Velocidade Online

Moto - Pista

MOTO - BOL D´OR NO EUROSPORT

Domingo, 22 Setembro 2019 04:54 | Actualizado em Terça, 15 Outubro 2019 08:23

Bol d’Or: Começa mais uma edição do Mundial de Resistência da FIM


 


Nova temporada, novos pilotos e novos desafios! Arranca mais uma edição do Campeonato do Mundo de Resistência da FIM com o Bol d’Or nos dias 21 e 22 de setembro. Ao todo, são esperadas 59 equipas na grelha de partida para esta corrida de 24 horas no circuito Paul Ricard, em Le Castellet, no sul de França.

 

A SRC Kawasaki França é a nova equipa número 1 na grelha de partida. A campeã defende o título com o mesmo trio de pilotos que conquistou o campeonato em Suzuka, no Japão, em julho passado: Jéremy Guarnoni, Erwan Nigon e David Checa.

 

Enfrenta em pista dois rivais familiares, que também militam em equipas que não sofreram alterações em relação à temporada passada: a F.C. ATSR Honda França (Josh Hook, Freddy Foray e Mike di Meglio) e a Suzuki Endurance Racing Team (Vicent Philippe, Etienne Masson e Gregg Black), agora chefiada por Damien Saulnier, que também gere a equipa de juniores da Suzuki.

 

A YART Yamaha continua a ser uma grande rival a ter em conta para a vitória no Bol d’Or graças pilotos como Mavin Fritz, Niccolò Canepa e Loris Baz (a substituir Broc Parkes, que está fora a competir numa corrida da ARRC em Sepang).

 

Novas caras

 

Estas equipas terão de medir forças com a BMW Motorrad World Endurance Team, uma nova formação que conta nas suas fileiras com pilotos que dominam o Campeonato Alemão de Superbike IDM. A S1000 RR #37 junta o trio de pilotos Ilya Mikhalchik, Julian Puffe e Kenny Foray, este último campeão do FIM EWC em 2014. Para além da formação alemã, existe grande expectativa para ver o que pode fazer a nova Ducati Panigale V4R da equipa independente HRT100-Hertrampf Racing. A ERC Endurance da Alemanha, a LRP da Polónia e a Tecmas BMW GMC da França são outras das equipas que correm neste campeonato.

 

A equipa suíça da Bolliger (Kawasaki) e a VRD Igol Pierret Experiences (Yamaha) prometem duelos acessos em pista, mas também fora delas, pelo título de Construtores. A Tati Team Beaujolais Racing reforçou-se com Alan Techer enquanto a Wojcik Racing Team conta nas suas fileiras com os nomes de Gino Rea, Christoffer Bergman e Axel Maurin. Finalmente, destaque ainda a outras equipas que vale a pena ter em atenção como são os casos da JEG-Kagayama (Suzuki) que se estreia depois de ter recrutado Greg Leblanc, um especialista em resistência, e ainda a nova equipa no FIM EWC, a British Endurance Racing Team (Suzuki).

 

A batalha pelo Campeonato do Mundo de Resistência da FIM promete ser emocionante. Os vencedores da temporada passada, a equipa Moto Ain (Yamaha) verá seus pilotos Roberto Rolfo, Robin Mulhauser e Hugo Clère enfrentar uma dura lista de rivais. A equipe alemã GERT56 (BMW) procura retaliar em pista com os pilotos Stefan Kerschbaumer, Lucy Glöckner e Pepijn Bijsterbosch. Espera-se igualmente muita luta por parte das equipas 33 Coyote Louit Moto (Kawasaki), Motors Events (Suzuki), BMRT 3D Maxxess Nevers e Wójcik Racing Team 2 (Yamaha).

 

Muito para ver no Eurosport

 

Os primeiros testes oficiais para a 83.ª edição Bol d´Or decorrem na quinta-feira, 19 de setembro, no circuito de Le Castellet.

 

Criada em 1922, a Bol d’Or é uma competição que goza de grande tradição e prestígio. Ao longo da história, as corridas já se realizaram em diferentes circuitos como Saint Germain, Fontainebleu, Monthléry, Le Mans ou Magny-Cours. Nas quatro últimas, a Bol d’Or discutiu-se no circuito de Le Castellet, palco que já tinha recebido as provas entre 1978 e 1999.

 

Em 2018, a vitória coube à equipa da Honda composta pelo trio de pilotos Freddy Foray (França), Josh Hook (Austrália) e Mike Di Meglio (França). Os franceses Vincent Philippe e Gustave Lefrève são os pilotos mais vitoriosos na Bol d’Or, com sete títulos cada.

 

O Bol d’Or marca o começo de uma nova temporada do Mundial de resistência das motos que inclui passagens por Sepang (Malásia), Le Mans (França), Orschensleben (Alemanha) e termina em julho de 2020, em Suzuka (Japão).

 

O que esperar do Bol d’Or:

 

  • Corridas entre mais de 500 pilotos em pista ao longo do fim-de-semana.
  • Publico apaixonado: Em 2018 estiveram 69.000 espetadores no circuito.
  • Mais de 100 expositores para representar as marcas e propor novos produtos
  • Animação ao longo de todo o fim-de-semana com motos, acrobacias, música, exposições e claro muita velocidade e ultrapassagens.

 

Horários de transmissão:

 

Sábado – 21 de setembro

13:30 – 23:00

 

Domingo – 22 de setembro

05:00 – 14:30

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos