Velocidade Online

Comércio e Industria - Tecnica

COMÉRCIO & INDUSTRIA - AS REJEIÇÕES DE VANS

Segunda, 10 Setembro 2018 07:22 | Actualizado em Sábado, 14 Setembro 2019 08:25

As rejeições de vans nas IPO por defeitos de iluminação crescem mais de 20% em três anos

A Lumileds alerta para o aumento contínuo deste tipo de falhas e aplaude o início da última campanha especial de monitoramento da DGT para controlar a validade da inspeção técnica neste tipo de veículos.

Um bom estado de manutenção do veículo é essencial para a segurança rodoviária. Por este motivo, é fundamental garantir que os carros que circulam por estradas ou auto-estradas, o façam com o mínimo necessário. A este respeito, a marca de iluminação Philips para automóveis que fabrica e comercializa a Lumileds aplaude a recente campanha lançada pela Direcção-Geral de Trânsito (DGT) entre os dias 23 e 27 de Julho, em que, entre outras coisas, os agentes de trânsito monitoraram que as vans tinham a inspeção técnica do veículo em ordem.

Dos 37.200 controlos nas estradas durante esta última campanha da DGT, foram obtidas 3.151 reclamações, 636 delas, mais de 20%, devido a problemas com a IPO. O fato é que, em três anos, de acordo com dados coletados pela Lumileds, as rejeições de vans na IPO para defeitos de iluminação também cresceram 20%.

E é que vans e camiões de menos 3.500 kg têm um problema pendente com seu bom estado de manutenção e, principalmente, no que diz respeito ao seu sistema de iluminação e sinalização.

A empresa analisou os dados estatísticos dos últimos três anos (de 2015 a 2017) oferecidos pelo Ministério da Indústria, sobre os resultados das inspeções técnicas realizadas pelas estações do IPO em toda a Espanha. Estes dados revelam que, na secção 'Iluminação e Sinalização', houve um crescimento de 20,2% em defeitos graves, o que impede passar a inspeção obrigatória, em veículos de mercadorias com menos de 3.500 kg, passando de 341.820 em 2015 para 410.758 em 2017.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos