Velocidade Online

Nacional - Montanha

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2019 - JOSÉ CARLOS POUCA SORTE SEM SORTE NA RAMPA DA ARRÁBIDA

Sábado, 14 Setembro 2019 13:51 | Actualizado em Terça, 15 Outubro 2019 08:19

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2019

 

 

RAMPA REGINAL DA ARRÁBIDA / PÊQUEPÊ

 

JOSÉ CARLOS POUCA SEM SORTE NA RAMPA DA ARRÁBIDA

 

 

 

O piloto de Resende, José Carlos Pouca Sorte,  fez juz ao seu nome, na sua estreia na Rampa Regional da Arrábida /Pêquepê, onde na derradeira subida acabaria por colidir contra uma barreira de betão, acabando por ter de ser transportado para o hospital de Setúbal.

 

 

 

A verdade é que José Carlos Pouca Sorte ao volante do seu BMW M 3, seria o autor do 2º melhor tempo  com 2.12.421 à média de 97,86 km/h.Já na 2ª subida oficial de treinos, José Carlos Pouca Sorte rubrca de novo o melhor tempo com 2.13.826 à média de 96,84 km/h, no entanto na primeira subida oficial de prova, acaba por fazer o seu melhor tempo com 2.10.285 à média de 99,47 km/h.No entanto no final de tarde de sábado a ventoinha de arrefecimento deixou de funcionar, fazendo com que arrebentasse um tubo.A verdade é que este problema foi resolvido pela  equipa de assistencia, assim como pela equipa da Vettra Motorsport, que através do seu principal responsável  Luis nos deu uma preciosa ajuda, e o carro ficou pronto para a subida.

 

 

 

Mas no domingo de manha., surgem mais problemas técnicos, onde desta feita a equipa de assistencia  de José Carlos Pouca Sorte teve a importante colaboração de José Arantes que foi incansável, dando uma preciosa ajuda   que deu a possibilidade do BMW M 3 estar de novo à partida para mais uma subida.Mas seria nesta subida, que José Carlos Pouca Sorte  acabaria por bater, como nos explicou o que se passou “ nesta ultima subida eu ia muito depressa, ia a aproveitar todo o espaço da estrada da rampa , até que numa das zonas, um muro de betão estava mais saliente, e eu não reparei nisso, por isso  toco com o lado esquerdo com toda a força.Fruto desta forte pancada, dei cabo de uma costela e dois dedos partidos, sendo de imediato transportado para o hospital de Setubal.A culpa do acidente é só minha, mas as corridas de automóveis tem destes imponderáveis.Não quero terminar sem agradecer ao José Arantes, pela atitude que teve, pois eu e o meu filho fizemos o transporte de dezoito carros que participaram nesta rampa, e na altura em que estava a ser assistido no hospital, o José Arantes foi incansável e teve a ajudar o meu filho a carregar todos estes carros.Quando  voltei do hospital, devidamente medicado, acabei por me sentar ao volante do camião, e era meia noite de domiungo, quando iniciei a viajem de regresso ao Norte, sendo os carros todos  entregues até  à  hora do almoço de 2ª feira.Por outro quer o José Arantes, quer a PT Racing que também nos ajudaram em tudo , deixaram a rampa da Arrábida ao mesmo tempo que nós, para todos quanto nos ajudaram o meu muito obrigado”.

 

 

 

Embora ausente do pódio, por estar a ser assitido no hospital de Setubal, José Carlos Pouca Sorte acrescentou-nos “ foi pena ter-me acontecido isto, pois estou convencido que ia ganhar esta Rampa Regional, mas assim acabei por ficar pela segunda posição na classificação  geral, disse-nos o piloto  de Resende.

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL

 

1º Pedro Lança – Citoren Saxo

2º JOSÉ CARLOS POUCA SORTE – BMW M 3

3º Miguel Gomes – Honda Civic

4º António Ferreira – Golf GTI

5º Carlos Nunes – Datsun 1200


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos