Velocidade Online

Mundial - Outras Fórmula

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA E - MASERATI REGRESSA AO TOP TEN EM BERLIN

Quarta, 15 Maio 2024 06:34 | Actualizado em Segunda, 27 Maio 2024 09:58

MASERATI MSG RACING REGRESSA AO TOP 10 EM BERLIM


Jehan Daruvala, piloto da Maserati MSG Racing, obtém em Berlim o melhor resultado da sua carreira na Fórmula E

 

A corrida em números

Maximiliano Günther

3º Treino Livre // 5º

Qualificação // 5º [01:02,165, Primeiros quartos de final]

Corrida // DNF

Lugares conquistados // N/A

Volta mais rápida // 01:05,345

Lugar no Campeonato // 7º [65 pontos]

 

Jehan Daruvala

3º Treino Livre // 4º

Qualificação // 13º [01:02,693, Grupo A]

Corrida // 7º

Lugares conquistados // +6

Volta mais rápida // 01:04,374

Lugar no Campeonato // P19 [8 pontos]

 

Maserati MSG Racing

Lugar no Campeonato // 6º [73 pontos]

 

Em detalhe

A Maserati MSG Racing regressou ao top 10 na segunda parte da dupla jornada do E-Prix de Berlim de 2024, com o piloto Jehan Daruvala a terminar em sétimo e a obter o seu melhor resultado na Fórmula E.

Jehan, único estreante a tempo inteiro na grelha de partida da Temporada 10, esteve perto de, no sábado, na Alemanha, terminar pela segunda vez nos pontos na atual campanha, mas, infelizmente, não o conseguiu devido a um incidente no final da corrida.

No entanto, com um evidente bom ritmo, o jovem de 25 anos iniciou o dia domingo com grandes esperanças, e, após ter feito o quarto melhor tempo no 3º Treino Livre, teve a infelicidade de perder os duelos na qualificação.

Enquanto Jehan garantiu o 13º lugar na grelha, o seu companheiro de equipa, Maximilian Günther, fez valer os seus esforços e avançou para a fase dos confrontos, classificando-se na quinta posição.

Uma perda de potência no início da corrida, no entanto, custou a Max a perda de terreno vital, e, enquanto o piloto de 26 anos caía para 10º, Jehan subiua para 11º,  com uma atuação oportuna na primeira volta.

Depois de estabelecer um ritmo consistente de poupança de energia, Max começou a subir no Top 10 e ativou o Modo de Ataque nas 6ª e 9ª voltas, para se colocar numa posição estratégica privilegiada.

Apesar de ter perdido posições após a ativação, o piloto germânico regressou rapidamente aos pontos ao ganhar seis posições numa volta, mas sofreu danos na asa dianteira pouco depois.

Num incidente semelhante ao acidente que pôs fim à sua corrida no sábado, a asa dianteira de Max partiu-se, deslizou para debaixo do carro e impediu-o de utilizar a direção, fazendo com que batesse nas barreiras e ficasse fora da corrida.

A saída de Max deu lugar a um Safety Car na 11ª volta, e, após uma breve neutralização, a ação foi retomada no final da 14ª volta, com Jehan à beira do Top 10 e de olho nos pontos.

Depois de ter mantido a posição inicialmente, o indiano conseguiu ultrapassar Stoffel Vanndoorne na 21ª volta, e ficou nos pontos quando Norman Nato e Sacha Fenestraz chocaram na frente — um acidente que causou um segundo Safety Car.

No segundo recomeço, no final da 28ª volta, Jehan retomou o seu assalto aos luaares da frente, e ultrapassou Jean-Eric Vergne e Jake Hughes nas 36ª e 37ª voltas, antes de passar Taylor Barnard na última curva, na última volta, para conquistar o sétimo lugar.

A 10ª época do Campeonato do Mundo de Fórmula E da FIA será retomada a 25 e 26 de maio de 2024, para o primeiro E-Prix de Xangai ‑ a primeira corrida do campeonato na China desde a 5.ª época.

 

Nas suas palavras

 

Maximilian Günther, Piloto, Maserati MSG Racing

“Obviamente, uma corrida muito dolorosa. Penso que, de um modo geral, a qualidade e o ritmo que tivemos este fim de semana foram excelentes. Em todas as sessões — com exceção das corridas — estivemos entre os cinco primeiros. Na corrida, infelizmente, perdi a direção várias vezes nas primeiras duas ou três voltas, o que me fez cair vários lugares. Depois disto, decidimos utilizar uma nova estratégia, poupando energia, recuando um pouco, para obter uma vantagem energética e, depois, avançar. Foi o que fizemos, tivemos um pouco mais de energia do que a maioria dos carros na nossa volta, e começámos a progredir e a chegar à frente. As coisas estavam a correr bem, estava a sentir-me bem no carro, e, na segunda curva, quando estava a olhar para o espelho, houve um efeito acordeão e fui contra um dos carros da Andretti. Não fui capaz de evitá-lo, e foi o fim da corrida para nós”.

 

Jehan Daruvala, Piloto, Maserati MSG Racing

“Estou muito contente por ter conseguido o meu melhor resultado da época até agora. No geral, demos mostras de muitos progressos este fim de semana, e sinto que estou a evoluir bem. No final, fomos recompensados pelo nosso árduo trabalho com o sétimo lugar, com o qual nos podemos congratular. Estou ansioso por continuar a época em Xangai com esta dinâmica, e espero que possamos obter ainda mais pontos na China.”

 

Cyril Blais, Deputy Team Principal, Maserati MSG Racing

“Mais uma corrida dupla. Obviamente, foi um fim de semana muito dececionante para o Max, que arrancou entre os cinco primeiros depois de uma qualificação muito forte em ambas as corridas, mas que acabou por não se converter em pontos. É frustrante, porque sabemos que o ritmo está lá, mas vamos reagrupar-nos e tentar novamente em Xangai. Quanto a Jehan, estamos muito satisfeitos. Fez uma corrida forte e consistente, partindo no 13º lugar, subindo no pelotão quando foi necessário, e fazendo uma boa manobra na última curva, na última volta, para ficar em sétimo. Hoje obteve alguns bons pontos, o seu ritmo está a melhorar, e a sua consistência também. Estou ansioso por ver o que conseguimos alcançar nas últimas seis corridas desta época.”

 

Giovanni Sgro, Head of Maserati Corse

“Este fim de semana não foi fácil para nós. Max esperava um bom resultado na sua corrida em casa, mas, infelizmente, teve de desistir em ambas as corridas devido a acidentes. Ainda assim, teve um bom desempenho durante todo o fim de semana. Gostaríamos de ter festejado como fizemos no ano passado aqui em Berlim, mas também sabemos que, por vezes, as corridas podem ser imprevisíveis. Esta dupla jornada marca o meio de uma intensa Temporada 10, e estamos satisfeitos por Jehan estar a melhorar corrida após corrida, dando o seu forte contributo à equipa; este fim de semana conseguiu manter-se longe de problemas, apesar do tempo muito difícil que teve em pista, e trouxe para casa novos pontos, terminando na 7ª posição. Agora é tempo de olhar para a frente, e concentrarmo-nos em Xangai, daqui a duas semanas.”

 

Maserati S.p.A.

A Maserati produz uma completa gama de automóveis únicos, imediatamente reconhecíveis pela sua extraordinária personalidade. Graças ao seu estilo, à sua tecnologia e ao seu caráter exclusivo inato, satisfazem os gostos mais exigentes e refinados, desde sempre tendo sido uma referência para a indústria automóvel global. Uma tradição de automóveis de sucesso, cada qual redefinindo o conceito de automóvel desportivo italiano em termos de design, performance, conforto, elegância e segurança, atualmente disponíveis em mais de setenta mercados a nível internacional. A gama da Maserati inclui o Levante – o primeiro SUV construído pela Maserati, o Grecale, o SUV “everyday exceptional”, e o GranTurismo, o emblemático gran tourer italiano, todos modelos caraterizados pela utilização de materiais da mais elevada qualidade e de excelentes soluções técnicas. Uma gama equipada com motores híbridos de quatro cilindros – disponível para o Grecale e para o Levante, e V6 a gasolina, com tração traseira e integral, que incorpora o ADN de performance da marca do Tridente. O topo da gama é ocupado pelo superdesportivo MC20 e pelo descapotável MC20 Cielo, animados pelo revolucionário motor V6 Nettuno, 100% Maserati, que, pela primeira vez, incorpora tecnologias derivadas da F1 numa unidade motriz destinada a um automóvel de produção em série. O novo GranTurismo está disponível tanto com o motor V6 a gasolina de alta performance, derivado do Nettuno, como numa versão 100% elétrica: o GranTurismo Folgore, o primeiro automóvel na história da marca sedeada em Modena a adotar esta solução. Hoje, a gama totalmente elétrica inclui, também, o Grecale Folgore, o primeiro SUV totalmente elétrico da Maserati. A partir de 2025, todos os modelos da Maserati estarão disponíveis também numa versão totalmente elétrica, e toda a gama da Maserati será movida apenas a eletricidade a partir de 2028.

 

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos