Velocidade Online

Comércio e Industria - Tecnica

COMÉRCIO & INDUSTRIA - PORTUGUESES ACREDITAM

Quinta, 22 Fevereiro 2018 09:13 | Actualizado em Domingo, 22 Julho 2018 10:50

Portugueses acreditam ser utilizadores de carro autónomo em 2023

O Observador Cetelem procurou saber junto dos automobilistas daqui a quanto tempo pensam poder ser utilizadores de um automóvel sem condutor.

A nível mundial, a grande parte dos condutores (81%) estima poder deixar o volante antes de dez anos, 52% acreditam poder fazê-lo já daqui a cinco anos. No caso concreto dos portugueses, a generalidade dos automobilistas espera poder ser utilizador de uma viatura totalmente autónoma em 2023.

Questionados sobre quando pensam poder ser utilizadores de um veículo sem condutor, os portugueses mostram-se divididos. A maioria dos inquiridos acha que tal só acontecerá entre 5 e 10 anos (31%) ou daqui a mais de uma década (31%). No entanto, uma percentagem considerável (23%) espera poder usar a viatura totalmente autónoma dentro de três a cinco anos e 15% acredita mesmo que isso acontecerá daqui a um ou dois anos.

No Brasil e no México, mais de um terço dos automobilistas gostaria de poder deixar o volante daqui a um ou dois anos (35% e 36% respetivamente, vs 20% média dos 15 países) e mais de dois terços daqui a 5 anos (67% e 74%, respetivamente, vs 52% em média).

Já os consumidores dos países com mercados automóveis maduros, como a Europa, os Estados Unidos e o Japão, mostram-se mais prudentes. No caso dos alemães, o caminho parece particularmente longo, uma vez que 70% pensam que não utilizarão a viatura autónoma antes de 2020.

«Constatamos que os automobilistas de todo o mundo mostram-se preparados para largar o volante muito em breve e os portugueses não são exceção, uma vez que a maioria acredita poder utilizar um carro autónomo já na próxima década. Os progressos no desenvolvimento do automóvel sem condutor foram extremamente rápidos e hoje aquilo que há uns anos nos parecia obra da ficção científica está muito próximo de se tornar uma realidade», afirma Diogo Lopes Pereira, diretor de marketing do Cetelem.

As análises económicas e de marketing, bem como as previsões foram efetuadas em colaboração com a empresa de estudos e consultoria BIPE (www.bipe.com). Os inquéritos de campo ao consumidor foram conduzidos pela TNS Sofres, durante o mês de julho de 2015, em quinze países (África do Sul, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México, Polónia, Portugal, Reino Unido e Turquia). No total, foram questionados mais de 8.500 proprietários de uma viatura adquirida nos últimos cinco anos.
Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos