Velocidade Online

Mundial - Sport Protótipos

MUNDIAL - SPORT PROTOTIPOS - GDRIVE E DUNLOP ALCANÇAM

Quinta, 25 Julho 2019 20:14 | Actualizado em Sábado, 16 Novembro 2019 14:36

G-DRIVE E DUNLOP ALCANÇAM VITÓRIA ESCALDANTE NAS EUROPEAN LE MANS SERIES DE BARCELONA



As imagens são para uso exclusivamente editorial, não podendo ser utilizadas para fins promocionais

  • Campeões em título dominam na corrida mais quente do ano
  • Estratégia de pneus foi a chave para a vitória
  • Luzich Ferrari vence em LMGTE e bate a maioria dos protótipos de LMP3

 A G-Drive Racing alcançou a vitória na corrida das European Le Mans Series (ELMS) no Circuito de Barcelona-Catalunha. A corrida de quatro horas teve início durante o calor do final da tarde, e terminou já à noite, o que resultou numa descida de 15 ºC da temperatura da pista, com a escolha e a estratégia de pneus a serem fatores decisivos para a vitória. Nas primeiras paragens nas boxes para abastecimento, após 35 minutos de prova, a G-Drive decidiu confiar na durabilidade dos pneus Dunlop ao não trocar para um novo set, e Roman Rusinov bateu os seus dois rivais mais diretos para assumir a liderança. Apesar de competir com um conjunto de pneus Dunlop que tinham completado já mais de uma hora de corrida, com as temperaturas mais altas da temporada até ao momento (41 ºC), o russo era o piloto mais rápido em pista.

A G-Drive estava, claramente, decidida a vingar o seu azar após um problema técnico que lhe custou uma vitória nas 24 Horas de Le Mans no mês passado. Em Barcelona, ​​uma bem executada estratégia permitiu trocar Rusinov por Job Van Uitert durante um período de bandeira amarela, com o rápido holandês de 20 anos a conquistar uma vantagem de 25 segundos quanto estava decorrida metade da prova. Vantagem que rapidamente foi reduzida quando o período de Safety Car deixou a G-Drive na liderança, mas com apenas dez segundos de avanço sobre a concorrência. O recém-coroado Campeão da Fórmula E da FIA, Jean-Eric Vergne, levou o Aurus até à bandeira de xadrez, com uma volta completa de vantagem relativamente aos seus oponentes, após um desempenho eletrizante dos atuais campeões das European Le Mans Series.

Andrea Pizzitola foi outro piloto que conseguiu rodar rápido com os Dunlop nas fases intermédias da corrida. Quando assumiu os comandos do Oreca da Algarve Pro, mostrou estar em plena forma ao ser capaz de disputar os lugares cimeiros. O seu companheiro de equipa, o francês Olivier Pla, aproveitou este desempenho para garantir um sétimo lugar para a equipa portuguesa.

Dunlop e Dallara exibem resultados prometedores

Com um quarto da distância completada, outro piloto em destaque era Harry Tincknell, no Dallara da Carlin. No único carro da marca italiana na corrida, conseguiu igualar o ritmo dos líderes. A sua toada, com o mais recente pneu de especificação C da Dunlop, estava a ajudar a Dallara a recuperar o tempo perdido após uma paragem nas boxes de dois minutos e meio, rodando entre os cinco primeiros passados 100 minutos de corrida. Os seus compatriotas britânicos, Ben Barnicoat e Jack Manchester, terminaram o bom trabajo para garantir o primeiro resultado no “Top 10” para a Carlin.

Dois protagonistas em destaque na qualificação, entre os que utilizavam pneus Dunlop, foram a RLR MSport, com Arjun Maini a ser a estrela ao alcançar o melhor lugar na grelha da temporada para a equipa Oreca, e o ex-piloto de F1, Will Stevens (Panis Barthez Competition), que foi o piloto da Ligier mais rápido na qualificação. Contudo, uma colisão entre os dois carros na primeira volta (então pilotados por John Farano e Julien Canal, respetivamente), enviou ambos para o final do pelotão.

Batalha Ferrari vs Porsche pela noite dentro

Na classe GTE, em que todos os carros montam Dunlop, Sergio Pianezzola marcou um ritmo muito elevado com o Ferrari F488 GTE da Kessel Racing, abrindo um fosso de cinco segundos sobre os Ferrari similares da Luzich Racing e da JMW Motorsport após somente cinco voltas. Porém, um stint muito longo de Edigio Perfetti no Porsche 911 RSR da Project 1 levou a marca alemã a entrar na contenda para vencer a corrida. Quanto tiveram lugar as segundas paragens nas boxes, foi o vencedor em Le Castellet, a Luzich Ferrari (Alessandro Pier Guidi, Nicklas Nielsen e Fabien Lavergne) que estabeleceu uma  sólida vantagem. A dois terços da distância total, não só lideravam a classe GTE, como estavam à frente de todos os carros da classe de protótipos LMP3. Mostrada a bandeira de xadrez, apenas um dos protótipos conseguiu ultrapassar o Ferrari.

Mathias Kipp, Diretor da Dunlop Motorsport Automóveis, aplaudiu a estratégia da G-Drive: "Confiar no ritmo e na durabilidade, para não trocar os pneus na primeira paragem nas boxes, foi uma grande decisão para assegurar esta vitória. G-Drive e Dunlop têm, agora, vitórias consecutivas nas ELMS, e esperamos apoiá-los a eles, e aos nossos outros fiéis parceiros, em Silverstone. Parabéns à Luzich Ferrari. Bater todas menos uma das equipas de LMP3, assim como os seus rivais de LMGTE, foi um desempenho notável".

A G-Drive lidera, agora, o campeonato de equipas em LMP2, com 63 pontos, mais 16 do que os seus rivais diretos. A próxima corrida das ELMS será em Silverstone, Inglaterra, a 31 de agosto.

Sobre a Dunlop

A Dunlop é um dos principais fabricantes mundiais de pneus de altas e ultraelevadas prestações, detendo um impressionante palmarés de sucessos nos desportos motorizados. A larga experiência da Dunlop na competição deu lugar a tecnologias inovadoras para pneus concebidos para a condução no dia-a-dia. Procurando sempre maximizar o prazer de condução, a Dunlop oferece a todo o tipo de condutores a performance e a durabilidade das mais recentes tecnologias de pneus.

Para mais informações sobre a Dunlop e os seus produtos, visite www.dunlop.pt.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos