Velocidade Online

Portugueses no estrangerio -

PORTUGUESES NO ESTRANGEIRO - 3 HORAS DE SPA COM MUITO SUCESSO

Quarta, 03 Julho 2019 21:25 | Actualizado em Terça, 15 Outubro 2019 08:23

Historic Endurance 2019

3 Horas de Spa

Wilson/Pittard vencem as 3 Horas de Spa em Lotus Elan

 

·        Lotus Elan de Wilson/Pittard vence as 3 Horas de Spa

·        Apenas 8 segundos separam os Portugueses Barbot/Matos da vitória

·        BRM Index de Performance foi para o Austin Healey Sebring dos Ingleses Fellows/Smitheram

 

Quem esteve no circuito de Spa-Francorchamps neste sábado voltou a assistir a momentos de cortar a respiração. Na corrida de três horas do Iberian Historic Endurance, o domínio da qualificação foi dos AC Cobra, com 5 viaturas nos quatro primeiros lugares. No entanto a corrida contou com muitas estratégias de boxes diferentes e na última hora já eram os Lotus Elan que lideravam graças ao menor consumo de combustível.

A edição de 2019 das 3 Horas de Spa, corrida que revive da melhor forma o espírito das competições de resistência teve na quarta edição uma prova verdadeiramente de verão. Com as altas temperaturas que se fazem sentir em toda a Europa, toda a prova foi realizada com mais de 25 graus. A corrida normalmente esgotada, contou equipas de 13 diferentes nacionalidade e mais de 18 marcas diferentes.

Com os Shelby Cobra confirmaram inicialmente o forte andamento com quatro Shelby Cobra nas primeiras posições, com a equipa Portuguesa Pedro, Rui Macedo Silva e Joaquim Jorge na primeira posição, seguidos pela equipa Inglesa Jason Yates / Ben Mitchel e dos Belgas Thierry de Latre / Christophe Van Riet.

Com a entrada do primeiro Safety Car aos 45 minutos de corrida à medida que alguns carros avariavam na pista, as estratégias de paragem de gasolina e troca de pneus eram diferentes. Alguns aproveitavam para entrar nas boxes e outros preferiam ficar em pista. Dos 5 primeiros, ficou de fora apenas o Cobra Português e o Porsche 911 RS Inglês de Paul Daniels/ Mika Palttala que, entretanto, já tinha subido até à quarta posição.

No final do primeiro turno de condução estavam Pedro, Rui Macedo Silva e Joaquim Jorge, seguidos de Nick Sleep / Joel Wykeham em Ford Mustang e na terceira posição o Lotus Elan de Grahame Wilson e David Pittard com o outro Lotus Elan de Carlos Barbot e Pedro Matos logo na perseguição. O segundo turno foi extremamente animado com o Mustang Inglês a conseguir chegar à primeira posição, para depois ser ultrapassado pelos 2 Lotus Elan, que vinham a fazer uma prova fantástica.

Os Lotus Elan aproveitando o facto de não reabastecerem, conseguiram ganhar uma boa vantagem, proporcionam um excelente espetáculo, pois durante a última hora de prova, os dois pequenos Elan proporcionaram despique épico pela liderança da prova, com o Lotus Luxemburguês a conseguir apenas 8 segundos de vantagem face ao Português, o suficiente para garantir a vitória.

 

Na terceira posição acabou por ficar o Mustang de Nick Sleep / Joel Wykeham que tiveram uma perfeita estratégia de boxes e excelente regularidade para conseguirem um fantástico resultado.

Numa prova dominada pelos carros da categoria H1965, o melhor carro da categoria H1976 acabou por o Ford Escort RS1600 dos estreantes Greg Caton e Tim Swadkin, sendo os 6º a cortarem a linha de meta. No entanto, esta vitória foi conseguida por 15 segundos e apenas no ultimo turno de condução, ultrapassando o Porsche 911 Inglês RS que chegou a lutar pelas primeiras posições. Fecharam o podium a equipa Francesa Franck Laga, Patrick Malherbe e Oliver Breittmay também ao volante de um Porsche 911 RS.

Na categoria H1971, inicialmente foi o BMW 2002ti da tripla Sueca Daniel Frodin, Thomas Eriksson e Rikard Hasselblad que tomou a dianteira da prova. No entanto, passado 15 minutos da prova, já era o Lotus Elan +2 Português da dupla Filipe Matias/ Pedro Cerqueira. Os Espanhois Pai e filho Ildefonso e Alfonso Garcia, fizeram uma prova consistente e a terceira posição parecia assegurada. No entanto, na última volta da longa corrida um problema mecânico e a dupla Portuguesa Piero dal Maso / Nuno Nunes conseguiu ultrapassar o Porsche Espanhol sobre a linha de meta, terminando as duas equipas com menos de um décimo de segundo.

A categoria mais importante do Iberian Historic Endurance, a BRM Index Performance, foi bastante disputada, já que os favoritos Lotus Elan fizeram 2 grandes exibições. No entanto, o pequeno Austin Healey Sebring, conduzido no limite por Marcus Fellows / David Smitheram foram subindo lugares e lugares ao longo da prova, terminam na fantástica 35º posição final e através do excelente Index de Performance, conseguiram vencer o Index e levar um fantástico relógio para Inglaterra. Estes foram então secundados no podium por Wilson/Pittard e Barbot/Matos, os também dois primeiros classificados da geral.

Para Diogo Ferrão, dificilmente será possível repetir um melhor evento: “Estas provas de maior duração põem em destaque não só a velocidade pura, mas também a regularidade dos Pilotos, ao mesmo tempo que as equipas têm de conseguir ler a corrida e alterar as estratégias em função disso. É uma complexa máquina, e exige praticamente perfeição de todos os membros da equipa durante as 3 horas para conseguir um resultado desejado. Ficou sobretudo contente com as diversas lutas até ao final da prova, com várias posições a serem apenas definidas na última volta.”, afirmou.

Concluída mais uma jornada do Historic Endurance, a competição fará uma pausa por dois meses. A próxima ronda é já nos próximos dias 14 e 15 de setembro, naquele que é o fim-de-semana mais relaxado da competição na visita ao circuito de Jerez de la Frontera, no sul de Espanha.

 

 

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos