Velocidade Online

Diversos - Desportos Nauticos

DIVERSOS - DESPORTOS NAUTICOS - FÓRMULA FUTURO EM ENTRE OS RIOS

Terça, 11 Setembro 2018 09:33 | Actualizado em Segunda, 14 Outubro 2019 08:53


Campeonato Nacional de Fórmula Futuro animou Entre-os-Rios

Jovens “lobos do mar” dão espetáculo no rio Douro!

Um mês após o arranque do Nacional, a 2ª prova da temporada foi um excelente espetáculo, dando conta da evolução dos jovens valores da motonáutica. Para o registo, ficam as vitórias de Pedro Moura, Duarte Ferreira, João Parracho, Hugo Piedade e Tomás Macedo nas suas respetivas categorias.

 


O evento foi organizado pela Federação Portuguesa de Motonáutica, que contou com o apoio da Junta de Freguesia de Eja, dos Bombeiros Voluntários de Entre-os-Rios, do Município de Penafiel e do Mozinho Racing Team, clube penafidelense recém filiado na FPM.

A escolha de Entre-os-Rios deveu-se segundo Paulo Ferreira, Presidente da FPM, a “um conjunto de fatores que tornaram esta prova possível. Por um lado, o facto de estar a decorrer um estágio de jovens atletas da Fórmula Futuro neste mesmo local, facilitou a logística da prova, pois todo o plano de competição estava já montado. Depois quero ainda realçar o excelente apoio que temos tido por parte das entidades locais, ao qual se junta as condições excecionais que a Marina de Entre-os-Rios tem para os diversos desportos que a FPM tutela”.

Para o responsável máximo da FPM, o sucesso do evento também aumentou “a real possibilidade deste local vir a receber, no futuro próximo, uma escola de Fórmula Futuro, estando já a decorrer o processo com todas as entidades que vão estar ligadas ao projeto” garantindo que “da parte da Federação, receberá todo o apoio que necessite. Esta direção faz da formação a bandeira maior do nosso mandato!”

Quanto à competição, destaque para a presença de 4 clubes, juntando-se ao clube da casa, jovens pilotos de Resende, Figueira da Foz e de Tancos.

Em termos competitivos, o destaque vai para o jovem Pedro (PEX) Moura Jr, apenas de 8 anos e que, a representar o Mozinho Racing Team, se estreou na motonáutica vencendo a Categoria 1.

O jovem talento penafidelense, que tem brilhado nas pistas nacionais e internacionais de karting, chegou a esta modalidade apenas há duas semanas e já brilha ao mais alto nível, estando sob o olhar atento do selecionador nacional e sendo mesmo possível que venha a ser convocado para o Mundial.

Na classe 2, a luta foi renhida e obrigou a um desempate regulamentar, acabando a vitória por sorrir a Duarte Ferreira, piloto da União Desportiva de Tancos.

João Parracho, que representa as cores do Clube Náutico da Figueira da Foz, foi o mais forte na Categoria 3, enquanto Hugo Piedade, piloto com vasto palmarés nacional e internacional, voltou a dominar a Categoria 4, levando o troféu para Resende.

E foi também para o concelho viseense que bordeja a margem sul do Douro, que viajou o troféu referente ao triunfo na categoria 5 já que, Tomás Macedo, atual capitão da Seleção nacional, foi o mais forte. Destaque, nesta categoria reservada aos mais crescidos, para o excelente 3º lugar da jovem Francisca Dias, em representação do Clube Náutico da Figueira da Foz.

 

O que é a Fórmula Futuro?

 

É a porta de entrada de crianças e jovens para o mundo da motonáutica.

O seu regulamento divide a competição em 5 categorias, correspondentes às respetivas faixas etárias.

As classes 1, 2 e 3 incluem crianças com idades entre os 8 e 9 anos, 10 e 11 e 12 e 13 anos, respetivamente. Utilizam embarcações pneumáticas com quilha rígida, punho de domando com acelerador e um motor fora de borda com potência máxima de 8 ou 10 cavalos, consoante seja a dois ou a quatro tempos.

As classes 4 e 5 são para jovens entre os 14 e 15 anos e entre 16 e 18 anos, respetivamente. As embarcações são diferentes das classes anteriores.

Continuam com uma estrutura pneumática com quilha rígida, mas possuem volante e uma caixa de comando para acelerador e marcha a ré. São equipadas com um motor fora de borda que debita uma potência máxima de 15 cavalos.

As provas contemplam várias mangas, distribuídas por um circuito de manobras e um circuito slalom. Ambos são marcados no plano de água por boias.

Para além dos tempos alcançados, o regulamento prevê penalizações para toques nas boias ou erros em manobras incluídas na competição.

 

Cumprida que está a 2ª jornada do nacional e terminado o estágio de 15 dias que recebeu 9 atletas, Vítor Neves, selecionador nacional, faz um balanço “extremamente positivo das duas ações que a FPM levou a cabo. Depois de quase dois anos de paragem, é grato ver que os jovens pilotos demonstram um excelente nível, que nos dão garantias de que poderemos ir ao Mundial lutar por posições que dignifiquem a motonáutica portuguesa”. O responsável garante que “vamos continuar a trabalhar para que a Fórmula Futuro e traga novos valores para a motonáutica portuguesa!”.

 

O World Formula Future Championship 2018 decorrerá nos Emirados Árabes Unidos, de 11 a 17 de novembro.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos