Velocidade Online

Nacional - Autocross/Ralicross

NACIONAL - RALICROSS - LOUSADA - DOMINGO

Terça, 09 Abril 2019 10:26 | Actualizado em Sexta, 11 Outubro 2019 23:45

63º Ralicross de Lousada - Domingo

logo ptrx preto

Chuva, lama, frio, um público fiel que não arredou pé durante o dia e que graças a isso assistiu a grandes corridas foi a constante durante o segundo dia de provas da abertura da época de Ralicross, Kartcross e Super Buggy, em Lousada no fim-de-semana de seis e sete de Abril.

Depois de corridas disputadas, algumas por margens mínimas, os louros da vitória foram para Gonçalo Macedo com o VW Polo número 333, na Iniciação – Troféu Ernesto Gonçalves; João Novo ao volante do Peugeot 106 número 260 na Nacional 2RM; Pedro Tiago em Citroen Saxo (nº 152) ganhou na Nacional A1.6; de Espanha veio o vencedor da SuperCar, Arturo Cota (nº 56) em Seat Leon e Joaquim Santos (Ford Focus nº 2) venceu a Classe 1 dos SuperCar; João Ribeiro com o Citroen Saxo S1600 número 101, somou e seguiu na Super 1600; Nuno Bastos aos comandos do ASK número 5 ganhou nos Kartcross e nos Super Buggy o vencedor foi Mauro Reis, no TT número 125.

Com as condições de tempo que se fizeram sentir, terminar as corridas já era meia vitória, pois o piso enlameado, em muito dificultou o desempenho dos pilotos, desde as corridas de qualificação atè às meias-finais e finais, disputadas sob chuva torrencial, na tarde de Domingo.

CPRC dom 5 O pódium da Super 1600, festejado com espumente Lousavinhos

  • Inciação – Troféu Ernesto Gonçalves, final

Gonçalo Macedo (VW Polo) terminou a qualificação na frente e assim ganhou a pole-position para a final. Rodrigo Correia teve problemas de motor no Peugeot 205, que o mantiveram afastado da liderança e sorte semelhante teve o estreante André Monteiro (Toyota Corolla).

Gonçalo Macedo começou lançado e avançou para a primeira curva na liderança. O estreante Artur Monteiro foi criando pressão mas não foi suficiente para ficar na frente.

Com a ida à “joker lap” José Correia subiu para o segundo lugar por troca com André Monteiro.

A corrida acabou com vitória de Gonçalo Macedo.

  • Super Buggy, final

A corrida começou e Nelson Barata (Power NB), que foi o melhor classificado na qualificação, ganhou logo vantagem distanciando-se do segundo lugar.

Paulo Godinho (PG0012) baixou para quarto e António Mota (HSport) embatia no rail, acontecimento que lhe custou a corrida.

Estávamos na quarta volta quando Mauro Reis (TT) foi trepando lugares, até à segunda posição.

Paulo Godinho depois de muitas batalhas acabou na terceira posição do pódio.

Nelson Barata consagrou-se vencedor dos Super Buggy.

  • SuperCar

Arturo Cota, veio de Espanha num Seat Leon, conquistar a pole-position da final. Depois dos problemas no Ford Focus de Joaquim Santos, que o arredaram da frente e Multiclima (Mitsubishi Lancer EVO VI) ter estado em “dia não”.

Multiclima arrancou a todo o gás, posicionando-se em primeiro. Joaquim Santos na segunda curva perdeu tração, devido à lama que se acumulava fora da trajectória, e quase que acabou no muro, incidente que acabou por lhe custar tempo e o colocou no terceiro lugar.

Arturo Cota aproveitou a falha de Joaquim Santos e subiu para a segunda posição. Já no final a "joker" acabou por decidir a corrida, Arturo Cota avançou para o primeiro lugar.

Após um contacto entre Multiclima e Joaquim Santos, o homem do Mitsubishi acabou por finalizar em ultimo.

  • Super 1600

Com 14 pilotos presentes, fruto do grande desenvolvimento que esta categoria tem sentido, foi necessário disputar duas meias-finais, para definir a grelha de partida da última corrida.

Primeira Meia-final

João Ribeiro (Citroen Saxo S1600) dominou a qualificação e dessa forma partiu da pole-position e foi para a frente. Bruno Gonçalves (Citroen Saxo S1600) ficou de fora logo na partida, com problemas na mecânica. Mais para trás, alguns toques baralhavam o segundo posto.

José Queirós (Peugeot 206 S1600) colocava-se em segundo, seguido por Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600). Joaquim  Machado (Peugeot 208 S1600) perdia tempo, mas ainda chegava ao quarto posto e assim à qualificação para a final.

Segunda meia final

Após a qualificação, em que foi segundo, José Eduardo Rodrigues (Peugeot 206 S1600) arrancou bem e manteve-se na liderança até ao final da corrida, embora pressionado por Hélder Ribeiro (Citroen C2), que desde o inicio se mantinha a meio carro de distância.

Na terceira volta, Ricardo Soares (Citroen Saxo S1600) e Nuno Araújo (Citroen C2 S1600) disputavam o terceiro lugar, mas o piloto do Citroen Saxo levou a melhor, segurando a terceira posição.

No final da corrida e já depois de muitas trocas e “guerras”, José Eduardo Rodrigues assegurou a vitória à frente de Ricardo Soares que tinha ganho uma posição. Na terceira e quarta posições ficaram respectivamente Hélder Ribeiro (Citroen C2 S1600) e Sérgio Dias que estreava o Renault Twingo.

CPRC dom 1 João Ribeiro (Citroen Saxo S1600)

Final

A luz vermelha apagou e João Ribeiro avançou com grande velocidade, José Rodrigues e Ricardo Soares batalhavam pelo segundo lugar.

Hélder Ribeiro e José Queirós perderam tempo no cimo da subida, ao irem à zona suja da pista, acabando por ceder posições.

José Eduardo Rodrigues conquistava o terceiro lugar e em quarto estava Joaquim Machado.

Ricardo Soares fez uma grande ultrapassagem assumia assim a segunda posição.

Estávamos na quarta volta e Joaquim Machado sofria grande pressão para manter o quarto lugar, mas conseguiu-o.

A corrida finalizou com João Ribeiro na liderança, Ricardo Soares em segundo, Mário Teixeira em terceiro e Sérgio Dias em quarto.

  • Nacional 2RM

Início renhindo entre João Novo (Peugeot 106) e Adão Pinto (Opel Astra).

Andreia Sousa (Peugeot 306) na última curva da primeira volta, acelerava para a terceira posição e Adão Pinto caia para último devido a problema mecânico.

Após inúmeras batalhas Andreia consegue o segundo lugar à frente de Luís Carvalho (Peugeot 206).

Nuno Génio, depois de uma grande pressão, passa Luís Carvalho assegurando o segundo lugar.

O vencedor desta prova foi o João Novo, piloto que transitou da Iniciação em 2018, para a Nacional 2RM, em 2019. Andreia Sousa, vencia o troféu feminino e era segunda à geral.

CPRC dom 2 Partida da NAcional 2RM, com João Novo (Peugeot 106) na frente.

  • Nacional A 1.6

O Campeão em título, Pedro Tiago (Citroen Saxo), partia da primeira posição graças ao bom desempenho na qualificação. Luz vermelha apagada e Tiago voava à conquista da liderança. Leonel Sampaio (Citroen Saxo) e Luís Morais (Peugeot 106) disputavam a segunda posição mas Sampaio levava a melhor.

Américo Sousa (Citroen Saxo) estava no quarto posto a distanciar-se de Multiclima (Citroen Saxo).

Com o desenrolar da corrida e já nas últimas voltas, esta ficou decidida a favor de Pedro Tiago. Luís Morais subiu até segundo, mais atrás ficou Américo Sousa (Citroen Saxo) que acabou na terceira posição.

O quarto lugar foi conquistado por Tiago Ferreira (Peugeot 106) e Multiclima saiu da pista em cima do reboque após desgaste evidente do carro devido a várias batidas sofridas ao longo da prova

CPRC dom 4 Partida da Nacional A 1,6 - Pedro Tiago na frente

  • Kartcross 

Alexandre Borges (Semog Bravo) começou a corrida na primeira posição, Rui Nunes (Semog Bravo) estava logo atras em segundo.

Na segunda volta Alexandre Borges fez pião e perdeu a liderança para Rui Nunes.

Na subida, antes ainda da curva dois, uma molhada e Tiago Freitas (Hsport) ficava imobilizado, motivando o aparecimento da bandeira vermelha. A corrida parava.

Nova partida e Alexandre Borges voltava à liderança. Em segundo e terceiro estavam respectivamente o Maikel Vilas (LaBase RX01) e Jorge Gonzaga (ASK EVO18).

Os pilotos estavam a dar o máximo. Corria-se a quarta volta e Alexandre Borges ainda segurava a liderança. O espanhol Maikel Vilas estava em segundo e Nuno Bastos sobia para terceiro.

Depois de uma grande luta, Maikel Vilas na penúltima volta baixava para o quarto lugar, depois de uma luta que envolvia o compatriota Carlos Krieg (LaBase RX01). 

Alexandre Borges na última volta fazia um pião na joker e estragava uma excelente corrida até então.

Nuno Bastos ganhava, seguido de muito perto por Jorge Gonzaga, Pedro Rabaço, Maikel Vilas e Rui Nunes, que encerrava o top 5. Daniel Godinho, no sétimo posto foi a senhora melhor classificada. 

No final, Pedro Rabaço sofreu uma penalização de 30 segundos, por ter falhado a ida à "joker lap". Maikel Vilas passou assim para o pódium.

A próxima prova do PTRX, tem data marcada para Castelo Branco, com organização da Escuderia de Castelo Branco, nos dias 11 e 12 de Maio.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos