Velocidade Online

Comércio e Industria - Tecnica

COMÉRCIO & INDUSTRIA - MAUS HÁBITOS DE CONDUÇÃO

Quarta, 07 Fevereiro 2018 08:29 | Actualizado em Quinta, 14 Novembro 2019 02:45

Maus hábitos que irão fazer com que termine com o carro na oficina

Algumas práticas que se crê que ajudem a poupar, na realidade podem gerar problemas significativos de mecânica.
Levar o carro à oficina é um incómodo, e às vezes uma surpresa desagradável na hora de pagar a conta. Tantos os fabricantes como as instituições recomendam que se realize uma adequada manutenção do carro, especialmente porque um bom estado de elementos como os pneus, os travões, o limpa pára-brisas e a iluminação, podem-nos salvar de um acidente.

Mas também há que reconhecer que, conforme o veículo fica mais velho, dão geralmente menos importância à manutenção, e a outros níveis como a revisão, mudança de óleo e filtros. Se a isso acrescentarmos determinados "costumes", na hora de conduzir os carros, a possibilidade que temos de levar o carro à oficina aumenta exponencialmente.

Portanto, a partir da plataforma cuidomicoche.es elaboraram a seguinte lista. Sete pontos que recolhem os comportamentos mais prejudiciais para a mecânica do carro. Se lhes prestarmos atenção, podemos evitar em grande parte as reparações indesejadas.

1. Atrasar a Manutenção
É muito importante cuidar do motor por dentro, que os líquidos estejam a um nível adequado, que o óleo esteja limpo e a um nível óptimo e que os filtros estejam livres de partículas prejudiciais.

2. Realizar uma condução agressiva
Acelerar de repente não ajuda a ganhar tempo e tem efeitos negativos sobre o carro, que não só irá gastar mais combustível; irá sofrer também um aquecimento excessivo do motor e um desgaste prematuro dos pneus. A caixa de velocidades e o sistema de travagem também irão sofrer.

3. Conduzir tranquilo demais
Conduzir a baixa velocidade com mudanças altas para poupar combustível pode danificar a transmissão do veículo.

4. Arrancar com o carro abruptamente
Se o óleo e os componentes não alcançarem a temperatura ideal, o desgaste no motor do veículo irá acelerar.

5. Abusar da embraiagem e apoiar-se sobre a alavanca das mudanças
A embraiagem é um dos elementos que mais sofre do carro, pois funciona por fricção e sofre desgaste cada vez que é pressionada. Por isso, não devemos apoiar o pé na embraiagem sem necessidade. Também não é conveniente levar a mão sobre as mudanças, pois, a longo prazo, traduz-se em vibrações e a que a engrenagem das mudanças seja mais imprecisa.

6. Mover o volante com o carro parado
Com esta prática sofrem os pneus, as jantes e a suspensão.

7. Conduzir o carro na reserva
Nestas ocasiões, a parte do carro que mais sofre é a bomba do combustível. Um elemento essencial e nada barato na hora de reparar.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos