Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - AUDI JÁ CONTRATOU PILOTO PARA A SUA NOVA EQUIPA DE F 1

Domingo, 25 Junho 2023 18:00 | Actualizado em Segunda, 26 Fevereiro 2024 00:14

Piloto de simulador contratado para o desenvolvimento dos motores da Audi para a Fórmula 1

Neel Jani

- 

O suíço Neel Jani torna-se o piloto de simulador para o desenvolvimento dos motores

- 

Foco no trabalho conceptual e na gestão de energia

- 

Simulador nas instalações de Neuburg como ferramenta de desenvolvimento do motor híbrido

A Audi está a dar o próximo passo no desenvolvimento do motor para o projeto de Fórmula 1 ao contratar um piloto de simulador. O profissional de corridas suíço Neel Jani (39) vai apoiar o desenvolvimento do motor da Audi com a sua experiência versátil em vários programas de desportos motorizados. Uma atualização do simulador de condução dinâmica para o trabalho no motor híbrido de Fórmula 1 está a ser executada em paralelo nas instalações de Neuburg. Em 2026, a marca dos quatro anéis vai entrar na categoria máxima do desporto automóvel.

"Tal como no processo de desenvolvimento, a simulação desempenha um papel importante no nosso projeto de Fórmula 1. O nosso simulador é uma ferramenta importante para o desenvolvimento do motor. É necessário um piloto de competição que, além de dominar a tecnologia, traga experiência vasta ao projeto, especialmente em termos de gestão de energia em condições de corrida", afirma Oliver Hoffmann, Membro do Conselho de Administração para o Desenvolvimento Técnico da AUDI AG.

Como antigo piloto de testes e de reserva na Red Bull Racing, Jani passou muitas horas num simulador de Fórmula 1. Como piloto de corridas de endurance, adquiriu experiência valiosa num automóvel de corrida híbrido. Como membro da equipa de fábrica da Porsche, venceu o FIA World Endurance Championship (WEC) em 2016 e a famosa corrida de 24 horas em Le Mans. "Estou muito entusiasmado por acompanhar a Audi na sua entrada na Fórmula 1. É uma honra e uma grande responsabilidade estar envolvido num projeto desta magnitude numa fase inicial. Estou certo de que, com a minha experiência na Fórmula 1 e em projetos LMP, posso estabelecer boas ligações entre a teoria e a prática", afirma o suíço.

Desde o final de 2022, os testes de um motor monocilíndrico têm conseguido resultados significativos para o seu desenvolvimento. A fase de desenvolvimento contínuo lança as bases relacionadas com a performance do motor para 2026, quando os novos regulamentos previrem uma eletrificação crescente. O motor elétrico (MGU-K) terá então quase a mesma potência que o motor de combustão interna. Os motores turbos de 1,6 litros, altamente eficientes, são alimentados por um combustível de síntese sustentável.

"De momento, estamos sobretudo focados em questões conceptuais fundamentais com grande relevância para a performance. No entanto, na avaliação de várias soluções técnicas, não nos baseamos apenas em métodos digitais. O know-how, a experiência e o desenvolvimento relevante na prática são elementos indispensáveis para tirar as conclusões corretas da simulação. Com essa combinação, podemos avaliar várias estratégias operacionais numa fase inicial e preparar o caminho para uma gestão eficiente da energia do motor", diz Adam Baker, CEO da Audi Formula Racing GmbH.

O primeiro motor híbrido, composto por motor de combustão interna, motor elétrico, bateria e eletrónica de controlo, deverá ser testado no dínamo antes do final do ano e constituir a base do futuro conceito de veículo. Graças à competição aberta, a Fórmula 1 serve de motor tecnológico tanto para a mobilidade elétrica, como para os combustíveis elétricos sustentáveis.

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos