Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2019 - SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI PARA O GRANDE PRÉMIO DA BÉLGICA

Sábado, 31 Agosto 2019 10:52 | Actualizado em Domingo, 20 Outubro 2019 16:01

GRANDE PRÉMIO DA BÉLGICA – ANTEVISÃO

 

UMA EXIGENTE PROVA PARA PILOTOS, MONOLUGARES E PNEUS

 

 O Campeonato do Mundo de Fórmula 1 retoma a sua atividade ao visitar um dos traçados mais aclamados do calendário - Spa-Francorchamps, ao que a Pirelli disponibilizará os compostos C1 (Duro), C2 (Médio) e C3 (Macio), que compõem o espectro mais duro da gama de 2019.  A pista Belga é mundialmente reconhecida pela sua extrema exigência no que respeita aos pneus, especialmente nas zonas como o Eau Rouge e o Raidillon, onde os pilotos enfrentam uma ampla gama de forças “G” num curto espaço de tempo.

CARACTERÍSTICAS DA PISTA

  • Com pouco mais de sete quilómetros, Spa é o circuito mais longo do calendário da F1, motivo porque a corrida está programada para 44 voltas.
  • Spa também é famoso pela sua meteorología variável, e a longitude de cada volta implica que pode estar a chover num setor da pista e que os outros permanecem completamente secos. A facilidade na formação de poças é outro fator a ter em conta, e se aparece estas formações de agua, devem-se às características de drenagem do asfalto.
  • Muitos pilotos colocam Spa entre os seus circuitos favoritos, devido ao desafio e às sensações que ele gera. O mesmo aplica-se aos pneus, que estão sujeitos a forças elevadas e em todas as direções: lateral, longitudinal e vertical.
  • No ano passado utilizaram-se os compostos Médio, Macio e Supermacio. A nominação de 2019 é, em geral, mais dura e mais espaçada, com o C1 e o C2 um pouco mais macios que os seus equivalentes duro e médio da passada época, ao contrário do C3 que está mais próximo do macio de 2018.
  • Na última edição do Grande Prémio a maioria dos pilotos optou por uma tática de uma  paragem (Supermacio-Macio). A grande exceção à regra foi Valtteri Bottas, que terminou em quarto com uma estratégia de duas paragens. A prova, realizada em piso seco após uma sessão de qualificação em condições de chuva, foi alterada pelo aparecimento precoce do safety car. Apenas dois pilotos utilizaram o composto mais duro disponível.

MARIO ISOLA – RESPONSÁVEL PIRELLI NA F1 E COMPETIÇÃO AUTOMÓVEL


“Spa é sempre um circuito impressionante, e é por isso que os pneus estão sujeitos a uma das maiores pressões da temporada. É por isso que movemos os três compostos mais duros na gama de 2019 – por sinal, uma escolha um pouco diferente da última temporada, para que os pilotos possam encarar cada turno ao limite e minimizar a gestão dos mesmos. Esta decisão, que também fizemos, por exemplo, em Silverstone, permitiu-nos desfrutar de uma prova muito igual com lutas constantes, e em que a volta rápida de Lewis Hamilton veio na reta final e com pneus usados. Da nossa parte, este é um traçado sobejamente conhecido, uma experiência a somar ao fornecimento de pneus Pirelli nas 24 horas de Spa. Na edição de 2019, realizada no mês passado, a chuva obrigou à mostragem da bandeira vermelha por algumas horas, o que ressalta a natureza variável e imprevisível da meteorologia da região. Também serve como exemplo a qualificação do Grande Prémio de 2018, também realizada numa pista completamente molhada. Em suma, estamos num traçado em que a ultrapassagem é possível e, se as circunstâncias surgirem, para domingo é possível implementar uma estratégia agressiva".

OUTRAS INFORMAÇÕES PIRELLI

  • A Mercedes e o McLaren de Lando Norris, optaram pela menor quantidade de compostos macios para Spa, em troca para dispôr de dois  jogos de Médios extra, em comparação com a Ferrari e a Red Bull.
  • As Fórmulas 2 e 3, que contam também com o fornecimento exclusivo de pneus Pirelli, retomam também a sua atividade na Bélgica.
  • A Pirelli revelou um novo P Zero Trofeo R exclusivo para o Pagani Huayra Roadster BC. O seu desenvolvimento foi realizado seguindo um método similar ao dos pneus de Fórmula 1, o que enaltece a transferência tecnológica entre a estrada e os circuitos. O Trofeo R é um pneu para track day que conta com homologação para rolar em estrada. 
  • No passado fim de semana, a Pirelli também participou nas 10 horas de Suzuka como fornecedor exclusivo de pneus. Esta prova, cuarta ronda do Intercontinental GT Challenge, reuniu 23 equipas e 10 fabricantes. A Audi triunfou com Dries Vanthoor, Kelvin van der Linde e Frederic Vervish, enquanto que o bicampeão mundial de F1, Mika Hakkinen, finalizou na 22ª posição no seu regresso à competição ao volante de um McLaren 720s GT3.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos