Velocidade Online

Mundial - Fórmula Monomarca

MUNDIAL - A JAGUAR NA FÓRMULA E COM CARRO NOVO

Segunda, 24 Setembro 2018 12:51 | Actualizado em Quarta, 18 Setembro 2019 02:09

NOVA ÉPOCA E CARRO NOVO:

PANASONIC JAGUAR RACING ELECTRIFICA

A FÓRMULA E COMO NUNCA

 

 

        Apresentação do novo Jaguar I-TYPE 3, uma nova geração do carro elétrico puro de corridas da Fórmula E.

        Com mais de 800 peças novas, o Jaguar I-TYPE 3 é mais rápido, mais eficiente e tem maior autonomia.

        A Panasonic Jaguar Racing desenvolveu, pela primeira vez e na totalidade, o motor em casa.

        Nelson Piquet Jr e Mitch Evans correm mais um ano para a equipa inglesa.

        A equipa que “mais evolui” vai lutar pelo pódio e competir com as melhores equipas na quinta época desta competição.

 

 

A equipa Panasonic Jaguar Racing revelou, no Museu do Design de Londres, o novo Jaguar I-TYPE 3, a segunda Geração do seu caro de corrida para a Fórmula E. O seu design aerodinâmico leva ao limite a inovação e a tecnologia revelando o futuro das corridas dos veículos elétricos.

A equipa inglesa confirmou que o brasileiro Nelson Piquet Jr e o Neozelandês Mitch Evans estarão mais uma vez na grelha de partida, a representar a equipa Panasonic Jaguar Racing na quinta época do Campeonato de Fórmula E da FIA ABB. Na época passada, Piquet Jr e Evans contribuíram com o seu esforço para conseguir a melhor época até à data da equipa Panasonic Jaguar Racing, conseguindo mais do quádruplo dos pontos em comparação com a terceira época. Este ano será ainda mais competitivo, uma vez que a prova vai contar com a décima primeira equipa em Ad Diriyah, na Arábia Saudita no dia 15 de dezembro. Além disso, nesta nova época, a Jaguar deverá lutar pelos primeiros lugares e conseguir pódios de forma regular.

A equipa Panasonic Jaguar Racing desenvolveu totalmente a sua unidade motriz, reforçando o seu lema “Race to Innovate”. Os novos elementos criados à medida são: a unidade geradora do motor (MGU), o inversor do módulo de silício, a transmissão, o sistema de refrigeração, as suspensões, a unidade do controlo do motor (MCU) e um novo software de controlo do motor. O avançado propulsor, capaz de trabalhar a mais de 30.000 rpm, mais do dobro em comparação com um carro de Fórmula 1 em 2018, permite que o Jaguar I-TYPE 3 acelere dos 0 aos 100km/h em apenas 2,8 segundos.

Com uma eficiência aperfeiçoada e um peso comparável ao do I-TYPE 2, a nova unidade motriz é 25% mais eficiente e debita 250kW (335CV). O novo Jaguar I-TYPE 3 tem cerca de 800 peças novas em comparação com o I-TYPE 2. Entre as duas últimas duas épocas, da transição do I-TYPE 2 para o I-TYPE 3, foram alteradas ou acrescentadas mais de 1000 peças novas, demonstrando que o trabalho de desenvolvimento nunca termina e faz com que a equipa seja cada vez mais competitiva.

A nova tecnologia utilizada nas novas baterias permitiu à Jaguar e às outras equipas do campeonato da FIA ABB eliminar a obrigatoriedade de trocar de carro a meio da corrida. Nesta época, a Formula E vai introduzir o Modo Attack em todas as equipas, um modo que permite circular à máxima potência, 225 kW, durante um terminado tempo e em zonas previamente delimitadas. Quando os pilotes ativarem o Modo Attack, acendem-se uns díodos LED (um novo sistema de segurança imposto pela FIA) que se iluminam noutra cor, para que os espetadores possam identificar quando o veículo está a utilizar a potência máxima.

James Barclay, Diretor da equipa Panasonic Jaguar Racing refere: “A equipa Panasonic Jaguar Racing fez grandes progressos durante a nossa curta participação na Fórmula E. Esperamos que a introdução dos novos veículos em corridas da nova Geração 2 da Fórmula E, bem como a revisão das normas da competição permitam uma época com corridas mais renhidas. Isto faz com que todas as equipas saiam do mesmo ponto e ao mesmo tempo. Acho que somos a única equipa que desenvolveu a sua própria unidade motriz, o que nos permite o controlo total em questões de design e desenvolvimento, tornando-nos mais competitivos. A tecnologia evolui a uma velocidade vertiginosa e a nova Geração 2 do veículo será um feito importante que nos vai ajudar a resolver aspetos relacionados com o desenvolvimento e prestações do novo veículo elétrico.”

“É uma excelente oportunidade poder contar com Nelson Piquet Jr e Mitch ao volante, uma vez que estes pilotos asseguram a nossa consistência durante as corridas. O conhecimento combinado de ambos, a experiência e a rapidez dos pilotos vai ajudar-nos a conseguir os nossos objetivos de conquistar pontos e lutar pelos pódios.”

Nelson Piquet Jr, piloto nº 3 da Panasonic Jaguar Racing, refere: “Tendo participado no campeonato desde o primeiro dia, acabei por crescer na Fórmula E como piloto e de braços dados com esta tecnologia e respetiva evolução. É alucinante ver a rapidez com que as coisas evoluíram. O Jaguar I-TYPE 3 é um novo “animal” com os seus próprios desafios e complexidades. O novo chassis é mais largo e mais rápido do que os modelos anteriores, pelo que será muito interessante ver o impacto que vai causar e como se comportam nos circuitos mais estreitos.”

https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gifMitch Evans, piloto nº 20 da Panasonic Jaguar Racing, acrescenta: “Até à data, a última temporada foi a melhor e consegui bater alguns records pessoais, como o primeiro pódio em Hong Kong e a pole position em Zurique. A equipa trabalhou arduamente para assegurar que o Jaguar I-TYPE 3 vai ser competitivo. Este ano queremos lutar desde o princípio pelas primeiras posições nas grelhas de partida. Já mostrámos esse empenho nas últimas corridas da época passada e temos grandes expetativas para a 5ª época.”

A 5ª época marca o início da seguinte etapa até à eletrificação da equipa Jaguar Racing, com o começo do campeonato Jaguar I-PACE eTROPHY no final do ano. O primeiro campeonato de veículos elétricos produzidos em série será o principal apoio e patrocinador do Campeonato de Fórmula E da FIA ABB, onde veremos 20 unidades do Jaguar I-PACE eTROPHY na grelha de partida das provas a disputar em algumas das cidades mais importantes do mundo.


 


Sobre a Equipa Panasonic Jaguar Racing

A Jaguar regressou à competição em outubro de 2016, tornando-se o primeiro fabricante premium a participar nas corridas urbanas de Fórmula E da FIA, com totalmente elétricos.

O programa de Fórmula E da Jaguar traz vantagens notórias de I+D para a eletrificação dos futuros automóveis de estrada da Jaguar Land Rover, tendo sido concebido com base no princípio fundador da equipa: "Race to innovate" (Competir para Inovar).

Os fabricantes podem projetar os seus próprios sistemas de propulsão, que incluem o motor, a transmissão, o inversor e a suspensão traseira. Entre os componentes comuns a todas as equipas incluem-se o chassis e a bateria em fibra de carbono, que contribuem para o controlo de custos. O principal objetivo é o desenvolvimento de sistemas de propulsão elétrica.

O campeonato da FIA ABB Formula E revelou este ano a 2ª Geração de veículos desportivos. As equipas terão agora um carro por piloto e não será obrigatório mudar de carro a meio da corrida.

Além disso, devido ao seu conceito puramente elétrico, a Fórmula E é única no mundo. O campeonato tem lugar em circuitos urbanos provisórios de algumas das cidades mais emblemáticas do mundo como Riyadh, Hong Kong, Sanya, Mónaco, Roma, Paris e termina com uma sessão dupla em Nova Iorque durante um fim-de-semana.

 

Sobre o Museu do Design em Londres

O Museu do Design é o museu mais importante do mundo dedicado à arquitetura e design contemporâneos. Tem como objetivo apresentar os vários elementos do design, incluindo moda, produtos e design gráfico. Desde que abriu suas portas, em 1989, o museu teve em exibição todo o tipo de objetos, desde uma AK-47 aos sapatos de salto alto criados por Christian Louboutin. Ao longo dos anos, apresentou mais de 100 exposições temporárias, foi visitado por mais de 5 milhões de pessoas e foi exposto trabalho dos mais famosos e reconhecidos designers do mundo, como Paul Smith, Zaha Hadid, Jonathan Ive, Miuccia Prada, Frank Gehry, Eileen Gray ou Dieter Rams.

A 24 de novembro de 2016, o Museu do Design mudou-se para Kensington, a oeste de Londres. O arquiteto John Pawson redesenhou o interior do edifício modernista dos anos 60 para ser a nova sede do Museu do Design, ficando com o triplo do espaço para apresentar uma grande variedade de exposições e programas de ensino significativos.

Reconhecida como uma das líderes de design na área automóvel, a Jaguar Land Rover orgulha-se de ser membro do Museu do Design de Londres, dando seu apoio para que todos entendam o valor do design.

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos