Velocidade Online

Nacional - Autocross/Ralicross

NACIONAL DE RALICROSS - RALICROSS EM MONTALEGRE

Domingo, 22 Julho 2018 16:16 | Actualizado em Sábado, 12 Outubro 2019 13:38

Ralicross de Montalegre I – Sábado

logo ptrx preto

A Pista de Ralicross de Montalegre acolhe a quarta jornada do PTRX, Campeonato de Portugal de Ralicross, Kartcross e Super Buggy. Hoje, Sábado, já se disputaram as primeiras corridas de qualificação.

PTRX solidário.

A Lousavidas é uma cooperativa de solidariedade social , sem fins lucrativos, que visa a valorização, integração, desenvolvimento e o apoio social de pessoas com necessidades especiais. O apoio aos autistas e respectivas famílias é um dos focos desta instituição, que se alia à Associação Anjos Azuis.

Segundo Ricardo Morais, um dos impulsionadores do projecto:

"O projecto anjos Azuis nasceu de uma iniciativa particular. Uma família unida deu seu fruto positivo na evolução da criança com autismo. Neste momento toda a ajuda esta ser canalizada para a Lousavidas."

"Agradecemos a todos a ajuda na divulgação desta ideia e que graças aos pilotos que convidamos desde a primeira hora aceitaram e rapidamente multiplicaram a resposta em várias vertentes do desporto motorizado."

Os pilotos de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, apoiam a Lousavidas e a Anjos Azuis. Todos podemos apoiar e o primeiro passo é seguir o hashtag:  #consciencializaodoautismo 

 Montalegre solidario1 Montalegre solidário2

Super Iniciação

João Novo (Peugeot 106) venceu as duas corridas, tendo conseguido uma vitória com mais à vontade na segunda. Em ambas as provas Rafael Rocha (Peugeot 106) afirmou-se como a principal oposição.

Gonçalo Macedo (VW Polo) foi terceiro, à frente de Rodrigo Correia (Peugeot 205) e de Nuno Barroso (Fiat Uno) que regressou ao Ralicross, depois de se ter ausentado em Sever do Vouga.

montalegre.novo.sabado João Novo (Peugeot 106)

Super Nacional 2RM

A má sorte bateu à porta do Opel Astra de Adão Pinto, que cortou a meta em tête e acabou por embater na barreira de protecção, danificando a frente o radiador. Mesmo assim foi o segundo classificado na primeira corrida e depois de recuperar a frente do Opel, regressou e voltou a ser segundo.

Melhor sorte teve Santinho Mendes, que resolveu o problema de alternador que o assolou nos treinos e ganhou ambas as corridas de qualificação desta tarde.

José Sousa (Peugeot 306) foi terceiro em ambas as corridas e arrumou a seu favor a questão do terceiro posto. Ficou à frente da filha, Andreia Sousa, que com o “pequeno” Toyota Starlet levava a melhor, sobre Fernando Silva (Seat Ibiza). O sexto posto foi para António Lima (Peugeot 205).

montalegre.santinho.sabado Santinho Mendes (Opel Astra)

Super Nacional A1.6

Duas corridas muito disputadas obrigaram a contas “difíceis” para saber quem foi o melho do dia e essas contas foram benéficas para Américo Sousa (Citroen Saxo), que com dois segundo lugares emalhou quatro pontos, que o colocam na frente da classificação, empatado com Luís Morais (Peugeot 106), que até venceu a primeira corrida, mas o terceiro posto na seguinte, colocou-o em segundo.

Pedro Tiago (Citroen Saxo) foi o melhor na segunda corrida, que ganhou, mas o quinto posto da prova inicial complicou-lhe as contas e colocou-o em terceiro, à frente de Vítor Sousa (Citroen Saxo), de Tiago Ferreira (Citroen Saxo), de Tiago Ferreira (Peugeot 106) e de Jorge Costela (Citroen Saxo).

montalegre.nacionalA1.6.sabado Américo Sousa (Citroen Saxo)

Super 1600

João Ribeiro (Citroen Saxo S1600) venceu as duas corridas de qualificação e alheou-se das discussões que se estabeleciam mais para trás.

José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206) teve que suar para ser segundo. Na primeira corrida um problema de transmissão colocava-o “fora de combate” e na segunda teve que se defender dos ataques de Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600). O homem da Bompiso terminou o dia em quinto, pois na corrida inicial foi desqualificado devido um toque no Peugeot 207 S1600 de André Sousa, que feitas as contas foi o terceiro.

Joaquim Machado (Peugeot 206) terminou o dia na quarta posição e é de destacar o gesto de desportivismo, quando na segunda corrida, facilitou a ultrapassagem a José Eduardo Rodrigues, que estava mais rápido.

montalegre.ribeiro.sabado João Ribeiro (Citroen Saxo S1600)

Supercar

Mário Barbosa (Citroen DS3) regressou a Montalegre e venceu as duas corridas.

O segundo posto foi bem mais discutido e coube a Joaquim Santos (Ford Focus), que teve um pião na primeira e foi segunda na última corrida do dia, depois ter começado a discutir o posto com Pedro Matos (Citroen DS3), mas acabando em segundo com algum conforto.

Matos era o quarto na segunda corrida e dessa forma acabava o dia em terceiro, à frente de José Lameiro (Seat Leon).

Ademar Pereira (Subaru Impresa WRX) levava a melhor sobre Daniel Pacheco, em carro idêntico, e assim arrumava a seu favor a questão da Classe dois.

montalegre.barbosa.sabado Mário Barbosa (Citroen DS3)

Super Buggy

Rui Godinho (SB PG 0012) dominou a corrida de qualificação desta tarde, terminando com uma vantagem confortável sobre Arménio Rodrigues (GRT MXG). António Santos (Toniauto TT) tinha um toque e era terceiro.

montalegre.sbuggy.sabado Rui Godinho (SB PG 0012)

Kartcross

Pedro Rosário (Semog Bravo ER) dominou a primeira corrida e deixou Pedro Rabaço (HSport) e Jorge Gonzaga (ASK EVO18) a discutirem o segundo posto. No baixar da bandeira xadrez Rabaço levava a melhor sobre Gonzaga e a esta “contenda” juntava-se ainda João Matias. A diferença entre o segundo e o quarto, após seis voltas, era de meio segundo (!).

Alexandre Borges (Semog Bravo) rodava por perto e distanciava-se de Luís Almeida (Semog Bravo ER). O quinto e o sexto postos eram respectivamente posse da Borges e Almeida.

montalegre.rosario.sabado Pedro Rosário (Semog Bravo ER)

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos