Velocidade Online

Comércio e Industria - Tecnica

COMÉRCIO & INDUSTRIA - AS SETE TENDENCIAS

Domingo, 11 Março 2018 15:30 | Actualizado em Domingo, 22 Julho 2018 22:32

7 Tendências de mobilidade para 2018

O mundo está a mudar e o que ontem queríamos já não é o que queremos hoje, ou pelo menos da mesma forma. A mobilidade é um exemplo disso.

Para além das 5 Tendências da Gestão de Frotas, o ano de 2018 também trouxe consigo as 7 Tendências de Mobilidade.

Em viagens longas, carsharing. Sai mais barato e tem entrega ao domicílio. Há quem recorra a apps e quem faça à moda antiga: junte um grupo de amigos, ou amigos de amigos, encha um carro e "siga viagem”. Para as viagens mais curtas há opções para todos os gostos, carsharing, motosharing ou bikesharing.

Para os amigos do ambiente, a aposta de mobilidade está nos veículos elétricos, com 4, 3, 2 ou 1 roda (para esta última convém ter equilíbrio!), bicicletas, skates ou mesmo as pernas. Não polui, faz-se exercício a custo zero e ainda se aprende sobre mecânica.

Para os amantes da tecnologia, existem carros cada vez mais automáticos e autónomos, ruas, redes e sistemas inteligentes. A geração do digital tem à sua disposição apps e mais apps com informações de transportes públicos, sistemas de partilha de boleias agregados a serviços complementares como restaurantes, hotéis e outros, mobile check-ins, entre outras.

Acompanhe-nos no que consideramos serem as tendências para 2018 na área da mobilidade:

Tendência #1: Carros elétricos
Nos últimos dois anos as vendas superaram os 10 milhões de veículos. Empresas como a General Motors, Daimler AG ou a própria VW, que vai lançar em 2019 a reinventada "Elektro Bus” da década de 70, uma versão elétrica da famosa carrinha "pão-de-forma”, são alguns exemplos de marcas que estão a aliar a eletricidade à mobilidade.

Tendência #2: Ride-sharing services
Dentro das cidades é cada vez mais o ride-sharing que tem vindo a ganhar terreno. Para quem não conduz e não gosta de transportes públicos, quem não se quer preocupar com estacionamentos ou mesmo para quem quer sair à noite e não se preocupar com o consumo de bebidas alcoólicas, esta é uma boa opção. São várias as empresas a operar no mercado através de aplicações e serviços personalizados.

Tendência #3: Car sharing
As gerações de hoje procuram outras formas de mobilidade, mais eficazes e com o menor custo possível. A partilha de boleias com amigos, ou até desconhecidos, tem vindo a ganhar terreno, principalmente para viagens de média a longa distância e fora das grandes cidades. Para além da partilha de viagens, também há a opção da posse partilhada de veículos (carros, motos ou bicicletas).
No caso de viagens de negócios, existem sempre as 7 Dicas para aumentar a produtividade nas viagens de trabalho.

Tendência #4: Veículos autónomos e automáticos
Para quem gosta de conduzir talvez esta não seja uma boa opção. Com a Tesla como pioneira, outras marcas seguiram os seus passos e estão hoje a desenvolver soluções neste sentido. O objetivo é que a viagem se torne cada vez mais uma experiência de lazer em que se poderá fazer muito mais para além de conduzir. Aliás, a condução do veículo será deixada a cargo do próprio veículo.

Tendência #5: Bicicletas
As bicicletas voltaram a estar na moda. Sejam as antigas, as modernas com novos materiais e a forma de arrumar, até às elétricas, há um crescimento de utilizadores deste meio de transporte, que está presente de forma estratégica na mobilidade de outros sistemas de transporte. As cidades tiveram de se adaptar e apostam em ciclovias e ciclo-faixas para estimular a utilização desta forma de mobilidade mais verde.

Tendência #6: Smart Cities
Os avanços na tecnologia, o aparecimento da "Internet das Coisas” ou o tema do Big data, permitem criar infraestruturas urbanas mais eficientes. Algumas das iniciativas passam por plataformas digitais, mapas interativos, sistemas públicos com partilha de informação e processos e redes de energia inteligentes que permitirão tornar a cidade também mais inteligente e ao serviço das pessoas.

Tendência #7: Mix Mobilidade
Nesta última tendência temos o conceito de que as várias soluções são conjugadas e utilizadas pelas pessoas de acordo com o seu perfil e a necessidade concreta em dado momento.
De acordo com o "European Mobilities Observatory", os europeus passam em média duas horas por dia em deslocações até ao local de trabalho. Se tivermos ruas, estradas e sistemas inteligentes, a mobilidade será também mais inteligente e estará ao serviço das pessoas. Se queremos mudar os comportamentos precisamos de envolver as pessoas e dar-lhes vantagens na utilização destas novas formas de se moverem.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos