Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 - A HAAS NO YAS MARINA CIRCUIT

Sábado, 24 Novembro 2018 04:38 | Actualizado em Quarta, 16 Outubro 2019 04:01

Para celebrar

Haas F1 Team Pronta para Terminar em 5º na sua Terceira Temporada de Fórmula 1

 

Vinte e nove pontos em 2016. Quarenta e sete em 2017. Noventa pontos em 2018, ainda com uma corrida por disputar. Esta é a trajectória da Haas F1 Team desde que a primeira equipa americana em trinta anos ingressou no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1.

 

Com a cortina da temporada de 2018 pronta para cair, com o Grande Premio de Abu Dhabi, que se disputa no Yas Marina Circuit a 25 de Novembro, a Haas F1 Team terminará o seu melhor ano da sua curta história independentemente do desfecho da corrida de cinquenta e cinco voltas ao traçado de 5,554 quilómetros e vinte e uma curvas, situada na capital dos Emiratos Árabes Unidos.

 

No seu terceiro ano, a equipa segue a quarta classificada, a Renault, a vinte e quatro pontos, mas detém uma vantagem de vinte e oito pontos face à sexta classificada, a McLaren. Depois de dois oitavos lugares no Campeonato de Construtores dos dois últimos anos, 2018 mostrou que a Haas F1 Team atingiu a maioridade, ao lutar, e muitas vezes bater, com equipas estabelecidas há décadas e com muito pessoal especializado.

 

A Haas F1 Team marcou pontos em doze das vinte corridas disputadas até agora. Nunca esteve mais de duas provas sem pontuar e em quatro ocasiões, os seus pilotos, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, marcaram ambos pontos, tendo sido o mais recente exemplo ocorrido no Grande Prémio do Brasil, que se disputou no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo, onde Grosjean e Magnussen terminaram em oitavo e nono, respectivamente.

 

O melhor resultado de 2018 do duo  surgiu na nona corrida da temporada, no Red Bull Ring, tendo garantido vinte e dois pontos, com o quarto lugar de Grosjean com Magnussen imediatamente atrás, terminando assim o Grande Prémio da Áustria. O quarto lugar de Grosjean continua como o melhor resultado alcançado pela Haas F1 Team na sua existência de três anos e, com o quinto lugar de Magnussen, marcou o melhor resultado de conjunto da equipa, tendo acontecido aquando do seu quinquagésimo Grande Prémio.

 

A Haas F1 Team tem agora sessenta e um Grandes Prémios disputados, sendo Grande Prémio de Abu Dhabi o próximo.

 

O Yas Marina Circuit é uma montra e deverá ser considerado que é vista quase unanimemente como sendo a pista de Fórmula 1 mais cara alguma vez construída, segundo algumas estimativas ultrapassando os mil milhões de euros. É um circuito construído propositadamente para a Fórmula 1 numa ilha artificial e é uma das muitas concebidas por Hermann Tilke. Tem menos de uma década e o seu sentido é contrário ao dos ponteiros do relógio, permitindo a obtenção de velocidades de cerca de 335 Km/h e uma velocidade média de 195 Km/h. Tem nove curvas para a direita e doze para a esquerda em frente a um espelho de água, rivalizando com o Mónaco e Singapura. A sua extravagância e singularidade são sublinhadas por estes atributos: a saída da via das boxes passa por baixo da pista através de um túnel e as boxes têm ar condicionado. O Yas Marina Circuit tem o mais potente sistema de iluminação e alberga o único Grande Prémio que se inicia durante o dia e termina à noite.

 

Grosjean terminou por duas vezes nos pontos em Abu Dhabi – um quarto lugar em 2014 e um nono em 2015 – quando estava ao serviço da Lotus F1 Team. Magnussen tem como melhor resultado um décimo primeiro posto, alcançando no seu ano de estreia, com a McLaren. Ambos olham para a derradeira corrida da temporada como uma oportunidade para que a Haas F1 Team ultrapasse a barreira dos cem pontos no Campeonato de Construtores, estando apenas a dez pontos desse objectivo.

 

Pontos conquistados por Mangussen não ajudam apenas a Haas F1 Team a alcançar os três dígitos, poderá permitir-lhe assegurar o maior número de pontos numa temporada de Fórmula 1. O nono lugar de Magnussen no Brasil colocou-o com cinquenta e cinco pontso, igualando a marca que somou em 2014, quando terminou no décimo primeiro lugar do Campeonato de Pilotos. Actualmente no nono posto com uma vantagem de cinco pontos para o décimo classificado, Fernando Alonso da McLaren, está a apenas três pontos de Sérgio Pérez, o oitavo classificado. Não é preciso apontar que, o que for bom para Magnussen é também para a Haas F1 Team.

 

Aconteça o que acontecer em Abu Dhabi, a temporada de será a melhor da Haas F1 Team até à data. No próximo dia 18 de Fevereiro, no Circuit de Barcelona – Catalunya, toda gente voltará a sua atenção para a temporada de 2019, preparando o primeiro Grande Prémio do ano, o da Austrália, que está marcado para 17 de Março. Até então, a Haas F1 Team gozará o momento.

Yas Marina Circuit

Perímetro: 5,554 km

Voltas: 55


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos