Velocidade Online

Nacional - Velocidade

NACIONAL - CIRCUITO DE BRAGA

Segunda, 17 Setembro 2018 09:28 | Actualizado em Domingo, 09 Dezembro 2018 17:33

Racing Weekend Braga 2 – Sábado

logo racing weekend 2018

Racing Weekend assentou arraiais em Braga, no Circuito Vasco Sameiro, onde é disputada uma jornada que pontua para o Campeonato de Portugal de Velocidade Turismos - TCR Portugal, Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos e Clássicos 1300 e o Campeonato de Portugal de Velocidade Legends. Hoje, Sábado dia 15 de Setembro, realizaram-se sessões de treinos, qualificação e as primeiras corridas dos Legends, Clássicos e Clássicos 1300.

Campeonato de Portugal de Velocidadade Turismos - TCR Portugal

1ª Qualificação

Pedro Salvador (seat Leon Cupra TCR) rodou e 1m 22, 127s e dessa forma conquistou a pole-position para a primeira corrida do fim-de-semana.

Francisco Carvalho (Audi RS3 LMS) apostou em “roubar” a dianteira ao homem da SpeedyMotorsport, mas no final da sessão faltaram-lhe 92 milésimas…

Armando Parente (VW Golf GTi TCR) terminou a qualificação com a terceira melhor marca, a oito décimas da pole.

Realce-se que os quatro primeiros terminaram a qualificação separados por menos de nove décimas de segundo.

2ª Qualificação

Pedro Salvador repetiu a graça na segunda qualificação e conseguiu mesmo baixar o tempo da primeira em quatro décimas.

Tal como na sessão prévia, Francisco Carvalho afirmou-se como oposição, mas desta feita a diferença ficou nas 38 centésimas de segundo.

Rafael Lobato (Peugeot 308 TCR) arrecadou a terceira posição a meio segundo de Carvalho.

braga2 tcr salvador Pedro Salvador (Seat Leon Cupra TCR)

Campeonato de Portugal de Velocidade Legends

Corrida 1

Pedro Alves (Citroen Saxo) partiu bem e aproveito a pole-position para se colocar logo na cabeça da corrida. Fernando Cabral (Citroen Saxo) fazia um arranque igualmente bom e pouco depois passava para segundo, por troca com José Meireles (Toyota Carina E).

Simplício Taveira (Peugeot 306) perdia seis posições após a partida.

Os três homens da frente rodavam no segundo 32 e António Barros era o único abaixar para o segundo 31, à terceira volta baixava para o segundo 30 e na volta seguinte continuava a pressionar e baixar para o 29 e assim ganhava alguns metros ao trio da frente.

Entretanto José Meireles pressionava forte Fernando Cabral, cobiçando o segundo posto, que acabaria por recuperar, à quarta volta e de seguida era vez de Barros assumir o terceiro posto. O piloto do BMW M3 mantinha um ritmo fortíssimo a ia em busca do segundo lugar, que acabaria por ganhar e de seguida ganhava tempo a Pedro Alves.

A cabeça da corrida estava ao rubro, até que a mecânica do M3 de Barros traía as aspirações do piloto, que seguia para box e para a desistência. José Meireles aproveitava para recuperar o segundo posto. Era igualmente o segundo dos L99, atrás de Pedro Alves.

A um minuto e 40 do final da prova era mostrada a bandeira vermelha. A Volvo 850 T5 Estate de Nuno Figueiredo tinha um princípio de incêndio e a corrida era interrompida.

A melhor volta de corrida foi de António Barros, com 1m 29,820s.

Pedro Alves venceu nos L99 e acumulou o primeiro lugar da categoria 2000. Paulo Teixeira foi o melhor dos L90. Hélder Moura venceu o Desafio Único FEUP 3, em Alfa Romeo 156. Tiago Montes teve desempenho semelhante nos Fiat Puto do FEUP 2. Pedro Fonseca venceu nos 1300.

braga2 legends palves2 Pedro Alves (Citroen Saxo)

Qualificação

Pedro Alves (Citroen Saxo) foi o mais rápido na sessão de qualificação, batendo José Meireles (Toyota Carina E), por 1,1 segundos. Ambos na categoria L99.

Seguiram-se Fernando Cabral (Citroen Saxo) e Sérgio Pinto (Honda Civic), esses da categoria Especial.

 

Campeonato de Portugal de Velociade Clássicos e Clássicos 1300

 As posições dos treinos foram fundamentais para definir a corrida, pelo menos no que às primeiras posições diz respeito.

Rui Costa partiu bem, Rui Azevedo também e os homens dos Ford Escort lutavam pela liderança da corrida e dos H75.

No H71 as coisas eram muito semelhantes e Filipe Matias e Joaquim Soares travavam uma luta tipo troféu monomarca, com os Lotus Elan.

Quando faltavam nove minutos para fim da corrida, o MG Midget de José Fafiães partia o motor e derramava óleo na pista. Logo de seguida, João Vieira não conseguia evitar um pião com o Karmann Ghia. A corrida era interrompida com bandeira vermelha, para que os trabalhos de limpeza da pista pudessem decorrer.

Retomada a prova e Rui Costa voltou a colocar-se na frente, com Rui Azevedo logo atrás e numa espécie de repetição da primeira parte, vinham os homens dos lotos a discutirem o terceiro posto, primeiro H71, com Joaquim Soares a levar a melhor sobre Filipe Matias.

No 1300 Carlos Cruz (Datsun 1200) levava a melhor, se bem que no início tinha um “incómodo Filipe Nogueira (Morris 1275 Gt) a “rondar” por perto. Depois, Paulo Duarte (VW Golf GTi), intrometeu-se na luta e Cruz ganhou alguma folga. Por sua vez Filipe Nogueira, passou a ter Carlos Santos (Dtasun 1200) a rodar próximo.

Após o final da corrida, no Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos, os vencedores foram:

Rui Costa (Ford Escort RS1600) nos H75; Joaquim Soares (Lotus Elan) nos H71, que também acumulou a vitória nos 1600; Fernando Xavier (VW Sirocco) nos H81 e João Vieira (VW Karmann Ghia) no H65. Vitória ainda para Rui Ribeiro (Ford Escort) no Grupo 5.

No Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos 1300, a classificação ficou ordenada da seguinte forma:

Carlos Santos venceu nos H71; Luís Sousa e Costa ganhou o Grupo 1 e Carlos Cruz foi primeiro nos H75. Todos ao volante de Datsun 1200.

braga2 classicos ruicosta Rui Costa (Ford Escort RS1600)

Qualificação

Rui Costa e Rui Azevedo, ambos em Ford Escort RS1600, discutiram o melhor tempo da qualificação e também dos H75, tendo Costa sido 1,3s mais rápido. A oposição veio do H71, com Filipe Matias (Lotus Elan) a ser terceiro, à frente de Joaquim Soares também em Lotus Elan.

Nos 1300 o domínio foi para os Datsum 1200 de Bruno Pires (H71), seguido a 5 milésimas (!) por Carlos Santos (H75). Filipe Nogueira (Morris 1275 GT), dos H71, fez a terceira melhor marca.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos