Velocidade Online

Nacional - Karting

CAMPEONATO PORTUGAL KARTING - FPAK ESCLARECE

Quinta, 02 Maio 2019 09:30 | Actualizado em Quinta, 14 Novembro 2019 14:34

Esclarecimento
 
Na sequência de um comunicado de imprensa da Evo-Press relativo à segunda prova do Campeonato de Portugal de Karting KIA disputada no Kartódromo de Fátima, assinado pelo Sr. João Vigário Silva e da qual constam declarações do piloto Tiago Teixeira, vem a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting repudiar vivamente as acusações que lhe são feitas. 
 
Estas declarações, não só denotam uma enorme ignorância regulamentar, decerto por desconhecimento da modalidade, como prestam um péssimo serviço ao karting. A única meia verdade que o senhor escreve, é que “vários pilotos em forma de protesto acabassem por não alinhar”, sendo meia verdade porque, na realidade, eles não alinharam nos treinos cronometrados, mas por terem feito uma opção errada no tipo de pneus a utilizar.
 
Cinco pilotos que estavam na pré-grelha, em protesto infundado, retiraram os seus karts para a zona da balança, colocando-os na zona do fim dos Treinos Cronometrados, invertendo a sua sequência de percurso.
 
Por iniciativa própria, dirigiram-se, em conjunto, ao colégio de Comissários Desportivos, protestando sobre um piloto que apertou os cubos das rodas na zona de pré-grelha, pondo em causa a organização e a FPAK, não aguardando sequer que os responsáveis da zona técnica elaborassem o respectivo relatório e o enviassem ao CCD, para que este órgão aplicasse a penalização devida.
 
Quiseram estes concorrentes com este protesto e antecipando qualquer acção de penalização por parte da Direcção de prova ou do CCD, pressionar este órgão para os autorizar a trocar os respectivos pneus.
 
Esta situação provocou naturalmente atraso no início dos Treinos Cronometrados. desta categoria e, por arrastamento, o início de todas as primeiras mangas de qualificação. 
 
Esta acção impensada teve reflexos em todas as categorias presentes, obrigando a que o Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria não pudesse dar rigoroso cumprimento ao horário, conforme o vinha fazendo até ali e como fez no dia seguinte.
 
Seria muito mais sensato e elegante, pela parte destes concorrentes/assistentes, reconhecerem a sua opção errada ou precipitada, em vez de lançar a responsabilidade para a organização e para a FPAK.
Comunicado
 

 
 
Queremos ainda realçar que a afirmação “enorme falta de bases regulamentares por parte da FPAK”, não tem qualquer fundamento, pois no Campeonato de Portugal de Karting KIA, tudo está perfeitamente regulamentado ao pormenor e baseado na regulamentação CIK-FIA, como são exemplos no caso vertente:
 
Fecho de acesso à pré-grelha: Fecha 5 minutos antes da hora da corrida (Artigo 28.1 para partidas paradas e art. 29.1 para partidas lançadas das Prescrições Especificas de Karting). Horário é de cumprimento obrigatório: Art. 12.2 das PEK Proibida intervenção mecânica na pré-grelha: Art.19.19 , 27.12 , 28.3.2 , 28.4.2 e 29.4 das PEK.
 
É de lamentar que partes integrantes do Desporto Motorizado, neste caso do Kart, prestem tão mau serviço a uma modalidade tão acarinhada pela FPAK, que tudo tem feito pelo seu desenvolvimento e pela sua verdade desportiva.
 
 

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos