Velocidade Online

Mundial - Outras Fórmula

MUNDIAL - FORMULA VEE BRASIL

Segunda, 19 Março 2018 10:14 | Actualizado em Quinta, 15 Novembro 2018 05:47

Fórmula Vee Brazil eRace: Factory Assault Team domina etapa de Goiânia com vitórias de Fernandes e Riffel


Equipe lidera o campeonato de equipes e pilotos



A segunda temporada do Fórmula Vee Brazil eRace teve início na noite de ontem (18), no circuito virtual de Goiânia. Com um desempenho espetacular, a Factory Assault Team monopolizou o lugar mais alto do pódio nas duas baterias disputadas na noite de domingo, com as vitórias de Bruno Fernandes e Marcos Riffel.

Os sinais de que ventos conspirariam a favor da equipe branca e azul começaram a aparecer já na sessão classificatória. Com um jogo ensaiado de troca de vácuo na longa principal, o time conseguiu registrar os três primeiros tempos, com Bruno Fernandes conquistando a pole position com o tempo de 1min43seg242, seguido por Marcos Riffel em segundo com 1min43seg306 e o atual campeão Leandro Werle em terceiro, com 1min43seg415. Hudy Nascimento da Cimed Racing AV e Heitor Facuri Cicoti completaram os cinco primeiros.

Resultado oficial da sessão classificatória:

1) Bruno Fernandes — Factory Assault Team I— 1:43.242
2) Marcos Riffel — Factory Assault Team II — 1:43.306 
3) Leandro Werle — Factory Assault Team I — 1:43.415
4) Hudy Nascimento — Cimed Racing AV — 1:43.968
5) Heitor Facuri Cicoti — HFC — 1:44.017
6) Rodrigo Luiz — Factory Assault Team II — 1:44.019
7) Welington Gandin — Insanox Sports Race II — 1:44.020
8) Thiago Procópio — BenKleR Racers — 1:44.045
9) Luiz Gonzaga Filho — SUB Racing — 1:44.065
10) Bruno Souza — Insanox Sports Race I — 1:44.079
11) Wesley Batista — BlackWings FSW — 1:44.107
12) Alvaro Moises — Insanox Sports Race I — 1:44.232
13) Diogo Garcia — Logitech Racing Team II — 1:44.371
14) Gabriel Caveghagni — BlackWings RT — 1:44.404
15) Rogério Santos Neto — JegTeam Racing — 1:44.466
16) Jarbas Munhoz — Clube do Volante — 1:44.508
17) Raphael Coelho — Bunny Racing — 1:44.515
18) Eraldo Silva — Logitech Racing Team I — 1:44.574
19) Juan Gonçalez — Karussell Race Team —1:44.578
20) Paulo Conda — W3 Race — 1:44.643
21) Jeff Giassi — RF1 Brasil — 1:44.644
22) Yuri Matias — Cangaceiros Motorsports —1:44.654
23) Diego Said — BlackWings RT — 1:44.666
24) Guilherme Dias — Clean and Fast Racing — 1:46.505
25) Tadeu Costa — Logitech Racing Team I — 1:49.022



Com as três primeiras colocações protegidas, o trio formado da Factory conseguiu sustentar a ponta durante as voltas iniciais. Fortemente pressionado por Hudy Nascimento, Werle logo perdeu contato com seus companheiros de equipe, chegando até a se envolver em um toque com o piloto da Cimed Racing AV. Considerado culpado pela direção de prova, Nascimento recebeu um stop and go e teve que ir aos boxes para pagar a sua penalização. Isso abriu espaço para que Thiago Procópio se aproximasse de Werle e colocasse o piloto em sua alça de mira.

No fundo do pelotão dois pilotos passavam a chamar a atenção pelos seus belos desempenhos. O primeiro era Jeff Giassi, que largara da 21ª colocação. O segundo era Tadeu Costa, o atual vice-campeão da categoria, que largou da última colocação após se envolver em uma confusão com Thiago Procópio durante a sessão classificatória. Com muita calma e paciência, os dois pilotos foram escalando o pelotão até chegarem na sexta e nona posição, respectivamente. 

Na liderança da corrida, Bruno Fernandes e Marcos Riffel fizeram um bom jogo de equipe e dispararam na ponta, deixando a briga pelo primeiro lugar para o final da prova. Na penúltima volta, Marcos Riffel ultrapassou seu companheiro de equipe, mas tomou o troco na volta seguinte. Com um traçado bem defensivo, e contando com o bom senso de seu companheiro de equipe, Bruno Fernandes segurou a ponta da prova e conquistou a sua primeira vitória na temporada. Marcos Riffel foi o segundo colocado, a apenas 24 milésimos de Fernandes, com Leandro Werle completando o pódio.

Resultado oficial da primeira bateria:

1) Bruno Fernandes — Factory Assault Team I — 27min49s842 — 16 voltas
2) Marcos Riffel — Factory Assault Team II —  a 24 milésimos
3) Leandro Werle — Factory Assault Team I — a 2s762
4) Heitor Facuri Cicoti — HFC — a 3s752
5) Jeff Giassi — RF1 Brasil — a 9s336
6) Bruno Souza — Insanox Sports Race I — a 11s073
7) Wesley Batista — BlackWings FSW — a 11s424
8) Welington Gandin — Insanox Sports Race II — a 15s753
9) Rogerio Santos Neto — JegTeam Racing — a 15s24
10) Luiz Gonzaga Filho — SUB Racing — a 17s822
11) Rodrigo Luiz — Factory Assault Team II — a 17s867
12) Thiago Procópio — BenKleR Racers — a 18s364
13) Juan Gonçalez — Karussell Race Team — a 22s893
14) Paulo Conda — W3 Race — a 23s117
15) Jarbas Munhoz — Clube do Volante — a 24s513
16) Diogo Garcia — Logitech Racing Team II — a 26s165
17) Tadeu Costa — Logitech Racing Team I — a 26s553
18) Eraldo Silva — Logitech Racing Team I — a 29s297
19) Yuri Matias — Cangaceiros Motorsports — a 39s888
20) Gabriel Caveghagni — BlackWings RT — a 43s502
21) Hudy Nascimento — Cimed Racing AV — 51s437
22) Guilherme Dias — Clean and Fast Racing — a 1min26s383
23) Alvaro Moises — Insanox Sports Race I — Não completou
24) Diego Said — BlackWings RT — Não completou

Penalizações pós-corrida:

Thiago Procópio - Infração na sessão classificatória - +15 segundos no resultado final - Art. 8.3.2
Tadeu Costa - Infração na sessão classificatória - +15 segundos no resultado final - Art. 8.3.2
Gabriel Caveghagni - Infração na primeira bateria - +15 segundos no resultado final - Art. 8.3.2



Com o grid invertido para a segunda bateria, Welington Gandin e Tadeu Costa formaram a primeira fila, seguido de Wesley Batista e Bruno Souza. Na largada Gandin sustentou a primeira posição, sofrendo forte pressão de Costa. Com o piloto da Insanox segurando o pelotão, não demorou muito para que uma fila se formasse.

Mais agressivos que na primeira bateria, logo os toques entre os pilotos começaram a surgir. O primeiro foi o de Leandro Werle com Welington Gandin, na freada da curva 3. Isso abriu espaço para que Tadeu Costa e Jeff Giassi assumissem a liderança. Voltas mais tarde foi a vez dos dois pilotos que mais ultrapassagens fizeram na primeira bateria se enroscarem. Em uma defesa de posição meio tardia, Giassi errou no cálculo e acabou ocasionando um toque com Costa, levando os dois carros para a grama da reta principal. No retorno à pista, Jeff ainda se envolveu em um incidente com Rogério Santos Neto, que nada tinha a ver com a confusão.

Após toda a confusão, Marcos Riffel assumiu a ponta da corrida, seguido por seu companheiro Leandro Werle. O atual campeão logo ultrapassou Riffel, que permaneceu na mesma estratégia da primeira bateria, apenas comboiando o primeiro colocado e trabalhando para abrir uma boa distância para o pelotão de trás. Na abertura da última volta o gaúcho do carro #30 partiu para cima de Werle, e em uma bela ultrapassagem no Bico de Pato, assumiu a liderança. Com fôlego ainda para disputar, Werle tentou de tudo na última curva, mas Riffel tracionou melhor e conseguiu cruzar a linha de chegada em primeiro, com Werle em segundo a apenas 92 milésimos de distância. Thiago Procópio completou o último lugar do pódio.

Resultado oficial da segunda bateria:

1) Marcos Riffel — Factory Assault Team II — 28min00s745 — 16 voltas
2) Leandro Werle — Factory Assault Team I — a 92 milésimos
3) Thiago Procópio — BenKleR Racers — a 2s838
4) Heitor Facuri Cicoti — HFC — 3s386
5) Jarbas Munhoz — Clube do Volante — a 8s484
6) Tadeu Costa — Logitech Racing Team I — a 9s094
7) Hudy Nascimento — Cimed Racing AV — a 9s678
8) Luiz Gonzaga Filho — SUB Racing — a 12s026
9) Wesley Batista — BlackWings FSW — a 14s223
10) Paulo Conda — W3 Race — a 14s265
11) Rogério Santos Neto — JegTeam Racing — a 21s863
12) Rodrigo Luiz — Factory Assault Team II — a 21s951
13) Diego Said — BlackWings RT — a 22s267
14) Bruno Fernandes — Factory Assault Team I — a 25s751
15) Welington Gandin — Insanox Sports Race II — a 26s592
16) Juan Gonçalez — Karussell Race Team — a 27s815
17) Alvaro Moises — Insanox Sports Race I — a 32s091
18) Bruno Souza — Insanox Sports Race I — a 44s759
19) Yuri Matias — Cangaceiros Motorsports — Não completou
20) Diogo Garcia — Logitech Racing Team II — Não completou
21) Jeff Giassi — RF1 Brasil  — Não completou
22) Guilherme Dias — Clean and Fast Racing — Não completou
23) Gabriel Caveghagni — BlackWings RT — Não completou
24) Eraldo Silva — Logitech Racing Team I — Não completou

Penalizações pós-corrida:

Alvaro Moises - Infração na segunda bateria - + 15 segundos no resultado final - Art. 8.3.2

Classificação do campeonato de pilotos:

1) Marcos Riffel — Factory Assault Team II — 51 pontos
2) Leandro Werle — Factory Assault Team I — 49 pontos
3) Heitor Facuri Cicoti — HFC — 46 pontos
4) Bruno Fernandes — Factory Assault Team I — 40 pontos
5) Thiago Procópio — BenKleR Racers — 39 pontos
6) Wesley Batista — BlackWings FSW — 38 pontos
7) Luiz Gonzaga Filho — SUB Racing — 36 pontos
8) Rogério Santos Neto —  JegTeam Racing — 34 pontos
9) Jarbas Munhoz — Clube do Volante — 34 pontos
10) Rodrigo Luiz — Factory Assault Team II — 31 pontos
11) Welington Gandin — Insanox Sports Race II — 31 pontos
12) Tadeu Costa — Logitech Racing Team I — 31 pontos
13) Bruno Souza — Insanox Sports Race I — 30 pontos
14) Paulo Conda — W3 Race — 30 pontos
15) Hudy Nascimento — Cimed Racing AV — 26 pontos
16) Juan Gonçalez — Karussell Race Team — 25 pontos
17) Jeff Giassi — RF1 Brasil — 22 pontos
18) Diogo Garcia — Logitech Racing Team II — 18 pontos
19) Yuri Matias — Cangaceiros Motorsports — 16 pontos
20) Alvaro Moises — Insanox Sports Race I — 14 pontos
21) Diego Said — BlackWings RT — 14 pontos
22) Eraldo Silva — Logitech Racing Team I — 9 pontos
23) Gabriel Caveghagni — BlackWings RT — 7 pontos
24) Guilherme Dias — Clean and Fast Racing — 5 pontos
25) Raphael Coelho — Bunny Racing — 0 pontos

Classificação do campeonato de equipes:

1) Factory Assault Team I — 89 pontos
2) Factory Assault Team II — 82 pontos
3) HFC — 46 pontos
4) Insanox Sports Race I — 44 pontos
5) Logitech Racing Team I — 40 pontos
6) BenKleR Racers — 39 pontos
7) BlackWings FSW — 38 pontos
8) SUB Racing — 36 pontos
9) JegTeam Racing — 34 pontos
10) Clube do Volante — 34 pontos
11) Insanox Sports Race II — 31 pontos
12) W3 Race — 30 pontos
13) Cimed Racing AV — 26 pontos
14) Karussell Race Team — 25 pontos
15) RF1 Brasil — 22 pontos
16) BlackWings RT — 21 pontos
17) Logitech Racing Team II — 18 pontos
18) Cangaceiros Motorsports — 16 pontos
19) Clean and Fast Racing — 5 pontos
20) Bunny Racing — 0 pontos

O 2º Fórmula Vee Brazil eRace retorna no dia 22 de abril, no circuito virtual de Campo Grande. O campeonato conta com o apoio da Challenge Cup Series, F/Promo Racing e Promoções, Logitech e ERacing Tournaments.




Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos