Velocidade Online

Mundial - Outras Fórmula

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA E - DIFICULDADES PARA A MASERATI EM BERLIN

Quarta, 15 Maio 2024 06:38 | Actualizado em Segunda, 27 Maio 2024 09:36

DIA DIFÍCIL PARA A MASERATI MSG RACING EM BERLIM


Maserati MSG Racing enfrenta maré de azar no caótico E-Prix de Berlim de 2024

 

A corrida em números

Maximiliano Günther

1º Treino Livre // 4º

2º Treino Livre // 1º

Qualificação // 55 [01:02,156, Terceiros quartos de final]

Corrida // DNF

Lugares conquistados // N/A

Volta mais rápida // 01:05,508

Lugar no Campeonato // 7º [65 pontos]

 

Jehan Daruvala

1º Treino Livre // 5º

2º Treino Livre // 10º

Qualificação // 7º [01:02,332, Segundos quartos de final]

Corrida // 17º

Lugares conquistadas // +5

Volta mais rápida // 01:05,266

Lugar bo Campeonato // 20º [2 pontos]

 

Maserati MSG Racing

Lugar no Campeonato // 6º [67 pontos]

 

Em detalhe

A Maserati MSG Racing teve uma primeira corrida difícil na dupla jornada do E-Prix de Berlim 2024, com a má sorte num cenário imprevisível a travar o promissor progresso inicial da equipa monegasca.

Depois de uma corrida frustrante no Mónaco, duas semanas antes, a equipa entrou no fim de semana de Berlim com uma boa dinâmica das corridas anteriores, e exibiu um ritmo forte durante os treinos.

Na qualificação, os pilotos Maximilian Günther e Jehan Daruvala avançaram para os duelos dos respetivos grupos, mas, infelizmente, foram eliminados da sessão nos quartos de final.

Enquanto Max se qualificou em quinto lugar, Jehan assegurou a sétima posição, embora uma penalização de 20 lugares na grelha, causada por uma substituição da caixa de velocidades, tenha relegado o piloto indiano para o 22º posto da grelha.

Com Berlim a marcar o regresso das corridas de Fórmula E ao estilo pelotão, Max optou por um arranque conservador e caiu para sétimo, enquanto Jehan, que não conseguiu cumprir a sua penalização total na grelha, foi forçado a cumprir uma penalização stop-go de 10 segundos no final da primeira volta.

No entanto, a dupla recuperou rapidamente e, enquanto Max estabeleceu a posição de pista dentro do Top 10, um Safety Car, causado por uma paragem de Joel Eriksson na 11.ª volta, proporcionou a Jehan uma oportunidade fundamental para recuperar o terreno perdido.

Quando a corrida foi retomada, na 17ª volta, Max fez progressos imediatos, e lutou para chegar aos quatro primeiros, mas foi empurrado de volta para o seio do pelotão depois de uma falha na ativação do Modo de Ataque na 21ª volta.

Depois de utilizar o dispositivo com sucesso mais tarde na corrida, lamentavelmente, Max sofreu danos irreparáveis na 28ª volta, quando a sua asa dianteira se partiu e deslizou por baixo dos pneus dianteiros, impedindo-o de utilizar a direção e fazendo-o embater nas barreiras.

O que deixou Jehan como único competidor da equipa, e, com uma forte recuperação, o jovem de 25 anos lutou eficazmente para chegar ao Top 10, sendo um protagonista-chave na luta pela liderança nas últimas voltas.

Quando se encontrava entre os cinco primeiros, Jehan, infelizmente, sofreu danos na asa dianteira, e foi forçado a ir à box para reparações. Apesar de ter regressado à corrida, terminou no 17º lugar.

O E-Prix de Berlim 2024 será retomado no domingo, 12 de maio de 2024, com uma segunda corrida em Tempelhof, na Alemanha.

 

Nas suas palavras

 

Maximilian Günther, Piloto, Maserati MSG Racing

“Obviamente, a corrida de hoje foi uma corrida muito difícil e repleta de ação, mas, mesmo assim, mostrámos um bom ritmo em todas as sessões. Nos treinos livres, estávamos com uma boa sensação no carro, o que confirmámos na qualificação, com um lugar entre os cinco primeiros para a largada. Na corrida, diria que estivemos em desvantagem durante algum tempo, mas, a meio da corrida, conseguimos regressar aos cinco primeiros. A luta foi muito intensa e, infelizmente, embati noutro carro que me partiu a asa, e acabou por pôr fim à minha corrida. Não estou contente com o resultado, mas as corridas são assim, e faz parte de uma época — há sempre momentos como este. Vamos ver os aspetos positivos, ver o que podemos fazer, e concentrar-nos na segunda corrida de amanhã”.

 

Jehan Daruvala, Piloto, Maserati MSG Racing

“Hoje foi um dia um pouco complicado. Apesar de tudo, estou contente com a minha corrida. Tivemos um bom desempenho na qualificação, mas começámos em último, com a penalização na grelha, devido à substituição da caixa de velocidades, e, depois tivemos, o Safety Car, de que precisávamos de um ponto de vista estratégico. A corrida estava a correr muito bem até ao último Safety Car, e, no recomeço, vi-me envolvido num incidente. Hoje, não há pontos, o que não é um reflexo justo dos nossos esforços, mas amanhã é um novo dia.”

 

Cyril Blais, Deputy Team Principal, Maserati MSG Racing

“Hoje foi uma corrida muito difícil para a equipa. Iniciámos bem o fim de semana com um bom desempenho de ambos os pilotos na qualificação. Max arrancou de quinto, e Jehan deveria ter arrancado de sétimo, mas, com a penalização na grelha, devido à substituição da caixa de velocidades, arrancou do fundo da grelha. A nossa estratégia com o Jehan foi sempre poupar energia e esperar por um Safety Car, e, quando isso aconteceu, colocou-o numa posição muito forte. No final da corrida, estava a lutar entre os cinco primeiros, e parecia muito promissor, mas houve um efeito acordeão na frente que causou alguns danos no carro. Tivemos um resultado muito semelhante com o Max. Mais uma vez, estávamos entre os cinco primeiros, mas depois tivemos um pequeno contacto com [Edoardo] Mortara, após o nosso segundo Modo de Ataque. A asa dianteira foi parar debaixo do carro, e, nessa altura, Max era apenas um passageiro. Batemos no muro e havia demasiados danos para continuar. Foi uma corrida difícil, mas vamos reagrupar-nos para amanhã. É evidente que temos um bom ritmo — só precisamos de juntar tudo na corrida.”

 

Giovanni Sgro, Head of Maserati Corse

“É sempre de lamentar quando estamos a ter um bom desempenho durante uma corrida e os acidentes impedem-nos de terminar em grande. Mas faz parte das corridas, e estamos preparados para isso. Max qualificou-se bem, e esteve na zona dos pontos fortes durante a maior parte da corrida, ao passo que Jehan fez um trabalho incrível, ganhando 16 lugares até ao 5º, antes de um incidente que o empurrou para a 17º posição. Mas seguimos em frente, e estamos concentrados na segunda corrida de amanhã.”

 

Maserati S.p.A.

A Maserati produz uma completa gama de automóveis únicos, imediatamente reconhecíveis pela sua extraordinária personalidade. Graças ao seu estilo, à sua tecnologia e ao seu caráter exclusivo inato, satisfazem os gostos mais exigentes e refinados, desde sempre tendo sido uma referência para a indústria automóvel global. Uma tradição de automóveis de sucesso, cada qual redefinindo o conceito de automóvel desportivo italiano em termos de design, performance, conforto, elegância e segurança, atualmente disponíveis em mais de setenta mercados a nível internacional. A gama da Maserati inclui o Levante – o primeiro SUV construído pela Maserati, o Grecale, o SUV “everyday exceptional”, e o GranTurismo, o emblemático gran tourer italiano, todos modelos caraterizados pela utilização de materiais da mais elevada qualidade e de excelentes soluções técnicas. Uma gama equipada com motores híbridos de quatro cilindros – disponível para o Grecale e para o Levante, e V6 a gasolina, com tração traseira e integral, que incorpora o ADN de performance da marca do Tridente. O topo da gama é ocupado pelo superdesportivo MC20 e pelo descapotável MC20 Cielo, animados pelo revolucionário motor V6 Nettuno, 100% Maserati, que, pela primeira vez, incorpora tecnologias derivadas da F1 numa unidade motriz destinada a um automóvel de produção em série. O novo GranTurismo está disponível tanto com o motor V6 a gasolina de alta performance, derivado do Nettuno, como numa versão 100% elétrica: o GranTurismo Folgore, o primeiro automóvel na história da marca sedeada em Modena a adotar esta solução. Hoje, a gama totalmente elétrica inclui, também, o Grecale Folgore, o primeiro SUV totalmente elétrico da Maserati. A partir de 2025, todos os modelos da Maserati estarão disponíveis também numa versão totalmente elétrica, e toda a gama da Maserati será movida apenas a eletricidade a partir de 2028.

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos