Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 - GP FRANÇA - HAAS

Segunda, 25 Junho 2018 16:29 | Actualizado em Domingo, 22 Julho 2018 11:07

Evento:  Grande Prémio de França (8º Round de 21)

Data:  Domingo, 24 de Junho

Local:  Circuit Paul Ricard, em Le Castellet

Layout:  5,842 quilómetros, 15 curvas

Condições Climatéricas:  Céu encoberto

Temperatura do Ar:  23,4-25,6ºC

Temperatura da Pista:  37,6-45,2ºC

Vencedor:  Lewis Hamilton da Mercedes

Haas F1 Team:

●  Kevin Magnussen – Arrancou de 9º, terminou em 6º (completou 53/53 voltas)

●  Romain Grosjean – Arrancou de 10º, terminou em 11º (completou 52/53 voltas)

 

 

 

Kevin Magnussen conquistou mais um resultado nos pontos para a Haas F1 Team , ao terminar o Grande Prémio de França, disputado este domingo no Circuit de Paul Ricard, em Le Castellet, em sexto. Este resultado igualou a segunda melhor classificação da temporada, alcançado este ano no Circuit de Barcelona – Catalunya. Foi “o melhor dos outros”, apenas os pesos-pesados da Fórmula 1 ficaram à sua frente, uma vez que a Mercedes, a Red Bull e a Scuderia Ferrari ocuparam os cinco primeiros lugares. O colega de equipa de Magnussen, Romain Grosjean, terminou no décimo primeiros lugar, logo fora dos pontos.

 

Ambos os pilotos sobreviveram a um arranque caótico para a corrida de cinquenta e três voltas ao circuito de 5,842 quilómetros e quinze curvas, tendo-se verificado incidentes na primeira curva, segunda, terceira e quarta. Magnussen, que arrancou de nono, subiu a quinto e Grosjean, que partiu de décimo, ascendeu a oitavo.

 

Grosjean, porém, não escapou totalmente aos incidentes da primeira volta. O Comissários Desportivos serviram-lhe uma penalização de cinco segundos por ter realizando contacto com o Force India de Esteban Ocon, no final da recta da meta. Grosjean cumpriu a penalização na sua paragem nas boxes, na trigésima quarta volta, quando trocou os pneus Pirelli P Zero Roxo/Ultramacio com que iniciou a corrida por macios. Isto atirou Grosjean para décimo sexto, mas conseguiu recuperar nas última dezanove voltas, terminando em décimo primeiro.

 

Magnussen, por seu lado, lutou por ficar nos cinco primeiros, mas depois do recomeço da corrida, Kimi Raikkonen ultrapassou-o, atirando-o para sexto. Magnussen manteve a sua posição até à décima sétima volta, quando o colega de equipa de Raikkonen, Sebastian Vettel, ultrapassou-o, enviando-o para sétimo.

 

Durante o mesmo período, Grosjean perdeu o oitavo posto para Vettel, na décima quarta volta, e pouco depois estava sob pressão do Renault de Nico Hulkenberg, que o suplantou na décima sexta volta. Agora em décimo, Grosjean começou a ver o Mercedes de Bottas a crescer nos seus espelhos. Bottas passou Grosjean na décima nona volta, colocando-o fora dos dez primeiros.

 

Os líderes começara a realizar as suas paragens nas boxes na vigésima quinta volta e, quando Carlos Sainz levou o seu carro à boxe, estavam cumpridas vinte e seis voltas, Magnussen subiu a sexto, ao passo que Grosjean voltou aos dez primeiros.

 

Magnussen parou nas boxes na vigésima oitava volta, trocando ultramacios por macios, que o levariam até ao final da corrida. Isto atirou Magnussen para décimo terceiro e promoveu Grosjean a nono. Com as paragens nas boxes dos outros e a tenacidade de Magnussen em pista, que incluiu ultrapassagens ao Toro Rosso de Brendon Hartley, na trigésima primeira volta, e ao McLaren de Stoffel Vandoorne, na trigésima sétima volta, Magnussen estavam em oitavo quando faltavam dezasseis voltas para ao bandeirada de xadrez.

 

Sainz estava à frente de Magnussen nas voltas finais, mas o piloto da Renault queixou-se de perda de potência. Magnussen conseguiu aproveitar a oportunidade, ultrapassando-o na quinquagésima volta e, depois, defendendo-se de Borras, que incluiu uma luta aguerrida no final, depois de uma período de Safety-Car Virtual devido a um despiste de Lance Stroll na Curva 10.

 

Os oito pontos assegurados por Magnussen ofereceu à Haas F1 Team o sétimo lugar a solo do Campeonato de Construtores, uma vez que a equipa americana chegou ao Grande Prémio de França empatada com a Toro Rosso no sétimo posto. Com vinte e sete pontos, a Haas F1 Team está agora a apenas um ponto da sexta classificada, a Force India, e com oito pontos de vantagem sobre a Toro Rosso, quando estão disputadas oito rondas das vinte e uma provas do calendário.

 

Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio de França a partir da pole-position, assegurando a sua sexagésima quinta vitória na Fórmula 1. Deixou Max Verstappen, da Red Bull, o segundo classificado, a 7,090s. Este triunfo permitiu a Hamilton recuperar a liderança do campeonato, detendo uma vantagem de catorze pontos para Vettel, que chegou a França com um ponto de vantagem sobre Hamilton.

 

O Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 de 2018 regressa já no próximo fim-de-semana, com o Grande Prémio da Áustria, que se disputa no Red Bull Ring, em Spielberg, no dia 1 de Julho.

 

 

 

Demos o máximo que podíamos, mas tínhamos o carro danificado desde a primeira volta e foi complicado, uma vez que o equilíbrio aerodinâmico ficou comprometido. Dei o máximo que pude, mas estávamos muito longe. O carro é muito rápido e o Kevin realizou um trabalho fantástico, portanto, estou muito feliz, mas quero que a minha vez de marcar pontos surja, dado que esta maré de azar está a ficar um pouco doloroso.”

 

 

 

Foi uma boa corrida e temos um bom carro. Correu-nos tudo bem. Foi uma boa corrida para nós e estou satisfeito por ter recuperado depois do desapontamento de ontem. Sabíamos que estaríamos numa posição a partir da qual poderíamos fazer algo positivo na corrida, e hoje foi o nosso dia. Tive algumas dificuldades com os ultramacios durante o primeiro stint, sobreaquecendo os pneus traseiros. Por alguma razão, os pneus dianteiros estavam a funcionar bem e os de trás não. Ainda assim, a degradação para nós foi muito baixa, muito embora não tivéssemos equilíbrio. Quando colocámos os macios, comecei a ter cuidado com eles, mas quando fiquei sob pressão de Bottas, comecei a dar o máximo e, então, os pneus ficaram muito eficazes e consegui encontrar quatro décimos de segundo, mais meio segundo. Era tudo o que precisava.”

 

 

 

Estamos muito satisfeitos por termos terminado em sexto. Tivemos alguma sorte com o problema que o Carlos (Sainz) teve no final e tivemos algum azar com a penalização do Romain. Agora, espero que consigamos manter estes resultados, uma vez que, finalmente, colocámos o carro onde deve estar.”

 

 

 

O nono round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 é o Grande Prémio da Áustria e disputa-se no Red Bull Ring, em Spielberg. Os treinos-livres iniciam-se no dia 29 de Junho, a qualificação realiza-se no dia 30 e a corrida terá o seu arranque a 1 de Julho.

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.    


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos