Velocidade Online

Mundial - Todo o Terreno

MUNDIAL - TODO O TERRENO - BRASIL

Segunda, 14 Setembro 2020 21:26 | Actualizado em Sábado, 26 Setembro 2020 05:42

Pódio para Rodrigo Luppi/Justo e Edu Piano/Fausto Dallape ao final do Rally RN1500

Após quatro dias de rali na Paraíba e Rio Grande do Norte, Luppi/ Justo terminaram em 5º na Pró Elite (UT1) e Edu Piano/Fausto Dallape em 5º na Over Pró (UOP). Prova foi válida por quatro etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country

A Território Motorsport concluiu neste domingo, 13, o Rally RN1500, em Mossoró, no Rio Grande do Norte. A prova teve largada na quinta-feira, 10, em Campina Grande, na Paraíba, e foi válida por quatro etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Após acelerarem por um roteiro de 986 quilômetros, sendo 764 de trechos cronometrados (Especiais), que não deu moleza aos competidores, duas duplas conquistaram pódio: Rodrigo Luppi/Maykel Justo #106 terminaram em 5ª da Pró Elite (UT1) e Edu Piano/Fausto Dallape #105 fecharam o rali em 5º na Over Pró (UOP).  Já a goianos Lélio Júnior/Weberth Moreira #114 ficaram em 8º na Super Production (UT3) e Bruno Luppi/Filipe Bianchini #138 em 1º na UTE. Quarenta e dois UTVs participaram da competição, além de 35 motos e 12 carros.

Na última etapa foram percorridos cerca de 200 quilômetros de trechos cronometrados no trecho  Mossoró x Assú x Porto do Mangue x Areia Branca x Mossoró, no Rio Grande do Norte. Das quatro duplas da equipe, Luppi/Justo foi a que andou mais forte e completou em 2h48m00, fechando o domingo em 8º na geral e 5º na Elite. Conti (filho de Luppi) e Bianchini #138 fizeram o primeiro tempo da UTE e o 20º na geral (2h53m30s). Cerca de três minutos depois, a dupla goiana Lélio Júnior/Moreira #114 finalizou a Especial, em 2h56m15, em 8º na Super Production (UT3) e 29º na geral. Piano/Dallape não conseguiram completar a 4ª etapa, pois a turbina estourou logo no início da prova e prejudicou o resultado final da dupla.

Com quase duas décadas de rali e alguns títulos de peso no currículo, Lélio Júnior participou pela primeira vez do rali potiguar. Teve problemas mecânicos que prejudicaram o desempenho na competição, mas aprovou o roteiro. ?Gostei bastante. Prova mais dura e técnica, bem travada, muitos trechos sinuosos e me surpreendeu pelas variações de terrenos. Pena que dos quatro dias conseguimos andar apenas o primeiro e o último, mas ano que vem voltarei com certeza?, afirma o piloto de Goiânia que se prepara para disputar mais um Sertões pilotando UTVs: ?Apesar dos incidentes que tivemos, o bom é que agora ficou ajustado e vamos passar o Sertões sem problemas?, completou Lélio.

Como já é tradição, o RN1500 tem um nível técnico exigente e possibilita aos competidores enfrentar terrenos de todos os tipos e testar as máquinas ao extremo: muitas pedras, trial, erosões, areia, trechos travados, algumas retas, serras, sendo que esta edição não passou pela praia ou dunas, somente pelo sertão e interior da Paraíba e Rio Grande do Norte. ?Embora os resultados apresentados não tenham sido os esperados, foi positivo no sentido que testamos os componentes e confirmou que algumas alterações precisam ser potencializadas para o Sertões, que está logo aí?, diz Piano, que além de piloto é preparador de veículos de competições e comanda há 21 anos a Território Motorsport. ?No geral, mas uma vez a prova foi difícil, do jeito que gostamos, com bastante trechos travados e possibilitou uma pilotagem prazerosa?, finaliza o multicampeão dos ralis, oito vezes campeão do Sertões.

Os campeões do 22º RN1500 foram:  Nas Motos - Tunico Maciel (MT1) nos UTVs - Denisio Do Nascimento/Idali Bosse (UT1) e nos Carros - Carlos Ambrósio/Cadu Sachs (OP).

Sobre a equipe - Com 21 anos, a Território Motorsport, com sede em Tatuí/SP, é uma das equipes mais tradicionais no Rally Cross Country brasileiro. Chefiada pelo piloto Edu Piano (oito vezes campeão do Rally dos Sertões: um na geral dos carros, seis nos caminhões e um nos UTVs), durante 12 temporadas (2002 a 2014) a equipe representou a Ford Racing Trucks/ Território Motorsport e conquistou oito títulos no Caminhões no Sertões. Entre 2011 e 2014, a equipe foi a oficial da Troller na competição. Com a Troller Racing/Território Motorsport, o time sagrou-se bicampeão da prova na Production T2. Movido a desafios, a partir de 2016, Piano passou a desenvolver UTVs (Can-Am Maverick X3) para competição e, desde então, a equipe disputa os Campeonatos Brasileiros de Rally Baja e Rally Cross Country, além do Sertões. Em 2018, Edu Piano/Solon Mendes foram Campeões do Sertões nos UTVs (Over 45), o que lhes garantiu o primeiro título na categoria e o sétimo da dupla recordista da competição. No Sertões 2019 o resultado da equipe foi: Piano/Mendes (vice-campeões na UTV Over Pró), Lélio Junior/Weberth Moreira (vice-campeões UTV Super Production) e Rodrigo Luppi/Flavio Bisi (4º na UTV Over Pró). Piano, ao lado de Fausto Dallape, foi Campeão da Mitsubishi Cup 2019, na L200 Triton Sport R e conquistou seu tetracampeonato. Rodrigo Luppi encerrou 2019 como vice-campeão do Campeonato Sertões Series, na UTV Pró, enquanto Lélio Júnior e Moreira foram Campeões do Sertões Series e Vice-Campeões Brasileiros de Rally Cross Country (UTV Super Production).

A Território Motorsport em apoio da SFI CHIPS. Para conhecer mais sobre a equipe: www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: @territoriomotorsport4x4, Instagram: @territoriomotorsport e Twitter @territorio4x4

Resultados finais ? 22º Rally RN1500 (após 4 etapas)

Categoria UTV Elite (UT1)
1) Denisio do Nascimento/Idali Bosse (CAN-AM MAVERICK X3), 11:17:34

2) Neto Valentim/Breno Rezende (CAN-AM MAVERICK X3), 11:22:08
3) Rodrigo Varela/Gunar Dums (CAN-AM MAVERICK X3), 11:39:09
4) George Ximenes/Wellington Rezende Jr (CAN-AM MAVERICK X3), 11:47:32
5) Rodrigo Luppi/Maykel Justo (CAN-AM MAVERICK X3), 14:11:47

Categoria UTV Over Pro (UOP)
1) Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (CAN-AM MAVERICK X3), 11:33:36
2) Riamburgo Ximenes/Flávio França (CAN-AM MAVERICK X3), 11:42:33
3) Cristiano Batista/Robledo NIcolleti (CAN-AM MAVERICK X3), 11:43:20
4) Leandro Torres/Marcos Panstein (POLARIS XP 1000 TURBO), 12:23:26
5) Edu Piano/Fausto Dallape (CAN-AM MAVERICK X3), 17:52:34


Rodrigo Luppi/Maykel Justo #106: 5o na categoria Elite (UT1)
(Sanderson Pereira/Photo-S)

Rodrigo Luppi/Maykel Justo #106: 5o na categoria Elite (UT1) (Sanderson Pereira/Photo-S)

Alta | Web

Edu Piano/Fausto Dallape #10: final de rali em 5o na Over Pró
(Doni Castilho/DFotos)

Edu Piano/Fausto Dallape #10: final de rali em 5o na Over Pró (Doni Castilho/DFotos)

Alta | Web

Lélio Jr #114 aprovou o roteiro técnico e desafiante e promete retornar em 202
(Doni Castilho/DFotos)

Lélio Jr #114 aprovou o roteiro técnico e desafiante e promete retornar em 202 (Doni Castilho/DFotos)

Alta | Web

Na estreia no RN1500, Bruno Luppi/Filipe Bianchini: 1o na UTV Experimental
(Sanderson Pereira/Photo-S)

Na estreia no RN1500, Bruno Luppi/Filipe Bianchini: 1o na UTV Experimental (Sanderson Pereira/Photo-S)

Alta | Web

No domingo, última etapa, Luppi/Justo fecharam em 8o na geral dos UTVs
(Sanderson Pereira/Photo-S)

No domingo, última etapa, Luppi/Justo fecharam em 8o na geral dos UTVs (Sanderson Pereira/Photo-S)

Alta | Web

Dupla goiana, Lélio/Weberth, estreou no rali potiguar que cruzou a PB e RN
(Claudiney Sandro/DFotos)

Dupla goiana, Lélio/Weberth, estreou no rali potiguar que cruzou a PB e RN (Claudiney Sandro/DFotos)

Alta | Web

Multicampeão dos ralis, Piano é responsável pela preparação dos UTVs do time
(Sanderson Pereira/Photo-S)

Multicampeão dos ralis, Piano é responsável pela preparação dos UTVs do time (Sanderson Pereira/Photo-S)

Alta | Web

Aos 16 aos, Conti (categoria UTE) foi o piloto mais novo do grid da edição 2020
(Claudiney Sandro/DFotos)

Aos 16 aos, Conti (categoria UTE) foi o piloto mais novo do grid da edição 2020 (Claudiney Sandro/DFotos)

Alta | Web

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos