Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO & INDUSTRIA - NISSAN LEAF É NOTICIA

Quinta, 13 Fevereiro 2020 10:14 | Actualizado em Quinta, 20 Fevereiro 2020 14:09

  • O consórcio HumanDrive, liderado pela Nissan Europa e apoiado pelo governo do Reino Unido, retira as suas conclusões;
  • Projeto colaborativo analisa como as novas tecnologias podem fazer com que os sistemas dos automóveis autónomos transmitam uma sensação natural semelhante à condução humana;
  • Equipa de projeto consegue uma importante conquista com a finalização da GrandDrive: uma viagem autónoma de 370 quilómetros por todo o Reino Unido;
  • A rota GrandDrive incluiu diversos ambientes rodoviários, tais como rotundas complexas e estradas secundárias rápidas sem marcações, linhas brancas ou bermas.

Um projeto de investigação que visa avaliar as mais recentes tecnologias dos automóveis autónomos concretizou com sucesso uma viagem de 370 quilómetros com navegação autónoma pelas estradas do Reino Unido.

O projeto, denominado HumanDrive, foi fundado conjuntamente pelo governo do Reino Unido, através do Centro de Veículos Autónomos Conectados (CCAV, na sigla em inglês) e da Innovate UK, e por outros nove parceiros do consórcio. O financiamento conjunto para o projeto totalizou 13,5 milhões de libras (cerca de 16 milhões de euros).

O projeto de investigação concluiu com sucesso dois testes: uma viagem de 370 quilómetros com navegação autónoma pelas estradas – denominado "GrandDrive" – utilizando tecnologia avançada de posicionamento, e uma análise baseada em testes de pista, que explorou a condução semelhante à humana, utilizando aprendizagem automática a fim de melhorar a experiência do utilizador.

Os automóveis de teste foram Nissan LEAF, equipados com tecnologias GPS, radar, LIDAR e câmaras, que criam uma perceção do mundo à sua volta. Utilizando o mundo percecionado, o sistema consegue tomar decisões acerca de como circular nas estradas e contornar os obstáculos que encontra numa viagem.

GrandDrive ao pormenor

O primeiro elemento do projeto foi a "GrandDrive" desde Cranfield, em Bedfordshire, até Sunderland. A proeza foi o culminar de 30 meses de trabalho por parte do consórcio HumanDrive, uma equipa liderada por engenheiros da Nissan a trabalhar em parceria com os membros do consórcio.

Um dos aspetos fundamentais do projeto consistia no desenvolvimento de um sistema avançado de controlo de veículos autónomos. É importante garantir que os futuros sistemas avançados de condução autónoma criam uma experiência confortável e familiar para os utilizadores à medida que avançamos rumo a um futuro com mais conexões e mais autonomia.

A viagem de 370 quilómetros permitiu pôr em prática as lições aprendidas numa variedade de cenários de condução, tendo por objetivo a capacidade de circulação em estradas secundárias sem quaisquer ou com poucas marcações, em cruzamentos, rotundas e autoestradas. A tecnologia autónoma foi utilizada ao longo do percurso também para as mudanças de faixa, acesso a outras vias, e paragens e arranques, quando necessário.

Bob Bateman, Gestor de Projeto do Nissan Technical Centre, na Europa, afirmou: «O projeto HumanDrive permitiu-nos desenvolver um automóvel autónomo que consegue superar desafios encontrados nas estradas, tais como rotundas complexas e estradas secundárias rápidas sem marcações, linhas brancas ou bermas».

A GrandDrive foi possível na medida em que os membros do consórcio trabalharam em conjunto para investigar como a condução autónoma pode imitar um estilo de condução natural e semelhante ao humano.

O HumanDrive e a Aprendizagem Automática

A segunda parte do projeto HumanDrive analisou como as tecnologias de aprendizagem automática da Inteligência Artificial podem melhorar a experiência do utilizador e o conforto dos passageiros dos automóveis conectados e autónomos. Os Nissan LEAF utilizados como automóveis-piloto foram testados com sucesso em pistas privadas, integrando sistemas de inteligência artificial desenvolvidos por outro membro do consórcio, a Hitachi Europe Ltd, os quais permitem a aprendizagem automática em tempo real. Ao criar um conjunto de dados de cenários de trânsito e soluções previamente escolhidas, é possível utilizar esta "experiência aprendida" para lidar com cenários similares no futuro e delinear uma rota segura em torno de um obstáculo.

Estas tecnologias foram sujeitas a um sólido processo de testes e desenvolvidas com a utilização de uma diversidade de recursos, incluindo equipamentos de simulação, hardware com simulação virtual e variadas pistas de testes privados.

O Ministro do Comércio do Reino Unido, Nadhim Zahawi, afirmou: «Concluir em segurança a mais longa viagem em condução autónoma na Grã-Bretanha é uma proeza incrível para a Nissan e para o consórcio HumanDrive, e um passo enorme rumo à implantação de automóveis sem condutor nas estradas do Reino Unido. Este projeto é um exemplo brilhante de como a indústria automóvel, ao trabalhar com o governo, consegue fazer avançar a tecnologia de modo a beneficiar a mobilidade das pessoas, ajudando simultaneamente a reduzir as emissões de carbono».

O Ministro para o Futuro dos Transportes do Reino Unido, George Freeman, adiantou que «O Reino Unido está a tornar-se rapidamente num líder em veículos inteligentes e automatizados e em tecnologia de gestão de trânsito, um enorme setor global preparado para criar milhares de empregos. O nosso documento programático "Future of Mobility: Urban Strategy" apoia a inovação nos transportes com vista a um transporte mais limpo, mais ecológico e mais inteligente e o bem-sucedido projeto HumanDrive da Nissan é um exemplo interessante daquilo que poderá ser a próxima fase da revolução dos transportes no Reino Unido».

O HumanDrive foi, ainda, para além do desenvolvimento de tecnologia de condução autónoma. A investigação também se focou na melhoria das funcionalidades de cibersegurança dos automóveis de condução autónoma, no desenvolvimento de testes e metodologias de segurança para testes de condução autónoma e na investigação das implicações dos automóveis de condução autónoma num sistema de transportes mais alargado. 

O HumanDrive e a Nissan

Permanecendo, por agora, como um projeto de investigação sediado no Reino Unido, as lições aprendidas com o HumanDrive ajudarão os futuros sistemas de condução autónoma a nível global.

Hoje, os novos modelos Nissan JUKE, LEAF, Qashqai e X-Trail estão todos disponíveis com o Nissan ProPILOT, uma tecnologia de Mobilidade Inteligente da Nissan que melhora o controlo do condutor, prestando assistência na direção, na aceleração e na travagem. Funciona numa única faixa em autoestrada e está otimizado para congestionamentos de trânsito a baixa velocidade e para circulação a alta velocidade em autoestradas.

Ao libertar os condutores de alguns dos elementos mais mundanos da condução, o ProPILOT ajuda a reduzir a fadiga e o stress, aumentando em simultâneo a segurança e melhorando o controlo e a confiança.

David Moss, Vice-presidente Sénior para a Investigação e Desenvolvimento na Europa, da Nissan Europa, afirmou: «A visão de Mobilidade Inteligente da Nissan passa por desenvolver tecnologias de condução autónoma para utilização em todos os nossos automóveis em qualquer zona do mundo. A porta está agora aberta para se prosseguir com este bem-sucedido projeto de investigação do Reino Unido, à medida que rumamos para um futuro mais autónomo, mais elétrico e mais conectado».

Membros do consórcio do projeto HumanDrive e áreas de especialização

  • Nissan. Parceiro líder e responsável pelo desenvolvimento de veículos autónomos (VA).
  • Hitachi. Inteligência Artificial (IA) para proporcionar controlo e perceção semelhantes aos humanos.
  • Universidade de Leeds. Entender a condução humana e a sua aplicação aos VA, desenvolvendo também simultaneamente um modelo de risco para o condutor.
  • Connected Places Catapult (CPC). Gestão de projeto, atividade de comunicação e marketing, disseminação e elementos do estudo de segurança do projeto.
  • HORIBA MIRA. Fornecedor de instalações de teste, apoio de aspetos de segurança do projeto.
  • SBD Automotive. Apoio à cibersegurança e estudos de Interface Homem-Máquina (IHM) para VA.
  • Cranfield University. Fornecedor de instalações de teste e apoio a demonstrações de VA.
  • Atkins Ltd. Fornecimento de uma Estrutura de Cibersegurança.
  • Aimsun Ltd. Estudo do impacto dos VA no sistema de transportes.
  • Highways England. Entender as necessidades da infraestrutura para a implantação dos VA.

NOTA PARA OS EDITORES

A viagem GrandDrive foi concluída com sucesso a 28 de novembro de 2019, com dois engenheiros a bordo a monitorizar permanentemente as ações do Nissan LEAF. Ambos receberam formação integral para a realização de testes de veículos autónomos, permanecendo um ao volante, preparado para assumir o controlo em caso de necessidade e o segundo a supervisionar os sistemas de controlo e monitorização do automóvel. A viagem GrandDrive também foi realizada com o conhecimento e apoio de todas as autoridades de ordenamento rodoviário relevantes.

CITAÇÕES ADICIONAIS DE PARCEIROS DO CONSÓRCIO HUMANDRIVE:

Nick Blake, Diretor de Estratégia em Inovação, Hitachi Europe Ltd

«O Centro Europeu de I&D da Hitachi desenvolveu tecnologia pioneira de IA para explorar a infinidade de dados de condução gerados pelos automóveis modernos, de modo a melhorar o conforto e a segurança dos futuros veículos autónomos».

Professora Natasha Merat, Catedrática em Fatores Humanos de Sistemas de Transporte na Universidade de Leeds

«O principal objetivo do projeto é que o automóvel do HumanDrive viaje de um modo que seja confortável, natural e, em última instância, confiável para o utilizador. A integração de controladores com respostas semelhantes aos humanos nos veículos automatizados permite uma experiência mais tranquila e confortável para os condutores e o desenvolvimento do nosso algoritmo está a tentar conseguir isto, assim como perceber o que as pessoas pretendem de uma experiência de condução automatizada. Utilizando o nosso simulador de condução de última geração, passámos os últimos 30 meses a desenvolver novos modelos de controlo para veículos automatizados, usando dados de uma diversidade de participantes, que são posteriormente avaliados por condutores e comparados com um registo da sua própria condução».

Nicola Yates, oficial da OBE, CEO da Connected Places Catapult

«O projeto do veículo autónomo conectado HumanDrive é uma fantástica demonstração da capacidade do Reino Unido de proporcionar ao mundo importantes projetos de inovação. O HumanDrive reuniu um consórcio de nível mundial que integra grandes organizações, PMEs e a academia, e que levou a tecnologia autónoma a um nível superior em termos de conforto de condução, segurança e adaptabilidade, abrangendo uma diversidade de diferentes cenários rodoviários com um posicionamento natural na estrada. A Connected Places Catapult teve a honra de utilizar o seu conhecimento em conjunto com os seus parceiros no desenvolvimento e implantação desta tecnologia inovadora, uma tecnologia que tem o potencial de provocar uma verdadeira mudança radical na nossa capacidade de ligarmos as pessoas».

Mark Brackstone, Gestor de Projeto de Investigação, AIMSUN

«A Aimsun tem vindo a investigar o impacto provável dos veículos autónomos conectados através da utilização de modelos de simulação microscópicos da Strategic Road Network (SRN) de Inglaterra. Examinámos o impacto dos veículos autónomos conectados sobre grupos de utilizadores da estrada e veículos com diversas percentagens e tipos de veículos equipados e vimos como estes afetam a velocidade e a densidade do trânsito, tanto de veículos autónomos conectados, como de outros. Isto permitiu disponibilizar dados às partes interessadas para avaliações básicas do custo-benefício, de modo a definir os passos necessários no planeamento para a introdução dos veículos autónomos conectados na rede rodoviária».

Dr. Wolfgang Schuster, Diretor Técnico de Mobilidade Inteligente, Atkins

“O HumanDrive proporcionou contributos significativos relativamente ao estabelecimento de normas para uma estrutura de cibersegurança que será fundamental para o desenvolvimento de estruturas de certificação completas para o futuro do ecossistema de mobilidade. Penso que é justo dizer que o HumanDrive permitiu um enorme passo rumo à possibilidade da implantação segura e fiável de veículos autónomos conectados nas estradas».

Professor James Brighton, Diretor do Centro de Engenharia Avançada de Veículos, Cranfield University

“O papel da Cranfield neste projeto foi desenvolver formas de medir o comportamento de condução semelhante ao humano e posteriormente verificar que isso se reflete no estilo de condução autónoma dos automóveis. O nosso Ambiente Multiutilizador para a Inovação em Veículos Autónomos (MUEAVI, na sigla em inglês) é um ambiente de teste de estrada "inteligente", o primeiro do género no Reino Unido, criado ao lado de um aeroporto de investigação e dentro do ambiente controlado de um campus universitário, foi intensamente utilizado ao longo do projeto para analisar e aperfeiçoar os sistemas de perceção e controlo dos veículos autónomos que deram origem às características de condução semelhantes às humanas. O projeto também proporcionou aos nossos estudantes de Mestrado em Engenharia Automóvel e Mecatrónica uma oportunidade de obterem experiência prática acerca da tecnologia que irá definir a próxima geração de veículos automóveis».

Dr.ª Joanna White, Diretora de Sistemas de Transporte Inteligentes, Highways England

«Tivemos o prazer de fazer parte do consórcio HumanDrive e apreciámos a oportunidade de estarmos envolvidos neste interessante projeto. Assumimos duas funções: a de garantir que o teste era realizado em segurança na nossa rede e trabalhar com a Aimsun para criar um modelo do impacto dos veículos autónomos na nossa rede. Como operador da rede, apoiamos uma diversidade de projetos em função do nosso programa de estradas digitais, o que nos irá ajudar a definir como irão ser as estradas do futuro. Isto irá ajudar na movimentação de pessoas e bens em toda a rede, permitindo uma melhor ligação do país».

David McClure, Diretor de Cibersegurança, SBD Automotive

«O HumanDrive ajudou a colocar o Reino Unido no mapa em termos de desenvolvimento de veículos autónomos, e em particular, a centrar a atenção em tornar a experiência de "condução" tão parecida quanto possível à de um automóvel conduzido por humanos. A função da SBD no projeto foi pensar acerca das ciberameaças que uma versão de produção do sistema HumanDrive poderá enfrentar e desenvolver um conceito de segurança global que ajudará a proteger os futuros veículos autónomos contra ataques maliciosos. Como especialistas em veículos autónomos conectados, a SBD Automotive tem uma oferta de nicho comparativamente a ciberempresas mais generalistas. Planeamos utilizar o nosso envolvimento no HumanDrive para dar a conhecer a nossa capacidade e para continuar a diferenciar os nossos serviços dos de empresas genéricas de testes de penetração para mercados de massas».

Richard Hillman, Engenheiro-chefe de Veículos Autónomos Conectados, Horiba Mira

“O HumanDrive permitiu à HORIBA MIRA desenvolver a sua capacidade de replicar no ambiente seguro e controlado da nossa pista de testes os cenários complexos observados em estradas públicas e desenvolver um processo para questionar de modo minucioso e eficiente a funcionalidade de um veículo autónomo. O projeto HumanDrive não demonstrou apenas que o Reino Unido é um excelente local para testar veículos autónomos, com algumas estradas exigentes e forte apoio por parte do governo, como também nos permitiu alargar os limites daquilo que estes sistemas autónomos conseguem fazer. A aprendizagem resultante do projeto está a ajudar a fundamentar discussões nacionais e internacionais acerca da segurança e fiabilidade dos veículos autónomos conectados e das futuras regulamentações sobre estes».

 

# # #

Sobre a Nissan em Portugal

Com uma rede de concessionários que possui em todo o território nacional 36 pontos de venda e 40 oficinas de assistência após-venda, a Nissan propõe uma linha completa de produtos, que inclui veículos de passageiros, crossovers, pickups, veículos comerciais e automóveis de alta performance, quer com motorizações de combustão, quer totalmente elétricas. Disponibiliza ainda um alargado conjunto de serviços de apoio aos seus Clientes, Parceiros e Concessionários.

A Nissan vendeu em Portugal no seu Ano Fiscal de 2017, 14.553 veículos, a que corresponde uma quota recorde no mercado de 5,5% e um crescimento de 17% em relação ao ano anterior.

Sobre a Nissan na Europa

A Nissan tem uma das presenças mais abrangentes na Europa entre todos os fabricantes de raiz não europeia, empregando mais de 16.000 pessoas distribuídas pelas operações de conceção, pesquisa e desenvolvimento, produção, logística, vendas e marketing. Em 2018, as unidades fabris da Nissan em Espanha, Reino Unido e Rússia produziram cerca de 600.000 veículos, incluindo crossovers premiados, veículos comerciais e o Nissan LEAF, o veículo elétrico mais vendido da Europa em 2018.

Tendo como objetivo "Zero Emissões e Zero Fatalidades na estrada", a Nissan está a liderar o sector graças à sua visão de Mobilidade Inteligente. Concebida para orientar a estratégia da Nissan a nível de produtos e tecnologia, esta abordagem de 360 graus ao futuro da mobilidade está a alicerçar as decisões críticas da empresa sobre a forma como os automóveis são alimentados, a forma como são conduzidos e a forma como se integram na sociedade.

Sobre a Hitachi Europe Ltd.

A Hitachi, Ltd. (TSE: 6501), sediada em Tóquio, no Japão, disponibiliza inovações que dão resposta aos desafios da sociedade. As receitas consolidadas da empresa para o ano fiscal de 2016 (encerrado a 31 de março de 2017) totalizaram 9162,2 mil milhões de ienes (81,8 mil milhões de dólares). O Hitachi Group é um líder global no Negócio da Inovação Social e possui aproximadamente 304.000 funcionários em todo o mundo. Através da criação colaborativa, a Hitachi disponibiliza soluções aos clientes numa vasta diversidade de setores, incluindo Eletricidade/Energia, Indústria/Distribuição/Águas, Desenvolvimento Urbano, e Finanças/Serviços Governamentais e Públicos/Cuidados de Saúde. Para mais informações acerca da Hitachi, aceda ao website da empresa em http://www.hitachi.com

Sobre a Universidade de Leeds

A Universidade de Leeds é uma das maiores instituições de ensino superior do Reino Unido, com mais de 38.000 estudantes de mais de 150 países diferentes e é membro do Grupo Russell de universidades de investigação intensiva. A Universidade desempenha um papel importante nos Institutos Turing, Rosalind Franklin e Royce. www.leeds.ac.uk

O Virtuocity é um centro para a simulação de cidades, juntando a experiência das mais importantes instalações de investigação da Universidade de Leeds, incluindo o Simulador de Condução da Universidade de Leeds e o Instituto Leeds de Análise de Dados. O centro é mantido por membros do Instituto para Estudos de Transportes (ITS, na sigla em inglês), um departamento académico independente da Universidade de Leeds que faz parte da Faculdade de Ambiente, com uma equipa multidisciplinar de investigadores reconhecidos internacionalmente que trabalham para agilizar a criação de soluções inovadoras de mobilidade, focando-se particularmente no melhoramento da conceção de futuros veículos automatizados, usando uma abordagem centrada nos humanos. 

Sobre a Connected Places Catapult

A Connected Places Catapult agiliza uma vivência e deslocações mais inteligentes nos e entre os locais de amanhã. Focamo-nos no crescimento das empresas com inovações nos serviços de mobilidade e no ambiente criado que permite novos níveis de conectividade física, digital e social. A Connected Places Catapult trabalha na interseção entre os setores público e privado e entre a administração local e as autoridades de transportes. Reunimos as diversas partes do mercado para ajudar aqueles que inovam a contornar a complexidade de fazer negócio, criando novas oportunidades comerciais e aumentando a produtividade e as vantagens socioeconómicas e ambientais para os locais. Aceda a cp.catapult.org.uk para obter mais informações.

Sobre a Aimsun

A Aimsun é um líder internacional no fornecimento de software e serviços de planeamento de trânsito, simulação e previsão. O software integrado de modelização de mobilidade Aimsun Next proporciona um ambiente de simulação rigoroso e acessível para testar veículos autónomos conectados. É a ferramenta perfeita para investigar os impactos de diferentes sistemas de veículos autónomos conectados, incluindo a gestão de veículos e estratégias de controlo, assim como o impacto de problemas de robustez, tais como atrasos de informação, integridade dos dados e dificuldades na conectividade e nas comunicações. A Aimsun tem nove escritórios em todo o mundo e mais de 5.400 utilizadores, incluindo agências governamentais, instituições de consultoria e de investigação, com a equipa do Reino Unido a liderar o caminho na I&D de veículos autónomos conectados através de envolvimento nos projetos da agência InnovateUK. Com o HumanDrive, a Aimsun está a trabalhar com a Highways England para investigar o efeito dos veículos autónomos conectados na rede rodoviária através da implementação de uma estratégia simples de controlo de veículos autónomos conectados junto de uma nova classe de veículos numa ampla rede simulada. As duas redes selecionadas para o teste representam uma autoestrada (a M1 à volta de Sheffield) e uma outra mais complexa, uma configuração de estrada principal na zona de Sunderland (A19), que inclui rotundas e cruzamentos com sinalização. O impacto microscópico dos veículos autónomos conectados em diferentes grupos de utilizadores da estrada será investigado no período de pico e as variáveis, como, por exemplo, a sequência do avanço e os limites de desaceleração variados, de modo a ver como a percentagem e as características dos veículos equipados afetam a capacidade (velocidade, avanço, etc.) e até mesmo os Indicadores Chave de Desempenho (KPI, na sigla em inglês) de emissões, quer do trânsito de veículos autónomos conectados, quer do trânsito de outros veículos. Isto proporciona uma avaliação básica do custo-benefício para as partes interessadas avaliarem os passos necessários no planeamento do aparecimento de veículos autónomos conectados na rede rodoviária. O modelo foi preparado durante 2018, com simulações realizadas em 2019. Para mais informações, aceda a www.aimsun.com

Sobre a Atkins

A Atkins (www.atkinsglobal.com), membro do grupo SNC-Lavalin, é uma das consultoras mais respeitadas a nível mundial em termos de conceção, engenharia e gestão de projeto, empregando cerca de 18.300 pessoas na América do Norte, no Médio Oriente, na Ásia-Pacífico e na Europa. Estabelecemos parcerias de confiança a longo prazo, de modo a criar um mundo onde as vidas são enriquecidas através da implementação das nossas ideias. Pode ver projetos recentes da Atkins em http://www.atkinsglobal.com/en-GB. Para obter mais informações acerca da abordagem da Atkins aos veículos autónomos e à Mobilidade Inteligente, aceda ao nosso website e à Plataforma iM: www.atkinsglobal.com/im.

Fundada em 1911, a SNC-Lavalin é uma empresa global de serviços profissionais totalmente integrados e de gestão de projeto, e um interveniente importante no que diz respeito à posse de infraestruturas. A partir de escritórios em todo o mundo, os funcionários da SNC-Lavalin orgulham-se de criar aquilo que é realmente importante. As nossas equipas disponibilizam abrangentes soluções de projeto completas, incluindo investimento de capital, consultoria, conceção, engenharia, construção, capital de financiamento, operações e manutenção, a clientes nos setores de petróleo e gás, extração mineira e metalurgia, infraestruturas e energia. A 3 de julho de 2017, a SNC-Lavalin adquiriu a Atkins, uma das consultoras mais respeitadas a nível mundial em termos de conceção, engenharia e gestão de projeto. www.snclavalin.com

Sobre a Universidade de Cranfield

A Cranfield é uma universidade especializada em pós-graduações e um líder global em educação e investigação transformacional relativas à tecnologia e gestão. A Cranfield tem mais de 60 anos de experiência em transportes, inclusivamente nos setores da aviação, automóvel, desporto motorizado, militar e naval. O nosso Ambiente Multiutilizador para a Inovação em Veículos Autónomos é um ambiente "inteligente" de testes rodoviários, de 9 milhões de libras, para o desenvolvimento de veículos autónomos inteligentes. É o primeiro do género no Reino Unido, junto de um aeroporto e dentro do ambiente controlado de um campus universitário. Inclui os sistemas associados necessários para integrar tecnologias emergentes na nossa vida diária. A Cranfield University está a trabalhar na vanguarda da investigação e no ensino nas áreas do desporto motorizado, engenharia automóvel e mecatrónica. Os cursos incluem o Mestrado em Mecatrónica Automóvel, o Mestrado em Engenharia Automóvel e o novo Mestrado em Engenharia (Automóvel) de Veículos Autónomos Conectados. https://www.cranfield.ac.uk/themes/transport-systems/courseswww.cranfield.ac.uk/transportsystems, @CranfieldUni

Sobre a Highways England

Somos a empresa governamental encarregada de modernizar, explorar, manter e melhorar as autoestradas e estradas principais de Inglaterra. A nossa rede rodoviária totaliza cerca de 6.920 quilómetros. Embora isto represente apenas 2% de todas as estradas em Inglaterra, em termos de comprimento, estas estradas suportam um terço de todo o trânsito em termos de quilometragem e dois terços de todo o trânsito de mercadorias pesadas. A maior rede rodoviária de Inglaterra forma a base económica do país. Está aberta 24 horas por dia, sete dias por semana e as comunidades e empresas de todo o país contam com ela. Para mais informações, aceda a www.highwaysengland.co.uk

Sobre a SBD Automotive

A SBD Automotive é uma firma global de consultoria especializada em tecnologias automóveis. Durante mais de 20 anos, a nossa investigação, conhecimento e consultoria independentes têm vindo a ajudar os fabricantes de veículos e seus parceiros a criar automóveis mais inteligentes, mais seguros, com melhores conexões e cada vez mais autónomos. Tendo criado uma reputação em torno dos dados consistentes e do aconselhamento especializado, assim como uma capacidade de atrair e reter os especialistas mais talentosos da indústria, a SBD Automotive recebeu recentemente Queen’s Award for Enterprise, uma distinção muito cobiçada por parte das empresas do Reino Unido relativa a proezas excecionais. Se quiser saber mais, aceda a www.sbdautomotive.com

Sobre a Horiba Mira

A HORIBA MIRA é um fornecedor global de engenharia pioneira, investigação e serviços de teste para os setores automóvel, de defesa, aeroespacial e ferroviário. Trabalhamos em estreita colaboração com os fabricantes de veículos e fornecedores de todo o mundo, disponibilizando apoio abrangente que inclui desde testes individuais de produto até programas chave na mão de conceção, desenvolvimento e construção de múltiplos veículos. Com mais de 70 anos de experiência no desenvolvimento de alguns dos veículos mais icónicos do mundo, os nossos engenheiros utilizam os mais recentes equipamentos de teste e ferramentas de simulação para melhorar as vidas tornando as viagens mais seguras, menos poluentes e mais inteligentes. O nosso conjunto de 40 importantes equipamentos de teste, 100km de pista de testes especializada e a abundância de experiência em engenharia, em combinação com a nossa crescente presença internacional, significa que estamos confiantes de que conseguimos alcançar a nossa visão, a de que todas as viagens no mundo serão positivamente influenciadas por nós. Para mais informações, aceda a https://www.horiba-mira.com


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos