Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO&INDUSTRIA - NOVO NISSAN QASHQAI

Segunda, 22 Fevereiro 2021 19:50 | Actualizado em Domingo, 07 Março 2021 12:22

Novo Nissan Qashqai Terceira Parte - A condução


  • A preservação das “proporções perfeitas” do atual Qashqai são uma das chaves para o sucesso;
  • Nova plataforma CMF-C da Aliança estreia-se como base para as melhorias tecnológicas do Qashqai;
  • Design, desenvolvimento e produção a nível europeu para emular sucesso histórico.

Paris – Um dos pontos fulcrais do conceito de engenharia para o novo Qashqai foi a preservação das proporções da atual geração, uma das chaves para o seu sucesso porque consideradas "perfeitas", permitindo navegar confortavelmente em estradas urbanas e caber em lugares de estacionamento, ao mesmo tempo que proporciona um excelente espaço interior.

E o ponto de partida é o facto de o novo Qashqai ser o primeiro modelo na Europa a utilizar a plataforma CMF-C da Aliança, que representa uma arquitetura tecnológica e de estrutura automóvel topo de gama.

Em termos de construção, a carroçaria base utiliza materiais mais leves, recorrendo a avançadas técnicas de estampagem e soldagem para aumentar a resistência e reduzir o peso. Pela primeira vez, a porta da bagageira do Qashqai será fabricada em composto, o que permitirá uma redução de 2,6kg.

A utilização de Aço de Ultra Elevada Resistência (UHSS - Ultra High Strength Steel), desenvolvido pela Nissan, aumentou em 50% na estrutura do novo Qashqai. O UHSS garante a mais elevada resistência à tração possível nas zonas da estrutura da carroçaria onde tal é necessário, como por exemplo nas zonas da estrutura resistentes as embates, sem um acréscimo significativo de peso. Tradicionalmente, os materiais com uma resistência à tração mais elevada representam um problema aquando da soldagem ou união a outras partes da estrutura. Na carroçaria do Qashqai foram utilizadas uniões estruturais para formar um reforço e juntas de elevada resistência onde os pilares A, B e C se unem ao tejadilho e ao piso.

As portas dianteiras e traseiras, o para-choques dianteiro e o capot são fabricados em alumínio, o que possibilita uma poupança de peso total de 21kg, comparativamente à carroçaria base da versão atual do Qashqai.

A estrutura base – a "espinha dorsal" – da plataforma CMF-C, foi atualizada para uma forma mais homogénea, possibilitando uma melhor transmissão de um impacto através da estrutura. Isto permitirá que a estrutura absorva a energia de forma mais eficiente nas zonas de deformação, reduzindo a carga potencial transmitida aos ocupantes no caso de um acidente.

A vantagem real para os clientes, graças às avançadas técnicas de produção, é o facto de a carroçaria base ser 60kg mais leve e 41% mais rígida face ao modelo atual. Isto traduz-se num refinamento, conforto de condução e resposta da direção característicos de um segmento superior, bem como numa segurança excecional no caso de acidente; para além de beneficiar a eficiência global do automóvel.

Nova geometria de suspensão e direção
O novo Qashqai continuará a proporcionar uma experiência de condução gratificante, reforçando a sua reputação de oferecer uma condução refinada, embora igualmente entusiasmante em estradas mais sinuosas.

A nova plataforma CMF-C possui uma rigidez à torção característica de automóveis de segmentos superiores, o que faz com que a suspensão se movimente de forma precisa, proporcionando uma resposta da direção positiva e que transmite confiança, bem como uma sensação mais sólida aquando da condução em estradas mais acidentadas.

O novo Qashqai possui uma suspensão MacPherson atualizada na dianteira. Para os modelos com tração às duas rodas e jantes até 19", a suspensão traseira é do tipo eixo de torção, enquanto as versões com jantes de 20" e tração às quatro rodas estarão equipadas com um avançado sistema multi-link.

A nova geometria por eixo de torção proporciona uma melhor absorção das irregularidades e supressão dos ruídos da estrada, traduzindo-se numa condução serena e silenciosa em todo o tipo de superfícies. Um aspeto fundamental para as suas capacidades abrangentes é a alteração das molas e amortecedores para um alinhamento vertical. Isto permite que a mola e o amortecedor funcionem num intervalo de curso ideal, maximizando a sua eficácia. Com uma resposta a impactos e choques na estrada mais controlada e minimizando o ressalto, proporciona uma condução estável e serena e preserva a estabilidade, com excelente desempenho em mudanças de direção.

A avançada configuração da suspensão traseira multi-link oferece um equilíbrio entre conforto de condução e resposta dinâmica líder no segmento. A suspensão encontra-se agora instalada na estrutura secundária, através de casquilhos, o que permite reduzir as vibrações e o ruído transmitidos a partir da estrada.

A direção assistida foi melhorada, proporcionando uma melhor resposta, uma menor fricção e uma melhor sensação na zona central do curso da direção.

David Moss, Vice-Presidente Sénior de Investigação e Desenvolvimento para a Região de África, Médio Oriente, Índia, Europa e Oceânia (AMIEO) da Nissan comenta: «A nossa equipa de engenharia efetuou uma análise comparativa dos dois volumes do segmento C e de veículos concorrentes diretos, e após milhares de quilómetros de testes em estradas e instalações de teste por toda a Europa, foi possível alcançar um equilíbrio entre condução e manobrabilidade que coloca o prazer de condução no cerne da experiência do novo Qashqai».

# # #

 

Sobre a Nissan em Portugal
Para saber mais sobre a atividade da Nissan em Portugal, visite www.nissan.pt e www.newsroom.nissan-europe.com/pt

Para obter mais informações sobre os produtos, serviços e compromisso para com a mobilidade sustentável da Nissan, visite nissan-global.com. Pode também seguir-nos no FacebookInstagramTwitter e LinkedIn e ver os nossos vídeos mais recentes no YouTube.

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos