Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO & INDUSTRIA - SEGUNDO A INFORMAÇÃO DA ANECRA

Segunda, 05 Agosto 2019 15:36 | Actualizado em Sábado, 12 Outubro 2019 05:10

MERCADO AUTOMÓVEL DERRAPA PELO SEXTO MÊS CONSECUTIVO MENOS 7.255 VIATURAS MATRICULADAS ATÉ JULHO
 
O mercado automóvel em Portugal voltou a apresentar uma tendência negativa em julho, naquele que é o sexto mês consecutivo de decréscimo nas vendas. Ao todo, no mês de julho matricularam-se menos 6,5% veículos face a igual mês de 2018. Nos primeiros sete meses do ano, as vendas encontram-se 4% abaixo do período homólogo, correspondendo a 7.255 veículos a menos.
 
Note-se que, no mês de julho de 2019 foram matriculados em Portugal menos 1.700 veículos ligeiros de passageiros novos face à média dos meses de julho dos últimos 27 anos (20.133 unidades).
 
Os ligeiros de passageiros a gasolina voltam a superar os veículos movidos a gasóleo, à semelhança do que sucedeu em todos os meses de 2019. Do total de veículos ligeiros de passageiros vendidos no mês de julho, 49,3% são movidos a gasolina, e apenas 7.494 são diesel. 
 
Em termos acumulados, nos primeiros sete meses do ano, 50,9% dos ligeiros de passageiros vendidos são a gasolina e 39,7% são a gasóleo. Os veículos 100% elétricos representam 2,95% das vendas, enquanto os híbridos Plug-in representam 1,7%.
 
Note-se que, as vendas de veículos ligeiros de passageiros a gasolina eram inferiores às de gasóleo desde o longínquo mês março de 2004.
 
Os veículos puramente elétricos registaram 436 unidades vendidas em julho, o pior mês deste ano mas uma subida homóloga de 41,1%. De janeiro a julho, as vendas somam 4.341 viaturas, superando já as 4.073 unidades vendidas em todo o ano passado.
 
 
 
Julho de 2019:
 
• O mercado de automóveis está a cair há seis meses consecutivos. • As vendas de automóveis em Portugal sofreram uma quebra de 6,5% em julho, para 21.791 unidades. • Apenas o segmento dos veículos comerciais ligeiros apresenta uma variação homóloga positiva. • 2º Melhor mês de julho dos últimos 9 anos, superado apenas pelo mês de julho de 2018. • Nos ligeiros de passageiros, as vendas em julho totalizaram 18.436 viaturas, uma descida homóloga de 7,8% (1.554 veículos). • Do total de veículos ligeiros de passageiros vendidos 49,3% são movidos a gasolina. • Nos comerciais ligeiros, as vendas aumentaram 7,4% em julho, para 3.138 veículos (mais 3.138 veículos).
2018 2019 Unid. %
* Ligeiros de Passageiros 19 987 18 433 -1 554 -7,8
Comerciais Ligeiros 2 922 3 138 216 7,4
Total de Ligeiros 22 909 21 571 -1 338 -5,8
Total de Pesados 386 217 -169 -43,8
Mercado Total 23 295 21 788 -1 507 -6,5
Vendas de Automóveis em Portugal
Fonte: Gabinete de Estudos Económicos da ANECRA * Inclui os veículos de todo o terreno
Categoria de Veículos
JULHO
Unidades Diferenças
• Os veículos pesados viram as vendas em julho afundar 43,8%, para apenas 217 unidades (menos 169 unidades). • Renault, Peugeot e Mercedes-Benz foram as marcas que mais venderam carros ligeiros de passageiros em julho. • A Fiat ficou com o quarto posto, com 1.402 unidades matriculadas, menos 12,4% do que em igual mês de 2018. • A Volkswagen volta a ter um rendimento positivo. A marca alemã foi, aliás, aquela que mais cresceu em termos de percentagem de um mês para o outro, com 1.222 veículos matriculados contra os 1.011 do mesmo mês do ano passado, representando um crescimento de 20,9%. • A Seat foi a sexta mais vendida (1.098). Citroën (998), BMW (971), Nissan (909) e Toyota (728) completam a lista dos dez mais vendidos de julho.  • A Tesla continua a liderar entre os elétricos.
 
 
 
 
 
No que toca aos primeiros sete meses do presente ano, foram vendidos 172.476 veículos, menos 4% em comparação com igual período do ano passado.
 
Refira-se que, de janeiro a julho de 2019 foram matriculados em Portugal mais 13.840 veículos ligeiros de passageiros novos face à média de iguais períodos dos últimos 27 anos (133.188 unidades).
 
Janeiro a julho de 2019:
 
• Nos primeiros sete meses do ano foram vendidos 172.476 veículos, menos 4% do que entre janeiro e julho de 2018. • 2º Melhor acumulado de janeiro a junho dos últimos 11 anos, sendo apenas superado por igual período do ano anterior. • O segmento dos ligeiros de passageiros, que representa 85% do mercado, regista uma queda de 4,9% (menos 7.520 unidades). • Nos comerciais ligeiros, o número de unidades vendidas desde o início do ano é apenas 0,3% inferior ao registado no final de julho do ano passado (menos 74 veículos). • Os veículos pesados registam um crescimento de 11,5% nas vendas nos primeiros sete meses, com 3.295 viaturas vendidas (mais 339 unidades). • O balanço dos primeiros sete meses do ano é negativo em comparação com 2018 em todos os segmentos, exceto nos veículos pesados (+11,5%). O segmento dos ligeiros de passageiros registaram a pior queda (-4,9%).
 
 
 
1. Ligeiros de Passageiros
 
Em julho de 2019, as matrículas de ligeiros de passageiros novos cifraram-se nas 18.433 unidades, o que representa uma queda de 7,8% face a igual mês do ano passado.  No somatório dos primeiros sete meses do ano, com 147.028 viaturas matriculadas, este segmento registou um decréscimo de 4,9%, ou seja, menos 7.520 unidades que em igual período do ano antecedente.
 
 
Ranking/Quota de mercado (jul.2019): 1º Renault (13,7%); 2º Peugeot (10,6%); 3º Fiat (6,9%); 4º Mercedes-Benz (6,9%); 5º Citroën (6,7%).
 
 
 
 
 
2. Comerciais Ligeiros
 
Nos comerciais ligeiros, o mês de julho registou uma melhoria de 7,4%, matriculando-se 3.138 veículos novos. Foi o único segmento com um saldo positivo no mês de julho deste ano. No total dos sete meses do ano, as vendas cederam 0,3%, fixando-se em 22.153 viaturas, ou seja, menos 74 unidades face a igual período do ano anterior.
 
Ranking/Quota de mercado (jul.2019): 1º Renault (22,6%); 2º Peugeot (18,7%); 3º Citroën (13,1%); 4º Fiat (9,8%); 5º Ford (5,8%).
 
 
 
 
3. Pesados
 
No segmento de pesados, as 217 viaturas novas matriculadas em julho representam uma enorme queda de 43,8% face a igual mês do ano passado. Em termos acumulados, o segmento regista 3.295 unidades matriculadas, mais 11,5% do que nos primeiros sete meses de 2018.
 
Ranking/Quota de Mercado (jul.2019): 1º MAN (17,7%); 2º Scania (17,0%); 3º Mercedes-Benz (13,7%); 4º Renault (12,7%); 5º Volvo (12,4%).
 
 
 
 
4. Mercado Total
 
Analisando o mercado automóvel total, ou seja, somando os veículos ligeiros e pesados, verificamos que em julho de 2019 totalizou 21.788 unidades matriculadas, caindo 6,5%, face ao mesmo mês do ano passado. No somatório dos sete meses decorridos de 2019, foram matriculadas 172.476 viaturas, menos 7.255 unidades comparativamente a igual período de 2018, traduzindo-se numa descida homóloga de 4%.
 
Ranking/Quota de Mercado (jul.2019): 1º Renault (14,9%); 2º Peugeot (11,4%); 3º Citroën (7,4%); 4º Fiat (7,2%); 5º Mercedes-Benz (6,8%).
 
 
 
5. Marcas
 

 Renault, Peugeot e Mercedes-Benz foram as marcas que mais venderam carros ligeiros de passageiros em julho
 
Ligeiros de passageiros: • Renault continua líder incontestável, quer em termos mensais quer no acumulado do ano. Ao todo, vendeu 2.106 ligeiros de passageiros em julho, menos 18,8% do que um ano antes. Em termos acumulados as vendas totalizam 20.200 unidades até julho, uma quebra de 10,4%. • Por seu lado, a Peugeot continua a aumentar as vendas. A marca do grupo PSA, liderado por Carlos Tavares, registou 1.821 veículos vendidos no mês passado, uma subida de 6,1%. Entre janeiro e julho apresenta uma subida de 2,1%, para 15.517 unidades. • A fechar o pódio nos primeiros sete meses do ano encontra-se a italiana Fiat, seguida de muito perto da alemã Mercedes-Benz. A Fiat vendeu 1.402 ligeiros de passageiros em julho, uma descida de 12,4%, e as vendas em 2019 somam, até ao momento, 10.164 veículos, menos 5,8% do que um ano antes. Por seu lado, MercedesBenz aumentou as vendas de julho em 12,3%, para 1.508 unidades. No conjunto do ano comercializou 10.161 veículos, ficando a apenas três unidades da Fiat. Contudo, as vendas acumuladas da marca germânica estão 1,2% abaixo do período homólogo. • A Volkswagen registou, finalmente, uma subida nas vendas de ligeiros de passageiros, crescendo 20,9% em julho face ao mesmo mês de 2018. A marca distribuída pela SIVA, que se encontra em processo de venda à Porsche Holding Salzburg, foi a quinta mais vendida em julho, com 1.222 unidades. Todavia, de janeiro a julho deste ano a Volkswagen vendeu 6.751 unidades, correspondendo a uma quebra de 21,4% em termos homólogos.  • Destaques negativos: Opel e Nissan: A marca alemã do grupo PSA registou uma quebra de 45% nas vendas em julho e nos primeiros sete meses do ano apresenta um decréscimo de 14,3%. Já a fabricante nipónica viu as vendas de julho encolherem 30,1% e a quebra este ano situa-se em 28,9%.
 
 
 
 
358 Porches vendidos este ano
A Porsche vendeu 62 automóveis no mês de julho, mais 19 unidades face a igual mês de 2018. Até julho já foram comprados 358 carros desta marca de luxo, mais 206 comparativamente com os primeiros sete meses do ano passado.
Ferrari vendeu mais em julho do que no primeiro semestre
No mês de julho, a Ferrari vendeu dez super desportivos em Portugal, mais do que tinha vendido de janeiro a junho (9 unidades), traduzindo-se numa subida de 150% face a julho de 2018. 
Segmento de luxo com saldo muito positivo em julho
A Bentley fez três vendas, mais um do que em julho de 2018. Nos primeiros sete meses do ano, as vendas da Bentley totalizam 17 unidades, uma subida de 70%. 
A Lamborghini contabilizou duas vendas em julho, o dobro face a igual mês de 2018. Ao todo, conta com 12 unidades vendidas, mais 140% do que nos primeiros sete meses do ano passado. Note-se que, em 2018 as vendas da Lamborghini não ultrapassaram as sete unidades.
Por seu lado, a Alpine, marca de luxo do grupo Renault, transacionou três veículos em julho, uma subida de 50%, totalizando este ano 21 viaturas, (+110% face ao período homólogo). Refira-se que, já vendeu mais 14 unidades face ao total do ano anterior.
A Aston Martin - fabricante britânica com sede em Gaydon, Warwickshire - vendeu um automóvel em julho, elevando o total deste ano para seis unidades, duplicando as suas vendas em termos homólogos.
A Tesla conseguiu manter-se na liderança nas vendas de elétricos, ao vender 112 carros em julho: em julho, a fabricante automóvel norte americana liderada por Elon Musk, vendeu 112 veículos. De janeiro a julho já vendeu 1.255 carros.
 

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos