Velocidade Online

Nacional - Montanha

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2019 - LEONEL BRÁS CHEGOU, VIU E VENCEU NA RAMPA DE MURÇA

Quarta, 07 Agosto 2019 16:32 | Actualizado em Terça, 15 Outubro 2019 08:19

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2019 

 

RAMPA DE MURÇA

 

LEONEL BRÁS CHEGOU, VIU E VENCEU NA RAMPA DE MURÇA

 

TIAGO SANTOS COM SORTE BEM DIFERENTE

 

 

Estando nuam época sabática, Leonel Brás não conseguiu resistir, e participou na Rampa de Murça com o Citroen AX com que foi campeão, onde na sua “ terra natal” foi chegar, ver…e vencer, não dando qualquer tipo de chance aos seus mais directos adversários, tudo isto numa porva organizada pelo Cami Motorsport.

 

 

O piloto de Murça, logo na warmup 1 mostrou que estava ali para lutar pela vitória, e se assim pensou, assim concretizou, fazendo toda a extensão da Rampa de Murça em  2.49.155 à média de 89,38 km/h, sendo o primeiro classificado na Taça de Portugal de Montanha e 18º na classificaçãop geral.Na primeira subida oficial de treinos, Leonel Bras volta a melhorar o seu tempo de forma brutal, fazendo 2.40.561 à média de 94,16 km/h, sendo de novo o primeiro classificado na Taça de Portugal de Montanha, e 15ª na classificação geral.Não satisfeito com os tempos obtidos na segunda subida de treinos, volta a bater o tempo da subida anterior com 2.39.174 à média de 94,99 km/h, sendo cada vez mais lider na Taça de Portugal de Montanha e 16º na classificaçlão geral.

 

 

Para a primeira subida de prova, o piuloto de Murça acaba por fazer um crono de  2.39.662 à média de 94,70 km/h, sendo para já  o lider incontestado na Taça Portugal de Montanha, e 18º na classificação geral.

 

 

Quanto ao seu colega de equipa, Tiago Santos, outro piloto natural  de Murça, que alinhou à partida ao volante dum Fiat Punto 85 Sport, logo na subida da warmup 1, faria um tempo de  2.56.876 à média de 85,48 km/h, sendo o 4º na Taça de Portugal de Montanha e 26ª na classificação geral.Na primeira subida ofical de treinos Tiago Santos volta a melhorar o seu tempo de forma substancial, fazendo 2.53.887 à média de 86,95 km/h, sendo o 5º classificado na Taça de Portugal Montanha e 28º na classificação geral.Na segunda subida oficial de treinos, o piloto  do Fiat Punto que ostenta o numero 214, não faz a subida, com o intuito de poder mudar o set up do carro.Assim, na primeira subida oficial de prova, Tiago Santos acaba por fazer um crono de 2.53.256 à média de 87,26 km/h, sendo o 6º classificado na Taça Portugal Montanha, e 29º na classificação geral final.

 

 

 

Após  a noite de descanso para pilotos e  maquinas, o domingo de manha surgu  logo com um sol radioso, e com  muito calor, na qual na subida da warmup2, Leonel Bras ao volante do seu competitivo  Citroen  Ax, faz logo um tempo de 2.41.131 à média de 93,37 km/h, sendo o lider na Taça de Portugal Montanha, e o 10 º na classificação geral.Para a derradeira subida de treinos, Leonel Brás ao volante do seu Citroen  AX Sport faz 2.40.853 à média de 93,99 km/h, sendo cada vez mais lider na Taça de Portugal de Montanha, e 12ª na classificação geral.

 

 

 

Na 2ª e 3ª subida oficial de prova, Leonel Bras acabaria por fazer os tempos de 2.44.854, para encerrar em “beleza” com um tempo canhão de 2.38.838 à médioa de 95,19 km/h, conseguindo desta forma bater o seu recorde pessoal nesta rampa.

 

 

Em relação a Tiago Santos, logo na warmup2, disputada no domingo de manha, alcançaria um crono de 2.52.239 à média de 87,78 km/h, sendo o 4º classificado na Taça de Portugal de Montanha, e 20º na classificação geral final.A debater-se com alguns problemas técnicos no seu Fiat Punto na derradeira subida oficial de treinos, o piloto de Murça não coinseguiu melhor do que 3.25.763 à média de 73,48 km/h, sendo o 7º classificado na Taça de Portugal de Montanha e 33 º na classificaçãop geral.A 2ª subida oficial de prova,  Tiago Santos não chegaria a subir, dando assim por encerrada a sua participação na edição 2019 da Rampa de Murça.

 

 

No final depois de ter subido  ao degrau mais alto do pódio, Leonel Brás disse-nos logo “ não podia estar maios satisfeito, o carro esteve impecável, consegui bater o meu próprio recorde pessoal na rampa, e rapidamente consegui adquirir logo o ritmo necessário para fazer frente aos meus adversários, com todo este cenário que poderia querer mais?”. Sobre a possivel continuação no Campeonato Portugal de Montanha acrescentou-nos “ como já disse esta será uma época sabática, esta participação , confesso, não estava nos meus planos, mas a verdade é que não resisti, e vim dar um “ gostinho ao pé”, em que tudo correu bem.Para 2020 logo se verá, vamos ver o que irei fazer “, disse-nos o simpático piloto de Murça.

 

Em relação a Tiago Santos , a sorte não esteve a seu lado, como nos disse “ na realidade assim foi alguns problemas técnicos com o Fiat Punto, inesperados não deu para terminar a rampa, tenho pena, mas as corridas tem destes imprevistos, outras oportunidades irão surgir  e com jeitinho com melhores resultados, “ disse-nos

 

CLASSIFICAÇÕES

 

TAÇA PORTUGAL MONTANHA

 

1º LEONEL BRÁS – CITROEN AX SPORT

2º João santos – Fiat Punto 85

3º João Silva – Fiat Punto 85

4º Daniuel Gouveia – Fiat Punto 85

5º Tiago Silva – Toyota Starlet

6ª Francisco Milheiro – Peugeot 106

 

TAÇA PORTUGAL MONTANHA CI 12

 

1º LEONEL BRÁS – CITROEN AX SPORT

2º João Diogo Santos – Fiat Puinto 85

3º João Silva – Fiat Punto 85

4º Daniel Gouveia – Fiat Puinto 85

5º Tiago Silva – Toyota Starlet

6º Francisco Milheiro – Peugeot 106


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos