Velocidade Online

Mundial - Ralis

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS - A CITROEN NO RALI DA TURQUIA

Sexta, 14 Setembro 2018 12:21 | Actualizado em Terça, 18 Setembro 2018 10:27

Rali da Turquia (13 a 16 setembro 2018) – Apresentação

MANJAR TURCO PARA OS C3 WRC

A 10ª prova da temporada 2018 marca a estreia do C3 WRC na Turquia, país onde um dos seus antecessores – o Xsara WRC – garantiu a primeira vitória da marca em provas de terra no WRC. Nesta 7ª incursão da Turquia no calendário do Campeonato do Mundo de Ralis, a Citroën Total Abu Dhabi WRT conta, uma vez mais, com as duplas Craig Breen/Scott Martin, Mads Østberg/Torstein Eriksen e Khalid Al Qassimi/Chris Patterson na defesa das suas cores.

CARAVANA MUDA-SE PARA MARMARIS

A erupção do vulcão islandês Eyjafjöll, em 2010, e a perturbação que causou no tráfego aéreo, reteve a caravana do WRC na Turquia na última vez que a prova fez parte do calendário do WRC. Desde então, o campeonato nunca mais tinha voltado a este país. Neste seu regresso ao WRC em 2018, o rali tem como base Marmaris, uma estância balnear mediterrânica na Riviera turca e o seu terceiro polo depois de Kemer (de 2003 a 2006 e em 2008) e de Istambul (em 2010).

Apesar desta mudança, as características e dificuldades do evento permanecem praticamente inalteradas, sendo a prova descrita como um misto entre os ralis da Sardenha e da Acrópole. Do feedback inicial obtido pelos enviados à Turquia, espera-se um rali tecnicamente difícil, com estradas de cascalho solto que irão ficar mais limpas à medida que a prova se desenrola. As condições também se anteveem exigentes para os carros e pneus, fruto das elevadas temperaturas que são esperadas na zona.

Apesar de ser um rali desconhecido para todo o plantel do WRC, as formações do Citroën Total Abu Dhabi WRT estão determinadas em não ficar para trás, tirando o máximo partido da sua experiência na recolha de notas durante os reconhecimentos e da sua capacidade de adaptação e de improvisação.

Há que não esquecer que, em termos de WRC, a Citroën detém o recorde de vitórias à geral neste país, tendo ganho 4 dos 6 ralis aqui realizados nesse âmbito.

 


 

UM GRANDE TESTE PARA OS ESTREANTES

A equipa preparou-se afincadamente para este rali, tendo realizado três dias de testes na região de Aude, zona que tem fama de contar com algumas das estradas mais demolidoras entre as zonas de testes mais comuns.

Mads Østberg e Craig Breen vão tentar tirar o máximo partido das suas posições iniciais favoráveis, nomeadamente na etapa inicial (serão, respetivamente, o 8º e 9º na ordem de partida), tendo como objetivo alcançar o quarto pódio da equipa em 2018. Khalid Al Qassimi, por sua vez, fará a sua terceira aparição do ano aos comandos do C3 WRC e está determinado em ganhar ritmo com o carro ao longo do fim de semana.

Após uma Super Especial desenhada no centro da cidade, a disputar na noite de hoje, as coisas tornam-se bem mais sérias amanhã, dia que integra o troço de Çetibeli, a especial mais longa do fim de semana, com mais de 38 quilómetros. Uma coisa é certa: a ação começa de imediato, num rali que promete algumas surpresas.

 

O QUE ELES DISSERAM…

Pierre Budar, Diretor da Citroën Racing: “Este é um rali novo para todos, pelo que todas as equipas e tripulações começam em pé de igualdade. Antecipa-se uma prova muito disputada, onde a fiabilidade poderá ser um dos fatores-chave, mas sabemos que podemos contar com a robustez do nosso C3 WRC. Embora tenhamos uma base sólida, precisamos de nos adaptar rapidamente às condições com os diferentes ajustes nos set-up e esperar que as equipas tenham sido eficientes durante os reconhecimentos, para que possam abordar as primeiras passagens pelas classificativas com plena confiança.”

Craig Breen: “O objetivo é conseguir cumprir a etapa de abertura sem qualquer percalço. Se o conseguirmos, teremos de estar nos lugares da frente, bem posicionados para o resto do rali. Uma coisa é certa, porém: o percurso é muito interessante, com uma boa variedade de estradas, algumas zonas estreitas, técnicas e duras, e outras muito mais rápidas.”

Nº de participações na prova: 1 / Melhor resultado: 22º lugar (2010)

Mads Ostberg: “Esperamos um fim de semana quente. Vai ser um rali tecnicamente difícil, exigente para os carros, e foi para isso que nos preparámos durante o teste que realizámos na região de Aude. Sinto-me muito confiante, porque sempre tive bons desempenhos neste tipo de superfície e porque o C3 WRC está ainda mais eficiente e mais fácil de conduzir do que na Sardenha, o último rali disputado em tipos de piso semelhantes. Vamos também poder usar algumas coisas que aprendemos na Finlândia.”

Khalid Al Qassimi: “É um prazer estar ao volante do meu C3 WRC, especialmente num novo rali. É sempre emocionante enfrentar especiais completamente novas pela primeira vez, sobretudo quando se esperam condições bastante difíceis. Sempre me senti confortável em ralis como este. Tenho boas memórias do Rali da Acrópole, por exemplo. Acho que é uma questão de encontrar o equilíbrio certo entre forçar o ritmo e cuidar do carro.”

Nº de participações na prova: 2 / Melhor resultado: 33º lugar (2005)

 

OS NÚMEROS CHAVE DO RALI DA FINLÂNDIA

{  17 Especiais, totalizando 312,44 km cronometrados

{  33 oC é a temperatura máxima prevista para a região de Marmaris na semana do rali

{  4 vitórias à Geral conquistadas pela Citroën num total de 6 participações no Rali da Turquia: Carlos Sainz em 2003 (Xsara WRC), Sébastien Loeb em 2004 e 2005 (Xsara WRC) e outra vez em 2010 (C4 WRC).

                

UM RALI, UM DESAFIO

O desafio da recolha de notas pela primeira vez

Nos ralis que se disputam todos os anos, as equipas geralmente munem-se antecipadamente das notas de andamento para as diferentes especiais ou secções das mesmas, aproveitando os registos de anos anteriores. Durantes os reconhecimentos, o que há a fazer é integrar as notas de novas secções que surjam no percurso e fazer algumas correções nos troços que já lhes são familiares.

A situação é diferente para todos na Turquia, prova onde todos partiram do zero na recolha de notas de andamento para cada um dos quase 313 quilómetros de troços cronometrados. Isto significa que as equipas tiveram que prestar muita atenção durante os reconhecimentos, para alcançar uma descrição precisa e consistente das dificuldades que irão enfrentar. Uma vez iniciado o rali, não haverá tempo de se corrigir eventuais deficiências nas notas, dado o reduzido conhecimento das estradas. Terão, assim, de confiar na validade das mesmas, algo que poderá levar a que surjam grandes diferenças entre os carros...

  


 

OS SEGREDOS DA CITROËN

Didier Clément, Coordenador Técnico e Desportivo, recorda…

“Lembro-me da primeira vez que se realizou o Rali da Turquia, em 2003, na altura com base em Kemer. O rali foi muito especial para nós porque ali alcançámos a primeira vitória da Citroën em provas de terra no WRC, tendo sido também a primeira vitória do Carlos Sainz com a equipa. Foi na terceira prova da temporada, no nosso primeiro ano integral no campeonato, após a famosa tripla em Monte-Carlo. Éramos ainda relativamente inexperientes neste tipo de superfície mas os nossos mecânicos produziram milagres em cada assistência, tentando compensar a falta de robustez da carroçaria do Xsara WRC."

 

PROGRAMA DO RALI DA TURQUIA

(Nota: mais 2 horas do que em Portugal Continental)

DIA 1 - QUINTA-FEIRA, 13 SETEMBRO


18h30: Cerimónia Partida (Marmaris)

20h08: ES 1 – SS Turkey Full Speed  (2,0 km)

20h33: Parque Fechado (Asparan)



DIA 2 - SEXTA-FEIRA, 14 SETEMBRO


07h00: Assistência A (Asparan – 15 min)

07h58: SS 2 – Çetibeli 1 (38,10 km)

09h21: SS 3 – Ula 1 (21,75 km)

10h24: SS 4 – Çiçekli 1 (12,57 km)

12h24: Assistência B (Asparan – 30 min)

13.37: SS 5 – Çetibeli 2 (38,10 km)

15.00: SS 6 – Ula 2 (21,75 km)

16h03: SS 7 – Çiçekli 2 (12,57 km)

17h48: Flexi Assistência C (Asparan – 45 min)


 

DIA 3 - SÁBADO, 15 SETEMBRO


07h42: Assistência D (Asparan – 15 min)

08h35: SS 8 – Yesilbelde 1 (34,24 km)

10h08: SS 9 – Datça 1 (10,70 km)

11h11: SS 10 – Içmeler 1 (20,37 km)

12h16: Assistência E (Asparan – 30 min)

13.24: SS 11 – Yesilbelde 2 (34,24 km)

15h08: SS 12 – Datça 2 (10,70 km)

16h11: SS 13 – Içmeler 2 (20,37 km)

17h01: Flexi Assistência F (Asparan – 45 min)


 

DIA 4 - DOMINGO, 16 SETEMBRO


09h25: Service G (Asparan – 15 min)

10h08: SS 14 – Marmaris 1 (7,14 km)

10h46: SS 15 – Ovacik (8,05 km)

11h24: SS 16 – Gökçe (12,65 km)

13h18: SS 17 – Marmaris 2 (7,14 km,

 Power Stage)

14h15: Pódio


 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos