Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2019 - GRANDE PRÉMIO DE INGLATERRA

Quinta, 11 Julho 2019 16:01 | Actualizado em Terça, 15 Outubro 2019 08:20

GRANDE PRÉMIO DA GRÃ-BRETANHA – ANTEVISÃO

 

OS COMPOSTOS MAIS DUROS PARA AS CURVAS MAIS EXIGENTES

 

 

 Pela  terceira vez na presente época (após Barain e Espanha), a Pirelli disponibilizará para Silverstone os pneus mais duros da gama – C1, C2 e C3 –, identificados, como habitual, com as cores branco, amarelo e vermelho, respetivamente. Esta decisão baseia-se nas pressões mais elevadas do ano, devido às rápidas curvas do famoso traçado Britânico. Silverstone, foi o cenário do primeiro Grande Prémio do Campeonato do Mundo há quase 70 anos, sendo uma das catedrais do desporto motorizado, atraindo um elevado número de aficionados.

CARACTERÍSTICAS DA PISTA

  • Entre as principais retas de Silverstone, encontram-se as velozes curvas  do traçado, específicamente a sequência Maggots, Becketts e Chapel, que os pilotos iniciam com o acelerador a fundo e que coloca um elevado nível de esforço nos pneus. Como consequência, são geradas forças “G” muito altas.
  • Há escassas semanas o traçado foi reasfaltado por completo para atenuar os socalcos, otimizar a drenagem e acentuar o relevê em curva. A nova superfície pode ajudar a melhorar os tempos de volta. A volta mais rápida, já realizada com esta configuração da pista foi alcançada por Lewis Hamilton durante a sessão de classificação de 2018.
  • Em Silverstone é mais importante a capacidade aerodinâmica lateral que a tração ou a travagem, se bem que o circuito inclúa algumas partes mais lentas e técnicas, em particuar no complexo de Arena. Por isso, é necessário um certo compromisso na hora de definir a afinação do monolugar. Nesta pista as ultrapassagens são possiveis, mas requerem muita fé na hora de as realizar.
  • Como é habitual em Inglaterra, a meteorogia é imprevísivel. Em edições anteriores do Grande Prémio registaram-se chuvas torrenciais, como días completamente ensolarados, inclusive estes dois cenários no mesmo dia, assim as equipas e os pilotos devem estar preparados para qualquer coisa. 
  • Na edição de 2018 do Grande Prémio houve varias estratégias de uma e duas paragens, se bem que na corrida, esta foi afetada por duas interrupções pelo Safety Car. Entre os pilotos que efetuaram a sua segunda paragem durante a presença do Safety Car, encontrava-se o Ferrari de Sebastian Vettel, que devido a ele, carimbou a vitória.

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL  PIRELLI NA F1 E COMPETIÇÃO AUTOMÓVEL


“O circuito foi reasfaltado recentemente, pelo que será interessante assistir ao efeito que  este terá na competição, já que vamos encontrar um traçado muito mais rápido. Optámos pela mesma eleição de compostos do ano passado, que deverão adaptar-se às exigências em curva, uma das mais elevadas do ano e parecidas com as pistas de Spa ou Suzuka. Em  suma, o novo asfalto e a variável meteorología Britânica situa-nos entre as numerosas incógnitas da ronda anual da F1 em Silverstone, e coloca uma extrema importancia na recolha de dados dos treinos livres, a pensar na estratégia da corrida”.


OUTRAS INFORMAÇÕES PIRELLI

  • Após o teste dos pneus de 2020 com a Alfa Romeo na Áustria, chega a vez da Red Bull e Williams testarem durante dois dias estes pneus. As sessões terão lugar na próxima terça e quarta-feira.
  • O programa Pirelli Hot Laps regressa em Siverstone para a sua terceira sessão da época, a primeira na Europa, depois da China e Canadá.
  • Um jogo de  Pirelli P Zero calçou um Bentley Continental GT, ajudando a marca Britânica a marcar um novo récord para carros de Produção em Pikes Peak, a lendária subida na encosta do Colorado, Estados Unidos. O piloto era Rhys Millen.




Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos