally dos Sertões) tudo está perfeito para esse início do rali. “Todos terminaram bem o prólogo, as motos estão bem preparadas e principalmente o astral da equipe está 10, só tem gente do bem e próprio clima de Goiânia propicia isso. Na verdade além do profissionalismo da equipe existe um clima muito família na Bianchini Rally, as pessoas se respeitam, se ajudam e trabalham para dar o melhor para nossos pilotos tanto que somos em cinco motos e um quadri e vamos para mais um Sertões1”, finaliza.

A Bianchini Rally, equipe com sede em Alphaville (Barueri), conta com o apoio da Bianchini S/A, O Mundo de Maria, Melnick Even, KTNY Racing, Madeira Energy, Bull Sertões Crew, Vedacit e Arames Farpados.

Programação 25º Rally dos Sertões

Domingo (20/08) - 1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

 

ECOKART

AS ECOVOLTAS SOLIDÁRIAS NA SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE

Imagem intercalada 2

Conforme sugerido pela Agência Portuguesa do Ambiente, as EcoVoltas Solidárias da Ecokart Portugal constam já como actividade no site da Semana Europeia da Mobilidade, como pode constatar aqui.

Desta forma, a informação fica automaticamente disponível para os responsáveis dos municípios que desejem aderir a este conceito de promoção activa da Mobilidade Urbana Sustentável, que decorre de 16 a 22 de Setembro próximo.
Apesar de Setembro ser um mês de grande actividade para a Ecokart, há ainda alguns dias dessa semana disponíveis para realizarmos EcoVoltas Solidárias.

Pode ainda ver aqui um breve filme de uma das mais recentes destas nossas actividades, no Festival da Criança do Estoril, durante a qual, além de promovermos de forma prática e divertida a mobilidade e os desportos motorizados sustentáveis, ajudámos a Associação Nuvem Vitória e a Academia Portuguesa de Psicologia e Teatro.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

PRÓXIMAS ECOVOLTAS SOLIDÁRIAS

Imagem intercalada 3
Aqui tem a agenda das primeiras acções de EcoVoltas Solidárias de Setembro já confirmadas:

. 2 e 3 de Setembro - Feira da Luz, Lisboa
. 10 de Setembro - Base Aérea nº 5, Monte Real - Dia de Base Aberta / Base Sustentável
. 16 e 17 de Setembro - Carnide, Lisboa - Semana Europeia da Mobilidade

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Começa para valer o Rally dos Sertões! Primeiro dia teve desafio a mais para Marcelo Medeiros

Piloto do Maranhão, compete na categoria quadriciclos. A segunda etapa do evento será nesta segunda-feira com destino a Santa Terezinha de Goiás (GO)

 A caravana do 25º Rally dos Sertões partiu neste domingo por volta de cinco horas, em uma longa transferência de Goiânia a Goianésia, também no estado de Goiás. Para os concorrentes foi um dia com especial rápida, piso bom de piçarra, poucas pedras e a promessa de pequenas diferenças entre os primeiros classificados, foram 306,82 km de trecho cronometrado, no total 680,48 km.

Na classificação geral, Marcelo Medeiros (Yamaha Raptor 700) que largou em primeiro segue na sexta posição com 07h32min51. "Uma especial muito dura para o primeiro dia do Sertões. Mas estava vindo muito bem, em uma tocada muito segura não cometi nenhum erro. Infelizmente faltando 1,2 km aconteceu um problema na bomba de combustível e acabei não concluindo como esperava. Agora é revisar o quadriciclo para a etapa maratona e vamos fazer uma nova estratégia”, comentou Marcelo Medeiros, da equipe Taguatur Racing/CEMAR

Nesta segunda-feira (21), a caravana seguirá em direção a Santa Terezinha de Goiás, segunda etapa do Sertões e serão 326 quilômetros de percurso, com 248,16 quilômetros de trechos cronometrados. Esta será a etapa maratona, na qual os competidores não poderão receber ajuda externa para a manutenção dos veículos.

A prova entra em região de fazendas, com muitos mata-burros, depressões e lombadas, além de estradas travadas e bem sinuosas.  A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa. Uma boa estratégia será fundamental, já que eles terão de poupar as máquinas para o dia seguinte.

A competição será dividida em prólogo mais sete etapas. O rali passará por Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO), Aruanã (GO), atravessando a fronteira com o Mato Grosso até Barra do Garças e com o Mato Grosso, para chegar a Coxim (MS), Aquidauana (MS) e Bonito (MS) onde sediará a chegada no dia 26, com a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.       

Resultado da primeira etapa - Quadriciclos


1) 106 George Ximenes, Girao Team, 05h23min18

2) 105 Pedro Costa, Quatrilha Do Cerrado Rally Team, 05h24min06

3) 107 Milton Martens, Martens Racing, 05h24min24

4) 103 Diogo Zonato, Zona Racing, 05h36min16

5) 104 Michael Dias, Taguatur Racing, 06h59min11

6) 102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 07h32min51

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

Domingo (20/08) - 1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

(21/08) - 2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

(22/08) - 3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

(23/08) - 4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

(24/08)- 5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08) - 6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08) - 7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

Cerimônia de Premiação

 

A primeira etapa será entre Goiânia e Goianésia (GO) (Marcelo Machado/Fotop)

A primeira etapa será entre Goiânia e Goianésia (GO) (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Piloto Marcelo Medeiros #102 (Victor Eleuterio/Fotop)

Piloto Marcelo Medeiros #102 (Victor Eleuterio/Fotop)
Alta  | Web

Marcelo Medeiros no trecho cronometrada a primeira etapa do Sertões 2017 (Marcelo Machado/Fotop)

Marcelo Medeiros no trecho cronometrada a primeira etapa do Sertões 2017 (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Piloto Marcelo Medeiros #102 (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Marcelo Medeiros #102 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Marcelo participou na noite do sábado da abertura oficial do Sertões 2017 (Marcelo Machado/Fotop)

Marcelo participou na noite do sábado da abertura oficial do Sertões 2017 (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

NOVO CHEVY COLORADO

NOVO CHEVY COLORADOa316 Copya317 Copy

 

 

É este o looking Praticamente de série, uma Chevy Colorado ZR2 3.6L V6 que vai participar este fim-de-semana na Baja 550 Las Vegas e .

 

RALI MESÃO FRIO

 

Fecho das Inscrições adiado até 3ª feira, 22 de Agosto

Principais candidatos, às lideranças do Campeonato Regional de Ralis Norte e do Troféu CIN (Team Baia), já inscritos para o Rali Município de Mesão Frio 2017

Com as inscrições a decorrer a bom ritmo, o CAR – Clube Automóvel da Régua, clube organizador, informa e dá a conhecer o prolongamento do prazo de inscrições até à próxima 3ª feira, dia 22 de Agosto pelas 18.00 horas no Secretariado permanente da prova.

A uma semana do Rali Município de Mesão Frio (26 e 27 de Agosto), a discussão da vitória promete com não só os três primeiros classificados do Campeonato Regional de Ralis Norte na Geral Absoluta de Pilotos e, na Geral de Copilotos, mas também dos líderes atuais dos seus sete Grupos e, também da liderança do Troféu CIN – Team Baia.

Gaspar Pinto e Bernardo Gusmão (Mitsubishi Evo VI), atuais 1ºs do campeonato FPAK com 107,95 pontos apresentam-se em Mesão Frio prontos a defender os 28,45 pontos que lhes garantem a liderança após as seis primeiras provas realizadas com duas vitórias, um segundo lugar e, um sexto lugar.

José Pedro Miranda, piloto atual segundo classificado (79,5 pts), onde soma uma segunda posição, uma terceira, uma quarta e uma quinta posição, vai procurar aos comandos do seu Porsche 996 acompanhado de José Carlos Rodrigues, impor-se em Mesão Frio de modo a reduzir a diferença para Gaspar Pinto e, discutir não só a liderança da prova, mas também do Campeonato Regional de Ralis Norte nas três provas que faltam para concluir a época.

Quem de certeza não está de fora desta “luta” são Luís Delgado (3º entre os Pilotos) e o seu Copiloto André Carvalho (2º entre os Copilotos) onde em Mesão Frio aos comandos do Citroen C2 S1600 vão procurar repetir as vitórias de Gondomar e da última prova disputada no Marco. Luís Delgado tem apenas menos 0,007 pts para José Pedro Miranda e, 28,52 para Gaspar Pinto, ou seja, ainda está ao alcance da primeira posição e liderança do campeonato Absoluto de Pilotos. Para Luís Delgado e André Carvalho a prova do CAR reveste-se ainda de grande importância porque também lideram a classificação geral de Pilotos do Troféu CIN organizado pelo Team Baia onde dispõem de uma vantagem de 17 pontos para Ricardo Costa.

Entre as cerca de quatro dezenas de já inscritos, destacamos entre outros, por exemplo a dupla Jacinto Oliveira / Sérgio Aguiar (Renault Megane F1), com Oliveira a procurar colher o melhor resultado que lhe permita reduzir os 17 pontos que separam o seu 7º lugar (38 pts) da quarta posição do Regional, como dos 18 pontos que separam o seu quarto lugar, da segunda posição do Troféu CIN ocupada por Ricardo Costa, pois para o terceiro lugar (Mário Castro), apenas um magro ponto os separam!

Todas as Informações em:

http://www.fpak.pt/regulamentacao/regulamentacao-das-provas (Rali Município de Mesão Frio)a310 Copy

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

 

Toyota Yaris WRC de Hänninen termina o desafiante Rali da Alemanha em quarto lugar

O Rali da Alemanha foi uma prova bastante dura. Depois de um início de rali muito desafiante, a TOYOTA GAZOO Racing teve um ótimo desempenho no último dia do Rali da Alemanha, vencendo mais duas especiais elevando o seu total no fim de semana para cinco e demonstrando o progresso que a equipa tem alcançado com o novo Yaris WRC em asfalto. Juho Hänninen foi o mais rápido pela segunda vez no domingo, terminando o Rali num excelente quarto lugar da geral. Fruto de alguns problemas técnicos no seu Yaris WRC, no sábado, Jari-Matti Latvala terminou o rali em sétimo, enquanto Esapekka Lappi, apesar de ser obrigado a desistir no primeiro dia e ter ficado arredado dos lugares da frente, também foi o mais rápido numa das especiais do último dia.
 
Sendo apenas o segundo rali puramente em asfalto do novo Yaris WRC, o grande objetivo comunicado antes do arranque da equipa era naturalmente continuar a desenvolver o Yaris WRC neste tipo de piso. Com condições atmosféricas variáveis e piso com níveis de atrito muito variáveis, o início do rali da Alemanha foi muito desafiante para a TOYOTA GAZOO Racing.
 
Com um ótimo desempenho, Hänninen chegou ao último dia em quinto lugar da geral, mas após ser o mais rápido na especial logo de manhã, ascendeu ao quarto lugar, posição essa que cimentou até final. O piloto finlandês, que mais horas tem ao volante do Yaris WRC, mostrou toda a sua experiência ao volante do Toyota com um desempenho notável num rali onde competiu pela última vez em 2011. Lappi, o vencedor do Rali da Finlândia, foi obrigado a desistir logo na sexta-feira ao danificar a suspensão do Yaris WRC e, apesar de melhorar o seu desempenho ao longo do Rali, foi no último dia que teve o melhor desempenho. Latvala, que foi o mais rápido duas vezes no início do Rali, foi obrigado a abrandar o andamento devido a uma questão técnica, mesmo assim terminou no top 10. Numa clara demonstração de competitividade Lappi e Latvala alcançaram o segundo e terceiro lugares na Power Stage, obtendo, quatro e três pontos, respetivamente. Sendo o segundo lugar de Lappi a apenas 0,2 segundos do primeiro tempo.
 
Tommi Mäkinen (Diretor da Equipa)
"Estou muito satisfeito com o nosso desempenho neste rali. Poderia ter sido ainda melhor, se não fosse o problema de Jari-Matti na sexta-feira. No início do rali, foi muito rápido e poderia facilmente ter lutado pela vitória. Domingo foi um dia muito bom para nós. Especialmente para Esapekka, ele melhorou muito. Hoje foi um dia muito importante para ele melhorar e ganhar confiança neste tipo de piso. Tenho a certeza que Esapekka está pronto para lutar aqui pela vitória no próximo ano. Juho foi muito consistente, com bons tempos e muito perto de lutar pelo pódio. Estamos confiantes agora de que a performance em asfalto está também num bom nível. Estamos bem para o futuro. Agora partimos para a Espanha, onde esperamos novamente melhorar o nosso desempenho".
 
Classificação ao final do 4º dia:
1 Ott Tanak/Martin Jarveoja (Ford Fiesta WRC) 2h57m31.7s
2 Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger (Citroen C3 WRC) +16.4s
3 Sebastien Ogier/Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) +30.4s
4 Juho Hänninen/Kaj Lindström (Toyota Yaris WRC) +1m49.2s
5 Craig Breen/Scott Martin (Citroen C3 WRC): +2m01.5s
6 Elfyn Evans/Daniel Barritt (Ford Fiesta WRC) +2m03.4s
7 Jari-Matti Latvala/Miikka Anttila (Toyota Yaris WRC) +3m58.2s
8 Hayden Paddon/Seb Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC) +4m32.4s
9 Armin Kremer/Pirmin Winklhofer (Ford Fiesta WRC) +10m19.4s
10 Eric Camilli/Benjamin Veillas (Ford Fiesta R5) +10m44.3s
21 Esapekka Lappi/Janne Ferm (Toyota Yaris WRC) +18m05.2s
 
Classificação do Campeonato de Pilotos do Mundial de Ralis FIA 2017 ao final do 10º Rali:
1 Sebastien Ogier 177
2 Thierry Neuville 160
3 Ott Tanak 144
4 Jari-Matti Latvala 123
5 Dani Sordo 89
6 Elfyn Evans 87
7 Craig Breen 64
8 Juho Hänninen 58
9 Hayden Paddon 55
10 Esapekka Lappi 49
 
Classificação do Campeonato de Fabricantes do Mundial de Ralis FIA 2017 ao final do 10º Rali:
1 M-Sport World Rally Team 325
2 Hyundai Motorsport 261
3 TOYOTA GAZOO Racing WRT 213
4 Citroen Total Abu Dhabi World Rally Team 163
(Resultados às 13:00 de domingo 20 agosto de 2017, para mais informação: www.wrc.com)
 
A próxima ronda do Campeonato Mundial de Ralis da FIA é o Rali de Espanha nos dias 5 a 8 de outubro. A prova da Catalunha é o único verdadeiro evento de superfície mista da temporada: o dia de abertura ocorrerá principalmente em terra, e os outros dois dias em estradas rápidas de asfalto. Um grande desafio para a equipa de engenheiros e mecânicos.a265 Copy

 

ATENÇÃO LEITORES

 

Condicionamento de trânsito na A5

 

Dias 22 de agosto

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que no âmbito dos trabalhos de manutenção preventiva aos equipamentos de telemática, no Sublanço Linda-A-Velha / Miraflores da A5 – Auto-estrada da Costa do Estoril, irão existir algumas implicações na circulação, as quais serão as seguintes:

 

Dia 22 de agosto

Entre as 10h e as 17h do dia 22 de agosto, corte de via direita, no sentido Cascais - Lisboa, entre o km 5 e o km 4.

 

A Brisa agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas e espera contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação, estando certa de que os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma autoestrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza.

 

Para informação atualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt.

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Rally dos Sertões: Otávio e Allan Enz completam em segundo o primeiro dia

Única dupla paranaense realiza sua segunda participação na competição nos carros na modalidade regularidade a bordo do Mitsubishi Pajero Full número 405 e fechou a 1ª etapa com saldo positivo

 Neste domingo (20) pela manhã foi dada a largada da primeira etapa do Rally dos Sertões para as categorias carros, motos, quadriciclos e UTVs. As dificuldades foram intensas como os competidores previam. O percurso entre Goiânia e Goianésia, GO, teve 360 quilômetros, com 195 quilômetros cronometrados, e apresentou um roteiro com trechos em trial, travessia de rios e regiões agrícolas.

O piloto Otávio Enz, o navegador Allan Enz, equipe Zenz Rally Team, entraram cautelosos na disputa e fecharam a etapa com segunda colocação entre os carros da modalidade Regularidade na categoria Super Master. O piloto estava radiante e emocionado de completar bem a primeira especial entre cidades do roteiro.

“O percurso foi maravilhoso, mas penoso, não deu trégua para a dupla. A organização caprichou no dia de hoje, não tivemos nenhum problema, chegamos bem. Só agora no final em deslocamento que descobrimos que a mangueira de “intercooler” estava solta, mas nada que comprometesse o desempenho. Agora é se preparar para a novo desafio, em novo trajeto”, diz Otávio Enz (Marreco).

“Dia forte, pesado, muita velocidade, no ano passado estávamos acostumados com provas em linha e, pelo menos nessa primeira etapa tivemos muitos, muitos laços. Uma prova sensacional! “, destaca o navegador Allan Enz. "Utilizamos a etapa também para verificar o equipamento para o restante do Sertões", completa Otávio.

O destino desta segunda-feira é Santa Terezinha de Goiás (GO). Os inscritos na edição 2017 do Sertões estão preparados para encarar um dia que deve ser também difícil. Estão programados trechos com estradas travadas em fazendas, seguidos por trechos de velocidade média, mesclando com trilhas e bem sinuosas vão proporcionar uma pilotagem prazerosa. A navegação e a concentração serão muito importantes nesta etapa.

O Rally dos Sertões terá um percurso de 2.821,45 quilômetros para a modalidade regularidade, passando pelos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Após sete etapas terá chegada em Bonito (MS) no próximo sábado, dia 26 de agosto.

Otávio Enz e Allan Enz contam com o patrocínio da Via Jap (Concessionária Mitsubishi), Zenz Western, Baterias Eletran, Radiex Team, SFI Chips, Zenz (Bonés / Camisetas / Uniformes), Rancho Faria e Posto Bresolin.

Resultado da primeira etapa do Rally dos Sertões de Goiânia para Goianésia (GO) - Regularidade:

CATEGORIA SUPER MASTER

1) 401 Oscar Jose Schmidt / Gustavo Schmidt, 35 pontos ganhos

2) 405 Otávio Enz Filho / Allan Henrique Enz, 34

3) 402 Renato Ferreira Martins / Enedir Da Silva Junior, 31

4) 413 José Carlos da Silva / Vander Hirt, 26

5) 417 Olair Fagundes / Waldomiro Teodoro dos Anjos Junior, 25

6) 406 Fernando Possetti / Cristina Starlling Posseti, 21

CATEGORIA GRADUADOS

1) 410 Aurélio Bilhalva / Tiago Poisl, 40 pontos ganhos

2) 408 José Eduardo Guerra / Marcia Maria Esteves Guerra, 30

3) 416 Marcelo Luiz Faustino Pereira / Waldemberg dos Santos Barros, 30

4) 409 Milton Roberto Dresch / Alexandre Rech, 28

5) 415 Roberto Emery Bontempo / Leonardo José Berg Martins, 24

CATEGORIA TURISMO

1) 411 Sandra Dias / Maurício Gonçalves, 40 pontos ganhos

2) 403 Leonardo Lanziotti Da Costa / Priscila Nogueira Maciel, 34

3) 404 Paulo Renato Martins / Regiane Salgado Pagnard, 26

4) 412 Fagundes Leal / Rodrigo Kemparski Pavan, 26

5) 414 Sergio Ricci / Alessander Monteiro Soares, 23

6) 407 Giovani Arnaldo de Mello / Pedro Pescador de Mello, 21

PROGRAMAÇÃO PARA O REGULARIDADE NO RALLY DOS SERTÕES – 25 ANOS

DIA 01 – GOIÂNIA (GO) / GOIANÉSIA (GO)

Distâncias:

D.I. – 137.560 km   T.E. – 195.510 Km   D.F. – 27.659 Km

Total do dia – 360.729 Km

Tempos:

Master / Graduados – 08:16:18  

Turismo – 08:28:13

Abastecimentos:

Último posto do deslocamento inicial – Tulipa 38 (132.011 Km);

1º. Posto (Neutro) – Tulipa 815 (137.899 Km);

Autonomia até chegada – 90.819 Km.

 

DIA 02 –GOIANÉSIA (GO) / SANTA TEREZINHA DE GOIÁS (GO)

Distâncias:

D.I. – 125.353 km   T.E. – 169.561 Km   D.F. – 42.475 Km

Total do dia – 337.389 Km

Tempos:

Master / Graduados – 07:24:38  

Turismo – 07:37:10

Abastecimentos:

Último posto do deslocamento inicial – Tulipa 41 (116.309 Km);

1º. Posto (Neutro) – Tulipa 519 (84.106 Km);

Autonomia até chegada – 136.881 Km.

DIA 03 – SANTA TEREZINHA DE GOIÁS (GO) / ARUANÃ (GO)

Distâncias:

D.I. – 13.719 km   T.E. – 159.703 Km   D.F. – 141.710 Km

Total do dia – 315.132 Km

Tempos:

Master / Graduados – 05:38:18  

Turismo – 05:47:59

Abastecimentos:

1º. Posto (Neutro) – Tulipa 335 (77.584 Km);

1º. Posto no deslocamento final – Tulipa 880 (137.520);

Autonomia até chegada – 100.028 Km.

DIA 04 – ARUANÃ (GO) / BARRA DO GARÇAS (MT)

Distâncias:

D.I. – 111.484 km   T.E. – 228.935 Km   D.F. – 65.842 Km

Total do dia – 406.261 Km

Tempos:

Master / Graduados – 07:39:29  

Turismo – 07:52:09

Abastecimentos:

Último posto de combustível no deslocamento inicial – Tulipa 18 (108.860 Km)

1º. Posto (Neutro) – Tulipa 285 (95.970 Km);

1º. Posto no deslocamento final – Tulipa 897 (147.650);

Autonomia até chegada – 53.781 Km.

 

DIA 05 – BARRA DO GARÇAS (MT) / COXIM (MS)

 

Distâncias:

D.I. – 49.746 km   T.E. – 239.970 Km   D.F. – 357.747 Km

Total do dia – 647.463 Km

Tempos:

Master / Graduados – 09:31:48  

Turismo – 09:41:53

Abastecimentos:

Abastecimento emergencial (feito pelo apoio do competidor, não tem posto de combustível – Tulipa 341 (154.330 km);

1º. Posto combustível no deslocamento final – Tulipa 802 (160.565 Km) – “acumulado (314.895 Km)”;

Autonomia até chegada – 332.568 Km.

 

DIA 06 – COXIM (MS) / AQUIDAUANA (MS)

 

Distâncias:

D.I. – 59.778km   T.E. – 96.067 Km   D.F. – 220.232 Km

Total do dia – 376.077 Km

Tempos:

Master / Graduados – 07:13:20  

Turismo – 07:23:19

Abastecimentos:

1º. Posto no deslocamento final – Tulipa 536 (157.241);

Autonomia até chegada – 218.836 Km.

 

DIA 07 – AQUIDAUANA (MS) / BONITO (MS)

 

Distâncias:

D.I. – 128.783 km   T.E. – 157.994 Km   D.F. – 91.625 Km

Total do dia – 378.402 Km

Tempos:

Master / Graduados – 06:45:27  

Turismo – 06:57:18

Abastecimentos:

Último posto de combustível no deslocamento inicial – Tulipa 23 (74.187 Km);

1º. Posto no deslocamento final – Tulipa 722 (231.195);

Autonomia até chegada – 72.920 Km.

Cerimônia de Premiação

 

 

Otávio Enz e Allan Enz (Luciano Santos/SigCom)

Otávio Enz e Allan Enz (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)

A largada promocional foi realizado no sábado, 19, no Autódromo de Goiânia (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Equipe passou por vistorias na quinta-feira (18) (Marcelo Machado/Fotop)

Equipe passou por vistorias na quinta-feira (18) (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: João Rosate e Kau Machado vencem segunda corrida da quinta etapa

Prova final da etapa é marcada por mau tempo. Pilotos voltam a correr em 24 de setembro, no autódromo Velo Cittá

  João Rosate, pela categoria PRO, e Kau Machado, na GP, venceram a segunda corrida da quinta etapa da Sprint Race 2017 (#SetUpFree), que aconteceu neste domingo (20), no Autódromo Internacional de Curitiba. O jovem piloto do carro #58 largou da pole position e completou as 13 voltas do circuito paranaense em 25min13seg638. Kau, que faz dupla com Jorge Martelli no carro #87, chegou a 13seg205 do líder, na quinta colocação na geral.

Rosate de 17 anos, conta que, apesar do aguaceiro, tinha feito setup priorizando pista seca, e mesmo assim, deu tudo certo. “A corrida foi muito boa. Já tinha acertado o carro pra andar no seco e fiquei na torcida para que não chovesse mais, pois fiz o contrário do que muitos pilotos optaram. Após a largada, fui abrindo vantagem, virando um segundo por volta. Com a entrada do Safety Car em pista, o pelotão se agrupou e conseguiram me ultrapassar na relargada, mas logo retomei a liderança. Imprimi um ritmo forte e deu tudo certinho como manda o manual”, relata.

Quanto sua posição na competição, João Rosate sabe da responsabilidade que terá pela frente, mas segue confiante. “Infelizmente, em Interlagos, tive uma etapa difícil e fiquei em desvantagem em relação aos pontos no campeonato. Daqui para frente, tenho que conseguir tirar o máximo do carro e quero dar tudo de mim para conseguir diminuir a diferença, fazer o melhor em cada treino, classificatório e corrida. Esta será a minha pegada”, afirma.

Kau Machado, que estava ao volante do SR#87 na segunda corrida, revela que a prova foi difícil, mas conseguiu administrar sua posição na categoria. “Largamos com pneus Slick, pois tinha pontos ainda molhados na pista. Impusemos um bom ritmo a cada volta e estava tranquilo na liderança. Depois do safety, relarguei bem, mas na entrada da oposta meu carro começou a cortar o giro do motor e tive que abrir mão de algumas posições aos garotos da PRO e só administrei para chegar em primeiro na GP”. 

Para a próxima etapa, em Mogi Guaçu (SP), Kau admite que, por não conhecer a pista, ainda não foi decidido qual será o plano das próximas duas corridas. “Já começamos a pensar no #Velo Città, pois por ser pista nova, precisamos de algum planejamento. Mas sempre tive facilidade para me adaptar em circuitos novos, então não vou por pressão extra. Vamos confiantes de que todos terão as mesmas dificuldades”, torce o líder da GP. “Ainda tem muitos pontos em disputa e, este ano, não queremos deixar para decidir na última. Vamos tentar levar o título antes, ou chegar na final com uma boa margem na liderança”, confia.

Os pilotos da Sprint Race voltarão a disputar pelo título da temporada 2017 no dia 24 de setembro, no Autódromo Velo Cittá, em Mogi Guaçu, interior paulista.

A quinta etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados -  no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom

Confira o resultado da corrida final da quinta etapa (#SetUpFree):
1) #58 – João Rosate (PRO), 25min13seg638
2) #17 – Wanderlei Berlanda Júnior (PRO), à 3seg735
3) #13 – Raphael Campos (PRO), à 4 seg081
4) #27 – Luiz Túrmina (PRO), à 5seg578
5) #87 – Kau Machado (GP), à 13seg205
6) #111 – Erik Mayrink (PRO), à 14seg118
7) #20 – Jorge Garcia (GP), à 14seg985
8) #7 – Vinicius Margiota (PRO), à 22seg104
9) #12 – Claudio Buschmann (GP), à 26seg951
10) #82 – Cássio Cortez (GP), à 1min41seg171
11) #22 – Gabriel Lusquiños (PRO), à 1 volta
12) #55 – Caê Coelho (GP), à 9 voltas

Melhor Volta: João Rosate (58), 1min34seg827, 5ª Volta
Fonte: www.cronoelo.com.br

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 6 - 24/09 - Mogi Guaçu (SP) -Velo Città

Etapa 7 - 04/11 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

 

A sexta etapa será a estreia da categoria no autódromo do Velo Città (Lisandro Garcia/Sigcom)

A sexta etapa será a estreia da categoria no autódromo do Velo Città (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

João Rosate #58 largou da pole e garantiu a segunda vitória no ano de estreia (Lisandro Garcia/Sigcom)

João Rosate #58 largou da pole e garantiu a segunda vitória no ano de estreia (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Kau Machado #87 conquista mais uma vitória na Sprint Race correndo em "casa" (Lisandro Garcia/Sigcom)

Kau Machado #87 conquista mais uma vitória na Sprint Race correndo em
Alta  | Web

Berlanda Jr (#17) é o segundo colocado da corrida 2 (Lisandro Garcia/Sigcom)

Berlanda Jr (#17) é o segundo colocado da corrida 2 (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Jorge Garcia #20 é o segundo na corrida da tarde na GP (Lisandro Garcia/Sigcom)

Jorge Garcia #20 é o segundo na corrida da tarde na GP (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Premiação da categoria PRO na segunda corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)

Premiação da categoria PRO na segunda corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Premiação da categoria PRO na primeira corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)

Premiação da categoria PRO na primeira corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Premiação da categoria GP na segunda corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)

Premiação da categoria GP na segunda corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Premiação da categoria GP na primeira corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)

Premiação da categoria GP na primeira corrida (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

 

MOTOS NO BRASIL

 

Mesmo sem vitórias na Alemanha, KRT assegura pódio em Lausitzring e mantém liderança do Mundial

alt

    A rodada da Alemanha do Mundial de SuperBike não foi nada fácil para a equipe Kawasaki Racing Team. A escuderia japonesa líder absoluta da temporada 2017 não conseguiu vencer no Circuito de Lausitzring, porém, subiu ao pódio nas duas baterias disputadas neste final de semana. Jonathan Rea (#1) obteve o melhor resultado e encerrou a etapa, neste domingo (20), com uma segunda colocação. Já seu companheiro de equipe, Tom Sykes (#66), enfrentou dificuldades e obteve o quarto lugar.

Acostumado a vencer [faturou nove vitórias em 18 baterias realizadas], o atual campeão, Jonathan Rea, despediu-se da Alemanha sem conseguir cruzar a linha de chegada na frente. O piloto norte-irlandês, que fez o segundo tempo nos classificatórios, largou bem e manteve a ponta por boa parte da prova nesta segunda corrida. Entretanto, não conseguiu impedir a ultrapassagem de Chaz Davies (#7), da Ducati, que assumiu a liderança ainda na metade da prova e segurou a posição até a bandeirada.

“Chaz [Davies] foi realmente sólido na segunda corrida e teve um ritmo muito bom. No começo da prova, quando tive um bom grip, me senti forte sobre a moto, mas, assim que comecei a perder tração, a moto se tornou muito dura. Não tive grandes momentos, mas apenas tentei controlar isso e vi que a diferença para o Marco [Melandri] se ampliava, décimo por décimo, apenas seguindo em frente. Estou satisfeito com os resultados deste fim de semana, já que a moto não funcionou tão bem aqui. Nós saímos de Lausitzring com 40 pontos e estou satisfeito com isso”, comentou Rea.

Já para Tom Sykes (#66), o desfecho em Lausitzring não foi como o esperado. O piloto britânico que buscava sua terceira vitória na temporada encerrou a rodada da Alemanha com a quarta colocação. Com a confiança um pouco abalada devido a um leve toque no início da prova, Sykes demorou para embalar e com isso subir para as primeiras posições. Foi somente na 13ª volta que o piloto de numeral #66 ultrapassou Lorenzo Savadori (#32), da Aprilia, e assumiu a quarta colocação.

“As coisas nessa corrida, definitivamente, não foram como planejadas. Tive um bom começo, mas toquei na traseira de Savadori na Curva 1 e com isso perdi toda a vantagem que tinha aberto. Quando consegui fechar voltas limpas, já no fim da prova, foi quando retomei uma sensação de normalidade outra vez. Antes disso, tinha perdido a confiança para ultrapassar os adversários nos momentos de frenagem e vinha sofrendo toda a vez que tentava alinhar com eles. Eu estava perdendo porque não conseguia sair das curvas da forma como eu queria. Foi uma disputa estranha ao longo de toda a corrida e estou desapontado por não ter confiança para fazer as ultrapassagens com uma frenagem mais forte. Agora continuaremos trabalhando, pois ainda faltam quatro rodadas para o fim do campeonato”, destacou Sykes.

alt

Na primeira bateria, realizada no sábado (19), o resultado foi um pouco melhor para a Kawasaki Racing Team. Jonathan Rea abriu a disputa em Lausitzring com o segundo lugar e Tom Sykes fechou a dobradinha da KRT no pódio com a terceira colocação. Aliás, o piloto britânico completou 32 anos e comemorou o aniversário com um importante feito. Sykes cravou um novo recorde de volta mais rápida em corrida no circuito alemão com o tempo de 1m36s918. Porém, a sua marca caiu já na segunda bateria, no dia seguinte, quando Chaz Davies fechou 1m36s634.

Com os resultados obtidos na Alemanha, Rea somou 40 pontos e manteve a liderança isolada do Mundial com 381 pontos. Já Sykes segue na segunda posição no ranking geral com 311 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki manteve a dianteira. A marca japonesa soma 415 pontos contra os 359 da Ducati, que vem na segunda posição.

Pelas demais categorias, o melhor desempenho da Kawasaki foi na SuperSport 600. Kenan Sofuoğlu (#1), da Kawasaki Puccetti Racing, faturou a segunda colocação em Lausitzring. Com o resultado, o piloto turco manteve a vice-liderança do campeonato com 120 pontos – agora apenas um ponto atrás do líder no classificatório geral. Pela Superstock 1000, Jeremy Guarnoni, (#11), da Pedercini Racing Kawasaki, fechou a sexta posição e na SuperSport 300, Ana Carrasco (#35), da ETG Racing, foi a piloto mais bem posicionada da Kawasaki com o 13º lugar.

Agora o Mundial de SuperBike se prepara para a sua 10ª rodada, que será realizada no Autódromo Internacional do Algarve, em Portugal, nos dias 15, 16 e 17 de setembro.

 

 

MOTOS NO BRASIL

 

Mesmo sem vitórias na Alemanha, KRT assegura pódio em Lausitzring e mantém liderança do Mundial

alt

    A rodada da Alemanha do Mundial de SuperBike não foi nada fácil para a equipe Kawasaki Racing Team. A escuderia japonesa líder absoluta da temporada 2017 não conseguiu vencer no Circuito de Lausitzring, porém, subiu ao pódio nas duas baterias disputadas neste final de semana. Jonathan Rea (#1) obteve o melhor resultado e encerrou a etapa, neste domingo (20), com uma segunda colocação. Já seu companheiro de equipe, Tom Sykes (#66), enfrentou dificuldades e obteve o quarto lugar.

Acostumado a vencer [faturou nove vitórias em 18 baterias realizadas], o atual campeão, Jonathan Rea, despediu-se da Alemanha sem conseguir cruzar a linha de chegada na frente. O piloto norte-irlandês, que fez o segundo tempo nos classificatórios, largou bem e manteve a ponta por boa parte da prova nesta segunda corrida. Entretanto, não conseguiu impedir a ultrapassagem de Chaz Davies (#7), da Ducati, que assumiu a liderança ainda na metade da prova e segurou a posição até a bandeirada.

“Chaz [Davies] foi realmente sólido na segunda corrida e teve um ritmo muito bom. No começo da prova, quando tive um bom grip, me senti forte sobre a moto, mas, assim que comecei a perder tração, a moto se tornou muito dura. Não tive grandes momentos, mas apenas tentei controlar isso e vi que a diferença para o Marco [Melandri] se ampliava, décimo por décimo, apenas seguindo em frente. Estou satisfeito com os resultados deste fim de semana, já que a moto não funcionou tão bem aqui. Nós saímos de Lausitzring com 40 pontos e estou satisfeito com isso”, comentou Rea.

Já para Tom Sykes (#66), o desfecho em Lausitzring não foi como o esperado. O piloto britânico que buscava sua terceira vitória na temporada encerrou a rodada da Alemanha com a quarta colocação. Com a confiança um pouco abalada devido a um leve toque no início da prova, Sykes demorou para embalar e com isso subir para as primeiras posições. Foi somente na 13ª volta que o piloto de numeral #66 ultrapassou Lorenzo Savadori (#32), da Aprilia, e assumiu a quarta colocação.

“As coisas nessa corrida, definitivamente, não foram como planejadas. Tive um bom começo, mas toquei na traseira de Savadori na Curva 1 e com isso perdi toda a vantagem que tinha aberto. Quando consegui fechar voltas limpas, já no fim da prova, foi quando retomei uma sensação de normalidade outra vez. Antes disso, tinha perdido a confiança para ultrapassar os adversários nos momentos de frenagem e vinha sofrendo toda a vez que tentava alinhar com eles. Eu estava perdendo porque não conseguia sair das curvas da forma como eu queria. Foi uma disputa estranha ao longo de toda a corrida e estou desapontado por não ter confiança para fazer as ultrapassagens com uma frenagem mais forte. Agora continuaremos trabalhando, pois ainda faltam quatro rodadas para o fim do campeonato”, destacou Sykes.

alt

Na primeira bateria, realizada no sábado (19), o resultado foi um pouco melhor para a Kawasaki Racing Team. Jonathan Rea abriu a disputa em Lausitzring com o segundo lugar e Tom Sykes fechou a dobradinha da KRT no pódio com a terceira colocação. Aliás, o piloto britânico completou 32 anos e comemorou o aniversário com um importante feito. Sykes cravou um novo recorde de volta mais rápida em corrida no circuito alemão com o tempo de 1m36s918. Porém, a sua marca caiu já na segunda bateria, no dia seguinte, quando Chaz Davies fechou 1m36s634.

Com os resultados obtidos na Alemanha, Rea somou 40 pontos e manteve a liderança isolada do Mundial com 381 pontos. Já Sykes segue na segunda posição no ranking geral com 311 pontos. Na disputa entre fabricantes, a Kawasaki manteve a dianteira. A marca japonesa soma 415 pontos contra os 359 da Ducati, que vem na segunda posição.

Pelas demais categorias, o melhor desempenho da Kawasaki foi na SuperSport 600. Kenan Sofuoğlu (#1), da Kawasaki Puccetti Racing, faturou a segunda colocação em Lausitzring. Com o resultado, o piloto turco manteve a vice-liderança do campeonato com 120 pontos – agora apenas um ponto atrás do líder no classificatório geral. Pela Superstock 1000, Jeremy Guarnoni, (#11), da Pedercini Racing Kawasaki, fechou a sexta posição e na SuperSport 300, Ana Carrasco (#35), da ETG Racing, foi a piloto mais bem posicionada da Kawasaki com o 13º lugar.

Agora o Mundial de SuperBike se prepara para a sua 10ª rodada, que será realizada no Autódromo Internacional do Algarve, em Portugal, nos dias 15, 16 e 17 de setembro.

 

 

DT SPARE PARTS

 

Gama expandida de produtos adequados para Volvo F/FL/N 10/12/16
DT Spare Parts expande a gama de peças de reposição de caminhões
 
O novo catálogo de peças de reposição da DT Spare Parts contém cerca de 200 novos produtos adequados para Volvo F/FL/N 10/12/16. Cerca de 2 400 produtos próprios no catálogo substituem mais de 4 600 números de referência. No total, a gama da marca DT Spare Parts já abrange atualmente mais de 27 000 peças de reposição para caminhões.
 
Em adição à gama de produtos adequada para Volvo F/FL/N 10/12/16, a DT Spare Parts também dispõe
de peças de reposição dentro do setor de tratores adequadas para Volvo FH/FM/FMX/NH
9/10/11/12/13/16. Além disso, peças de reposição adequadas para Volvo Bus B 10/12 com motor TD/THD
e adequadas para Volvo Bus B 9/11/12/13 com motor D/DH também podem ser encomendadas da DT Spare Parts. No total, a DT Spare Parts oferece mais de 7 000 peças de reposição adequadas para a
marca automotiva Volvo.
 
A gama de produtos da DT Spare Parts é continuamente expandida, de acordo com o princípio “tudo de
uma só marca”.A gama inclui kits especiais de reparo, que contém todas as peças necessárias para um
determinado reparo sob um número de conjunto de peças. Uma característica especial da marca de
produtos DT Spare Parts é a garantia de 24 meses para clientes de oficinas em toda a gama da marca.
 

 

NOVO PORSCHE CAYENNE ?

NOVO PORSCHE CAYENNE

 

A Porsche prepara um restyling para o  Cayenne, cujas imagens ilustram os diferentes testes que foi alvo em difrentes continentes perante sia253 Copya254 Copya255 Copya256 Copya258 Copya259 Copytuações adversas como a areia e as temperaturas altas, e o gelo com temperaturas negativas.

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

Rali da Alemanha (17-20 agosto 2017) – Debriefing

 CITROËN ALCANÇOU OS SEUS OBJETIVOS NA ALEMANHA

Um lugar no pódio final para Andreas Mikklsen/Anders Jæger e um segundo C3 WRC entre os cinco primeiros graças ao empenho de Craig Breen/Scott Martin: na Alemanha, a Citroën Total Abu Dhabi WRT alcançou os objetivos delineados por Yves Matton antes da partida.
O RALI EM RESUMO
O Rali da Alemanha arrancou ao fim da tarde de quinta-feira com uma Super Especial disputada nas ruas de Saarbruckën. Num trajeto pouco apropriado para a largura dos carros do WRC, Kris Meeke foi a maior “baixa” da noite. O piloto da Irlanda do Norte foi forçado a parar após bater num muro de cimento e danificar a direção. Meeke conseguiu alinhar no dia seguinte em Rali2, mas com uma penalização de 10 minutos. 
A Etapa de abertura de sexta-feira foi maioritariamente disputada em estradas acidentadas e sinuosas ao longo dos vinhedos de Mosel. Apesar de posicinado bem para trás na ordem de partida, Andreas Mikkelsen juntou-se imediatamente no grupo que disputava a liderança. O norueguês Craig Breen consegiu mesmo o melhor tempo na ES4, o que o colocou no comando do rali.
Os chuveiros dispersos que caíram durante a manhã transformaram-se em chuva forte quando as equipavas estavam já a enfrentar as segundas passagens pelas Especiais. Apesar de utilizar os pneus Michelin Pilot Sport Full Weather, Andreas Mikkelsen não conseguiu resistir aos ataques de Tänak, que passou para o primeiro lugar após a ES7. No final do dia, os dois primeiros classificados estavam separados por apenas 7,5s.
Esforçando-se para se sentir confiante num rali com qual está pouco familiarizado, Craig Breen efetou alguns pequenos erros durante o rali. No final da Etapa de abertura, o irlandês esteava em sétimo lugar, atrás de Neuville, Ogier, Evans e Hänninen.
No Sábado, as equipas cumpriram as Especiais delineadas na base militar de Baumholder. Na primeira passagem pela famosa Especial de Panzerplatte, Mikkelsen perdeu terreno para Tänak devido a uma escolha de pneus demasiado conservadora. De seguida, Andreas cometeu alguns pequenos erros que permitiram a Sébastien Ogier aproximar-se e diminuir a vantagem do jovem norueguês!
Depois disto, o piloto do C3 WRC deu o seu máximo na segunda passagem por Panzerplatte, rubricando o segundo melhor tempo e, desse modo, manter a pressão sobre Tänak e distanciar-se um pouco mais de Ogier...
Na sexta-feira, as coisa correram melhor a Craig Breen, principalmente na segunda passagem, em que contou com uma escolha de pneus mais consistente. Devido a uma série de incidentes de prova, Breen chegou ao sexto lugar, a menos de 20 segundos de Evans e Hänninen.
 
 

Em contrapartida, as coisas complicaram-se para Kris Meek, que terminou a sua particiapão no rali após a ES14. Numa altura em que começava a aproximar-se do andamento dos pilotos da frente, o britânico foi obrigado a abandonar devido a um problema mecânico nos acessórios do motor. 
No domingo, havia apenas quatro curtas Especiais para determinar as posições finais. Sempre a dar o seu máximo, Mikkelsen afastou-se definitavamente de Ogier... e aproximou-se ligeiramente mais de Tänak. Porém, não houve mais alterações na classificação até final do rali, o que significou que o C3 WRC nº9 tinha garantido o segundo lugar.
Entretanto, Craig Breen protagonizou um forte ataque final, aproximando-se rapidamente de Elfyn Evans.Na Power Stage, Breen consegui passar à frente do seu rival e, assim, aumentar a sua coleção de quintos lugares! 
 
PERGUNTAS A YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING
Os objetivos que tinha definido para a Alemanha foram alcançados? "Antes do início do rali, pedi aos pilotos para se esforçarem até a um nível que lhes permitisse estar envolvidos na luta pela liderança. Claro que foi necessário correr alguns riscos, dada as previsões meteorológicas e o fato de os nossos pilotos estarem posicionados relativamente para trás na ordem de partida para a primeira Etapa. Implicitamente, tínhamos como objetivo um lugar no pódio e um lugar entre os cinco primeiros para o segundo carro. Portanto, a minha resposta é sim, o resultado corresponde totalmente às nossas expetativas.”
 
Commo avalia o desempenho de Andreas Mikkelsen no seu terceiro rali ao volante do C3 WRC? "Durante os testes que antecederam o rali, o Andreas estava muito entusiasmado com o potencial do carro em alcatrão. Apesar da sua falta de experiência com o C3 WRC neste tipo de piso, ele colocou-se rapidamente entre os pilotos da frente, logo no íncio do rali. Tal como lhe tínhamos pedido, o Andreas conseguiu esforçar-se até ao nível certo, de forma a andar depressa. Fico também satisfeito por ele ter, finalmente, dominado a Especial de Panzerplatte. Ele estava um pouco nervoso com esta Especial, mas conseguimos incutir-lhe mais confiança graças à experiência que a Citroën Racing tem deste rali. Estou radiante pelo fato de a conserva ter resultado para ambos os lados.” 
 
O Craig Breen parece ter-se especializado em terminar em quinto lugar. Está satisfeito com isso? "Depois de um temporada prometedora em 2016, o Craig confirmou que merece o seu lugar entre a elite mundial dos ralis. Esta sequência de seis quintos lugares mostra a capacidade que ele tem para gerir as provas do princípio ao fim. Este fim-de-semana, o Craig disputou apenas o seu terceiro Rali da Alemanha. A sua falta de experiência, combinada com a instabilidade meteorológica, levaram-no a cometer alguns erros logo nas primeiras Especiais. Mas ele manteve-se longe de quaisquer problemas sérios e avançou para um belo quinto lugar, o que nos ajudou a concretizar os nossos objetivos para o fim-de-semana.”  
 
 
 
 
a260 Copy 
Quanto a Kris Meeke, teve um fim-de-semana mais difícil... “Antes do rali ter propriamante começado, o Kris já estava com uma penalização de 10 minutos devido a algo que ele próprio disse ser um erro estúpido. Devo dizer que também sou da opinião de que este traçado era totalmente impróprio para os carros do WRC de 2017! Depois de um começo desanimador, compreendo que era difiícil para ele encontrar a motivação necessária para chegar ao andamento dos pilotos da frente. A Etapa de sexta-feira era difícil, mas, no Sábado, ele foi rápido nas Especiais de Baumholder. Infelizmente, o seu rali acabou prematuramente devido a um problema mecânico, e acabámos por retirar o carro da prova porque não queríamos arriscar danificar o motor. Isso também permitiu ao Paul Nagle ir mais cedo para casa, ao encontro do seu filho, que nasceu no Sábado.”
 
Nas zonas de assistência, circulam rumores acerca de potenciais transferências de pilotos para 2018. Qual é a sua posição acerca disto? “Acho que toda a gente sabe que o próximo mês deverá ser um período muito ativo no que respeita às transferências de pilotos. O mesmo acontece com o desenvolvimento do carro, por isso a prioridade é prepararmo-nos para 2018. Temos agora um intervalo no calendário do WRC, portanto vamos utilizar o mês de Setembro para desenharmos a nossa estratégia. Ao fazermos isso, iremos falar com os pilotos que nos possam ajudar a alcançar os nossos objetivos. Por enquanto, nada foi decidido.”

 

GALERIA DE IMAGENS - CIRCUITO DE PORTIMÃO

GALERIA DE IMAGENS

 

CIRCUITO DE PORTIMÃO

 

Mais uma série de imagens da prova da Legend´s Cup.

 

Fotos de JoFOX 2044_CopyFOX 2045_CopyFOX 2047_CopyFOX 2048_CopyFOX 2049_CopyFOX 2052_CopyFOX 2054_CopyFOX 2055_CopyFOX 2058_CopyFOX 2060_CopyFOX 2062_CopyFOX 2065_CopyFOX 2066_CopyFOX 2068_CopyFOX 2069_CopyFOX 2070_CopyFOX 2071_CopyFOX 2074_CopyFOX 2075_CopyFOX 2077_Copyão Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

EXTREME SAILING - INGLATERRA

 

Bigger racecourse and spectacular racing in prospect as the Extreme Sailing Series™ returns to Cardiff

The Extreme Sailing Series™ will bring its unique high-octane stadium-style sailing to Cardiff Bay for the sixth consecutive year from 25 – 28 August, for the sixth Act of the 2017 season.

The international fleet of seven GC32s will include British-flagged wildcard entry Team Extreme Wales, skippered by two-time British Olympian Stevie Morrison.

The ultimate Stadium Racing championship will headline the Cardiff Harbour Festival over the August Bank Holiday, with the free-entry Fan Zone, located next to the Norwegian Church, offering the perfect place to catch a glimpse of the thrilling racing.

The racecourse will be set metres from the shore and Race Director John Craig predicts plenty of foiling action from the world-class crews, with a forecast offering good winds through the weekend.

“We have increased the size of the race area to allow us to give the boats more room to stretch their legs. Cardiff is known for its sea breeze so we’re expecting some great sailing and foiling,” explained Craig. 

Current season leader Oman Air, who won at the UK venue last season, will return to the Welsh capital spurred on by its recent victories in the two previous Acts in Barcelona and Hamburg. But skipper Phil Robertson, whose team includes Series veteran Brit Pete Greenhalgh, is taking nothing for granted.

“We’ve got to turn up and work hard again. Cardiff is a very unique venue, probably with a lot of reaching and potentially a lot of breeze, so you have to set the boat up for that,” Robertson said.

Hot on the heels of the Omani syndicate, and tied on points, is SAP Extreme Sailing Team, helmed by former World Match Racing Tour champion and America’s Cup sailor Adam Minoprio.

 

alt
alt
alt
alt
alt
VIDEO: The next stop on the eight-Act global tour is Cardiff, where the Extreme Sailing Series™ will headline the Cardiff Harbour Festival.
2017 Extreme Sailing Series™ Act 6, Cardiff: How to follow
VIDEO: Find out how to follow the sixth Act of the 2017 Extreme Sailing Series™.
2017 Extreme Sailing Series™ overall standings
alt
2017 Flying Phantom Series overall standings
alt

 

BAIÃO RALLY TEAM

 

Baião Rallye Team e Vítor Pascoal em bom plano na Ilha de Santa Maria

 

a274 Copya275 Copya276 Copy
A Baião Rallye Team continua na sua ‘senda’ em alta, com mais uma excelente prestação desta feita na ilha de Santa Maria nos Açores, onde Vítor Pascoal e Pedro Alves foram uma das boas surpresas na edição de 2017 do Rallye de Santa Maria Além Mar.
Na prova em piso de asfalto, o Porsche 997 Gt3 não passou despercebido e foi um dos focos de atenção deste carismático Rallye que contou como vem sendo habitual com muito público ao longo de toda a prova.
Desportivamente a dupla esteve em excelente plano rodando sempre muito perto do top 3 nas difíceis especiais de asfalto da ilha, pouco favoráveis à máquina da marca alemã! Sem pressões quanto a resultados, Vítor Pascoal e Pedro Alves aproveitaram a prova para dar o máximo de espectáculo, dando o seu melhor a cada especial, acabando por ascenderem a um merecido 3º lugar final da geral nesta 5ª prova do Campeonato de Ralis dos Açores.
Como refere o piloto do Porsche, “a nossa deslocação e participação no Santa Maria foi bastante produtiva! Fomos recebidos de uma forma fantástica, o público vibra e dá uma grande importância a este evento, fomos apoiados de uma forma enérgica ao longo de todo rali, sendo que o nosso Porsche foi também uma grande mais valia e foco de interesse para este grande espectáculo e festa que fazem ao longo dos 2 dias de prova. A organização faz um trabalho de grande qualidade, consegue montar um excelente rali, onde desde já deixo os meus parabéns e mérito pelo profissionalismo com o qual organizam este rali. 
Mesmo sem pressões quanto a resultados, saímos daqui com um excelente 3º lugar final, foi mais um excelente teste e acumular de kms com o 997 e agora vamos nos centrar já na nossa próxima prova do Campeonato Nacional de Ralis Gt, onde estamos na liderança do campeonato e a um pequeno passo de conquistar o título absoluto, onde é essencial fazer um bom trabalho de casa e estar o máximo focados para tudo correr em pleno! 
Fica mais um agradecimento a toda a minha equipa técnica, pelo excelente trabalho que tem conseguido esta época, assim como a todos os nossos parceiros no projecto por todo apoio e envolvência em cada prova”.
A próxima prova será o Rali Viana do Castelo a 8 e 9 de Setembro, prova da responsabilidade do Clube Automóvel de Santo Tirso.

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Jorge Martelli (GP) e Raphael Campos (PRO) vencem primeira corrida da quinta etapa

Início da prova atrasa em pouco mais de uma hora por causa do mau tempo. Corrida final da etapa, programada para o meio dia, também deve ter a largada postergada

  Jorge Martelli, que faz dupla com Kau Machado na categoria GP, e Raphael Campos, pela PRO, foram os vencedores na primeira corrida da quinta etapa da Sprint Race 2017 (#SetUpFree), que aconteceu neste domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba, na região metropolitana da capital paranaense. O carro #87 dominou a corrida de ponta a ponta e terminou as 13 voltas do circuito em 26min21seg655. Raphael, do carro #13, chegou em segundo na geral, a 18seg527 do líder. A corrida começou com atraso em função do clima ruim e chuvoso. Os carros da Sprint devem voltar para pista para a segunda corrida por volta de 13 horas, mas a largada poderá ser postergada devido ao mau tempo.

“Correr na chuva é sempre um risco muito grande, ainda mais aqui em Curitiba. Neste final de semana choveu mais que o normal. E o Sprint, por ser um carro muito baixo, aquaplana facilmente. Mesmo assim, procurei fazer uma corrida consciente. Não perdi a liderança em nenhum momento e consegui me distanciar do pelotão, fazendo o traçado da pista como eu acho que é correto. Não precisei segurar ninguém e, dessa forma, consegui distanciar mais de 18 segundos do carro que vinha atrás. Para mim, este resultado é sensacional, e quero agradecer a todos os amigos e a meu pai que veio prestigiar a corrida. Agora, é levar mais um caneco pra casa”, comemora o catarinense Jorge Martelli.

Raphael Campos revela ter feito uma corrida mais cautelosa. “Foi uma corrida muito boa. Na maior parte da corrida, o Vinícius vinha em primeiro e o Túrmina, em segundo. Eu, que estava logo atrás, não quis forçar a ultrapassagem, para não me prejudicar no campeonato. A duas voltas do final, o Vinícius teve um problema, e, na última volta, o Túrmina errou uma das manobras e, nessa oportunidade, passei por ele e conquistei a vitória”, conta o vencedor da categoria PRO. “Na segunda corrida, vamos largar em penúltimo. Minha estratégia será ir pra cima, manter a calma que tivemos na primeira corrida e repetir mais um pódio. Meu foco é pontuar no campeonato e manter uma boa colocação”, afirma.

A quinta etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados -  no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom.

Confira o resultado do primeiro treino oficial da quinta etapa (#SetUpFree):


1) #87 – Jorge Martelli/Kau Machado (GP), 26min21seg655

2) #13 – Raphael Campos (PRO), à 18seg527

3) #27 – Luiz Turmina (PRO), à 19seg324

4) #7 – Vinicius Margiota (PRO), à 20seg256

5) #111 – Erik Mayrink (PRO), à 25seg988

6) #17 –  Berlanda Jr (PRO), à 26seg385

7) #58 – Joao Rosate (PRO), à 27seg799

8) #12 – Claudio Buschmann (GP), à 37seg437

9) #82 – Gerson Campos/Cassio Cortez (GP), à 57seg490

10) #20 – Jorge Garcia (GP), à 58seg293

11) #55 – Caê Coelho/ F. Brecailo (GP), à 1min09seg598

12) #213 – Nuno Pagliato (GP), à 1 Volta

13) #22 – Gabriel Lusquinos (PRO), à 8 voltas

Melhor volta: Berlanda Júnior (17) #, 1min49seg782, 12ª volta


Fonte: www.cronoelo.com.br

Confira a programação da quinta etapa da Sprint Race 2017

 

Domingo, 20 de agosto

Corrida 2

12h00 - Alinhamento dos carros

12h50 - Placa de 5 minutos

12h55 - Saída para volta de aquecimento + 23 min + 1 volta      

13h25 - Pódio

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 5 - 20/08 - Curitiba (PR) - AIC - #SetUpFree

Etapa 6 - 24/09 - Mogi Guaçu (SP) -Velo Città

Etapa 7 - 04/11 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

Mais informações: www.sprintrace.com.br

Siga-nos também nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/SprintRaceBrasil

Twitter: @Sprint Race

Youtube: youtube.com/sprintracebrasil

Instagram: instagram.com/sprintracebrasil

 

A segunda corrida da quinta etapa será às 12h55 (Lisandro Garcia/Sigcom)

A segunda corrida da quinta etapa será às 12h55 (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

O spray causado pela passagem dos carros (Lisandro Garcia/Sigcom)

O spray causado pela passagem dos carros (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Largada da corrida 1 da quinta etapa com muita chuva (Lisandro Garcia/Sigcom)

Largada da corrida 1 da quinta etapa com muita chuva (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Luiz Túrmina #27 garantiu a segunda posição na corrida 1 (Lisandro Garcia/Sigcom)

Luiz Túrmina #27 garantiu a segunda posição na corrida 1 (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Raphael Campos #13 conquista mais uma vitória na PRO (Lisandro Garcia/Sigcom)

Raphael Campos #13 conquista mais uma vitória na PRO (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Claudio Buschmann #12 é o segundo colocado na GP (Lisandro Garcia/Sigcom)

Claudio Buschmann #12 é o segundo colocado na GP (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Jorge Martelli (#87) vence a primeira corrida na geral e na GP (Lisandro Garcia/Sigcom)

Jorge Martelli (#87) vence a primeira corrida na geral e na GP (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

 

EIS O NOVO BMW M 5

EIS O NOVO BMW M 5

 

LIndo, são as palavras empregues para o novo BMW M 5.a260 Copya261 Copya262 Copya264 Copya264 Copya265 Copya266 Copya267 Copya268 Copya269 Copya270 Copya270 Copya271 Copya272 Copya273 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

O 25º Rally dos Sertões teve início com grau máximo de dificuldade neste domingo (20). Atual tetracampeã dos UTVs, a Can-Am saiu na frente e dominou as seis primeiras posições da categoria com os veículos Maverick X3. O piloto Deni do Nascimento e o navegador Emilio Rockenbach venceram, seguidos por Enrico Amarante e Fábio Pedroso, de acordo com os resultados extra-oficiais. A etapa de abertura foi realizada entre Goiânia e Goianésia, Goiás, e somou 680 quilômetros – 306 deles de trechos cronometrados (especiais).

O trajeto foi marcado por terreno acidentado, estradas de alta e de médias velocidades, travessias de rios e muita pedra. Dos 34 UTVs inscritos, 26 completaram o roteiro, como o goiano Amarante. “O dia foi bom para acelerar e o Maverick X3 esteve fantástico, chegou inteiro no final”, avaliou o piloto. Atual campeão nacional, ele ainda somou pontos importantes para a disputa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, já que o Sertões é válido pelas quatro etapas finais do calendário.

Os competidores precisaram de muita garra para terminar o dia, principalmente os que tiveram problemas pelo caminho. Após uma hora e meia parados por conta de uma roda importada dos Estados Unidos, Rodrigo Varela e Idali Bosse ficaram na 21ª posição. “Foi o resultado de um parafuso solto no meio da especial. Perdemos muito tempo, apesar de termos tido ótimos momentos no dia por conta do desempenho do Maverick X3, sempre rápido, forte e com ótimo conjunto”, garantiu Varela.

Nesta segunda-feira (21), a segunda etapa do Rally dos Sertões será disputada em formato Maratona, o qual não permite apoio mecânico externo no final do dia. O percurso terá destino a Santa Terezinha de Goiás-GO, com 326 quilômetros (248 de especiais). O maior rali do país inclui categorias para quadriciclos, motocicletas e carros. A chegada está marcada para o dia 26 de agosto em Bonito (MS).

Resultados (extra-oficiais) - 25º Rally dos Sertões
UTVs – 1ª Etapa
1° - Deni do Nascimento/Emilio Rockenbach - 4:42:28.87 – Can-Am Maverick X3
2° - Enrico Almeida/Fabio Pedroso - 4:48:44.89 – Can-Am Maverick X3
3° - Marcelo Gastaldi/Cláudio Silveira - 4:49:18.22 – Can-Am Maverick X3
4° - Edu Piano/Solon Mendes - 4:52:41.94 – Can-Am Maverick X3
5° - Bruno Varela/João Arena - 4:55:50.30 – Can-Am Maverick X3
6° - Lucas Barroso/Breno Rezende - 4:56:37.06 – Can-Am Maverick X3

7° - Henrique Gutierrez/Andre Lucas Munhoz - 5:02:26.44
8° - Zeca Sawaya/Marcelo Haseyama - 5:02:40.98 – Can-Am Maverick X3
9° - Ismar Júnior/Andre Galvão de Sá - 5:08:45.22 – Can-Am Maverick X3
10° - Euclides Júnior/Marcos Panstein - 5:15:52.24 – Can-Am Maverick X3

Programação* – 25º Rally dos Sertões
2ª Etapa – 21/8 (Segunda-feira)
Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO) – ETAPA MARATONA
DI (Deslocamento inicial) – 78 km
TE (Trecho especial cronometrado) – 248 km
DF (Deslocamento final) – 0 km
Total do dia: 326 km

3ª Etapa – 22/8 (Terça-feira)
Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)
DI – 0 km
TE – 297,06km
DF – 9 km
Total do dia: 306,06 km

4ª Etapa – 23/8 (Quarta-feira)
Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)
DI – 102,4 km
TE – 273,20 km
DF – 95,68 km
Total do dia: 471,28 km

5ª Etapa – 24/8 (Quinta-feira)
Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)
DI – 13,85 km
TE – 438,86 km
DF – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

6ª Etapa – 25/8 (Sexta-feira)
Coxim (MS) – Aquidauana (MS)
DI – 59,82 km
TE – 194,91 km
DF – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

7ª Etapa – 26/8 (sábado)
Aquidauana (MS) – Bonito (MS)
DI – 128,62 km
TE – 240,45 km
DF – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3.300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações. 

Sobre a BRP - A BRP (TSX: DOO) é líder global no design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e marketing de veículos powersports e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, as motos aquáticas Sea-Doo, os veículos off-road e roadsters Spyder da Can-Am e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como os motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário. Com renda anual de CA$ 4,2 bilhões em mais de 100 países, a empresa conta com aproximadamente 8.700 colaboradores em todo o mundo.

www.brp.com
@BRPNews


Deni do Nascimento/Emilio Rockenbach na etapa de abertura do Rally dos Sert�es 2017
Cr�dito: Marcelo Machado/DFotos

Enrico Amarante/F�bio Pedroso na etapa de abertura do Rally dos Sert�es 2017
Cr�dito: Victor Eleut�rio/DFotos

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Sertões 2017: Wellington Costa e Rafael Arena ficam em terceiro no prólogo na Super Production

A L200 Triton ER da dupla novata da Top Rally Team participou do primeiro desafio da prova realizada na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO)

 Wellington Costa e Rafael Arena, a dupla novata da Top Rally Team começou muito bem sua primeira experiência juntos numa edição do Rally dos Sertões. Alcançando a expectativa da equipe, a Mitsubishi L200 Triton ER #353 fechou a pista de aproximadamente seis quilômetros, montada para o prólogo da 25ª edição da competição, na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO), aos 4min45seg91. O resultado conquistado levou a dupla à terceira colocação entre os carros da Super Production.

Para o fluminense Wellington Costa, que aos 44 anos faz sua estreia nos Sertões, controlar a calma durante a prova foi determinante para o resultado da dupla. “Conseguimos manter o planejamento, ou seja, ficar em terceiro na categoria. Só teve um momento que foi um pouco atrapalhado, em que encostamos no carro da frente sob poeira e teve que pedir passagem. No final da corrida, também tivemos um problema com um dos sensores, que estava mandando informação errada, mas não prejudicou nosso desempenho. Nos mantivemos dentro das expectativas e, amanhã, queremos brigar e estar entre os três primeiros”, aposta.

O trajeto deste domingo exigirá muita técnica da dupla novata da Top Rally Team. Wellington Costa e Rafael Arena enfrentarão um trajeto extremamente exigente entre Goiânia e Goianésia, o mais longo da competição. O trecho cronometrado de 306,82 quilômetros inclui vários tipos de terrenos, estradas de alta e média velocidade, pedras, trial, travessia de oito rios e áreas agrícolas. Ao todo, somando deslocamento inicial e final, incluindo a especial, a viagem até o destino do primeiro trecho do Rally dos Sertões 2017, tem pouco mais de 680 quilômetros.

Wellington Costa e Rafael Arena são patrocinados por W Costa Construtora e Lar Shopping Materiais de Construção.

Resultado do prólogo – Carros SuperProduction:

1° - #359 Leandro Fracassi/ Eduardo E Costa, 4min38seg82

2° - #357 Marcelo Chaves/ Dalmo Bergantin, 4min40seg98

3° - #353 Wellington Costa/ Rafael Arena 4min45seg91

4° - #350 Bartolomeu Nunes/ Marco Túlio Lana, 4min47seg76

5° - #320 Cristiano Rocha/ Anderson Brandão, 4min48seg06

6° - #355 Antonio M Teixeira/ Maitê Teixeira, 4min48seg62

7° - #358 Fernando Oliveira/ Alexandre Carvalho, 4min53seg15

8° - #318 Daltro Maronezi/ Luciani Maronezi, 4min58seg85

9° - #360 Mario Neto/ Artemio Neto, 5min01seg50

10° - #319 Helena Soares/ Josi Koerich, 5min07seg85

11° - #354 Stefan Rohr/ Adeilton (tomtom), 5min57seg55

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

20/08/2017 - 1ª Etapa

Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 240 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 152 km

Total do dia – 702 km

21/08/2017 - 2ª Etapa

Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 116 km

Especial (trecho cronometrado) – 245 km

Deslocamento final – 0 km

Total do dia – 361 km

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km

Especial (trecho cronometrado) – 297 km

Deslocamento final – 8 km

Total do dia – 305 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 104 km

Especial (trecho cronometrado) – 263 km

Deslocamento final – 96 km

Total do dia – 463 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13 km

Especial (trecho cronometrado) – 430 km

Deslocamento final – 210 km

Total do dia – 653 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 61 km

Especial (trecho cronometrado) – 194 km

Deslocamento final – 173 km

Total do dia – 428 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 2 km

Total do dia – 432 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.344 km

Especiais (trechos cronometrados) – 2.049 km (61%)

Cerimônia de Premiação

 

O piloto Wellington Costa fará estreia no Rally dos Sertões (Marcelo Machado/Fotop)

O piloto Wellington Costa fará estreia no Rally dos Sertões (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Wellington Costa e Rafael Arena (Marcelo Machado/Fotop)

Wellington Costa e Rafael Arena (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Largada do prólogo realizada neste sábado (19) (Luciano Santos/Sigcom)

Largada do prólogo realizada neste sábado (19) (Luciano Santos/Sigcom)
Alta  | Web

Equipe Top Rally Team (Marcelo Machado/Fotop)

Equipe Top Rally Team (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

GALERIA DE IMAGENS - CIRCUITO DE PORTIMÃO

GALERIA DE IMAGENS

 

CIRCUITO DE PORTIMÃO

 

Grupo de imagens da prova da Legend´s Cup disputada em POrtimão.

 

Fotos de JoFOX 1998_Copy_CopyFOX 2000_Copy_CopyFOX 2001_Copy_CopyFOX 2003_Copy_CopyFOX 2005_Copy_CopyFOX 2006_Copy_CopyFOX 2009_Copy_CopyFOX 2010_Copy_CopyFOX 2011_Copy_CopyFOX 2013_Copy_CopyFOX 2016_Copy_CopyFOX 2019_Copy_CopyFOX 2020_CopyFOX 2021_CopyFOX 2023_CopyFOX 2026_CopyFOX 2029_CopyFOX 2030_CopyFOX 2031_CopyFOX 2032_CopyFOX 2033_CopyFOX 2034_CopyFOX 2037_CopyFOX 2040_CopyFOX 2041_CopyFOX 2043_CopyFOX 2044_Copyão Raposo Photography - www. velocidadeonline.com

 

LEXUS DESIGN AWARD

 

DESIGNERS E ARQUITETOS DE PRESTÍGIO AVALIAM E ORIENTAM CANDIDATOS AO LEXUS DESIGN AWARD 2018

Os júris e mentores para o Lexus Design Award 2018 acabam de ser anunciados. Agora na sua sexta edição, este prestigiado concurso internacional visa descobrir e fomentar uma nova geração de talentos. O evento atrai milhares de criativos de todo o mundo e inspira-os a desafiar paradigmas comuns com ideias e design não convencionais que permitam melhorar o nosso mundo. Doze finalistas vencedores selecionados por um painel de júris de elite do design criativo terão os seus projetos expostos na Semana de Design de Milão 2018. Uma experiência de uma vida espera quarto destes finalistas, que vão ser orientados por alguns dos melhores designers e arquitetos. Vão receber também apoio financeiro (até 3 milhões de JPY ou aproximadamente $25,000) para dar vida aos seus projetos.
As candidaturas para o Lexus Design Awards 2018 estão a decorrer até dia 8 de outubro. Os 12 finalistas serão anunciados em janeiro 2018 e vencedor do grande prémio será revelado durante a semana de Design de Milão – 16 de abril de 2018.
 
 
NOVOS JÚRIS EM 2018
É com entusiasmo que a Lexus anuncia o novo júri para o concurso de 2018, Shigeru Ban. Conhecido pelo uso engenhoso de materiais leves, fora do comum e que respeitam o meio ambiente – em particular o papel e o bambu – Shigeru está a dar uma nova perspetiva à arquitetura.
De regresso ao painel de jurados dos LDA estão também vários líderes inovadores de todo o globo. Paola Antonelli é curadora no Museu de Arte Moderna (MoMA). Birgit Lohmann é editora chefe de designboom e trabalhou como designer e desenvolvimento de produto com vários arquitetos italianos e designers mestre. Alice Rawsthorn escreve sobre design no New York Times e na Frieze. Yoshihiro Sawa, presidente da Lexus Internacional, começou a sua carreira na indústria automóvel trabalhando na produção e em design.
 
 
CRIATIVOS DE RENOME SERÃO OS MENTORES DOS FINALISTAS
Os quatro finalistas vão desfrutar de uma experiência que lhes permitirá aprender enquanto trabalham com pioneiros e criadores bem conhecidos em diversas áreas desafiantes. Um dos mais conhecidos arquitetos japoneses atualmente, Sou Fujimoto, cria estruturas futuristas incorporando elementos naturais e arquitetónicos. A dupla de designers italianas, Andrea Trimarchi e Simone Farresin, lideram o “Studio Formafantasma” localizado em Amesterdão. O seu trabalho tem sido apresentado e divulgado internacionalmente em museus como o MoMA, em Nova Iorque, e no Victoria & Albert, de Londres e lecionam design em diversas universidades e instituições europeias.
 
A designer de iluminação contemporânea Lindsey Adelman ganhou notoriedade com os seus projetos de candelabros ramificados e agora lidera uma equipa de designers, artistas que trabalham o vidro e artesãos nos seus estúdios em Nova Iorque e Los Angeles. A designer e diretora de arte, com base em Nova Iorque, Jessica Walsh foi premiada pela maioria das competições e distinguida pela revista Forbes no top 30 com menos de 30 anos dos principais criativos que projetam o futuro.

a251 Copy
 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

BELGIAN GRAND PRIX PREVIEW Round 12 of 20 Spa-Francorchamps, 25-27 August 2017

  a250 Copy– Pirelli will bring the P Zero Purple ultrasoft tyres for the first time to Spa-Francorchamps, together with the P Zero Red supersoft and P Zero Yellow soft. These are the three softest tyres in the range, selected together for the sixth time so far this year. But one famous variable in Spa is the weather, so there’s also a strong chance of seeing the Cinturato Green intermediate or Cinturato Blue full wet at some point during the weekend. Spa is a favourite of nearly all the drivers, incorporating classic corners such as Eau Rouge and Pouhon that make it a real rollercoaster ride, as well as a true test of bravery.
 
THE THREE NOMINATED COMPOUNDS
  
 
THE CIRCUIT FROM A TYRE POINT OF VIEW
 
 
 Longest circuit of the year at 7.004 kilometres.  Geographical layout means it can be raining on one part of the track but dry on another.  Elevation changes and compressions generate forces on tyres from all directions.  Compromise set-up needed to provide downforce in corners but not too much drag.  High speeds and big corners place significant energy loads through the tyres.  Overtaking is very possible at Spa, opening the door to a variety of different strategies.  The teams have nominated all three available compounds in their choices rather than concentrating on the softer tyres.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “Pirelli was racing at Spa for the 24 Hours last month, which showcased everything this circuit is famous for: changeable weather, unpredictable competition, and heavy demands on the tyres. Now that we are bringing the ultrasoft tyre there for Formula 1, we would expect those demands to increase further with the latest generation of cars: two stops would appear to be a likely strategy but we will know more after the first free practice sessions. Working out the optimal race strategy is especially tricky at Spa as it
 
 
 
 
has to be flexible: the possibility of rain, safety cars, or even a red flag – as we saw last year – means that teams often have to react to changing circumstances rather than follow a fixed plan”.
 
WHAT’S NEW?     The ultrasoft has never been seen in Belgium before, representing a more aggressive choice.  Not much has happened in Formula 1 with the compulsory two-week factory shutdown. The last Pirelli 2018 tyre test concluded on August 4 with Ferrari in Barcelona, and it does not resume again until September 7-8 at Paul Ricard with Mercedes.  Three lucky winners of a Pirelli competition for children aged 8-11 spent a week at Fernando Alonso’s karting school in Asturias recently, learning the principles of safe driving and race craft through a course designed by Alonso himself.  At the same time as the Belgian Grand Prix, Pirelli’s European Rally Championship stars will be competing on a different type of asphalt at the Barum Czech Rally Zlin.
 
CIRCUIT DE SPA-FRANCORCHAMPS MINIMUM STARTING PRESSURES (SLICKS)
 
 
23.5 psi (front) – 21.5 psi (rear)
 
EOS  CAMBER LIMIT
 
 
-2.75° (front) | -1.50° (rear)
 

 
 
 
 

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Rally dos Sertões 2017: Rafael Cassol e Lélio Júnior vão largar bem colocados na primeira etapa

Dupla bicampeã do segundo maior rali do mundo e maior do país, terão largada programada neste domingo às 11h59

 A dupla goiana Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior, da equipe ACL Rally, vão largar na segunda colocação na primeira etapa do Rally dos Sertões, neste domingo (20). Apenas cinco segundos os distanciaram do primeiro lugar do prólogo da categoria Protótipos-T1.

Foi dada a largada do Rally dos Sertões, edição especial de 25 anos. A tomada de tempo ocorreu na manhã deste sábado (10h30), partindo do Autódromo Internacional de Goiânia para um percurso de seis quilômetros em piso de terra, na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo. “O prólogo foi em pista bem rápida, bem traiçoeira, mas fomos conservadores pra não ter problemas, e o resultado nos deixa numa posição relativamente confortável para poder começar. Era o que esperávamos”, diz o navegador Lélio Vieira Carneiro Junior. O navegador também comenta sobre o motor V8, do protótipo preparado pela MEM Motorsports, ele diz que o carro se comporta muito bem e destaca a potência e velocidade dele.

A largada da primeira etapa será neste domingo (20). Serão cerca de 680 quilômetros, de Goiânia a Goianésia (GO). Dessa quilometragem, 306 são de trechos cronometrados. A prova começa com uma Especial (trecho cronometrado) extremamente exigente. Com vários tipos de terrenos. Estradas de alta e média velocidade, muita pedra, trechos de trial, travessias de oito rios e áreas agrícolas.

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior são patrocinados por Riocal, Fralle, Happy Serviços Financeiros e CBDI.

Resultado do prólogo Categoria Protótipos-T1

1° - #327 Jorge Junior /Joel Kravtchenko, 3min53seg85

2° - #325 Rafael Cassol / Lélio Vieira Carneiro Júnior, 3min58seg92

3° - #310 Luiz Facco/ Humberto – Piaui, 4min03seg63

4° - #326 Pedro Prado Filho/ Joaquim Filho, 4min04seg74

5° - #322 Michel Terpins/ Maykel Neder Justo, 4min06seg15

6° - #348 Gunter Hinkelmann/ Vinicius Castro, 4min13seg32

7° - #305 Luis Carlos Nacif/ Filipe de Oliveira, 4min13seg98

8° - #314 Mauro Guedes /Neurivan Calado, 4min16seg94

9° - #338 Fabio Ruediger/Eduardo Bampi, 4min22seg27

10° - #312 Regis Braga Maia/ Ana Sena Braga, 4min24seg57


Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

20/08/2017 - 1ª Etapa

Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 240 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 152 km

Total do dia – 702 km

21/08/2017 - 2ª Etapa

Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 116 km

Especial (trecho cronometrado) – 245 km

Deslocamento final – 0 km

Total do dia – 361 km

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km

Especial (trecho cronometrado) – 297 km

Deslocamento final – 8 km

Total do dia – 305 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 104 km

Especial (trecho cronometrado) – 263 km

Deslocamento final – 96 km

Total do dia – 463 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13 km

Especial (trecho cronometrado) – 430 km

Deslocamento final – 210 km

Total do dia – 653 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 61 km

Especial (trecho cronometrado) – 194 km

Deslocamento final – 173 km

Total do dia – 428 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 2 km

Total do dia – 432 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.344 km

Especiais (trechos cronometrados) – 2.049 km (61%)

Cerimônia de Premiação

 

Largada do Prólogo (Luciano Santos/SigCom)

Largada do Prólogo (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Representantes de Goiás no Rally dos Sertões, Rafael Cassol e Lélio Júnior (Marcelo Machado/Fotop)

Representantes de Goiás no Rally dos Sertões, Rafael Cassol e Lélio Júnior (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior durante o prólogo em Goiânia (GO) (Marcelo Machado/Fotop)

Rafael Cassol e Lélio Vieira Carneiro Júnior durante o prólogo em Goiânia (GO) (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

DI GRASSI FALA NA FÓRMULA E

 

Lucas di Grassi comemora momento da carreira e destaca relevância "cada vez maior" da Fórmula E

Campeão da Fórmula E atendeu a imprensa por cerca de quatro horas nesta quarta-feira (16) em São Paulo. O piloto da Audi Sport abordou diversos assuntos - de sua conquista a questões relacionadas à mobilidade urbana

Lucas di Grassi desembarcou em São Paulo às 5h30 desta quarta-feira (16) e só teve tempo de tomar o café da manhã em sua casa para depois ir até a sede da Audi Brasil, na zona sul da capital paulista, para atender a imprensa brasileira. O piloto de 33 anos completados no último dia 11 se encontrou com repórteres da mídia nacional pela primeira vez desde a conquista do título da Fórmula E, há cerca de três semanas em Montreal, no Canadá.

A coletiva foi aberta pelo CEO e presidente da Audi Brasil, Johannes Roschek, que deu as boas-vindas ao campeão. O evento foi transmitido ao vivo pela página oficial da Fórmula E no Facebook e teve um alcance de mais de seis mil pessoas.

Di Grassi fez uma breve introdução sobre sua carreira, sobre a Fórmula E, e respondeu a várias perguntas dos jornalistas sobre vários assuntos: da conquista do título à mobilidade elétrica, passando por seus períodos em que participou da Fórmula 1 em 2010, dos pódios conquistados com a Audi nas 24 Horas de Le Mans, da entrada oficial da marca na Fórmula E, a entrada de São Paulo no calendário da categoria para a próxima temporada, entre outros tópicos.

“Hoje em dia já temos mais montadoras na Fórmula E do que na F1. Para as fabricantes, a categoria tem sido mais relevante no desenvolvimento de tecnologias para o futuro da mobilidade elétrica. A Fórmula E deixou de ser uma promessa e já é o presente. O Brasil está finalmente no calendário da categoria e essa entrada é extremamente importante por mostrar um evento que ainda é pouco conhecido no nosso país quando comparamos com outras nações”, destacou.

Nesta quinta-feira (17), Lucas participa de uma entrevista ao vivo na sede do Facebook em São Paulo. O evento vai ao ar na página oficial do piloto da Audi Sport ABT Schaeffler (facebook.com/lucasdigrassiofficial).


Lucas Di Grassi é patrocinado por Qualcomm, Aethra, KNM, Oris Watches, BlueFox e Mumm

 

EIS A VERSÃO DO NOVO ACURA

EIS A VERSÃO DEFINITIVA DO NOVO ACURA

 

Eis a versão decorativa do novo Acura, para além das versões anteriores.a415 Copya417 Copya418 Copya419 Copya420 Copya421 Copya422 Copya423 Copya424 Copya425 Copy

 

EURASIA

 

CMRT Eurasia, Cai and Lim make successful return to Blancpain Asia
 

After missing the last round of Blancpain GT Series Asia due to business commitments, James Cai and Kenneth Lim made a successful return to the championship at Fuji in their #69 CMRT Aston Martin Vantage GT3. 
A fifth place in the Am-Am class, after accident damage forced an unscheduled pit stop, in the first race of the weekend was followed up by a second in class, Kenneth Lim having led the class for much of his stint in the car.
 
It took the duo a while to shake off the cobwebs, not having sat in a race car for three months, but by the first race day they were back in the groove and feeling confident. However, contact on the first lap saw Cai having to pit twice to repair the damage and the time lost resulted in a drop to fifth in class.
 
“With the pace both drivers demonstrated today, I am confident we can be on the podium tomorrow,” was the opinion of Team Manager, Martin Quick.
 
Indeed, he proved to be correct, with Lim taking second place after a good start and this soon became first when the leading Audi fell by the wayside. After the pit stops had cycled through James Cai emerged in second place which he held to the flag.

 Round five of the series will be held at Shanghai on 24 September.  “As most of our class competitors have a lot of experience compared to James in particular we know that they will not get much quicker whereas James and Kenneth are improving with every event,” said Quick. “We cannot wait for Shanghai where I am sure we can be closer to a class win.”

alt

 

KART NO BRASIL

 

Após pódio no Brasileiro de Kart, Antonella Bassani foca na disputa da Copa SP, pela vaga no Mundial
Catarinense de Concórdia foi o destaque na principal competição nacional, onde ficou com o 3º lugar, e agora se concentra na busca pela classificação para a Final Mundial da Rotax, em Portugal

Além de ser o mês das férias escolares, julho também é muito aguardado por todos os pilotos, já que é quando tradicionalmente acontece o Campeonato Brasileiro de Kart. Na principal competição do país, Antonella Bassani teve um ótimo desempenho, conquistou a pole position para as quatro corridas do evento, em meio a um grid de 50 pilotos, brigou pelo título até a última curva, e subiu ao pódio com um honroso 3º lugar na categoria Cadete. Agora, após alguns dias de descanso, a jovem catarinense de Concórdia volta a se dedicar à disputa da Copa São Paulo de Kart, onde busca a vaga para a Final Mundial da Rotax (Rotax Max Challenge Grand Finals). 

Neste fim de semana (18 e 19 de agosto), Totti participa da 7ª etapa da Copa São Paulo, no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP). Com três corridas, o evento também é válido pela terceira e última etapa da Copa Rotax. A pontuação final desta competição, somada ao resultado do Campeonato Brasileiro de Kart Rotax - que acontece entre 14 e 16 de setembro, nesta mesma pista -, definirão os classificados para a disputa em Portugal, em novembro. 

Apesar de não ter corrido na primeira rodada da Copa Rotax, Antonella venceu a segunda etapa (com uma vitória, um 2º e um 3º lugar nas provas), e assim se posiciona como uma das fortes concorrentes à vaga na competição internacional pela categoria Rotax Micro Max - um de seus grandes objetivos no ano. 

Após dois dias de treinos, nesta sexta-feira acontece a tomada de tempos e a primeira corrida do evento, com 20 voltas. No sábado, serão realizadas mais duas provas, ambas com a mesma duração, e a soma dos resultados das três, define o vencedor da etapa. 

Antonella Bassani: 

“Venho embalada pelo ótimo resultado que tive no Campeonato Brasileiro, e estou muito confiante para a disputa deste fim de semana na Granja Viana. Na última etapa que corri na Copa São Paulo, também fui bem, consegui uma vitória e outros dois top-3, e, mesmo tendo perdido a primeira rodada da Copa Rotax, estamos na briga pela vaga no Mundial. Então, estou trabalhando bastante junto com a minha equipe para fazermos o nosso melhor a cada corrida, porque esse é um dos grandes objetivos da minha temporada”.

Após pódio no Brasileiro, Antonella Bassani se dedica agora à disputa da Copa SP
Mario Ferreira
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Com a vitória na 2ª etapa da Copa Rotax, Totti concorre a vaga na Final Mundial
Eni Alves
Clique na imagem para fazer o Donwload...
A catarinense de 11 anos vem se destacando com bons resultados em 2017
Edson Luiz Costa
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Antonella Bassani tem o apoio da Prefeitura de Concórdia, cidade no oeste de SC
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Ricardo Martins inicia a disputa da categoria para motocicletas do 25º Rally dos Sertões neste domingo (20), em Goiânia, Goiás. Com destino a Goianésia (GO), a etapa inicial terá 608 quilômetros de desafios, incluindo 306 km de trechos cronometrados (especiais). O piloto catarinense do Yamaha Rinaldi Rally Team já acelerou com os pneus HE42 neste sábado (19), no prólogo em Senador Canedo (GO), o qual definiu a ordem de largada.

Ele cravou o terceiro melhor tempo. “Gostei bastante da posição de largada. Eu não terei os riscos de abrir o rally e ao mesmo tempo estarei no batalhão da frente”, analisou. “Agora o Sertões vai começar de verdade. Eu espero uma etapa bem dura e o objetivo é pegar ritmo de corrida. Quero fazer uma prova limpa, rápida e constante desde o primeiro dia”, continuou Martins.

Sobre os pneus HE42, o piloto está confiante. “Estou há cinco anos com a Rinaldi no desenvolvimento dos pneus. No início do ano, enfrentei o Rally Dakar com o HE42 e o modelo teve um ótimo rendimento, cheguei a rodar mais de mil quilômetros em um único dia diante das situações mais adversas”, lembrou o catarinense.

Os campeões do Rally dos Sertões serão definidos no próximo dia 26 em Bonito (MS), sendo que o percurso total da prova é de 3300 quilômetros. As especiais somam 1999 km. A prova ainda reúne carros, quadriciclos e UTVs.

Resultados Motos – Prólogo
1° - José Hélio Rodrigues - 0:03:47.72
2° - Gregório Azevedo - 0:03:50.70
3° - Ricardo Martins - 0:03:55.13 - Yamaha Rinaldi Rally Team
4° - Jean Azevedo - 0:03:57.48
5° - Marco Pereira - 0:04:07.05

Programação* – 25º Rally dos Sertões

1ª Etapa – 20/8 (Domingo)
Goiânia (GO) – Goianésia (GO)
DI (Deslocamento inicial) – 221,87 km
TE (Trecho especial cronometrado) – 306,82 km
DF (Deslocamento final) – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

2ª Etapa – 21/8 (Segunda-feira)
Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO) – ETAPA MARATONA
DI – 78 km
TE – 248 km
DF – 0 km
Total do dia: 326 km

3ª Etapa – 22/8 (Terça-feira)
Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)
DI – 0 km
TE – 297,06km
DF – 9 km
Total do dia: 306,06 km

4ª Etapa – 23/8 (Quarta-feira)
Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)
DI – 102,4 km
TE – 273,20 km
DF – 95,68 km
Total do dia: 471,28 km

5ª Etapa – 24/8 (Quinta-feira)
Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)
DI – 13,85 km
TE – 438,86 km
DF – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

6ª Etapa – 25/8 (Sexta-feira)
Coxim (MS) – Aquidauana (MS)
DI – 59,82 km
TE – 194,91 km
DF – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

7ª Etapa – 26/8 (sábado)
Aquidauana (MS) – Bonito (MS)
DI – 128,62 km
TE – 240,45 km
DF – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total da prova: 3300,06 km
Total de trechos cronometrados (especiais): 1999,52 km

* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações. 

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2015 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Ricardo Martins, do Team Rinaldi, no Rally dos Sert�es 2017
Cr�dito: Doni Castilho/DFotos

Ricardo Martins, do Team Rinaldi, no Rally dos Sert�es 2017
Cr�dito: Doni Castilho/DFotos

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Thiago Rizzo e Leonardo Magalhães fecham em terceiro no prólogo do Rally dos Sertões 25 anos

A L200 Triton RS da Top Rally Team fez bonito na pista de seis quilômetros montados na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO).

 Thiago Rizzo e Leonardo Magalhães, a bordo de sua Mitsubishi L200 Triton RS, alcançaram sua primeira meta durante o prólogo da 25ª edição do Rally dos Sertões, neste sábado (19/8) na pista montada na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO). A dupla do carro #317 da Top Rally Team finalizou os seis quilômetros de pista da especial aos 4min14seg79, o que garantiu a terceira colocação entre os carros da Pró-Brasil e a 16ª posição na geral dos carros.

“Prólogo bem rápido, com muita reta e algumas curvas bem técnicas. O piso bem duro e a poeira inevitável. Estávamos bem ansiosos pelo que poderia acontecer nesta especial e, por isso, mantivemos a cautela. O importante é que conseguimos um bom resultado, e tudo aconteceu dentro do planejado. Agora é abastecer e montar uma boa estratégia para a prova de domingo”, dispara Thiago Rizzo.

O trajeto deste domingo (20) exigirá muita técnica da experiente dupla da Top Rally Team. Thiago Rizzo e Léo Magalhães enfrentarão um trajeto extremamente exigente entre Goiânia e Goianésia, o mais longo da competição. O trecho cronometrado de 306,82 quilômetros inclui vários tipos de terrenos, estradas de alta e média velocidade, pedras, trial, travessia de oito rios e áreas agrícolas. Ao todo, somando deslocamento inicial e final, incluindo a especial, a viagem até o destino do primeiro trecho do Rally dos Sertões 2017, tem pouco mais de 680 quilômetros.

Thiago Rizzo e Léo Magalhães são patrocinados por Feirão de Malhas, 3W Distribuidoras de Malhas, Marcobrás Transportes, Speedway Confecções e Posto Mineirão, além do apoio de Mitsubishi Ink, Cerveja Império, Dopamina Drink e Knulu.

Resultado do prólogo – Carros Pró Brasil:

1° - #311 Glauber Fontoura/ Minae Miyauti, 4min00seg76

2° - #356 Lucas Teixeira/ Armando Miranda, 4min14seg54

3° - #317 Thiago Rizzo / Léo Magalhães, 4min14seg79

4° - #342 Wagner Roncon/ Joselito Junior, 4min17seg43

5° - #335 Cleber Rosa/ Joao Ribeiro, 4min21seg66

6° - #324 Luis Stedile/ Flavio de Franca, 4min26seg44

7° - #351 Flavio Lunardi/Fred da Silva, 4min29seg50

8° - #332 Jose Nogueira/ Alyson Antunes, 5min01seg10

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

20/08/2017 - 1ª Etapa

Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 240 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 152 km

Total do dia – 702 km

21/08/2017 - 2ª Etapa

Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 116 km

Especial (trecho cronometrado) – 245 km

Deslocamento final – 0 km

Total do dia – 361 km

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km

Especial (trecho cronometrado) – 297 km

Deslocamento final – 8 km

Total do dia – 305 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 104 km

Especial (trecho cronometrado) – 263 km

Deslocamento final – 96 km

Total do dia – 463 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13 km

Especial (trecho cronometrado) – 430 km

Deslocamento final – 210 km

Total do dia – 653 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 61 km

Especial (trecho cronometrado) – 194 km

Deslocamento final – 173 km

Total do dia – 428 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 2 km

Total do dia – 432 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.344 km

Especiais (trechos cronometrados) – 2.049 km (61%)

Cerimônia de Premiação

 

Largada do Prólogo Wellington (Luciano Santos/SigCom)

Largada do Prólogo Wellington (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Largada do Prólogo Thiago (Luciano Santos/SigCom)

Largada do Prólogo Thiago (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Thiago Rizzo e Léo Magalhães no prólogo (Marcelo Machado/Fotop)

Thiago Rizzo e Léo Magalhães no prólogo (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Equipe Top Rally Team (Marcelo Machado/Fotop)

Equipe Top Rally Team (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Wellington Costa e Rafael Arena #353 na disputa do prólogo (Marcelo Machado/Fotop)

Wellington Costa e Rafael Arena #353 na disputa do prólogo (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

NOVO BMW X 2

NOVO BMW X 2

 

Grupo de imagens do novo X 2 da BMWa238 Copya239 Copya240 Copya241 Copya242 Copya243 Copya244 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Sertões 2017: Gunter Hinkelmann e Vinícius Castro terminam o prólogo em sexto entre os Protótipos

Mitsubishi L200 da dupla da MSL do Brasil está pronto para o desafio do segundo maior rali do mundo, que acontece entre os dias os 19 a 26 de agosto. A dupla recebe assistência mecânica e logística da X Rally Team

O piloto Gunter Hinkelmann e o navegador Vinícius Castro terminaram em sexto no prólogo do 25º Rally dos Sertões, entre os carros Protótipos T1, neste sábado, 19 de agosto, realizado no Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO). No cockpit da Mitsubishi L200 Triton modificada, a dupla da equipe MSL do Brasil completou o trajeto de aproximadamente seis quilômetros da especial de hoje em 4min13seg32.

Para Vinícius, a ansiedade para o início do rali acabou. “Estamos com um equipamento novo, um carro bastante evoluído e que se portou bem durante o prólogo. Superamos nossas expectativas para o início da prova. Chegamos em 13º na geral dos carros e planejávamos estar entre os 20 primeiros. A especial de hoje foi rápida, com trechos de altíssima velocidade e muita poeira, muito prazeroso de andar”, conta o navegador.

Para o domingo, a estratégia da dupla será conservar a serenidade até Goianésia. “Amanhã é que começa de fato o rali, que vai começar bem duro e nosso objetivo será andar bem, manter a regularidade e evoluir junto com o carro”, completa o piloto Gunter Hinkelmann.

Gunter e Vinícius enfrentarão neste domingo um percurso bem exigente entre Goiânia e Goianésia, em Goiás. O trecho cronometrado de 306,82 quilômetros inclui vários tipos de terrenos, estradas de alta e média velocidade, pedras, trial, travessia de oito rios e áreas agrícolas. Ao todo, somando deslocamento inicial e final, a viagem até o destino do primeiro trajeto do Rally dos Sertões 2017 tem pouco mais de 680 quilômetros.

Em 2017, a MSL do Brasil conta com a assistência técnica da X Rally Team e com patrocínio da ICargo, IFS, Seeder, Pier17, Correias Schneider e Bandeirantes Terminais Alfandegados.


Resultado do prólogo – Protótipos T1:

1° - #327 Jorge Junior /Joel Kravtchenko, 3min53seg85

2° - #325 Rafael Cassol/ Lelio Junior, 3min58seg92

3° - #310 Luiz Facco/ Humberto – Piaui, 4min03seg63

4° - #326 Pedro Prado Filho/ Joaquim Filho, 4min04seg74

5° - #322 Michel Terpins/ Maykel Neder Justo, 4min06seg15

6° - #348 Gunter Hinkelmann/ Vinicius Castro, 4min13seg32

7° - #305 Luis Carlos Nacif/ Filipe de Oliveira, 4min13seg98

8° - #314 Mauro Guedes /Neurivan Calado, 4min16seg94

9° - #338 Fabio Ruediger/Eduardo Bampi, 4min22seg27

10° - #312 Regis Braga Maia/ Ana Sena Braga, 4min24seg57

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

20/08/2017 - 1ª Etapa

Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 240 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 152 km

Total do dia – 702 km

21/08/2017 - 2ª Etapa

Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 116 km

Especial (trecho cronometrado) – 245 km

Deslocamento final – 0 km

Total do dia – 361 km

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km

Especial (trecho cronometrado) – 297 km

Deslocamento final – 8 km

Total do dia – 305 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 104 km

Especial (trecho cronometrado) – 263 km

Deslocamento final – 96 km

Total do dia – 463 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13 km

Especial (trecho cronometrado) – 430 km

Deslocamento final – 210 km

Total do dia – 653 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 61 km

Especial (trecho cronometrado) – 194 km

Deslocamento final – 173 km

Total do dia – 428 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 2 km

Total do dia – 432 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.344 km

Especiais (trechos cronometrados) – 2.049 km (61%)

Cerimônia de Premiação

 

Largada do Prólogo (Luciano Santos/SigCom)

Largada do Prólogo (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Gunter e Vinícius percorreram os primeiros quilômetros do Rally dos Sertões (Marcelo Machado/Fotop)

Gunter e Vinícius percorreram os primeiros quilômetros do Rally dos Sertões (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

Gunter Hinkelmann e Vinícius Castro (#348 / Protótipo) (Victor Eleutério/Fotop)

Gunter Hinkelmann e Vinícius Castro (#348 / Protótipo) (Victor Eleutério/Fotop)
Alta  | Web

 

PARA HOMENS DE BARBA RIJA

PARA HOMENS DE BARBA RIJA

 

 

Dia Mundial da Barba – 2 Setembro

Sugestões Rowenta para cuidar da sua barba

 

Imagens disponíveis aqui

Air Force Precision, Look perfeito para uma barba de 3 dias sem necessidade de limpeza

 

O aparador de barba Air Force Precision com as suas lâminas de titânio e o motor de elevada resistência permitem uma sessão rápida, sem esforço, com toda a precisão. A tecnologia exclusiva da Rowenta que garante uma aspiração dos pelos da barba até 90%, permite um barbear cómodo sem necessidade de limpeza posterior.

Compacta, prática e com autonomia de 45 minutos, para utilizar em qualquer lugar. TN4851F0 – PVP: 74€.

 

 

TRIM & STYLE 7 EM 1, Aparador Multifunções para barba, rosto e corpo

Kit Multistyle 7 em 1 para utilização no duche, graças à tecnologia Wet & Dry. Com motor de alta resistência e revestimento em titânio asseguram um corte perfeito numa só passagem. Ideal para aparar os pelos do corpo (axilas, abdominais) e até mesmo para aparar no nariz e orelhas. Este aparador multifunções da Rowenta responde a todas as necessidades dos homens de hoje, para aparar barba, rosto e corpo.

TN9130F0 – PVP: 55€.

 

 a247 Copya248 Copy

 

JET SKI NO BRASIL

 

MAU TEMPO CANCELA SEGUNDA

ETAPA DO JET SPORTS CONTEST

Tudo estava preparado para as disputas, que aconteceriam no sábado e neste domingo, no Tahiti Náutica Club, em Ribeirão Pires (SP), entretanto, em razão da chuva e frio na região, a Associação Brasileira de Jet Ski – BJSA, organizadora da competição, resolveu cancelar o evento. A próxima etapa acontecerá nos dias 21 e 22 de outubro.

 

A segunda etapa do JET SPORTS CONTEST, que seria realizada no sábado e neste domingo na Represa Billings, mais precisamente no Tahiti Náutica Club, em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo foi cancelada. A próxima etapa está marcada para os dias 21 e 22 de outubro, no mesmo local.

De acordo com Luiz Marcelo Teixeira (Pardal), presidente da Associação Brasileira de Jet Ski – BJSA, organizadora da competição, as condições não estavam boas e para preservar a segurança dos pilotos, decidiu-se pelo cancelamento. “Nossa parte fizemos, boias na água, balsa de resgate, jets Patrol, todo sistema de proteção a vida, médico, UTI, bombeiros, seguros de Vida, seguranças, secretaria de prova, oficiais, cronometragem, sistema de som, placas e propagandas dos apoiadores e patrocinadores.
Mas o item importante, as condições meteorológicas impediram a realização das competições e também o comparecimento de alguns pilotos conosco comprometidos. Agradeço imensamente aos nossos amigos que compareceram, e aguardamos todos na próxima etapa nos dias 21 e 22 de outubro”, detalhou.

O JET SPORTS CONTEST é uma realização da BJSA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JET SKI, com produção da CPM7 FULL PROMOTION, apoio da PREFEITURA DE RIBEIRÃO PIRES, DA SECRETARIA DE TURISMO E DESENOVLVIMENTO ECONÔMICO, NATURAL RACING, RADICAL JET WORLD, JETCO, CASARINI, GLOBOJET, ARIELTEK, HOPPI HARI, SAFE WAVE E REVISTA BOAT SHOPPING, além do apoio esportivo do TAHITI NÁUTICA CLUB.

Maiores informações no www.bjsa.com.br

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

Surface changes keep WRC crews on their toes as M-Sport cars end first and third.

The FIA World Rally Championship, we’re regularly told, has three surfaces: snow; gravel and asphalt. Right? Absolutely. Except for Rallye Deutschland. In Germany, there are any number of surfaces. That’s what makes this event unique.

Regularly labelled, ‘just another tarmac rally,’ Germany couldn’t be more different from the twists and turns of Corsica or the circuit smooth curves of Catalunya.

The surface of last week’s 10th round of this year’s WRC changed on a daily basis. Sometimes it changed in the middle of a day, forcing the teams to tweak and fettle the cars more than on any other single event in the series.

What works in terms of set-up on the country roads dissecting the farms and fields of Saarland would leave a crew nowhere when it comes to the rough and rocky Baumholder tests – a place so tough it’s used by the American military to test their tanks.

And then there are the vineyards of the Mosel valley. These lanes are left as narrow as possible to pack in and pull out as much Riesling and Pinot Gris per square metre as possible.

Yet World Rally Cars thunder through this grape-growing nirvana at close to 200kph. And to do so, they need absolute precision from the firmest of race cars. Take this set-up to Panzerplatte and you’d be bouncing off the Hinkelsteins in no time.

Hinkelsteins have become a natural hazard on the rally’s Baumholder day – they’re the gigantic rocks at the side of the road. And they’re there to keep fully loaded 60-tonne Abram tanks on the straight and narrow, making a 1200-kilo World Rally Car easy meat.

Chris Williams is M-Sport’s head of rally engineering and he knows this rally of old – he’s been coming here along with the World Rally Championship for the last 15 years.

“When you prepare for this rally, you prepare for three rallies,” says Williams. “We know we have to test the pure vineyard road, the country roads with a lot of square corners and then in Baumholder. Unfortunately, there’s not one test road that goes through all of those venues – so it’s separate tests.

“For the stages in Baumholder we run the car higher because the surface is a bit rougher and we have different control strategies for the car in the vineyards. I suppose from the country roads we can take some data from Spain and Corsica, where there are elements which are similar. But the other two types of road are unique to here and you absolutely have to get it right.”

Williams and his M-Sport World Rally Team got it absolutely right last weekend, with Ott Tanak and Sebastien Ogier finishing first and third in their Ford Fiesta WRCs.

“The drivers have to make set-up changes to the car between stages,” says Williams. “There’s nothing uncommon in that, but these are bigger changes that have more of an effect on the car than any other rally.”a246 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Geison Belmont é o quarto entre os quadriciclos no prólogo do Rally dos Sertões 25 anos

Primeira prova que define a ordem de largada dos pilotos na mais longa prova de rali do país, aconteceu neste sábado no Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO).

Geison Belmont, da Meikon Rally Team, chegou em quarto entre os quadriciclos, no prólogo da 25ª edição do Rally dos Sertões, que aconteceu hoje, sábado (19/8) realizado no Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo (GO).  A bordo da sua Can-Am Renegade 1000cc, o piloto de Niterói (RJ) completou o percurso da especial de hoje em 4min32seg25.

“Foi uma prova bacana e produtiva, com muitos trechos de alta, outro sinuoso, que exigiu técnica e deu uma boa prévia do que temos pela frente ao longo da competição”, revela Belmont. “Amanhã será um dia muito longo e muito duro, um longo trecho de trial uma prova de 680 quilômetros, com uma percurso grande de deslocamento inicial. Nós vamos manter um ritmo competitivo sem comprometer nossa segurança e do equipamento, e tentar garantir a média entre os primeiros, conforme a prova for se desenrolando”, conta.

Para o fluminense, o clima de Goiânia pode atrapalhar um piloto desavisado, mas não afetou seu desempenho. “O ar seco atrapalha bastante, com irritação de nariz e garganta, e isso pode influir de certa forma na performance, ainda mais em prova de longa distância. Mas já estamos ambientados e acostumados com essa peculiaridade”, admite.

Neste domingo, Geison Belmont e sua Renegade enfrentarão um trajeto extremamente exigente entre Goiânia e Goianésia. O trecho cronometrado de 306,82 quilômetros inclui vários tipos de terrenos, estradas de alta e média velocidade, pedras, trial, travessia de oito rios e áreas agrícolas. Ao todo, somando deslocamento inicial e final, a viagem até o destino do primeiro trecho do Rally dos Sertões 2017 tem pouco mais de 680 quilômetros.

Geison Belmont e a Meikon Rally Team são patrocinados por Meikon Metalúrgica, e têm apoio de Quadrijet, Casarini, Motobiu, Race Tech e Arisun.

Resultado do prólogo – Quadriciclos:
1) #102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 04min13seg07
2) #107 Milton Martens, Martens Racing, 04min27seg52
3) #106 George Souza Girao, Girao Team, 04min28seg66
4) #101 Geison Belmont, Meikon Rally Team, 04min32seg25
5) #104 Michael Dias, Taguatur Racing, 04min38seg21

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

20/08/2017 - 1ª Etapa

Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 240 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 152 km

Total do dia – 702 km

21/08/2017 - 2ª Etapa

Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 116 km

Especial (trecho cronometrado) – 245 km

Deslocamento final – 0 km

Total do dia – 361 km

22/08/2017 - 3ª Etapa

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km

Especial (trecho cronometrado) – 297 km

Deslocamento final – 8 km

Total do dia – 305 km

23/08/2017 - 4ª Etapa

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 104 km

Especial (trecho cronometrado) – 263 km

Deslocamento final – 96 km

Total do dia – 463 km

24/08/2017 - 5ª Etapa

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13 km

Especial (trecho cronometrado) – 430 km

Deslocamento final – 210 km

Total do dia – 653 km

25/08/2017 - 6ª Etapa

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 61 km

Especial (trecho cronometrado) – 194 km

Deslocamento final – 173 km

Total do dia – 428 km

26/08/2017 - 7ª e última etapa

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 2 km

Total do dia – 432 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.344 km

Especiais (trechos cronometrados) – 2.049 km (61%)

Cerimônia de Premiação

 

Largada do prólogo neste sábado (19) (Luciano Santos/SigCom)

Largada do prólogo neste sábado (19) (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Geison Belmont é o representante no Rally dos Sertões nos quadriciclos (Luciano Santos/SigCom)

Geison Belmont é o representante no Rally dos Sertões nos quadriciclos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Geison Belmont durante a especial cronometrada do prólogo (Luciano Santos/SigCom)

Geison Belmont durante a especial cronometrada do prólogo (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

A primeira etapa será entre Goiânia e Goianésia (GO) (Luciano Santos/SigCom)

A primeira etapa será entre Goiânia e Goianésia (GO) (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Grids de largada definidos para as corridas da quinta etapa em Curitiba

Kau Machado (GP) e Luiz Túrmina (PRO) larga na pole na primeira corrida, sendo que Jorge Martelli (GP) e João Rosate (PRO) são os primeiros na segunda bateria. Neste domingo as corridas serão às 9h05 e 12h55

- A quinta etapa da Sprint Race Brasil, neste domingo (20/08), promete muita velocidade e competitividade. Isso, porque a prova acontecerá no autódromo de Curitiba. Outro fator que eleva a importância da prova é a classificação de pilotos, que a cada corrida se estreita mais. Além disso, existe o fator que os próprios pilotos prepararam seus carros, é a etapa do calendário definida como Set Up Free.

“Foi uma surpresa o resultado no segundo classificatório. A nossa colocação provou que nosso setup é bem competitivo. Todos os pilotos estão rápidos, com um nível muito bom e do primeiro ao sétimo muito próximos. O sábado foi um grande desafio com piso molhado. Pretendo largar bem fechar no lugar mais alto do pódio nas duas corridas para recuperar os pontos perdidos em Interlagos e voltar a brigar pelo título”, salientou o piloto goiano do SR#58.

O veterano Kau Machado diz que querer estar competitivo é o grande diferencial. “Buscamos uma boa sinergia com os mecânicos e da dupla a cada treino e etapa. Utilizamos de todo o nosso conhecimento nas etapas anteriores e estamos muito felizes por conseguir estar entre os melhores do grid. Fizemos um setup tranquilo, mas a prioridade na preparação foi ter uma boa convergência e calibragem. Nas corridas será de manter a mesma estratégia e correr para o lugar mais alto do pódio”, declarou o piloto do SR #87.

A quinta etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados -  no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom.

Confira os grids de largada da quinta etapa (#SetUpFree):

Corrida 1

1) #87 Jorge Martelli, GP, 1min47seg771

2) #27 Luiz Túrmina, PRO, 1min48seg540

3) #17 Berlanda Junior, PRO, 1min48seg579 

4) #07 Vinícius Margiota, PRO, 1min48seg889

5) #58 João Rosate, PRO, 1min49seg221

6) #13 Raphael Campos, PRO, 1min49seg923

7) #111 Erik Mayrink, PRO, 1min50seg743

8) #55 Caê Coelho, GP, 1min51seg916

9) #12 Claudio Buschmann, GP, 1min52seg436

10) #82 Cassio Cortes, GP,1min53seg587

11) #20 Jorge Garcia, GP, 1min53seg846

12) #213 Nuno Pagliato, GP, 2min03seg606

13) #22 Gabriel Lusquiños, PRO, 2min27seg154

14) #09 Eduardo Serratto, GP, 3min25seg091

Corrida 2

1) #58 João Rosate, PRO, 1min46seg730

2) #87 Kau Machado, GP, 1min46seg751

3) #07 Vinícius Margiota, PRO, 1min46seg840

4) #17 Berlanda Junior, PRO, 1min47seg102 

5) #27 Luiz Túrmina, PRO, 1min48seg097

6) #111 Erik Mayrink, PRO, 1min48seg674

7) #55 Caê Coelho, GP, 1min48seg788

8) #20 Jorge Garcia, GP, 1min49seg168

9) #12 Claudio Buschmann, GP, 1min49seg244

10) #82 Gerson Campos, GP,1min52seg932

11) #213 Nuno Pagliato, GP, 1min53seg508

12) #13 Raphael Campos, PRO, sem tempo

13) #22 Gabriel Lusquiños, PRO, sem tempo

14) #09 Eduardo Serratto, GP, sem tempo

Fonte: www.cronoelo.com.br

Confira a programação da quinta etapa da Sprint Race 2017

Domingo, 20 de agosto

08h00 - 08h10 - Shakedown (Exclusivo para organização)

Corrida 1

08h30 - Alinhamento dos carros

09h00 - Placa de 5 minutos

09h05 - Saída para volta de aquecimento + 23 min + 1 volta

Corrida 2

12h00 - Alinhamento dos carros

12h50 - Placa de 5 minutos

12h55 - Saída para volta de aquecimento + 23 min + 1 volta      

13h25 - Pódio

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 5 - 20/08 - Curitiba (PR) - AIC - #SetUpFree

Etapa 6 - 24/09 - Mogi Guaçu (SP) -Velo Città

Etapa 7 - 04/11 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

 

Luiz Túrmina #27 é o pole position na primeira corrida da quinta etapa (Lisandro Garcia)

Luiz Túrmina #27 é o pole position na primeira corrida da quinta etapa (Lisandro Garcia)
Alta  | Web

Sprint #87 de Kau Machado e Jorge Martelli (Lisandro Garcia)

Sprint #87 de Kau Machado e Jorge Martelli (Lisandro Garcia)
Alta  | Web

João Rosate SR #58 largará da pole na segunda corrida deste domingo (Lisandro Garcia)

João Rosate SR #58 largará da pole na segunda corrida deste domingo (Lisandro Garcia)
Alta  | Web

Vinícius Margiota #7 (Lisandro Garcia)

Vinícius Margiota #7 (Lisandro Garcia)
Alta  | Web

Caê Coelho #55 (Lisandro Garcia)

Caê Coelho #55 (Lisandro Garcia)
Alta  | Web

Sprint #17 do líder na categoria PRO, Berlanda Júnior (Lisandro Garcia)

Sprint #17 do líder na categoria PRO, Berlanda Júnior (Lisandro Garcia)
Alta  | Web

 

GALERIA DE IMAGENS - CIRCUITO DO ESTORIL

GALERIA DE IMAGENS

 

 

CIRCUITO DO ESTORIL

 

MAIS BASTIDORES

 

Fotos de JOão Raposo Photography - www.velocidadeonline.comFOX 4796_CopyFOX 4872_CopyFOX 4984_CopyFOX 4987_CopyFOX 4988_CopyFOX 4991_CopyFOX 4993_CopyFOX 4994_CopyFOX 4999_CopyFOX 5000_CopyFOX 5001_CopyFOX 5002_CopyFOX 5003_CopyFOX 5005_CopyFOX 5006_CopyFOX 5007_CopyFOX 5008_CopyFOX 5008_CopyFOX 5017_CopyFOX 5018_CopyFOX 5019_CopyFOX 5020_CopyFOX 5021_CopyFOX 5024_Copy

 

HOJE CONDUZIMOS - SMART FOURTWO DESCAPOTÁVEL

 

HOJE CONDUZIMOS

 

SMART FOURTWO DESCAPOTÁVEL

 

Depois de restyling de que foi alvo, faltava apenas chegar ao mercado Portugues a versão do Smart aberto.O modelo em si é quase todo identico ao seu “irmão”, a grande diferença é o tejadilho que é amovivel, bastando para tal carrgar num botão, para assim se poder ver o céu, e assim poder “apanhar mais ar”.Sendo o “rei da cidade”, a Smart espera assim poder colocar o seu modelo descapotável nos países em que o sol aparece mais dias no decorrer do ano, num maior numero de unidades, isso por comparação com a unidade fechada, e a mais comum nas nossas cidades.Equipado com dois tipos distintos de propulsor, um de 71 cv e o outro de 90 cv, com caixa de velocidades automática.Face às suas reduzidas dimensões, o Smart beneficia de direcção assistida, com relação de transmissão variável.Outro ponto alto é o diametro de viragem, sendo o melhor no seu segmento, isso verificamos nas inumeras manobras que fizemos.Em termos de extras que equipa este Smart, já vem equipado de origem com o sistem Audio-System, que atrávés de APP Smart Cross Connect, tem acesso grátis e ser parte do Smart Phone opcional.Grças  a isto os passageiros tem acesso imediato a dados e informação, tais como poder conduzir de forma mais eficiente, havendo ainda a opção pelo Smart-Media-System, que graças a um ecrã táctil, usifrui de muitas funções  de uso intuitivo.Equipado com um sistema de som opcional de JBL com seis altifalantes, de grande capacidade e subwoofer amovivel, que está situado na bagageira.A abertura da capota é muito simples, a mesma é feita em lona triptop, podendo ser aberta de forma progressiva.

 

O interior do Smart descapotável, e na nossa modesta opinião espartano, mas tem uma linguagem visual, marcante e original, com um painel de instrumentos revestido a tecido, sendo o design e os materias referencias na sua classe, embora na minha opinião, tendo em conta a utilização abusiva de plásticos, achamos o preço fional do carro excessivo.

 

Em termos de segurança, o novo Smart descapotável não deixou os créditos por mãos alheias, pois todo o chassi é construido com 75% de aço de  elevada resistencia, que assim assegura uma maior protecção ao habitáculo, com a célula de sgurança tridion, em combinação com outros componentes, como as crash boxes e os elementos de deformação, contribuindo assim para o incremento da segurança do pequeno citadino.A célula de segurança Tridion é um inovador sistema de segurança construido com 75% em aço de grande resistencia,tornando-o assim num autentica casca de noz.Em opção surge a função de advertencia à distancia, que ajuda a evitar colisões, emitindo assim um sinal acustico de alerta.Ainda no campo da segurança, quanto a airbags, o novo Smart descapotável dispõe de dois airbags para os joelhos do condutor, e mais dois airbags para a cabeça e torax nos encostos dos bancos.Outro sistema que o novo Smart possui é o assistente de vento lateral, que é um sistema que reconhece as interferencias na condução em linha recta, e através de travagens direcionadas por cada roda, contribui para que não se tenha de contrariar a direcção.Outro extra é o assistente de faixa de rodagem que torna-se activo a partir dos 70 km/h.São diversos os pack para o Smart descapotável, na qual em termos de interiores, está disponivel no mercado portugues com tres versões de cores, nomeadamente a combinação das cores laranja e preto, sendo esta versão completada com as jantes de liga leve prateadas.Nas versões seguintes de referir a versão Prime, que surge com muito equipamento com os assentos em pele preta e costuras decorativas de cor cinza, com o volante multifunções de tres raios, assim como o punho da alavanca de velocidades.De referir ainda as jantes de liga leve com cinco raios.Depois temos ainda outro nivel de equipamento que recebeu a designação de Proxy, que surge com um novo visual, com as cores conjugadas de azul e branco, e jantes de liga leve, com suspensão desportiva, e rebaixada, havendo ainda o pack Smart Audio System e o Pack arrumação.Para além disso a estas versões que já aqui descrevemos, há ainda o pack conforto, onde o banco do condutor é ajustavel em altura, assim como o volante.Fora isso há ainda o ajuste do encosto, com função one-toch, para o condutor e acompanhante, para além da coluna de direcção ser ajustável em altura, e retrovisores exteriores ajustaveis e aquecidos eletricamente.Em relação ao pack Arrumação, surge com o porta luvas com fecho, rede de bagagem na consola central, e cinta de retenção para a fixação de objectos.Em termos de equipamento opcional, de referir o relógio e o conta rotações no cockpit, iluminação ambiente e para vento.Por ultimo de referir a existencia dos pack cool e Audio Cool, surgindo com o equipamento  pcional sound &Connectivity, pack Led e Sensor,Sleek Style e Urban Style.

 

Para o mercado portugues o novo Smart descapotável tem seis tipos de jantes disponiveis.

 

Ah, já me esquecia, existe ainda uma outra versão do Smart descapotável, falamos do Brabus, a versão mais “musculada”, que surge com muitos extras, nomeadamente o spoiler dianteiro, saia traseira, volante desportivo, isto tudo com a simbologia Brabus.Caixa de seis velocidades de dupla embraiagem, punho de alavanca de velocidades em pele, traváo de mão também em pele,pedais desportivos em aço, jantes de liga leve personalizadas, e chassi desportivo 10 mm rebaixado.Mas o Smart pode ser ainda equipado com mais extras.Em termos de côres, as combinações deste novo Smart, tem no mercado portugues dez cores,enquanto o revestimento do tecto surge em quatro cores distintas.Em relação à célula de segurança tem disponivel seis cores, enquanto a lona aparece em cinco cores diferentes.Quanto a motorizações, para os modelos equipados com caixa de velocidade manual de 71 e 90 cv de potencia, enquanto na versão a diesel surge a mesma potencia, todas equipadas com o sistema start-stop automáticos.

 

Ao volante este Smart descapotável é engraçado, deu para andar com “os cabelos ao vento”, embora grande parte do teste fosse feito com dias chuvosos.O Smart é eximio no aproveitamento de espaço, os lugares existentes tem espaço suficiente, no entanto a bagageira é muito pequena.Sendo um citadino por excelencia, que goza de grande popularidade em Portugal, o Smart faz parte do Grupo da Mercedes, e por isso o seu preço é elevado, isso tendo em conta o excesso de plástico utilizado  na sua construção em termos de interiores.A curvar e a travar dá um certo gozo a sua condução, embora a acelaração tenha uma resposta lenta por parte do propulsor.Para a cidade é um veiculo excelente, que se estaciona em qualquer lado, de frente ou detrás para o passeio, mas para ser franco,  gostos não se discutem, não sou muito apologista deste tipo de carro.Em termos de consumos é baixo, gostamos muito como já aqui afirmamos o seu angulo de  viragem, ´e excelente.Equipado com uma excelente aparelhagem sonora, o novo Samart continua a usufruir de uma gama alargada de côres, que dão uma certa personalidade ao veiculo.

 

Face a isso, nada melhor do que convidar os nossos leitores a fazerem uma visita ao concessionário mais próximo, fazer um test dirve, e ficar com uma ideia deste carro.

 

Texto de João  Raposo e Fotos Smart – www.velocidadeonline.com

 a307 Copya308 Copya309 Copya310 Copya311 Copya312 Copya313 Copya314 Copya315 Copya316 Copy

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

Rali da Alemanha (17-20 agosto 2017) – Dia 3

 

MIKKELSEN LUTA E RESISTE

Nas pistas do campo militar de Baumholder, Andreas Mikkelsen e Anders Jæger tiveram de se empenhar numa forte batalha para manter a segunda posição no Rali da Alemanha. Por sua vez, Craig Breen e Scott Martin aproximaram-se mais dos cinco primeiros lugares, enquanto que Kris Meeke e Paul Nagle foram forçados a abandonar devido a um problema mecânico.

{  Ao contrário do que sucedeu ontem, os concorrentes foram hoje recebidos por um sol resplandecente logo pela manhã, quando se dirigiram para a Assistência D, montada em Bolstalsee, que marcou o início da segunda Etapa do rali.

{  O programa da ronda matinal compreendia as duas especiais de Panzerplatte – versão curta e longa – bem como duas Especiais no Sarre. Ao início da manhã, as estradas estavam ainda bastante molhadas, pelo que as equipas da Citroën Total Abu Dhabi WRT optaram pelos pneus Michelin Pilot Sport de mistura macia.

{  Contudo, esta opção acabou por não se revelar a mais adequada... Mantendo-se no segundo lugar da Geral, Andreas Mikkelsen perdia terreno para Tänak e via Ogier cada vez mais perto! Craig Breen chegou ao fim dos 41,97 km com um pneu totalmente retalhado. Por sua vez, Kris Meeke foi, nesta Especial, o mais rápido entre os Citroën.

{  Vítima de um pião na ES11, a situação de Andreas Mikkelsen começava a complicar-se! Mas em Römerstraße (ES12), o piloto norueguês deu bastante réplica e rubricou o melhor tempo.

{  O resto da manhã foi complicada para Craig Breen, com duas saídas de frente nas Especiais do Sarre. Sexto a meio do dia, o irlandês manteve-se, não obstante, praticamente “colado” a Evans e Hänninen.

{  Para a segunda passagem nas Especiais do campo militar de Baumholder, os pneus de mistura dura foram uma escolha óbvia. Apesar de perder alguns segundos no arranque para a ES14, Andreas Mikkelsen protagonizou uma performance brilhante em Panzerplatte 2 (ES15), obtendo o segundo tempo a apenas 1’’8 do vencedor.

{  Quarto e segundo nas duas passagens pela Especial curta da Arena Panzerplatte, Kris Meeke não pôde prosseguir a sua prova após a ES14. Vítima de um problema mecânico, o britânico foi obrigado a abandonar.

{  Até ao final, Andreas Mikkelsen continuou a pressionar o líder ao mesmo tempo que mantinha afastado o seu mais direto perseguidor. Globalmente mais rápido que os seus rivais nas duas últimas Especiais, Mikkelsen totalizava apenas 21’’4 de atraso sobre Tänak e deixava Ogier a 8’’2 de distância. 

{  Amanhã, a terceira Etapa do Rali da Alemanha será constituída por quatro Especiais que representam apenas 16% do total dos quilómetros cronometrados. A chegada final está montada no fim da Power Stage, agendada para as 12h18 (+1 hora que em Portugal Continental) .

 

 

O QUE ELES DISSERAM…

YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING: "Mais uma vez, Andreas Mikkelsen realizou uma excelente jornada. Se bem que a vitória pareça agora estar fora do alcance, a última Etapa vai ser interessante e será preciso continuar a lutar para resistir a Sébastien Ogier. Craig Breen teve altos e baixos, mas progrediu na Gearl e um lugar entre os cinco primeiros está ainda ao seu alcance. Em contrapartida, é triste que Kris Meeke tenha sido forçado a abandonar numa altura em que ele começava a retomar um bom nível de ‘performance’. Após o rali, iremos analisar as causas do problema.”

 

ANDREAS MIKKELSEN: "Estou muito satisfeito com o dia de hoje, principalmente porque consegui ‘dominar’ esta tão famosa Especial de Panzerplatte. Graças aos testes que fizémos antes do rali, aprendi a encontrar o melhor equilíbrio entre forçar e poupar os pneus ao longo dos 42 km. Na Classificação Geral, a situação pouco evoluiu: Ott Tänak fez um excelente trabalho ao conseguir dilatar a sua vantagem. Amanhã, a minha prioridade será conter o Sébastien Ogier e manter o segundo lugar. Para o conseguir, estou a postos para  dar o meu máximo!"

 

CRAIG BREEN: "O dia de hoje correu melhor que o de ontem. Contudo, as coisas foram difíceis durante a manhã, tive dificuldades em sentir confiança. Na segunda passagem, fizémos uma escolha de pneus mais consistente e isso permitiu-me progredir. Cometi alguns erros, incluindo uma saída de frente na última Especial do dia, mas, mesmo assi, conseguimos diminuir a desvantagem para os pilotos da frente. Vamos continuar a lutar até ao final!"

 

KRIS MEEKE: "Hoje sentia-me bastante bem ao volante do C3 WRC, e foi aumentando pregressivamente de o ritmo. Depois, surgiu no painel de instrumentos um alerta para um problema no sistema de refrigeração do motor e, por isso, parámos imediatamente. Amanhã não vamos estar à partida em Rali2 por três razões: não queremos o risco de danificar gravemente o motor, o Paul acabou de ser pai esta tarde, e, na verdade, não temos nada a ganhar em disputar as quatro Especiais de amanhã.”

 

RALI DA FINLÂNDIA 2017
CLASSIFICAÇÃO GERAL (provisória) – DIA 3

1. Tanak / Jarveoja (Ford Fiesta WRC) 2h31’32’’2

2. Mikkelsen / Jaeger (Citroën C3 WRC) +21’’4

3. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta WRC) +29’’6
4. Evans / Barritt (Ford Fiesta WRC) +1’48’’3
5. Hanninen / Lindstrom (Toyota Yaris WRC) +1’52’’5

6. Breen / Martin (Citroën C3 WRC) +2’06’’7
7. Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC) +4’04’’9
8. Paddon / Marshall (Hyundai i20 WRC) +4’31’’3
9. Camilli / Veillas (Ford Fiesta R5) +8’41’’9
10. Kremer / Winklhofer (Ford Fiesta WRC) +8’54’’5

 

O PROGRAMA DO RALI DA ALEMANHA


Nota: horas locais, +1 hora do que em Portugal

 

QUINTA-FEIRA, 17 AGOSTO

08h00: Shakedown – Eiweiler (5,12 km)

18h58: Partida (Saarbrücken)

19h08: ES1 – Super Especial de Saarbrücken (2,05 km)

20h23: Parque Fechado (Bostalsee)

 

SEXTA-FEIRA, 18 AGOSTO


08h30: Assistência A (Bostalsee – 15’)

09h23: ES2 – Super Especial Wadern-Weiskirchen 1 (9,27 km)

10h46: ES3 – Mittelmosel 1 (22,00 km)

11h31: ES4 – Grafschaft 1 (18,35 km)

13h09: ES5 – Super Especial Wadern-Weiskirchen 2 (9,27 km)

14h29: Assistência B (Bostalsee – 30’)  

16h17: ES6 – Mittelmosel 2 (22,00 km)

17h02: ES7 – Grafschaft 2 (18,35 km)

18h40: Super Especial Wadern-Weiskirchen 3 (9,27 km)

19h40: Assistência C (Bostalsee – Flexi 48’)


 

SÁBADO, 19 AGOSTO


08h00: Assistência D (Bostalsee – 15’)

09h11: ES9 – Super Especial Arena Panzerplatte 1 (2,87 km)

09h31: ES10 – Panzerplatte 1 (41,97 km)

10h29: Zona de mudança de pneus (Birkenfield– 10’)

11h10: ES11 – Freisen 1 (14,78 km)

12h08: ES17 – Römerstrasse 1 (12,28 km)

13h50: Assistência E (Bostalsee – 30’)

15h16: ES13 – Super Especial Arena Panzerplatte 2 (2,87 km)

15h29: ES14 – Super Especial Arena Panzerplatte 3 (2,87 km)

15h49: ES15 – Panzerplatte 2 (41,97 km)

16h47: Zona de mudança de pneus (Birkenfield – 10’)

17h28: ES16 - Freisen 2 (14,78 km)

18h26: ES17 – Römerstrasse 2 (12,28 km)

19h27: Assistência F (Bostalsee – Flexi 48’)

 

 a246 Copya247 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Sábado quente e atuais campeões garantindo presença na frente após o prólogo

Prólogo foi realizado no final da manhã deste sábado (19) em Senador Canedo (GO) para definir as posições de largada da primeira especial, e X Rally Team larga em segundo e terceiro

Debaixo de um escaldante sol de 33 graus e nenhuma nuvem no céu, o Rally dos Sertões deu o pontapé inicial para sua 24ª edição com o prólogo de seis quilômetros de extensão realizado na manhã deste sábado em Senador Canedo, município localizado próximo à capital de Goiás. O trajeto serviu como tomada de tempo e definiu a ordem de largada para a primeira especial do Sertões, neste domingo (20), saindo de Goiânia rumo a Goianésia.

Os Ford Ranger V8 da equipe X Rally Team começaram mostrando sua força. Em um percurso curto em que as duplas ainda não exploraram o potencial completo de seus bólidos, a equipe dos carros amarelos vai sair em segundo e terceiro lugar.

“Para um primeiro dia de Sertões, eu acho até melhor largar em segundo do que em primeiro”, aponta Cristian Baumgart, atual campeão da categoria carros no mais difícil rali brasileiro. “É uma maneira de não sofrer tanto com a poeira de quem vai à frente, e pela dificuldade que será a especial, é uma posição bem segura. Achei maravilhoso”, diz o navegador Beco Andreotti. A dupla campeã de 2016 anotou 3min51s51 pelos seis quilômetros do trecho, atrás apenas do Mini de Guilherme Spinelli/Youssef Haddad.

Logo atrás de Cristian e Beco, Marcos Baumgart e Kleber Cincea saem da terceira posição. “Até acho que poderíamos ter sido mais rápidos, mas o rali ainda nem começou direito. No fim das contas ficou muito bom porque os dois carros da equipe largam praticamente juntos. Estrategicamente, e pensando no time, são posições excelentes para se largar” afirmou Marcos.

A primeira etapa do Rally dos Sertões percorrerá 680,48 quilômetros entre Goiânia e Goianésia; 306,82 quilômetros serão o trecho cronometrado e, segundo a organização do evento, o trajeto tem tudo para ser uma das aberturas mais difíceis da história do Sertões.

“É um dia para se tomar muito cuidado, porque o trecho reúne todas as condições para tirar vários competidores da prova. E isso no primeiro dia – é ainda pior”, destaca o navegador Kleber Cincea. “Mas”, ressalta Marcos, “temos de manter um ritmo que nos permita permanecer na frente. Vamos trabalhar por um resultado ainda melhor, porque depois temos a etapa maratona, em que não podemos contar com apoio mecânico. Então, ao mesmo tempo que é preciso ter cuidado, temos de ser também rápidos”.


Ser rápido e ter cuidado ao mesmo tempo. “É o que fazemos sempre, mas desta vez este tipo de especial nos remete ao que nossas mães sempre diziam – para correr devagar”, brinca Cristian Baumgart.

Resultado do Prólogo (top-5)):
1. 302 Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (MINI) – 3min42s61
2. 301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti (FORD NWM) – 3min51s51
3. 303 Marcos Baumgart/Kleber Cincea (FORD NWM) – 3min52s65
4. 315 Sylvio de Barros/Rafael Capoani (MINI) – 3min53s21
5. 327 Jorge Junior/Joel Kravtchenko (EVO) – 3min58s92


AS ETAPAS DO RALLY DOS SERTÕES:

Domingo (20/08)
1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

Segunda Feira (21/08)
2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

Terça-feira (22/08)
3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

Quarta-feira (23/08)
4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

Quinta-feira (24/08)
5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08)
6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 km


a426 Copy

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Jorge Martelli (GP) e Raphael Campos (PRO) fecham em primeiro no treino da tarde

Os grids de largada das duas corridas da quinta etapa serão definidos na tomada de tempos às 15h20 e 15h35

A segunda sessão de treinos oficiais válida pela quinta etapa da Sprint Race 2017 aconteceu neste sábado (18/08), no Autódromo Internacional de Curitiba. Com dia chuvoso, o piloto de Chapecó Jorge Martelli, carro 78, encerrou na frente com 1min47seg044da categoria GP.

"O carro está bom, resolvi preservar bastante o carro neste segundo treino. A pista foi secando durante as voltas e para as tomadas de tempos a estratégia é de acertar a calibragem e tentar fazer o que fizemos nos treinos e fazer bons tempos para largar na frente nas corridas amanhã", declara o catarinense Jorge Martelli.

O curitibano Raphael, foi o mais rápido novamente na PRO, com o tempo de 1min48seg358. "No primeiro treino não andamos muito e preferi parar nos boxes para poupar os pneus de chuva. Estava chovendo muito e no fim do treino saiu um sol forte, por isso a nossa estratégia depende das condições da pista, com essa instabilidade fica difícil. Estou aprendendo a guiar o carro com peso extra (lastro) e espero conseguir acertar na calibragem para fazer um bom classificatório", comentou Raphael do SR#13. 

Neste sábado à tarde os pilotos voltam à pista para os treinos classificatórios que definirá a ordem de largada das duas corridas do final de semana.

A quinta etapa da Sprint Race Brasil terá exibição nos canais BandSports, Play TV, Programa Ultrapassagem e Programa Acelerados -  no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

A Sprint Race tem patrocínio da Albriggs, aQuamec, Pirelli, Motul, Fremax e Rio Custom`.

Confira o resultado do segundo treino oficial da quinta etapa (#SetUpFree):

1) #78 Jorge Martelli e Kau Machado, GP, 1min47seg044 

2) #13  Raphael Campos, PRO, 1min48seg358 

3) #27  Luiz Túrmina, PRO, 1min49seg796 

4) #58 João Rosate, PRO, 1min50seg171

5) #111 Erik Mayrink, PRO, 1min50seg253’

6) #07 Vinícius Margiota, PRO, 1min50seg394

7) #22 Gabriel Lusquiños, PRO,1min50seg474

8) #17 Berlanda Junior, PRO, 1min51seg659 

9) #55 Caê Coelho/ Fábio Brecailo, GP, 1min55seg323 

10) #20 Jorge Garcia, GP, 1min55seg617

11) #12 Claudio Buschmann, GP, 1min56seg591 

12) #09 Eduardo Serratto, GP, 2min00seg516

13) #213 Nuno Pagliato, GP, 2min00seg877

14) #82 Cassio Cortes e Gerson Campos, GP,2min05seg772

Fonte: www.cronoelo.com.br

Confira a programação da quinta etapa da Sprint Race 2017

 

Sábado, 19 de agosto

15h20 às 15h30 – Classificatório corrida 1

15h35 às 15h45 – Classificatório corrida 2

Domingo, 20 de agosto

08h00 - 08h10 - Shakedown (Exclusivo para organização)

Corrida 1

08h30 - Alinhamento dos carros

09h00 - Placa de 5 minutos

09h05 - Saída para volta de aquecimento + 23 min + 1 volta

Corrida 2

12h00 - Alinhamento dos carros

12h50 - Placa de 5 minutos

12h55 - Saída para volta de aquecimento + 23 min + 1 volta      

13h25 - Pódio

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 5 - 20/08 - Curitiba (PR) - AIC - #SetUpFree

Etapa 6 - 24/09 - Mogi Guaçu (SP) -Velo Città

Etapa 7 - 04/11 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

Mais informações: www.sprintrace.com.br

Siga-nos também nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/SprintRaceBrasil

Twitter: @Sprint Race

Youtube: youtube.com/sprintracebrasil

Instagram: instagram.com/sprintracebrasil

 

 

Luiz Túrmina #27 garantiu a segunda posição no segundo treino (Lisandro Garcia/Sigcom)

Luiz Túrmina #27 garantiu a segunda posição no segundo treino (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Caê Coelho/Fábio Brecailo #55 (Lisandro Garcia/Sigcom)

Caê Coelho/Fábio Brecailo #55 (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Jorge Martelli (#87) fez o melhor tempo no treino oficial da tarde (Lisandro Garcia/Sigcom)

Jorge Martelli (#87) fez o melhor tempo no treino oficial da tarde (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

Raphael Campos #13 foi o 1o colocado entre os carros da PRO no segundo treino (Lisandro Garcia/Sigcom)

Raphael Campos #13 foi o 1o colocado entre os carros da PRO no segundo treino (Lisandro Garcia/Sigcom)
Alta  | Web

 

RALI DO ATACAMA

 

RALI DO ATACAMA

 

PILOTO PORTUGUES NO PÓDIO

 

  1. Paulo  Gonçalves acaba Atacama no pódio atrás de Quintanilla e Benavides.

 

MAIS UM PROJECTO POR ÁGUA ABAIXO

MAIS UM PROJECTO POR ÁGUA ABAIXO

 

WEC

 

 

  1. Sem se saber quem estava verdadeiramente por detrás, acreditava neste projecto que poucos sabiam envolvia de forma algo indirecta a Dacia. Afinal, o Perrinn LMP1 revelou-se um castelo de cartas, não por culpa da empresa, antes dos financiadores.
    Agora, a marca aponta ao eléctrico na Garage 56 para 2019.

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS

 

 

RALI DA ALEMANHA

 

VITÓRIA DA FORD E DE TANAK

 

 

  1. Ott Tanak imperial por terras de tanques e de vinho riesling, para além de Termas romanas.

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

 

Rali da Alemanha (17-20 agosto 2017) – Dia 4

 

MIKKELSEN EM SEGUNDO LUGAR NO RALI DA ALEMANHA

Com uma performance impecável e bem gerida, Andreas Mikkelsen e Anders Jæger conquistaram o segundo lugar para a Citroën Total Abu Dhabi WRT no Rali da Alemanha. Foi um fim-de-semana importante para a equipa, reforçado pelo quinto lugar de Craig Breen e Scott Martin, o que acontece pela sexta vez esta época.

{  A terceira e última Etapa do Rali da Alemanha consistiu em duas passagens pelas Especiais de Losheim am See e St. Wendeler, disputadas sem paragem para Assistência.

{  Andreas Mikkelsen arrancou da Assistência desta manhã no segundo lugar da Geral, trazendo uma atitude de confiança e determinado em continuar a pressionar Ott Tänak e manter Sébastien Ogier afastado de qualquer hipótese de progredir na classificação.

{  O norueguês colocou de imediato o seu plano em ação, arrebatando por duas vezes o segundo tempo mais rápido (um dos quais a escassos décimos de segundo do tempo do vencedor) nas primeiras passagens pelas Especiais. Com este brilhante desempenho, Mikkelsen consegui reduzir a desvantagem em relação a Tänak para 18s e aumentou a sua vantagem face a Ogier para 19,3s.

{  Craig Breen também começou a manhã em boa forma, tendo subido para o quinto lugar da Geral. Após a ES19, o irlandês estava apenas a 7,1s de Elfyn Evans .

{  O piloto irlandês imprimiu um excelente ritmo à sua condução e ganhou a sua primeira Especial neste rali em Losheim am See2.  Na Power Stage, Breen teve um desempenho impressionante e acabou o dia da melhor maneira conseguindo manter-se distante do seu rival. Depois dos quintos lugares conquistados em Monte-Carlo, Suécia, Córsega, Portugal e Finlândia, Craig Breen e Scott Martin terminaram, pela sexta vez esta temporada, no quinto lugar da Geral!

{  Com as estradas a ficarem cada vez mais sujas à medida que os carros cumpriam as Especiais, Andreas Mikkelsen decidiu não colocar em risco o seu segundo lugar e fez a última Especial num ritmo mais calmo. No final da Power Stage, o piloto norueguês estava extremamente por conquistar o 21º lugar no pódio da sua carrreira.

{  A próxima ronda do Campeonato do Mundo de Ralis terá lugar após um longo período de intervalo. O Rali da Catalunha – Rali de Espanha está agendado para 6 a 8 de Outubro.

 

 

O QUE ELES DISSERAM…

YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING: "Este resultado é muito importante para a equipa e é a recompensa pelo enorme esforço que fizemos na preparação para o Rali da Alemanha deste ano. Foi uma longa espera para termos dois carros entre os cinco primeiros e alcançámos o nosso segundo melhor resultado da temporada graças ao Andreas Mikkelsen. Também alcançamos o nosso objetivo de vencer algumas Especiais, também graças ao Andreas bem como ao Craig Breen. Este quinto lugar vem comprovar o nível de consistência que ele tem demonstrado desde o início da temporada.”

 

ANDREAS MIKKELSEN: "Estou muito feliz, acho mesmo que este é o melhor segundo lugar da minha carreira! Estou orgulhoso do trabalho feito este fim-de-semana pela Citroën Racing, pelo Anders e por mim próprio. Apesar de arrancar bem lá para trás na ordem de partida do primeiro dia, conseguimos mantermo-nos na luta pelo primeiro lugar porque andámos sempre a fundo, no limite. Depois disso, cometemos alguns pequenos erros,  mas estou contente por ternos conseguido manter o Sébastien Ogier atrás de nós."

 

CRAIG BREEN: "Até custa a acreditar que ficámos outra vez em quinto, mas isso comprova a nossa consistência. Andei a fundo do princípio ao fim. No último salto da Power Stage, era impossível ir mais depressa. Na verdade, a aterragem foi tão forte que partimos o pára-brisas! Mas conseguimos chegar ao quinto lugar, portanto, no geral, foi um fim-de-semana bem positivo. Aprendemos imenso num rali que não conhecia muito bem, o que, no futuro, vai ser muito útil para mim."

CLASSIFICAÇÃO GERAL (provisória) – DIA 4 (Final)  

1. Tänak / Jarveoja (Ford Fiesta WRC) 2:57:31.7
2. Mikkelsen / Jæger (Citroën C3 WRC) +16.4
3. Ogier / Ingrassia (Ford Fiesta WRC) +30.4
4. Hanninen / Lindstrom (Toyota Yaris WRC) +1:49.2
5. Breen / Martin (Citroën C3 WRC) +2:01.5
6. Evans / Barritt (Ford Fiesta WRC) +2:03.4
7. Latvala / Anttila (Toyota Yaris WRC) +3:58.2

8. Paddon / Marshall (Hyundai i20 WRC) +4:32.4
9. Kremer / Winklhofer (Ford Fiesta WRC) +10:19.4

10. Camilli / Veillas (Ford Fiesta R5) +10:44.3



 

WRC 2017 / CLASSIFICAÇÕES

PILOTOS

1. Sébastien Ogier - 177 pontos

2. Thierry Neuville - 160 pointos

3. Ott Tänak - 144 pontos
4. Jari-Matti Latvala - 123 pontos

5. Dani Sordo - 84 pontos

6. Elfyn Evans - 87 pontos
7. CRAIG BREEN - 64 pontos

8. Juho Hänninen - 58 pontos
9. Hayden Paddon - 55 pontos
10. Esapekka Lappi - 49 pontos

11. ANDREAS MIKKELSEN - 39 pontos
12. KRIS MEEKE - 31 pontos
13. Teemu Suninen - 25 pontos
14. STEPHANE LEFEBVRE - 22 pontos

15. Mads Østberg - 19 pontos

 

CONSTRUTORES

 

1. M-Sport WRT - 325 pontos
2. Hyundai Motorsport - 261 pontos
3. Toyota Gazoo Racing WRT - 216 pontos
4. Citroën Total Abu Dhabi WRT - 167 pontosa413 Copya414 Copy

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Rally dos Sertões 2107: Nos quadris, Marcelo Medeiros vence o prólogo

O piloto maranhense, da equipe Taguatur Racing/CEMAR, que comanda o quadriciclo Yamaha/Protótipo Raptor 700 é o primeiro a largar pelo quinto ano consecutivo na primeira etapa. No final da tarde a largada promocional

- O piloto da equipe Taguatur Racing/CEMAR percorreu os primeiros quilômetros da 25ª edição do maior rali do Brasil. No total, serão 3.344 quilômetros e as especiais (trechos cronometrados) terão 2.049 quilômetros entre Goiânia (GO) e Bonito (MS). Foram meses de preparação e muita expectativa para a disputa. Para Marcelo Medeiros, da equipe Taguatur Racing, que já foi campeão da categoria em 2012 e 2015, e vice em 2013, este ano está pronto para buscar mais um título da principal competição off-road do país, a partir deste domingo, dia 20, partindo de Goiânia (GO) com destino à Goianésia (GO).

A tomada de tempo teve largada às 10h30, na manhã deste sábado, dia 19, partindo em deslocamento do Autódromo Internacional de Goiânia, e os competidores seguiram para um percurso de aproximadamente seis quilômetros em piso de terra próximo a capital de Goiás, na Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo. Às 18h30, também no autódromo, acontecerá a largada promocional, para que o público possa ver de perto os competidores e seus super bólidos do rali. A entrada será gratuita.

“Começou o Rally dos Sertões! Fizemos um ótimo prólogo. Tivemos uma especial bem pequena e o percurso também serviu para verificar os ajustes que fizemos na suspensão, está tudo certo. O prólogo não tem correlação nenhuma com o resultado final. Largar bem é o nosso objetivo, queremos fluir na prova e sabemos que os primeiros dias serão os mais difíceis. Agora é concentrar para a primeira especial que é neste domingo”, diz Marcelo Medeiros.

Para conquistar seu objetivo pela categoria quadriciclos, Medeiros contará com o veículo quadriciclo Yamaha/Protótipo Raptor 700, que segundo o chefe de equipe, Michel Dias está tudo preparado após a definição do grid de largada. “Um evento como esse exige muito tempo, muita atenção. Grande parte da equipe vem dedicando seu tempo a isso há alguns meses. Mantivemos o ritmo de trabalho constante para que no desenrolar do Sertões esteja tudo em ordem, e com certeza estará”, finaliza.

A largada da 25ª edição do Rally dos Sertões será em Goiânia (GO), dia 20 de agosto. O rali passará por Goianésia (GO), Santa Terezinha de Goiás (GO), Aruanã (GO), atravessando a fronteira com o Mato Grosso até Barra do Garças e com o Mato Grosso, para chegar a Coxim (MS), Aquidauana (MS) e Bonito (MS) onde sediará a chegada no dia 26, com a cerimônia de premiação.

Marcelo Medeiros conta com patrocínio da CEMAR, através da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, no Rally dos Sertões. O apoio é da Taguatur Fiat, Agência Oito e Mardisa Mercedes.       

Resultado do prólogo – Quadriciclos:

  • 102 Marcelo Medeiros, Taguatur Racing, 04min13seg07
  • 107 Milton Martens, Martens Racing, 04min27seg52
  • 106 George Souza Girao, Girao Team, 04min28seg66
  • 101 Geison Belmont, Meikon Rally Team, 04min32seg25
  • 104 Michael Dias, Taguatur Racing, 04min38seg21

Confira a programação do Rally dos Sertões – 25 anos

 

20/08 - 1ª Etapa (domingo)

Goiânia (GO) – Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 240 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 152 km

Total do dia – 702 km

21/08 - 2ª Etapa (segunda-feira)

Goianésia (GO) – Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 116 km

Especial (trecho cronometrado) – 245 km

Deslocamento final – 0 km

Total do dia – 361 km

22/08 - 3ª Etapa (terça-feira)

Santa Terezinha de Goiás (GO) – Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km

Especial (trecho cronometrado) – 297 km

Deslocamento final – 8 km

Total do dia – 305 km

23/08 - 4ª Etapa (quarta-feira)

Aruanã (GO) – Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 104 km

Especial (trecho cronometrado) – 263 km

Deslocamento final – 96 km

Total do dia – 463 km

24/08 - 5ª Etapa (quinta-feira)

Barra do Garças (MT) – Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13 km

Especial (trecho cronometrado) – 430 km

Deslocamento final – 210 km

Total do dia – 653 km

25/08 - 6ª Etapa (sexta-feira)

Coxim (MS) – Aquidauana (MS)

Deslocamento Inicial – 61 km

Especial (trecho cronometrado) – 194 km

Deslocamento final – 173 km

Total do dia – 428 km

26/08 - 7ª e última etapa (sábado)

Aquidauana (MS) – Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 120 km

Especial (trecho cronometrado) – 310 km

Deslocamento final – 2 km

Total do dia – 432 km

Percurso total do Rally dos Sertões – 3.344 km

Especiais (trechos cronometrados) – 2.049 km (61%)

Cerimônia de Premiação

 

Largada do prólogo (Luciano Santos/SigCom)

Largada do prólogo (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Marcelo Medeiros (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Marcelo Medeiros (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Marcelo Medeiros #102 (Marcelo Machado/Fotop)

Piloto Marcelo Medeiros #102 (Marcelo Machado/Fotop)
Alta  | Web

 

TOMÁS ALONSO RETOMA LIDERANÇA

 

TOMÁS ALONSO RETOMA LIDERANÇA NA CATEGORIA DE MINIGP

 

Depois de ter estado afastado cerca de 1 mês da competição, após ter fraturado a perna no Campeonato Nacional de Velocidade, Tomás Alonso regressou este fim de semana às corridas, no Kartódromo do Bombarral, no âmbito da 4ª jornada da Oliveira Cup, e acaba de reconquistar a liderança no topo da tabela geral de classificação, na categoria MiniGP, com 75 pontos.

Embora pautadas por algumas quedas sem gravidade, as mangas disputadas pelos jovens pilotos revelaram-se corridas altamente renhidas, com a liderança das mesmas a ser discutida sobretudo entre Tomás Alonso e “Quique” (Pedro Fraga). Tomás Alonso, já praticamente recuperado da sua recente lesão, esteve ao seu mais alto nível, superando consecutivamente os seus tempos. Já Pedro Fraga, mais conhecido por “Quique”, de nacionalidade espanhola, tem evoluído positivamente na conquista do seu lugar a cada manga e na classificação geral desta competição, que tem o mentoring de Miguel Oliveira.

Com um traçado diversificado e uma boa componente técnica, o Kartódromo do Bombarral viu subir ao pódio Tomás Alonso, Quique e Pedro Fragoso, com idades compreendidas entre os 13 e 14 anos, na categoria MiniGP.

Segundo Paulo Oliveira, “estamos precisamente a meio do campeonato e temo-nos apercebido da evolução muito positiva de todos os pilotos, em especial dos nossos jovens pilotos, que estão a revelar o seu verdadeiro nível e a competir cada vez mais em grupo, com os tempos muito próximos uns dos outros. Vemos neles inclusive uma atitude mais séria e compenetrada e, por isso, o balanço até ao momento só poderia ser muito positivo”.

Já a categoria Naked deu também provas de uma vontade de vencer sem igual, com corridas marcadas por um desempenho muito competitivo dos pilotos. As competições desta categoria são, aliás, geralmente marcadas por grandes batalhas entre os pilotos mais experientes, acima dos 16 anos e sem limite de idade. O pódio foi ocupado por André Pereira, Luís Castro e Raul Garcia. 

A 5ª prova do Troféu Escola de Motociclismo Oliveira Cup terá lugar no SAKI, Kartódromo de Santo André, no próximo dia 3 de setembro, onde estará também presente Miguel Oliveira, o piloto de Moto2 da Red Bull KTM Ajo e mentor deste projeto pedagógico.

 

MiniGP - Classificação geral

1º TOMÁS ALONSO, com 75 pontos

2º PEDRO FRAGOSO, com 65 pontos

3º MARCO MATEIRO, com 59 pontos

 

Naked – Classificação geral

1º JAVIER GOMEZ, com 82 pontos

2º ANDRÉ PEREIRA, com 78 pontos

3º LUÍS CASTRO, com 63 pontosa412 Copy

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

  1. Quando  o fotógrafo consegue combinar o empenho do piloto com o cenário e faz arte, mostrando a emoção e a magia do desporto motorizado. E quando a agência é portuguesa, merece ainda maior destaque.

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2017

a410 Copy 

Rali da Alemanha (17-20 agosto 2017) – Dia 2

 

UMA BOA COLHEITA PARA MIKKELSEN

Disputada nos vinhedos e debaixo de chuva, a primeira Etapa do Rali da Alemanha proporcionou a Andreas Mikkelsen e Anders Jaeger um plano de grande evidência. Depois de terem andado no comando, a dupla norueguesa fechou a jornada na segunda posição, a 5’’7 do líder. A Citroën Total Abu Dhabi WRT pode igualmente contar com Craig Breen e Scott Martin, sétimos na Classificação Geral.

{  O arranque do rali teve lugar ao princípio da noite de quinta-feira, com uma Super Especial desenhada nas ruas de Saarbruckën. A prova começava mal para Kris Meeke e Paul Nagle, obrigados a abandonar com uma avaria na direção no seguimento de um embate num muro de cimento.

{  Graças ao trabalho dos mecânicos, a dupla do C3 WRC nº7 estava de volta à prova hoje de manhã, embora com dez minutos de penalização aplicados segundo os regulamentos de Rali2. A jornada de hoje arrancou com quatro Especiais: duas passagens por Wadern-Weiskirchen (ES2/5) intercaladas por duas clássicas: Mittelmosel (ES3) e Grafschaft (ES4) .

{  As previsões metorológicas anunciavam chuva durante a manhã, portanto, a escolha de pneus era uma decisão delicada. Andreas Mikkelsen apostou em cinco Michelin Pilot Sport de mistura macia, enquanto que Craig Breen e Kris Meeke optaram por quatro pneus de mistura macia e dois de mistura dura.

{  Logo no íncio, Andreas Mikkelsen envolvia-se na luta pelo comando da prova. Rubricando o tempo mais rápido na ES4, o piloto norueguês acabou mesmo por tomar o primeiro lugar da classificação geral! Por alturas de se deslocar à Assistência para a pausa intermédia, o C3 WRC nº9 mantinha-se no comando com 4’’1 de avanço sobre Tänak.

{  Pouco à vontade com a sua escolha de pneus em Mittelmosel, Craig Breen perdeu tempo em Grafschaft ao cometer dois pequenos erros. A meio da jornada, o C3 WRC nº8 estava em sétima posição da Geral, a 31’’5 do líder.

{  Enquanto os carros estavam na Assistência, aparaceu a tão anunciada chuva, deixando antever uma tarde difícil. Durante a segunda ronda, os novos pneus Michlein Pilot Sport FW (de full wet) foram utilizados pela primeira vez em competição: duas unidades para Craig Breen, quatro para Andreas Mikkelsen e seis para Kris Meeke!

{  Nestas condições, a ordem de partida de Andreas Mikkelsen (12º) antevia-se como um sério handicap. Tal como de manhã, o norueguês andou sempre ao ataque, mas Tänak instalou-se no comando após a ES7. No final do dia, Andreas mantinha-se “na sombra”, a apenas 5’’7 do seu rival.

{  Subindo à sexta posição após a ES7, Craig Breen fez um pião na última Especial do dia, perdendo um  lugar com esta “manobra”.

{  Amanhã, a segunda Etapa do Rali da Alemanha irá desenrolar-se, na sua maior parte, no campo militar de Baumholder, mas também vai andar pelas belas estradas rurais do Sarre.

 

 

O QUE ELES DISSERAM…

YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING: "Tínhamos bastante receio desta Etapa, pois, caso a chuva aparecesse, as posições de partida dos nossos pilotos eram desfavoráveis. A chuva lá acabou por aparecer, mas Andreas Mikkelsen foi capaz de ultrapassar este ‘handicap’ mostrando-se muito eficaz e sem cometer erros dignos de registo. Graças ao trabalho conjunto dos engenheiros, das equipas de meteorologia e dos abridores, julgo que fizemos a melhor escolha possível de pneus em função das condições atmosféricas. É muito positivo para a Citroën ter uma equipa envolvida na disputa pela liderança. Amanhã, o Andreas terá uma ordem de partida semelhante à dos seus rivais e a luta promete ser ainda mais interessante. Apesar da sua falta de experiência neste rali, Craig Breen conseguiu fintar todas as armadilhas. Ele pode ainda ambicionar estar entre os cinco primeiros no final deste rali.”

 

ANDREAS MIKKELSEN: "É obviamente fantástico estar a bater-me pelo primeiro lugar. Sabia que ia ser uma Etapa difícil devido à minha ordem de partida. Felizmente, não choveu assim tanto durante esta amnhã. Em contrapartida, durante a segunda passagem, foi um autêntico dilúvio e as estradas transformaram-se em verdadeiros pântanos. Fizemos uma boa escolha de pneus ao optarmos por continuar com os ‘full wet’. Ao longo de todo o dia, foi preciso correr bastantes riscos para nos mantermos na frente e foi isso mesmo que consegui fazer. Amanhã, a luta vai ser interessante, tudo é possível nesta fase da prova."

 

CRAIG BREEN: "Não foi propriamente uma jornada que eu possa considerar como boa. As escolhas de pneus foram complicadas e tive dificuldade em obter boas sensações ao passar de uma configuração para outra. Cometi alguns erros que me custaram tempo, mas continuamos em prova. Amanhã, vamos andar num tipo de piso totalmente diferente, será, portanto, a altura ideal para fazer um ‘reset’ para abordar a segunda Etapa."

 

KRIS MEEKE: "Após o meu estúpido erro de ontem à noite, não foi fácil, esta manhã, recuperar a confiança e encontrar um bom ritmo. A chuva e a lama vieram tornar a minha tarefa ainda mais difícil. Estou satisfeito por ter testado os pneus Michelin Pilot Sport FW em condições de competição, foi uma experiência interessante. Sabemos que o carro está bastante bom; já tínhamos visto isso na Córsega e nos testes, mas hoje o Andreas comprovou, mais uma vez, o potencial dos nossos carros. Eu próprio espero voltar a ter um bom andamento ao volante do C3 WRC.”

 

TT NO BRASIL - RALI DOS SERTÕES

 

Nos 25 anos do Sertões, X Rally Team inicia batalha com a missão de defender o título

A receita é a mesma: equipe paulistana que venceu a prova em 2016 com Cristian Baumgart e Beco Andreotti alinha dois Ford Ranger V8 na edição comemorativa do principal rali brasileiro

 

 

Começa neste final de semana a 25ª edição do Rally dos Sertões, a principal e mais difícil prova do off-road brasileiro. Em prova comemorativa que percorrerá 3,3 mil quilômetros saindo de Goiânia (GO) rumo ao inédito destino de Bonito, no Mato Grosso do Sul, carros, motos, quadriciclos e UTVs enfrentarão grandes desafios durante sete dias de muita poeira e velocidade.

Campeões gerais na edição de 2016, a dupla do X Rally Team formada pelo piloto Cristian Baumgart e o navegador Beco Andreotti inicia a disputa com uma nova missão – a de defender o título conquistado no ano anterior. A receita é a mesma: o time vai, pelo quarto ano consecutivo, correr com os Ford Ranger V8 construídas pela NWM Motorsports, preparadora sul-africana.

“A gente entra no rali para acelerar e tentar vencer sempre. Isso depende de vários fatores, como sorte, competência, treinamento e um carro muito bom para fazer todo esse trecho e sobreviver à quebradeira. São grandes os desafios de um rali como o Sertões”, diz Cristian Baumgart.

Para o navegador Beco Andreotti, a estratégia é parecida com a do ano passado. Trabalhar em cada detalhe, por menor que seja, e aproveitar as oportunidades. “Vamos fazer o nosso trabalho, focar nos detalhes, manter a concentração alta. Qualquer deslize pode trazer muito prejuízo. Então vamos fazer o nosso trabalho da melhor maneira possível”, afirmou.

A dupla é a mais longeva da história do rali brasileiro. São 18 anos atuando como dupla em diversas provas do off-road nacional e internacional. Uma sinergia que, na opinião de Beco, é vantajosa. “Nosso entrosamento é muito forte; sabemos quando um precisa puxar o outro. O negócio é começar de maneira agressiva desde o primeiro quilômetro, como fizemos no ano passado. Foi uma estratégia que funcionou, nos permitiu abrir vantagem e passar o restante do rali administrando e poupando o equipamento”, completou.

Marcos Baumgart – irmão de Cristian – e o navegador Kleber Cincea também fazem parte do rol das duplas mais longevas do fora de estrada no Brasil. O duo – que não completou a prova em 2016 – destaca que o ritmo da edição comemorativa do Sertões vai ser algo que “beira o insano”.

“A galera vai acelerar, pode ter certeza disso. A categoria mais rápida do Sertões está com seis carros, todos com duplas experientes, talentosas e vencedoras. Então, uma das certezas que temos é de que esta prova será extremamente disputada, com vários carros andando junto. Vai ser bonito de ver. E não tem favorito”, ressalta Marcos.

Seu navegador compartilha da mesma opinião. “O Sertões é sempre aquela pauleira diária pela frente. Por melhor que seja o carro de que dispomos, é sempre uma incógnita, e isso é a essência do rali. Temos uma quantidade boa de carros T1 FIA e isso deixa a disputa mais temporada, o que vai valorizar ainda mais o título para quem o conquistar, com certeza”, conclui Kleber Cincea.

A programação oficial do Rally dos Sertões começa no sábado (19) em Goiânia com uma carreata pelo centro da cidade e o prólogo – prova curta que define a ordem de largada do primeiro dia -, finalizando com a largada promocional no autódromo da capital goiana.

No domingo a caravana parte em direção ao desafio de dois mil quilômetros de trechos cronometrados e um total de 3.300 de prova, passando por Goianésia, Santa Terezinha de Goiás e Aruanã, no estado goiano; Barra do Garças, em Mato Grosso, e entra no Mato Grosso do Sul para os estágios finais fazendo paradas nos municípios de Coxim, Aquidauana e com a chegada em Bonito.


PROGRAMAÇÃO:
19 de agosto (sábado)
9h – Carreata pelo centro de Goiânia
10h30 – Prólogo (definição da ordem de largada)
Distância: 6 quilômetros
Local: Cidade Alpha Goiás, em Senador Canedo.
18h30 – Largada promocional no Autódromo de Goiânia

AS ETAPAS DO RALLY DOS SERTÕES:

Domingo (20/08)
1ª Etapa
Goiânia (GO) a Goianésia (GO)

Deslocamento Inicial – 221,87 km
Trecho cronometrado – 306,82 km
Deslocamento Final – 151,79 km
Total do dia: 680,48 km

Segunda Feira (21/08)
2ª Etapa (Maratona)
Goianésia (GO) a Santa Terezinha de Goiás (GO)

Deslocamento Inicial – 78 km
Trecho cronometrado – 248,16 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia: 326 km

Terça-feira (22/08)
3ª Etapa
Santa Terezinha de Goiás (GO)  a Aruanã (GO)

Deslocamento Inicial – 0 km
Trecho cronometrado – 297,12km
Deslocamento Final – 9 km
Total do dia: 306 km

Quarta-feira (23/08)
4ª Etapa
Aruanã (GO) a Barra do Garças (MT)

Deslocamento Inicial – 102,4 km
Trecho Cronometrado – 273,20 km
Deslocamento Final – 95,68 km
Total do dia: 471,34 km

Quinta-feira (24/08)
5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim (MS)

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km

Sexta-feira (25/08)
6ª Etapa
Coxim (MS) a Aquidauana (MS)
Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Total de trechos cronometrados (especiais): 1.999,52 km (60,59 %)
Total da prova:  3.300,06 kma408 Copya409 Copy

 

JET SKI NO BRASIL

 

SEGUNDA ETAPA DO JET SPORTS CONTEST

COMEÇA NESTE SÁBADO, EM RIBEIRÃO PIRES (SP)

As disputas que prosseguem até domingo, serão no Tahiti Náutica Club, reunindo alguns dos principais nomes da modalidade no país.

 

A segunda etapa do JET SPORTS CONTEST tem início neste sábado, às 10 horas, na Represa Billings, mais precisamente no Tahiti Náutica Club, em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. A competição, que reúne alguns dos melhores pilotos do país, prosseguirá no domingo, a partir das 9 horas. A organização espera boa presença de público, que terá entrada gratuita.

A novidade a partir dessa segunda etapa do JET SPORTS CONTEST será a realização de baterias exclusivas entre os Jets Spark. O presidente da Associação Brasileira de Jet Ski – BJSA, Luiz Marcelo Teixeira (Pardal), explica que se trata de um modelo de grande popularidade, porém, com poucos adeptos e o objetivo será incrementar a categoria.

As demais categorias em disputa no JET SPORTS CONTEST são as seguintes: Ski Aspirado GP, Supercourse Aspirado até 1100 cc, Supercourse Aspirado acima de 1100 cc, Supercourse Turbo GP, Arrancada Aspirado acima de 1100 cc, Arrancada Turbo. Endurance Aspirado até 1100cc, Endurance Aspirado acima de 1100 cc e Endurance Turbo GP.

Um dos destaques da competição é o paulistano Jeferson Gomes, que lidera a categoria Arrancada Turbo. Além disso, participará da Arrancada Aspirado acima de 1100cc, Supercourse Aspirdo acima 1100cc e Endurance Aspirado acima de 1100cc.

A dupla de pai e filho, Gildo e Erik Teixeira, de Campinas (SP), também está entre os destaques das disputas deste final de semana no Tahiti Náutica Club. Erik lidera a categoria Supercourse Aspirado acima de 1100 cc e juntamente com seu pai, ocupam o terceiro lugar na Endurance Turbo GP. Ambos treinaram intensivamente e estão motivados para esta segunda etapa do JET SPORTS CONTEST.

O JET SPORTS CONTEST é uma realização da BJSA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JET SKI, com produção da CPM7 FULL PROMOTION, apoio da PREFEITURA DE RIBEIRÃO PIRES, DA SECRETARIA DE TURISMO E DESENOVLVIMENTO ECONÔMICO, NATURAL RACING, RADICAL JET WORLD, JETCO, CASARINI, GLOBOJET, ARIELTEK, HOPPI HARa407 Copy

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt