Velocidade Online

Moto - Diversos

MOTOS - IVO LOPES E SANTOGAL VENCEM EM PORTIMÃO

Quarta, 22 Maio 2019 16:51 | Actualizado em Segunda, 18 Novembro 2019 17:51

IVO LOPES E SANTOGAL ENI BMW VENCEM EM PORTIMÃO


A equipa Santogal ENI BMW tem uma vez mais motivos para sorrir, após a brilhante dupla vitória de Ivo Lopes aos comandos da rápida S1000RR na segunda prova do Campeonato Nacional de Velocidade 2019, que o coloca a si, a equipa e marca no topo da tabela de pontos das Superbike. Autor das duas 'pole-position' que antecederam cada uma das corridas disputadas nos dois dias de prova no Autódromo Internacional do Algarve, Lopes fez uso de toda a sua experiência no carismático traçado algarvio para superar os seus rivais em mais de 0,8s na primeira sessão e em cerca de 0,6s na segunda.


Na primeira corrida, Ivo teve um arranque menos positivo, relegando-o para a quarta posição na primeira passagem pela linha de meta e entrando em confronto directo com André Pires, Tiago Magalhães e Pedro Nuno. Na quarta volta ao Autódromo de Portimão, o número 75 com as cores da Santogal, Eni e BMW era já o líder da prova, dilatando a sua vantagem gradualmente até ao final da 15ª e última volta. Na segunda corrida, Ivo arrancou bem e nas voltas iniciais alcançou a liderança, para pouco depois cometer um erro, obrigado-o a uma saída que lhe fez cair novamente algumas posições. Lopes voltou à corrida, recuperou posições e retomou a liderança para não mais perder, cruzando a linha de meta novamente com mais de seis segundos de vantagem sobre os seus adversários.


Ricardo Andrade voltou a surpreender aos comandos da moto germânica, melhorando os seus melhores registos a cada saída para a pista de cada uma das sessões de treinos, culminando com a terceira posição final da grelha após as três 'Superpole' que compunham o programa destinado à Coda Dunlop Motoval, na classe reservada às motos com 1000cc. Andrade foi um dos mais rápidos no arranque, colocando-se com os líderes na frente corrida desde a primeira volta. Ao longo da nove passagens pela meta do AIA, Ricardo foi mantendo a segunda posição e a sua distância para o líder, Tiago Pires, mas sem nunca conseguir verdadeiramente colocar pressão, muito devido ao forte vento que se fez sentir no circuito. O segundo lugar final espelha uma prestação positiva, o que deixava antever novas lutas na segunda corrida.


Na derradeira corrida o número 81 partiu bem da terceira posição da grelha, chegando ao segundo lugar desde logo e seguindo de muito perto Tiago Pires, dando início a um duelo que iria durar grande parte da distância de corrida percorrida, para no final cometer um erro, não perdendo a sua posição mas sacrificando uma possível vitória. Ricardo mantém a segunda posição da Copa Dunlop Motoval a apenas 22 pontos de Pires e com 13 pontos de vantagem sobre António Geirinhas, quando faltam ainda oito provas por disputar e quando há ainda muitos pontos em disputa até ao final da temporada.


Ivo Lopes #75: «Fomos para Portimão com vontade de vencer e assim que chegámos esperávamos um tipo de performance, mas derivado à potência da moto aliada à característica técnica do traçado, tivemos de trabalhar no sentido de a "domar" e colocar o melhor possível para as corridas que íamos enfrentar. Na primeira qualificação fomos rápidos e alcançámos a 'pole', a cerca de sete décimas do segundo classificado. Na corrida sabíamos que o nosso maior adversário seria o vento, o que prejudicou a corrida a todos os pilotos a nível de tempos e desgaste físico. A meio da corrida estava na liderança e aumentei a minha vantagem até à bandeira de xadrez, registando a primeira vitória do fim-se-semana.


No domingo de manhã não tivemos vento na segunda qualificação, consegui fazer um tempo excelente, chegando ao segundo '46 na primeira vez que rodei com a BMW neste circuito. Na corrida parti logo ao ataque, apesar de não arrancar muito bem, mas consegui recuperar a segunda posição no final da primeira volta e pouco depois cheguei ao comando da corrida chegando aos dois segundos de vantagem. Pouco depois voltei a cometer um erro que me fez perder posições. Mesmo assim, recuperei e voltei ao comando da prova, tornando a aumentar a minha vantagem em vários segundos até à linha de meta e vencendo a segunda corrida do evento. Eu e toda a equipa estamos de parabéns pelo grande trabalho e agradeço a todos os patrocinadores, em especial à Santogal, Eni e BMW Motorrad por esta vitória.»


Ricardo Andrade #81: «Estou extremamente contente com o trabalho da nossa equipa, foi um fim-de-semana com excelentes resultados para todos, em especial para o Ivo, que mostrou uma maturidade e capacidade de adaptação à BMW absolutamente fantásticas. Toda a equipa técnica desenvolveu um grande trabalho no decorrer de todas as sessões em que participámos nas respectivas classes, estivemos sempre dentro do TOP3 com as duas motos e na liderança com a SBK do Ivo.


Da minha parte foi mais um fim-de-semana positivo, de evolução contínua. Na primeira corrida parti da terceira posição da grelha depois das 'Superpole' e assim que cheguei à segunda posição, tentei ir em busca do Tiago (Pires), mas nunca consegui chegar perto o suficiente para entrar em luta pela primeira posição. O segundo lugar foi extremamente positivo. Na segunda corrida consegui arrancar bem, quando havia notoriamente menos vento do que no dia anterior, permitindo-me seguir na traseira do Tiago, colocando pressão e esperando pacientemente para atacar o primeiro lugar. Infelizmente cometi um erro no final, deixando-o escapar, mas mantive a segunda posição até ao final.


Quero uma vez mais agradecer à Santogal, Eni e BMW Motorrad pela confiança no nosso projecto e pela sua aposta, sem esquecer os restantes parceiros, sem os quais não conseguiríamos colocar esta fabulosa equipa de pé, que veio definitivamente para vencer e lutar pelos títulos nas classes onde participa. 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos