Velocidade Online

Mundial - Karting

MUNDIAL - KART NO BRASIL

Segunda, 29 Julho 2019 20:31 | Actualizado em Quarta, 23 Outubro 2019 02:01

Romullo Ribas teve boa participação no Brasileiro de Kart e resultado inusitado


 

Com 36 concorrentes na categoria Cadete, o piloto Romullo Ribas, de Pinhais-PR, teve boa participação na 54ª edição do Brasileiro de kart, que encerrou a primeira fase da competição no último sábado (20), no kartódromo Delci Damian, em Cascavel. Romullo Ribas ficou entre os sete primeiros colocados durante os treinos livres. Marcou o 14º melhor tempo na tomada, e no resultado das duas provas classificatórias ficou com o 18º lugar.
 
Na Pré-final, corrida que define o grid de largada para a prova decisiva, Romullo Ribas foi competitivo. Largando do meio do pelotão, conseguiu algumas posições, mas desviando de alguns incidentes à sua frente terminou em 19º lugar. Na largada da Final perdeu cinco postos e conseguiu recuperar cruzando a linha de chegada na 17ª posição.
 
“Considerando que o Romullo não participa de corridas em São Paulo, onde corre a maioria dos pilotos, ele foi bem. Conseguiu terminar todas as provas, apesar de alguns incidentes que aconteceram próximos dele na pista, e foi competitivo na prova Final, perdendo e depois recuperando posições. Ficamos chateados com o resultado oficial, que demorou a sair, e quando saiu, não vimos o nome dele entre os classificados”, reclamou a mãe, Daiane Ribas.
 
“Em todos os treinos e provas que ocorreram durante o Brasileiro, o Romullo sempre teve peso sobrando. Estranhamos a desclassificação dele por falta de 100 gramas na pesagem da prova final. Não fomos comunicados, simplesmente pesaram uma única vez e pediram para retirar o kart. Só soubemos da desclassificação no dia seguinte, quando não tínhamos mais como conferir ou argumentar”, reclamou Rodrigo Paixão, preparador do piloto.
 
A direção de prova informou que a balança está correta e a falta de 100 gramas desclassificou o piloto da posição conquistada. “Na pesagem inicial sobrava 1 kg. O Kart saiu para a prova com o tanque cheio e quando terminou tinha pouco mais de meio tanque de combustível, é inadmissível faltar peso, tinha que sobrar pelo menos 500 kg. Em quase 15 anos trabalhando no kartismo nunca errei nas constas do peso dos karts”, argumentou Rodrigo Paixão. Como ninguém foi comunicado no momento da pesagem é impossível saber de fato o que aconteceu.
 

Decepcionado com o resultado inusitado e controverso, o que vale para a equipe de Romullo Ribas é a atuação do piloto  na pista.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos