Velocidade Online

Nacional - Ralis

NACIONAL - RALIS - A CITROEN VENCEU RALI TERRAS DÁ ABOBOREIRA

Terça, 10 Setembro 2019 13:16 | Actualizado em Segunda, 23 Setembro 2019 08:22

CITROËN VODAFONE TEAM VENCEU SÉTIMA PROVA DO CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS  JOSÉ PEDRO FONTES É “REI” EM TERRAS D’ABOBOREIRA


•   José Pedro Fontes e Inês Ponte venceram pela segunda vez consecutiva o rali do Clube Automóvel de Amarante. •   Depois da intensa luta do primeiro dia, hoje a dupla do Citroën C3 R5 impôs o seu ritmo, vencendo, na totalidade da prova seis especiais, garantindo mais três pontos em termos Campeonato de Portugal de Ralis. •   O piloto recuperou uma posição no CPR e é agora quarto classificado, com 87,74 pontos sendo que a luta pelo título está totalmente em aberto a apenas duas rondas do fim da temporada •   A temporada prossegue a 4 e 5 de Outubro com o Rali Vidreiro/Centro de Portugal, com organização do Clube Automóvel da Marinha Grande.
José Pedro Fontes e Inês Ponte venceram de forma categórica a edição de 2019 do Rali Terras d’Aboboreira, sétima prova do Campeonato de Portugal de Ralis. Foi determinante a estratégia que a equipa delineou para este segundo dia de rali, sendo que o resultado final reflete também a boa “forma” do Citroën C3 R5, que cumpriu toda a prova sem o mínimo problema. Com algum calor, ainda que este segundo dia se tenha revelado mais ameno do que ontem, a prova nortenha, que pelo segundo ano integra o CPR teve como único percalço digno de registo a anulação do troço de Marão, devido ao elevado risco de incêndio. O Citroën Vodafone Team arrancou para esta derradeira etapa com um atraso de 1,6s para a dupla Bruno Magalhães/Hugo Magalhães e era natural o objetivo de tentar atacar a liderança. Pois José Pedro Fontes traçou de forma minuciosa a estratégia para este sábado, tentando fazer uso das qualidades do Citroën C3 R5, poupando, todavia, nas zonas mais perigosas ou que ofereciam maiores riscos. Foi assim que a equipa logrou levar a melhor sobre a totalidade dos rivais em cinco das seis especiais desta segunda etapa, que, paralelamente – e juntando à vitória na segunda passagem pelo troço de Rio Tâmega – resultou na acumulação de três pontos adicionais em termos de campeonato. O ataque ao líder foi “feroz” e refletiu-se logo pela manhã, com Fontes a vencer respetivamente, três décimos, 3,6 e 6,5 segundos nas três especiais da secção matinal. Assim, Fontes/Ponte regressaram a Marco de Canavezes já na liderança e com um avanço de 7,8 segundos para Bruno Magalhães. Mesmo assim, a equipa não perdeu o foco e na derradeira secção da prova (segunda volta pelos troços de (Marco Rios de Emoção, Baião Vida Natural e Carvalho de Rei) tratou de aumentar a distância para o segundo classificado, vencendo as três especiais e terminando com o triunfo e 14,9s segundos de avanço para o segundo classificado. Momentos de antes de subir ao mais alto lugar do pódio, em Baião, José Pedro Fontes afirmava que “foi um rali exigente. Tivemos que dar o nosso melhor para alcançar este triunfo, que resulta, acima de tudo, do bom trabalho da equipa que nunca deixou de acreditar e tem nesta vitória a melhor recompensa pelo esforço desenvolvido. Por outro lado vencer este rali tem um significado especial já que se trata de um regresso da Inês às vitórias, algo que ela merece muito. Tivemos muito perto de ganhar em Mortágua e ambicionávamos este momento desde lá. Paralelamente, este foi, como todos puderam ver, um rali disputado de princípio a fim por vários pilotos. Em relação ao Bruno Magalhães, e da mais elementar justiça sublinhar que a minha maior experiencia em algumas especiais fez a diferença a meu favor. Parabéns também ao Bruno e ao Hugo Magalhães pelo excelente rali e pela luta réplica que deram.” Com o resultado hoje obtido, José Pedro Fontes e Inês ponte ascendem ao quarto lugar do campeonato, somando 87,74 pontos. A temporada prossegue na região da Marinha Grande com o Rali Vidreiro – Centro de Portugal, a disputar nos 4 e 5 de Outubro, levado a cabo pelo Clube Automóvel da Marinha Grande.  

 
 
 
 
 
 
 
 
CLASSIFICAÇÃO FINAL:
 
1º Citroën Vodafone Team - José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën C3 R5), 49m19,1s 2º Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai), a 14,9s 3º João Barros/António Costa (Skoda), a 34,8s 4º Ricardo Teodósio/José Teixeira, a 53,5s 5º Paulo Meireles/Marcos Gonçalves (Hyundai), a 1m40,4s
 
CPR (após 7 provas)
 
1º Ricardo Teodósio, 119,18 pontos 2º Bruno Magalhães, 114,12 3º Armindo Araújo, 104,94 4º José Pedro Fontes, 87,74 5º Miguel Barbosa, 70,82
 
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO C3 R5 (Grupo RC2) CHASSIS Estrutura:  Chassis reforçado com roll cage soldada em múltiplos pontos  Carroçaria:  Aço e fibra compósita MOTOR Tipo:  Citroën Racing – 1,6 litros com turbo, injeção direta, com restritor FIA de 32 mm  Diâmetro x Curso:  77 x 85,8 mm Cilindrada:  1.598 cc Potência / binário máximos:  282 cv às 5.000 rpm / 420 Nm às 4.000 rpm Potência Específica:  178 cv/l Distribuição:  Dupla árvore de cames à cabeça comandada por corrente, 4 válvulas por cilindro Injeção de combustível: Injeção direta controlada por uma unidade SRG Magneti Marelli  EMBRAIAGEM Tipo:  Duplo disco de cerâmica/metálica TRANSMISSÃO Tipo:  4 rodas motrizes Caixa de velocidades:  Sadev, sequencial de 5 velocidades, controlo manual  Diferencial:  Mecânico à frente e atrás, bloqueio automático  TRAVÕES Frente/Atrás:  Discos ventilados de 355 mm (alcatrão) e 300 mm (terra), pistões de 4 pinças Alcon  Travão de mão:  Controlo hidráulico  SUSPENSÃO Tipo:  McPherson Amortecedores:  REIGER, ajustáveis de 3 vias (compressão/expansão a alta e baixa velocidade) DIREÇÃO Tipo:  Hidráulica de assistência elétrica JANTES  Alcatrão / Terra:  8x18" / 7x15" 

 
 
 
 
 
 
 
DIMENSÕES, PESOS E CAPACIDADES Comprimento/Largura:  3.996 mm/1.820 mm Distância entre eixos:  2.567 mm Vias:  1.618 mm (à frente e atrás) Depósito de combustível:  81 litros Peso (regulamentar):  1.230 kg sem piloto e navegador /1.390 kg com piloto e navegador 
 
CAMPEONATO DE PORTUGAL DE RALIS 2019
 
 Data Prova Organizador  22 e 23 fevereiro Rali Serras de Fafe (terra) Demoporto  21 a 23 março Azores Airlines Rallye (terra) Grupo Desportivo e Comercial  4 e 5 maio Rali de Mortágua (terra) Clube Automóvel do Centro  30 maio a 2 junho Vodafone Rally de Portugal (terra) Automóvel Club de Portugal  22 e 23 junho Rali de Castelo Branco (asfalto) Escuderia de C. Branco  1 a 3 agosto Rali Vinho da Madeira (asfalto) Club Sports da Madeira  6 e 7 setembro Rali Terras de Aboboreira (asfalto) Clube Automóvel de Amarante  4 e 5 outubro Rali Vidreiro Centro de Portugal (asfalto) C. Automóvel da Marinha Grande

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos