Velocidade Online

Nacional - Karting

NACIONAL - KARTING - FIA APRESENTOU ARCO DE SEGURANÇA

Segunda, 16 Setembro 2019 12:36 | Actualizado em Segunda, 21 Outubro 2019 02:01

FIA apresentou em Portugal arco de segurança para o Karting
 
O arco de segurança colocado sobre a cabeça do piloto é um elemento de segurança há muito usado no desporto automóvel, principalmente em cockpits abertos. Agora, a Federação Internacional do Automóvel (FIA) e a federação alemã de automobilismo (DMSB) desenvolveram uma nova bacquet para karts com um arco de segurança integrado, de forma a minimizar o risco de lesões no piloto em caso de capotamento.

O sistema foi apresentado este sábado na prova do Campeonato de Portugal de Karting KIA, no Kartódromo de Baltar, numa iniciativa conduzida pelo engenheiro português Nuno Costa, que coordena o departamento de segurança da FIA, em Genebra (Suíça).

“Na FIA analisámos milhares de acidentes todos os anos, em todas as disciplinas do automobilismo e do karting, e no fundo chegámos à conclusão que este elemento de segurança pode minimizar significativamente o risco de lesões nas categorias mais pequenas do Karting”, referiu Nuno Costa em Baltar. “Em qualquer acidente, temos sempre duas variáveis principais: a massa e a velocidade. A única que é permanente é a massa, pois a velocidade não conseguimos controlar. No fundo, com este sistema tentámos diminuir a massa que está em contacto com o corpo do piloto, principalmente a cabeça, em caso de capotamento.”

A fase de desenvolvimento, em colaboração com a federação alemã, que tem “15 anos de dados sobre este tipo de acidentes”, resultou, até ao momento, na homologação de dois modelos de bacquet com arco de segurança integrado, destinados às categorias mais pequenas do Karting (até à categoria Juvenil). A FIA está neste momento a auscultar as federações nacionais para perceber se avançará para a sua introdução obrigatória nos próximos anos.

Na apresentação em Baltar estiveram presentes Ni Amorim e João Rito, respetivamente presidente e responsável para o Karting da FPAK, assim como pilotos, pais e diversos responsáveis de equipa do Karting nacional, que foram unânimes a reconhecer a importância de um sistema que, segundo a FIA, poderá ser adaptado à maioria dos chassis atuais.

“Nos testes que fizemos descobrimos que bastam apenas três centímetros de proteção acima da cabeça do piloto para fazer a diferença na prevenção de lesões graves. E qualquer sistema que reduza o risco no Karting, como já aconteceu com os para-choques obrigatórios há uns anos, é sempre uma inovação importante”, apontou Nuno Costa, que começou por ser comissário no Clube Automóvel do Minho antes de começar a trabalhar na FIA.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos