Velocidade Online

Diversos - Diversos

DIVERSOS - SUGESTÃO DO DIA

Quinta, 05 Julho 2018 20:56 | Actualizado em Segunda, 19 Novembro 2018 13:58

Super Bock em Stock 2018

O Super Bock em Stock está de volta à Avenida da Liberdade, em Lisboa!

Primeiras confirmações:


Johnny Marr
Elvis Perkins
Charles Watson
The Harpoonist and the Axe Murderer
Conan Osiris




Edição de 2018 do Festival realiza-se a 23 e 24 de novembro.
 
Bilhete único válido para os 2 dias do Festival à venda nos locais habituais, ao preço de 40€ até ao dia 31 de agosto.



 

23 e 24 de novembro
Avenida da Liberdade, Lisboa

 

O Super Bock em Stock regressa este ano à Avenida da Liberdade, em Lisboa, nos dias 23 e 24 de novembro. O Festival que em 2008 veio inovar no panorama dos festivais em Portugal, afirmando-se como um evento de apresentação de artistas e bandas que apontam novos caminhos a nível nacional e internacional, e que fez do inverno uma estação tão boa como qualquer outra para ‘ver’ Música. Caminhar pelas ruas e, de sala em sala, descobrir Música nova, desfrutando e descobrindo também os recantos da cidade que, no dia a dia, nos passam desapercebidos.

Super Bock volta, assim, a ser naming sponsor deste festival, em colaboração com a Música no Coração, um regresso que reforça a ligação da marca de cerveja aos mais emblemáticos Festivais de Música em Portugal, um território ao qual está ligada há cerca de 25 anos quando foi criado o Super Bock Super Rock.

 

Primeiras confirmações


Os primeiros nomes confirmados para o Super Bock em Stock dão já mostras de que este era um regresso obrigatório: Johnny Marr, Elvis Perkins, Charles Watson, The Harpoonist and the Axe Murderer e Conan Osiris, a representar a criatividade nacional, sempre bem vincada na génese deste Festival.



JOHNNY MARR

Facebook | Hi Hello
 

Johnny Marr estreou-se a solo com o disco “The Messenger”, editado em 2013. O público e a crítica ficaram rendidos às novas canções criadas por Johnny Marr e à sua competência enquanto cantor, uma faceta do guitarrista menos conhecida até então. Um ano depois, chegou “Playland”, e neste ano de 2018 Johnny Marr já nos presenteou com o seu terceiro disco a solo, “Call The Comet”. Como sempre, há melodias que se confundem com a cor do céu de uma cidade inglesa como Manchester, mas também há esperança e até otimismo nestas novas canções. “Hi Hello” é um belíssimo exemplar da boa forma de Johnny Marr - um homem que quer sempre mais e que não fica à sombra do passado. Foi guitarrista dos míticos The Smiths, fez parte dos Electronic, passou pelos The The, Modest Mouse e The Cribs.

 

ELVIS PERKINS

Facebook | Hogus Pogus
 

Elvis Perkins é influenciado por nomes como Bob Dylan, Leonard Cohen, Van Morrison ou Nick Drake, mas também por outros mais próximos do seu tempo como Jeff Buckley, Elliott Smith ou Micah P. Hinson. Passou a sua infância e adolescência entre Nova Iorque e Los Angeles, e desenvolveu uma paixão pela música que o levou a aprender saxofone quando ainda era criança. No início da adolescência estudou guitarra com Prescott Niles, mítico baixista dos Knack, e começou a participar em várias bandas de rock. Na universidade começou a gravar as primeiras composições que viriam a integrar o seu disco de estreia: “Ash Wednesday”. O disco foi gravado no ano de 2006 em Los Angeles. Uma das causas do sucesso deste registo são as letras do disco, com uma toada melancólica e um pendor surrealista. Três anos mais tarde, em 2009, edita “Elvis Perkins in Dearland” com uma banda formada por amigos e batizada precisamente como “Elvis Perkins in Dearland”. “I Aubade”, editado em 2015, revela um artista mais maduro e mais próximo do registo íntimo do disco “Ash Wednesday”. Quando ouvimos estas canções despretensiosas, mas com uma intocável capacidade de nos emocionar, percebemos que um homem e a sua guitarra é uma fórmula que ainda funciona – e Elvis Perkins é um belo exemplo disso mesmo.



CHARLES WATSON

Facebook | Abandoned Buick


Charles Watson é cada vez mais um dos principais compositores e produtores londrinos da atualidade. Destacou-se por ser membro da banda The Surfing Magazines e também por fazer parte do duo Slow Club, juntamente com Rebecca Taylor. Mas Charles Watson também se começa a destacar a solo, como prova o seu disco de estreia, “Now That I’m a River”, editado em 2018. Além de ser uma estreia a solo enquanto intérprete, também é uma estreia promissora enquanto produtor. A esse nível, o disco destaca-se pelo uso de samples da sua própria voz, criando texturas vocais pouco ouvidas até então. Mas a produção não é o único ponto alto deste disco, também fortemente marcado pela qualidade lírica. Com a sensibilidade de um verdadeiro escritor, Watson foi buscar inspiração ao livro “Hello America” de JG Ballard, algo que se nota nos temas das canções, mas também na própria linguagem usada neste disco. Sem preocupações comerciais e apenas concentrado na música enquanto arte, Charles Watson oferece-nos belíssimas canções que tanto nos levam até à América, como nos lembram o Oceano que nos separa.
 


THE HARPOONIST AND THE AXE MURDERER

Facebook | Hard On Things


Shawn Hall e Matthew Rogers conheceram-se na gravação de um jingle para rádio em 2006 e depressa perceberam que tinham uma afinidade mútua por certos géneros musicais, como o blues e a folk. No início, o som estava mais ligado ao folk, mas com o passar do tempo foram acrescentando eletricidade às suas composições. E essa eletricidade também se nota nos concertos de The Harpoonist & The Axe Murderer, autênticas explosões de energia e carisma que reforçaram a popularidade deste duo de Vancouver. Influenciados por artistas com Willie Dixon, Jack White ou Danger Mouse, conseguem criar um blues adaptado a este século com uma irresistível pitada de funk. Editaram o primeiro disco em 2008. O segundo chegou quatro anos depois, em 2012. “Checkered Past” foi aclamado pelo público e pela crítica, fazendo crescer o sucesso da banda. O terceiro, editado em 2014, chama-se “A Real Fine Mess” e explora como uma vida aparentemente bem sucedida pode ser assombrada por dúvidas e angústias. E depois do lançamento de mais um disco, “Apocalipstick”, em 2017, The Harpoonist & The Axe Murderer vêm a Portugal para mostrar o seu blues saudosista dos anos 50, 60 e 70, mas empenhado em fazer vibrar as plateias de 2018.

 

CONAN OSIRIS

Facebook | Adoro Bolos


Conan Osiris é compositor, produtor e autor de um estilo musical que, segundo o próprio, se chama “música normal”.  "Música normal é qualquer música que dê pra ser absorvida por um ser vivo. Música normal é uma música que dá para o que a pessoa quiser: rir, chorar, dançar, viajar, tomar banho...” Conan Osiris é o alter ego de Tiago Miranda, um artista que está empenhado em mostrar que há uma nota musical em cada passo de dança, no álbum de estreia “Adoro Bolos”. As suas influências são variadas e bebe de géneros tão diferentes como fado, hip hop ou até metal. Romântico e humorista ao mesmo tempo, Conan Osiris é um dos projetos mais refrescantes da música portuguesa e promete conquistar o público do Super Bock em Stock.



Salas que irão receber a edição de 2018 do Super Bock Em Stock

O Super Bock em Stock regressa em força e com o desafio que, logo na sua origem, fez deste um Festival único, diferente de todos os outros: descobrir a melhor música, tocada em ambientes diversos, proporcionados pelos espaços que tantas vezes, no acelerado quotidiano de hoje, nos passam desapercebidos. Desfrutar também da cidade com concertos em salas localizadas numa das principais artérias da cidade de Lisboa.
Serão estes os espaços que servirão de palco ao Super Bock em Stock:

Cinema São Jorge (Sala Manoel de Oliveira e Sala Montepio), Capitólio (Cine-Teatro, Bastidores e Terraço), Teatro Tivoli BBVA, Palácio Foz, Rádio SBSR na Estação Ferroviária do Rossio | IP, Garagem EPAL, Coliseu dos Recreios e Casa do Alentejo.
 
O bilhete único válido para os dois dias do Festival encontra-se à venda nos locais habituais, pelo preço de 40€ até 31 de agosto, passando para 45€ a partir do dia 1 de setembro e 50€ nos dias do Festival.


 

Já confirmados:

Johnny Marr
Elvis Perkins
Charles Watson
The Harpoonist and the Axe Murderer
Conan Osiris
 
Mais novidades a anunciar brevemente.


 


 

 
Informação de Bilhetes


Preço dos Bilhetes

Passe único dois dias:
Até 30 de agosto: 40€
Até 22 de novembro: 45€
Nos dias do Festival: 50€


 

Locais de Venda

Blueticket - Call Center 707 780 000, lojas FNAC, lojas Worten, Centros Comerciais Dolce Vita (Amadora, Porto, Vila Real, Ovar, Coimbra e Funchal), Galerias Campo Pequeno, ABEP, lojas Media Markt, Turismo de Lisboa, BOL, Coliseu dos Recreios, Festicket


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos