Velocidade Online

Portugueses no estrangerio -

PORTUGUESES NO ESTRANGEIRO - TIAGO MONTEIRO FINALIZA ÉPOCA EM SEPANG - MALÁSIA

Segunda, 16 Dezembro 2019 12:48 | Actualizado em Sábado, 30 Maio 2020 14:24

A última jornada da temporada do FIA WTCR by Oscaro que este fim-de-semana teve lugar no circuito de Sepang na Malásia foi frenético para Tiago Monteiro ,como para todos os pilotos em pista. As três corridas do fim-de-semana disputaram-se hoje, com a decisão do título a ser relegada para a última prova. Como se não bastasse, todos os pilotos estavam determinados em acabar a época com boas prestações. Mas para baralhar tudo isto, as condições atmosféricas tiveram um papel muito importante no desfecho das corridas.

Tiago que não tinha tido as melhores qualificações possíveis tinha uma dupla missão: recuperar o maior número de lugares possíveis nas três provas assim como ajudar Esteban Guerrieri a alcançar o título, resultado que infelizmente acabou por não acontecer. No entanto, a recuperação de posições acabou por acontecer. Tiago abandonou na primeira provas mas nas duas outras foi 12º e 8º classificado.

"Três corridas muito complicadas com a chuva e a humidade a terem um papel muito importante. Na corrida 1 levei um toque de um adversário que danificou a roda. Ainda tentei manter-me em pista mas foi impossível. Acabei por desistir. Na segunda prova, fui para a pista com quatro pneus de chuva e correu muito bem. De 16º recuperei de imediato até sexto. Mas, um acidente, bandeira vermelha e nova partida, colocou-me no oitavo posto. Mas o problema aqui, nem foi o 8º lugar, foi a oportunidade que os meus adversários tiveram de mudar afinações e pneus no interregno para a nova partida. Quem arriscou como eu, nos pneus de chuva no início, acabou por não conseguir tirar vantagem com a paragem.  Depois foram muitas lutas, ganhei umas e perdi outras e acabei em 12º", explicou Tiago Monteiro.


Nesta altura faltava ainda disputar a última corrida, aquela em que a Honda depositou todas as esperanças de levar um dos seus pilotos ao título mundial: "E o Esteban estava no sitio certo para conseguir o título ou seja no primeiro lugar. Mas, existiram contactos, o carro ficou danificado e foi caindo posições até à cauda do pelotão e não conseguiu o ceptro. Eu, que tinha largado de 16º já estava na sétima posição. Estava muito contente com o meu resultado, mas acabei por ceder uma posição no final a um dos pilotos da Honda e terminei em oitavo. Fiquei muito satisfeito com o andamento e com o trabalho que conseguimos fazer. Só lamento que o Esteban não tenha conseguido o título. Concluída que está mais uma temporada é altura de fazer agradecimentos: à Honda, à KCMG, à JAS Motorsport por mais um ano incrível. E claro, dar os parabéns ao Norbert Michelisz e à LYNK & CO pelos títulos", continuou o piloto português.


Termina assim uma época com momentos altos e momentos baixos mas que Tiago considera: "De muita aprendizagem, interessante e também difícil. Agora vamos começar a trabalhar no futuro e ver com a Honda o que pretendem fazer em 2020. Espero brevemente ter notícias", concluiu o piloto do Honda com o #18 que espera voltar aos palcos do WTCR em 2020.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos