Velocidade Online

Comércio e Industria - Tecnica

COMÉRCIO & INDUSTRIA - FORUM NISSAN PARA A MOBILIDADE

Sexta, 23 Fevereiro 2018 11:26 | Actualizado em Terça, 11 Dezembro 2018 17:24

Fórum Nissan para a mobilidade Inteligente

 

Decorreu no passado dia 7 de Fevereiro, na Cidadade do Futebol, o Fórum para a Mobilidade Inteligente. Organização da Nissan que contou com vários e ilustres oradores.

 

Muitas vezes no questionamos como será a mobilidade no futuro. Os nossos carros vão voar? Qual o combustível que vão usar? Vamos ser proprietários dos nossos próprios carros, ou vamos deslocar-nos em sistemas de partilhas? Vai ser possível eu sentar-me no carro e dizer-lhe qual o destino pretendido e aproveitar a viagem para ler um livro no tablet, consultar e responder a emails ou simplesmente desfrutar da paisagem?

 

Bom, de facto, não sabemos responder de forma perentória a estas questões.

 

Se há coisa que aprendemos nos últimos 20 anos, é que a evolução tecnológica atingiu um ritmo de desenvolvimento de tal ordem que é simplesmente impossível à mente humana processar a informação e assumir previsões acerca do que vai acontecer. Na grande maioria das vezes, quando achamos que algo que depende da tecnologia vai acontecer em breve, já aconteceu, ou na pior das hipóteses, já está acontecer.

 

Os carros elétricos, não tarda, farão parte da nossa história. Neste momento já fazem parte do presente, estão aí a circular nas nossas estradas, obrigando governo e entidades particulares de fornecimento e comercio de energia a um esforço de conciliação de interesses com vista à criação de um sistema simples, fácil de utilizar que agilize o negócio  de reabastecimento do veículo elétrico.

 

Não se pense que o negócio vai centrar-se em postos de abastecimento capazes de, em pouco tempo, reabastecer os nossos veículos. Não! Mais depressa esse reabastecimento estará integrado num sistema de serviços mais vasto, capaz de dar resposta a outras necessidades do nosso dia-a-dia.

 

Falo por exemplo de irmos às compras e o reabastecimento do nosso veículo está incluído no estacionamento, ou no preço do bilhete de cinema. Isto se o veículo for nosso, pois o caminho parece ser o da partilha. Partilha de veículos e de viagens. Eu recolho o veículo no ponto A, desloco-me para o meu destino, onde tenho um ponto de entrega do veículo que poderá ser reutilizado por outros. Quando eu necessitar de voltar, ou de me deslocar para outro local, terei aquele ou outro veículo à disposição para o fazer.

 

Também já chegou o tempo em que o nosso smartphone terá uma aplicação que nos dirá qual a forma mais económica, rápida e ecologicamente mais vantajosa de ir de A para B. Esta poderá passar, inclusive, por um planeamento que inclua diferentes meios de transporte ao longo do trajeto.

 

Tudo isto já é possível e, nalguns casos, já existe.

 

Também caminhamos a passos largos para um sistema em que as nossas casas poderão ser pontos de produção energética. Já não é só a Tesla que possui um sistema integrado que permite o aproveitamento da energia solar que garanta as nossas necessidades energéticas diárias e permita o reabastecimento do veículo estacionado na garagem. Seja ele um motociclo, um carro, ou mesmo … um drone. A Nissan desenvolveu um sistema que garante isso mesmo.

 

Aliás, a Nissan, em conjunto com a Renault e Mitsubichi, deu origem à criação de um fundo, Alliance Ventures, destinado ao apoio de start-ups orientadas para o desenvolvimento de tecnologias e novos serviços de mobilidade.

 

O futuro está a acontecer hoje, as marcas, como a Nissan, estão conscientes disso e investem muito fortemente na pesquisa das melhores soluções. Portugal está firme na linha da frente da inovação. Somos atualmente referencia em diferentes áreas. Algumas das nossas empresas como a Efacec, já são lideres mundiais na produção de carregadores, sejam eles normais, rápidos ou super rápidos.

 

A Efacec trabalha atualmente num sistema de carregamento Wireless. Sim! Um sistema que lhe permite chegar a casa, estacionar na garagem e … não fazer mais nada.

 

Quanto às baterias? Sabemos que há um forte investimento na investigação nessa área, Não só na produção de baterias mais duráveis e mais eficientes. Também em baterias fabricadas com elementos menos raros, mais baratos e … capazes de aumentar o seu rendimento com o uso.

 

O futuro está aí? Não o futuro foi ontem!  


Texto e fotos de João Lamares - www.velocidade.com

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos