Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - HAAS NO GP DO MÓNACO

Segunda, 28 Maio 2018 18:34 | Actualizado em Terça, 11 Dezembro 2018 17:37

Evento:  Grande Prémio do Mónaco (6º Round de 21)

Data:  Domingo, 27 de Maio

Local:  Circuit de Monaco

Layout:  3,337 quilómetros, 19 curvas

Condições Climatéricas:  Enevoado

Temperatura do Ar:  25,4-27,6ºC

Temperatura da Pista:  33,4-37ºC

Vencedor:  Daniel Ricciardo da Red Bull

Haas F1 Team:

●  Kevin Magnussen – arrancou de 19º, terminou em 13º (completou 78/78 voltas)

●  Romain Grosjean – arrancou de 18º, terminou em 15º (completou 77/78 voltas)

 

 

 

Os pilotos da Haas F1 Team, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, terminaram em décimo terceiro e décimo quinto, respectivamente, o 76º Grande Prémio do Mónaco, que se disputou este domingo no Circuit de Monaco.

 

O sexto round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, realizado no circuito de 3,337 quilómetros e dezanove curvas prometia ser um teste difícil para a equipa americana, depois de uma qualificação desapontante no sábado.

 

Grosjean arrancou de décimo oitavo e Magnussen de décimo nono para uma corrida que, grande parte do seu desfecho, é definido na qualificação. A natureza estreita e sinuosa do Mónaco impede o surgimentos de oportunidades para ultrapassagens, enfatizando a importância da qualificação, e para aqueles que têm de começar perto do final do pelotão, o brilho e glamour do Mónaco é não-existente.

 

Em algumas corridas, o caos e o inesperado podem ajudar a subir na classificação, mas ambos estiveram em ausentes na prova deste domingo.

 

O duo da Williams, Sergey Sirotkin e Lance Stroll, lutaram pela sua própria adversidade desde o início da corrida e encontraram-se no décimo nono e vigésimo lugares, a pressionar Grosjean, que rodava em décimo oitavo. Magnussen ultrapassou o seu colega de equipa no arranque e, depois, conseguiu suplantar Stoffel Vandoorne, quando o piloto da McLaren parou nas boxes na vigésima volta, subindo a décimo sexto.

 

Quando Fernando Alonso teve problemas no seu McLaren, na quinquagésima terceira volta, Magnussen subiu a décimo quinto e Grosjean herdou o décimo sétimo. Depois, na septuagésima primeira volta, quando Charles Leclerc, da Sauber, e Brendon Hartley, da Toro Rosso, colidiram na Curva 10, Magnussen subiu a décimo terceiro e Grosjean a décimo quinto.

 

Apesar de todas as contrariedades, nenhum dos pilotos da Haas F1 Team lançaram a toalha ao chão. Magnussen e Grosjean adoptaram a mesma estratégia – uma paragem nas boxes, trocando pneus Pirelli P Zero Roxo/Ultramacio por supermacios, tendo como objectivo realizar mais voltas que os pilotos à sua volta, que usavam borrachas mais macias. Grosjean parou na décima quinta volta e Magnussen na décima sétima.

 

Grosjean realizou uma segunda paragem na parte final da corrida. Sem ninguém atrás de si, Grosjean tentou tirar vantagem de uma situação de Safety-Car Virtual no seguimento do incidente protagonizado por Leclerc e Hartley, entrando na boxe na sexagésima oitava volta para montar hipermacios. Magnussen manteve-se em pista para assegurar a sua posição.

 

Daniel Ricciardo venceu o Grande Prémio do Mónaco, depois de arrancar da pole-position, assegurando o quinquagésimo sétimo triunfo da Red Bull no ducentésimo quinquagésimo Grande Prémio da equipa. Foi a sétima vitória de Ricciardo na Fórmula 1, a sua segunda da temporada e a primeira no Mónaco.

 

Com seis rondas completadas do calendário de vinte e uma corridas da Fórmula 1, a Haas F1 Team está no sétimo lugar do Campeonato de Construtores empatada com a Toro Rosso, com 19 pontos, a sete da sexta classificada, a Force India, e com uma vantagem de oito para a Sauber, a nona classificada.

 

O Campeonato do Mundo FIA de Fórmula prossegue com o Grande Prémio do Canadá, que se realiza a 10 de Junho no Circuit Gilles Villeneuve, em Montreal.

 

 

 

Foi uma corrida dura. Tivemos dificuldades e estávamos sem ritmo. Infelizmente, sem nada de louco na corrida, estaríamos sempre numa situação difícil. Penso que deveremos ter um bom carro no Canadá.”

 

 

 

O carro que tivemos este fim-de-semana não é representativo de onde deveríamos estar. Estou satisfeito por sairmos daqui e mal posso esperar por ir para Montreal e voltar à luta. Toda a equipa merece isso. Vamos deixar isto para trás. Estamos ansiosos pelo Canadá e por colocar algumas novas peças no carro, voltar à nossa forma habitual, e voltar à luta pelos pontos.”

 

 

 

No fundo, isto era o que esperávamos. Terminámos com os dois carros, em décimo terceiro e décimo quinto. Não há muito mais a dizer. Não tivemos danos, tivemos uma corrida sólida e recuperámos alguns lugares. Agora vamos para a frente.”

 

 

 

O sétimo round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 é o Grande Prémio do Canadá e disputa-se no Circuit Gilles Villeneuve. Os treinos-livres iniciam-se no dia 8 de Junho, a qualificação realiza-se no dia 9 e a corrida terá o seu arranque a 10.

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.   

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos