Velocidade Online

Nacional - Todo o Terreno

NACIONAL - TODO O TERRENO - CISET 4X4 VALPAÇOS 2018

Sexta, 05 Outubro 2018 06:48 | Actualizado em Terça, 19 Novembro 2019 08:18

PÓ E CALOR MARCAM O CISET 4X4 VALPAÇOS 2018

 

Coube a Valpaços na região de Trás-os-Montes ser a localidade anfitriã da última prova disputada em solo Português do Challenge Ibérico Super Extreme Trial 4x4 2018, numa organização da APTE – Associação Portuguesa de Trial Extremo e estreita colaboração com o Clube Trepa Tudo.

Quase duas dezenas de equipas marcaram presença nesta competição promovida pela X-Adventure e integrada nos calendários oficiais da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, disputando até ao último metro pelos melhores lugares da classificação e pelos preciosos pontos para a classificação geral.

Há semelhança da prova de Extreme Trial 4x4 organizada em 2017, a também esta nova edição agora integrada na maior competição Ibérica de trial teve dois dias de duração.  No sábado dia 29 tiveram lugar as habituais verificações técnicas e administrativas, bem como um prólogo noturno.  No domingo disputaram-se as especiais de resistência , tendo o evento terminado com a habitual entrega de prémios.

SUPER ESPECIAL NOTURNA ELEGEU OS PRIMEIROS LIDERES DA PROVA.

Disputada ao cair da noite de Sábado, a Super Especial Noturna substituiu a habitual especial de perícia, servindo como  prólogo dos setores de resistência que se disputariam no dia seguinte.

Com o intuito de aproximar a modalidade do público, esta especial foi disputada junto ao Pavilhão Multiusos de Valpaços, local onde também estava localizado o parque fechado e o HQ da prova.

Vocacionada sobretudo para o espetáculo, este setor não continha obstáculos demasiado complicados e permitiu que as equipas rodassem sem grande complicações.

Ainda que os resultados obtidos contassem para a classificação geral final após os setores de resistência, o “Prólogo” noturno tinha uma classificação especifica, tendo sido atribuídos prémios especiais aos vencedores de cada uma das classes, que foram respetivamente: Marco Melo na Classe FUN; Emanuel Luz na Classe Promoção; Emanuel Pires na Classe Proto; António Henriques na Classe Super Proto; Adriano Santos na Classe Super Proto Mais

SETOR DE RESISTÊNCIA MARCADO PELO MUITO PÓ E CALOR.

Estando nós já no Outono seria de esperar tempo fresco e até eventualmente chuva ou um clima um pouco mais instável, porém, no passado domingo as condições de tempo e da pista mais faziam lembrar o pico do Verão do que o inicio do Outono.

A pista, desenhada num monte sobranceiro a Vale Paços tinha como principais obstáculos as muitas pedras, algumas grandes dimensões que os pilotos tinham que subir ou contornar.  Mas, face ao clima seco, não foram aqui as principais dificuldades, mas sim precisamente nas zonas sem pedra, pois á passagem de cada um dos participantes erguia-se uma nuvem de pó castanho muito espessa que bloqueava por completo a visão de quem viesse atrás.  Valeu a ajuda do vento que soprava para longe o pó alguns segundos depois, porém não com a “rapidez” suficiente para que o mesmo não se tornasse um incómodo para os pilotos que seguiam atrás ou procuravam ultrapassar

 

CLASSE FUN:  RICARDO ALMEIDA VENCE EM VALPAÇOS

A classe FUN teve desta vez uma participação um pouco mais animada, com mais concorrentes em pista e com uma interessante luta UTV versos 4x4.

Porem se o UTV de Marco Melo se impôs no Prólogo de Sábado, no dia de domingo a pista complicada acabou por causar problemas mecânicos que atrasaram irremediavelmente a equipa, relegando-a para um quarto lugar final.  

Assim, enquanto a equipa M-Transportes se debatia com problemas, as demais ia somando voltas, com especial destaque para a Drivers Offroad de Ricardo Almeida que totalizou 7 voltas e venceu a resistência.  Com 6  voltas cumpridas ficaram duas equipas  -A equipa Ana Gonçalves Cabeleireiros de Ricardo Alves e a GS Team Boop de Lígia Romão, com vantagem para Ricardo Alves que terminou á frente e ficou em segundo lugar relegando a sua adversária para terceiro.

As classificações finais desta classe ficaram ordenadas de forma semelhante, com Ricardo Almeida em primeiro, Ricardo Alves em segundo e Lígia Romão em terceiro.

Quanto a Marco Melo conseguiu ainda assim o triunfo na Classe UTV-FUN.

Lígia Romão somou ao terceiro lugar final, o triunfo na Classe FUN-Senhoras

 

CLASSE PROMOÇÃO:  EMANUEL LUZ VENCE DUELO IBÉRICO

A classe Promoção tinha como particular interesse a luta entre o Português Emanuel Luz – Team Repower e o Espanhol Manuel Fitz do Team Zapatito 4x4 X-Trem, com ambos a procurarem o melhor resultado possível na prova Transmontana.

O elevado grau de preparação da viatura da equipa nacional Team Repower, bem como a perícia de Emanuel Luz na sua condução e que fazem dele o piloto mais espetacular em pista foram argumentos demasiado fortes para que Manuel Fitz pudesse esboçar qualquer hipótese de ter um ataque minimamente eficaz na luta pela vitória.

Emanuel Luz venceu não só o prólogo, como também a resistência com oito voltas face a apenas duas do seu adversário, conquistando assim de forma algo fácil a vitória final  na sua classe.

 

CLASSE PROTO: GUIDO GOMES TRIUNFA EM PROVA COMPLICADA

A Classe Proto teve uma prova algo complicada pois a dureza da pista de resistência associada ás condições do clima exigiram bastante das equipas.   O grau de exigência foi tal que durante o tempo regulamentar nenhum dos participantes foi além de 4 voltas ao traçado.

O caminho de Guido Gomes- ECO AGB Park rumo ao triunfo estava repleto de complicações, que começaram logo no prólogo relegando-o para último lugar, ao passo que Emanuel Pires do Team Electro Auto Pires se assumia como o mais rápido terminando em primeiro.

No domingo a luta pela vitória teria como principais intervenientes Guido Gomes e Bruno Bastos (Exigente TT) pois Emanuel Pires não conseguiria completar sequer uma volta à pista.   

 Guido Gomes e Bruno Bastos terminariam a prova ambos com 4 voltas concluídas ambos, porém a vantagem recaiu para o piloto da Ponte de Sor que assim conseguia também o triunfo á geral.   Bruno Bastos ficou em segundo e a Emanuel Pires não restou mais do que o terceiro lugar.

 

CLASSE SUPER PROTO: ANTÓNIO TEIXEIRA VENCE DEPOIS DE PROVA MUITO REGULAR

Nem sempre um andamento muito rápido ou espetacular é sinónimo de um bom resultado, e a vitória de António Teixeira ( Teixeira Reparações 1269 ) em Valpaços é um bom exemplo de que a regularidade é muitas vezes recompensada.   Neste caso foi-o com uma vitória final.

O primeiro líder da competição foi António Henriques (Equipa Mister Reboques), que venceu o prólogo com a escassa margem de apenas um 1 segundo sobre António Teixeira. (2º Classificado).  Óscar Barroso (Equipa MatBarroso)  ficou-se pelo terceiro lugar neste primeiro dia.

No segundo dia de prova,  António Teixeira apesar de alguns problemas conseguiu ir sempre rodando e somar 7 voltas no final, mais três que o seu principal rival que se quedava por apenas 4.   Pior ficou Óscar Barroso que não chegou sequer a dar uma volta.

No final António Teixeira foi recompensado com a vitória na sua classe, enquanto António Henriques ficava em segundo e Oscar Barroso em terceiro.

 

CLASSE SUPER PROTO MAIS:   DOMINIO MADEIRENSE E MUITA LUTA PELA VITÓRIA EM PROVA COMPLICADA

Apesar das grandes dificuldades sobretudo causadas pelo pó e pelo calor, a Classe Super Proto Mais registou um equilíbrio de prestações entre os participantes que não é muito comum e mantiveram a luta pelas melhores posições em aberto até final.

O piloto Madeirense Adriano Santos (ASH Team) foi o primeiro líder em Valpaços ao conseguir vencer o prólogo, superando a bem preparada e eficaz concorrência.  Em segundo lugar neste primeiro dia  ficou Luis Jorge ( Equipa Horticulas Team/Café Snack Bar “A Curva”) , enquanto em terceiro encontramos outro Madeirense desta feita Laurindo Mendoça (Team Sem Stresses)

No domingo logo que foi mostrada a bandeira verde aos participantes se percebeu que o principal inimigo iria ser o pó espesso que os carros levantavam,  pó esse que foi sempre aumentando passagem após passagem.

Laurindo Mendoça foi quem mais voltas conseguiu dar,  11 no total, vencendo por isso este setor.   Luis Jorge, apesar de muito empenhado não conseguiu alcançar o seu adversário, terminando em segundo com 10 voltas.   E com menos uma volta realizada ficou Adriano Santos, que se viu a braços com problemas quase de inicio a fim com o seu carro a ir abaixo e a perder potência de forma quase constante, pelo que o terceiro lugar é pelo menos recompensa pelo esforço e persistência.

A geral da classe ficou ordenada da mesma forma que a classificação do setor de resistência, com Laurindo Mendonça a vencer, na frente de Luis Jorge (2º) e Adriano Santos (3º)

 

LUIS PIRRALHO, DIRECTOR DESPORTIVO DO CISET 4X4:

“Uma prova que se revelou bem mais complicada do que prevíamos.  Os obstáculos foram pensados para um possível clima um pouco mais húmido e dentro dos padrões da estação. Evitamos algumas das subidas e pedras pois sabíamos que se estivessem molhadas iria ser muito complicado.  Porém tudo estava seco, e em quase todos os locais bastou aos concorrentes subir a motor, pouco se usou o guincho.  Mas não há bela sem senão, e a ausência de chuva e o piso muito seco estiveram na causa do pó, muito pó.   Todos sofremos com o calor e o pó, se bem que os pilotos e navegadores foram quem mais sofreu.  Estão todos de parabéns, pois conseguiram manter-se a salvo de problemas e dar um bom espetáculo desportivo” disse o responsável máximo desta competição.

“Segue-se Málaga, para um grande final desta nossa primeira temporada internacional.   O sucesso do CISET em Espanha é tal que já existe lista de espera de participantes, com todos os limites a serem simplesmente esmagados.  Peço por isso aos Portugueses interessados em participar que se mantenham muito atentos, pois as inscrições terão que obedecer a regras um pouco mais exigentes” revelou o diretor da X-Adventure, entidade promotora do CISET 4x4

O Challenge Ibérico Super Extreme Trial 4x4 Valpaços 2018 foi organizado pela APTE – Associação Portuguesa de Trial Extremo, em colaboração com Clube Trepa Tudo de Valpaços, contando com o apoio do Município de Valpaços, da Freguesia de Valpaços e Sanfins, da Freguesia de Vassal, dos Bombeiros Voluntários de Valpaços e do Intermarché de Valpaços.

O CHALLENGE IBÉRICO SUPER EXTREME TRIAL 4X4 é promovido pela X-Adventure, sob a égide da FPAK, e conta com o apoio de: Euro 4x4 Parts, Tractomoz, Helder Tiago – Oficinas, Lubecar, Veicomer, Vulcanizadora Fragoso, Dediland,  BF Automóveis, Father Motorsport , Todoterreno.pt,  Rally-Raid Network, Skin Ovelha, TR4 Digital, Codigo 4x4, España 4x4, e Virtual Clube TT

Todas as informações sobre podem ser encontradas no site oficial em www.extremetrial4x4.com

 


CLASSIFICAÇÕES DISPONIVEIS EM: http://www.extremetrial4x4.com/index.php/en/edicao-2018/ciset-4x4-valpacos/classificacao.html


 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos