Velocidade Online

Nacional - Todo o Terreno

CAMPEONATO PORTUGAL TODO O TERRENO - JOÃO RAMOS SEM SORTE NA PROVA DE ABERTURA

Domingo, 24 Março 2019 12:47 | Actualizado em Sábado, 14 Dezembro 2019 09:26

Arranque em falso, mas moral em alta
Baja TT do Pinhal
João Ramos e Victor Duarte não tiveram a sorte do seu lado neste primeiro dia da Baja TT do Pinhal, sendo forçados a desistir com um problema numa roda da Toyota Hilux, motivado pela quebra dos pernos de aperto que cederam a escassos metros do final do sector selectivo de hoje, para além de um furo a meio do primeiro sector selectivo.

A dupla da Toyota Caetano Motorsport, campeã nacional em título, chegou a esta jornada inaugural assumindo o desejo de vencer, para desde logo perseguir o objetivo de revalidar o campeonato.

O piloto de Vila Nova de Gaia sofreu uma queda de moto que o condicionou fisicamente ainda antes do arranque, quando efetuava o reconhecimento do prólogo, mas mesmo assim conseguiram vencer esse percurso com 10 segundos de vantagem, o que deixava desde logo indicadores muito promissores.

João Ramos afirmou na primeira pessoa "Sabia que ia ser doloroso mas não iria desistir, e demos tudo o que podíamos e sabíamos, vencemos o prólogo, e no sector selectivo, a Toyota Hilux esteve perfeita. Independentemente da minha desistência mesmo no final do setor com os pernos degolados e sem hipótese de continuarmos em prova, é muito positivo percebermos  que até ao momento em que furamos, íamos a ganhar consecutivamente vantagem sobre os nossos adversários.

A partir desse ponto era para atacar forte e recuperar, mas esta situação com a perda da roda colocou-nos fora e nada podíamos fazer. Há ainda muito campeonato e creio que todos têm de contar connosco independentemente desta desistência."

Já sobre a prova organizada pela Escuderia de Castelo Branco, João Ramos não pode deixar de comentar o que considera ter sido uma descida de nível na qualidade do evento neste ano, nomeadamente quanto a "uma escolha de traçado muito pouco feliz, com zonas desnecessariamente estreitas e perigosas ,sendo que nas passadas edições tivemos percursos muito mais interessantes e seguros. Para além do traçado, também o road-book que nos foi disponibilizado era muito fraco, com incoerências nas distâncias, sem advertência em zonas mais perigosas, e menção a zonas de controlo de velocidade que não existiam e onde mesmo o sistema "sentinel" errava. Resumindo, tenho mesmo de manifestar o meu desapontamento perante a organização neste ano, realçando que nos outros anos correu muito bem. Espero que consigam corrigir para o futuro."

E será com a motivação baseado nos bons indicadores de andamento, que a equipa se apresentará na próxima prova do campeonato, de 12 a 14 de Abril na Baja de Loulé, seguramente para discutir a vitória final e colmatar esta desistência.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos