Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO & INDUSTRIA - NOVO VOLKSWAGEN PASSAT GTE EM PORTUGAL

Quarta, 21 Agosto 2019 21:57 | Actualizado em Segunda, 14 Outubro 2019 07:45

Volkswagen Passat GTE
 
Zero emissões na cidade e mais 40% de autonomia elétrica
 
 
 
 No próximo mês de setembro, a Volkswagen irá lançar a atualização do Passat com particular foco no novo GTE com um sistema de propulsão híbrida plug-in melhorado. O sistema combinado de 218 cv resulta da potência entre o motor 1.4 TSI de 156 cv com o motor elétrico de 85 kW, oferecendo uma autonomia totalmente elétrica de 55 km, de acordo com o ciclo WLTP. Chega a Portugal com preços a partir de 45.200€ na versão Limousine e 48.500€ na versão Variant (cerca de 5000€ a menos do que a anterior oferta GTE).
 
A união entre os motores elétricos e a gasolina tem grandes vantagens. Por um lado, os modelos GTE, na sua combinação de motor elétrico e o seu eficiente propulsor turbo a gasolina - 218 cv de potência total do sistema - oferecem as vantagens de um carro para percorrer grandes distâncias e cumprindo já as normas Euro 6d previstas para 2021.
 
Por outro lado, os GTE também podem ser usados para uma utilização diária em zonas urbanas como veículos de zero emissões. E tudo isto foi agora melhorado, já que o novo Passat GTE está equipado com uma bateria de maior capacidade, aumentada de 9,9 para 13,0 kWh (um
 

incremento de 31 por cento). A autonomia puramente elétrica foi assim aumentada em 40 por cento. No novo ciclo WLTP, alcança uma autonomia de 55 km (cerca de 70 km no ciclo NEDC contra 50 km anteriormente). Graças aos novos modos de funcionamento configurados, a energia necessária para a condução sem emissões em cidade pode manter-se em reserva de forma ainda mais seletiva.  Deste modo, para a maioria dos utilizadores é recomendada ainda de uma forma mais clara a propulsão híbrida plug-in como a motorização ideal, já que o Passat GTE pode ser utilizado como veículo de zero de emissões em zonas urbanas e está isento de portagens urbanas (nas cidades que as cobram).
 
Nova configuração dos modos de funcionamento O Passat GTE arranca sempre no “E-Mode” se a bateria de iões de lítio estiver suficientemente carregada. A bateria de alta voltagem dos modelos Passat GTE pode ser carregada da forma habitual através da rede elétrica externa ou durante a condução através do seu motor TSI e da recuperação de energia. Para poder circular na cidade de forma específica no “E-Mode” depois de ter percorrido um dado trajeto, a Volkswagen reconfigurou os modos de funcionamento do sistema híbrido e, deste modo, simplificou a recarga da bateria durante o percurso. Em lugar dos anteriores cinco modos de funcionamento, agora são apenas três: • “E-Mode” (condução puramente elétrica) • “GTE” (condução desportiva com a potência total do sistema) • “Híbrido” (mudança automática entre o motor elétrico e o motor TSI) • Os dois modos anteriores “Battery Hold” (conservar o estado de carga da bateria) e “Battery Charge” (carregar a bateria através do motor TSI) foram incluídos no modo "Híbrido" do novo Passat GTE.
 
 
 
 

 

 
Carregamento imediato durante o trajeto Para carregar a bateria durante uma viagem, o condutor ativa o menu “Modo de propulsão” através do sistema de infotainment. Aí pode-se selecionar o modo “E-Mode” e o modo “Híbrido”.  Ao acionar o campo “Híbrido”, aparece uma bateria escalonada em dez frações juntamente com um símbolo de igualdade ("=") e uma seta para cima (“˄”) e outra para baixo (“˅”) respetivamente. Se o condutor pressiona o símbolo “=”, a capacidade energética da bateria mantem-se constante ao nível atual; se pressiona (“˄”) a bateria é carregada através do motor TSI e da recuperação da capacidade energética segundo o nível regulado na escala; se pressionar (“˅”), a energia pode ser consumida até ao mínimo regulado. Simples!
 
Carregamento através da rede elétrica O Passat GTE está equipado com um carregador de 3,6 kW. Na rede elétrica convencional de 230 volts / 2,3 kW, a bateria (se estiver completamente descarregada) é novamente carregada a 100 % em 6h 15m. Numa Wallbox ou num posto de carregamento de 360 volts / 3,6 kW, o tempo de carga é reduzido para quatro horas.  O carregamento começa ao ligar a ficha. Em alternativa, também é possível um carregamento temporizado. A pré seleção de tempo realiza-se através o sistema de infotainment ou de uma app, como se se tratasse de um controle remoto. Para além do processo de carregamento e dependendo da temperatura exterior, a temperatura dentro do veículo pode ser aumentada ou diminuída através de uma pré seleção de tempo.
 
Resumo dos componentes de propulsão O novo Passat GTE está equipado com um motor turbo a gasolina de injeção direta (1.4 TSI) e com um motor elétrico. O motor TSI desenvolve uma potência de 156 cv (115 kW) e o motor elétrico proporciona 85 kW (115 cv). 

 

A nova bateria de iões de lítio de alta tensão (posicionada no piso do carro à frente do eixo traseiro) fornece energia ao motor elétrico. Para a transmissão da potência, a Volkswagen equipou o Passat GTE com uma caixa automática de dupla embraiagem de 6 velocidades desenvolvida especialmente para uso em veículos híbridos. Outros componentes da propulsão híbrida incluem um módulo eletrónico de potência e controlo para a propulsão elétrica (isso converte a corrente contínua da bateria em corrente alterna para o motor elétrico) e o carregador de bateria.
 
Eficiência fiscal
 
A solução GTE vem reforçar o posicionamento da Marca, não só no segmento de clientes adeptos da tecnologia, mas também junto dos clientes empresariais. Dadas as vantagens fiscais decorrentes do IVA e dos escalões de tributação autonoma, o GTE tem um custo de utilização ao nivel de segmentos mais baixos. Assim, para além do IVA ser dedutível (já que o preço se encontra abaixo dos 50.000€), o Passat GTE paga apenas 17,5% de tributação autónoma - contra 35% de um modelo com motor de combustão interna.
 
 
O novo Passat GTE chega a Portugal em setembro com preços a partir de 45.200€ na versão Limousine e 48.500€ na versão Variant. 
 
Sobre a Marca Volkswagen:
 
A marca Volkswagen Veículos de Passageiros está presente em mais de 150 mercados em todo o mundo e produz veículos em mais de 50 locais em 14 países. Em 2018, a Volkswagen entregou 6,24 milhões de automóveis. Atualmente, 195.878 pessoas trabalham para a Volkswagen em todo o mundo. A marca conta também com 10.000 concessionários que empregam 86.000 pessoas. A estratégia da Volkswagen para o futuro assenta na mobilidade elétrica e inteligente assim como na transformação digital.

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos