Velocidade Online

Mundial - Ralis

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS 2022 - A PIRELLI NO RALI DA NOVA ZELANDIA

Sábado, 01 Outubro 2022 08:53 | Actualizado em Domingo, 27 Novembro 2022 14:54

RALI DA NOVA ZELÂNDIA: A ESTRATÉGIA DE PNEUS SERÁ CRUCIAL 

 

 

 

 O Rali da Nova Zelândia está de regresso ao calendário do Campeonato Mundial de Ralis, após 10 anos de ausência, quando faltam apenas três rondas para o final, com tudo ainda por decidir. Superfícies mistas, e por vezes escorregadias, níveis médios de abrasividade e curvas exigentes são alguns dos desafios deste rali. Em 2022, não faltarão novidades tal como a dupla passagem na lendária pista de Whaanga Coast e as longas distâncias percorridas no primeiro dia de competição: 158,56 quilómetros, distribuídos por seis etapas especiais (de um total do total de 279,8 quilómetros). 

 

A IMPORTÂNCIA DOS PNEUS NA NOVA ZELÂNDIA 

 

A procura pela aderência ideal, a gestão e manutenção da integridade dos pneus e dos carros serão os verdadeiros desafios para os pilotos. A sorte da corrida será, provavelmente, decidida logo na sexta-feira, que não só apresenta etapas muito longas como também muito exigentes, em particular as duas passagens da Whaanga Coast (SS2 e SS5 de 29,27 quilómetros), com curvas em contra inclinação que põem à prova a estrutura dos pneus. Não menos exigentes são as passagens duplas de Te Akau South (SS3 e SS6), que estão entre as mais longas da temporada (31,48 quilómetros). A escolha e a estratégia dos pneus serão cruciais: cada equipa terá de encontrar o equilíbrio certo entre desempenho, robustez e resistência ao desgaste. 

 

 

Citação Pirelli 

 

Terenzio Testoni, responsável Pirelli pelas atividades de rali: "A última corrida de gravilha da temporada também promete ser uma das mais exigentes. Acho que veremos estratégias de pneus muito variadas, onde todos os pneus disponíveis serão cruciais. Além das tensões estruturais, também se espera um alto nível de desgaste, principalmente no primeiro dia da prova. Geralmente, os pilotos que largam primeiro podem ter algumas desvantagens de aderência nas primeiras passagens. As sempre inconstantes condições meteorológicas também podem obrigar a repensar as estratégias." 

 

Pirelli em números    

    

A Pirelli vai transportar cerca de 500 pneus para os carros de Rally1. Cada piloto pode utilizar até 28 pneus durante o rali, incluindo o shakedown. Uma nova regra para os eventos de gravilha de 2022 significa que cada piloto pode escolher 4 pneus extra de qualquer composto, antes do shakedown, além da alocação padrão. Para o rali, cada carro terá à sua disposição:    

    

• 24 Scorpion KX WRC SA 

 8 Scorpion KX WRC HA    

   

   

A Pirelli também vai também transportar 740 pneus para os carros das categorias de WRC2 e WRC3:    

    

• 22 Scorpion K6B macios (K6 para Rally3)   

• 8 Scorpion K4B duros (K6 para Rally3)   

• Podem ser utilizados um máximo de 26 pneus (incluindo o shakedown, ondem podem ser utilizados quatro pneus extra

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos