Velocidade Online

Mundial - Outras Fórmula

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA E - MASERATI MSG RACING COMPLETA 9ª TEMPORADA EM LONDRES

Sábado, 05 Agosto 2023 06:27 | Actualizado em Sexta, 24 Maio 2024 17:31

MASERATI MSG RACING COMPLETA A 9ª TEMPORADA EM LONDRES


Temporada de 2023 da Maserati MSG Racing termina com uma corrida sobre piso molhado em Londres

A Corrida em Números

Edoardo Mortara

3ºs Treinos Livres // 12º

Qualificação Dois // 12º [1:11.078, Grupo B]

Corrida Dois // 11º

Volta Mais Rápida // 1:22.464

Posição no Campeonato // 14º [39 pontos]

Maximilian Günther

3ºs Treinos Livres // 11º

Qualificação Dois // 16º [1:11.346, Grupo B]

Corrida Dois // 14º

Volta Mais Rápida // 1:22.511

Posição no Campeonato // 7º [101 pontos]

Maserati MSG Racing

Posição no Campeonato // 6º [140 pontos]

Em Detalhe

A Maserati MSG Racing encerrou uma temporada de competição no E-Prix de Londres 2023, com a equipa do Tridente a completar a sua época de regresso de 2023 na capital do Reino Unido.

A temporada da formação sediada no Mónaco foi marcada por uma motivação imparável, com a equipa a ascender de um início desafiante e difícil para averbar 137 pontos na segunda metade da época.

Após uma série de penalizações de tempo durante a noite, Edoardo Mortara ascendeu ao Top 5 na Corrida Um, e a equipa operou um forcing final no circuito ExCeL.

Contudo, a chuva ligeira no final da qualificação do Grupo B levou a um final prematuro para Edo e para o seu companheiro de equipa, Maximilian Günther, com a dupla a não conseguir passar à fase dos duelos.

Um forte aguaceiro antes do início da corrida fez com que o final da temporada arrancasse atrás do Safety Car, ainda que, com as condições a deterioram-se, a prova tivesse sido suspensa com a amostragem da bandeira vermelha após cinco voltas percorridas.

As voltas de reconhecimento precederam um recomeço total 90 depois da hora originalmente prevista para a partida, e, de 11º e 16º, Edo e Max estabeleceram um ritmo inicial, explorando um ambiente de pista em permanente evolução.

O tempo húmido, e a distância de corrida mais curta, reduziram fortemente a necessidade de poupar energia, e ambos os pilotos optaram por ativar cedo o Modo de Ataque, para maximizar a posição em pista.

Com esta estratégia, Edo colocou-se na 10ª posição, embora um excesso de sobreviragem em condições difíceis tenha custado ao ítalo-suíço uma perda de terreno para Dan Ticktum. Max, entretanto, subia ao 14º posto.

Edo respondeu estabelecendo a volta mais rápida da corrida nesse ponto, mas, com a reduzida gestão de energia, provou-se ser difícil ganhar terreno adicional.

Edo recebeu a bandeira de xadrez no 11º lugar, ao passo que Max foi 14º, o que permitiu à equipa sr sexta no Campeonato do Mundo de Equipas.

Com a 9ª temporada terminada, todas as atenções centrar-se-ão da 10º temporada, que irá ter início no Circuito Ricardo Tormo, em Valência, Espanha, de 23-27 de outubro, para os testes de pré-temporada.

 

Nasd Suas Palavras

James Rossiter, Team Principal, Maserati MSG Racing

“Parece que foi ontem que iniciámos a época na Cidade do México, mas, agora, passados sete meses, tudo está terminado. Foi uma temporada de duas metades, mas a recuperação que exibimos enquanto equipa é uma coisa rara nos desportos motorizados. Foi o resultado de muito trabalho árduo nos bastidores, e, nos dias difíceis, fomos capazes de aprender ao máximo para regressarmos ainda mais fortes. Estou extraordinariamente orgulhoso da equipa, e dos nossos feitos. Toda a equipa merece um bom descanso antes da 10ª Temporada, mas o mundo da Fórmula E nunca para, somos uma equipa de competidores, e estamos já ansiosos por que chegue 2024”.

 

Edoardo Mortara, Piloto, Maserati MSG Racing

“Uma forma um pouco dececionante de terminar a nossa época, mas, dadas as circunstâncias que rodearam a gestão de energia, havia muito pouco que pudéssemos fazer. Infelizmente, falhar a fase dos duelos na qualificação deixou-nos com muito trabalho para fazer na corrida, mas, depois de ativar cedo o Modo de Ataque, pude entrar no Top 10. Lamentavelmente, tive uma perda de tração que me fez cair para o 11º lugar. Tentei recuperar, mas, com a corrida a decorrer praticamente a fundo, existiram poucas oportunidades para ganhar terreno. Devemos estar extremamente orgulhosos desta temporada, conseguimos recompor-nos este ano. Agora, teremos algum tempo para fazer uma pausa, e para garanter que celebraremos os nossos feitos”.

 

Maximilian Günther, Piloto, Maserati MSG Racing

“Não foi um dia fácil para nós. Mais uma vez, demos o nosso melhor. Na qualificação, houve oportunidade para fazer melhor, mas, infelizmente, não o conseguimos. O 16º lugar não era o que pretendíamos alcançar, e, partindo daí, seria sempre um dia difícil para recuperar. No molhado, foi muito difícil ultrapassar. Conseguimos terminar a corrida na 14ª posição, mas foi uma corrida difícil, um dia difícil, mas, não obstante, quando revemos a nossa temporada, podemos estar orgulhosos de muitas coisas, e desta grande reviravolta que protagonizámos. Com um pouco tempo, alcançaremos muitos boas façanhas, e estou orgulhoso da nossa equipa e do que fizemos este ano”.

 

Giovanni Sgro, Head of Maserati Corse

“As condições meteorológicas de hoje foram desafiantes, mas foi fantástico ver ambos os nossos pilotos cruzar a linha de chegada sem qualquer incidente. Esta temporada esteve, desde início, repleta de resultados interessantes, competitivos e emocionantes. Na segunda metade da temporada, a Maserati alcançou o seu primeiro pódio, a sua primeira vitória e o primeiro pódio em ‘casa’; algo que nunca esqueceremos. A resiliência da equipa, e o ímpeto competitivo, deixam-nos a todos confiantes que temos o impulso certo para enfrentar a 10ª temporada”.

 

Maserati MSG Racing
A Maserati MSG Racing é uma das equipas fundadoras do Campeonato do Mundo de Fórmula E da FIA, e, em dezembro de 2013, tornou-se no primeiro fabricante a aderir à primeira categoria totalmente elétrica do desporto motorizado. Enquanto um dos poucos totalistas desde a temporada inaugural de 2014/15 do campeonato, a MSG Racing cresceu e evoluiu de forma constante, e, em 2021, saboreou o êxito do Vice-Campeonato do Mundo com Edoardo Mortara, antes de completar, em 2022, a sua mais bem-sucedida temporada até à data, terminando a época como Vice-Campeã do Mundo de equipas.

Liderada pelo  Chairman & Managing Partner, Scott Swid, e pelo Team Principal, James Rossiter, a marca monegasca é a equipa mais diversificada em termos de género da Fórmula E, e está na vanguarda da sustentabilidade, da promoção dos princípios de equidade, diversidade e inclusão, da inovação técnica e da excelência. Para mais informação, por favor, visite o nosso website. Para acesso à mediateca e a conteúdos isentos de direitos, por favor, registe-se aqui.

 



Maserati S.p.A.

A Maserati produz uma completa gama de automóveis únicos, imediatamente reconhecíveis pela sua extraordinária personalidade. Graças ao seu estilo, à sua tecnologia e ao seu caráter exclusivo inato, satisfazem os gostos mais exigentes e refinados, desde sempre tendo sido uma referência para a indústria automóvel global. Uma tradição de automóveis de sucesso, cada qual redefinindo o conceito de automóvel desportivo italiano em termos de design, performance, conforto, elegância e segurança, atualmente disponíveis em mais de setenta mercados a nível internacional. Os embaixadores deste legado são o topo de gama Quattroporte, a berlina desportiva Ghibli, o Levante – o primeiro SUV construído pela Maserati, e o Grecale, o novíssimo SUV “everyday exceptional”, todos modelos caraterizados pela utilização de materiais da mais elevada qualidade e de excelentes soluções técnicas. O Ghibli, o Grecale e o Levante estão, também, disponíveis em versões híbridas. Uma gama completa, equipada com motores híbridos de quatro cilindros, e V6 e V8 a gasolina, com tração traseira e integral, que incorpora o ADN de performance da marca do Tridente. O topo da gama é ocupado pelo superdesportivo MC20 e pelo descapotável MC20 Cielo, animados pelo revolucionário motor V6 Nettuno, que incorpora tecnologias derivadas da F1, pela primeira vez disponíveis numa unidade motriz destinada a um automóvel de produção em série. Os novos modelos desportivos GranTurismo – disponíveis tanto com motores a gasolina de alta performance, como com uma cadeia cinemática 100% elétrica a bateria – projetam a Casa do Tridente no futuro: o primeiro automóvel da gama elétrica Maserati Folgore. A partir de 2025, todos os modelos da Maserati serão propostos numa versão totalmente elétrica, e toda a gama da Maserati será movida apenas a eletricidade a partir de 2030.

 

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos