In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


TODA A POLÉMICA SOBRE RAFAEL LOBATO

O CASO RAFAEL LOBATO

 

 

 

 

 

"Atendendo a toda a polémica que a realização de uma sessão de Voltas Promocionais por parte do piloto Rafael Lobato, programada para o próximo domingo, levantou junto do restante plantel do Campeonato Nacional de Velocidade de Turismos e não só, comunicamos o seguinte:

Depois de auscultada a organização da prova, entendemos de comum acordo por bem cancelar a referida acção promocional, apesar de estarmos de consciência completamente tranquila quanto à questão regulamentar e desportiva, pois não entedemos que se possa tirar qualquer vantagem de uma série de 5 voltas incompletas com paragem nas boxes, com o peso suplementar de um passageiro e respectivo banco, utilizando pneus já usados noutras provas e com as naturais cautelas para não estragar um momento que se quer de pura diversão para os convidados!

Esta acção partiu de uma ideia exclusivamente da responsabilidade do pai do piloto, que foi apresentada na semana passada à organização, que a recebeu com todo o interesse. Só esta quarta-feira houve a certeza de que se poderia realizar, pelo que o anúncio foi feito apenas depois disso.

Tivemos o cuidado de nos informar quanto à questão regulamentar da janela temporal que impede os testes/treinos nas pistas antes das nossas provas. O que o ponto 12 do Regulamento do CNV Turismos diz é que são 7 dias antes das provas: http://www.velocidade.fpak.pt/.../cam.../regdespcnvt2017.pdf.

Já agora, pergunto, se algum dos pilotos participantes no CNV Turismos fosse participar esta semana no ETCC com o seu carro do CNV, como seria? Também se considerava que estaria em vantagem por poder “treinar” e correr durante todo o fim-de-semana? Ficariam os pilotos do CNV impedidos de fazer a prova do ETCC? Ou se a fizessem, ficariam depois impedidos de fazer a prova do CNV em Vila Real?

Repetimos que o espírito desta acção sempre foi o de proporcionar uma experiência diferente aos convidados da organização durante os 30 minutos previstos para as Voltas Promocionais de domingo e durante o resto do fim-de-semana fazer uma acção de relações públicas com todos os que nos visitem no paddock, à semelhança de outras que nós temos feito durante os últimos anos, nomeadamente nas 4 Horas do Estoril ELMS e na Rampa do Caramulo, sempre com enorme sucesso.

Acções destas, penso que são também benéficas para o próprio CNV pois ajudarão a publicitar que o Circuito estará de regresso duas semanas depois com os nossos carros. Pela nossa parte, estaremos no paddock do Circuito para receber todo o numeroso público que nos costuma visitar, retribuindo da forma que melhor sabemos todo o apoio que sentimos onde quer que nos desloquemos, com a distribuição de brindes, autógrafos e disponibilidade total do piloto para o público.

Espero que isto sirva para encerrar este infeliz assunto e que permita que todos os amantes do automobilismo nacional se possam concentrar naquilo que mais interessa: a festa das corridas que se vão desenrolar este fim-de-semana no Circuito Internacional de Vila Real!"

 

LOBATO NO WTCC EM VILA REAL

 

RAFAEL LOBATO CUMPRE ANTEESTREIA EM VILA REAL  NO FIM DE SEMANA DO WTCC 

 

ax22 Copy
 O vice-campeão nacional de velocidade 2015, RAFAEL LOBATO, vai estar presente no primeiro fim de semana de corridas de Vila Real. O piloto oriundo da cidade transmontana, já vencedor no TCR Portugal e Ibérico de 2017 e apoiado pela Ascendi, Crédito Agrícola, Iki Mobile, Fibran XPS, Susazub, Renort, Murganheira, Tomeifel, Glassdrive, Clínica Beco com Saída, Anabela Alves Cabeleireiros, Fornima e Minfo vai ser convidado VIP do WTCC e estará ao volante do seu Audi RS3 LMS cumprindo voltas promocionais com convidados da organização.
 
Recordamos que RAFAEL LOBATO e o Audi RS3 LMS da Veloso Motorsport estarão presentes na prova “caseira” de Vila Real para oferecer autógrafos, conviver com os adeptos e, no domingo, mostrar as capacidades do TCR da Audi ao longo das ruas da cidade transmontana.
 
Dentro de duas semanas, RAFAEL LOBATO e o Audi RS3 LMS com as cores da Ascendi, Crédito Agrícola, Iki Mobile, Fibran XPS, Susazub, Renort, Murganheira, Tomeifel, Glassdrive, Clínica Beco com Saída, Anabela Alves Cabeleireiros, Fornima e Minfo regressarão ao exigente traçado citadino de Vila Real para competir no Campeonato Nacional de Velocidade Turismos 2017, onde tem como objetivo a conquista da vitória.
 
Rafael Lobato – “É sempre um enorme prazer aceder a estes convites pois permite-me estar mais perto dos adeptos, poder explicar-lhes como funciona o Audi RS3 LMS e, sobretudo, dar a oportunidade a alguns de conhecer por dentro como é feita uma volta ao extraordinário Circuito de Vila Real. Fico um pouco triste por não conseguir estar na ‘minha’ prova ao volante de um WTCC, mas não perco a esperança de nos próximos anos conseguir estar na grelha de partida deste campeonato mundial com carros espetaculares.”

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

RAFAEL LOBATO SEGUNDO EM PORTIMÃO APÓS JORNADA DE EVOLUÇÃO CONTÍNUA

 

at51 Copyat52 Copy
 Ultrapassados os problemas ao nível da electrónica do motor do Audi RS3 LMS TCR, que impediram que o vice-campeão nacional de velocidade 2015, RAFAEL LOBATO, conseguisse a melhor preparação para a segunda jornada do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos 2017(CNVT)/TCR Portugal e TCR Ibérico, que se realiza no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), o resultado global da jornada acabou por ser ainda assim positivo com um segundo lugar final conseguido a partir da quarta posição da grelha garantida na qualificação.
 
RAFAEL LOBATO conseguiu assim mais um pódio ao volante do Audi RS3 LMS TCR da Veloso Motorsport com as cores do Ascendi, Crédito Agrícola, Iki Mobile, Fibran XPS, Susazub, Renort, Murganheira, Tomeifel, Glassdrive, Clínica Beco com Saída, Anabela Alves Cabeleireiros, Fornima e Minfo, apontando já baterias à próxima prova em que irá correr em casa, no traçado do circuito de Vila Real.
 
Relativamente à forma como decorreu o fim-de-semana, e dentro das limitações todas impostas pelo facto de não ter andado no sábado com o carro, o dia de domingo acabou por correr bem. Na qualificação fez o quarto melhor tempo, quando havia a necessidade de conhecer o carro e adaptar o carro à pista — Rafael Lobato já tinha andado no traçado do AIA mas ao volante de um Seat, com um comportamento naturalmente diferente —, sendo que na corrida, fruto de um bom arranque foi subindo na classificação e acabou por terminar no segundo posto, tirando até o melhor partido da presença em pista do safety-car. Apesar de tudo, tendo em conta o que se passou no primeiro dia, depois de arrancar em quarto, terminar em segundo foi particularmente positivo, numa jornada em que foi possível evoluir primeiro na qualificação e depois já na própria corrida.
 
Rafael Lobato – “Foi uma jornada que começou mal mas acabou bem. No sábado as coisas começaram mal quando o motor entrou em modo de segurança, o que nos obrigou a desmontar todo o carro. Acabei por fazer apenas quatro voltas ficando impedido de voltar à pista. Já este domingo pude fazer a qualificação em mais duas voltas, garanti o quarto lugar na grelha, consegui depois um bom arranque que me permitiu subir logo para terceiro e a partir daí foi lutar pelo melhor.”
 
“Com a entrada do safety-car conseguimos tirar o melhor partido de um arranque e chegámos ao segundo lugar e a partir daí tentámos mais. Todavia, e porque não tínhamos feito testes, o carro ainda não estava a cem por cento e não pudemos ir mais longe mas mesmo assim foi uma jornada bastante positiva. Ainda assim, terminámos no segundo lugar, a Veloso Motorsport terminou a corrida com as três primeiras posições e todos nós estamos de parabéns. Agora há que pensar em Vila Real onde vamos correr em casa e para a qual estamos com ânimo e motivação.”

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Fim de-semana difícil para Nuno Batista e Edgar Florindo


NOTA DE REDACÇÃO:

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM  COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADO PELO racespirit COMO AUTOR DESTE ARTIGO.aq21 Copy

Não foi feliz a passagem de Edgar Florindo e Nuno Batista pelo Autódromo Internacional do Algarve, com os resultados a ficarem aquém dos objectivos delineados pela equipa, para mais uma jornada do Campeonato Nacional de Velocidades Turismos TCR e TCR Ibérico.

Com um sexto lugar final conquistado por Edgar Florindo, na primeira corrida do fim-de-semana e uma desistência de Nuno Batista, devido a um toque com um adversário na segunda volta da corrida número dois, foi insuficiente o pecúlio conquistado por esta dupla e pelo SEAT Leon TCR na jornada algarvia.

Chegados ao circuito localizado nos arredores de Portimão com as expectativas em alta, depois de um teste muito positivo nesta pista no fim-de-semana que antecedeu esta jornada, Batista e Florindo viram defraudados os objectivos estabelecidos para esta prova.

Edgar Florindo: “A qualificação não me correu bem, falhei na primeira tentativa e depois na segunda apanhei um carro muito lento que me estragou a volta. Não fosse isso penso que poderia ter chegado ao quarto ou quinto tempo, mas mesmo assim, ficávamos sempre a cerca de 1 segundo da pole. Na corrida fiz o melhor que consegui, mas hoje não tive “armas” para fazer melhor, nunca me senti confortável com o carro. Tenho a certeza que posso andar mais à frente e por isso não estou satisfeito com a prestação que tivemos. O meu “feeling” este fim-de-semana foi diferente e tenho a certeza que o carro não está tão bom, como esteve nos testes que fizemos aqui na semana passada. Nessa altura a minha sensação a conduzir o carro foi completamente diferente, sem que eu perceba o porquê. Vamos agora analisar em conjunto com os técnicos da equipa, os vídeos e a telemetria desta nossa prestação, para percebermos o que se está a passar e ver como pudemos melhorar nas próximas provas.”

Nuno Batista: “Este foi um fim de semana que para mim não correu bem. O nosso carro esteve um pouco melhor em qualificação, comparando com a prova do Estoril, mas temos de melhorar bastante o “setup” de corrida, pelo que pude verificar na prova do Edgar. Consegui um quinto tempo e esperava na corrida lutar pelo pódio, mas uma blocagem de rodas totalmente inesperada para o gancho da torre, fez com que não evitasse um toque no carro do Francisco Abreu. Já tive oportunidade de falar com ele e pedir-lhe desculpas pelo sucedido. Vamos agora analisar em profundidade na telemetria o que aconteceu, porque seja o que for que sucedeu, não foi normal. Fui apanhado totalmente desprevenido, sem nada conseguir fazer para evitar o acidente.”

Os dois pilotos apoiados por Advology; Top Car; Turboclinic; Rui Florindo; Bardahl; Homework; Cartest; BPI; Florestal; Via Pesados; Brincar e Key Trailer, regressam ao activo a 08 e 09 de Julho, para disputar a terceira ronda do campeonato e do troféu Ibérico, no Circuito Internacional de Vila Real.


 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Francisco Mora com passagem 100% vitoriosa pelo Algarve!


NOTA DE REDACÇÃO:


O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM , COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, Éaq14 Copy NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADO PELO racespirit COMO AUTOR DESTE TEXTO.


Foi brilhante a passagem de Francisco Mora pela pista de Portimão, com o jovem piloto nortenho a conquistar duas vitórias nas duas corridas disputadas, a que se juntou uma pole e um terceiro lugar nas qualificações. Com estes resultados, Mora reforçou a sua vantagem na liderança do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos TCR e no TCR Ibérico, conseguindo cumprir todos os objectivos para esta jornada.

Nem o muito calor que se fez sentir este fim-de-semana naquela região, conseguiu impedir a vontade e o querer do campeão em título, ficando o registo de Mora e do seu SEAT Leon TCR muito perto da perfeição, numa prova que foi de extrema dificuldade, dada a aguerrida e competitiva oposição presente em pista.

“Tirando a minha ligeira falha na primeira qualificação, onde errei numa travagem na minha primeira tentativa, que me impediu de chegar à pole para primeira corrida, tudo o resto correu de uma forma perfeita, o que me deixa naturalmente muito feliz. Na corrida inaugural consegui sair muito bem desde a terceira posição e no final da primeira volta já estava a frente. Fui sempre muito pressionado pelo Francisco Abreu, mas consegui gerir bem e defender-me sempre com sucesso das suas tentativas de ataque e venci.  Na segunda corrida, sai da pole e arranquei de novo muito bem para liderar de principio ao fim sem grandes problemas. Pontuação máxima e resultados muito moralizadores, exactamente aquilo que eu queria para poder chegar a Vila Real, - um circuito citadino e por isso muito imprevisível -, com uma margem pontual um pouco mais confortável. Esta ano começou muito bem, estou confiante e moralizado para lutar pela revalidação do título.” Sintetizou Francisco Mora.

A próxima deslocação de Francisco Mora é até Trás-os-Montes, onde vai disputar a 08 e 09 de Julho, a terceira ronda do campeonato e do troféu Ibérico, no Circuito Internacional de Vila Real.

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Kia cee’d TCR impressiona pela velocidade

 

Equipa lutou pela “pole” na segunda prova do TCR Portugal

 

O Kia cee’d TCR da CRM Motorsport traduziu parte do seu enorme potencial, ao efectuar o segundo melhor registo da qualificação, logo na segunda ronda de corridas desde que passou de projecto de competição a realidade nas pistas. No Autódromo Internacional do Algarve, o automóvel pilotado por José Pedro Faria e João Miguel Batista foi um dos protagonistas pela evolução demonstrada.

                                                                                                               

A CRM Motorsport já conseguiu transformar um automóvel que ainda há pouco tempo “nasceu” para as corridas num potencial vencedor. No circuito de Portimão, a equipa realizou o segundo melhor tempo na primeira sessão de treinos cronometrados. O entusiasmo gerado pela marca registada com José Pedro Faria ao volante só não se prolongou porque o potenciómetro do acelerador deixou de funcionar e o Kia cee’d TCR já não saiu das boxes.

 

Depois de uma sessão privada de testes em Braga sem qualquer problema e dos treinos livres realizados já no Algarve sem percalços, a equipa aproveitou toda a informação para tornar o Kia cee’d TCR mais competitivo. Esse trabalho deu logo resultado no “warm-up” da manhã de hoje. A rapidez demonstrada provou que o potencial para, no futuro, discutir triunfos é real e a segunda melhor marca na qualificação já não surpreendeu.

 

“Fazemos um balanço positivo da nossa prestação nesta jornada do TCR Portugal. Era importante termos andado o máximo possível, mas os dados recolhidos ao longo destes dias permitem-nos acreditar, com muita motivação e entusiasmo, no caminho que estamos a fazer. Infelizmente não concluímos o evento como desejávamos, mas os aspectos positivos que retiramos superam claramente os negativos. Temos de admitir que não seria previsível estarmos a discutir a pole-position de um campeonato tão intenso e competitivo como este logo na segunda prova em que estamos presentes”, explicou o team manager da CRM Motorsport, Tiago Raposo Magalhães.

 

Concluída a participação da CRM Motorsport na segunda jornada do TCR Portugal, a equipa vai preparar a presença em novo evento com o Kia cee’d TCR. Este acontece no próximo mês, nos dias 8 e 9, no mítico circuito citadino de Vila Real.aq4 Copyaq5 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Pódio para a Vettra Motorsport

 

Um arranque fulguroso de Manuel Gião, levou o Seat Leon da Vettra Motorsport da sexta para a terceira posição, em discussão directa com Francisco Mora e Francisco Abreu. Foi prémio de todo o trabalho feito pela equipa.

As expectativas da equipa bracarense apontavam o pódio na prova algarvia que albergou o campeonato TCR Ibérico,  dado o trabalho desenvolvido no último mês e as indicações tiradas nas várias sessões de treinos livres. Contudo, a temperatura elevada em pista e os pneus novos não jogaram  a favor do setup escolhido e Manuel Gião alcançou apenas a sexta posição, enquanto que Ricardo Gomes, em adaptação ao circuito, rolou na oitava posição.

Na primeira corrida, Manuel Gião, extremamente competitivo, levou o Seat Leon da sexta à terceira posição no arranque, e ali ficou em luta directa com os seus adversários.

Ricardo Gomes teve um fim-de-semana em crescendo, e foi com humildade e espírito de sacrifício que foi melhorando volta após volta desde os treinos até à última volta corrida. Fugindo aos problemas que iam acontecendo à sua frente, com muita serenidade, subiu ao sexto posto nesta tarde soalheira.
Luís Borges gostou do resultado e referiu que “ arriscamos um pouco no setup do Seat e o resultado não foi o pretendido. Contudo, para a primeira corrida, melhoramos as afinações e o Manuel correspondeu com todo o seu saber”.aq3 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

CRM Motorsport motivada para ronda do TCR no Algarve

 

Equipa quer evoluir o mais jovem projecto do género a nível mundial

 

Mais de um mês após a estreia mundial do Kia cee’d no competitivo mundo dos campeonatos TCR, a CRM Motorsport volta às pistas para dar mais um passo em frente na evolução do original hatchback. É já neste fim-de-semana que José Pedro Faria e João Miguel Batista voltam a ser os pilotos de serviço, desta vez no desafiante Autódromo Internacional do Algarve, numa ronda pontuável para o TCR Portugal.

 

Cumprida a primeira prova no Circuito do Estoril, no final do mês de abril, a CRM Motorsport, juntamente com os seus dois pilotos, José Pedro Faria e João Miguel Batista, está no Algarve para mais uma ronda que servirá para a equipa continuar a evolução daquele que é o mais jovem projecto do TCR no planeta. O grande potencial do cee’d foi optimizado pelos técnicos da equipa durante este período sem competição e os pilotos querem tirar partido dessas melhorias para comprovar que o carro tem mais rendimento.

 

Nesta semana, a formação liderada por Tiago Raposo Magalhães esteve em pista a preparar a jornada do TCR Portugal e as impressões após o trabalho desenvolvido são positivas. José Pedro Faria e João Miguel Batista partilharam o volante do Kia c’eed durante 50 voltas, numa sessão sem qualquer percalço.

 

“O teste correu muito bem. Ainda temos alguns pontos a limar, mas estamos no caminho certo. Não tivemos nenhum problema de fiabilidade o que é um bom indicador. Vamos ver como se vai comportar sábado nos testes. O nosso objetivo é evoluir o máximo que conseguirmos prova a prova”, explicou José Pedro Faria.

 

João Miguel Batista também se mostrou muito entusiasmado com o trabalho desenvolvido. “Testámos várias soluções e estamos confiantes na obtenção de um bom resultado. Quero realçar o excelente trabalho realizado pela CRM Motorsport na procura das melhores soluções para sermos rápidos, eficazes e fiáveis.”

 

Para o team manager da formação que prepara o Kia cee’d TCR, Tiago Raposo Magalhães, o mais importante é dar passo sólidos. “A estreia no Estoril foi muito positiva. Recolhemos informação importante para poder evoluir e continuar o trabalho de desenvolvimento daquele que é o projecto mais jovem a nível mundial nesta categoria, cada vez mais competitiva. A prova de Portimão é mais uma oportunidade para o jovem Kia cee’d TCR dar outro passo no caminho que ainda agora começou”, explicou.

 

A segunda jornada do TCR Portugal apresenta um programa com dois dias. No sábado, dia 10, realizam-se as sessões de treinos livres. Para domingo, estão marcadas a qualificação e as duas corridas.

 

Horário TCR Algarve 2017

Sábad0, 10 de Junho

16h00 – 16h30 – Treinos Livres 1

18h15 – 18h45 – Treinos Livres 2

Domingo, 11 de Junho

10h10 – 10h45 – Treinos Cronometrados

12h35 – 13h00 – Corrida 1

14h45 – 15h10 – Corrida 2aq1 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Vettra Motorsport trabalhou para o pódio

 

A Vettra Motorsport, com o Seat Leon MK3 e tendo ao volante os pilotos Manuel Gião e Ricardo Gomes, espera sair do Algarve com um pódio.

Na primeira prova do Campeonato Ibérico de Velocidade TCR, que decorreu no último fim-de-semana de Abril no Autódromo do Estoril, a equipa bracaranse teve um resultado com sabor agridoce.

Neste mês de intervalo, onde houve indefinição de pistas e datas, a equipa não parou o trabalho que tem vindo a efectuar no Leon e Luís Borges acredita que é possivel alcançarem um melhor resultado na prova algarvia.

Há uma semana, a equipa deslocou-se ao Algarve para preparar da melhor forma possível esta ronda do TCR Ibérico e Espanhol e as expectativas estão em alta.ae12 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Problema técnico trava José Pedro Faria

 

Após obter 2º lugar na classificação

 

A jornada de Portimão teve um final inglório para José Pedro Faria e para CRM Motorsport, quando, após obter o 2º lugar para a grelha da Corrida 1, foi detetada uma anomalia no potenciómetro no KIA Cee’d TCR, impedindo a equipa de continuar em pista.
 
Foi um fim-de-semana de emoções mistas, que começou de forma espetacular, em que conseguimos capitalizar sobre todo o trabalho realizado durante os nossos testes privados. O 2º tempo na qualificação comprova a evolução do KIA Cee’d TCR desde a ronda do Estoril, e mostra que estamos no caminho certo”, começou por explicar José Pedro Faria.


 
Depois veio a desilusão quando “cheguei à box e verificámos que o potenciómetro do acelerador deixou de funcionar, impedindo-nos de continuar este fim-de-semana”, concluiu o piloto de Amarante.
 
Para o piloto apoiado pelo Grupo ADI, Instituto Português do Atlântico Sul, Grupo Consolidar e Validar e Crédito Agrícola, “é uma situação altamente frustrante, pois não só estávamos em posição de traduzir o bom trabalho da equipa CRM Motorsport em resultados práticos, como esperava demonstrar a minha própria evolução ao volante de carros de Turismo”, confidenciou.
 
Confiante na potencial competitividade do KIA Cee’d TCR nas mãos de José Pedro Faria, a equipa CRM Motorsport parte para a próxima jornada, em Vila Real, a 8 e 9 de Julho, com outra expectativa quanto a resultados. “Vila Real é sempre uma pista muito peculiar, mas agora temos uma noção mais concreta de onde nos situamos relativamente ao restante pelotão, por isso, apesar deste contratempo técnico, a moral da equipa está em alta”, afirmou o jovem piloto.
 ae6 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

RAFAEL LOBATO QUER VOLTAR A VENCER EM PORTIMÃO, SEGUNDA PROVA DO ANO

 

as78 Copy
 O vice-campeão nacional de velocidade 2015, RAFAEL LOBATO, vai estar presente na segunda jornada do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos 2017(CNVT)/TCR Portugal e TCR Ibérico, que se realiza no Autódromo Internacional do Algarve (AIA) nos dias 10 e 11 de junho.
 
RAFAEL LOBATO estará ao volante do Audi RS3 LMS TCR da Veloso Motorsport com as cores do Ascendi, Crédito Agrícola, Iki Mobile, Fibran XPS, Susazub, Renort, Murganheira, Tomeifel, Glassdrive, Clínica Beco com Saída, Anabela Alves Cabeleireiros, Fornima e Minfo e terá a companhia de Patrick Cunha.
 
O piloto de Vila Real mostrou toda a sua classe ao vencer a primeira corrida que disputou ao volante do novo e desconhecido Audi RS3 LMS TCR, batendo os campeões nacionais de velocidade de 2015 e 2016 sem a mais pequena contestação. RAFAEL LOBATO tem como objetivo prosseguir essa senda vitoriosa já em Portimão, local do segundo Racing Weekend que chegou a estar marcado para a pista de Jarama.
 
As duas corridas do programa do Racing Weekend do AIA realizam-se no domingo, dia igualmente da sessão de qualificação. O sábado está reservado para as sessões livres. 
 
Rafael Lobato – “Começar a época com uma vitória é sempre saboroso, embora à saída do Estoril tenha ficado um sabor agridoce devido ao problema mecânico experimentado pelo meu colega de equipa. As corridas são assim, não vamos baixar os braços e estou ansioso que chegue as sessões de treinos para voltar a rolar com o excelente Audi RS3 LMS. Objetivos? Primeiro tentar ganhar uma vez mais a minha corrida e, depois, esperar que o azar não bata à porta do Patrick Cunha uma vez mais e possamos levar o Audi até ao final. Se ganharmos será uma vitória muito bem-vinda!”

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

SEGUNDO FRANCISCO MORA

 

 

Vitória nas DUAS corridas do fim de semana !! Saímos de Portimão mais líderes do TCR Ibérico e Portugal !! Segunda corrida perfeita para a Veloso Motorsport que conseguiu monopolizar o pódio!! Próxima corrida Vila real 8-9 de Julho  Obrigado a todos os que me ajudaram, familiares e à VLB !

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Veloso Motorsport consegue resultado de sonho em Portimão!


NOTA DE REDACÇÃO:


O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM , COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DE FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO, QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO DM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO racespirit COMO AUTOR DESTE TEXTO.as33 Copyas34 Copy

 

 

Foi um fim-de-semana quase perfeito, aquele que a Veloso Motorsport conseguiu no Autódromo Internacional do Algarve, com a conquista do pleno de vitórias nas duas corridas do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR e no TCR Ibérico. O ponto alto da presença da equipa nortenha no traçado algarvio, centrou-se na segunda corrida do dia de Domingo, com a conquista dos três lugares de pódio, num magnifico 1-2-3!

Depois de uma qualificação onde registou uma pole-position para a segunda corrida e uma boa prestação global, a Veloso Motorsport triunfou na primeira corrida do dia através de Francisco Mora. O piloto do Porto e o SEAT Leon TCR estiveram imparáveis na corrida que abriu esta jornada, conseguindo com um arranque fulgurante, subir da terceira posição até à liderança. Mora mostrava-se concentrado e venceria a corrida, apesar da constante pressão do seu principal adversário.

 

Eduardo Leitão, que fazia no Algarve a sua segunda corrida com o SEAT Leon Cup Racer, finalizou a prova num brilhante quinto lugar, conseguindo uma corrida de grande nível. Com uma prova focada em ganhar ritmo ao volante do Audi RS3 LMS, Patrick Cunha registou a sétima posição nesta corrida, marcando importantes pontos para os dois campeonatos.

 

A segunda disputa do dia terminou em glória para equipa liderada por Luis Veloso, que venceu a prova através de Francisco Mora, a que se juntaram a segunda posição de Rafael Lobato e do Audi RS3 TCR e o terceiro lugar de João Carvalho em SEAT Leon Cup Racer. Indiferentes ao muito calor que se fez sentir na pista localizada nos arredores de Portimão, os pilotos da Veloso Motorsport monopolizaram o pódio numa prestação para mais tarde recordar.


Declarações dos pilotos:

Francisco Mora: “Esta foi uma jornada excelente para mim e felizmente para toda a equipa que esteve em grande plano. Saio daqui com os objectivos completamente cumpridos e com a liderança do campeonato reforçada, não poderia ter pedido mais. Se consegui a pole para a segunda corrida, poderia ter feito melhor na primeira qualificação, mas errei e depois já não consegui melhorar. Nas corridas tudo correu pelo melhor, fui rápido e consistente, tive poucas falhas e por isso os triunfos surgiram naturalmente.”

Rafael Lobato: “Os treinos ontem não correram bem, mas sabíamos que tínhamos um bom carro e que poderíamos andar na luta pelo primeiro lugar. Na minha corrida aproveitei todas as chances que tive para subir lugares, até chegar a segundo. Ainda tentei ir atrás do Mora, mas não foi possível chegar a atacar, preferi concentrar-me em manter este bom segundo lugar, muito importante em termos de campeonato. Os meus parabéns à Veloso Motorsport, estiveram mais uma vez muito bem.”

Patrick Cunha: “Foi uma jornada positiva para nós, fiz o melhor que pude na minha corrida, salvaguardando sempre o carro para que o meu colega de equipa pudesse aproveitar a sua melhor posição à partida. Estou ainda à procura do meu melhor ritmo, mas o facto de saber que temos carro e andamento para andar na frente, motiva-me para trabalhar mais e melhor, espero que em Vila Real, esteja a um nível elevado. A equipa esteve muito bem e resolveu com qualidade todas as situações que apareceram, que culminou alias num resultado histórico para a Veloso Motorsport nesta segunda corrida.”

Eduardo Leitão: “Estive muito mais à vontade nesta prova. Depois da estreia no Estoril, esta jornada serviu para colocar em pratica tudo o que aprendi, sobretudo na gestão do ritmo de corrida, que desta vez consegui fazer quase na perfeição. O nosso carro com a caixa de velocidades DSG perde um pouco em todo o lado, pelo que o resultado que consegui, deixa-me muito satisfeito e com vontade de mais. De salientar que o nosso carro esteve impecável ao longo de todo o fim-de-semana”

João Carvalho: “Esta foi a minha estreia nesta competição e dificilmente podia ter esperado melhor. Este pódio é um grande prémio para nós, é certo que tivemos alguma sorte com os azares alheios, mas as corridas são assim e se não estivermos lá não podemos aproveitar. Gostei imenso desta experiência, e estou já ansioso pela próxima corrida, que é num circuito citadino e onde penso podemos andar muito bem.”

Depois das comemorações, a Veloso Motorsport vai começar a preparar a sua presença na capital transmontana do automobilismo, com a próxima jornada a ter lugar no Circuito Internacional de Vila Real, onde a equipa sedeada na Póvoa do Lanhoso, quer manter esta veia vencedora.

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Team Novadriver provou capacidade de ser o mais rápido no fim-de-semana de Portimão
 
Uma pole position e um segundo lugar, na primeira corrida, em que foi permanente a luta pelo triunfo até à bandeirada de xadrez, resumiram o fim-de-semana de provas no Autódromo do Algarve, em Portimão, na segunda jornada da edição 2017 do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos 2017 (CNVT)/TCR Portugal e TCR Ibérico para o Team Novadriver.
 
Ao volante do VW Golf GTI TCR 2017, Francisco Abreu garantiu uma excelente qualificação para a primeira corrida na qual, depois de ter sido surpreendido pelo concorrente que viria a vencer em pista, Francisco Mora, acabou por se manter sempre na perseguição deste, terminando com um segundo lugar para o Team Novadriver bem como para as cores da King Tony, Imed, Brisa, Club Sport Maritimo, C.Santos VP, Arango, Diário de Notícias da Madeira, SIVA, Volkswagen Financial Services, Galp Formula, Panta Racing Fuel, Duoseg Competição, Glassdrive, Autódromo Virtual de Lisboa, Publicomp, Cision e Autódromo Internacional do Algarve.
 
Dando conta de ser particularmente veloz em pista, o piloto do Team Novadriver acabou por falhar por muito pouco nova “pole” para a segunda corrida na qual viria a ser atingido por um concorrente que, ao falhar uma travagem, foi “cair” em cima do VW Golf GTI TCR 2017 de Francisco Abreu obrigando-o ao abandono. Apesar de tudo, ficam deste fim-de-semana as boas prestações nomeadamente na primeira corrida de Francisco Abreu e do Team Novadriver que terão toda a oportunidade de continuar a evolução positiva em busca de unir as pole positions aos triunfos já na próxima jornada deste campeonato em Vila Real.
 
César Campaniço – “Na primeira corrida terminámos em segundo. Tínhamos partido da pole position e arrancámos bem mas o Francisco acabou por ser surpreendido na primeira curva, não conseguiu evitar a ultrapassagem, e teve depois que fazer a corrida toda atrás dele. Tentou a ultrapassagem por diversas vezes, até porque estava com um ritmo melhor, mas esta pista, sendo de média e alta velocidade, não permite grandes diferenças e acabou por não ser possível ultrapassar. Foi efectivamente pena termos perdido a posição na primeira curva pois se assim não fosse estou certo que esta vitória estava garantida.”
 
“Conseguimos estar ao nível daquilo que esperávamos e na segunda corrida, no meio da confusão, um carro chegou descontrolado a travar no local mais
 
  de mais forte travagem do circuito e acabou por atingir o carro do Francisco que estava no sítio errado à hora errada. Conseguimos ainda assim assinar um fim-de-semana positivo, demonstrámos que somos o único carro que fazemos frente ao Mora e fomos mesmo mais rápidos, e isso deixa-nos satisfeitos visto que é uma evolução. Agora só falta mesmo concretizar as pole positions em vitórias e esperamos conseguir isso mesmo já em Vila Real.”as31 Copyas32 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Pódio mostra evolução de Manuel Gião e Ricardo Gomes

 

A segunda ronda do TCR Ibérico e TCR España, que teve lugar este domingo no Autódromo Internacional do Algarve, marcou a evolução da dupla Manuel Gião e Ricardo Gomes, que conquistou a sua primeira subida ao pódio da temporada.

A dupla da Vettra Motorsport protagonizou uma evolução assinalável no mais moderno circuito português, melhorando os resultados que tinha alcançado no Autódromo do Estoril, que marcou o início da época.

Na primeira corrida, depois de ter colocado o SEAT Leon número dois na sexta posição da grelha de partida, Manuel Gião realizou um arranque fulgurante que o guindou ao terceiro posto da classificação quando o pelotão chegou à primeira curva.

A partir de então, o ritmo imprimido foi avassalador debaixo de intensa canícula que fez carros, pilotos e, sobretudo, pneus sofrerem ao longo dos vinte e cinco minutos de prova. O piloto da Sertã teve que se preocupar com os seus perseguidores, que se mostraram bastante ameaçadores, mas com uma pilotagem veloz e segura, apesar da forte pressão a que foi sujeito, conquistou o primeiro pódio da temporada ao terminar na terceira posição. “Temos vindo a evoluir as afinações progressivamente, mas este fim-de-semana tudo teve a ver com os pneus, devido ao muito calor que se fez sentir no Algarve. A prova foi muito intensa, levei alguns toques do meu perseguidor, mas isso faz parte deste tipo de corridas. Este pódio é muito importante para todos nós, uma vez que formamos uma equipa nova que está a crescer e este resultado prova que estamos no bom caminho”, afirmou o piloto da SEAT Portugal.

Ricardo Gomes, por seu lado, prosseguiu a sua evolução no mundo dos circuitos, depois de diversos anos focado no Campeonato Nacional de Montanha.

O piloto de Braga colocou o SEAT Leon, que uma vez mais evidenciou uma fiabilidade à prova de bala, no oitavo posto na qualificação, provando sentir-se cada vez mais à-vontade no carro espanhol.

Na corrida desta tarde, uma vez mais disputada debaixo de intenso calor, Ricardo Gomes assumiu um andamento seguro que lhe permitiu ascender na classificação, subindo ao sexto posto ao beneficiar dos erros alheios. “Foi uma boa corrida, apesar da temperatura elevadíssima que se sentia dentro do carro. Uma vez mais os pneus foram a grande questão e a minha grande preocupação foi geri-los de modo a que perdessem a eficácia de forma progressiva. Foi isso que aconteceu e isso permitiu que pudesse exibir um ritmo consistente ao longo da corrida. Foi um fim-de-semana que confirmou a minha evolução e isso deixa-me satisfeito e ainda com mais motivação para continuar a trabalhar”, sublinhou o bracarense.

A próxima etapa do TCR España e TCR Ibérico disputa-se no histórico circuito de Vila Real nos dias 7 e 8 de Julho.as13 Copy

 

SUPER RACING WEEKEND EM PORTIMÃO

 

O AIA - Autódromo Interncional do Algarve é palco do  segundo Racing Weekend de 2017. 

Em jogo estão os pontos para o TCR Portugal, TCR Ibérico, Campeonato Nacional de Clássicos, Campeonato Nacional de Clássicos 1300 e a Taça Ibérica e Campeonato Nacional Legends.  

Francisco Mora saiu de Portimão com duas vitórias na bagagem, no Campeonato Nacional de Velocidade Turismos, TCR Portugal e TCR Ibérico e dessa forma consolidou a posição de liderança no Campeonato Nacional e Troféu Ibérico. 

Tempos e classificações disponíveis em: http://www.raceresults.nu/&;source=gmail&ust=1497256616128000&usg=AFQjCNF1dnSAU66v-w2ChhyLD1dWDKG_9A">http://www.raceresults.nu/

CNV - TCR Portugal - TCR Ibérico

2ª corrida

Francisco Mora (Seat Leon TCR) venceu a segunda corrida do dia e consolidou o comando do campeonato.

A corrida ficou marcada por um toque, quando Nuno Baptista falhou a travagem para uma curva e bateu com o Seat no VW de Francisco Abreu.

Rafael Lobato (Audi RS3 LMS) foi segundo, à frente de João Carvalho (Seat Leon TCR).

Rita Graça venceu o troféu das senhoras e a categoria TCR2.

portimao1

Partida

Francisco Mora (Seat Leon TCR) partiu na frente. À curva um chegam logo a seguir, Gustavo Moura (Seat Leon TCR), Cesar Machado (Seat Leon TCR) e Rafael Lobato (Audi SR3 LMS), respectivamente. Francisco Abreu (VW Golf GTI TCR) teve um mau arranque.

2ª volta

Nuno Baptista (Seat Leon TCR) falhou a travagem para a curva TMN e bateu forte no VW de Francisco Abreu.  Safety car entrou em pista e ocorreram alguns toques sem outras consequências, para além de “chapa”.

5ª volta

Retomada a prova e Gustavo Moura ganha o segundo posto a Rafael Lobato.

6ª volta

Gustavo Moura tem uma saída de pista na curva TMN. Rafael Lobato recupera o segundo posto. Seguem-no João Carvalho, Cesar Machado e Ricardo Gomes (Seat Leon.)

7ª volta

Gustavo Moura regressa e recupera uma posição por troca com Ricardo Gomes. Moura é agora quinto.

8ª volta

Francisco Mora roda em 1m 57,687s e assina a melhor volta de corrida.

Classificação final

1º Francisco Mora – Seat Leon TCR 12 voltas; 2º Rafael Lobato – Seat Leon a 5,942,; 3º João Carvalho – Seat Leon a 13,245s; 4º Cesar Machado – Seat Leon a 17,388s; 5º Gustavo Moura – Seat Leon a 31,642s; 6º Ricardo Gomes – Seat Leon a 36,213s; 7ª Rita Graça – Seat Leon MKII a 3 voltas.

Disse o vencedor
"Fiz um bom arranque e fiquei logo à frente. O Francisco Abreu foi para quarto e era o piloto com andamento mais próximo do meu, em todos os treinos e corridas. Depois do safety car alarguei a vantagem e geri a meu gosto até ao final"
"Estavamos à frente da corrida, com alguma vantagem e quando é assim os problemas passam-nos ao lado"
NunOrganistA 1046

1º Corrida

Francisco Abreu (VW Golf GTI TCR) partia da pole-position e aparentemente tinha a tarefa facilitada, pois um sensor do acelerador do Kia Cee´d TCR, de José Pedro Faria e João Batista, avariava a comprometia a prova em definitivo. Amália Vinyes não pode alinhar, devido a uma lesão nas costas.

A corrida foi discutida a “duas velocidades”. Uma primeira metade com Francisco Mora (Seat Leon TCR) a colocar-se na frente e a liderar, sempre com grande pressão por parte do Madeirense e uma segunda parte em que Abreu cedeu cerca de meio segundo e Mora ganhou algum espaço. O tempo quente e a degradação dos pneus pode explicar.

Manuel Gião (Seat Leon TCR) partiu de sexto e com um arranque brilhante colcou-se em terceiro, prosição em que viria a terminar a corrida.

Francisco Mora foi o vencedor.

mora abreu portimao Francisco Mora (Seat Leon TCR) Francisco Abreu (VW Golf GTI TCR)

1º Volta

Francisco Mora (Seat Leon TCR) passa para primeiro, por troca com Francisco Abreu. Manuel Gião (seat Leon TCR) partiu do sexto lugar da grelha e na primeira curva discutia a travagem com os da frente.

2ª volta

Faust Salom (Seat Leon) ganha uma posição a Eduardo Leitão (Seat Leon DSG TCR) e é quarto.

Francisco Abreu faz a melhor volta de corrida, com 1m 56,801s.

5ª volta

Francisco Mora é primeiro, com Francisco Abreu a 44 centésimas. Manuel Gião (Seat Leon) é terceiro a cinco segundos. João Sousa (Seat Leon) seguiu para a box.

7ª volta

A diferença entre os dois primeiros é de seis décimas de segundo.

8ª volta

Francisco Mora dilatou a vantagem sobre Francisco Abreu, que cedeu cerca de seis décimas para o primeiro, estando agora a diferença entre ambos em 1,2s.

Manuel Gião mantém-se no terceiro posto e tem o Espanhol Faust Salom a oito décimas. Eduardo Leitão é quinto, seguem-no Manuel Pedro Fernandes (Seat Leon TCR), Edgar Florindo (Seat Leon TCR) e Patrick Cunha que durante o dia de ontem teve sérios problemas eléctricos no motor do Audi RS3 LMS.

11ª volta

Manuel Pedro Fernandes recebeu um “drive through” por não respeitar os limites da pista.

13ª volta – Final

1º Francisco Mora – Seat Leon TCR – 13 voltas; 2ª Francisco Abreu – VW Golf GTI TCR a 0,783,; 3º Manuel Gião – Seat Leon a 11,217s; 4º Faust Salom – Seat Leon TCR a 12,152s; 5º Eduardo Leitão – Seat Leon DSG TCR a 13,554s; 6ª Patrick Cunha – Audi RS3 LMS a 35,099s; 7º Edgar Florindo – Seat Leon TCR a 36,373s; 8º Manuel Pedro Fernandes – Seat Leon TCR a 1m 01,131s; 9º João Sousa – Seat Leon MK2 9 voltas.

Disse o vencedor:

"O arranque foi o momento chave e ditou a vitória na corrida, passei o Xico (Francisco Abreu n.d.r.) por fora na curva um. A corrida foi muito disputada e fomos os justos vencedores; quero desde já felicitar os meus adversários."

podium corrida1 portimão NunOrganistA 53 2

1ª Sessão de Qualificação

A sessão, como habitualmente, foi marcada pelo equilíbrio de andamentos e os seis primeiros ficaram separados por manos de um segundo.

Francisco Abreu (Golf GTi TCR), com o tempo de 1m 54,952s assegurou a pole-position para a primeira corrida do dia. José Pedro Faria (Cia Cee´d  TCR) foi duas décimas e meia mais lento e dessa forma vai dividir a primeira linha.

A Francisco Mora (Seata Leon TCR) faltaram nove centésimas para ser segundo, terminou a sessão com o terceiro melhor tempo, à frente de Faust Salom (Seat Leon TCR) por duas décimas.  

A terceira linha foi ocupada por Eduardo Leitão (Seat Leon DSG TCR) e Manuel Gião (Seat Leon). 

abreu portimao Francisco Abreu (VW Golf GTI TCR)

2ª Sessão de Qualificação

Tal como na anterior, também desta vez o equilíbrio de andamentos foi uma constante e tivemos os cinco da frente separados por 998 milésimas de segundo.

Francisco Mora retirou cerca de meio segundo ao tempo da sessão anterior e dessa forma “saltou” para a “pole”, com 1m 54,708s. Francisco Abreu, com mais duas décimas, arrecadou a segunda posição da grelha.

Cesar Machado (Seat Leon TCR) fez a terceira marca da sessão, com mais 748 milésimas que a pole e bateu Rafael Lobato (Audi RS3 LMS) por uma décima.

A terceira linha ficou para Edgar Florindo (Seat Leon TCR) e Gustavo Moura (Seat Leon DSG TCR).

mora portimao Francisco Mora (Seat Leon TCR)  

Warm-up

Francisco Abreu (VW Golf Gti TCR) foi o mais rápido no Warm-up, com 1m 55,052s. Pedro Faria e João Batista foram 1,626 segundos mais lentos, na melhor volta.

Patrick Cunha e Rafael Lobato foram os terceiros. Ontem não chegaram a fazer as sessões de treinos livres, devido a um problema eléctrico que colocava o Audi RS3 LMS, em modo de segurança. Esta manhã o problema ficou resolvido.

Taça Ibérica e Campeonato Nacional Legends

2ª Corrida

João Novo partia na frente, mas algo cedeu na mecânica do Ford Sierra RS500 e a prova terminava por aí. Paulo Sousa (BMW M3) ficava assim com a via aberta para comandar uma prova, que nas posições seguintes mais parecia um revivalismo do “velho” troféu Citroen Saxo. Paulo Mendes era segundo e pressionava com o pequeno Saxo. Pedro Alves andava no grupo da frente, mas à sexta volta tinha que seguir para a box, algo não estava bem no motor do carro francês. José Meireles (Toyota Carina E) ia recuperando, partia do sétimo lugar da grelha e já fase final da corrida passava para segundo, lugar em que terminava, atrás de Paulo Sousa. Seguiam-nos os irmãos Emanuel e António Camilo, ambos em Citroen Saxo.

A animação foi constante na luta pela PH99. Nos LCC99, Nuno Figueiredo (Volvo 850 T5 Estate) teve a vida um pouco mais facilitada. Em termos de geral era sétimo e trazia a armada Alfa-Romeo 156 logo atrás.

Gonçalo Rodrigues levou a melhor nesta “guerra”. 2,4 segundos foi a vantagem que conseguiu sobre André Martins. Manuel Fernandes terminou com mais dois décimos e foi terceiro.

Nos Fiat Punto dos FEUP 2 a vitória foi para André Tavares, seguido a duas décimas por Filipe Marques, que por sua vez trazia Paulo Ferraz a meio segundo. 

sousa portimao1 Paulo Sousa (BMW M3) novo portimão1 João Novo (Ford Sierra RS500)

1ª Corrida

João Novo partia do segundo posto da grelha, mas rapidamente colocou o Ford Sierra Cosworth RS500 na liderança da corrida, por troca com Paulo Sousa (BMW M3). Novo estava na frente da corrida e consequentemente dos H90.

Nos H99 as coisas estavam animadas. Paulo Sousa comandava, seguido por Paulo Mendes, que com (aparentemente) pequeno Citroen Saxo, colocava em respeito concorrentes aparentemente melhor equipados. Pedro Alves, em carro idêntico, era o terceiro PH99. Seguiam-no António Camilo e Emanuel Camilo, também em Citroen Saxo, numa corrida que foi uma espécie de troféu monomarca.  

Nuno Figueiredo levava a Volvo 850 T5 Estate ao sétimo posto, primeiro dos LCC99, mas com o carro a perder rendimento, baixava umas dez posições, mas conservava a primazia nos LCC99.

Nos FEUP, a encabeçar o pelotão, Manuel Fernandes (Alfa-Romeo 156) seguido por Gonçalo Rodrigues (Alfa-Romeo 156) e André Martins (Alfa-Romeo 156).  

Nos FEUP 2 Filipe Marques foi o vencedor, à frente de André Tavares e Paulo Ferraz, todo em Fiat Punto.

Paulo Sousa (BMW M3) foi o mais rápido da sessão, com o tempo de 2m 06,670s, batendo João Novo (Ford Sierra RS500) por 699 milésimas. Sousa é simultaneamente o melhor PH99 e Novo o melhor PH 90. Rui Gonçalo (BMW M3) assinou o terceiro tempo do dia.

lcc portimao 

Campeonato Nacional de Clássicos Circuitos e Campeonato Nacional de Clássicos Circuitos 1300 

2ª Corrida

João Pedro Silva (Porsche 911 RSR) ganhou a segunda corrida do dia e voltou a averbar a vitória  nos H75. Rui Azevedo (Ford Escort RS1600) deu réplica e fechou as contas com o segundo posto, à frente de Jorge Areia (Ford Escort RS1600).

Filipe Matias (Lotus Elan) terminou em quarto, venceu os H71 e foi o primeiro não H75. Logoa atrás cortou o vencedor do Grupo, Gonçalo Jordão, que voltou a impor o Porsche 928s.

Jorge Cruz, agora com os travões do BMW 323i em bom estado, fez sexto e simultaneamente venceu nos H81. Também em BMW 323i, a fechar o grupo dos dez de frente, o vencedor do Grupo 1, Pedro Serrador.

No Campeonato 1300 tivemos “luta rija”, com Arnaldo Marques (Datsun 1200) a levar  a melhor sobre Carlos Cruz (Datsun 1200), que desta feita foi segundo, quer no campeonato, quer nos H71 até 1300.

José Fafiães  (Datsun 1200) foi o melhor H75 e terceiro nos 1300, com um resultado conseguido à tangente, por duas décimas de vantagem sobre Luís Alegria (datsun 1200 COupê). Abel Marques encerrou o “top” 5, no Autobianchi A112 Abarth.

partida cncc portimao macedo1 portimao João Pedro Silva (Porsche 911 RSR)amarques portimao Arnaldo Marques (Datsun 1200) 

1ª Corrida

João Pedro Silva colocou-se na frente da prova e passou a ditar lei com o Porsche 911 RSR. A posição era encabeçada por Rui Costa (Ford Escort RS1600), seguido por Jorge Areia e Rui Alves, ambos em Ford Escort RS1600. Os históricos de 75 a dominavam  a frente da corrida.

Entretanto Rui Azevedo (Ford Escort RS1600) trocava de lugar com Rui Alves e passava para quarto.

Rui Costa durava cinco voltas em prova e era obrigado a desistir.

Rómulo Mineiro (Ford Escort RS2000) colocava-se na sexta posição da geral, e era o primeiro do Grupo 5. Com cinco voltas disputadas estava confortavelmente instalado no sexto posto a 55 segundos de Rui Laves e com Luís Nunes (Ford Escort RS 2000), seu principal adversário no Grupo 5, a cerca de 12 segundos.

Alexandre Guimarães (Lotus Elan) partia do sétimo posto, atrasava-se ligeiramente no início mas recuperava e à sétima volta já estava na frente do Grupo 5, sexto da geral, enquanto Rómulo Mineiro ficava para trás com problemas no Escort.

Na frente da corrida também haviam alterações.

Oito voltas disputadas  e João Pedro Silva continuava na frente, mas agora a oposição era encabeçada por Rui Azevedo que paulatinamente vinha a conquistar posições.  Seguiam-no Jorge Areia e Filipe Matias que comandava os Históricos de 71 e acabaria por vencer, acabando com Joaquim Soares (Lotus Elan) a uma volta.

Gonçalo Jordão (Porsche 928s) rodava na sétima posição e liderava o Grupo 3, que acabaria por vencer.

Jorge Cruz (BMW 323i) foi o melhor de entre os Históricos de 81.

João Vieira levou o VW Karmann Ghia à vitória na Taça 1600.

No Campeonato 1300 Carlos Cruz (Datsun 1200) era um líder descansado, quer na classificação do Campeonato, quer nos H71. A oposição era de José Fafiães, que com 11 voltas decorridas estava a cerca de 16 segundos e por sua vez era o melhor H75, entre os 1300.

Abel Marques (Autobianchi A112 Abarth) fez segundo no H75, Depois de Luís Alegria (Datsun 1200) não conseguir mais além dos que a oitava volta.

Filipe Nogueira imprimiu um andamento diabólico com o Morris Mini 1275 GT, mas depois ficava pela sétima volta. Arnaldo Marques (Datsun 1200) ficava pela quinta volta.

macedo portimao João Pedro SIlva (Porsche 911 RSR) 

Treinos oficiais

Os Históricos 75 dominaram, naturalmente os trenos oficiais, com João Macedo e SIlva (Porsche 911 RSR) a ser o mais rápido, com 2m 01,397s, 78 centésimas mais rápido do que Rui Costa (Ford Escort RS1600).

 

GIÃO E GOMES EM PORTIMÃO

 

Manuel Gião e Ricardo Gomes entusiasmados com etapa algarvia

 

Disputa-se no próximo fim-de-semana no Autódromo Internacional do Algarve a segunda ronda do TCR Ibérico e TCR España e tanto Manuel Gião como Ricardo Gomes estão entusiasmados e determinados em prosseguir os bons resultados.

O duo do SEAT Leon TCR número dois esteve em bom nível no Autódromo do Estoril, tendo Manuel Gião estado na luta pelas posições no pódio, ao passo que Ricardo Gomes evidenciou uma evolução consistente ao longo do fim-de-semana.

A ronda algarvia das mais importantes competições dedicadas a carros de Turismo da Península Ibérica representa mais um enorme desafio para o piloto bracarense, uma vez que o exigente traçado de 4,692 quilómetros e dezasseis curvas é, essencialmente, desconhecido para si. “Nunca tinha estado neste circuito e o pequeno teste que efectuámos na semana passada foi importante para tomar um primeiro contacto. Consegui adaptar-me bem, mas sei que posso evoluir ainda mais e, no próximo fim-de-semana, o objectivo será prosseguir continuar essa curva de aprendizagem de modo a poder chegar à corrida num bom estágio competitivo”, afirmou Ricardo Gomes.

O SEAT Leon TCR evidenciou performances e fiabilidade notáveis na primeira ronda do TCR Ibérico/TCR España, permitindo a Manuel Gião lutar pelos lugares do pódio e o piloto da Sertã acredita que poderá voltar a ter no traçado situado nos arredores de Portimão um carro competitivo. “Estivemos bem no Estoril, apesar de algumas dificuldades com os pneus, mas desde então conseguimos evoluir as afinações, o teste que realizámos no Algarve foi muito importante. Estou seguro de que, no Algarve estaremos fortes e na luta pelas posições cimeiras. Mas sabemos que temos uma luta intensa pela frente, uma vez que o nível competitivo é extremamente elevado”, sublinhou o piloto da SEAT Portugal.

O programa algarvio do TCR Ibérico/TCR España inicia-se no sábado com a realização dos treinos-livres, disputando-se a qualificação e as corridas no domingo.ax44 Copy

 

CARTAZ DE VILA REAL 1

CARTAZ VILA REAL 1

 

Eis o cartaz a anunciar o primeiro fim de semana das corridas de Vila Real, que inclui o WTCC, ETCC, Nacional de VElocidade - TCR e Nacional de Clássicos.

 

Uma jornada a não perderax22 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

Edgar Florindo e Nuno Batista visam o pódio no Algarve   


NOTA DE REDACÇÃO:


O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM , COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO racespirit, COMO AUTOR DESTE TEXTO.

as11 Copy

Depois de uma estreia positiva no Estoril, a dupla Nuno Batista/Edgar Florindo tem nova prova de fogo no Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR e no Troféu Ibérico TCR, que disputa neste próximo fim-de-semana de 10 e 11 de Junho, a sua segunda jornada da época.

Ao volante de um SEAT Leon TCR, Florindo e Batista esperam para esta prova uma prestação de nível elevado, limados que estão alguns dos pormenores que podem ter condicionado a prestação na pista da Costa do Estoril.

“Estamos motivados para esta prova, que tenho a certeza vai correr melhor do que a primeira. Temos já um melhor ritmo e temos também o carro mais adaptado aquilo que queremos. O trabalho que temos vindo a desenvolver é muito positivo e estou certo que se vai reflectir nos resultados que vamos obter daqui para a frente. Quero fazer uma boa qualificação e depois uma boa corrida num circuito de que gosto muito e onde me sinto muito à vontade, penso que podemos almejar um lugar no pódio, sendo esse um dos objectivos para Portimão.” Disse Nuno Batista.

“Para mim esta será mais uma prova de aprendizagem, mas sem descurar as nossas possibilidades em termos de resultados. Apesar de ser a minha estreia nesta pista, quero lutar pelas primeiras posições e andar no grupo da frente, mesmo sabendo que a competitividade é enorme e que todos rodam em tempos muito próximos. Penso que vamos estar melhor em relação à primeira prova, conseguimos já uma boa afinação e se tudo se conjugar pela positiva, será possível atingir os objectivos.” Adiantou Edgar Florindo.

Os dois pilotos agradecem os apoios que tornam possível este projecto: Advology; Top Car; Turboclinic; Rui Florindo; Bardahl; Homework; Cartest; BPI; Florestal; Via Pesados; Brincar e Key Trailer.

Programa-Horário CNVT/TCR Ibérico:

10.06.2017 – Sábado

16H00 - Treinos Livres 1 (30m)
18H15 - Treinos Livres 2 (30m)

11.06.2017 – Domingo

10H10 – Treinos Cronometrados (35m)
12H35 – Corrida 1 (25m)
15H30 – Corrida 2 (25m)

 

MORA EM PORTIMÃO

 

Francisco Mora quer cumprir objectivos em Portimão


NOTA DE REDACÇÃO:

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM , COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DE FACEBOOK É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO racespirit COMO AUTOR DESTE TEXTO.as5 Copy


A segunda jornada do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR e Troféu Ibérico TCR, disputa-se este próximo fim-de-semana de 10 e 11 de Junho, no magnífico traçado do Autódromo Internacional do Algarve. Depois da abertura das hostilidades no Circuito do Estoril, esta ronda vai servir de novo desafio para as forças em contenda, sendo de prever mais uma emocionante jornada competitiva.

Com uma presença de alto nível na jornada inaugural, Francisco Mora lidera o campeonato e o Troféu Ibérico, tendo por objectivo deixar o Algarve nessas mesmas posições, defendendo com êxito os lugares de relevo que ocupa com total justiça. O jovem piloto nortenho volta a estar ao volante de um SEAT Leon TCR, que Mora confia que estará muito competitivo para este fim-de-semana, dado ser um carro que já conhece bem e para os qual já tem uma boa afinação de base para esta pista.

“Penso que vamos estar em bom plano, apesar de achar que nesta pista o meu carro estará em desvantagem em relação pelo menos ao Audi, mais eficaz em termos aerodinâmicos e por isso mais adaptado à rapidez do traçado algarvio. Nada que nos retire a confiança para lutar pelas vitórias e sair de Portimão mantendo a liderança. Este é o principal objectivo e é nele que me vou focar. Como já se viu na primeira prova, a competitividade nesta competição é muito grande e por isso é importante amealhar o máximo de pontos possível, até porque a seguir vamos para Vila Real, onde dadas as características do circuito tudo é imprevisível, como se viu o ano passado onde perdi ali muitos pontos. Apesar de não ser a minha pista favorita, gosto bastante do circuito, é um local onde me costumo dar bem e isso é também um factor de grande motivação.” Afirmou Francisco Mora.

Programa-Horário CNVT/TCR Ibérico:

10.06.2017 - Sábado

16H00 - Treinos Livres 1 (30m)
18H15 - Treinos Livres 2 (30m)

11.06.2017 - Domingo

10H10 – Treinos Cronometrados (35m)
12H35 – Corrida 1 (25m)
15H30 – Corrida 2 (25m)

 

 

PORTIMÃO É JÁ ESTE FIM DE SEMANA

PORTIMÃO É JÁ ESTE FIM DE SEMANA

 

LISTA DE INSCRITOS18835844 1352450521539075_3701653284208449033_n_Copy18951401 1352450424872418_4805741159108375089_n_Copy19029231 1352450314872429_1939731730907283731_n_Copy19030695 1352462601537867_2501411025538637132_n_Copy

 

VELOSO MOTORSPORT EM DUAS FRENTES

 

Fim-de-semana preenchido para a Veloso Motorsport


NOTA DE REDACÇÃO:


O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM , COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO racespirit COMO AUTOR DESTE ARTIGO .as2 Copyas3 Copyas4 Copy

 

Equipa defende liderança no Algarve

 

O Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR e o Troféu TCR Ibérico voltam ao activo, para disputar a sua segunda jornada em 2017, com encontro marcado para o Autódromo Internacional do Algarve a 10 e 11 de Junho. Depois da passagem pelo Circuito do Estoril, estas competições mantêm-se a sul, para realizar um evento originalmente agendado para Jarama e que acabaria por ser cancelado.

A Veloso Motorsport chega à etapa algarvia no comando dos campeonatos, com Francisco Mora e o SEAT Leon TCR a liderarem, sendo o piloto portuense um dos principais favoritos aos triunfos em jogo. Com uma vitória no Estoril, a dupla Patrick Cunha/Rafael Lobato tem no Audi RS3, um forte aliado para tentar voltar a subir ao degrau mais alto do pódio. Eduardo Leitão estará de novo ao volante do SEAT Leon Cup Racer da equipa da Póvoa do Lanhoso, mas ao seu lado nesta jornada vai estar João Carvalho, que foi substituído por Ricardo Leitão na prova inaugural.

“Costumo dar-me muito bem nesta pista, de que gosto muito e onde normalmente consigo bons resultados. Espero manter a veia vencedora do Estoril e confirmar este bom início de campeonato. Confio que o meu SEAT vai estar muito competitivo para este fim-de-semana, dado ser um carro que já conhecemos e para os quais já temos uma boa afinação. Como já se viu na primeira prova, a competitividade é muito grande e por isso é importante fazer pontos em todas as corridas se queremos lutar pelo título, para já estou à frente e é nessa posição que quero sair de Portimão.” Disse Francisco Mora.

“Para esta prova já estarei mais adaptado ao Audi e com um ritmo competitivo melhor. Nos testes que fizemos no Algarve já deu para ver que temos um bom carro para esta pista e se tudo correr bem estaremos em condições de lutar pelos pódios. Espero ter melhor sorte nesta prova, e materializar o bom andamento que já consegui no Estoril, com um bom resultado nesta pista. A experiência da equipa vai ser também um factor determinante para nos ajudar a atingir os nossos objectivos.” Referiu Patrick Cunha.

“Como é evidente, depois de uma vitória na primeira prova estou muito motivado para esta segunda jornada, onde espero que seja possível repetir o resultado que consegui no Estoril. Tenho consciência de que não será fácil, a concorrência é muito forte, mas também sei que temos à nossa disposição um carro muito competitivo e que nos pode dar muitas alegrias. O meu colega de equipa já testou o carro e as indicações foram muito boas, teremos certamente de melhorar o acerto do carro, mas a base está lá e é excelente.” Adiantou Rafael Lobato.

“Apesar de positiva a prova de estreia podia ter corrido melhor. Agora mais adaptado ao carro e à competição em si, espero fazer melhor no Algarve. Para esta prova já vou ter a companhia do João Carvalho, piloto experiente e que me vai também ajudar na procura de um bom resultado de conjunto. Estou confiante para esta prova e apesar de sabermos que teremos dificuldades, já que a competitividade nos TCR é enorme, vamos dar o máximo para sair de Portimão com um bom resultado.” Disse Eduardo Leitão.

“Vai ser a minha estreia neste campeonato e com um carro da categoria TCR pelo que antevejo um fim-de-semana de grande trabalho. Quero adaptar-me rapidamente e conseguir em conjunto com o meu colega de equipa, bons resultados nas duas corridas. Não será obviamente fácil, há muito trabalho pela frente, mas a motivação e o querer são elevados e tudo vamos fazer para atingir os objectivos delineados, aprendendo e melhorando sempre.” Focou João Carvalho.


Em conjunto com o Campeonato Nacional de Velocidade Turismos/TCR e TCR Ibérico, vão estar em pista os Campeonatos reservados aos clássicos e aos Legends, num fim-de-semana que se adivinha de grande animação.

 

Programa-Horário CNVT/TCR Ibérico:

 

Sábado 10 de Junho 2017


16H00 - Treinos Livres 1 (30m)
18H15 - Treinos Livres 2 (30m)


Domingo 11 Junho 2017


10H10 – Treinos Cronometrados (35m)
12H35 – Corrida 1 (25m)
15H30 – Corrida 2 (25m)

 

 

Veloso Motorsport no Rali Vidreiro com Joana Barbosa

 

Em paralelo com a presença no Autódromo Internacional do Algarve, a Veloso Motorsport vai estar igualmente em actividade na zona centro, assistindo o Ford Fiesta R2 da dupla feminina Joana Barbosa/Sofia Mouta.

 

Com excelentes prestações nas jornadas do Campeonato Nacional de Ralis de 2017, Joana Barbosa chega motivada a esta prova como assume através da sua assessoria:

 

“O Rali Vidreiro será a primeira prova que repetimos em relação a 2016 e desde que começamos a andar com o Ford Fiesta R2T. Vai ser interessante puder comparar com o desempenho do Abarth 500 com o qual participamos o ano passado. Com o Fiesta penso que claramente se mostrará mais eficaz neste tipo de classificativas. Estou muito motivada para lutar por um bom resultado entre os RC4 e continuar a liderar o campeonato feminino.

 

POLÉMICA NAS INSCRIÇÕES PARA O CIRCUITO DE VILA REAL

POLÉMICA NAS INSCRIÇÕES PARA O CIRCUITO DE VILA REAL

 

Esta a causar uma certa polémica os preços das inscrições para as proximas edições do circuito de Vila Real.Assim os piloto que fizerem a sua inscrição até ao proximo dia 9 de Junho, terão de pagar 917.35 euros.Depois dessa data até ao dia 16, o preço de inscrição a pagar é de 1.163.35 Euros por cada carro inscrito.

 

SUPER RACING WEEKEND É JÁ NO DOMINGO

 

O AIA – Autódromo Internacional do Algarve recebe já no dia 11 o Segundo Racing Weekend de 2017, que reúne 72 pilotos.

Em Portimão vão estar em jogo os pontos para o TCR Portugal, TCR Ibérico, Campeonato Nacional de Clássicos, Campeonato Nacional de Clássicos 1300 e a Taça Ibérica e Campeonato Nacional Legends.  

No Nacional de Velocidade, TCR Portugal e Troféu Ibérico TCR Ibérico as novidades que se destacam são Faust Salom, que vai fazer equipa com Gustavo Moura, no Seat Leon, e João Sousa e Rita Graça, que alinham nos TCR 2 (viaturas de turismo até dois litros), com um Seat Leon Mk2.

Nos Clássicos, entre os habituais líderes, destaque-se a ausência de Joaquim Jorge. Já nos 1300 não falta ninguém dos que costumam andar na frente. Também os Legends disseram “sim” à prova do Full Eventos, promotor e organizador de Racing Weekend, que juntou mais de sete dezenas de pilotos para este evento.

Recorde-se que inicialmente esta prova estava prevista para Jarama, mas devido a não estarem reunidas as condições necessárias para a realização do evento com a qualidade que se pretende, teve que ser encontrada uma alternativa.

Depois de várias diligências por parte da Full Eventos, o AIA foi o local encontrado.

Sábado, dia 10, realizam-se os treinos livres, sendo todo o programa de treinos oficiais e corridas, realizado no Domingo, dia 11 de Junho.

portimao mora giao Arquivo 2016

 

JOÃO SOUSA JÁ TESTA EM BRAGA

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE

 

JOÃO SOUSA JÁ TESTA EM BRAGA

 

O novo Seat Leon TCR de João Sousa já está no circuito Vasco Sameiro para os primeiros testes do piloto com o novo carro.

 

 

 

 

PORTIMÃO RECEBE 2ª JORNADA

 

O Autódromo Internacional do Algarve vai receber a segunda jornada do ano, depois da anulação da prova de Jarama.

Conforme foi oportunamente comunicado, a segunda jornada pontuável para os Campeonatos Nacionais de Velocidade CNV, CNCC, CNCC1300, LCC, TCR Portugal e para a Taça TCR Ibérico, foi anulada, devido a não ser possível ao organizador espanhol, garantir as condições para a realização das provas, de acordo com os parâmetros desejáveis de qualidade.

Imediatamente a Full Eventos, promotor e organizador das provas dos Campeonatos Nacionais de Velocidade e da Taça Ibérica, procurou uma solução que passava pela realização das provas no Autódromo Internacional do Algarve em Portimão.

A Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, com base em informações de que dispunha na altura, não autorizou a alteração da prova. Posteriormente, após reunião com a Full Eventos, “a FPAK decidiu aceitar a realização da prova na data e local proposto, o que foi ainda possível com a colaboração do promotor, clube organizador , pilotos e equipas.” Lia-se no comunicado veiculado há momentos pela entidade federativa.

A Full Eventos recebeu esta notícia com agrado, pois desta forma os Campeonatos de Velocidade mantêm o número de provas inicialmente previsto, sem alterações profundas nas datas.

portimao corrida2 Arquivo - Portimão 2017 - Nuno Organista 

 
Mais artigos...

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt