Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 - GP AZERBEIJÃO - HAAS

Quarta, 02 Maio 2018 09:04 | Actualizado em Domingo, 22 Julho 2018 10:59

Evento:  1ª e 2ª Sessões de Treino-Livres

Data:  Sexta-Feira, 27 de Abril

Local:  Baku City Circuit

Layout:  6,003 quilómetros, 20 curvas

Condições Climatéricas da 1ª Sessão:  Sol

Temperatura do Ar na 1ª Sessão:  22-23,3ºC

Temperatura da Pista na 1ª Sessão:  39,8-43,1ºC

Condições Climatéricas da 2ª Sessão:  Céu encoberto

Temperatura do Ar na 2ª Sessão:  19,2-20,2ºC

Temperatura da Pista na 2ª Sessão:  27,1-31,5ºC

Pilotos:  Romain Grosjean e Kevin Magnussen

 

 

 

Grosjean:  14º (1m46,856s), 23 voltas

Magnussen:  18º (1m47,434s), 18 voltas

Piloto Mais Rápido:  Valtteri Bottas da Mercedes (1m44,242s)

Mais Voltas Completadas:  Brendon Hartley da Toro Rosso (32)

 

 

 

Magnussen:  9º (1m43,977s), 29 voltas

Grosjean:  13º (1m44,425s), 27 voltas

Piloto Mais Rápido:  Daniel Ricciardo da Red Bull (1m42,795s)

Mais Voltas Completadas:  Pierre Gasly da Toro Rosso (39)

 

 

 

A quarta ronda do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 iniciou-se com as sessões de treinos-livres que se realizaram esta sexta-feira no Baku City Circuit.

 

Duas sessões de noventa minutos foram realizadas no circuito de 6,003 quilómetros e vinte curvas com condições climatéricas distintas – a primeira foi disputada com sol e a segunda com o céu encoberto.

 

A aderência foi a preocupação na primeira sessão, com as condições difíceis da pista a conspirar para que os pilotos da Haas F1 Team, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, terminassem, respectivamente, a sessão no décimo quarto e décimo oitavo lugares.

 

Magnussen foi o primeiro piloto da Haas F1 Team a sair para a pista na primeira sessão, seguido pouco depois por Grosjean. Ambos realizaram o mesmo programa – uma volta de instalação com pneus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio, seguido de uma série com os mesmos pneumáticos para depois mudarem para ultramacios. Com estas borrachas, cada piloto, Grosjean e Magnussen, realizou duas séries distintas.

 

Grosjean completou vinte e três voltas na primeira sessão, tendo a melhor – 1m46,856s – surgido na sua última passagem pela linha de meta, ficando no décimo quarto posto. Magnussen registou dezoito voltas, tendo a melhor, a nona, o colocado no décimo oitavo lugar. Ambos os pilotos asseguraram os respectivos melhores cronos com pneus ultramacios.

 

Valtteri Bottas, da Mercedes, liderou a primeira sessão com uma volta, 1m44,242s, que deixou o segundo – Daniel Ricciardo, da Red Bull – a 0,035s.

 

Na segunda sessão os tempos caíram e a Haas F1 Team progrediu notoriamente numa pista em evolução à medida que a borracha ia sendo depositada no asfalto, assim como as condições mais frescas. Grosjean continuou a lutar com a instabilidade do seu carro, enquanto Magnussen procurou melhorar.

 

Magnussen terminou a segunda sessão no nono posto com a marca de 1m43,977s, que melhorou o seu melhor registo da manhã em 3,457s. O seu melhor tempo surgiu na décima terceira volta das vinte e nove que completou, tinha então pneus ultramacios montados no seu Haas VF-18. Grosjean melhorou a sua marca matinal em 2,431, tendo o registo de 1m44,425s lhe permitido figurar no décimo terceiro posto da tabela de tempos. A sua melhor volta foi produzida na sua décima segunda passagem pela linha de meta, usava também pneus ultramacios. Completou vinte e sete voltas.

 

Depois de terminar em segundo na primeira sessão, na segunda Ricciardo registou o crono de 1m42,795s, o que lhe assegurou o melhor lugar da tabela de tempos, batendo o segundo classificado – Kimi Raikkonen, da Scuderia Ferrari – por apenas 0,069s. O recorde da pista de Baku é de 1m40,593s, alcançado o ano passado por Lewis Hamilton, da Mercedes, na Q3 e manteve-se intacto.

 

Entre as duas sessões, a Haas F1 Team completou noventa e sete voltas – cinquenta através de Grosjean e quarenta e sete de Magnussen.

 

 

 

Foi um bom dia. Aprendemos bastante. Foi interessante encontrar o nível da aerodinâmica e encontrar a velocidade máxima correcta relativamente aos restantes. Há algumas coisas que podemos fazer melhor. Parece que aqui uma pequena coisa pode fazer uma grande diferença na tabela de tempos. Estou confiante que amanhã teremos tudo resolvido. Sinto-me bem no carro – precisamos apenas de adaptar algumas pequenas coisas e amanhã poderá ser um dia muito melhor no que diz respeito a tempo. A sensação é positiva.”

 

 

 

Foi um dia interessante. O carro comportou-se de uma forma muito distinta ente a primeira e segunda sessões. Demos um bom passo em frente entre as duas sessões. Na segunda estava muito mais satisfeito com o carro. Esperemos continuar assim amanhã. Parece que no sábado será mais ventoso, portanto, a pista vai mudar muito. Vamos tentar alcançar os objectivos e adaptar-nos a essas condições.

 

 

 

Foi um bom dia de trabalho. Estivemos a analisar as afinações aerodinâmicas. Na primeira sessão estivemos um pouco fora de ritmo, mas na segunda parece que tomámos o caminho correcto. Temos de controlar a granulação dos pneus. No geral, foi um bom dia de trabalho e estamos ansiosos por amanhã.”

 

 

 

Os pilotos terão mais uma sessão de treinos-livres no sábado (14h00-15h00, Hora Local) antes do início da qualificação, às 17h00. A qualificação consiste em três segmentos, com os dezasseis mais rápidos da Q1 a passarem para a Q2. Os dez mais rápidos da Q2 avançam para a Q3, onde disputam a pole-position.

 

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos