Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO & INDUSTRIA - DIESELGATE

Terça, 23 Julho 2019 07:59 | Actualizado em Domingo, 13 Outubro 2019 21:29

Dieselgate

60 mil mercedes GLK devolvidos na Alemanha e Daimler em queda.
A agência automobilística alemã (KBA) obrigou a Daimler a recuperar 60 mil carros na Alemanha, nos quais a marca é suspeita de ter instalado software para manipular as emissões, informou neste sábado o jornal Bild. O fabricante reviu o resultado das previsões de domingo invocando custos adicionais relacionados às medidas a serem tomadas para adaptar  os seus veículos a diesel após o escândalo de falsificações de motores.

"Esta em curso, desde abril, uma investigação e confirmamos essa informação", disse um porta-voz do grupo à AFP.

A construtora foi alvo durante vários meses de uma pesquisa de reguladores alemães que dizia respeito ao GLK 220 CDI da Mercedes-Benz, fabricado entre 2012 e 2015.

O software em questão reduz a emissão de partículas nocivas dos veículos durante o período de teste. Na estrada, no entanto, esses veículos emitem quantidades prejudiciais de emissões acima dos limites regulamentares.

No ano passado, a autoridade alemã já tinha ordenado à Daimler a retirada de 700.000 veículos em todo o mundo, incluindo 280.000 na Alemanha, para a instalação de software ilegal. O construtor recorreu desta decisão.

A Daimler também foi ameaçada, desde fevereiro, por sanções financeiras relacionadas com o escândalo do Dieselgate pelo promotor público de Estugarda.

As investigações sobre o escândalo do diesel começaram na Alemanha em 2015, quando a Volkswagen admitiu manipular 11 milhões de veículos, incluindo 2,4 milhões vendidos na Alemanha.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos