Velocidade Online

Moto - Diversos

A VISÃO BOSCH PARA AS MOTOS NA EICMA

Quarta, 08 Novembro 2017 11:30 | Actualizado em Domingo, 17 Dezembro 2017 16:26

EICMA 2017: A visão da Bosch para o futuro das motas

Na Bosch o negócio das motas e do motociclismo cresce com o dobro da velocidade do mercado

 

  Dr. Dirk Hoheisel, membro do Conselho de Administração da Bosch: “As grandes tendências como a urbanização e sustentabilidade vão mudar os fundamentos da mobilidade e do motociclismo como os conhecemos”

  Estima-se que a Bosch irá alcançar vendas de mil milhões de euros com tecnologia para motas

  As tecnologias da Bosch preparam as motas para o futuro: mais seguras e, ainda, com maior eficiência do powertrain

  Pequenos titãs: o sistema de powertrain da Bosch para veículos elétricos leves reduz a complexidade e o custo – para os construtores e também para todos os que querem conduzir um veículo elétrico pela cidade

 

 

– “As grandes tendências como a urbanização e sustentabilidade vão mudar os fundamentos da mobilidade e do motociclismo, tal como os conhecemos” afirma Dr. Dirk Hoheisel, membro do Conselho de Administração da Robert Bosch GmbH. “As tecnologias da Bosch preparam a mota para o futuro: mais segura e, ainda, com maior eficiência do powertrain”. A visão da Bosch traduz-se na criação de um futuro sem acidentes, sem stress e sem emissões.

 

Seja enquanto uma opção de transporte para mercados emergentes ou como um elemento de mobilidade multimodal em grandes centros urbanos: a procura pelos veículos de duas rodas está a crescer. Prevê-se que, em 2021, a produção anual global de veículos de duas rodas alcance as 160 milhões de unidades – mais um terço do que atualmente.

 

A tecnologia para motas torna-se, assim, num excelente impulsionador de negócio. A unidade de negócio de Motas e Motociclismo da Bosch, com sede em Yokohama, no Japão, continua a ganhar impulso no influente mercado global de motas e motociclismo. Esta unidade de negócio registou um crescimento de vendas de mais de 20% comparativamente a 2016 – duas vezes mais rápido que o mercado. E, até 2020, a Bosch prevê alcançar vendas de mil milhões de euros com tecnologia para motas. A empresa fornece sistemas de assistência, soluções de conectividade e sistemas modernos de powertrain e eletrificação para motas e veículos de motociclismo.

 

Conectividade: o próximo passo na evolução da condução segura

Um dos objetivos da Bosch é criar uma condução livre de acidentes. Na Bosch, a segurança sob duas rodas começa a partir da e-bike. Com a produção dos primeiros sistemas de travagem antilock do mercado para e-bikes, mantém-se a história de sucesso dos sistemas de assistência da Bosch para veículos de duas rodas.

 

Graças a este sistema, a distância de travagem pode ser encurtada e o risco de perda do controlo é reduzido. De acordo com um estudo de investigação de acidentes da Bosch, cerca de um quarto dos acidentes no ciclismo podem ser reduzidos se todas as bicicletas estiverem equipadas com o sistema ABS. Enquanto fornecedora líder de tecnologia para motas a nível mundial, a Bosch fez com que os sistemas de assistência como o ABS, MSC (controlo de estabilidade da mota) e assistência no retrovisor sejam uma garantia no mercado. 

 

Ainda assim, as possibilidades de desenvolver tecnologia inovadora para uma condução mais segura não se esgotaram: “A nossa visão para o futuro passa por utilizar a conectividade para evitar que ocorram acidentes”, refere Hoheisel. “As tecnologias para a condução autónoma e conectada estão a impulsionar o desenvolvimento automóvel a um ritmo incrível; se as motas tiverem de ultrapassar os desafios relacionados com a mobilidade do futuro, é necessário que tenham acesso à mesma tecnologia”, afirma ainda Hoheisel.

 

É por esta razão que a Bosch está a desenvolver sistemas de conectividade que permitem aos condutores comunicar com veículos, com a infraestrutura e outros utilizadores da estrada, como o escudo de proteção digital. Este permite que as motas e os carros “falem” entre si. Muito antes que dos condutores ou os sensores dos seus veículos detetarem uma mota, esta tecnologia informa-os que a mesma se está a aproximar, permitindo-lhes adotar uma estratégia de condução mais defensiva. Outra solução que permite ao condutor estar conectado e seguro é o horizonte conectado; os condutores podem ver à frente da próxima curva e receber informação de possíveis obstáculos. Até 2025, mais de 70% das novas motas registadas vão estar conectadas.

 

Pequeno no tamanho, grande no impacto

Não é só a conectividade que continua a acelerar o desenvolvimento na Bosch –a eletromobilidade também o faz. Nos próximos anos, espera-se que o mercado para veículos elétricos como as eScooters cresça até 40%. Os estudos indicam ainda que mundialmente serão construídos aproximadamente 100 milhões destes veículos até 2020. “A eletromobilidade irá disparar nos segmentos de veículos pequenos. Os pequenos veículos elétricos terão um futuro brilhante a nível mundial”, afirma Hoheisel. É por isto que a Bosch tem vindo a desenvolver sistemas de powertrain escaláveis, que permitem a eletrificação de veículos pequenos a quatro, três ou duas rodas, tais como o Govecs eSchwalbe ou a AIMA eScooter. Os sistemas são compostos por um motor, unidade de controlo, bateria, carregador, display (HMI) e uma box de conectividade, bem como uma app interativa que conecta o smartphone do condutor ao veículo.

 

As soluções de powertrain elétrica da Bosch são escaláveis através de todas as classes de desempenho entre os 0.25 e os 20 kW. Os construtores de veículos beneficiam de uma solução de sistemas abrangente que pode ser integrada rapidamente, e que significa também menos esforço de desenvolvimento. Isto reduz a complexidade, variantes e custo para os construtores e consequentemente para todos os que quiserem conduzir com veículos elétricos na sua cidade. Uma vantagem adicional: os veículos pequenos não só reduzem as emissões, mas também o ruído.

 

À medida que a Bosch aumenta os seus esforços relacionados com a mobilidade elétrica, continua também a melhorar o motor de combustão com soluções eletrónicas de gestão de motores. Estas permitem que motas e veículos de motociclismo cumpram com as mais recentes regulamentações de emissões, tais como a Euro 5 e BS 6 (Bharat stage), reduzindo ainda emissões de CO2 ao mesmo tempo que conseguem responder à procura pelas mais recentes funcionalidades e desempenho melhorado.

 

EXPERIENCIE A BOSCH NA EICMA 2017: Sejam sistemas de assistência inteligente, soluções de conectividade ou novas energias para o powertrain: a Bosch tem as soluções certas para as motas e veículos de motociclismo do futuro. Na EICMA 2017, a Bosch irá apresentar as suas mais recentes soluções em cada uma destas áreas no espaço G62 no hall 13.

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos