Velocidade Online

Comércio e Industria - Novidades

COMÉRCIO&INDUSTRIA - SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO CRÉDITOYCAUCION

Quarta, 10 Julho 2024 06:49 | Actualizado em Quinta, 11 Julho 2024 19:31

Recuperação suave na zona euro em 2024 e 2025

As previsões da seguradora de crédito apontam para um crescimento do PIB de 0,8% em 2024, o que representa uma melhoria de duas décimas face ao previsto há seis meses.
 


De acordo com as últimas Perspetivas Económicas divulgadas pela Crédito y Caución, a economia da zona euro entrará num período de recuperação económica suave em 2024. As previsões da seguradora de crédito apontam para um crescimento do PIB de 0,8% em 2024, o que representa uma melhoria de duas décimas face ao previsto há seis meses.

Espanha é um caso atípico, com uma revisão em alta de 11 décimas de ponto percentual nas suas previsões. A economia espanhola está a beneficiar de um setor do turismo em expansão, de um mercado de trabalho forte e de apoio orçamental ao abrigo do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da União Europeia. As revisões nos outros grandes países da zona euro também foram ascendentes, mas menores. A Alemanha continua a ser o ponto fraco desta recuperação devido à lentidão do seu setor transformador. 

De acordo com a estimativa preliminar, o PIB da zona euro aumentou 0,3% no primeiro trimestre de 2024, o primeiro valor significativo de crescimento em mais de um ano. O crescimento foi impulsionado pela expansão do consumo e das exportações. Após meses de queda ininterrupta, houve uma recuperação da inflação em maio. Apesar deste aumento, a seguradora de crédito espera que a inflação feche 2024 em 2,2%, seguida de 1,3% em 2025. Neste contexto, o Banco Central Europeu aplicou a sua primeira redução das taxas de juro em junho. Embora não haja compromisso de seguir uma trajetória específica das taxas, o relatório prevê que haverá dois cortes adicionais nas taxas em 2024, em setembro e dezembro.

A recuperação esperada do consumo distribuiu-se de forma desigual entre os países da zona euro no primeiro trimestre. Prevê-se que o consumo privado recupere em 2024 e 2025, graças ao aumento do rendimento real das famílias e à melhoria da confiança. Espera-se também que a atividade de investimento aumente gradualmente, apoiada pela flexibilização das condições de crédito e pela prossecução dos níveis de desalavancagem financeira. O crescimento das exportações da zona euro, que se tornou positivo no final de 2023, será limitado em 2024 (0,6%), mas acelerará em 2025 (4,3%).

A dívida da zona euro diminuiu ligeiramente para 90% do PIB em 2023, impulsionada pelo forte crescimento nominal do PIB. Para 2024 e 2025, o relatório prevê que este rácio estabilize devido aos custos mais elevados do serviço da dívida e a um menor crescimento nominal, com grandes diferenças entre os Estados. A França (124%), a Itália (148%) e a Grécia (203%) apresentam rácios significativamente superiores à média e muito superiores à Alemanha (60%) ou aos Países Baixos (50%). 

Olhando para 2025, o relatório prevê que a taxa de crescimento do PIB ultrapasse 1,8%, uma vez que um ambiente inflacionista mais benigno favorecerá o poder de compra dos consumidores.
Sobre a Crédito y Caución
 
Crédito y Caución é uma das marcas líderes em seguro de crédito interno e de exportação em Portugal, com uma quota de mercado de 23%. A Crédito y Caución contribui para o crescimento  das empresas, protegendo-as dos riscos de incumprimento associados a vendas a crédito de bens e serviços. A marca Crédito y Caución também está presente em Espanha e no Brasil. No resto do mundo opera como Atradius. Somos um operador global de seguro de crédito presente em mais de 50 países. A nossa actividade consolida-se no GCO


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos