Velocidade Online

Mundial - Todo o Terreno

MUNDIAL - TODO O TERRENO - BRASIL - RALI DOS SERTÕES

Sábado, 31 Agosto 2019 20:00 | Actualizado em Terça, 10 Dezembro 2019 13:37

Donizetti Castilho/Fotop
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Gabriel Varela (direita) e o navegador Eduardo Shiga: vitória na quarta etapa

Alta | Web
Victor Eleuterio/Fotop
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Bruno/Bortolanza alçam voo: dupla venceu duas especiais e lidera o rally

Alta | Web
Marcelo Machado/Fotop
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Gabriel/Shiga ditaram um forte ritmo na vitória de hoje

Alta | Web
 
Sertões: duelo de irmãos eleva temperatura no coração do Brasil

Gabriel Varela vence na chegada ao Tocantins, mas Bruno segue na liderança. Prova completa metade do percurso

Os termômetros beirando os 40ºC e o clima húmido proporcionado pela mata e o rio Tocantins não são os únicos indicativos de temperatura alta em Porto Nacional, local de chegada da quarta etapa da 27ª edição do Rally dos Sertões, nesta quarta-feira (28). As disputadas especialmente intensas da maior prova off-road do Brasil têm chamado a atenção e foi isso o que o público local da cidade de apenas 52 mil habitantes pôde ver na categoria UTV, que teve hoje o quinto dia consecutivo de domínio da família Varela, time formado pelo pai e três filhos na equipe Can-Am/Norton/Techbond/Arisun Pneus/Divino Fogão.

Em Porto Nacional o Rally dos Sertões atingiu a metade do seu percurso. Desta vez a vitória na etapa foi do modelo Can-Am Maverick X3 da dupla Gabriel Varela/Eduardo Shiga, que agora ocupam a terceira colocação na classificação geral entre os versáteis e resistentes UTVs. Mas é o membro mais jovem da família, Bruno, em parceria com o navegador Gustavo Bortolanza, quem ainda detém a liderança da classificação, superando também do pai, o bicampeão mundial e campeão do Dakar Reinaldo Varela, e seu irmão mais velho, Rodrigo Varela – que venceu o disputado e emocionante super prime ao lado do navegador Fabio Pedroso.

Desde sábado passado (24), quando o super prime abriu a disputa pelo título do Sertões em um circuito fechado montado no centro de Campo Grande (MS), a família Varela cravou o vencedor na classificação geral dos UTVs em todas as oportunidades: Rodrigo foi o melhor no super prime, Reinaldo e o navegador Gustavo Gugelmin dominaram a primeira etapa, Bruno foi o melhor na segunda e terceira, enquanto Gabriel Varela cravou o melhor tempo entre os 53 veículos inscritos quarta etapa. O rally ainda oferecerá mais quatro dias de corrida.

“A especial (trecho cronometrado em alta velocidade) desta quarta-feira começou bem rápida, com um piso no estilo estradão de terra. Mas depois do ponto de abastecimento o cenário começou bastante. Passamos a percorrer um trecho bem sinuoso, que exigia muita atenção do navegador e habilidade do piloto”, detalha Gabriel Varela. “Eu e o Shiga decidimos que hoje arriscaríamos mais e andaríamos forte desde o começo da prova, e viemos controlando o pessoal para manter a nossa vantagem na especial. Nossa meta era ter um ritmo mais forte hoje para entrar na etapa maratona, que será amanhã, mais perto do dois primeiros colocados e, dessa forma, passar a brigar pela ponta. Felizmente, nós conseguimos”, completa o piloto da equipe Can-Am/Norton/Techbond/Arisun Pneus/Divino Fogão.

Gabriel destaca que a partir desta quinta-feira o rally entra em uma fase completamente distinta da enfrentada até agora: “Amanhã nós entramos no Jalapão, onde o piso é de um areirão pesado. É algo que exige muito do equipamento e da tripulação – e é também um tipo de terreno que gosto e casa bem com meu estilo de pilotagem. Eu e o Shiga viemos aqui faz três meses para um rally, que vencemos. A ideia era nos preparar para essa fase do Sertões. Então, acho que estamos bem treinados para as condições que vamos enfrentar. Vamos manter o ritmo forte para encostar mais na liderança e brigar para tomar a ponta no momento certo”, comentou o vencedor do dia.

Embora os filhos tenham vencido as três últimas etapas, Reinaldo Varela continua sendo visto como o nome a ser batido na prova. Vencedor da primeira especial, na segunda feira, Reinaldo e o navegador Gustavo Gugelmin enfrentaram problemas mecânicos na especial da terça-feira. “Tivemos cinco quebras de correia, e isso nos atrasou demais”, diz ele. “Mas estamos no páreo. A partir de amanhã começa a parte mais pesada do rally. É um trecho longo e trabalhoso, que exige um mix de qualidade: velocidade, concentração e cuidado. Tudo isso vem com a experiência, e isso é algo que eu e o Gustavo temos bastante. Vamos pra cima”, diz Reinaldo, que ocupa a quarta colocação na classificação geral entre os 53 UTVs.

Confira os cinco melhores na classificação geral dos UTVs:

1) Bruno Varela/Gabriel Bortolanza, 16h40min30s

2) D Nascimento/I Bosse, a 8min27s

3) Gabriel Varela/Eduardo Shiga, a 14min57s

4) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, a 26min17s

5) Edu Piano/S Mendes, a 41min03s

 

Este é o trajeto do Rally dos Sertões até o seu encerramento, no próximo sábado:

 

5ª etapa: Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO), quinta-feira, 29/8
Deslocamento inicial – 135 km
Especial (Cronometrado) – 300 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia – 435 km

6ª etapa: São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI), sexta-feira, 30/8
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 540 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 542 km

7ª etapa: Bom Jesus (PI) a Crateús (CE), sábado, 31/8
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 320 km
Deslocamento final – 617 km
Total do dia – 938 km

8ª etapa: Crateús (CE) – Aquiraz (CE), domingo, 01/08
Deslocamento inicial – 372 km
Especial (Cronometrado) – 30 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 405 km


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos